Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Dando uma de eletricista na casa da coroa rica.

Autor: Beastcock
Categoria: Heterossexual
Data: 07/04/2013 05:59:42
Nota 10.00
Ler comentários (0) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Opa caros leitores, como vão?

Meu nome é Gustavo e venho aqui escrever mais um de minhas aventuras sexuais que tive e foi lá pelos meus 17 anos (não lembro direito a minha idade naquela época mas foi quando eu tinha 16 pra 17 anos.)

Bom começando, uma nova vizinha havia chegado no condomínio, seu nome é Dona Glaucia tinha seus 40 e poucos anos e recentemente divorciada sem filhos procurando vida nova num condomínio da zona sul da capital paulista. E que coroa, tinha mais ou menos 1,70 de altura, branquinha, cabelos castanhos lisos bem curtos até no ombro, olhos castanhos claro uma boca um pouco carnuda, seios médios um pouco separados um do outro (seus seios do estilo melão bem gostoso) sua cintura um pouco fina, sua bunda média redonda com suas coxas um pouco grossas na medida certa de sua bundinha. Resumindo suas características, uma delícia de coroa.

Quando Glaucia se mudou e se instalou, conheceu a minha mãe no elevador e daí virou amigas além de vizinhas, conheci Dona Glaucia quando minha mãe a convidou pra almoçar em casa, quando eu vi aquela delícia de vestido (muito elegante, bem chique) comi ela com os olhos. Durante o dia reparamos bem nela que era de classe alta ela falava de várias coisas que ela é (ou foi) rica e tudo que ouvi depois foi "blá blá blá". A conversa com a minha mãe com todos na mesa ela reclamou do seu chuveiro, dos canais da TV e das lâmpadas que não ascendiam, como eu sei destes almoços os mais experientes conversavam enquanto os jovens ficavam quietos concordando e discordando e minha mãe me ofereceu para consertar tudo e não tive como dizer não:

- Já falou com o sindico? Com o zelador?

- Falei com o sindico e ele falou que quando puder manda o zelador. E isso foi à quatro dias!

- Sério? Nossa a última vez que chamamos o zelador não demorou nem uma hora. Mas se quiser o Gustavo pode consertar pra você! Né querido?

- É posso sim! - E pensei "Fazer o que né!" E na despedida dela:

- Tchau Dona Glaucia!

- Por favor pode me chamar de Glaucia ou Glau como preferir mas sem Dona! - Ela me abraça forte e me da um beijo no canto da boca e eu passo a mão na sua bundinha sem ninguém perceber.

No dia seguinte fui em sua casa e vi aquela delicia de blusinha regata sem sutiã e acabou destacando os biquinhos dos seus seios e uma calça de malha que marcava bem sua bundinha redonda fiquei louco de tesão no momento, entrei na sua casa e vi várias coisas chiques e coisas que ganhou do seu ex marido (coisas que qualquer pessoa rica tem!) Comecei pelas lâmpadas, troquei e ficou tudo ok. Depois fui consertar o chuveiro ela ficou comigo no banheiro, eu mexia nos fios do banheiro e depois quando eu liguei o chuveiro, o chuveirinho escapou e a pressão de água forte acabou nos molhando, a blusinha regata de Glaucia ficou toda molhada e destacaram mais ainda seus seios eu não tirava os olhos dos seus seios e nem tinha percebido que molhou a minha bermuda e marcou o meu pau duro, ela olhou deu uma risadinha e saiu do banheiro e eu terminei no chuveiro e fui chamá-la em seu quarto, a porta estava meio encostada e dei uma espionada, a vi toda gostosinha trocando de blusinha, Glaucia passava as mãos em seus seios apertava os biquinhos e gemia baixinho. Não tive coragem pra chegar lá então eu bati na porta como se nada tivesse acontecido, ela se vestiu rápido e foi comigo pro banheiro para ver o chuveiro consertado. Fomos para sala para ver a TV, somente pluguei os cabos na TV, Glaucia me agradeceu e foi mudando de canal até chegar nos canais eróticos que estavam abertos, meu pau estava rasgando minha bermuda, Glaucia deixou o controle caiu e ela se curvou pra pegar, deixando sua bundinha redonda gostosa exposta, não segurei mais o tesão falou mais alto e encoxei, ela ficou surpresa e tentou se afastar mas quando sentiu meu pau começou a rebolar, Glaucia se endireitou ela colou meu corpo com o dela, suas mãos em volta do meu pescoço e as minhas mãos em sua cintura e ela falou:

- Olha faz tempo que eu não faço isso!

- Não precisa se preocupar!

- Meu ex marido era um broxa, às vezes eu traia ele!

- Mas eu sou bem saudável!

- Vamos ver. - Glaucia me puxou e me beijou, eu retribui, comecei a passar a mão na sua bunda redonda e dar umas apertadinhas, Glaucia roçava sua coxa em meu pênis, passava a mão no meu pau, ela subia sua mão levantando a minha camisa até tirá-la, deixei ela de costas pra mim e comecei a apalpar seus seios, continuava a beijá-la, sua mão em meu pau e a outra deslizado sobre meu peitoral, as minhas mãos apertando seus peitos e comecei a levantar sua blusinha e tirei sua blusinha deixando seus seios de fora, comecei a apertar seus biquinhos ela gemia baixinho no meu ouvido, ela abriu a minha bermuda que imediatamente caiu e ela só deu o trabalho de abaixar a minha cueca, viu meu pau, se ajoelhou e caiu de boca, mas só na cabecinha parecia que Glaucia não tinha coragem de enfiar tudo na boca, coloquei minhas mãos em sua cabeça e comecei a pressionar contra o meu pau fazendo ela engolir tudo e ficamos no vai e vem bem rápido, eu pressionava mais forte deixando ela engolir todo o meu pau, ela pôs a mão fazendo eu parar, Glaucia começou a fazer uma gulosa deixando meu pau todo babado, quando percebi que ia gozar eu logo tirei sua boca do meu pau, levantei Glaucia e deixei ela de bunda empinadinha pra mim, tirei sua calça, vi sua bundinha (e vi suas celulites que alias tinha bastante, mas como não ligo pra isso) e comecei a dar tapas na sua bunda:

- Sabe o que vou comer hoje?

- O que meu macho?

- Carne branca!

- Ain que delícia! - Comecei a meter os dedos na sua boceta

- Ha se vou, você vai sentir um pau de verdade! - Ela me masturbava e gemia, eu metia meus dedos na sua bucetinha e ficou meladinho do melzinho dela!

- Você vai me fazer gozar né?

- Claro você vai ficar louquinha!

- Ai sim, e quero leitinho na minha boquinha!

- Vai engolir tudo?

- Não vou desperdiçar uma gota! - A deixei de bundinha empinada, curvada se apoiando no sofá, coloquei sua calcinha de lado e comecei a comer sua bocetinha, ela gemia loucamente e não demorou muito ela logo gozou. Senti o gozo dela no meu pau e coloquei-a pra limpar meu pau, Glaucia fazia uma garganta profunda e eu tirava meu pau da boca dela puxando-a pelos cabelos e dizia:

- Tá gostando? Sua vadia!

- Me fode meu macho, fazia tempo que não sentia uma pica assim!

- Fica de quatro, agora é vez do anelzinho!

- Por favor, não, eu nunca dei meu anelzinho!

- Primeira vez agora! - Eu não pensei muito, a deixei de quatro em cima o sofá abriu o cuzinho dela e comecei meter no seu anelzinho, Glaucia gritava de dor, coloquei suas duas mãos segurando suas nádegas vermelhas de tanto tapa que dei. Dona Glaucia estava vendo estrelas, ela gemia com os olhos fechados e pedindo pra meter, senti que ia gozar e tirei.

Sentei no sofá e ela ajeitou meu pau na sua xota e começou a sentar no meu pau de costas pra mim, Glaucia sentava e gemia demais, eu queria segurar mais pra comer o cuzinho dela naquele dia mas não deu, levantei ela que se ajoelhou e abriu a bocona pra receber a minha porra, me masturbei e gozei na boca dela que engoliu tudo e mostrou pra mim. Olhei no relógio e vi que estava tarde e precisava voltar pra casa e combinamos que nos veríamos amanhã. Inventei uma boa desculpa para o meu pai e fui pra casa da Glaucia louquinho pra comer aquele cuzinho, cheguei lá um amigo meu saiu de lá, procurei pela Glaucia que estava no quarto e perguntei por que ele estava saindo de lá:

- Porque o Fabio acabou de sair daqui?

- Ele se ofereceu pra subir minhas compras!

- Ah preciso nem falar! - Ela estava enrolada num lençol!

- Eae vai querer?

- Não querendo ser um imbecil, mas que tal você ir tomar um banho!

- Sim, você foi um imbecil, mas vou tomar banho... Já volto!

- Tudo bem! - Glaucia se levantou e com seus peitos melados de porra, ela entrou no banheiro e eu fui tirando a roupa, fiquei só de cueca e deitei na cama, fiquei alisando meu pau endurecendo-o, Glaucia não demorou muito e voltou pro quarto enrolada numa toalha, ela me viu, deixou a toalha cair e foi pra cama, ela arrancou a minha cueca e caiu de boca no meu pau, ela chupava com vontade, com gosto de ter uma pica na sua boca, eu via ela de quatro me chupando imaginei mil coisas que poderia fazer com ela e que acabei gozando na boca dela. Glaucia fez uma carinha que queria mais e não a decepcionei, passaram-se uns minutos pra poder me recuperar e voltei a ativa, Glaucia ficou de lado com suas pernas encolhidas e comecei a comer seu cuzinho, ela gemia bastante e o seu cuzinho apertado nos excitava muito, fiquei de joelhos em cima da cama e continuei a meter no seu cuzinho, Glaucia apertava seus seios e olhos fechados gemia. Deitei na cama e Glaucia ajeitou minha rola no seu cuzinho e começou a quicar no meu pau. Ela levava sua mão direita à cabeça bagunçando seu cabelo e a mão esquerda apertada seus seios, Glaucia mordia seus lábios de olhos fechados, ela sentava no meu pau com certa velocidade, minhas mãos estavam em suas nádegas, apertando e estapeando. Ela se levantou e eu também, fiquei de pé e ela de quatro em cima da cama, ela afastou um pouco as pernas se abaixando pra ficar numa posição melhor para eu meter no seu delicioso rabo. Comecei a meter sem dó, estapeando sua bunda e puxando seus cabelos curtos enquanto ela gemia alto. Perguntei à ela onde ela queria que eu gozasse, ela pediu pra gozar dentro do seu cuzinho, então continuei comendo seu cu que deixou de ser apertado e gozei dentro dela. Tirei meu pau e enfiei os dedos no seu rabo e tirei melados de porra, enfiei na boca dela e ela chupou.

Deitei com ela na cama beijando-a e massageando sua boceta, comecei a beijar seu corpo e descendo, da boca e passando por seu pescoço, seios, barriga e até chegar a sua boceta. Comecei a chupar a sua boceta, enfiava meus dedos em sua boceta, mordia seus labios vaginais de leve. Ela esfregava sua xoxota na minha boca. Não foi difícil a fazerela gozar, em alguns minutos ela gozou em minha boca. Beijei-a compartilhando seu gozo. E apaguei em sua cama, pegando num cochilo. Acordei e ela não estava mais na cama, levantei e vi ela na cozinha com uma camisola (aqueles que parecem um roupão) me deu um tesão de ver ela vestida assim, pensei em dar algumas cantadas nela mas fui direto ao ponto:

- Eai quer transar?

- Nossa! De novo? Você não se cansa?

- Vi você vestida assim e me deu tesão!

- Me apalpa, se me der vontade, eu libero! - Cheguei por trás dela, encoxei ela, abri o roupão dela e peguei nos teus seios, peguei nos teus mamilos e apertava, puxava de leve. Ela parou de fazer o que estava fazendo e começou a se esfregar no meu pau que já estava duro, ela pôs a mão dentro da minha bermuda e punhetava de leve dentro da bermuda, abri e puxei pra baixo e a bermuda que caiu, ela empinou a bunda pra mim e levantei sua camisola, Glaucia virou de frente pra mim e me puxou pra um canto da cozinha, encostou-se à parede e desceu ficando de cócoras e abocanhou todo meu pau, fazendo uma garganta profunda por alguns segundos. Depois fez um vai e vem, me punhetava com a minha glande em sua boca. Ela olhava pra mim enquanto meu pau estava em sua boca, tirou e se levantou. Ela apoiou suas mãos na mesa empinando sua bunda pra mim, levantei a perna direita dela em cima da mesa, puxei sua camisola pra cima e enfiei meu pau na sua xota. Fui metendo de uma forma meio brutal, eu metia com certa força e velocidade. Ela gemia e pedia pra ser fodida, me chamava de meu garanhão, meu macho, delícia dentro de vários nomes. Não demorou muito pra gozar, então assim que senti que ia gozar, tirei meu pau e gozei na sua bunda. Ela passava a mão espalhando pela sua bunda e lambendo os dedos.

Vesti-me e fui embora, exausto do grande dia que foi.

Num certo dia, cheguei em casa e vi tudo tranqüilo e calmo quando eu comecei a ouvir algumas risadinhas e gemidos. Segui o som e fui até o banheiro, a porta estava entreaberta, entrei e comecei a espiar, havia três pessoas dentro da banheira que não fazia idéia de quem seja, pois não dava pra ver direito quem era, mas comecei a reconhecer as vozes e cheguei à conclusão de quem era: meu pai, minha mãe e dona Glaucia. Fiquei com certo tesão, sai da porta do banheiro e fui pra cozinha, mas assim que voltei indo pra porta do banheiro, dei de cara com os três enrolados numa toalha, meus pais juntos e a Glaucia numa toalha separada, não fiquei assustado nem surpreso, apenas me virei e sai de casa. Na manhã seguinte meu pai me contou o que rolou em casa na noite anterior. O que eu nem preciso dizer né?

Pra terminar a minha história, continuei a transar com a Glaucia durante um tempo até eu começar a namorar.

Bom galera foi isso, espero que tenham gostado e se excitaram com meu conto. Um beijo na boca para as lady’s e um abraço aos brothers. Fui!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


quero abri uma janela parA o porno baiano com bucetasporno violento da ruiva doiz homemHomempauzao analquero ver sexo com patroa lesbica seduzimdo sua enpregada e fazendo sabao com ela no aeu quartocontos eroticos gays virei putinha de variosnem te conto anal em motelMinha namorada ficou gostosa e.virou puta.xvideos viu mae dormindo de boca aberta e fico doidinhoxexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delaConto erótico sololupusempresario comedor de casadas cssa dos contos eroticosxvideos ruansafado e a coroa chupanorelato d novinha perdendo o cabacinho com padrasto e mae juntopirocudo gozando dentropor tras da paredeporno com egua pordrinhaabriu bunda cu buceta dançarinas distraidascontos eróticos no YouTube deixei meu filho me comernovinha tem no muito o garmo na siririca xega a gritar videos esposa convida a comadre pra fazer suruba com maridopapai penetrou a minha buçetinha virgem e sem pelinhosbussetas cuspindo porravideos de gosdosa tirado fio dendal de 22anosprovequei o papai e ele fodeumeContos eroticos dormindo,xvideo da tia com medo a som brinha gozado na boca delacontos corno manso ineditofiume porno minha cunhada e crenti eqe traza comigoFelipe e Guilherme- Amor em Londredelicarlos2010paguei para tranzar com a noivinha evangelica contosTopes fotos de menianas dormindo de shortinho atololado e com um penis fincado no meioirmãzinha viu papai comendo titia e quis tambémContos eróticos a gordinha e personal trainerconto erótico flagrei minha mãe chifrando meu pai e ela me humilhou muitoGay afeminado virou mulher na mao do coroa negro contos eroticos os melhoressexo gay chatagiando o primolactofilia porno em sao carlos spcontos de incesto filho arma um sequestro pra mae rabudaconto casada novinha e comida pelo traficante pausudo a forcacasada aquenta a pica do negao que parece um jumento e corno asistecontos erótico minha filha de shortinho curtocontos eróticos mamãe deixa novinha com padrastomillasissyvídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãomoças todas cagadas e meladascontos casada seduzida pelo caseiro picudoxvideos. buçetá de eguaO filme corno manso de verdade existir pornopornoantigonovinha.comrolas grossas e veiudas fudendo as bucetinhas e cuzinhos das mulheres da favelavídeo pornô uma atividade Bonde da três sobrinhos até f****Minha tia evangélica no sofá tarada saiu sangue da buceta da minha namorada quando nos estavamos trazandoPage coletanea de video coroas masturbando gozando escorrendo melzinho galaContos de caseiros negros idoso bem dotado comendo cu de patroas brancasevangélica Sáfadinha mostrando a bucetaconto chupei meu avô cadeirantevideo da minha jeba arrombando o padrecoincesto mae vovozinha com filhoconto erótico menino bonequinhaengolimos rebolando de fio dentalbaixar jogos de Ferrari deixando o rapaz tirar o sutiã dela para mamar nos peitosconto porno saiu sanguecontos a Loba tarada no analpornoantigonovinha.comporno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhoa bundinha avanço preta gorda dos peitão gorda rabovideo porno casada nao estava mas sim.segurado pra chupa o mau do amigocontos eróticos papai.mimha bucetinha ta dodoicontos de zoofilia com pai e filhinhacontos erótico minha filha de shortinho curtomulher pensa que a amiga é mulher mas é um travesti com um pau bem groso e vai dormi com ela em casa e acaba temo um supresa e transa pornoencoxada no metro xvdnao aguentou e gozou na mao da doutora xxvideos