Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Depois que mostrei as fotos, ele comeu minha mulher

Autor: Kasado da VP
Categoria: Heterossexual
Data: 10/05/2013 00:26:57
Nota 9.14
Ler comentários (21) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá a todos!

Estou escrevendo meu primeiro conto, sobre uma experiência muito gostosa que só de lembrar me dá muito tesão. Aconteceu há cerca de três meses. Bem, deixe eu me apresentar. Sou o Marcos, tenho 28 anos. Sou moreno, 1,88m. e magro. Sou casado há 3 anos com a Viviane, 26 anos. Ela é branquinha, cabelos compridos e levemente ondulados, falsa magra. Pois ela sem roupa me enlouquece. Tem uma cinturinha bem definida, bumbum arrebitado e apetitoso e seios médios, com algumas sardas, daqueles que parecem apontar pro teto, com os mamilos marronzinhos e pequenos. Uma delícia!!

Viviane sempre foi uma mulher tímida com quem ela não conhece direito. Mas na cama, sempre realizou quase todas as minhas fantasias. Eu disse quase, porque sempre tive uma em especial: vê-la dando pra outro. Cheguei a dizer isso pra ela, mas ela não topou. No máximo, topava falar sobre isso enquanto transávamos, o que me deixa extremamente excitado. Uma outra coisa que sempre me excitou muito, e essa ela nunca se negou a fazer, era tirar fotos dela nua. Já tiramos várias, em cachoeiras, em casa, na casa dos outros (sem os outros saberem, é claro) e em motéis. Eu estou desempregado atualmente e recebo parcelas do seguro desemprego. Como não tenho muita preocupação com horário de levantar cedo, posso sair com ela a qualquer hora e dia. Mas ela trabalha num shopping aqui do Rio de Janeiro e pega à tarde. Ou seja, quase sempre pode sair à noite comigo. Numa dessas nossas noites, fomos a um motel superbadalado, com hidro, piscina, 3 tvs de LED, etc. Foi um prato cheio pra minha fantasia. Tirei diversas fotos dela na cama, na Hidro, em pé, sempre muito sensual, mostrando a bucetinha, os peitinhos deliciosos e em poses bem provocantes. Ela sempre disse que confiava em mim e que eu jamais sacanearia ela mostrando as fotos para alguém.Meu pau ficava duro quando ia fotografá-la, só em saber que, quando fosse revelar as fotos, provavelmente outro homem ia vê-la assim, toda desprevinida. Pois bem, no dia seguinte, ela saiu para trabalhar e eu fui pra rua, para revelar as tais fotos. Na volta, parei num barzinho, numa rua tranquila aqui, perto de casa. Eram cerca de 16 horas e tinha pouca gente, já que era dia de semana. Numa mesa ao lado, havia um cara sarado, moreno alto, olhos castanhos e boa pinta. Carlos, era seu nome. Ele bebia uma cerveja, assim como eu e logo puxamos assunto, para distrair. Papo vai, papo vem, perguntei se ele era casado. Ele disse que havia acabado de se separar, pois sua esposa não aguentou suas putarias, traições e sacanagens. E disse que, desde novo, sempre foi um cara que gosta muito de sexo e uma mulher só não o satisfazia. Sei lá porque, comecei a imaginá-lo comendo minha Vivi. E viajei nesse pensamento por algum tempo, até que ele me perguntou: e vc, é casado? Eu disse que sim, com uma mulher muito bonita. Descrevi ela e sua personalidade, que ela era meio tímida mas que na cama ela não deixava a desejar. Quando vi que ele se interessou, resolvi, num ato de coragem, perguntar: quer ver umas fotos dela? Ele disse que sim e puxei o envelope para ele. Enquanto ele abria, eu pedi que ele jamais dissesse isso para ninguém. Quando ele viu a Vivi nuazinha naquelas fotos, o cara pirou. Fiquei ali, vendo ele admirar as fotos daquela mulher que era só minha, mas que eu desejava tanto ver na pica de outro. Ele disse, com um sorrisinho safado: belo book que vc fez, hein? Nós rimos e confessei a ele meu fetiche. E perguntei a ele se ele não toparia ser o cara a comê-la. Ele riu e perguntou: como? Nós nem nos conhecemos!! Mas claro que eu adoraria ser o sortudo de ter essa gata! Então bolamos juntos um plano. Afinal, era preciso apresentá-los e trazê-lo ao nosso convívio. Em determinado dia, quando eu e ela saíssemos, ele chegaria no local, como que por acaso, e eu o apresentaria como um amigo de longa data. E aos poucos eles se enturmariam. Claro que, mais pra frente, depois que ele conquistasse a confiança dela, ele daria em cima dela. Ele aceitou. Trocamos contato e assim fizemos. Na noite seguinte, uma sexta feira, eu a levei a um barzinho. Bebemos bastante cerveja e ela já estava bem alegre, quando eu o avistei chegar. Fizemos o combinado, eu o apresentei e ele se sentou conosco, a meu convite. Rolou um papo animadíssimo e ela, sem desconfiar de nada, foi fazendo cada vez mais amizade. E assim foi em mais três ocasiões. Mas, como era sempre eventos com outros conhecidos, pedi que ele segurasse a onda, pois pegaria muito mal todos vendo ele chegar nela e eu não tomar nenhuma atitude.Até que, num final de semana, já marcamos diretamente de encontrá-lo no bar. Ela chegou extremamente linda, perfumada, de cabelos molhados e vestidinho preto justo. Esse vestido, ela gostava de usar sem sutiã, o que fazia com que seus seios ficassem irresistíveis, sob o fino tecido.Sentamos e pedimos diversas geladas e tira gosto. Até que o cara que comandava a música ao vivo, tocou uma musica lenta. Ele a convidou para dançar. Ela olhou para mim e perguntou: vc se importa amor? Eu sorri, e disse: claro que não, Vivi. Vc sabe que eu não sei dançar como vc. Vai se divertir com o Carlos. Ele, sem cerimônia, abraçou forte minha esposinha. Vi que ele chegou a dizer alguma coisa ao pé do ouvido dela, que ria e de vez em quando olhava para mim. Ele acariciava suas costas e, de vez em quando, deixava sua mão escorregar sobre sua bundinha. Eles dançaram a sequencia de 4 músicas lentas que tocaram. Na volta, mais bebida e sorrisinhos dela, que já estava super a vontade.Já eram cerca de 2 horas e vi que ela já estava quase fechando os olhos de tão bêbada. Ela pediu para irmos embora, pois estava tarde. Eu pedi ao Carlos para nos levar, já que ele tinha carro e eu não. No caminho, muitas brincadeiras entre eu e ela no banco de trás. Nós três riamos juntos e o Carlos a toda hora ajeitava o retrovisor para ver a calcinha minúscula que a Vivi estava usando.Chegando em casa, eu o convidei para entrar e tomar uma saideira. Ela, assim que chegou, já foi dizendo que ia tomar um banho e já voltava. Ficamos eu e Carlos na sala, escutando um som e bebendo. Cerca de 30 minutos se passaram e ela nada de voltar. Resolvi abrir a porta do nosso quarto, que era uma suite, para vê-la. E ela estava lá, deitada só de calcinha. Chegava a roncar. Com certeza não teve nem forças para voltar e fazer-nos companhia. rs. Como da sala dá pra ver meu quarto, se a porta estiver aberta, eu escancarei a porta e o chamei. Ele disse: cara, pessoalmente ela é muito mais gostosa!!! Cheguei a ficar de pau duro com tua mulher assim!! Ele me chamou num canto da sala e disse: parceiro, é hoje!! Deixa eu deitar ali, com ela? Eu retruquei: mas cara, se ela acordar, vai pegar pro meu lado. Ela vai querer até separação. Ele olhou pra mim e disse: cara, é pra isso que eu tô aqui, não é? para comê-la? então. faz o seguinte, apaga todas as luzes, agora. Fiz o que ele mandou. Ele apontou uma poltrona no canto da sala, num ponto cego, e pediu que eu sentasse lá. Aí me perguntou: vc consegue vê-la daí? Eu disse que sim, pois a janela aberta deixava uma leve luz sobre a nossa cama. Pois, daqui, não consigo vê-lo. Fica aí, vai dar tudo certo. Fiquei ali, com o coração palpitando, esperando. Ele tirou a roupa e só aí pude ver o tamanho de sua excitação. O pau do cara parecia que ia bater no peito dele. Super duro e grande. Ele se deitou ao lado dela e começou a acariciá-la. Passou lentamente suas mãos na bundinha dela, apertando e meio que arranhando. Buscou seus peitinhos, que estavam livres para serem apreciados por aquele macho em nossa cama. Esfregava seu pau na bundinha dela. Eu tbm fiquei de pau duro, só de olhar. De repente, ele a chama: Vivi!! Vivi, acorda!! Fiquei louco. Que merda ele ia fazer? Mas já que fui até ali, não tinha como desistir. Ela, ainda meio bêbada, acordou com ele encostando o membro deliciosamente em suas nádegas e tomou um susto: Carlos, que isso?? Cadê meu marido? Ele disse: calma, Vivi. ele foi comprar mais cerveja pra gente. Ela: cara, vc está maluco? eu sou casada!!! não quero isso!! Ele: amor, desculpa. sei que estou sendo ousado. ela o interrompe: muito, né? E dá uma olhada no membro do Carlos. Ele prossegue: olha, meu tesão por vc falou mais alto. E vai ser uma rapidinha, eu prometo. Além disso, como eu e vc bebemos muito, amanhã mal nos lembraremos direito do que aconteceu. Ela olha pro pau dele e diz: não sei, não sei, acho melhor não! Ele: Não é culpa minha nem sua. Mas olha só o que você faz comigo (diz, apontando pro seu pauzão). Ela olha pra ele e, já menos brava, diz: rapidinho mesmo? Não quero que meu marido nos pegue. E eu pensando: safada, também queria dar pra ele!! Ele a vira de frente e diz: sim gostosa! Vamos aproveitar!! E puxa ela num beijo gostoso, de língua. Eu ali, vendo tudo sem ser percebido, pus meu pau pra fora e comecei a me masturbar com a cena linda que se desenrolava: ele chupou com vontade os peitinhos da minha mulher, enquanto colocava a mão dela em seu membro pra punhetá-lo. Ela gemia baixinho, tocando umazinha pro nosso amigo. Depois, ele caiu de boca em sua bocetinha raspadinha e apertada, fazendo-a delirar e apertar os lençóis. Ela se contorcia toda e ele, sádico, perguntou: quer que eu te coma? Ela: sim!! sim!! Mas vem rápido, porque daqui a pouco ele chega!! Ele virou ela de costas, puxou a barriguinha dela pra cima, pondo-a de quatro. Pincelou um pouco e foi enfiando cada centímetro daquela rolona da buça da minha esposinha. Ela gemia, arfava, mas pedia mais e mais. Eu via tudo de longe e percebia que havia prazer na cara de ambos. Ele dava tapinhas, e ela gemia, às vezes tímidamente as vezes bem escancarada. Depois ele tirou e, sem pedir a autorização dela, mirou bem no cuzinho e foi forçando até entrar. Ela gemia, choramingava bem baixinho. E ele ali, atrás dela, apertando-lha os peitinhos e metendo naquele cuzinho que, até então, era só meu. Eu estava louco de vontade de me meter ali, pra ela me chupar enquanto estava sendo fodida. Era meu maior fetiche se realizando, bem diante dos meus olhos!! Mas me conformei em vê-la ali, na pica do meu novo amigo. Ela gostava do que acontecia. Ele aumentou os ritmos das estocadas e ela parecia que não ia aguentar mais. Do nada ela cai exausta na cama, ofegante e suada com ele em cima. Os dois haviam gozado juntinhos. Depois de um tempo ali, com ele ainda com a rola no rabinho dela. Ela se solta e pede pra ele voltar pra sala, pois eu poderia chegar a qualquer instante. Ele a beija na boca, se veste e sai, trancando a porta do quarto. Vira pra mim, ainda meio sem fôlego, e pergunta baixinho: gostou, sócio? Eu, ainda melado pela punheta que toquei, disse: muito!!! Ele acende a luz da sala e, depois de alguns minutos, eu abro a porta e fecho de novo, fingindo estar chegando sem saber de nada. Foi a melhor cena de sexo que já vi. Bebemos mais algumas, com o som novamente ligado, para que ele me contasse o que sentiu. Ele disse que minha Vivi era uma delícia e que queria meter muito mais nela. E prometeu que faria de tudo para se tornar seu amante fixo.E tudo ali, com meu consentimento, como sempre eu quis. Espero que tenham gostado. Contarei outros se esse for aprovado por vcs.

Comentários

09/03/2015 19:03:29
Que delicia de conto ....tbm tenho esta fantasia...mas esposa não sabe.
02/01/2014 11:15:29
Gostoso... muito bom. Adoraria comer sua Vivi também...
30/12/2013 16:26:42
Adorei o conto!
23/12/2013 09:18:52
gostei otimo veja o meu e comentem (meu fetiche) (minha esposa e seu amigo de trabalho)
23/09/2013 10:07:23
muito bom o conto eu já deixei minha mulher dar pra outro e quase peguei no flagra, só q minha mulher tinha consciencia da situação e o cara não! foi legal mais não consegui ver, parabéns, se quiser trocar experiências [email protected]
06/09/2013 15:30:58
muito bom, vc poderia ter aparecido pra ela no final pra ver a reação dela... eu tambem tenho vontade de deixar alguém comer a minha esposa mas não tenho coragem de falar com ela.
22/08/2013 04:59:09
Muito bom!!! Aprovadíssimo!! Parabéns!!! 10
10/06/2013 16:43:04
Muito bom!
09/06/2013 20:24:23
casadinha safadinha adoro
24/05/2013 21:15:39
Completando o comentário de NinaeMarco: Você vai num motel com TVs LED e tem uma máquina de revelar as fotos? Não tem uma máquina digital, por mais simples que seja? Muito estranho para os dias de hoje.
19/05/2013 07:13:19
conto louco cara, vou ler a continuação... 10
16/05/2013 19:22:53
Muito bom, realmente excitante
12/05/2013 14:53:05
mto tesudo rapaz... contamais do estrago que esse roludo fez
11/05/2013 19:25:00
Obrigado a todos que gostaram. Já li os de alguns de vcs e, como foi pelo celular, não pude comentar e dar nota ainda, mas foram muito bons. NinaeMarco, já li contos de vcs tbm e são muito surreais. Sem contar que, afirmar que por eu receber seguro desemprego e ir num bom motel é furo do conto, é pura ignorância e recalque. Mas beleza. Vcs não são obrigados a gostar, apenas respeitem os que gostam de um conto real e erótico de quem está apenas compartilhando um momento agradável com os amigos que curtem a mesma coisa.
10/05/2013 23:24:40
Que esposinha gostosa vc tem fiquei com o pau duro só de imaginar..
10/05/2013 17:49:14
Muito bom >>>>.
10/05/2013 17:19:42
Muito bom! Leia meu relato em "Contos em destaque" com o título "A Massagem". Se voce quiser trocar fotos, faça contato: [email protected]
10/05/2013 12:53:02
legal, querendo me add para trocarmos ideias, [email protected]
10/05/2013 09:33:50
História cheia de furos:Desempregado, vivendo de seguro desemprego e indo a motel super badalado, suíte com 3 TVs LED
10/05/2013 09:22:25
Muito boum.. Continua.. :D
10/05/2013 01:24:00
Cara, parabéns! Seu conto foi foda!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novinhas sendo a********* por monstros de Picão contos eróticosquero vídeo pornô do viado trocando noscohomen toma banho de coeca pica fica dura mundobichaconto me tornei corno calcinha do macho negro delavideo sexo mulherzinha nova traindo seu marido com cunhado mulekãoconto erótico sou menino mas adoro usar calcinha e ser menina do meu tio malvadoporno novinha fica brava porque a camisinha estourou e ele nao avisouamigas segurando a amiga pa ser estrupada na despedida de solteiracontos eróticos mulher transando com negãoesposa novinha do bundão grandão nua despeitogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscontos primeiro menage rolou ate dpbaixa xvideo coroa venhia nao gueto pica drelato quenquinha velha porno nao percebi mas ela pegou no meu pauuma foda com a professoravideo de incesto nisseihttp://conto me pagou pra me fudercontos corno e meus amigos pegamos minha esposa rabuda de fio contosincesto com meu vô contosnovinhas delicia purasexoentrei no quarto errado e me fudi contos de incestocontos eroticos peguei meu marido dando pro caseiro. negao adotei eleconto erotico entiada se pasando por dificil mas pegando fogominha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigoshttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branqueloirma gemeas ciumes por isso se chupam pornopassando protetor solar na teenzinha meti no cuzinho gratiscontos eroticos "escrava" "trapos"contos eroticos tia bucetuda no onibus e menino casetudoamo meu corninhominha mulher domestica comida pelo cacetudoPrimeira vez q dei o cu vestido de travestfotos enfermeira gostosa pega rola pascienteiniciando meu marido experiência inversão videosxxxcontos chupei o grelinho da enteadinha a forçaflagrei mamae com irmaoabaixar a musica so vei comigo vc n vai si arrebederrealizei minha fantasia com meu tio e seu amigo negâonegao fodefo cu forcaAutor do padre. Não é. Homem contos. EróticosPornopiroconacontos eroticos alvinho e o padre[email protected]xv.ogenrro.cl.endo.asograpornos filmes dos xpartacusvídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhoenfiou a sonda contos eróticosvideos porno fodendo mae emprensadapornografia.manzorrascavalo viou pau ate no urtero da novinhadando uma Coçadinha na língua do negão safado cachorrãoandrew arlindo dellavoglio casa dos contosler contos reais acontecido esse ano de 2017 de maridos que de tanto insistir viraram cornos mansinhomoças todas cagadas e meladascasa do contos eróticos casada gostosa magrinha com o vizinho coroaReta do Pedreiro Hétero Peladomenina novinha nao aqenta a pica e sangra a bucetinhaver mulher preta encurta uma chupando a buceta da outra cima do dente queirocontos quentes de padrasto tarsdoincesto com meu vô contoscontos/vi minha tia no puteirovideos porno meu vizinho é louco por minha bundaContos eróticos cumendo minha mãe e irmãsexo gay chatagiando o primovideo mloira das coxa grossa e da bunda enorme chupando uma boceta d outra loiracontos minha esposa agazalhou um pal enorme no rabocomi egua nova contoatacada em estrada deserta pornodoidocontos eroticos feminizaçao do garotinho maeBem novinhas apertadinhas fudendo com coroas dotados sentiu dor no zap zapcontos eróticos comi a sogra a noitemeu sogro meu donocontos eroticos entre jovens irmaos gemeosminha esposa lavano abucetinha