Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Sexo animal (O pai da Carol)

Autor: Kmilinha
Categoria: Zoofilia
Data: 12/10/2013 19:52:41
Nota 10.00

Alguns dias depois que o pai da Carol comprou a nova barraca e a estreamos no Camping, ele começou a fazer marcação cerrada em cima de mim (vocês lembram né que eu prometi pensar no caso dele?)... — Você não lembra?... Então você não leu “Sexo a Três no Camping”.

Então... Ele achou que eu já tinha pensado demais. Até na saída do colégio ele foi me esperar com sua moto, em um dia que a Carol não foi ao colégio.

Aff... Será que eu cobrei pedágio dos reis magos? (Como diz o Félix).

Por sorte ninguém em especial viu quando eu subi na moto e vim de carona com ele. O safado parou no meio do caminho e quis me levar pro motel.

— Primeiro... Você nunca mais me espere na saída do colégio ou nem olho mais pra sua cara! Falei.

— E segundo, eu não posso entrar no motel, estou sem meus documentos aqui!

— Eu não aguento mais de tesão Mila, se não transar com você hoje eu enlouqueço e faço uma bobagem!

— Espera até domingo, meus avós vão de manhã para a igreja e a gente vai ter muito tempo pra curtir!

— Hoje é quinta ainda, não vou aguentar gata! Vamos lá pra casa do meu irmão, eles foram pra Ribeirão Preto e só voltam amanhã!

Não gostei muito da ideia de ficar sozinha com este homem tarado lá na casa, eu já fui lá algumas vezes com a Carol, é um terreno enorme afastado de outras casas e tem um cão fila enorme que fica direto cheirando minha bunda.

Mas por outro lado era menos arriscado que em casa e também já me livrava do assédio dele por uns tempos.

— Borá então, quando chegar lá eu ligo pra minha avó dando uma desculpa pra chegar mais tarde!

Lá chegando fomos recebidos pelo cachorrão, ele acompanhou a gente até o terreiro dos fundos. O pai da Carol pegou uma toalha que estava na mesa da varanda e arrumou-a no gramado debaixo de uma árvore ali fora.

— Vamos fazer picnic? Falei sorrindo.

— Não tenho a chave da casa, vamos ter que ficar aqui fora princesa!

Não me importei, acho que era até melhor. Fui tirando minha roupa bem dengosa e provocadora, ele babava me olhando e rasgando elogios. Fiquei somente com minha calcinha e coloquei tudo em cima da mesa longe do alcance do cachorro.

Ele fez o mesmo, mas tirou até a cueca.

— Vem princesa, vamos pro nosso dia de núpcias!

Falou bem sacana enquanto me pegava no colo e levou-me até a toalha, ficamos ali ajoelhados, ele elogiava meu perfume, a maciez da minha pele e juventude do meu corpo enquanto lambia e beijava meu pescoço, ombros e seios. Após um abraço nos beijamos bem demorado enquanto eu alisava sua bunda com carinho e ele com as mãos em minha nuca quase tirando meu fôlego com a volúpia do seu beijo.

Seu pau durão roçava meu ventre, coloquei-o entre minhas coxas e apertei sua bunda com força com as duas mãos. Ele parou de me beijar e falou um monte de sacanagem no meu ouvido.

Agachei pegando seu cacete com as duas mãos e lhe fiz um boquete com todo o capricho, chupando a cabeça e engolindo devagar até sentir aquele cacete entrando em minha garganta, voltava devagar brincando com minha língua.

Como diz o ditado: Eu daria um boi pra não transar com ele, agora daria uma boiada pra não sair desta transa (haha).

Tirei minha calcinha e fiquei de quatro e... — Vem amor, me deixa sentir esta pica todinha dentro de mim!

Eu já tinha deixado seu pau molhadinho de saliva, ele ajeitou a cabeça na minha xoxota e foi enfiando aos poucos, eu me derreti toda.

— Ahaaaaa, que delícia! E comecei a mexer enquanto sentia tudo aquilo me alargando e tocando fundo dentro de mim. Ele foi aumentando o ritmo, alisava meus seios e me pegava firme pela cintura, meu gemido alto deve ter assustado ou excitado o cachorrão que nos observava ali pertinho uivando baixinho.

Aquela foda continuou muito gostosa por muitos minutos até que senti suas contrações e eu já ia gozar também e implorei:

— Bem forte agora amor, me fode gostoso!!!

Ele começou a bombar feito louco e gozamos juntos, eu agora não gemia, eu urrava bem alto ao sentir aquele jorro de porra morna me enchendo toda, suas estocadas foram diminuindo até seu pau ficar molinho e quando ele tirou de dentro de mim, desabou exausto ao meu lado.

Eu nem conseguia me mexer de tanto que gozei, estava molinha ainda de quatro com os olhinhos fechados e com a cabeça apoiada no chão, tomei o maior susto ao sentir um peso sobre mim, era o cachorrão roçando aquele pinto enorme na minha bunda enquanto abraçava minha cintura com as patas. O pai da Carol quando viu, falou brabo: — Sai daí Nero!!

Falei: — Calma amor, ele quer se divertir também!

E o pintão do Nero hora roçava meu cú e hora minha xoxota mas ele não conseguia enfiar.

O pai da Carol ainda argumentou e reclamou. Eu disse:

— Vem cá amor, deita aqui na minha frente pra eu chupar você enquanto ele brinca ai atrás!

Ele deitou e eu abocanhei o seu cacete e enquanto chupava aquele pau ainda molinho e melecado, com a mão levei o pintão do Nero e introduzi na minha boceta, o resto ele fez sozinho, socou tudo lá dentro...

— Ohoooooo!!!

Parecia que aquele cacetão ia me atravessar. E ele bombava bem rápido fungando no meu cangote, eu rebolava minha bunda e sugava e engolia a pica do homem que reviveu e enchia minha boca, a visão do Nero me comendo deve ter excitado ele de montão. Foram minutos de muita loucura. Quando percebi que ele ia gozar eu o punhetei com a mão e a boca, ele gozou com tanto prazer que senti o jato da porra ir direto à minha garganta, eu engolia tudinho quando senti um orgasmo múltiplo com o Nero gozando dentro de mim e inundando-me toda com sua porra...Tirei a boca da pica do homem e gemi alucinada, e dei muitos gritinhos enquanto gozava sem parar, geeente... Era tipo assim... Muuuito bom. Aquele bola que forma no pinto dele ali na entrada da minha xoxota é impagável.

Após quase desabar de tanto prazer, falei carinhosa com ele afagando sua cabeça: — Bom menino... Fica ai quietinho!

Ele ainda ficou ali um tempinho curtindo o carinho até que saiu de dentro de mim e junto saiu muita porra.

Ele começou a lamber minha xoxota, eu sentei e evitei que ele continuasse, apesar de que estava morrendo de vontade, pois estava muito bom. (haha)

Acariciei a pica do homem que estava molinha, parece que hoje eu não teria o anal novamente, que pena, mas não falei nada pra não magoar, pois ele já estava com muito ciúmes do Nero.

Depois tomamos banho de mangueira, eu e o Nero fizemos a maior bagunça. Depois fomos embora pra casa.

No caminho de volta, abraçadinha ali atrás eu disse que curti bastante, mas que era pra ele diminuir a marcação ou não teria outra vez.

Beijos amigos, até a próxima!

Comentários

06/05/2017 18:13:59
Hummm como eu adoro uma menina safadinha...principalmente aquelas que curtem sexo oral e [email protected]
30/06/2014 13:56:12
Muito, muito gostoso!!! Tbem quero!!!
22/06/2014 21:56:59
Escrita com bom ritmo, e convincente. Muito excitante, perseguindo o objetivo. Nota 10
Ree
26/11/2013 04:14:02
oi amiga adorei seu conto teria como esta add? [email protected]
19/10/2013 20:52:36
Muito bons os seus contos. Você é mesmo muito realista e as histórias são bem contadas a ponto de me deixar muito "feliz", comentou sobre Ribeirão Preto, mora perto? gosta de se corresponder? Meus parabéns, você é nota 10.
15/10/2013 10:05:36
KMILINHA, adorei quero te conhecer..escreva para; [email protected] a nota é
13/10/2013 12:23:55
que delicia! muito bom o conto! [email protected] mande me um email ai pra conversarmos rsrs
12/10/2013 20:03:20
Maravilhoso.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Xapeleta grosa nucu da loira xvideonovinha de biquine fazedo sexo de ladinho colado bem devagarinho no cuzinhochupando buseta labefo pasda mso bocscondo o marido sai potrabalho pornopeões de obras para Dudu f****** v******* contos eróticos gaysmulheres mortas com a bucta scheia de porrase eu tava afim de cozinha da minha cunhada mais nova aos berros XVídeostarado estorando boi no mato xvidio.comtem lebica olaine 2017 pra comigo outra mulher por celularcontos de pau preto e grossocontos eroticos minha mae com aminesiaconto eurotico academia com o menino bundudoporno amador mulheres lanbendo o pao do homem devagarinho até gozarcontos eróticos fiz sexo por acaso com minha tianovinha com pouco pentelho contosrelato erotico padrasto pauzudovideo de incesto nisseiContos eróticos flaguei o pastor arrombando minha linda noiva santinhaRelatos Zoofilia qual melos cadela para sexomullheres fodem tarado apulso como vingancameninas bem novas sendo fudidas pelo o padrastoporno doido faxineira obedienteporno irado sexo no salã de belezavideos sexo incesto filha reda calcinha pro papai fude elacontos eróticos suportando três cacetes com carinho e amortabu em familia pai e filha se amando loucamente incesto panterasrabuda de calça apertada limpando estantebelas coroas fazendo oral e metendocunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaocantor erótico fui abusodo ate eu da gostosoquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestonovinha dando para o garagistacomeram minha buceta no carnavalmae/chupa pica do filho e engasga pelo narizcontos eroticos Robertareymer ,eroticonegona sendo arrombado por negao tonato video porno grátispornor doido batendo poleta na varanda sexovídeo pornô novinha chupando p***** grande peituda gostosa patriciane nome delaContos com fotos velhos fudedores chupadoresconto erotico soquei um pau de borracha na minha esposa sem ela perceberconto erotico casada crente no tremwww ponto come come fazendo sexo fazendo pornografia fazendo sexo vaginal sadia.com.br homem e homemcontos eroticos meu padrasto cavaloquero ver um vídeo de mulheres transando com cachorro t***** de quatro com a bunda empinada engatada e urbano gayvi minha namorada branquinha virgem sendo fodida por um velho pauzudo/contos eróticoschupano pau groso na marraxvidio.combucetaazedinhaincesto com meu vô contoscontos eroticos de mulheres falando de pau pequeno e finono swing marido nao permite que metam na esposaconto erotico comendo rabo da dona da verdureiracontos tia dando o cu pro sobrinhochantageou a coroa para se dar bemo negão bem dotado comendo minha mãe contoscavalo viou pau ate no urtero da novinhaBaixa filme porno aa panteras juliana tranzando na cozimhaO filme corno manso de verdade existir pornoconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversariopapai e maninho me fuderao com seus pauzaos contosviagei a trabalho e meu noivo virou corno o homem me dominou casal praticante de zoofiliacontos eroticos de lua blanco e arthur aguiarvídeo de mulher pelada mostrando a b***** tomando banho arreganhando e ficando de quatro fazendo altas posições massachupando o grelo de uma loira mulher chupando beijo tchauvideos pornò homem chupando gostosòver contos eroticos lesbicas de a ginecologista sexo relatoscontos de crossdresser forçadonovinhas sendo a********* por monstros de Picão contos eróticosPorno conto mae no msncontos eroticos dominada na frente do meudoce nanda parte cinco contos eroticoscontos de incestos surubas com irma em casa nusvideocurto brasileiro de corno humilhadoContos erotico gozando dentro tendo aidscontos erotico meu marido me flagrou de baixo de outro machofiume porno minha cunhada e crenti eqe traza comigoConto gay viagem Onibus leitoporno sogru peganu tu nora a forsacomo e bom ter um comedor sólido e um marido viadomeu professor de natacao me comeu gay contovideos novinhas fazendo sequioso e gozandocontos eroticos de damon salvatoremete essa piroca noeu cu mim arba porno doidomarido goza batendo uma vendo mulher agarrada por outro machoccrioula dando o cuzaobucetagosotosacontos eroticos alvinho e o padrenão sei Teixeirinha gostosa arrombadaquero ver um monte de mergulhador de 19 a 20 anos de sunga de pau bem duro pelado