Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

SOU CASADA MAS, ADORO SER SAFADINHA!

Autor: TETE
Categoria: Heterossexual
Data: 01/10/2013 14:18:46
Última revisão: 24/05/2016 21:48:24
Nota 9.91
Assuntos: Heterossexual,
Ler comentários (11) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Já faz alguns meses que escrevi meu primeiro conto onde revelei que apesar de casada sou muito safadinha.

Minha bucetinha continua ainda mais tesudinha e sempre sedenta de rola de macho de verdade.

Meu marido com sua rola pequena e sua falta de imaginação me deixa muito carente e a única forma de amenizar um pouco meu tesão incontido são as siriricas que meus dedinhos espertos me proporcionam a todo o momento que tenho vontade.

A net também ajuda minha diversão porque posso assistir vários filmes pornôs e teclar com alguns machos safados que me atiçam com suas conversas cheias de tesão.

Morar em uma cidade pequena onde todos conhecem todos é horrível para uma putinha casada tarada cheias de desejos como sou.

Minha bucetinha sempre molhadinha vive sonhando com rolas avantajadas e cabeçudas dentro dela.

Cada vez mais continuo sendo uma tremenda exibicionista e abuso de vestidinhos e minissaias curtíssimas com calcinhas atoladinhas no rego e pra deixar minha bunda mais empinada sempre uso de sandálias de salto.

Por ser uma mulher casada bem safada que adora mostrar meu corpo sensual quando um dia desses fui fazer compras no mercadinho da cidade ao escolher frutas em uma gôndola precisei me inclinar e com certeza as popinhas do meu bumbum se mostraram e quando instintivamente olhei pra trás dei de cara com um rapaz bonitão admirando meu rabo se mostrando pra ele.

Ele deu um sorrisinho safado e chegando pertinho de mim disse:

-você é uma delíca garota...acho que nessa cidade você deve ser a mais gostosa...que tal a gente dar uma voltinha?

Sem saber direito como responder a uma cantada tão direta toda nervosa respondi:

-você é louco...ta pensando que sou puta é? Sou uma mulher casada...onde já se viu!

Foi então que o rapaz mostrou que era um sujeito com atitude porque quando me virei pra sair dali ele puxou meu braço e sem que esperasse me tascou um beijo quente na boca ali no meio do mercado. Fiquei sem ação com tamanha ousadia, mas quando pensei em reclamar ele sorrindo disse que queria levar aquele beijo como lembrança e sumiu do local rapidamente.

Por alguns minutos fiquei ali estática encostada na gôndola de frutas tentando recobrar os sentidos e a primeira coisa que senti foi que minha calcinha estava totalmente ensopada. Aquele tarado safado havia incendiado meu corpo e simplesmente desaparecera.

O tesão era tanto que entrei no banheiro do mercado, enfiei a mão dentro da calcinha e bolinei meu grelo teso e sem conseguir me conter dei um gemido abafado e gozei como uma putinha no cio tremendo igual vara verde.

Voltei pra casa sem comprar nada com meu corpo em chamas desejando que aquele macho voltasse pra me pegar de verdade.

Quando meu marido chegou em casa no começo da noite quase o estuprei de tanto tesão que sentia.

Infelizmente meu marido não era o macho que meu corpo cheio de desejos ansiava mas serviu pra dar uma acalmada momentânea.

Foi então que foi anunciado na radio local que na cidade vizinha distante uns 50 km em alguns dias iria acontecer o show de uma dupla sertaneja famosa e comentei com meu marido que queria ir assistir. Ele também gostava dos cantores e junto com uma cunhada, o marido dela, ficou tudo acertado de irmos todos juntos em nosso carro.

Dois dias antes do show percebi que nosso carro estava dando umas rateadas no motor e falei para meu marido levar na oficina mecânica e dar uma olhada no defeito e ele disse que ia fazer isso.

O show seria na sexta feira à noite e pra pegarmos lugares na frente do palco saímos bem antes do horário.

Chegamos e deixamos o carro no estacionamento e fomos dar uma volta pelo recinto do parque e como sempre acontecia em festas meu marido e meu cunhado já começaram a tomar latinhas de cerveja uma atrás da outra e certamente iriam acabar ficando bêbados e chatos.

Junto com minha cunhada e a amiga fomos pra perto do palco e enquanto aguardávamos o show principal tinha um conjunto tocando umas musicas bem dançantes e logicamente passei a rebolar e me soltar.

Minha cunhada como era uma mulher bem recatada estava com uma roupa bem discreta, mas quando eu ia a lugares onde podia mostrar meu corpo sensual não perderia a oportunidade de deixar os homens babando por mim e estava com uma blusinha curtinha que deixava minha barriga de fora e minha saia era de malha colada ao corpo revelando meu bumbum empinado. Se deixasse a saia no meu corpo como tinha saído de casa até que não era muito curta, mas assim que fiquei longe dos olhares do meu marido enrolei duas vezes o cós na cintura e então a minissaia ficou do jeito que o diabo gosta e os homens adoram. A barra da saia ficou no máximo três dedos pra baixo da minha bucetinha tesuda coberta apenas por uma calcinha fio dental tão pequena que até entrava na minha rachinha sedenta.

Logo a frente do palco ficou completamente lotada de gente e não demorou nada pra que homens taradinhos tentarem me encoxar e apesar da minha cunhada do meu lado acabei facilitando e rapidinho senti várias mãos apertando meu bumbum duro e arrebitado.

Sempre tem uns machos mais ousados e do jeito que eu dançava rebolando como uma puta durante as musicas senti alguns dedos espertos deslizando na minha bucetinha toda meladinha e bem safada deixava um pouquinho, mas logo tirava a mão dos taradinhos.

Minha cunhada empolgada com as musicas nem prestava atenção nas minhas safadezas ao seu lado e aproveitei pra também apalpar as rolas dos machos que me encoxavam sem querer querendo. RSS.

Minha bucetinha completamente ensopada denunciava minha excitação total e muito safadinha deixava rolar aquela sacanagem deliciosa.

O show acabou e fomos para o estacionamento e quando cheguei la encontrei meu marido e o cunhado já bem chapados e pra piorar a coisa nosso carro não dava nem sinal de vida. Toda puta da vida comecei a xingar meu marido dizendo que ele tivesse mandado revisar o carro não teria acontecido isso. Como sempre quando bebia meu marido ficava mais macho e me mandou tomar no cu e outros palavrões. Sai dali brava pra cacete pra não me estressar mais ainda e fui dar uma volta esperando que quando retornasse eles tivessem conseguido resolver o problema do carro.

Quando mais calma voltei encontrei o carro no mesmo lugar, mas todos haviam desaparecido e logo me toquei que eles provavelmente conseguiram carona e tinham ido embora me deixando abandonada naquele lugar completamente só.

A primeira coisa que pensei depois disso foi em também pedir carona pra voltar pra minha cidade mas logo vi que ia ser difícil porque os carros estavam lotados de gente e a maioria das mulheres quando olhavam pra mim com as coxas todas de fora parecendo uma periguete nem deixavam os maridos ou namorados me dar muita atenção e seguiam em frente.

Quando estava quase desistindo e já pensando em ter que procurar um hotel pra dormir vi um ônibus estacionado pegando gente e resolvi perguntar pra onde eles estavam indo e então o motorista disse que o destino era pra uma cidade uns 50 km pra frente da minha.

Notei que o ônibus já estava completamente lotado, mas decidi voltar pra casa e após pagar o valor da passagem subi as escadas e já percebi que a viagem seria feita como se fosse numa latinha de sardinha, totalmente espremida. RSS.

Quando subi no ônibus o corredor já tinha bastante passageiros em pé e resolvi ir para os fundos porque acreditava que seria mais calmo.

Até o motorista dar partida naquele ônibus velho entrou mais gente ainda e quase não sobrava nem espaço para respirar.

Logicamente que alguns homens mais taradinhos quando olhavam pra mim já tentavam me encoxar mas quando o ônibus começou a andar acabei ficando meio espremida ao lado de uma mulher gorda e de um senhor de idade e pra piorar cheiravam a bebida.

Eu tentava me segurar nos canos do teto do ônibus e quando fui me dar conta minha saia tinha subido tanto que metade do meu bumbum estava aparecendo e foi então que percebi que no empurra empurra acabei chegando no fim do corredor e então notei que no ultimo banco tinha dois morenos bem fortes sentados. Eles deram um sorriso safado e então percebi que estavam olhando para minhas coxas e meu rabo empinado e com certeza minha calcinha devia estar à mostra.

Fiz de conta que nem tinha percebido nada e até brinquei dizendo que alguém podia ser cavalheiro, e me deixar sentar no banco.

Eu entrei um pouco entre o encosto do banco da frente me segurando pra não cair e logicamente meu bumbum ficou bem diante dos olhos ávidos daqueles rapazes que se mostravam bem safados que puxaram conversa comigo querendo saber meu nome, se tinha namorado e aquela conversa mole de sempre.

O barulho dentro daquele ônibus velho com varias janelas abertas por causa do calor fazia com que quase nem pudesse pra conversar e escutar direito o que aqueles rapazes falavam, mas os safados já botavam as manguinhas de fora elogiando meu corpo e principalmente minha bunda empinada.

Quando o ônibus pegou a rodovia as luzes internas foram apagadas e em poucos segundos já senti que o rapaz que estava mais próximo de mim pegou no meu quadril e se levantando um pouquinho sussurrou no meu ouvido bem baixinho:

-Gata lindona...se vc quiser sentar no nosso colo...acho que a viagem vai ficar bem mais gostosa e confortavel...ninguem vai perceber nada com a luz apagada...estamos no ultimo banco...senta...que prometo que você vai adorar!

Toda assanhada com aquele situação e principalmente com a atitude de macho daquele rapaz sussurrei de volta no ouvido dele:

-safado...acho que vc e seu amigo estão cheios de más intenções comigo...sou uma mulher casada...ja pensou se alguém me vê sentada no colo de outros machos sem ser meu marido!

Nem me surpreendi quando senti as mãos dele subindo pelas minhas coxas e seus dedos ágeis deslizaram pelos lados da calcinha e mergulharam na minha xaninha toda ensopada e ele voltou a sussurrar agora todo macho:

-senta logo sua putinha...to sentindo sua bucetinha todinha ensopada nos meus dedos...vamos aproveitar...senta que você vai gostar!

Ele segurou meu quadril e foi puxando meu corpo para seu colo e toda taradinha deixei encaixar meu bumbum no colo daquele macho de atitude. Levei um susto delicioso ao sentir que o safado já estava com a rola dura pra fora da bermunda e a surpresa foi maior quando percebi que entre minhas coxas e deslizando por cima da minha calcinha ensopada tinha uma rola bem grossa e com uma cabeçona enorme toda babada. As mãos ágeis dele já exploravam meu corpo quente cheio de tesão.

Logo o amigo do lado pegou minha mão esquerda e me fez pegar em sua rola e percebi que também era enorme.

Eu tinha uma rola enorme entre minhas coxas e na minha mão outra do mesmo calibre e totalmente dura.

Quando dei por mim o rapaz já estava tirando minha calcinha e nem me preocupei em tentar dificultar e até facilitei.

Em segundos aquela cabeçona enorme deslizava entre os lábios da minha bucetinha meladinha e toda tesuda virei o rosto pra pras e sussurrei no ouvido daquele macho:

-noossa...tua rola é muito grande e grossa...não to acostumada...do meu marido é pequena...devagar...pra não me machucar...sou muito apertadinha...ahhh!

O safado ao ouvir minhas palavras cheias de tesão encaixou a cabeçona da sua rola dura como aço na entradinha da minha xaninha meladinha e puxou meu corpo com firmeza. Apesar da determinação daquela macho e talvez por um pouco de medo da minha parte a rola escorregou sem conseguir me penetrar. O outro rapaz apertava meus seios e minha mão apertava seu pau igualmente duro.

Em segundos a cabeça da rola foi novamente encaixada na entradinha da minha xaninha tesudinha e dessa vez aquele macho não deixou escapar e senti aquele monstro cabeçudo abrir caminho dilatando as paredes da bucetinha apertadinha até entrar tudinho.

Mordi os lábios pra não gritar. Que rola grossa enorme eu tinha dentro de mim e meu macho todo tarado sussurrou:

-ahhh...que bucetinha apertadinha tem a putinha casada...quente...nossa...que delicia...rebola na minha pica sua putinha...da gostoso pra mim...quero vc rebolando esse rabo bem gostoso...rebola sua cadelinha gostosa...teu macho vai te comer inteirinha!

A estrada cheia de buracos fazendo o ônibus balançar bastante e o tesão de ter uma rolona de macho de verdade enterrada na minha bucetinha apertada fez meu tesão ir a mil e em segundos rebolava completamente entregue. Ele me levantava e soltava meu corpo espetando aquela rola cabeçuda até o talo.

Minha bucetinha parecia mijar de tanto liquido que expelia e era um gozo atrás do outro que aquele macho pauzudo me proporcionava.

Se alguém no banco da frente ou perto da gente estava percebendo que estávamos trepando deliciosamente logo deixou de ter importância e meu corpo tesudo tomado pelo prazer rebolava como uma puta atolada naquela picona grossa.

O amigo do lado logo puxou meu corpo e foi à vez dele socar sua rolona enorme na minha bucetinha tesuda.

Eu tentava não gemer, mas não conseguia me segurar e então quem me fodia tampava minha boca com a mão e socavam a rola com força.

Durante o trajeto que demorou quase uma hora os dois safados se revezavam em foder minha bucetinha cheia de tesão e perdi as contas de quantos orgasmos copiosos atingi so sei que minhas coxas estavam completamente melecadas.

Os dois rapazes não haviam gozado e foi então que um deles se levantou e me fez sentar no banco e logo percebi que iam gozar na minha boquinha sedenta. Quase não cabia entre meus lábios a cabeçona avantajada daquele macho e ele todo tarado socou na minha garganta e em poucos segundos senti o primeiro jato caudaloso de porra fervente que encheu minha boca. Engoli tudo sem deixar nenhuma gota escorrer e logo os safados trocaram de lugar e comecei a mamar na outra rolona enorme e tudo se repetiu da mesma forma.

O outro tarado gozou mais ainda, parecia um cavalo de tanto que ejaculava e até me fez engasgar, mas como uma putinha bem tarada e safada que eu era também consegui engolir até a ultima gota de porra.

Quando o ônibus parou pra descer as pessoas da cidade um dos rapazes sussurrou um numero do telefone celular pra que ligasse pra eles se quisesse repetir aquela brincadeira gostosa.

Minha casa não era muito longe do posto onde desci do ônibus e fiquei pensando na loucura que havia feito e só então fui me dar conta que eles haviam ficado com minha calcinha. Minha bucetinha toda gozada sentia o ventinho do ar fresco da noite entre minhas coxas nuas.

Quando entrei em casa encontrei meu marido desmaiado no sofá com a mesma roupa que tinha ido ao show.

Tomei um banho maravilhoso e ao lavar minha bucetinha tesudinha senti que estava toda inchadinha.

Ela tinha levado uma surra de rola grossa e estava “quase” satisfeita, mas se pudesse teria continuado a dar pra aqueles dois machos.

Dormi peladinha e quando acordei de manhã meu marido estava ao meu lado me acariciando pedindo desculpas.

Acordei puta da vida e dessa vez foi eu que o mandei tomar no cu e fiquei uns três dias sem conversar com ele.

Quando meu maridinho depois da “geladeira” que dei nele conseguiu comer minha bucetinha gozou que nem louco e depois me elogiou dizendo que eu estava cada vez mais gostosa. Percebi que precisava urgentemente arrumar + alguns machos de pau bem avantajados pra deixar minha buceta mais perfeita ainda pro meu maridinho tolo. RSS.

[email protected]

Outros contos do TETE acessem meu perfil: http://sharoland-nn.ru/perfil/150463

Se quiserem entrar em contato:

skype: tete-cp1

e-mail: [email protected]

asw3e7hg

Comentários

28/11/2015 20:09:08
PUTA SAFADA,DELÍCIA,DA PRÓXIMA DA UM PERDIDO NO SHOW E DEIXAR UM TARADO COMER ESSA TUA BUCETA GULOSA,VADIA GOSTOSA.
05/04/2015 09:21:29
Que belo conto,já tive uns assim no hospital. Parabéns linda me add. [email protected]
15/03/2015 09:21:01
Delicioso conto.. Adoramos
04/03/2015 00:58:32
Hummnn....me deu um tesao!!
25/10/2013 23:15:59
Seu conto é tão excitante que até bati uma punheta, pensando nas suas coxas grossas e na sua buceta apertadinha. Que tesão de mulher que você deve ser! Um dia ainda irei encontra-la e meterei gostoso ness sua buceta tesuda. Sua nota é 10.
05/10/2013 11:30:05
Isso mesmo, casada safada tem que fuder muito.
02/10/2013 08:08:47
Puta tesão de conto... casada safada delicia. .. muito bem escrito ... muito cheio de vontades de foder uma casada safada
02/10/2013 06:15:52
Claro que é meio fantasioso, pois em um onibus acho meio dificil acontecer, mas, tenho uma tara enorme em fazer sexo da forma como a que foi narrada. Bjs!
02/10/2013 05:51:24
delicia
01/10/2013 20:14:54
Adorei seu conto se possivel me adc skype [email protected] vc e muito safadimha
01/10/2013 14:49:00
vish dlç sou loko pra pegar uma casada safada assim como voc.quero conversar com voc manda seu e-mail ai.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


as mulheres cm a buceta grande panel de fuscacache:FXezWFwrF6IJ:zdorovsreda.ru/texto/2014021511 100 foto de mulher em fiado a mao na bucetaconto incesto sempre que vejp minha irmã fico de pau duro e ela cheia de tezaofilme casal insurportavel pornodoidoexistem homem com penis mais de 40cmgrelinho branquinho dessa buceta virgem deliciaWww.bundudinhanovinha.comasxxxxxcompai chupa a buceta da filha e éla bufa de tezâoconto caralhudocontos de sexo depilada na praiameu aluno cacetudo contosSanto Anjo conto eroticopadrasto enteada falei de sexo brasileirosexo com homens islan aforçando mulher gostosaUm Anjo Em Minha Vida 25.2(Final)- Casa Dos Contoscontoprimeirafodaminhas condiçoes de corno contos eroticochupo e emguliu apora toda xvideosContos eróticos meu marido solbece quantas rola já levei no cumeu sogro isasiavel comtomulher transando na subida do Ilha Porchat São Vicentecoroas peladas com o corpo melado de margarinatorando a gordinha escandalalosavidios porno d braziliras no concuso quem cosegi beber mais pora porno doidoContos eroticos irmas gulosas mamando no pauzao grosso do irmao e de mais cinco amigos pauzudos dele na piscina de casaafrouxou fundo um cuvideo porno denovinha enfrento pau grandecontos sogro e noracontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaicontos eu meti meu picao nela sem pena incestomulher fazendo vídeo pornô na gritalhadaContos erotic eunovinha escondida vendo irmao menor se mastubandoadoro foder com meu filho fodeme meu filho nesta cona putacontos eroticos bucetinha apertadabuctao tod c gazandksalswing2011Xvidiocomendo a novinha sem.ao menos tirar o chorte dela Conto no interior vi mamae pelada ela disse vou te capa cacetudomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticoslesbica fode a outra com dildo entroduzido na buceta e sentada na cadeirascontos de boquete bom de primos e primas novinhosconto minha hisoria dupla penetacao com janete e betocolecao lambendo a cabecinha gozada na boca pornodoidohomem nu da cu seminaristacontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosenrabando cunhada e sobrinha contocontos eroticos meu padrasto cavalopadrasto pirocudo droga a enteada e transaestufando o cu da madrasta e da filhacontos eroticos ele esfolou meu rabinhominha mãe irmã vovó conto eróticoVai vai no cu conto incestocao gigante fica emgatado na buceta da nefinha que gene de tesaovįdeos porno com prętas atraves da paredebaixar xvideos da mãe enfiando os braços dentro do cu e dentro da boceta e a filha também arrombando seus dóis buracos intensamente o filho chegou e comeu todas as duas enchendo seus dóis buracosxvideos cliente dotado fica com pau duro durante exame e a depiladora acaba não resistndocontos eroticos dei para um vizinho de iptingauma foda com a professoramanda um vídeo de pornô aí eu não tô nem phone 5Comendo a garotinha contos eriticonovinhas.abrir.buzentacontos eróticos de casadas rabudas traindo com pauzudoscomi a pmmacubeiro comendo a foça novinhanovinha com beloto do grelo grandeeu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucaporno minha esposa chupou o pinto do agiota pra pagar minha dividaXVídeos gay com truculênciachantagiei a colega de trabalho e comi ela contoscontos casadas chupadeiraslargandoo cu com um pepino grosso pornodoidoporno negao crava tudo de bruso ela grita