Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Gabriel, meu primeiro e único Amor.... Parte 28

Um conto erótico de Michel
Categoria: Homossexual
Data: 25/05/2013 23:27:13
Nota 10.00

O Gabriel me agarrou pela cintura e começou a me beijar, beijar meu pescoço, meu tesão estava a mil, levei minhas mão para o seu pau e ele estava quase rasgando a sunga, ele levou a mão até a minha bunda a apertou, desci beijando a sua barriguinha, beijei seu pau por cima da cueca e a abaixei com a boca, agarrei seu pau na base e o coloquei na boca, isso fez com que o Gabriel inclinasse sua cabeça para trás tamanho seu tesão, chupei a base, a cabeça, o corpo do seu pau e seu saco deu um verdadeiro banho de língua, ele me agarrou pelo cabelo e me deu um puxão para cima, beijou minha boca, e foi me levando para dentro do mar, parou somente quando a água já cobria seu pau, m dei um beijo de tirar o fôlego e falou com uma voz de mandão que me arrepiou inteiro.

Gabriel – vai continua a mamada!

Abaixei, ou melhor mergulhei e comecei a mamar nele, a sensação erra incrível e ao mesmo tempo assustadora, minha boca enchia de água salgada, parecia que eu ia me afogar, mas mesmo assim mamei por um tempo nele, depois ele foi indo para o raso até a água perto do meio das sua coxa e e começou a bombar a minha boca, enfiava o pau sem dó na minha, garganta, depois diminuía o ritmo e enfiava somente um pouco mais da cabeça ficou assim por um tempo até que gozou na minha boca, me levantou e me deu um delicioso beijo, compartilhando sua porra entre nossas bocas.

Depois colocou uma camisinha e foi um pouco mais para o fundo e me chamou, fui até ele, ele me pegou pela cintura colou seu corpo no meu me deu um beijo enquanto colocava um dedo no meu cu, depois dois até que me virou de costas para ele e mirou seu pau na portinha do meu cu e socou mais da metade de uma única vez.

Eu- fdp – gritei de tanta dor.

Ele foi colocando o restante dentro enuqanto eu ainda sentia doer, mais depois parou um pouco até eu começar a rebolar no seu pau, depois começou a bombar feito louco, como eu estava de pé no meio do mar e não tinha apoio, comecei a andar atrapalhando os seus movimentos mais sem querer, ele parou seu movimentos e mandou eu ir andando com seu pau dentro de mim até aonde eu pudesse me ajoelhar, me ajoelhei e ele começou a bombar, seus movimentos eram rápidos, ritmados, e com força, ficamos nessa possição um bom tempo até que ele tirou o pau de dentro de mim e foi até umas pedras que tinha e me chamou para ir até lá, me colocou de frango assado (já na areia) e voltou a meter com mais vontade ainda, ficou nesses movimentos praticamente de bate estaca até quando senti seu pau inchar, tirou rapidamente de dentro de mim, mandou eu abrir a boca e gozou no meu cabelo, rosto, olhos, e na boca, fiquei impressionado com a quantidade de porra que saiu, meu pau estava duro, ele abaixou e abocanhou de uma única vez, fazendo eu dar um forte gemido de tesão, não precisou muito tempo, com o tesão que eu estava e sua maestria no oral gozei rapidinho, ele segurou tudo em sua boca e passou para a minha.

Gabriel- não engole! Sugou toda a sua porra do meu rosto e colocou na minha boca, me deu um beijo partilhando da nossa porra, ficamos ali pelados, trocando caricias no meio da praia.

Até que ouvimos um barulho, pegamos nossas sungas e corremos para dentro do mar, logo passou 3 salvas vidas que estavam fazendo a ronda, não perceberam nada, pois o Gabriel tinha mergulhado e eu estava, de costas lavando o rosto e o cabelo, ficamos brincando e namorando cerca de uma hora até que voltamos para o hotel.

Almoçamos, saímos a tarde para o passeio pela a cidade, na verdade esta tarde andamos bem pouco e ficamos um tempinho a mais na praia, a noite fomos para uma balada, a pista era completamente cheia de espumas, nos esbaldamos de dançar, volta e meia eu e o Gabriel ia para um cantinho mais escuro de dávamos uns beijinhos, chegamos por volta das 3h00 da manhã no hotel.

O ultimo dia ou melhor a ultima manhã, fomos comprar algumas lembrancinhas e ajudar o Andrei a comprar um presente para o Caio, a por falar em caio e Andrei eles se falavam a noite toda por quase duas horas, depois de compras feitas era, tomar banho, arrumar as malas e almoçar, e pegar o ônibus de volta, saímos de lá no sábado por volta das 15h00 e chegamos aqui de volta no domingo pelas sete horas da manhã.

Combinamos de nos encontrar a noite na casa do Gabriel, fui em casa minha mãe só faltou me matar de tanto abraçar, tomei um banho comi algo pois a última vez que eu tinha comigo foi por volta das 3h00 da manhã, num posto n o Paraná ainda, e fui descansar, acordei por volta das 18h30, tomei um banho e fui para a casa do meu amor, cheguei lá o bebezão estava dormindo, acordei ele, ele tava com uma carinha de sono ( detalhe ele não dormiu quase nada na viagem, pois estava no corredor não estava conseguindo dormir, na ultima parada, vi que ele estava zonzo de sono e troquei de lugar com ele ai foi que el consegui dormir), dei um beijo nele, e ele disse que ia tomara banho, foi tomou e cerca de quinze minutos depois já tinha saído, se vestiu e fomos para a sala, ele ligou a TV, eu me sentei no sofá e o coloquei no meio de minhas pernas e comecei a fazer cafuné nele, cerca de trinta minutos depois os meninos chegaram com umas sacolas.

Eu- O que são essas sacolas?

Caio – Nosso jantar?

Eu – e o que seria?

Caio- Batatão!

Nosso que delicia fazia um bom tempo que eu não comia, me esbaldei no batatão, depois ficamos os quatros sentados no chão da sala jogando uno e conversando sobre a viagem, sobre o Andrei, claro que o Caio perguntou como ele se comportou e eu sempre fazia graçinha na hora de responder só para ver o caio ficar nervoso e beliscar o Andre, mais depois contava a verdade, conversamos sobre os vestibulares que prestaríamos no segundo fds de janeiro.

Ficamos ali como diria minha vó “esperando o tempo voar” até que deu 23h30 e o Gabriel levou todo mundo embora.

Passamos alguns dias no rancho dos tios do Gabriel, ele, eu, o Caio e o Andrei, nos divertimos bastante, mais não podíamos ficar muito tempo por lá, simplesmente passamos o réveillon nos quatros reunidos lá no rancho,mais nem por isso deixamos de comemorar comemoramos e muito. Depois voltamos uma semana antes do vestibular.

Nessa semana, mal vi o Gabriel, passei a semana fazendo revisão do que eu já tinha estudado para o vestibular, vi somente o Gabriel no dia em que ele veio me buscar para irmos fazer o vestibular claro que o Andrei foi com a gente.

Eu prestei o vestibular para ciências contábeis, o Gabriel para odontologia e o Andrei para educação física era o sonho dele, ainda mais como era fanático por esportes. Quinze deias depois saiu o resultado eu tinha passado em sétimo lugar para ciências contábeis e o Gabriel passou em décimo para odonto 9 curso concorrido, mais sua pontuação não foi muito ruim ficou apenas com 2,31 ponto atrás do primeiro colocado, e o Andrei surpreendeu, passou em segundo lugar em educação física .

Imagina a comemoração que foi, nossos pais se reuniram e fizeram um jantar para nos, o Andrei estava muito feliz, durante todo o jantar e o Caio tbm.

Eu – Essa felicidade toda é só pq, passou no vestibular ou tem outro motivo?

Andrei – é por causa do vestibular mais é, por que eu contei para meus pais que eu era gay e eles aceitaram numa boa e pq tbm o caio contou aos seus pais que era gay e os deles aceitaram de boa, tbm disse que até desconfiavam dele – disse rindo.

Eu – que bom Andrei, fico feliz por vcs dois, agora só falta o pedido de namoro oficial não acha?

Andrei – calma, a noite promete surpresas – disse saindo de perto de mim.

Após o jantar quando todos estavam reunidos na varanda o Andrei entro com um boque de rosas na mão se ajoelhou diante do caio que estava sentado, pensa num menino que ficou pálido e disse.

Andrei - caio quer namorar comigo?

O Caio nem conseguia responder de tanto que tremia e chorava.

Caio – claro que sim – disse dando um selinho no Andrei, todos aplaudiram e assobiaram, eles trocaram as alianças.

No dia seguinte fomos fazer nossas matriculas na faculdade, fomos no carro do Gabriel, eu ele, minha mãe ( pq eu era “de menor” ainda), o Andrei e seu mãe pelo mesmo motivo, como o Gabriel era o único maior de idade nem precisou que seus pais fossem, fizemos nossas matriculas com sorriso de orelha a orelha.

Bom agora era só curtir o resto das nossas férias e depois faculdade. E foi isso que fizemos viajamos novamente para o rancho, o lugar realmente era agradável, ficamos lá até uns quatro dias antes de começara a nossas aulas, o começar uma nova vida.

Bom galera espero que realmente gostem, estou dando uma aceleradinha no conto pois ainda tem algumas coisinhas para eu contar e se eu detalhar muito não caberá em dois contos, Bjos até mais....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/05/2013 18:28:53
Muito bom... Amei!!!
27/05/2013 20:10:07
Muito Bom !! Sou formado em Ciências contábeis, você vai adorar pena que esta acabando. Bjs seus lindos 10 como sempre
27/05/2013 01:55:04
muito bom msm
26/05/2013 08:57:36
maravilhoso
26/05/2013 03:56:08
Mt bom,lindo o amor de vcs
26/05/2013 01:53:22
gosteiii mt! que sexo gostoso foi esse na praia? kkk ameiiii kkk1000000
26/05/2013 01:00:21
Nossa perfeito e que lindo que o andrei fez rsrs
26/05/2013 00:21:37
O que foi isso na praia,amei,rsrs tá ótimo,que pena que tá acabando ;( mais fico feliz por vcs. Continua logo!
25/05/2013 23:57:06
Ver se continua logo.




Online porn video at mobile phone


casa dos contos de nick malconvideo de um homen chupano a buceta da mulher a te dar istralostio por favor coma meu cuzinho a sobrinha improrando para o tio ele nao resiste contoscontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaiBaix porno emprensando na paredecoloquei duas bolinhas de golfe na bucetaestava batendo punheta e os dois viu passei a rola neles porno gaycontos,eroticos,de,gays novinhos sendo estuprado por jovens craquescontos erotico meu filho me bateu e botou moralnovnha ganhando varada no niversario de 18 anos jorrando porracontos eroticos agresivos de meninas lesbicas gostosas virgensMENiNO TIRAN DO OCHORTESpenis grosso e 30 ctm fazendo a menina novinha chora e caga.sangue apois colocar em seu anuaminha mae e a travestis contosputaria brasileira posicao frango assado pra salvar no celularcontos de putaria sou puta do negao meu vizinho fez um buraco na paredeputinha gostosa de blusinha regatinha e shortinho socado na ruaContos eróticos gay meninos maldososnovinha que derao boceta e firmarãocachorro do nozão trelado no cu da gostosaler contos erodicos fui abuzada antes da sirugiagozou muito na buceta da irmã nascendo peitinhos a buceta nem cabelo nasceu nadavidio de boquete profunda engolindo ate os badaloscontos de sentadinha com o cuzinhovirei mulher na cama contos wvidio de pono gya com tio com briquendo polo cu do seu afilhado mundobichavideos de sexo brasileiro olha o tamanho dessas meninas ainda nem naceu pelo na bucetinha metendo com pauzudo cque ver conto erotico imao es piano imao novinha peladacadelas casadoscontoszoofiliacontos eróticos menina dando o cuzinho vídeo safado mortalidadecontos.gozei como louca na pica do meu filhoincesto pai bota filha no colo e ficar bolinando elaxoxotas em perigo cabaçocoxas descoloridas fazendo sexoXVídeos real amador verdadeiro marido chega em casa mais cedo ovo gemido da esposa e grava escondidoquero ver um filme pornô com anão com a patroa dele debaixo da saia dela e o cara cheio charuto no c* delevideos de sexo gay imperador sendo puta dos guardas do palaciovídeo porno amadores encostano a pica na buseta cabeluda da intiada durmidoconto erotico pedreiro maurocontos saunas velhos chubbys gayspornô brasileiro mulheres comendo outra com pipador falando putariaatia muito malha torneada de bunda e pernad grosa fudeu com seu sobrinh negao do pau enorme e ela nao aguente e pede pra ele tirar porque ta doendo muitocontos eroticos gay me apaxonei pelo traficante 7contis eroticos incesto faxina em familiacontos eroticos gostosa de camisola e a rola grossaorgia com minha irma contotathy ellen contoscotos eróticos patrao pau de asusta berei chorei griteivideos de coroas loiras da bunda grande vendo genro de pau durovidio porno bate popa vol casadaRelato de cornos submissoconto com onze anos eu trepei com meu tio foi muito gostoso mais doeuContos eroticos me vinguei da minha esposa e comi dois cuzinho finalconto mulher sede a chantagem de garoto tranzarsobrinha me provocando só de pijaminha porno brasilgemendo que vai cagar enquanto toma pica no cucontos tia dando o cu pro sobrinhotufos familia favela #8vidiopono tia bota pra chupaConto erótico interacial largando o esposo para viver com amante negroporno negao engatano crentinha casadavanessinha dias/casadoscontosmulher novinha transando com jumento jumento emocionada com cocoxota molhada escutando o barulho do tesaomau encostei a penis no cuzin dela ela ja se gozou todacontos eróticos da esposa anda na casa de quatro como cadelaesposinha depravada seduz velhoPadrasto dorado fodi enteadahttp://esposas perdendo a virgindade com seus maridos: contos eróticoseu e meu marido adoramos fazer sexo grupal contos