Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Meu amigo comeu minha esposa e ela apaixonou – Parte I

- Somos um casal apaixonado, na faixa dos 43/38 anos, moramos no Rio de Janeiro, casados há sete, liberei minha esposa há cerca de dois anos.

Meu nome é César e o da minha esposa Beatriz. Ela é uma morena com uma pele maravilhosa, cabelos lisos, gostosa, muito safada e adora sexo sem restrições.

Em certa ocasião, quando estávamos fazendo sexo, perguntei para minha amada se ela não tinha tesão por algum amigo meu.

Ela disse que dos meus amigos um, em especial, a deixava molhadinha.

- Quem? – perguntei.

- O João amor. - Ela respondeu enquanto eu lambia a buceta dela.

Indaguei-a o que achava, então, de transar com ele.

Ela respondeu:

- ai, amor. Você deixa?

Eu respondi afirmativamente. À guisa de curiosidade, João tem 1,88m, malha diariamente e na época de colégio costumava pegar várias garotas. Era um verdadeiro macho comedor. Naquela época João estava divorciado.

Assim, passamos a bolar uma forma de transformar mais essa fantasia em realidade. Um dia peguei o telefone e liguei para o João. Perguntei se ele não queria passar um final de semana em nossa casa em Arraial do Cabo.

- claro, há muito tempo não vou a Arraial. Posso ir na quinta?

- Sim, pode – respondi - Só que quinta e sexta eu trabalho. Mas a Bia não está trabalhando então não tem problema, ela te espera por lá. - Completei.

Tudo combinado eu permaneci no Rio trabalhando e Beatriz pegou o carro e foi para Arraial do Cabo. Assim que chegou ela me ligou dizendo que estava tudo em ordem e estava aguardando apenas o João chegar.

Tão logo ele chegou ela me ligou. Estava muito sol e iriam para a piscina. Algum tempo depois recebo uma mensagem via whatsapp:

- amor, teu amigo é muito safado. Ele passou protetor e mim e ficou de pau duro.

- que delícia - respondi.

Depois, por volta das dezoito horas Bia me ligou.

- oi amor. Estamos voltando, o sol foi embora. Vou tomar um banho e preparar alguma coisa para jantarmos. Você vem que horas amanhã?

- devo chegar por volta deste horário - Eu disse.

Pouco depois a Bia me passa outro whatsapp:

- amor, vou pedir pro João fazer uma massagem nos meus pés. O que acha?

- ótima ideia – respondi.

- então tá. Bjs. Te amo. – ela escreveu.

Por volta das onze horas mandei uma mensagem de boa noite para a Bia. Levou cerca de quarenta minutos para que ela respondesse:

- amor, eu não podia responder porque estava te fazendo corninho.

Quase fui à loucura.

- Me conta amor, me conta como foi – implorei.

- agora não posso. Ele vai desconfiar. Amanhã eu te falo, tá? Vou voltar pro nosso quarto. O João está me esperando.

Não aguentei e me acabei na punheta imaginando minha esposa na rola de outro macho.

No dia seguinte, pela manhã, ela me contou todos os detalhes pelo telefone e ainda disse:

- quando você chegar, vou te esperar com a porra do João na minha bucetinha, tá?

- quero ver. – retruquei.

——–A partir deste momento os fatos são narrados pela Beatriz ——–

Assim que voltamos da piscina tomei um banho e coloquei um vestidinho leve, bem curto, sem sutiã, e com uma calcinha vermelha. João desceu de short e camiseta. Parecia que estava sem cueca. Dava para ver seu pau totalmente delineado no tecido do short. Parecia gigantesco.

Preparei um carpaccio e abrimos um vinho.

Ficamos assistindo televisão no sofá e falando amenidades. O vinho foi embora rapidamente e abrimos outra garrafa. Aos poucos o álcool foi fazendo efeito.

Pedi para o João fazer uma massagem nos meus pés. Estiquei-os colocando no colo dele. Deixei que ele visse minha calcinha de propósito.

Ficamos naquele clima de sedução.

Pedi, então, que ele fizesse uma massagem nos meus ombros. Peguei um hidratante no banheiro e deitei de bruços no sofá. Meu vestido subiu um pouco, deixando minhas nádegas parcialmente descobertas. Desci as alças do vestido para facilitar a massagem. Ele começou lentamente, num ritmo cadenciado. Comecei a ficar arrepiada. Levantei para pegar um pouco de água e ele notou os biquinhos dos meus seios enrijecidos, visíveis através do vestido.

Deitei novamente no sofá e ele retornou à massagem. Ele parou por alguns segundos e senti o hidratante descendo pelas minhas coxas. Então ela passou a massageá-las.

- mmmmm – deixei escapar um gemido.

- está gostoso? – perguntou ele.

- muito – respondi.

As mãos enormes dele começaram a massagear as partes internas das minhas coxas e gemi inconscientemente, desta vez mais alto. Abri suavemente minhas pernas me insinuando discretamente. Eu estava perdendo todo o pudor. Ele então passou a massagear minha bundinha. Cada vez que que ele apalpava minhas nádegas os polegares passavam perto da minha xaninha, fazendo um movimento de abertura. Eu gemi novamente. Meus líquidos vaginais começaram a escorrer da minha buceta, encharcando minha calcinha.

Neste momento eu levantei, sentando-me no sofá ao lado do João. Peguei minha taça e bebi tudo de uma só vez. Passei a língua nos lábios saboreando o vinho.

Dava para ver o volume no short. Então perguntei com ironia:

- nossa, isso tudo é por minha causa?

- claro – respondeu - não quer que eu continue a massagem? – Perguntou João.

- não sei. Posso acabar fazendo besteira – respondi.

Foi a senha. João então se aproximou e me beijou, apertando meus seios. Baixou a alça do meu vestido e começou a lambê-los. Enquanto os lambia começou a dedilhar meu clitóris por cima da calcinha. Ato contínuo, puxou-a para o lado e introduziu um dedo na minha xaninha que a essa altura já estava toda melada.

- mmmmmmm, que delícia – exclamei ainda com a minha boca colada na dele.

Ele continuou me beijando com o dedo atolado na minha buceta durante um bom tempo. Enquanto isso passei a apertar o caralho dele por cima da bermuda. Estava duro. Ele tirou o dedo da minha bucetinha e colocou na minha boca. Eu lambi deliciosamente.

Depois ele tirou meu vestido e, depois, minha calcinha. Ficou admirando minha bucetinha totalmente depilada. Logo em seguida caiu de boca, alternando linguadas no meu grelinho. Fui ao delírio. Foram longos minutos dedicados a minha xotinha. Gozei na boca dele como se fosse uma cadela no cio apertando a cabeça dele contra minha vagina.

Depois ele tirou o short eu pude ver um caralho enorme apontando para cima. Ele se colocou na minha frente e colocou o pau na minha boca. Mal cabia de tão grande e grosso. Era muito maior que o do César em tamanho e grossura. Lambi e chupei de tudo que era jeito, deixando-o todo babado. Só me lembro de ter visto outra caralho daquela proporção com um namoradinho negro, que nunca chegou às vias de fato por eu ser virgem à época.

Esforcei-me ao máximo para dar prazer àquele macho. Ele tirou o pau da minha boca e, na posição de papai-mamãe ficou pincelando na portinha da minha buceta que àquela altura estava pegando fogo. Eu delirando supliquei:

- ai, ai, enfia logomete, por favor.

Ele continuou a tortura por mais alguns minutos, batendo com a cabeça do pau na minha xaninha e roçando no meu grelo.

- então fala, pede para eu te comer – ele disse.

- me come, por favor, me come – implorei.

João, então, introduziu o cacete da minha bucetinha. Apesar do tamanho, entrou sem dificuldades, devido ao grau de excitação que me encontrava. Senti-me totalmente preenchida. O pênis de dele ocupava todos os espaços da minha xaninha, que piscava involuntariamente. João passou a bombar com força, do jeito que gosto.

- ai, ai, ai, mete, ai – balbuciei entre uma metida e outra beijando a boca dele.

João parecia uma máquina de fuder. Depois ele me colocou de quatro no sofá e ficou de pé, socando minha bucetinha com as mãos nos meus quadris.

João passou a bater nas minhas nádegas e a falar:

- puta gostosa, safada.

Eu mal conseguia responder: - mete, filho da puta, mete. Come a mulher do teu amigo, come. Comedor de mulher casada.

Senti meu orgasmo se aproximando como uma onda violenta.

- ai, ai, tô gozannnnnnnnndo – comecei a sorrir de alegria.

Senti o pau dele inchar, ele deu um urro e gozou dentro de mim. Um rio de porra desceu pelas minhas pernas. Sentamos no sofá para nos recompormos e acabamos com o resto da garrafa de vinho.

Depois subimos para o quarto onde voltamos para a sacanagem. Ficamos nos beijando e bolinando um ao outro. Fiz um boquete bem molhado, enquanto massageava as bolas do saco dele. Ele gozou na minha boca e engoli tudo com muito tesão. João me comeu em várias outras posições, até que pediu para gozar no meu cuzinho.

Apesar do tamanho do seu pênis ele soube comer meu cu como um mestre. Enquanto movimentava lentamente até eu acostumar ficava dedilhando meu clitóris. Quando eu estava próxima de mais um orgasmo, eu disse:

- ai, João, fode meu cu...fode. Quero gozar assim, fode.

Então gozei com o pau dele atolado no meu cuzinho.

Por volta de onze da noite meu corninho mandou uma mensagem via whastapp. Nem pude responder na hora, só minutos depois. Expliquei para o meu corninho que João estava me comendo. Dormimos abraçadinhos com o pau dele atolado na minha bucetinha. Pela manhã acordei-o com outro boquete, em seguida cavalguei-o por muito tempo até gozarmos. Durante a sexta-feira ele me usou como quis. Fizemos sexo o dia inteiro, inclusive na rua.

Pouco antes do meu maridinho chegar, João ainda me comeu na minha cama, gozando dentro da minha buceta que agora estava completamente arrombada. O lençol ficou cheio de manchas do nosso gozo.

——–A partir deste momento os fatos são narrados por César ——–

Quando cheguei em Arraial do Cabo, encontrei com o João, que estava na piscina sozinho. Ele me disse que a Bia tinha ido tirar uma soneca, pois estava cansada. Falei que ia ver a Beatriz e desceria logo em seguida para tomarmos uma cerveja.

Assim que entrei no quarto senti o cheiro de sexo no ar. Pulei em cima dela, beijando-a loucamente. Ela empurrou minha cabeça para a altura da buceta e falou:

- olha o que eu te prometi.

Eu abri os lábios da buceta da minha esposa e desceu uma quantidade enorme de porra grossa. Ela disse:

- lambe amor, é do João. Ele acabou de me comer novamente.

Fiquei alucinado. Por pouco não flagro meu amigo comendo minha mulher. Comecei a lamber enquanto ela me contava todos os detalhes do dia. A buceta dela estava arroxeada em seu entorno de tanto ele socar.

- Amor, hoje a gente fudeu o dia inteiro.

Não aguentei de tesão, enfiei meu pau na buceta da Bia. Senti enorme diferença. Ela estava alargada e totalmente inundada de porra. Soquei com vontade imaginando minha esposinha sendo arrombada pelo João.

- ai amor, como João fode gostoso. Eu gozei tanto na pica dele – Ela disse.

- o pau dele é muito grande amor? – perguntei.

- é enorme, fiquei toda assada.

Bia continuou:

- me fode meu corninho, fode a sua puta safada. Que macho delicioso você me arrumou.

Bia me falou que tinha rolado uma química muito boa entre eles.

Minha cabeça zunia enquanto ouvia aquelas frases deliciosas. Ela ainda disse:

- hoje fomos à praia. Ele fez questão de me exibir como se eu fosse a esposa dele amor, me beijou na frente de todo mundo. Sem contar que tive que ir mamando o pau dele dentro do carro o tempo todo. Ele ainda fez questão de me deixar nua no carro e parar para abastecer num posto de gasolina. O frentista ficou maluco.

Gozei deliciosamente dentro da minha esposa. Deitei do lado dela arfando e ela continuava falando das fodas com João. Após descansar um pouco eu disse para Bia:

- amor, eu quero que de noite você vá até o quarto dele e me traga mais leitinho na sua bucetinha, tá?

A Bia não resistiu:

- posso dormir com ele?

Gelei. Meu coração disparou – e agora? – pensei - Devia logo assumir minha condição de corno submisso? Isso me dava mais tesão ainda. Pensei, por um momento, se João guardaria segredo....

<A continuação será postada dependendo do número de comentários.>

Comentários

Lx
21/05/2017 06:57:26
Delicia de relato. Ser corno manso é muito bom e gera uma oa cumplicidade entre o casal, fortalecendo a união.
08/11/2016 00:09:41
Você e muinto corajoso cesar!! eu so de imaginar minha mulher com outro ja fico tremendo de raiva
23/11/2014 11:35:44
nossa que delicia esse conto que coisa maravilhosa ..eu tenho muitas historias assim com minha esposa mas só não sei passar para o computador assim como você fez ..parabéns que tesão indescritível e olha que ue sou um fanático por contos de cornos,,, leio a vida inteira ...adorei muito muito muitoadorei o conto nota dez, sou fascinado por vários tipos de temas em contos mas na verdade gosto de todos e foi com contos que me tornei corno...lia muitos contos desde adolescente e ate hoje leio mesmo casado sempre li e sinto o mesmo prazer sempre,, e esse tipo de tema meio que proibido,, me fascina e desperta imaginação em relação a temas familiares,, sempre que posso no skype tento levar as conversas para esse lado também e quando percebo que o interlocutor gosta da ideia ai é tudo de bom nas conversas e historinhas .....adoraria receber no Skype amigos que curtirem viajar nas sempre mostro e ou envio fotos daminha esposa a meus amigos ...Skype meu Skype é esse: silvio.silva231 e o emial é : [email protected]
23/11/2014 11:28:17
esse conto é tão maravilhoso e gostoso que li apenas ate a metade e estou rendenddo para ler aos poucos mas ja vou postar aqui meu comentario eu to adorando e um trecho que mais me fazem delirar pois todo conto eu leio imaginando minha esposa no lugar da esposa do conto e isso me alucina,, tambem leio imaginando a esposa do corno autor do conto mas é tudo maravilhoso ...olha só esse trecho do conto isso me deixa alucinado de tesao..:Por volta das onze horas mandei uma mensagem de boa noite para a Bia. Levou cerca de quarenta minutos para que ela respondesse: - amor, eu não podia responder porque estava te fazendo corninho.... esse terecho do conto é a situação que mais adoro quando minha esposa me traai me faz de corno situações assim sao o maximo da coisa boa que é ser corno manso...nota dez pro conto... aqui um texto pronto que fiz para postar em todos contos que eu gostar um recado aos amigos leitores de boa vontade.....adorei o conto nota dez, sou fascinado por vários tipos de temas em contos mas na verdade gosto de todos e foi com contos que me tornei corno...lia muitos contos desde adolescente e ate hoje leio mesmo casado sempre li e sinto o mesmo prazer sempre,, e esse tipo de tema meio que proibido,, me fascina e desperta imaginação em relação a temas familiares,, sempre que posso no skype tento levar as conversas para esse lado também e quando percebo que o interlocutor gosta da ideia ai é tudo de bom nas conversas e historinhas .....adoraria receber no Skype amigos que curtirem viajar nas sempre mostro e ou envio fotos daminha esposa a meus amigos ...Skype meu Skype é esse: silvio.silva231 e o emial é : [email protected]
05/05/2014 11:29:02
Será que o João gosta de uma japinha? Queria muito ver minha mulher gozando com outro cara! Dez!
21/04/2014 16:50:11
Seu conto me deixou com o pau babando de tesão. Quero muito ser CORNO MANSO, quero ajudar minha Esposa foder outro macho, quero chupar a buceta dela enquanto o macho fode ela e depois que o macho gozar dentro dela eu quero chupar a buceta dela todinha enquanto ela me chama de CORNINHO GOSTOSO E MANSO. - [email protected]
21/11/2013 17:54:31
sim, inclusive tomar o leite fresco na bucetinha depois de injetado...
18/11/2013 16:30:42
Se eu fosse o marido dela liberaria sem dúvidas rsss...., também dei um presente semelhante à minha esposa.
18/11/2013 00:15:20
Com certeza!
17/11/2013 20:20:44
Bem escrito. Cumplicidade do casal. Tensão o tempo todo e tesão também. Beijos.
17/11/2013 15:08:21
Perfeito!!!
17/11/2013 12:44:57
Muito gostosa a tua putinha corno
17/11/2013 06:33:39
muito bom
16/11/2013 15:57:30
delicia de conto,parece que eu estava comendo essa gostosa enquanto lia!!
16/11/2013 15:31:52
ÓTIMO CONTO....
16/11/2013 14:56:01
Muito bom conto,para ser corno tem que participar o amante de sua esposa precisa saber que vc concorda que ela fode com outro..Continue
16/11/2013 14:54:54
cara pena que minha esposa não topa uma foda destas mas imagino como vc deve ter gosado nela ouvindo as fodas que o joão da nela
16/11/2013 14:53:26
rapais estou todo melado só de pensar como vc deve ter fudido com ela depois do joão ter arrombado ela todinha
16/11/2013 13:37:09
Claro que ela deve dormir com o comedor, claro. O bom corno manso, o corno verdadeiro fica no quarto ao lado ouvindo os gemidos da puta tocando punheta. Volte a escrever.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novos xvideos metendo com forçaaaaaacontos eroticos nao sei como eu aguentei o pauzao do cifoa negroeu perdi a minha virgindade com ca ca pica de 40cmfilha minha femea contofui me depilar no salão e ganhei uma chupadacontos eroticos minha esposa ficou excitada quando viu o negao pauzudoxvd irma bati punheta para o irmao e nao rezisti e da pra elebrincando escanchada contos pornoporno tirei o pau veio bosta bizarrodescobrindo o amor 74 dr romântico a minha mae obrigou meu padrasto tira a minha virgindadeconto erotico corno na lua de melquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestoporno gay pai malhado e i filhoMulher adulta. Criando pentelho. Na bucetaEm Família: Parte 1 Autor Sr G casadoscontosxisvidio amadores de auguen metendo a forçamulher revivesse monstro xvideocontos de sexo depilando a sograrelatos de traveco que colocou silicone enorme no peito e deu pro roludo mamarvideo pprno gta ida sr mastutbando com pepinoporno ele para pra descansar da caminhada e pega morena agua e fode com eleVirei travestvídeos de biscatinha novinha brasileira gostosa safada entiada metendo c padrasto sem ninguém percebercontos eroticos sexo oralMinha mulher adora reparar na piroca dos machosporno novinha foi cariciada na escola contosdei minha bubuta contosFamiliasacana queridi.ho da mamaeBem novinhas apertadinhas fudendo com coroas dotados sentiu dor no zap zapcontos eroticos injeçaohttp://zdorovsreda.ru/texto/201103701vídeo pornô caseiro sabor chupança buchocomo q estourar as bolinhas sexchop sexuais na relacao sexoporno brasileiras novinha da sua buceta e se arrepende e chora e chama palavrao nuasexo oline depiladora não aguentaou ver o cliente de pau duro e caiu de bocaconto erótico Dulce safadasou puta do meu tiosogra fagar gero de pau duromulher querendo fazer zoofilia no Rio de Janeirobaxinha cochuda casada vingando xvideosminha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigos dabuceta das gostosa da novela das 9:00conto corno obrigadovídeos pornô certinho não quero nenhum errando dando errado por favor obrigadaDou o cu para o traficante contos gaynovinha safada humilhando o padrasto é estrupada a forca no conto eroctico do quadradinhocontos anal c cavalos e touroscompetição de nudismo pintudos mais cabeçudorickcafajeste30.filme pornô gratis bucetinha bem limpinha sem cabelo ganhando enfiadinha de leve do pau grossotaradona nivinha loca pra dar oacuzin mas o pausudo nao esta dando conta de te comer num enta o cacetecasada fode chamando corno falando obscenidadesmulhereres evanjelicas peludas porno caseiquero ve os telefoni das mulhe de curitiba casada que gosta di da a buceta para oto omhe deixa teu telefonemulher cagando enquanto dava a bucetaContos erótico a calsinha da cunhada noviha cheirava mixoenchendo abucetinha dalinda moreninha de espermatozoides video porno gratifoi mal apertarou aqui sem quercontos eroticos comeu eu minha filha e sublinhapornodoido sogra da cugrade a genro e filha na salasexocunetequero ver as mulher tarada caseira com muco cervicalputaria brasileira posicao frango assado pra salvar no celularcontos eroticos de caminhoneiros fudendo homens em posto de combustiveiseu sento no seu pau voce mim abraca e mim beija gostoso pornoxvideos loira cabelereira tesuda de mini saia cortando meu cabelo pau durovideo porno denovinha enfrento pau grandecasa dos contos eroticos o padrasto so quis as pregasConto erotico scat adoro ver a mulher peidandomalandro se asusta com o tamanho da buceta da novinha bebadaXxvideo so a cabeci.ha nela dormindoX porno ceducindo vidraseiroconto eróticos padrasto chupa a estiada de 8 anosminha vizinha puta contocontos pornôs mulheres lindas super gostosas que seus maridos liberaram para dar para seus amigos que tem paus bem grandes maior do que os deles elas adoramconto erotico dei para um estranho na casa de swingxvideo.com esfregando o pau na buceta lizinha e com um gemidinho sexo massagem na buceta com carinho