Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Cuidando das amiguinhas da minha irmã Parte VII Final

Autor: Colisseu
Categoria: Heterossexual
Data: 23/03/2014 01:01:15
Nota 9.95
Ler comentários (15) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bom continuando... Após ter transado a noite inteira com a Bruna caí exausto na minha cama e logo dormi, mas não demorou muito para acordar já que eu deveria preparar o almoço para as garotas. Levantei 11h, tomei um banho gelado para me animar e fui ao sacrifício, preparei o almoço e comemos. Durante a tarde nada muito diferente ocorreu as garotas ficaram na piscina, pois o dia estava bem quente e em alguns momentos as garotas que eu já havia pego quando passavam por mim apertavam minha bunda ou meu pau tudo discretamente é claro.

Ao anoitecer fiz tudo como sempre preparei a janta e depois limpei tudo como as meninas ficaram o dia todo correndo e brincando na piscina quando anoiteceu elas estavam cansadas e maioria foi dormir cedo ficaram apenas algumas que não demoraram muito e também foram dormir. Antes de deitar Mariana havia me dito que estava com dor de cabeça então dei um remédio para ela e a mandei ir dormir, Edlyn foi dormir também para fazer companhia para amiga, assim restou apenas eu, Nathalia e Grazi na sala assistindo TV, Grazi era outra amiga da minha irmã, ficamos assistindo um filme de terror de fantasmas logo elas já ficaram com medo e começaram a se aproximar de mim no sofá, mas sinceramente até eu estava meio bolado com filme já que havia começado a ventar e chover tudo já colaborava para o filme dar mais sustos ainda e então para descontrair um pouco que o clima estava tenso por causa do filme falei:

—E ai garotas e os namorados?

—Nem tem! Falou Grazi e minha irmã concordou com um “É”.

—Daí sim só podem estar de brincadeira! Falei.

—Que nada os garotos nem querem saber de namorar! Falou Nathalia.

—Puta que pariu hein mentira isso como os garotos não dão bola para duas garotas tão lindas assim!? Falei.

—Eu até entendo que não olhem para mim mas eu não entendo porque na olham para sua irmã que é linda! Falou Grazi rindo.

Grazi era bem branquinha, tinha olhos castanhos e cabelo preto. Grazi era meio gordinha, na verdade não era gordinha, mas era cheinha do tipo que tinha corpo proporcional, ela não tinha pneuzinho de gordura e tal, mas ela era cheinha se é que vocês me entendem, alguns diziam que ela era gordinha mas para mim não era, ela só era cheinha mantendo o corpo bem atraente ainda, tinha coxas grossas, uma bunda avantajada mas nada escandaloso, seu rosto era normal não tinha aqueles rostos redondos de gente gorda, seus seios era médios, graças ela ser um pouco mais cheia suas curvas ressaltavam ainda mais e graças ao excesso de peso que foi muito bem distribuído pelo corpo a tornava muito atraente, sinceramente não dava para chamar ela de gorda.

—Você também é muito linda Grazi na boa se os garotos não dão bola para você só podem ser retardados ou gays não tem outra explicação! Falei e minha irmã concordou comigo.

—Você está falando isso só para me agradar! Falou ela sorrindo e meio que balançando a cabeça.

—Estou falando a verdade! Falei.

—Sei! Falou Grazi.

—Na boa esses garotos tem mal gosto talvez Grazi você seja tão boa que só alguns paladares de bom gosto são capazes de apreciar você. Falei.

—Ele tem razão Grazi você realmente só pode ser apreciada por quem realmente tem bom gosto e não esses garotos chinelos. Falou Nathalia. Eu estava de pau duro naquele momento com aquela conversa sorte que desde do inicio do filme eu estava com uma almofada no colo. Grazi vestia um shortinho jeans com uma regata o que a deixava muito gostosa.

—Pode até ser, mas falar é fácil quero ver provar. Falou Grazi.

Eu estava muito excitado minha irmã estava do meu lado, era certo que minha irmã não sairia da sala então fiquei pensando em um jeito de fazer Grazi ficar excitada com a situação até que ela falou:

—Viu você não tem como provar o que vocês disseram! Falou Grazi rindo.

—A gente falou a verdade Grazi só que provar agora isso não dá né! Falou minha irmã tentando convencê-la.

—Que nada se tivesse como provar vocês fariam isso! Falou Grazi então resolvi arriscar, meu coração estava a mil já que minha irmã também estava ali.

—Provar agora até tem como mas é meio complicado! Falei.

—Ah se você pode provar o que a gente falou faz isso para ela ver que a gente está falando a verdade que ela é linda! Falou Nathalia.

—Vocês têm certeza disso? Perguntei nervoso.

—Claro! Falaram as duas quase que juntas.

—Vamos ver se você me convence! Falou Grazi.

Então criei coragem e soltei a almofada no chão e peguei a mão de Grazi levei até meu pau, fiz ela segura meu pau duro por cima da bermuda, senti ela apertar meu pau ai falei:

—Está vendo ele está assim por sua causa e isso prova o que eu te falei? Nossa eu nem acreditei que fiz aquilo com minha irmã do meu lado, Grazi só ficou de boca aberta meio que sorrindo com a situação e Nathalia falou:

—Nossa você é muito sem vergonha hein! Falou ela meio que rindo ao mesmo tempo acho que ela não brigou porque viu que a Grazi não protestou e talvez minha irmã estivesse gostando da situação também.

—Hora eu falei que tinha como provar vocês que quiseram ver! Falei. Já que minha irmã já estava ali mesmo e para ela não ficar de lado e acabar com a brincadeira falei:

—Viu Grazi está assim por sua causa mas para provar que não tem truque minha irmã vai ajuda! Quando terminei de dizer isso peguei a mão da Nathalia e coloquei no meu pau que estava uma rocha, Nathalia só me olhou e deu uma risada.

—E ai Nathalia diz para Grazi que está realmente duro por ela que não tem nada ai além do meu pau mesmo! Falei isso e Nathalia apertou um pouco mais meu pau e mexeu um pouco ele. Resolvi arriscar com minha irmã, pois eu havia encoxado duas vezes ela e Nathalia nenhuma vez havia me dito nada, então quem não arrisca não petisca.

—É parece ser ele mesmo! Falou Nathalia rindo e largou meu pau.

—Viu Grazi agora vem dizer que você não é atraente! Falei.

—Mas ela é sua irmã tipo poderia tem qualquer coisa na bermuda que ela concordaria em dizer que isso era por minha causa.

—Então você acha ainda que posso estar te enganando, beleza então está ai para você! Ao falar isso fiquei de pé tirei a bermuda e a cueca, sentei novamente no sofá com o pauzão erguido para o teto.

—E agora acredita? Grazi e Nathalia se olharam meio que impressionadas e davam risadas juntas enquanto olhavam uma para outra e meu pau.

—Agora sim está claro! Falou Grazi. As duas ficaram trocando olhares, uma hora ficavam olhando para meu pau e outra para mim, estavam só olhando até que falei:

—Vai lá Grazi ele está assim por sua causa pode pegar você tem direito! Falei e Grazi olhou para mim e depois para minha irmã que só deu de ombros.

Então Grazi pegou meu pau com a mão direita e deu umas apertadas nele.

—Viu está duro feito uma rocha por sua causa isso é a prova definitiva que você é bem atraente! As duas deram risadas.

Até que Grazi começou a tocar um leve punheta pra mim, então eu relaxei no sofá, fechei os olhos e fiquei só curtindo enquanto Nathalia só olhava sem dizer nada. Ficou um tempo naquela punheta que as vezes acelerava e outras fica lenta até que eu falei:

—Não precisa só ficar olhando Nathalia se quiser pode pegar também! Ao falar isso Grazi parou então minha irmã se aproximou e pegou no meu e começou a me punhetiar já Nathalia era um pouco mais selvagem me masturbava com força o que era bem excitante e o que tornava ainda mais excitante era minha saber que minha irmãzinha estava tocando uma para mim. Passou um tempo e eu não queria gozar só da punheta ai falei:

—Porque as duas não ficam mais a vontades?

—E se vier alguém? Perguntou minha irmã.

—Não vai vim ninguém todas as garotas caíram exaustas na cama nem se um avião cair aqui do lado elas acordam. Após dizer isso elas começaram a tirar a roupa, minha irmã também era muito atraente ela era magra com corpo definido naturalmente, era meio loira. Tinha olhos castanhos bem claros, ao terminarem de tirar a roupa sentaram uma de cada lado então coloquei minha mão na cabeça de cada uma e fui descendo em direção ao meu pau nenhum protestou quando chegaram na frente do meu pau a primeira a abocanhar foi Grazi mas ela foi bem delicada nas chupadas e me surpreendeu que minha irmã não esperou sua vez ela não queria ficar só olhando e começou a chupar minhas bolas.

Como as duas estavam abaixadas me chupando eu já aproveitei e comecei a masturbar as duas que estavam bem molhadas, minha mão direita fica na buceta de Nathalia e a esquerda na de Grazi a lubrificação vaginal que havia nos meus dedos, aproveitava para enfiar de leve no cuzinho das duas, enquanto isso as duas já revezavam, minha irmã começou a mamar no meu pau e Grazi minhas bolas, estava tão bom que até parei de masturbar elas porque não consegui me concentrar para isso. Era muito excitante aquilo uma meio gordinha e minha irmã me chupando, mas eu pedi que parassem que iria buscar um lubrificante e tal caso precisasse elas apenas concordaram balançando a cabeça.

Sai da sala, passei na cozinha e tomei uma água gelada, chegando no quarto dos meus pais peguei o lubrificante, fui ao banheiro lavei a cara e relaxei um pouco, só naquela chupação quase que eu gozei precisava esperar um tempo para poder não gozar tão rápido, após minha pausa retornei para sala e falei:

—Fiquem de 4 ai agora é a vez de vocês! Elas se posicionaram no sofá uma ao lado da outra então me ajoelhei no chão e comecei a chupar minha irmã e com minha mão direita masturbava Grazi. Chupava com força minha irmã alternava entre chupadas e lambidas que subiam da sua buceta até seu cuzinho, os gemidos estavam meio altos então eu aumentei um pouco o volume da TV, as duas estavam super molhadas. Mudei de posição e comecei a chupar a Grazi e a masturbar a Nathalia. Afundei minha cara naquela bunda enorme da Grazi aquele cheiro de buceta molhada me excitava demais saboreava cada milímetro daquela buceta e aquele cuzinho, praticamente estava comendo a Grazi com a boca.

Eu não agüentava mais e resolvi meter, me posicionei atrás da minha irmã, direcionei meu pau para entrada da sua buceta e comecei a enfiar entrou com muita facilidade pois estava bem molhada. Eu senti sua vagina contrair ao redor do meu pau e logo comecei a bombar primeiro lentamente e depois com mais velocidade minha irmã tentava não gemer muito alto mas sempre que eu dava uma bombada forte que ia até o fundo de sua buceta ela soltava um gemido alto. Meti por um bom tempo até que resolvi comer aquele cuzinho, peguei o lubrificante e passei bastante no meu e no cuzinho de Nathalia então comecei a esfregar meu pau na entrada e logo comecei a enfiar, vi Nathalia agarrando sofá com força após entrar todo comecei a fazer um vai e vem lento que logo tomou ritmo aquilo era gostoso demais, o cu de Nathalia era bem apertadinho, eu segura para não gozar pois a situação era bem excitante por estar comendo minha irmã. Poucos minutos depois Nathalia começou a gemer ofegante soltando uns gemidos misturados com pequenos gritos tentei pensar em qualquer coisa para não gozar pois ainda falta a Grazi por sorte minha irmã gozou antes de mim.

Então tirei meu pau de dentro de Nathalia falei que iria a cozinha tomar uma água as duas apenas balançaram a cabeça em sinal que entenderam ao chegar na cozinha bebi uma água bem gelada e molhei um pouco meu pau porque era só encosta em qualquer coisa que eu já gozaria, após ter me recuperado um pouco voltei para sala Nathalia ainda estava normalizando sua respiração então sentei no sofá.

—Agora o melhor para o final! Ao falar isso Grazi venho subindo em mim toda sorridente até que minha irmã falou:

—Ah então eu não sou boa o suficiente para o final é?

—Você é muito boa para o começo, não sabe que sempre a primeira e a ultima bolachas do pacote são as melhores! Falei tentando justificar.

—Sei! Falou Nathalia meio sem acreditar.

Voltei a olhar para Grazi que havia subido no meu colo, estava virada para mim até que pegou meu e direcionou para sua bucetinha linda, ela sentou bem lentamente nele me fazendo sentir cada milímetro de sua buceta quente, macia e úmida. Então ela começou a rebolar lentamente no pau e depois de um tempo começou a ficar mais rápida, alternava entre reboladas e pulos, era muito bom, de longe era melhor buceta que eu já havia comido até aquele momento, enquanto Grazi rebola e gemia em meu pau comecei a chupar seus seios rosados que tinham os bicos meio grossos, eu parecia um bebê faminto mamando. Grazi se mexia cada vez mais rápido e minha irmã só olhava, foi ai que a coisa complicou eu já estava quase gozando e Grazi mal dava sinal de que estava perto de gozar.

Eu estava fazendo uma força gigante para não gozar, aquela gordinha estava me dando um trabalho enorme estava acabando comigo, sinceramente essa garota tinha uma disposição incrível não gozava nunca enquanto eu fazia o máximo para não gozar. Até que ela falou respirando forte:

—É você provou o que disse, você tem bom gosto mas será que não sou areia demais para seu caminhãozinho? Falou Grazi acho que percebendo que eu estava segurando fortemente a ejaculação.

—Acho que você não agüenta até o final após nós duas! Continuou ela então eu pensei essa garota vai ver quem não agüenta vou mostra que mesmo depois da Nathalia posso comer ela bem comida.

—Você vai ver então! Falei.

Agarrei Grazi pela cintura e fiquei de pé segurando ela então pedi que Nathalia abrisse o sofá que virava tipo uma cama e minha irmã rapidamente abriu o sofá, me abaixei e larguei Grazi deitada de costas e ajeitei novamente meu pau na entrada de sua buceta estamos estilo papai e mamãe ao terminar de ajeitar comecei a foder novamente ela, meu pau quase saia de sua buceta e desci fortemente, o movimento era intenso e rápido, então ela colocou suas mãos em meus ombros e entrelaçou suas pernas em minha cintura. Grazi começou a gemer bem mais alto que a ultima vez por isso Nathalia rapidamente aumentou o volume da TV e ficou de olho se não viria ninguém. Aquela gordinha estava me dando um trabalho danado que nunca outra garota já havia me dado era bem capaz de me matar no cansaço mas conforme meu ritmo aumentava por instinto os gemidos de Grazi também eram mais rápidos sinal que estava quase gozando, estava uma verdadeira luta não poderia gozar e deixar ela no vácuo. A meteção estava frenética até que ela gozou senti seu corpo estremecer, sua vagina ficar muito encharcada e apertar meu pau com força e com essa apertada no meu pau não agüentei e gozei mas gozei imaginem a maior gozada da vida de vocês, ejaculei muito mesmo talvez por ter segurado por tanto tempo o orgasmo. Eu perdi a força de todo meu corpo, estava criticamente exausto como nunca estive após uma transa ai falei:

—É ainda acha que eu não dou conta?

—Nada mal mas você está com uma cara de que não foi nada fácil! Falou Grazi rindo e minha irmã acompanhou na risada.

—Foi difícil nada, foi molezinha essa minha cara é só para fazer charme! Falei e as duas riram bastante. A verdade é que aquela gordinha me deu um sufoco gigante, mas no final consegui dar conta do recado.

Descansamos um pouco e começamos a arrumar tudo até que ouvimos um barulho e nos escondemos pelados, uma das garotas havia acordado para beber água e voltou para quarto então fomos para quarto dos meus pais para tomar um banho entramos nós 3 no chuveiro ficamos de agarramento mas não rolou nada porque meu pau estava acabado naquela noite, ao terminamos cada um foi para seu quarto. Após deitar na minha cama fiquei relembrando aquela foda e sinceramente por mais difícil que tenha sido para meu lado tinha sido a melhor de todas até aquele momento.

Nos dias seguintes continuei a comer a garotas que já havia pegado, se surgisse a oportunidade eu comia, durante esses dias eu tive que me manter a base de enérgico porque não foi fácil dar conta da Thais, Mariana, Edlyn, Larissa, Bruna, Grazi e minha irmã. Quando os pais das garotas vieram buscá-las elas estavam numa alegria enorme mas os pais não tinham noção que toda essa alegria era por terem sido enrabadas quase todos dias, elas falavam que foram as melhores férias que já tiveram. Restou em casa apenas minha irmã e Grazi, até que meus pais me ligaram dizendo que ficariam por lá mais uns 10 dias e perguntaram se não tinha problema em eu cuidar da minha irmã mais um tempo falei que estava tudo bem e eles ficaram alegres. Então quando chegaram os pais de Grazi ela pediu para ficar mais 10 dias aqui eles me perguntaram se não haveria problema e tal eu respondi que não que ficaria feliz em cuidar dela. Nesses 10 dias comi muito a Nathalia e Grazi, como só havia nós em casa transavamos em todos lugares até na piscina foi incrível.

Mesmo depois que as férias acabaram as garotas começaram a freqüentar bem mais nossa casa e mesmo que não surgisse oportunidade nós dávamos um jeito de transar. E por incrível que pareça comecei a namorar a Thais os pais delas não protestaram pois sempre me achavam um garoto responsável e que seria um bom namorado para Thais melhor que esses moleques que encontram por ai, mas mesmo a gente namorando ela algumas vezes me olhava com aquela cara de irritada e de superioridade mas era só mete vara nela que seu rostinho mudava. Continuei a pegar as garotas conforme dava, pois aulas e trabalho deixavam pouco tempo, mas isso mudou quando no final de ano elas resolveram passar 2 meses aqui em casa, mas isso já é uma outra história.....

Espero que tenham gostado e obrigado para quem acompanhou meus relatos!

Comentários

23/04/2018 07:37:26
Muito bons todos Los contos
03/02/2015 12:06:54
gozei mais de 5 vezes,mt mt excitante!
04/11/2014 16:21:41
Melhor série que já li!! Parabéns
25/10/2014 00:43:49
eeeta porra kkk muito loka essa serie a melhor q li nota 10 pra todas vc eh mais foda q o stiffler kk
01/04/2014 19:10:45
li todos em uma tarde...muito bem narrado com muito humor e sexo de primeira...nota quando vem as narrações das férias de fim de ano?
25/03/2014 09:01:38
Aguardando as histórias seguintes ansiosamente.
24/03/2014 23:47:52
muito bom,estou esperando o praximo
24/03/2014 17:39:05
cara você é foda, muito bom os contos e espero que tenha mais....fico faltando apenas um conto aí acho que foi o 4 mas tudo bem.....
24/03/2014 16:19:34
Muito boa a serie
24/03/2014 02:30:44
Caraiiiiiiiiiooooooo incrível esse mlk tem q fazer um livro contando essas histórias iria ficar rico
23/03/2014 14:14:23
Muito bom, vou esperar os próximos.
23/03/2014 09:59:58
otimo conto,pena q ja acabou,mas com toda certeza vai der mais contos sobre estas garotas e sua irmã.
23/03/2014 07:39:40
Muito bom, aguardo a próxima serie.
23/03/2014 02:49:09
Cara quando elas forem novamente se precisar de ajuda é só chamar
23/03/2014 01:36:27
Ameeeeei, muito excitante! Adoro teus contos, quero ser amiga da sua irmã, que delicia!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eróticos sobre cunhadabucetudaCacetes gossoscontos eroticos desejo de uma mulher tomar porra de negros na frente do parceirofotos os penes mais maneru do mundo pornmae gozou loucamente no pau de 25cm dp filho dotadpcontos de mulheres defecando em seus parceirospornô mãe dando o cuzão dando para o filho de regaço combinação pelo cão carinhofilha fica brava ao levar gosada dentrocantor erótico fui abusodo ate eu da gostosoContos eroticos seios machucados tio sobrinhacontos eroticas provoquei meu cunhadoporno video tia fodeno seu sugrinho virgem ele broxa nelavideosxxx minha esposa comportada servindo es amigoscorno e engolidor de rola contojaponesinha chupando um pau pelo buraco da parede ver porno 10 minutos gratismarisa cm sede de pica grande chamo um negao para foder gostoso em conto o marido trabalhamasturbando na cama serrando com travesseiro pornodoidocontos de sexo depilando a sogragrelinho branquinho dessa buceta virgem deliciaConto erotico fazendeira gostosa da pro caseirocontos eróticos minha mãe greludayoutube tarado comeu novinhas mobilizado sexaul tirado a roupa nuasxvideos ruansafado e a coroa chupanoporno meti na minha irma com forca e fiz ela pular e gemersexo novos banho conhadas nuasfilhaabre as pernas qie vou te fider gostosovideos de sexo, lambeçao de barrigapanuqueti gemendo e gosar no pau porno brasilAS CARIOCAS PORNO VIOLENTO 2009sexoevangelicabdsm humilhaçao extrema contoxexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delacontos de sexo depilando a sograapertatinhas lidascomo passar a pomada azulzinha na buçeta2 mulequis regaca a buceta da novinha branquinha tesudavídeo pornô meu marido chegou em casa ficou surpreso porque eu estava limpa cheirosabobeou o comedor meteu na negrameu patrao agiota ele fudeu minha buceta virgem conto eroticoquero ver filme pornô de mulher com a buceta da Bruna dirigindo porraminhas condiçoes de corno contos eroticoPrefeito Sandy crentinha s***** metendoContoeroticonovinhosafadoadolecente chorando no picao cuzinho virgem incestoTudo grandão youtubepornoconto gemo muito ai ai dando cu para outro na frente do meu corno ele fica com tesaõvideos gratisminha esposa virou putinha dos meus amigoscontos levei minha mulher pra fuder com o kid bengalacontos eróticos, fatos veridicos com bem dotadovídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhosobrou muita pica pra fora da xavasca da crioulase masturbando com o cu enpenadocadelas graudas no cio em zoo.casadoscontosContos eriticos putinha do meu cunhado bem dotado parte3Video porno safada sendo fudida homem rolaque so jegueestranho dotado enche coroa loira casada de porra corno asisteAbusada de calça leguevideos porno para ver agora mae de 25 anos gostosa aproitar q a filha sai e esfrega mo genroenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheioporno gay com agente peniteciario sarados e gostosoirma gemeas ciumes por isso se chupam em videos pornoquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhogarota muinto novinha com cona muinto apertadinhagosando dentro da buceta d egua d raçaContos eroticos de viados maduros que foram deflorados na marracontos eróticos primeiras experiências com siririca com mulheres mais velhacoroas brasileiras gritando cm o puu na xana e pedindo mais xvidiomulher faze do sabao segano boceta da outamulher com mulher pode uza bolinha vaginasimcesto com meu papai que pica enormepapaiconto erotico transei com o irmao do meu esposoContos gangbang com tios e primoschifruda voyeur cuckqueanXvideo com a mulhe grita esperneia pra nao emtra na picacontos erotico meu sogro mi arobou cm seu pau d elefantecalçinhas dentro dos reguinhos da buceta e do cufilmes online porno com padrasto viu entiada virgens dormindo pelada e deixou a buseta dela rrasgadatio chupando buceta contoconto puta cacete rola xota trepada chupar cachorracarolzinha santos com muito putaria trepanoasisti filme de porno de graca e sem se escreverver