Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

colegio de padres

Autor: pimentinha
Categoria: Heterossexual
Data: 06/01/2013 16:57:28
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sempre fui uma criança desinibida, muito sapeca deixava sempre meus pais numa saia justa. Jáno jardim eu aprontava com os meninos, mas claro que pra todo mundo tudo não passava de uma gracinha inocente.

Trabalho mesmo fui dar no inicio da adolescência, quando comecei a querer namorar, por duas vezes mamãe foi chamada na escola por eu estar beijando os meninos. Mas o pior ou melhor ainda aconteceria, quase no fim do ano, as freiras me pegaram com um carinha da oitava serie, já mais experiente não me contentava com beijinhos inocentes e já tirava a blusa para que os meninos chupassem o que eu chamava de peito. Não preciso dizer que fui convidada gentilmente a sair da escola.

No ano seguinte me matricularam num colégio considerado mais linha dura, de padres, até que não dei muito trabalho, pelo menos era o que minha mãe pensava, com os peitinhos maiores eu fazia a alegria de alguns meninos mais velhos até que um dos padres descobriu...bom claro que a bronca foi enorme mas ele não chamou meus pais em compensação eu sempre o visitava nos intervalos...uma chupadinha nos peitinhos que desabrochavam fazia o irmão Juvencio perdoar os meus pecados.

Com esse passaporte cheguei até a oitava serie, irmão Juvencio sempre acobertando minhas sacanagens com os meninos e eu agradecida deixava ele mamar meus peitinhos com vontade. Irmão Juvencio não era nenhum velho, era um jovem senhor de seus 40 anos, com a cabeça jovem, era professor de biologia minha melhor nota.

Jà na oitava achava que só chuparem meus peitos e resolvi ir mais além, aprendera com uma menina do terceiro ano que os meninos gostavam de ser tocados, foi assim que irmão Juvencio me pegou pagando um boquete .

Bom nem é preciso dizer que o silencio dele havia ficado mais caro... e claro que fui lá ajoelhar e pedir absolvição dos meus pecados. Quase todos os dias ficava até mais tarde na escola para minha penitencia. Irmão Juvencio já estava mais exigente, já não se contentava em abrir o fecho das calças e colocar o “santo” pra fora e com a desculpa de que eu poderia me sujar pedia para que eu tirasse a roupa. No inicio era só o de sempre, mamadinhas no meus peitos e o boquete, mas o clima esquentara e começamos a nos esfregar de forma intensa a ponto dele gozar em mim.

Outros padres já desconfiavam da predileção de Juvencio por mim, o que tanto ele fazia com aquela aluninha com fama de safada? As vezes eu percebia os olhares famintos de outros padres, mas fingia não entender. Os encontros na escola tornaram-se menos frequentes e costumávamos nos encontrar no horário da missa das sete quando os outros padres participavam, geralmente iámos para um deposito na escola onde brincávamos um pouco.

O clima entre a gente começava a esquentar, eu particularmente achava interessante, minhas notas eram sempre boas, não seria expulsa por me esfregar com os meninos e cá entre nós o padre era bem quente. Eu do meu jeito sentia tesão em me esfregar naquele corpo e ele sabia disso.

Numa tarde depois das aulas não resisti, havia visto um vídeo pornô com um dos meninos e era de sexo anal...esperei os padres saírem e bati na porta de Juvencio, claro que ele adorava minhas visitas mas naquela tarde não podia imaginar que eu queria mais .

O clima estava quente demais, ele não se aguentava mais de tanto tesão,sabia que não me comeria, tinha medo de uma gravidez...mas quem sabe se lhe oferecesse meu cuzinho rosado...e foi o que fiz, de quatro na cama fiz carinha de pidona ele enlouqueceu...a cabeça do pai parecia ainda maior do que o de costume, pressionava meu botãozinho apertado de forma faminta...eu me arrepiava como jamais havia acontecido. Virei de frente, queria sim ser comida ali mesmo, mas ele me virou e mirou meu botão rosado foi um tiro certeiro que me fez gritar, era uma experiência totalmente doida, a dor que eu sentia não era maior que meu prazer, Juvencio metia com vontade, esquecera de sua vida dedicada à igreja e se transformara num macho insaciável comendo sua presa.

Naquela tarde perdemos a noção da hora, eu estava exausta nossos corpos caídos naquela cama de solteiro denunciavam a safadeza de um servo do senhor e uma menininha safada. Ao deixar o quarto percebi que aquela seria a ultima gota de prazer com irmão Juvencio. Alguns padres escoltavam a porta como forma de testemunharem a luxuria do irmão.

Na manhã seguinte fui chamada pelo diretor, o velho padre delicadamente pedia minha transferência da escola ao fim do ano e anunciava a transferência de juvencio para outra unidade da escola.

Apesar de Juvencio ter sido afastado das aulas de biologia, minhas notas continuaram boas, eu era vigiada por todos os padres para que não me atrevesse a procurar o transgressor. Numa das missas consegui me aproximar e marcar um encontro, na manhã marcada não apareci na escola, esperei por ele numa rua próxima e fomos para um desses motéis fétidos onde bandidos e prostitutas se escondem. Ali finalmente pudemos revelar nossas fantasias na cama, eu me transformara numa putinha barata e ele num padre tarado, chegara a hora de virar mulher o tesão era maior que o medo e não conseguimos evitar. O sangue escorreu junto ao leite quente e grosso.

A safadeza que invadiu o quarto nos levaria direto ao inferno. Eu aprendera a ser uma puta na cama rezando numa cartilha santa. Mais uma vez o tempo fugiu de nosso controle, pais e padres procuravam por nós.

A certeza de um adeus culminava com a ultima gota de porra que descera em minha boca, como forma de guardar para sempre aquele gosto.

Finalmente naquela tarde, depois de tanta safadeza, troquei meu primeiro beijo, molhado, cheio de tesão, primeiro e quem saberia dizer ultimo.

Comentários

11/09/2013 23:19:06
otimo comto
01/03/2013 19:03:02
Delícia. Um tesão só, do início ao fim.
08/01/2013 12:42:50
Caramba, que luxúria menininha safadazona... vc foi CUroinha do padre... rsrsrs. 1000 super Beijos! Valeu...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novinha deixou o tii passar a mao na bucetinha em troca de dinheiroO dia em que fodi a detenta carente e tesudamulheres gelo gande metendo piquito da outraporn xxx mulher paga divida e corno vendo ela chorar de dorcomtos exitantesvi meu genro transando contosexo novos banho conhadas nuasVirei travestir:ma virge fudendo com irmao do piru gigamteComtoseroticos cegredosiririca em horas inoportunasmostrei a buceta meu genro comeu conto eroticovídeo vídeo da Mônica e balançando a bundinha com toalhavarias mulheres nuas no meio da grama mexendo na buçetaMãeem sinaa filha chupa picafui so dar uma alisadinha nao deu mandei pra dentro video casero pornoContos de caseiros negros idoso bem dotado comendo cu de patroas brancasXVídeos a comadre de vestido bem curtinho com a boca fica do lado de fora no ônibuselementarians eroticoFiz minha sobrinha trair seu noivo no motel. Comigo comi seu cu conto eroticover vidios porno da xvidio mulher veste marido com langeri e deixa ele para o amante fudercontos quentes de padrasto tarsdoprima separada com tesaozoofilia cavalo tira sangue e bosta do cu da vadiavídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãonovos contos eroticos de maes dandos suas calcinhas usadas como premio pros filhosporno na fazenda porno doido homem chupanto a buceta ate gozartacú do neltinho arrombadoContos eu e mamae somos putas do pai e amigos delecomo fazer alguem te pedir dxclpa a distanciaContos eroticos gay o engraxateginecologista gemendo baixinho pra ninguém escutar porno doidoleitinho do papai contos inocenteponodoido cenas muito forteentregei uma pizza e mepagou com boqueteJairinho baiano pornô gaypau grosso devasando bucetaloira e judiada levando com forca na boca e na bussetadescreva como se sente ao esfregaren seu clitoresbrincando escanchada contos pornobadboys roludo comendo mulher a forcaFui inciada pelo amigo do meu pai contos eroticosvídeo de moleque pequenininho trancadinho batendo p****** sexoContos chantagiei minha irmazinhaeu quero um vídeo acaba transando com a mulher postergando ela na cama dormindo a força e ela gritando ele comendo elamohamed elatar punhetandomeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticotentando meter com pinto inchadoatia muito malha torneada de bunda e pernad grosa fudeu com seu sobrinh negao do pau enorme e ela nao aguente e pede pra ele tirar porque ta doendo muitocontos nao resisti vi a buçeta da minha mae bebadaFoto de pika pulhetando mundobicha.com brasil academicosgay jogando video game pelado sozinhoConto erotico gay mão bobaCrossdress de vestidinho tubinhoContos eroticos minha mulher e minha irma dividiram a piroca enormeporno serena ali ta doendocontos eroticos comi a bundinha da menininha do baleXvideos barulhos q a chochota fas na hora do sexobundas enormes aberdaagozou dentro da buceta e a mulhervnao queria no xvideosfilhinha da a buceta para irmao e padrastoneguei sexo ao meu marido e ele me pegou a força sexovaga em Tambaba mulher chupando rolaSexo menage aclimação casadaas bucetas mais esgassadas gozandowww delexvidio comcontos a punheteira do papaiconvecendo o enteado novinho le da o cubocete nu travetiaconto erótico lambida na buceta calcinha de lado língua tremeunivinha com o pacote em chadinho