Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

os meninos do reformatorio

Autor: mooky
Categoria: Homossexual
Data: 09/03/2014 01:44:20
Nota 10.00
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, me chamo Marcos, tenho 50 anos, 1,70 cm de altura, 85 Kg, branco. Moro sozinho em um bairro distante do centro da cidade, área rural, em uma chácara, na minha cidade existe um reformatório de meninos infratores, justamente na divisa entre a área rural e a central, naquele dia tinha ido a cidade fazer umas compras, pois era uma quinta feira e sexta seria feriado, acabei voltando tarde para casa, voltava de carro e para chegar em casa, pegava uma estrada de terra batida que era um atalho ganhava mais de 1 hora, já passava das 20 horas, a estrada era quase sem iluminação, só tinha quando passava nas porteiras das chácaras e fazendas, em um determinado trecho da estrada só tinha mato, foi nesse trecho que fui surpreendido, no meio da rua, tinha um garoto deitado, freei o carro, assim que parei, o carro foi cercado por vários meninos, um deles na minha janela apontava uma arma para mim, abriram as portas do carro, foram entrando, o que estava no chão entrou na frente e o que estava armado entrou atrás de mim, mandaram eu continuar, falavam uns 45 minutos para chegar em casa, por azar não tinha nenhum vizinho perto, o mais próximo levava uns 15 minutos de carro, fui obrigado a levar eles para minha casa, quando cheguei, o da frente, pediu a chave saltou abriu o portão da chácara, entrei, ele fechou entrou no carro fui até chegar na casa estacionei, não tenho caseiro, e nem cachorro, graças a Deus, se tivesse esse pivetes com certeza matariam, descemos todos, ele pegaram as compras e o rapaz armado sempre atrás de mim abri aporta acendi as luzes, todos entramos um dos garotos trancou a porta, então o rapaz armado que parecia o líder falou para mim, Tio fica tranqüilo, nós só queremos comida e ficar até domingo a noite não vamos te fazer nada de mal, assim as buscas ficam menores e assim podemos fugir, quando falou isso me lembrei do reformatório de menores, fiquei com medo, pois ali ficavam os piores infratores, foi então que o líder disse tio o que tem para comer, todos estavam famintos, já tinham ligado a televisão, e já passava a fuga dos menores, ficaram mais tranqüilos, quando o repórter falou que os menores tinham fugido em direção a cidade, e nós estávamos na área rural, peguei as compras, comecei a preparar um estrogonofe de carne, com batatas soutê e arroz branco, era o que seria o meu jantar, só que fiz em grande quantidade, os meninos sentiam o cheiro e ficavam falando que estavam com fome, o líder estava sentado na cozinha tomando conta de mim, falei que estava pronto todos na cozinha, eram 4 rapazes, me pediram para servir coloquei bastante para eles, começaram a devorar como animais, realmente estavam com fome, quase não sobrou para mim, mais deixaram um pouco, comi, falei que queria tomar banho trocar de roupa, justo o líder me seguiu até o quarto, quando cheguei no quarto ele entrou junto comigo, sentou na minha cama com a arma na cintura, fiquei sem graça, mais tinha que ir ao banheiro, abri a gaveta peguei meu pijama, e uma cueca, fui em direção ao banheiro ele veio junto, comecei a tirar a roupa com ele parado na porta quando fiquei de cueca ele estava olhando para mim, fiquei sem graça, entrei no Box, virei de costas tirei a cueca abri o chuveiro, comecei a tomar banho, quando menos espero a porta do box abre e o rapaz entra, pelado, fico sem graça, ele era aquele falso magro, com braços fortes barriga tanquinho, e o que mais me assustou foi a piroca dele, mole era enorme e grossa, fiquei em pânico, pensei fudeu vou ser violentado, comecei a tremer ele pegou o shampoo começou a lavar a cabeça dividindo comigo o banheiro, logo entra no banheiro outro menino, o que sentou na frente comigo vê o líder tomando banho comigo, da uma risada, vai tirando a roupa gritando para os outros, quando dei por mim estava nos cinco no Box tomando banho, por sorte meu box realmente era grande, dividiam o shampoo e o sabonete, todos tinham mais ou menos o mesmo porte físico e por incrível que pareça as rolas era grandes, o geração pirocuda, minha rola era pequena perto daqueles moleques, riam, jogavam água uns nos outros e em mim, pedi para sair, peguei uma toalha, o líder outra e pediu toalhas para os outros me enrolei sai com ele peguei no armário as toalhas entrei entreguei a eles começamos a nos enxugar agora todos no quarto peguei minha cueca para vestir, foi ai que escutei do líder, não coloca nada fica assim, fiquei sem ação agora os rapazes olhavam para mim, seus olhos brilhavam, o chefão mandou eles ficarem na sala que a vez deles chegaria, saíram enrolados nas toalhas rindo falando alto, estava ali pelado, paralisado, e rapaz peladão, com a arma na mão, olhou para mim e falou, Tio como te disse não vamos te fazer nada de mal, só vamos te dar um pouco de carinho, pelo que vejo você mora sozinho, deve estar muito carente, agora não complica vem deita de bruços na cama e relaxa que nos vamos te fuder bem gostoso, depois você vai sentir até saudades da galera, eu tremia, fiquei desesperado, com a arma na minha cabeça deitei, ele começou a elogiar minha bunda, que era lisinha, ele já pelado alisando minha bunda, mesmo apavorado, não sou de ferro sou humano e aquele garoto alisando minha bunda, acabei me arrepiando, o safado viu e falou que eu estava gostando, o puto abriu minha pouca e começou a brincar com meu cuzinho, eu tentava não expressar nenhuma reação mais era impossível, acabei gemendo o safado escutou e lascou uma linguada no meu cu, senti aquela língua quente e dura entrando nas minhas preguinhas, estremeci, gemi quando olho vejo ele masturbando aquela rolona, entrei em pânico era grossa e enorme, pensei vai me rasgar, vou morrer,o safado levantou pegou um creme de cabelo passou no meu cu, começou a forçar os dedos, comecei a gemer, reclamar, ele untou o cacetão, arregaçou a cabeçona encostou no meu cuzinho, senti como um choque, ele começou a forçar, devagar, firme sem parar, senti uma dor enorme, minhas pregas se abriam esticando para receber aquele chapeletão, até que passou, deu um urro ele também, disse como é bom descabaçar um cuzinho, ele disse relaxa, fou deitando sobre mim senti toso seu peso, o calor daquele corpo, ele me segurou pelos ombros e começou a meter, eu gemendo, pedindo para ele parar, ele nem ligou até que senti o saco dele, eu soluçava de dor, ele chupava meu pescoço, mandava eu relaxar, que seu cacetão de 22 cm já estava todo dentro do meu cuzinho, que era para ficar parado para acostumar com o picão. Que acostumar que nada, estava me rasgando, mais não tinha como escapar, me resignei, e deixei ele se satisfazer, o cara começou a bomba no inicio devagar depois foi aumentando, igual a bate estaca fazia um barulhão o sacão dele batendo na minha bunda, sentia estar sendo rasgado só gemia e ele urrava de prazer, até que gozou feito um cavalo, caralho na minha cabeça só pensava que o rapaz não usava camisinha, alem de arrombado podia estar sendo contaminado, as lagrimas saiam dos meus olhos, ele caiu morto do meu lado eu não me movia, estava cansado suado todo fudido, ele virou e disse que foi a melhor foda dos últimos três anos dele, pegou a aram se levantou chamou outro carinha, entrou o rapaz que ficou comigo na frente do carro, ele falou ao cara sobre a foda comigo, que eu era cabaço mesmo, que tinha sido a melhor foda dos últimos tempos que eu era super quente, macio e apertado, eu deitado arrombado de bruços o outro menino não quis nem saber que eu estava melado, meu cu sangrava um pouco, o garoto subiu sobre mim, só senti aquele cabeção encostar no meu anelzinho destruído começou a arder, doer, comecei a gemer, ele foi metendo eu gemendo pedindo para não meter tudo, mais não tinha como os rapazes estavam cheios de tesão, não fudiam a muito tempo foi empurrando até eu sentir o seu saco encostar no meu cu de novo, nossa que cacetão, cara nunca imaginei que uns meninos dessa idade poderiam ter picas tão grandes e tão duras, o garoto parecia um tarado metia igual a um cavalo, nossos gemidos se misturavam ficou socando uns 20 minutos e gozou muito, a porra vazava belas beiradas do meu cu descia pelo meu saco o garoto gemia me apertava, falava coisas doidas, me chamava de coroa gostosa cuzuda que iria fazer um filha no meu xotão, e urrava, ate que saiu de cima de mim e chamou outro, entro outro moleque, já de pau duro que picão esse era negro, eu estava fudido, pedi para me limpar estava todo gozado, quando levantei vi que tinha gozado na cama sem me tocar, levantei cambaleando, o garoto de pau duro me segurou, me levou até o Box, ligou o chuveiro me lavei, ardia muito, sai ele me fez sentar no vaso me enxugou, enquanto me enxugava aquela rolona dura quase batia na minha cara, o safado viu segurou meu queixo abriu minha boca e foi colocando aquele cacetão na minha boca, ele mandava eu chupar mamar aquela rola, passava a língua mamava, ele foi ficando cada vez mais doido, me levantou me levou até a cama me colocou de 4 e começou a forçar o cacetão babado no meu cu, que já estava amaciado pelas outras duas cacetonas e foi entrando era só gemidos, entrou toda começou a meter sem parar, dava tapas na minha bunda, socou até que não aguentar mais e gozou, quando saiu de dentro de mim, eu cai sobre a cama exausto, ele só ria gemia e dizia o quanto eu era gostoso, que tesão de foda, chamou o último garoto, que entrou também de pica dura, me colocou em frango assado encostou aquele cabeção no meu cu gozado e meteu sem dó, olhando para mim metia, mandava eu mexer e apertar seu picão, eu fazia o que era pedido, queria que isso terminasse, socou até que gozou, entraram todos no quarto começaram a pegar as cobertas para dormir, pegaram colchões nos outros quartos, colocaram no meu que era maior, o líder entrou com uma corda me amarrou na cama deitou comigo me abraçando os outros se espalharam nos colchões e dormimos eu estava morto apaguei, na manhã seguinte acordei com um picão cutucando meu cu, era o líder que já estava acordado e começou a meter em mim, fiquei calado tomando no cu até que ele gozou, não queria acordar os outros, bastava uma picona pela manhã, ele levantou me desamarrou me levou para o banheiro tomamos banho juntos ainda me colocou para mamar, chupei e ele gozou na minha boca me fazendo engolir, terminamos o banha saímos peguei umas roupas para mim e para eles ele acordou os outros que levantaram todos com o pau duro com o tesão da manhã, fui saindo dizendo que iria preparar o café, o líder veio atrás, preparei tudo os outros chegaram tomaram café, fomos para sala ver TV, era sexta feira feriado, fiquei sentado no sofá com um garoto de cada lado vimos outra reportagem da fuga, eles riam fiquei olhando cada um deles o líder era moreno alto acho que tinha 1,80 cm magro sarado uns 17 anos, o rapaz que sentou comigo na frente do carro era louro, 1,70 cm também magro e sarado uns 16 anos, outro rapaz era negro também alto 1,80 cm forte braços enormes também 17 anos, por último o branquinho 1,75 cm magro com barriga tanquinho 16 anos,, apesar da raiva que sentia, via que se eles tivessem uma oportunidade nessa vida, se tivessem educação carinho, eram rapazes bonitos, mais castigados pela vida, falei que ia preparar o almoço, o líder veio comigo para cozinha, ficou me olhando enquanto cozinhava, meu modo de fazer o prazer em cozinha, ele perguntou meu nome, idade etc, que até então não tinha dito, falei Marcos, 50 anos viúvo etc., ele disse que se chamava Marcelo, todos chamavam de celão, que tinha 17 anos, que não tinha família, que sempre viveu na rua, que fugiu devido aos maus tratos, falta de comida e condições ruins de dormida, perguntei o nome dos outro ele disse que o louro era Serginho 16 anos, o negão era Paulão 17 anos e o branquinho o Pedro 17 anos, todos tinham quase a mesma história e não tinham ninguém, nessa conversa o almoço ficou pronto todos comeram, perguntaram se eu tinha computador, vídeo game, disse que meu notebook tinha ficado no escritório, mais que vídeo game estava no quarto, peguei coloquei eles começaram a jogar se revezando eu ali com eles na sala, teve uma hora que o negão levantou, falou algo com o Celão, que concordou com a cabeça, Paulão chegou ate perto de mim, pegou na minha mão me fez acompanhar ele até o quarto chegando lá ele mandou eu tirar a roupa, ficando também pelado se deitou comigo na cama começou a chupar meu pescoço, meus peitos, me virou de bruços chegando a minha bunda chupou meu cuzinho me colocou de lado encaixou o cabeção roxo no meu cuzinho foi metendo bem devagar, muito diferente da noite anterior, foi carinhoso, colocava um pouco parava me alisava me chupava, até que me deu um beijo senti a língua do negão invadir a minha boca retribui o beijo ele puxou a coberta e ficamos metendo muito não sei quanto tempo ele socou aquele cacetão preto no meu cuzinho, sei que demorou até que gozou me deu outro beijo, me puxou para fora da cama fomos para o banheiro tomamos banho ainda dei uma mamada naquele cacetão preto, nos vestimos e voltamos para sala, fiquei sentado no sofá, negão voltou a jogar, Celão veio sentou ao meu lado de novo, perguntou como foi com negão, eu meio constrangido disse que ele foi carinhoso, ele disse que era isso que queria saber, que ele tinha dado um toque nos moleques para me tratar com respeito, pois eu era um Tio muito legal, logo preparei o lanche eles comeram satisfeitos, voltaram a brincar, dessa vez quem me chamou foi Seginho, já sabia o que seria, chegamos no quarto, foi quase igual com o negão, só que fiquei de bruços, ele me possuiu com carinho acabou me beijando também, gozou, tomamos banho e retornamos para sala, como da outra vez Celão sentou perto de mim perguntou como foi com Serginho, repeti o que falei sobre o negão, do carinho e o cuidado para não me machucar ele ficou satisfeito, fiquei descansando, chegou a hora de fazer o jantar, todos vieram para cozinha me ajudar, a comida saiu rápido um descascava batata outro fritava os ovos, comemos e ficamos vendo as novelas e o jornalismo, que continuava a falar sobre a fuga, quando já eram umas 20:30 foi Pedro que me chamou, lá fui eu com ele para o quarto, a mesma coisa ficamos nus, ela mandou eu deitar como frango assado e começou a me comer devagar mais profundo, metia olhando para mim, até me beijar, socava me beijando, até que gozou, fomos para o banheiro tomos banho, nos beijamos muito, quando chegamos na sala eles estavam rindo jogando vídeo game, quando deu 23 horas fomos dormir, Celão me levou para cama, ficamos nus, deitamos nos cobrindo, os rapazes se deitaram e eu e Celão começamos a meter, ele me colocou de bruços montou em mim e foi metendo bem devagar até entrar todo dentro de mim e me possuiu, meteu muito bem devagar, eu sentia cada cm da pica dele entrando e saindo de mim, virava meu rosto beijava minha boca, eu mexia e fudia o Celão pirocudo como se eu fosse uma putinha, já estava mesmo arrombado, meti mesmo, gozei junto com ele. Depois me pediu desculpas e me amarrou dormimos de conchinha, no sábado e domingo foi como sexta, eu cuidando dos rapazes e eles revezando no meu cuzão, domingo a noite eles pediram dinheiro, celular, roupas e sanduíches se despediram de mim todos me deram um beijão na boca, fiquei passado, pegaram o carro, não me amarraram só cortaram o fio do telefone. Tranquei a porta fui dormir acordei fui andando até um vizinho mais próximo liguei pedi um taxi, fui a delegacia dei queixa do roubo do carro, e fui a um hospital fazer teste de HIV, graças a Deus deu negativo, passado 15 dias recebi o telefonema que encontraram meu carro, e 2 meses depois vi na TV uma reportagem sobre a captura dos rapazes, pegaram todos eles, depois de uma semana, me deu uma louca fui no reformatório e pedi para ver os meninos, quando me viram, não acreditaram, eu tinha levado comida para eles, realmente senti carinho por esses meninos, eles pediram se podiam me abraçar eu disse que sim, e que visitaria eles sempre, que não tinha raiva deles, só lembranças carinhosas deles, vi lagrimas nos rostos dos rapazes, e a partir desta data vou sempre visitar os garotos, Celão vai ser o primeiro a sair pois completa 18 anos mês que vem já convidei ele para morar comigo pois realmente vivo só naquela chácara tenho vários quartos, uma vida estabilizada, vou tentar recuperar esses rapazes, sei que ainda vou ter que dar muito meu cuzinho para eles, mais fazer o que realmente me acostumei e gostei de dar para eles, bem que Celão falou quando me descabaçou, vou levar todos os 4 para morar comigo, já falei com eles, estão se comportando no reformatório só aguardando a saída para viver comigo, todos estão ansiosos para morar comigo e já combinaram que cada semana um vai dormir comigo no quarto, não sei se vou dar conta dessa juventude maravilhosa. Sei que ficou muito longo, vou contar a continuação dessa história depois pois já se passaram 2 anos e estamos morando todos juntos, mais isso conto depois.

Comentários

28/10/2017 00:01:23
Nota dez !
28/10/2017 00:00:30
Seu conto é do cacete Mooky ! Um dos melhores que lí aqui...
Lx
07/11/2015 02:11:57
Excelelente relato! Adorei acompanhar atuatransformação em femea carinhosa e obediente para os teusmachos. Também tenho relatos de como tratei meus machos na infância e adolescência...
28/05/2015 13:25:49
um dos melhores contos que já li
10/03/2014 23:08:43
Pow olha mt diferente e bom... continua...
09/03/2014 20:50:12
delicia continua
09/03/2014 15:21:51
Maravilhoso, continua!!
09/03/2014 09:01:43
Espero a continuação!
09/03/2014 08:33:50
Muito bom, ótimo conto, merece continuação, parabéns
09/03/2014 07:16:49
Um dos melhores contos que eu já li dentro do estilo,Parabéns continue...Ótimo
09/03/2014 06:56:52
Nossa que legal :)
09/03/2014 05:35:25
Excelente conto. Espero a continuação!
09/03/2014 03:29:09
Bom mesmo
09/03/2014 02:25:31
Muito bom, continua!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eróticos a aposta da esposacolokando o pau na boca da irmanzinhq dormindomulherer pediu mais piroca mais nao rinha mais e endiou a mao ate o corovelo pornocontos eroticos, isso chupa meu peito esfrega meu grelinho faz sua putinha gozarginecologista gemendo baixinho pra ninguém escutar porno doidofilme porno "ligados pelo desejo"contos erotico da irma batendo punheta no irmao machucadocontos pai atolou tudo no cuzinho d filha.com fotosconto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuproucontos eróticos gay faculdadeporne com malheiso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinhaContos eroticos adestrando o viadoporno contosminha mulher eo estranho carromeu cachorro me fode todo diacontos erotico chantagiei e depilei minha sogracontos incesto mae gtsnovinhas ninfetas tao novas que nem peito tem aindasexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaoum pornô para trás balançando a empregadinha naquele preço ela bem novinha pega à forçaswing video mulher beija depois de levar gozada na boca de outroquero ver as mulher tarada caseira com muco cervicaldei minha bubuta contosboyzinho encoxando no hetero no onibuscontos.gozei como louca na pica do meu filhoprimos se pegando e com mãoboba pornodoido.comchifruda voyeur cuckqueanpastora bucetuda de fil dentalTravesti fica olhando sua amiga recebe crempe analcontos tia dando o cu pro sobrinhoconto erotico minha mae é uma piranhamulher bonbando sua buceta ate seu grilo ficar grande e homem fica louco x videominha esposasuruba relatolucie fodedeogozou na bunda da irma lavano loucaquando ajudei minha mae a manter a forma 2 conto eroticoContos eroticos sou obrigada a fazer nojerascontos eroticos gaysogrosexoalvesconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretoajudei minha filha perde vigidade com meu cunhado contocontos erotico flagrado pela a sogra no banhosexo com mulheres q penden para de da o cu pois ta doendoxxvidio em quadrinho mulher de primo caderante muito safadapaguei mas gozei gostoso na filha evangelica da empregada minha contosperdendo as prega saindo bosta caseirovelho pauzudo machuca a casada a forcaquero ver gatinhas novinhas na academia só mostrando e transando bichão p*********contos erotico de zoofilia mulher estrupada por boisContos chantagiei minha irmazinhacuzinho mulher no comando rebola analcontos eroticos fudeno a novinha de 17aninhosXvideos pecavelcontos eroticos estupro de novinho gays com os colegas da escolacontoswww.eroticos na festacontos eroticos coroa casada rica leva de presente para sua amiga coroa casada um pau enorme de borrachavideo de mulher 34anos nuA lavano a bucetaxvideo contos sexual espiando atras da portacontos aiíiiii hum aiaiavizinha fudendo na hora do almoçoconto erotico com sadomasoquista cinto de castidadecontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramcontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramSo grafida sendo encochada no trem xvideo comPaguei para deflorar a filha do caseiro conto eroticohigor safado xvidioContos eroticos fui estuprado por travesti do pau grande e cabesudo comentários350 anal de meninasmenininhae gueyzinho xvideocontos pai atolou tudo no cuzinho d filha.com fotosse masturbando com o cu enpenadobaixar pro celular videos novinha gordinha de chortinho dando pro irmao pauzudoBem novinhas apertadinhas fudendo com coroas dotados sentiu dor no zap zapcaiu na net contos reais de genro flagra a sogra nua engravida elaantonio negro comedor abriu a porta dotado conto corno mansocaldo de buceta sujamarido e mulher tomando banho na praia mulher veio um negão bem dotado e sai Escondidinho para dar uma com negãocomendo a sogra gostosa mttezaoContos vendo os cavalos treparem sexo Conto erotico: o playboy e o malandrocasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodecontos gay babydool maeme perdi no mato eles me encontraram e me fuderam porno