Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

mãe e filha - a fazenda - final

Um conto erótico de dra.michele
Categoria: Heterossexual
Data: 25/10/2013 09:47:24
Nota 10.00

MÃE E FILHA – A FAZENDA – FINAL

DE: DRA. MICHELE

POR: DOCAMSIL

No momento que nossa relação estava no auge -= finalizando que a filha entrou, ficamos, na posição de defesa, quando eu disse para ela, venha junte-se a nós. Ela que já estava com tesão e a fim de uma gozada, nem perguntou, tirou logo sua roupa e deitou na cama conosco. Assim eu ela e sua mãe, iniciamos uma verdadeira orgia a três. Comecei a chupar a boceta da Rejane, enquanto a mãe dela, cuidava de minha rola. Nossa a coroa tinha uma fome de se admirar. Não sou desses super dotado, tenho 18 e ela conseguia engolir todo em sua boca, e eu sentia que a ponta da rola chegava até sua garganta. Ela mamava, me fazendo ir as alturas. Enquanto isso eu chupava a boceta da filha, que não tinha como não gemer e pedir mais força. O grelinho dela dançava em minha língua, expelindo aquele caldinho saboroso. A mãe, logo tira a rola da boca, e senta em cima, fazendo com que ocupe toda sua boceta, e inicia um vai e vem, no momento que a filho começa a gozar na minha boca. Nossa ela geme grita, faz com que o corpo fique rijo e aperta minha cabeça com as coxas. Aproveito e enfio um dedo em seu cuzinho, dando-lhe uma pequena descarga “elétrica” naquela explosão de gozo. Ela deita do lado ficando imóvel, curtindo o prazer que teve, eu puxo a mãe para me beijar, enquanto saboreava a boceta com minha rola enfiada todinha nela. Da Patricia aumentando o ritmo do vai e vem, começa a gemer e forçar a rola mais e mais para dentro de sua boceta, entra em processo de gozo. Apertava tanto meu pai com os lábio internos da boceta, que desejando muito também gozo, expelindo jatos de porra dentro dela. Fi um gozo alucinante, e eu aproveitava e apertava seu corpo junto ao meu, sentindo os seios e os biquinho duros me espetarem. Beijei sua boca e completei meu prazer. Ficamos uns momentos abraçados, ela deitada em cima de mim. Puxei a Rejane para mais perto e dando-lhe um beijão na boca disse a ela, quero comer sua boceta e seu cuzinho. El riu respondendo é tudo seu. Depois de uns minutos para recuperar o folego, levantamos e fomos para chuveiro, que debaixo de uma bela ducha, recomeçamos mais um embate gostoso.

Estavamos no quarto nos enxugando quando chega a Debora, para avisar que a mãe havia preparado um café com biscoitos. Ela não desviava o olhar da minha rola, que permanecia meia bomba e eu também nada fazia para disfarçar, pelo contrario ficava mais ofensivo, A Rejane, falou ok pode ir que já vamos. Vestimos roupas simples, demos mais uns beijos, e fomos para a casa do caseiro tomar nosso café.

Após uns minutos de conversa e saborear as delicias caipiras de Da. Rubia, chamei a Debora dizendo quero ver o restante, pois preciso tomar uma decisão. A Rejane vira para mãe e diz, me ajude pois tenho que separar uns documentos para levar e outros para deixar aqui pois são da fazenda. Camnhei com a Debora em sentido aos currais, galinheiro e criação de porcos, passando pela piscina e churrasqueira – realmente tudo de bom gosto. Verificado os currais fomos para o galpão onde estava o depósito. A Debora toda serelepe, saltitante mostrava as coxas grossas, e mostrava o contorno da bunda linda – nossa mulher negra tem um beleza bem especial. Ela vira e diz, eu o Sr. Disse que iria comprar, mas parece que não quis falar pra elas. Respondi, já decidi sim acontece que as coisas não podem ser fáceis de mais. Ela retruca acho que o senhor queria ficar com elas primeiro n´? rido – eu falei não isso foi coisa natural. Entramos no deposito, tudo mais ou menos arrumado, um monte de sacos com sementes, e até capim tipo feno destinado ao gado. Ela subiu e sentou numa pilha, ficando seu rosto no mesmo nível que o meu. Ela disse que viu o tio ficando com a mãe. (eles são irmãos)Não resisti e dei um beijo nela, beijo gostoso. Ela se mostrava e foi dizendo você tem o “seu” grandão e bonito. Eu perguntei se ela já tivera algum se já pegou, se chupou. Disse que não, so de um tio que veio visitar a mãe (irmão da mãe), mas o dele era menos e mais feio que o meu. Perguntei se ela queria ver e pegar disse que sim, mas impus uma condição teria que dar uns beijos nele. ela disse eu dou. Ela mesma abaixou meu short e tirou ele para fora, que a essa altura estava duro no ponto máximo. Eu desejoso daquela potranca. Ela alisava ele, dizendo muito bonito e cheiroso. Começou a dar beijos eu disse passe a língua nele, ela sem pestanejar começou a lamber e logo enfiou ele na boca. Para quem nunca tivera nenhuma experiência em sexo, se revelou uma excelente boqueteira. Engoliu ele inteirinho, mamando e chupando muito gostoso. Chupando e mamando do jeito que estava, meu tesão foi aumentando, e disse pra ela – vou gozar – posso gozar na sua boca ela sem dizer nada fez sinal que sim e aumentou o ritmo, me dando um prazer que a muito não tinha. Nossa uma grande explosão de gozo, enchendo sua boca com meu caldo, ela mamando e chupando, engoliu tudo, chagando a passar a língua pelos lábios. Só dizia adorei vou querer mais. Puxei ela e comecei a beija-la, notando que estava bem tesuda, louca para gozar também. Sentei ela na pilha de sacos, tirei sua roupa, e comecei a chupar aquela bocetinha roxa, delicia, o grelinho saliente de tamanho médio, foi alvo de minha língua, mamei ele com vontade. Enfiava a língua dentro da bocetinha dela, sentindo seus gemidos ew sua respiração forte. Apertava minha cabeça e pedia chupa mais forte. Logo senti ela gozar também, tremia e gemia muito, me apertando cada vez mais. Seu corpo se esticou todo e explodiu gostoso. Larguei sua bocetinha e fui mamar seis peitinhos duros com os biquinhos bem salientes. Parecia que esta mamada nos seios aumentava mais ainda seu prazer. Foi ficando quieta em meus braços Ficamos alguns minutos para recuperar o folego, nos vestimos e retornamos para a casa. Realmente eu havia decidido a fazer uma proposta e adquirir a fazenda. Como eu já sabia da situação do Dr. Paulo, com a esposa, acreditava que seria fácil nossa negociação, e de fato foi. Comentários: [email protected]

Naquela noite antes de ir embora, eu e a Rejane demos uma bela trepada, onde comi o cuzinho dele, e além de gozar em sua boceta, gozei em sua boca, fazendo ela engolir tudo. No dia seguinte retornamos, deixamos a mãe na casa dela, com minha promessa de leva-la para passar uns dias com a gente na fazenda. Retornamos e fechamos o negócio, mantendo Da. Rubia e a Debora na fazenda. Afinal eu não sou bobo de dispensar duas mulheres negras super gostosas. No meu retorno como proprietário, a Debora sentiu pela primeira uma rola em sua bocetinha e na sua bundinha também. A mãe, claro também passou a receber prazer comigo e me dando prazer também. Mas isso é para outra ocasião

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
31/03/2015 22:00:46
Nossa que transa excitane, mãe e filha. E nem a criada escapou.




Online porn video at mobile phone


Feitichi d evangelica c homemxvidios estorando as prega das cuzudasxvideos rolas chapuletadas gozandocontos heroticos cuzinho da japinhavideos de sexo bruto gostosa na posiçao que intslei tudocontos eroticos alvinho e o padregozando na entrada da bucetinha minúsculas de frango assado bem devagarporno gay pai malhado e i filhogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscontos eróticos meu namorado me amarroue vendou e chamo os amigosconto minha sogra mim escutava meter na filha dela batia sirrricawww.contoseroticos fui viola por um mega caralhudomalandro se asusta com o tamanho da buceta da novinha bebadajornalista77 contos eroticoo primeiro amasso a gente nunca esquecefizemos sexo bi com um estranho contoveterinaria zoofilia conto eroticocontos transando com cunhado mais novovelho insiste até rapaz com mussarela no pornôver instoria de susane .. casadas dando a buceta pra outros homenscontos minha tia nick 2contos eroticoscuzinho sem pregase ele bate o que Assumimos a bunda da irmãneta safada faz boquete embaixo da mesa de jantargordo tenta escapar do negão mais ele pega ela na pose frango assado faz grita XVídeosfilho secava tanto a mae que ela resolveu. provocar ele pornofiume porno.amulher chama vizinho pra conserata pia e entra n varapono 2017perdendo a virgimdadetia gemendo peituda vizinhavídeo dos anjos guerreiros vídeos pornô sem jeito malXVídeos padrasto força menina chupa lhe ofendidocazal maduros mamado jutos uma picaler relatos d velhos d pau gigantes q arrombaram asmulheresincesto sendo encoxada e rebolando gostoso contos pornonovinho cabaco de 15 menino sendo pego pelo tiozaovideo pornotio acomda sobrinha co rola detro da bucetinhabaixar grátis vídeos pornô lésbicas gemendo grostoso e esfregando buceta com buceta molhadinhas até gosardogs adestrado para zoofiliaFOTOS DE FODA RIJA NEGRAO BIGsexo na sala fria comendo ela depois de tirar o fio dental boa fodaPorno conto mae no msnvideo porno atentano a namorada corno escondidoporno com baby boneca ecesto pai velho tarado e pausudopornô sexo garota transando com apitando o quarto deitadaConto minha vizinha me falou que o marido não endurece maiscasetudo comendo cadela no cioxvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elatransei com minha irmaContos erotico pastora ungindo cufodie cusao do meu entido bundao pornoirma punheta toma leitevidios porno d braziliras no concuso quem cosegi beber mais pora porno doidox vidio comtos eroticos flaguei minha irmã avónovinha tentando da o cuzinho virgem pro amigo tadinha da novinhaboquete da irmazinha casadoscontosemtiada.rabuda loulinha dolecente espiada pega foca sexoeu e minha filha fomos encochada adoramosarrombadimhas ponoNegrinho do cabelo ruim bem pretinha metendo muito com muito fogo na periquita no pornô brasileirocontos sex fui enrrabado na adolescencia e gameicasei com um velho brocha mas levo machos pra casa contos eroticosespiei a minha madrasta gostosa e fiz um vídeo caseiro delaler contos eroticos de incesto pai carente filha safada short curtoconto erotico novinho safado 05,03,2017talam e pene trAsandobonitinha de 18anos quadril grande e largo bunda durinha comeu.xxxcontos eróticos paifinge dormundo fudendo filho e filha. virgembuceta xvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elaentre uma foda e outra minha esposa beijando acariciando seu machocontos erotico sobrinho pausudo so de sungaputa no hoteldo bucetao loca de tesaoContos de primeira transa virgem detalhadamenteminha esposasuruba relatocrente e vizinho cassetudo conto eroticoxvideos. com as gostsona no rncornolandia contosfilha fodendo com pai na excursaoContoeroticonovinhosafadomolequinhos emeninos de treze q quonze anos perdendo a virjindafe do cizinho pela primeira vez vidiosSuse rego tomando na bucettase masturbando com o cu enpenadofiume porno garoto senti tezao pela crentinhacontos meu filho veio morar comigo e no banho vi seu mega rolao eu queriavideos de porno cazeiros no mato no riu em todo cantocontos eróticos meu cunhado pausudo mi arronbou todos os buracos pornô grátis sobrinha Fala tio sua pica não vai caber na minha b********texto de mulher quatro mulheres e quatro mulheres se for do mundo assim podendo em uma chupando o pau da ou julgamos o xiri da outraporno mulhers efomeadasincesto com meu vô contosporno filho Engravidar mae dormido