Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Depois que fiquei viúva virei puta de negros!

Autor: g7p
Categoria: Grupal
Data: 04/06/2014 23:40:06
Última revisão: 21/06/2015 23:56:41
Nota 10.00
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Esse relato cheio de tesão e sacanagem me foi contado por uma cliente do salão de beleza de qual sou a gerente e gozei muito escrevendo e espero que vocês também gozem muitoooooo!

A vida sempre nos reserva muitas surpresas que fazem com que ocorram mudanças incríveis e isso também aconteceu comigo.

Sonia é meu nome, tenho um casal de filhos, 36 anos, loira de olhos esverdeados, 1.73 m e apesar da idade meu corpo esta com tudo em cima, porque além de não descuidar da minha alimentação, depois de minhas gravidez passei a frequentar academia quase todo santo dia.

Aos 26 anos fiz uma lipo, coloquei silicone nos seios e quando fico nuazinha na frente do espelho enorme do meu quarto me acho linda, sexy e super gostosa. Na verdade sempre fui um “pouco” narcisista e nunca deixo de exercitar esse meu lado.

Nunca gostei de tomar sol e adoro manter minha pele sempre branquinha sem nenhum pelinho na buceta.

O que existe de bem diferente em meu corpo e que realmente chama a atenção é minha buceta bastante volumosa.

Quando coloco short de lycra justo ela fica totalmente marcada se delineando perfeitamente. Não tem como esconder meu “bucetão”. RSS.

As amigas da academia brincam comigo dizendo que se eu tivesse nascido homem com certeza teria um caralho enorme.

Logo depois que perdi minha virgindade achava estranho aquele grelão saltado entre os lábios da minha buceta e até me sentia um pouco constrangida, mas meu marido me elogiava constantemente dizendo que achava lindo e muito sexy. O safado vivia caindo de boca entre minhas coxas me chupando maravilhosamente e proporcionando orgasmos intensos e copiosos.

Outra particularidade incrível do meu “bucetão” é quando meu grelo é bolinado cresce muito e como fica bem vermelho ele se mostra por inteiro entre os lábios branquinhos e até parece um micro pênis. Na verdade quando excitada meu grelão teso raspa na calcinha ou na costura do short não consigo me controlar e em 99% das vezes que isso acontecia e meu marido não estivesse por perto usava meus dedinhos espertos pra me fazer gozar e dar uma “leve” acalmada.

Casei-me muito jovem, engravidei logo depois de perder a virgindade com apenas 16 aninhos e meu marido que tinha 26 anos com receio do meu pai que era muito bravo resolveu rapidamente assumir suas “responsabilidades”.

Na verdade meu marido quando começou a me namorar e soube que era completamente virgem ficou todo entusiasmado dizendo que seu desejo era encontrar uma “moça pura” para se casar.

Antes de perder meu cabaço até fui uma garota bem “calminha”, mas depois da primeira vez descobri que meu corpo tinha um fogo intenso difícil de apagar e como meu marido viajava muito por causa de seus negócios passei a me socorrer com meus dedinhos espertos. Foi então que após uns anos de casada uma amiga de academia me presenteou com um caralho negro de silicone e minhas sessões de masturbação passaram a ser muito mais “divertidas”.

Quando decidi mostrar ao meu marido o meu “Ricardão negro de silicone” ele achou um pouco estranho, porém quando percebeu que nossas transas ficaram ainda mais agitadas além de não se importar ainda me incentivou a comprar vários brinquedos eróticos que serviram pra apimentar nossas relações sexuais.

Minha filha se chama Flavia e tem 19 anos. Meu filho Fabio, 18 anos. Casei grávida dela e assim que nasceu engravidei novamente.

Foi ótimo isso ter acontecido porque como eu era bem novinha meu corpo praticamente voltou ao normal rapidamente sem deixar muitas marcas. Como sempre fui vaidosa durante a gravidez sempre me protegi com cremes e óleos na barriga e nos seios e como o medico me recomendara não ficava comendo a toda hora e se não fosse pela barriga proeminente nem parecia estar grávida.

Minha vida sempre foi muito tranqüila porque meu marido além de um ótimo emprego como gerente regional de uma multinacional também vinha de uma família cheia da grana e logo depois que meus filhos começaram a frequentar a escola voltei a estudar e também me formei.

Tudo caminhava perfeitamente, meus filhos eram estudiosos e quase não davam trabalho.

Só o sexo é que eu achava que poderia ser mais quente como via nos filmes ou quando alguma amiga contava alguma aventura maluca.

Apesar de todo tesão que sentia e sempre aparecer algum homem interessante me cantando querendo comer meu ‘bucetão’, em 20 anos de casada nunca chifrei meu marido. Confesso que por muitas e muitas vezes fui tentada a fazer isso, mas consegui me manter intacta.

Sempre adorei dançar e meu marido apesar de não gostar muito de vez em quando me levava em alguma balada pra me agradar e vários amigos e conhecidos dançavam comigo e sempre havia algum deles mais safadinhos que se aproveitavam pra esfregar em mim.

Eu fingia que achava ruim, mas na verdade adorava sentir outro macho colado no meu corpo principalmente quando era “bem dotado”.

O caralho do meu marido era de tamanho normal, bem duro media 14 cm e como nos filmes que assistia mostrava alguns enormes e bem grossos durante minhas intermináveis siriricas sempre fantasiava algum daqueles cacetões arrombando meu buceta tesuda.

O engraçado foi que minha filha logo depois que entrou na adolescência veio comentar comigo que achava sua buceta muito grande e logo notei que ela tinha puxado a mim. Só seu grelo ainda não era tão grande quanto o meu, mas certamente depois que algum rapaz começasse a “mamar” nele iria crescer também.

Se minha filha tinha puxado a mim, Fabio meu querido filho infelizmente puxara ao pai, porque algumas vezes o surpreendi no banho e notei perfeitamente que ele não era bem dotado.

Depois de meus filhos viraram adolescentes passei a perceber que tanto Fabio quanto Flavia viviam com as cuecas e as calcinhas sempre melecadas, certamente tanto ele quanto ela viviam se masturbando quase todo dia.

Tinha certeza que minha filha do jeito que era linda e demonstrava ser bem safadinha já “brincava com os rapazes”, porém meu querido filho demonstrava ser um pouco tímido e retraído quando se tocava no assunto “namoradinhas”.

Logicamente que como mãe que desejava que os filhos crescessem sem tabus ou preconceitos idiotas passei a orientá-los abertamente falando sobre o assunto com total liberdade sem usar meias palavras.

Buceta, cu, caralho, tesão, meter, trepar e gozar eram palavras ditas sem frescuras.

Isso fez com que ambos passassem a confiar plenamente em mim e quando tinham alguma duvida perguntavam sem medo.

A liberdade em nossa casa era tanta que não existia a preocupação em ficar fechando portas de quarto ou de banheiros.

Tanto eu quanto minha filha vivíamos andando apenas de calcinha com os seios de fora pela casa no verão.

Logicamente que essa liberdade toda só existia quando meu marido não estava em casa porque como ele sempre demonstrou ser uma pessoa mais conservadora não tinha como ter essa abertura.

Foi então que logo após completar 36 anos uma tragédia inesperada aconteceu e fiquei viúva do dia pra noite.

O avião em que meu marido viajava caiu ceifando a vida de todos que estavam a bordo.

A tristeza se abateu em nossa casa durante alguns meses até que devagar nossa vida começou a voltar ao normal.

A casa onde morávamos tinha uma edícula nos fundos onde ficava a churrasqueira com uma mesa enorme e como meus filhos estavam fazendo cursinho começaram a trazer os colegas pra estudarem juntos e também fazer trabalhos naquele local espaçoso e arejado.

A alegria dos jovens em minha casa deu uma animada maravilhosa e junto com isso até meu tesão que andava meio morno voltou forte.

Minhas sessões de siriricas passaram a ser cada vez mais intermitentes.

Minha buceta toda hora queria carinhos e meu grelo vivia inchado e vermelho de tanto que era bolinado.

Meus “Ricardões de silicone” se revezavam penetrando no meu bucetão sedento de prazer.

Eu não aguentava mais de vontade de ter um macho de verdade entre minha pernas.

Minha promessa de ficar um ano de luto pelo meu marido certamente não seria cumprida.

Depois de quatro meses já estava dando desespero à falta de um caralho de verdade fodendo minha buceta tesuda e decidi tomar uma atitude e solucionar de vez meu “tesão recolhido”.

Sai de casa com um vestidinho de malha curto e colado ao corpo que realçava o bumbum e meus seios enormes e fui para o shopping passear. Na verdade sai pronta pro crime...nem coloquei calcinha...queria dar minha buceta pro primeiro macho que me sentisse atraída.

E isso aconteceu muito mais rápido que imaginei.

Quando estava estacionando meu carro um homem bonitão e charmoso parou na vaga em frente e quando desci do carro ele me encarou sorrindo e claro que retribui e ali mesmo conversamos um pouco e quando ele perguntou se queria fazer algo diferente mais que depressa disse que topava e em menos de 10 minutos estávamos no motel.

Meu buceta já estava pingando de tão molhada quando entramos no quarto. Quando ele me beijou cheio de tesão em segundos fiquei nuazinha e ele caiu de boca na minha buceta. Bastaram uma meia dúzia de lambidas que me contorci toda gozando copiosamente. Ele então encaixou o caralho no meu bucetão e meteu até o talo e começou a bombar. Quando comecei a pegar fogo de vez ele deu um grito e gozou como um cavalo enchendo meu bucetão de porra quentinha.

Até ai tudo bem...achei que depois de um banho voltaríamos a meter...mas ai o safado deu uma desculpa que tinha horário marcado com um advogado e precisava ir embora. Na hora me deu uma vontade de matar aquele FDP, além de ter um cacete pequeno ainda tinha ejaculação precoce. Meu segundo macho tinha sido decepcionante, esperava muito mais que apenas uma chupada na buceta.

Toda frustrada voltei pra casa e quando entrei na garagem, sai do carro e nem vi que meu filho estava se balançando na rede da edícula e sentado nas cadeiras tinha três rapazes e junto deles minha filha e uma colega do colégio e só me toquei quando escutei me chamarem:

-mãe...vem aqui por favor...quero te apresentar novos amigos!

Sorrindo fui até eles e minha filha como sempre muito brincalhona me olhou de cima em baixo e disse:

-mãe...onde vc foi toda gatona com esse vestidinho super sexy...tenho certeza que não foi na igreja!

Todos caíram na risada com a insinuação cheia de safadeza da minha filha, mas sem perder o rebolado dei uma voltinha me mostrando e empinando a bunda e retruquei sorrindo:

-bem...na verdade...como sou a mais velha da casa...acho que não sou obrigada a dar explicações à jovens curiosos...mas se fui a algum lugar “proibido” vcs não vão saber pela minha boca! E vc minha filhinha trata de estudar bastante em vez de querer saber da vida da sua querida mãe, ta bom! RSS!

Todos voltaram a cair em gargalhadas e então meu filho entrou na conversa dizendo:

-não liga não mãe...a Flavinha é uma chata mesmo...quer saber da vida de todo mundo...no colégio ja a apelidaram de Sherlock de saias!

Ver o sorriso e a alegria daqueles jovens fez com que me sentisse muito melhor e então disse que ia entrar e fazer suco e lanches pra eles forrarem o estomago. Logicamente adoraram a idéia e então chamei minha filha pra me ajudar.

Logo estávamos de volta e todos rapidamente devoram os lanches e o suco e só então é que fui reparar que tinha um amigo bem diferente de todos que já tinham frequentado minha casa.

Rubens era o nome do rapaz que me chamara a atenção. Ele era um mulato alto e forte e como estava de short deu pra ver suas coxas grossas e pela camiseta colada ao tórax seus músculos fortes e totalmente definidos. Com certeza devia frequentar alguma academia.

Fiquei por ali junto deles e só então me dei conta que depois que cheguei nem coloquei calcinha e foi então que percebi que os rapazes de vez em quando davam uma olhada de rabo de olho entre minhas coxas quando cruzava e descruzava as pernas.

Meu vestidinho colado ao corpo quando me levantava e sentava subia pelas minhas coxas e se bobeasse meu bumbum ficava de fora.

Até pensei em entrar e vestir uma calcinha, mas na verdade adorei ser comida pelos olhos vorazes daqueles rapazes e até meu filho de vez em quando dava uma olhada rápida. Meu grelo já tinha crescido e minha buceta ficou molhadinha.

Foi então que me dei conta que estava me comportando como uma puta no meio de machos jovens tarados só que isso em vez de me constranger fazia com que ficasse ainda mais excitada principalmente com os olhares acintosos do amigo mulato do meu filho.

Fui novamente à cozinha buscar mais suco e minha filha foi junto comigo e então toda safada disse:

-mãe...vc ta me deixando toda curiosa...vc ta diferente hoje...toda sexy...sem calcinha...com cara de tarada...fala pra mim...vc foi dar né?

Abracei a safadinha torcendo seu braço, dei uns tapinhas na sua bunda e toda safada sorri dizendo:

-nossa...que garota curiosa...acho o apelido de Sherlock ta certinho...sua safadinha! Vc também não pode falar muito de mim não garota...hj vc ta de short...mas já vi vc de mini-saia e vestidinho sem calcinha varias vezes mostrando a buceta também! Por que esse interesse todo em saber se fui transar com alguém? Nunca perguntei com quem vc anda transando...alias acho que vc deve ser uma ninfomaníaca...suas calcinhas vivem completamente manchadas de gozo! Ta precisando apanhar na bunda pra aprender a ser menos curiosa...sua cadelinha!

-aiii mãe...vc bateu com muita força...vai ficar as marcas da sua mão no meu bumbum! Não tem nada demais vc me contar...se vc me perguntasse pra quem to dando...eu contaria sem problemas...fiquei curiosa mesmo de ter ver toda linda e sensual! Deixa de ser chata... conta vai...quem foi o macho gostosão que comeu minha mãe gostosona?

Percebi que minha filha não iria sossegar enquanto não lhe contasse o que ela desejava saber e resolvi abrir o jogo e relatei minha tarde frustrada de sexo sem omitir nenhum detalhe e então Flavinha me abraçou dizendo:

-nossa mãe...que pena...que não foi como vc queria! Na verdade a maioria dos rapazes com quem to ficando também não ta sendo grande coisa...esse negocio dos carinhas enfiarem na buceta da gente e gozar rápido...acontece com um monte de machos!

-é...ja li sobre isso...mas tinha que acontecer comigo logo na primeira vez que decidi dar pra outro macho depois de seu pai? Foi horrível!

Caímos em risos e depois de levar mais jarras de suco para os jovens resolvi tomar um demorado banho pra relaxar depois de uma tarde completamente maluca. Logicamente bati uma siririca deliciosa socando meu “Ricardão negro” na minha buceta tesuda e gozei copiosamente lembrando o mulato amigo do meu filho olhando entre minhas coxas devorando meu bucetão com os olhos.

Depois disso me deitei nuazinha na cama, liguei o ar condicionado e tirei um cochilo reparador naquele fim de tarde.

Se aquele dia estava cheio de acontecimentos quando acordei descobri que teria mais revelações surpreendentes.

Levantei da cama esfregando os olhos e dei de cara com minha filha de pé ao lado da cama se enxugando com uma tolha me chamando:

-acorda mãe...senão não vai dormir a noite! Pensei em pedir uma pizza pra gente jantar...o que vc acha?

-pode ser filha...vc que sabe...ja perguntou pro seu irmão se ele vai querer também? Nossa...apaguei...acho que tirei um cochilo bem longo!

-o mano saiu junto com os amigos...só tem eu e vc...duas mulheres lindas e nuas nessa casa enorme! RSS. Alias mamãe...pensei que os rapazes não iriam embora tão cedo...vc como sempre tava dormindo peladona com a porta aberta...meu irmão veio no quarto dele junto com os amigos pra ver alguma coisa no computador e como tinham que passar pelo corredor viram até sua alma...era um tal de vai e volta pelo corredor...com certeza vc deixou os rapazes taradões!

Comecei a rir imaginando a cena e disse:

-Flavinha...jura? Que bando de safados! E vc e seu irmão deixaram que isso acontecesse...nem me cobriram com um lençol?

Minha filha sorrindo toda safada disse:

-claro que eu não ia fazer isso...se vc não quisesse mostrar seu corpão tinha fechado a porta né...e do jeito que vc estava deitada na cama eles viram tudo em detalhes...com certeza vc ganhou muitas punhetas!

-seu irmão safadinho então gosta de mostrar a mãe pelada pros amigos? Isso eu não sabia...Fabio é um rapaz tão tímido!

-é verdade...mas também é bem safado...ja peguei ele varias vezes assistindo vc se masturbando na cama...alias mamãe...vc faz isso quase todo dia...e não tem como a gente não saber disso...alem de vc gemer muito alto...também nunca fecha a portas do quarto!

-nossa garota...vai me dizer que vc também fica assistindo minhas sessões de siriricas?

-mãe...vou confessar...quando eu era cabaço...muitas vezes...ouvindo vc gemer que nem louca enfiando os vibradores na tua buceta...bati muitas siriricas junto com vc...e gozava também!

-jura? Nossa...nunca percebi que vcs ficavam me assistindo...vc e seu irmão são muito taradinhos!

-mãe...eu sou muito tarada...adoro sexo! Se puder dou toda hr...to sempre com a buceta pegando fogo...se sinto tesão dou gostoso sem frescura! Minhas amigas até evitam apresentar namorados pra mim...sabem que se derem bobeira vão levar chifres!

-cuidado hein...qualquer dia vai apanhar das amigas...sua putinha tarada!

Caímos em risos e depois que a pizza chegou ficamos assistindo filme na TV e conversando como duas amigas confidentes.

Antes de dormir naquela noite fiquei pensando nas revelações que minha filhinha tarada havia confidenciado e tive a certeza que minha pequena família era um bando de taradinhos e pelo jeito ela não tinha me contado todas as safadezas que já tinha feito.

Uma filha putinha sem um pingo de pudor e um filho que gostava que os amigos olhassem a mãe completamente nua.

Essas revelações me deixaram super excitada e certamente dali pra frente eu iria adorar fazer a coisa ficar ainda mais quente.

Acordei de manhã com meu grelão completamente duro se esfregando no travesseiro entre minhas coxas e então me levantei escovei os dentes e nem coloquei calcinha. Decidi começar o dia completamente nua e assim que sai do meu quarto passei pelo corredor e resolvi ir até o quarto do meu filho. Encontrei-o se espreguiçando na cama e já notei seu pintinho bem duro estufando a cueca aperta de lycra.

Realmente o pinto de meu lindo filho safadinho mesmo bem duro não tinha um tamanho razoável pra se chamar de caralho. Certamente era ainda um pouco menor do que do pai. Fazer o que, não se pode ter tudo na vida, mas pelo menos ele tinha um corpo perfeito com coxas grossas e um bumbum grande que as garotas também gostam.

Quando Fabio terminou de esfregar os olhos e se deparou comigo nuazinha em pé ao lado de sua cama ele fez uma carinha de surpresa e então me sentei ao seu lado, beijei seu rosto e sorrindo disse:

-bom dia meu querido...to vendo que já acordou bem animadinho...né seu safadinho!

Ele ficou meio sem graça me olhando sentada em sua cama, mas seus olhos ágeis iam dos meus seios enormes até meu bucetão e disse:

-bom dia...o que aconteceu mãe...vc vir me acordar...assim...peladona?

-não aconteceu nada demais querido...hj acordei diferente...nem calcinha eu quis colocar...mas...pelo que fiquei sabendo vc gosta de me ver assim e seus amigos taradinhos também né?

-eu...bem...não foi por querer...garanto que foi a safada da Flavinha que dedurou né? Depois eu pego aquela biscatinha safada...ela vai ver!

-deixa de ser bobo...não achei ruim não tolinho...tá tudo bem...mas...então além de deixar os amigos verem sua mãe nuazinha...vc gosta de assistir sua mãe se masturbando né seu taradinho?

Fabio deu um sorriso sem graça e disse:

-bem...ja que vc ja ta sabendo não tem como negar...mas...sobre os meus amigos ontem aconteceu sem querer! A porta do teu quarto tava aberta e eles ficaram loucos quando te viram peladona...eu até quis fechar...mas eles disseram que se fizesse isso iam me encher de porrada...todos são mais fortes que eu...fiquei na minha né? Eles aproveitaram bastante...não saíram da porta do quarto te curtindo!

Pra tornar a coisa mais gostosa resolvi atiçar ainda mais a conversa e só de safadeza deslizei minha mão pelas suas pernas e coloquei minha mão em sua coxa bem pertinho do seu pintinho duro e disse toda safada:

-Conta pra mim safadinho...teus amigos bateram punheta olhando pra mim peladinha...o que eles falaram...fala que quero saber tudinho!

-tá bom...ja que quer saber...vou falar então! Todos ficaram loucos de tesão né...vc é linda e super gostosa...ainda mais do jeito que vc tava na cama...uma perna em cima de um travesseiro...toda arreganhada mostrando tudo...o Rubens e o Marcos eram os mais tarados...fiquei até com medo deles entrarem no teu quarto e te comerem na marra...eles tiraram os paus pra fora e bateram uma pra vc! Gozaram um monte ali na porta do quarto...eu tive que limpar depois!

Saber daquelas safadezas fez o tesão tomar conta do meu corpo e meu bucetão encharcou de vez. Completamente tarada resolvi fazer “carinhos” com as pontas dos dedos pela barriga e roçando de leve no pinto durinho do meu filho safadinho. Fabio ficou surpreso com minha atitude ousada e deu um leve suspiro e notei que seu pinto dava pulinhos dentro da cueca e então continuei dizendo:

-Meu querido...do jeito que a tua mãe anda carente...acho que não ia achar ruim ser “comida” na marra! Continua querido...quero detalhes ...to adorando saber dessas sacanagens...isso ta me deixando morrendo de tesão...teus amigos são bem dotados? O que eles disseram sobre mim...e vc também bateu uma pra mim...fala tudo...não me esconda nada!

-ahhh mãe...sim...eles diziam que vc era super gostosa, safada e que tinha uma buceta tesuda! Todos eles tem pintos bem maiores que o meu...mas o do Rubens parece um cavalo...um cacetão grosso e com uma cabeçona...que da até medo! Gozaram um monte! O Rubens falou que se te pegasse ia deixar vc arrombada com o cacetão dele...eu fiquei olhando eles se masturbando! Eu fico com um pouco de vergonha de mostrar meu pinto perto dos amigos. Mas...quando fui tomar banho bati uma também...lembrando do que tinha acontecido!

O pudor tinha desaparecido por completo, só o tesão existia na minha cabecinha repleta de fantasias e então espalmei minha mão em cima do pinto duríssimo do meu filho e dei umas apertadas de leve e ao mesmo tempo em que bolinava meu grelo teso e inchado sussurrei:

-Safadinho...então gozou gostoso né...olhando os cacetões dos amigos querendo foder minha buceta! Acho que vc ia gostar muito de assistir teus amigos cacetudos comendo sua mãe gostosa...né safado...fala pra mim seu taradinho! Goza agora de novo pra mamãe...quero

ver sua cueca toda molhadinha...goza safadinho!

Fabio deu um gritinho e gozou copiosamente. O pinto era pequeno mas o saco era um grande deposito de porra porque melecou a cueca todinha na frente e também minha mão safada que continuava apalpando com carinho e tesão. Eu olhava para meu filho taradinho se contorcendo sem controle ao meu lado e gozei junto gemendo alto bolinando meu grelão teso.

Que loucura deliciosa estava acontecendo ali naquele quarto!

Puxei meu filho da cama e levei-o para o banho junto comigo e apesar de ainda restar algum constrangimento logo estávamos bem à vontade e começamos a nos ensaboar e não demorou pra que o pintinho do safado ficasse duro novamente e quando ele me abraçou por trás sabia exatamente o que estava querendo e rapidinho empinei a bunda e senti meu cuzinho sendo penetrado. O safadinho tinha puxado ao pai mesmo, gostava de comer um rabo. Rebolei deliciosamente e em alguns minutos meu cuzinho foi inundado de porra quentinha.

O safado gozou gemendo alto e eu também me entreguei ao prazer sem me preocupar se aquilo era certo ou errado.

So depois de alguns instantes é que notei que tinha mais alguém no banheiro e era minha linda filha que sorrindo safada disse:

-hummm...to vendo que minha linda mãe e meu querido maninho resolveram fazer safadezinhas logo cedo...adoreiiiiii ter assistido! Até pensei em pedir pra entrar na festinha...mas achei que talvez vcs se assustassem...estavam tão embalados na safadeza que nem perceberam a minha presença! RSS.

Flavinha bem sacana deu uma gargalhada e saiu rebolando sua bunda empinada coberta apenas por uma calcinha fio-dental.

Meu filho já estava atrasado para suas aulas do cursinho e rapidinho saiu para o colégio.

Nem me preocupei em colocar qualquer roupa em meu corpo e resolvi continuar completamente nua.

Era incrível sentir que meu corpo continuava pegando fogo e meu grelão pulsava forte entre minhas coxas e pelo jeito não iria se esconder entre os lábios da minha buceta. Minha buceta continuava implorando por mais carinhos.

Minha filha não tinha aulas de manhã naquele dia e logo apareceu na cozinha pra tomar café junto comigo, só de calcinha fio-dental e logo o papo se tornou cheio de brincadeiras e principalmente de muitas revelações:

-mamãe...depois do que vi agora cedo, tenho certeza que vc ta super carente mesmo, não perdoou nem o pintinho do meu maninho!

-Flavinha...vc é muito linguaruda e maldosa sua putinha safada...vai ficar me tirando é...sua cadelinha?

-mamãe...vc acha que ia deixar de te zoar...mas eu só to brincando...te adoro. É que achei engraçado vc transar com o mano...do jeito que vc é tarada...com o pintinho que ele tem...com certeza não nem fez cosquinha...só deve ter aumentado o teu tesão! Acho que vc vai ter que pegar o carro e ir dar uma volta no shopping de novo!

-sua maluca...eu fiz ele me contar que os amigos bateram punheta pra mim na porta do quarto...os safados gozaram pra mim...nossa...fiquei tarada...com a historinha...ai já viu...teu mano ficou com o pintinho duro...dei umas pegadas...ele gozou...ai o levei pro banho...ele me encoxou debaixo do chuveiro e vi que queria comer meu cuzinho...tadinho...tava taradinho...eu deixei...sou uma mãe muito boazinha!

Comecei a rir, ela também e enquanto comíamos torradas e tomávamos suco a conversa continuava:

-Mãe...já que estamos falando sobre o Fabinho...ja arrumei duas amigas minhas pra dar pra ele...mas na hora H ele fica só nos beijinhos e nos amassos! Acho que ele nunca pegou outras mulheres...só vc e eu! RSS.

-Flavinha sua tarada...falando de mim e vc também já tinha dado pra ele sua cadelinha vadia!

-Mamãe...pera ai...deixa-te falar como aconteceu...não foi nada planejado...eu gosto de pauzão na buceta...mas eu também só dei o cuzinho pra ele...e a primeira vez aconteceu quando eu e ele fomos dormir na casa de uma amiga...ficamos assistindo filmes e acabamos adormecendo no tapete da sala...de madrugada acordei com o Fabinho me encoxando...tinha abaixado minha calcinha e tava com o pintinho duro no meu reguinho...deixei comer meu cuzinho! Na segunda vez foi parecido...só que estávamos acordados e ele começou a passar a mão na minha bunda e pediu pra me enrabar...deixei claro! E teve mais algumas vezes aqui em casa...ele vem na minha cama...e como eu sou igual vc mamãe...durmo sempre peladinha...quando eu acordava meu cuzinho já tava sendo comido! RSS.

-então depois do que aconteceu hj...seu irmão vai querer visitar minha cama de madrugada! To até vendo! Mas...Flavinha...me fala uma coisa...vc disse que já arrumou duas amigas pro teu irmão comer...e não deu certo porque...o que elas comentaram?

-então...elas disseram que ele beija e da uns amassos mas na hora do vamos ver...ele arruma uma desculpa e sai fora...é estranho!

-é filha...acho que talvez seja porque ele tem vergonha do pinto dele ser pequeno...do teu pai era pequeno...tinha 14 cm...mas do teu irmão deve ser um pouco menor! Deve ficar constrangido...principalmente porque ele comentou que os amigos dele são bem pauzudos!

-é...ele já comentou sobre isso...pros homens ter pinto pequeno deve ser horrível...mas tem uma coisa que sempre me deixou encabulada e que vou comentar com vc agora é que já tentei enfiar o pinto dele na minha buceta...ele não deixa...diz que só gosta de comer cuzinho...que é mais apertadinho. Só que nunca comentei com ele uma coisa que o vi fazendo com um amigo há uns 2 anos atrás: Vc tinha ido viajar com o papai pra visitar a irmã dele que tava doente e eu tinha ido pro colégio e iria voltar a tarde, mas a professora passou mal e as aulas foram canceladas e então voltei pra casa e quando passei pelo corredor escutei uns gemidos e a porta do quarto do Fabinho estava meio aberta vi ele com outro garoto transando numa boa.

-verdade? Mas...vamos ao que importa Flavinha...quem tava comendo quem?

-bem...eu acho que eles já tavam transando a um bom tempo...a cama toda desarrumada...suados...só que quando cheguei quem estava de bruços na cama sendo comido era o Fabinho...e o safadinho estava adorando porque rebolava e gemia gostoso na rola do garoto. E o mais incrível é que o carinha tinha uma pica grande...fiquei assistindo bem quietinha até que o carinha deu um grito e encheu o cuzinho do maninho de porra. Nunca tinha visto um cara comendo outro...adorei ter assistido...não resisti e gozei junto batendo uma siririca! Mamãe...o Fabinho gosta muito de comer cuzinho...mas também gosta de dar. Nossa família é muito quente!

-que bando de tarados que tem nessa família...será que tem mais alguma safadeza que não to sabendo...acho que é melhor nem comentar sobre sua vida Flavinha...tenho certeza que vc deve ser uma putinha completamente ninfomaníaca! Ainda que ainda bem que seu pai morreu sem saber das putarias da família dele...ele era um homem tão serio!

Minha filha então me abraçou e sorrindo bem safada disse:

-mamãe...ja que estamos revelando todos nossos pequenos segredos vou te contar mais um! Pode ter certeza que a única pessoa dessa casa que é menos safada é vc mamãe! Eu jurava que quando papai viajava e vc saia de casa toda sexy ia dar a buceta pra outros machos...ontem quando me contou que tinha sido sua primeira vez com outro homem...fiquei de cara...achei que já tinha dado pra um monte de machos...bonita e gostosona como vc é! Você nunca desconfiou do papai...só que ele não era tão serio como vc imagina! Ele comeu uma das minhas amigas e fez outra pagar uma gulosa pra ele...e também duas vezes o peguei assediando a faxineira mulatinha que trabalhou aqui com a gente...eu não vi ao vivo, mas acho que ele também comeu a garota!

-Flavinha...não acredito que isso aconteceu bem debaixo do meu nariz e não percebi...jura mesmo?

-mamãe...vc acha que ia mentir pra vc...claro que é verdade! Agora que vc ta sabendo de tudo que rolava na nossa família safadíssima acho que ta na hora de vc tirar o atraso...pode ser a puta que vc tem vontade...vc não deve explicações a ninguém!

Fiquei alguns segundos quieta tomando um copo de suco digerindo todas aquelas revelações incríveis que minha filha “Sherlock” tinha feito e então me levantei dizendo:

-bem...infelizmente tenho que sair pra resolver várias coisas, passar no banco, ir à prefeitura e depois ao cartório...mas pode ter certeza que se pintar algum macho com um caralho enorme e bem duro...eu estupro ele na hora. RSS.

-hummm...que delicia essa palavra “caralho enorme bem duro”...se minha mãe tarada arrumar um...me empresta que também to querendo!

Saímos da cozinha abraçadas dando gargalhadas e fomos para nossos quartos se vestir.

Flavinha tinha aulas de inglês na parte da manhã e rapidinho vestiu um shortinho jeans com uma camiseta e saiu.

Vesti um vestido rodado comprido com uma sandália de salto. Nos lugares aonde iria tinha que ser um pouco discreta. Só que como sempre não coloquei sutiã e nem calcinha. Como a frente do vestido era cheio de botões se “precisasse” era só deixar alguns estrategicamente desabotoados para mostrar minhas coxas e também minha buceta depilada.

Minha buceta tesuda não ficava sequinha de jeito nenhum e meu grelão sempre durinho palpitava implorando por carinhos e depois que fiquei viúva viciei em me bolinar dirigindo meu carro. Era uma delicia parar nos sinaleiros e bater uma siririca olhando aquela agitação toda. Algumas vezes alguns motoristas de Vans e Caminhonetes me pegavam com minha mão enfiada nos meio das coxas fazendo essa sacanagem deliciosa.

Durante minha correria pra resolver meus negócios de vez em quando vinha em minha mente os segredos que minha filha havia me revelado e me dei conta que a gente nunca conhece de verdade as pessoas, mas saber de tudo que havia acontecido só me fez ver que a frase que Flavinha me dissera seria meu lema dali pra frente. Sem um “pingo” de duvidas iria ser a “puta” que sempre tive vontade de ser.

Quando cheguei em casa após o almoço depois de ter resolvido tudo entrei na garagem e antes do portão eletrônico se fechar ouvi uma voz grave dizendo meu nome e quando olhei pra trás vi dois negros altos e bem fortes sorrindo pra mim. Achei estranho aqueles homens estranhos me chamando pelo nome e então coloquei uma perna pra fora do carro pra descer. Só depois de alguns segundos percebi que por causa do meu vestido desabotoado meu bucetão estava à mostra. Então dei uma ajeitada me recompondo e intrigada perguntei o que eles estavam querendo comigo.

O que havia me chamado pelo nome disse que se chamava Alex e o outro era seu primo e se chamava Valdir.

Eles eram jardineiros e tinham acabado o serviço na casa de uma conhecida no mesmo quarteirão e ela comentara com eles que eu tinha reclamado que meu jardim estava muito descuidado depois da morte do meu marido e decidiram ver se não queria contratá-los.

Em instantes decidi que iria contratar os serviços daquela dupla e então disse que enquanto eles davam uma olhada no jardim pra me passar o orçamento eu iria tomar um banho e ligar pra minha vizinha Beatriz pra saber se eles eram mesmo de confiança e Alex disse:

-sem problemas patroa...a Dona Beatriz sempre chama a gente pra cuidar do jardim dela...pode confiar na gente...sabemos trabalhar bem!

Dei um sorriso e disse pra eles ficarem a vontade e caprichassem no orçamento...não era pra explorar no preço.

Assim que dei meia volta senti os olhares safados dos dois homens na minha bunda empinada e sai rebolando como sempre. Com certeza os safados tinham visto meu bucetão em detalhes porque quando desci do carro o vestido estava com muitos botões abertos.

Enquanto passava uma água gelada no corpo fiquei imaginando se aqueles jardineiros negros seriam bem dotados como os negros pauzudos de vários filmes pornos que assisti. Lembrei-me que sempre tive um Ricardão negro de silicone só que não era tão grande.

Sai do banho e entrei no meu closed pra pegar algum vestidinho pra colocar quando escutei a voz grave dos jardineiros que estavam no jardim bem ao lado e foi então que escutei uma conversa muito interessante:

-Valdir...realmente o jardim da loira gostosa ta bem descuidado...isso é serviço para 2 ou 3 dias...se não chover!

-verdade Alex...mas tenho certeza que não vamos reclamar né...que patroa gostosa...que buceta maravilhosa que a vadia tem hein...nossa... meu cacete ficou duraço quando vi aquela buceta branquinha sem calcinha descendo do carro! Cara...só de imaginar meu cacete negro enfiando naquela buceta branca...fiquei taradão!

-primo...vou te falar uma coisa...a patroa é uma puta muito gostosa...aquilo deve trepar que nem louca...a puta sai sem calcinha e sem sutiã pra rua...aquele bundão dela então...aquela cadela de 4 levando a vara do negão aqui...ia deixar ela vermelhinha e inchada! Vou te falar uma coisa...se não precisasse de grana eu fazia o serviço de jardinagem de graça só pra ver aquela vadia mostrando a buceta pra gente!

-humm...a safada é gostosona mesmo...que viúva mais tesuda...que bucetão tem a vagabunda...quem fode a vadia ta se dando bem!

Os safados estavam bem perto da janela e dava pra escutar até os suspiros dos tarados e quando me dei conta meus dedinhos espertos bolinavam meu grelo e em poucos minutos gozei ouvindo a conversa deles me chamando de vagabunda, puta, vadia e gostosa.

Foi como se tivessem ligado meu corpo em uma voltagem de 220 v. Meu bucetão estava em chamas e o pouco juízo que eu ainda tinha foi pro espaço depois de escutar aqueles negros tarados e decidi que ia fazer a coisa ficar muito mais quente e toda safada peguei um vestidinho de malha que era tão curto que mais parecia uma camiseta e uma sandália nos pés. Por baixo completamente nua e tarada.

Quando cheguei perto dos dois jardineiros negros, cabelos molhados, cheirosa e com as pernas todas de fora ambos se entreolharam e não conseguiram esconder os sorrisos de admiração e então perguntei se já tinham feito o orçamento do serviço e eles disseram o valor e em segundos concordei e perguntei se eles iam começar o serviço no outro dia e Alex que parecia ser o que mais mandava disse que se eu quisesse eles começariam naquele dia mesmo. Lógico que disse que quanto antes fizessem o serviço era melhor e como estávamos perto da edícula onde meus filhos estudavam com os colegas toda safada sugeri que se eles quisessem podiam usar o banheiro com chuveiro que havia ali pra dar uma refrescada porque o calor estava demais e então perguntei se eles queriam tomar alguma coisa eu ia pegar pra eles e disse que tinha suco, refrigerantes e claro se quisessem tinha cerveja bem gelada.

Os dois disseram que naquele calor cerveja gelada seria perfeita e toda safada sorri dizendo:

-é verdade...também vou pegar uma pra mim...banho gelado e cerveja gelada é tudo de bom...aproveitem e passem uma água no corpo... vcs vão adorar o chuveiro...água bem forte da rua...bate gostoso na pele...sempre tomo banho ali no verão...se tivesse me lembrado nem tinha tomado banho no meu quarto...teria tomada aqui mesmo!

Os safados já tinham percebido que estavam diante de uma patroa bem putinha e que estava doida pra dar e já davam uma ajeitada no pau entre as pernas e então sai rebolando meu rabo enorme pra ir buscar cervejas na geladeira de casa.

Quando voltei coloquei com as latinhas vi que Alex tinha entrado no chuveiro e Valdir estava de pé encostado na mesa e já percebi que tinha um volume enorme estufando a frente da bermuda e toda safada entreguei uma lata pra ele e abri uma pra mim e toda safada me sentei na cadeira de frente pra ele e deixei as pernas abertas. Minha buceta depilada branquinha se mostrou todinha e logo em seguida Alex saiu do banho sem camisa e só de bermuda. Seu corpo negro musculoso era maravilhoso e também tinha um volume enorme na frente e ele disse:

-vai primo...tomar seu banho...a água esta ótima...do jeito que a patroa falou...vou tomar minha cerveja agora!

Alex me olhou sentada na cadeira com as pernas abertas e depois de tomar uns goles na latinha chegou bem diante de mim e sorrindo bem safado abriu o botão da bermuda e deixou-a cair no chão e seu caralho enorme e cabeçudo surgiu bem diante dos meus olhos e ele então disse:

-chupa puta...vou te dar o que vc ta querendo...sua cadela safada...ta mostrando a buceta...ta querendo macho...e vai ter dois...mama na pica do negão sua branquela vadia!

Nem precisou mandar 2 vezes, peguei aquele mastro enorme negro e cai de boca como uma volúpia incrível. Minha buceta estava completamente encharcada chegando a pingar. Que caralho negro enorme era aquele entrando fundo na minha garganta me fazendo engasgar. Ele fodia minha boca com se fosse uma buceta e dizia todo macho:

-engole cadela branca...engole a pica do negão...sua vagabunda...ahhh...isso engoleee bem fundo...que puta branca mais safadaaaa...ahhhh!

Em seguida o primo estava do meu lado e logo minha boca sedenta mamava naqueles dois caralhos enormes e grossos. Era difícil saber qual era o maior e logo Alex me colocou deitada de bruços em cima da mesa deixando minhas pernas pra fora e todo tarado já encaixou a cabeçona na entradinha da minha buceta e cravou tudo de uma só vez dizendo:

-ahhh...toma vagabunda...gosta de pau de negão né cadela...gosta de pica grande vadia...vou arrombar essa buceta branca...rebola sua vadia...ahhhh...que bucetão gostoso que a puta branca tem...ahhh...rebola cadela!

Logo senti o primeiro tapa forte na minha bunda e ardeu na hora e toda safada sussurrei:

-aiii...seu tarado FDP...gosta de bater na bunda de puta branca...seu safado...ahhh...que pau enorme...nossa...ta me arrombando...nunca dei pra pauzão desse tamanho...seu safado...ahhh!

O primo veio pra frente da mesa e passou a foder minha boca enquanto Alex fodia minha bucetona sem dó...minha bunda era espancada a todo o momento...meu tesão foi a 1.000 e gozei gritando como uma louca...gozei como nunca tinha gozado...uma pau enorme na boca e outro na buceta...e estava adorando apanhar na bunda daquele macho tarado e tomada de tesão sussurrei:

-ahhh...que delicia...me fodam...me façam gozar...seus negros FDPs safados...arrombem minha buceta branca...ahhh...que paus enormes...ahhh...mete tudo...ahhh!

Os dois trocaram de lugar e minha buceta agora era comida com vontade pelo primo que metia que nem louco aquele caralho enorme no meu bucetão arrombado que se deliciava em sentir aquilo entrando e saindo com força. Minha garganta sentia a cabeçona no fundo dela me fazendo dar umas engasgadas e Alex todo tarado dizia:

-vagabunda branca gostosa...ta adorando levar rola dos negão puta safada...vamos te arrombar todinha...goza cadela...goza com teus machos negros...vai viciar em negão puta vagabunda...safada.

Eu perdi a conta de quantos orgasmos senti...e logo percebi que ia ser abusada de verdade...Valdir se deitou no banco e me fez deitar por cima e minha buceta foi preenchida pelo seu cacetão negro e não demorou quase nada pra sentir que Alex estava por trás de mim e meu cuzinho ia ser arrombado pelo seu caralho enorme. Eu ia sofrer uma DP em segundos e quando tentei dizer algo o pau do Alex foi encaixado no meu cuzinho que só tinha conhecido pintinhos pequenos e cravou com vontade.

Gritei me sentindo rasgada ao meio mas eles nem se importaram e logo eu tinha dois cacetes enormes dentro de mim.

Meu cu e minha buceta estavam totalmente preenchidos e logo a dor que era intensa se transformou em um torpor incrível e passei a ser comida por aqueles dois negros tarados. Meu primeiro gozo numa DP foi indescritível e me mijei toda. Era tanto liquido que pensei que parecia ejacular igual macho. Gozei copiosamente me contorcendo sem controle nenhum.

Os safados socavam com vontade e minha buceta e meu cu recebiam aqueles monstros negros com prazer.

Os safados então gozaram com uns cavalos inundando minha buceta e meu cu com tanta porra fervente que pensei que estava sendo lavada por dentro. Aos 36 anos me senti uma mulher completa gozando de verdade.

Foi uma loucura durante 3 dias que aqueles negros pauzudos tarados cuidaram do meu jardim.

Levei pau no cu e na buceta o dia inteiro...os safados trabalham um pouco e me comiam muito.

Como era época de provas meus filhos saiam cedo e eu ficava o dia inteiro peladinha dentro de casa esperando meus machos negros me foderem sempre que tinham vontade.

Vicei em caralho negro enorme e agora so sinto prazer com eles.

Deliciaaaaaaaaaaaaaa!

Lógico que minha filhinha tarada acabou sendo arrombada pelos negros pauzudos mas isso so vou contar na próxima vez.

http://sharoland-nn.ru/texto/Perdi o cabaço no dia do casamento e não foi com o noivo

http://sharoland-nn.ru/texto/Meu marido liberou e dei gostoso pro melhor amigo dele!

http://sharoland-nn.ru/texto/O namorado da minha mãe tirou meu cabacinho!

http://sharoland-nn.ru/texto/ Fui estuprada e gozei como nunca!

http://sharoland-nn.ru/texto/ O macho da minha mãe comeu minha bucetinha virgem.

http://sharoland-nn.ru/texto/Fui estuprada por um caralho enorme e gozei gostoso!

http://sharoland-nn.ru/texto/ O pai tarado da minha amiga arrombou minha buceta!

http://sharoland-nn.ru/texto/ Meu sobrinho tarado me fodeu gostoso.

Skype: núbia.ninfa

e-mail: nú[email protected]======================opoi

Comentários

06/10/2014 18:11:18
DE TIRAR O FOLEGO, TESÃO A MIL.
23/06/2014 05:59:27
excitação do inicio ao fim no melhor conto que ja li na CDC. muitas punhetas e fodas pensando nisso tudo
22/06/2014 14:51:10
Maravilhoso. Fiquei excitado do início ao fim.Nota dez.
10/06/2014 03:26:29
Adorei!!! E um os melhores que eu já li aqui... A figura da mamãe gostosa (milf) me excita demais
09/06/2014 01:11:44
kase gozei vlw :)
07/06/2014 10:13:25
Uma delicia de conto, fiquei encharcada!
06/06/2014 13:22:41
Olha... poder achar o caminho da foda assim é muito bom!Com a cumplicidade dos filhos, facilita. Filha única e sem pai, sempre facilitei pra minha mãe. Mas nunca tive essa liberdade...
05/06/2014 11:25:25
Amei seu conto,,, add meu whats
05/06/2014 11:11:02
Que delicia, eu tb sou viciada em pauzao de negoes, e levei sorte do meu namorado ter um bem enorme e gostoso pra me foder todinha
05/06/2014 06:32:08
Adorei! O teu conto me deixou louquinha, sei o que é ter um marido pouco dotado e para piorar o meu é bem mais velho que eu, então advinha o que acontece.......

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Contos eróticos de sogro e norasamara tirando a virgindade da bucetapedreiros caminhoneiros e peões de obras c********* comendo v******* contos eróticos gayszoofilia mulher da esguinchada com lmbidas de cachorroPenis flacido castrar contosconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretomeninas que amolece as pernas quando o pau entra na bucetinha delascontos eroticos de menias q deu seu cabaçinho bem novinhas por que sua obrigou a trepa com seu companheiro taradomundobicha policial me revistando na estradacasa do contos eróticos casada gostosa magrinha com o vizinho coroameus amigos me comiampai pono 15 etopo filiaConto erotico tia dano cuzinho pro sobrinho titarapazinho mimado dando o rabotraição xxvidioputa no hoteldo bucetao loca de tesaopadrasto e intendenda gostosoEnrabado por uma tgirl contosgay sexo no meio do mato novinho transando com 5 homens no Mato levando pica no c* no mato na favela e Leo apartamento pela primeira vez na beira do margravida com a buceta gosmentaincesto ganhando chupada de aniversariosexotesaogostosohomem se enxuga nu e a mulher abre a porta senquerer pornoContos trai meu marido com encanador roludoMae e puta fudeu filio estoriaporno nao no cu nao e groso e conmprido aaaiii de vagavelha descabaça a buceta na pica do cavalomulheres na cama peladas uma ensima da outra peladas apertando a bumda da outraler relatos d velhos d pau gigantes q arrombaram asmulheresconto xota formigando paipunheteiras vadias sujas socandopornô irado mulher no supermercado se masturbando enquanto os outros passamhome filma mulhe no oiniboContos de comedores de Mendiga novinhas de 10 a 12 aninhosvideos de gosdosa tirado fio dendal de 22anoscrossdresser saindo montadapornodoido dia de sol chostinhos curtoscontos de crentes caretesefaç de pornvideo porno padrasto enfiando a mão na buceta da sua enteada com sua mãe do lado sem ela percebercontos incesto mae gts sobrinha pega o tio com.papagaio na mão porno doidoconto incesto minha irmãzinha adolecente andando encasa com essa roupinha nao da para resistipornosacana traindo o marido com entregadorenrabada pelo negao contosapaixonado pelo meu primo brutamontes 2temporadaBucetainchadaxvideomobileirma no cio chupa tudo sem frescuranariz de policial dando o priquito a outros policialcontos eroticos so no cuzinho da gordinhapor favor senhor eu nunca fiz sexo anal pornocontos eroticos dei para um vizinho de iptingapornô comendo a cunhada crioula do lado da esposa dormindocadelas graudas no cio em zoo.casadoscontosesposa do meu amigo me deu bola e eu comi ate seu cuzinhomae gostosona chora na pica grossa cabecuda do filhoporno caseiro amiga não acredito q o pau do meu marido é grande e pago pra verasistir video porno angolano de tia e sobrinho.evangelicas na zoofilia com cachorroconto erótico gaay sonbra de gaelxvideo ensinando boiarincesto com meu vô contoscontos eroticos A Dama e o Bruto mulhes fudedo deto do karo o cuvideo de madrasta indo a viagem de finalistas com o filhomédico explicado chupar bucetas doença transmiticunhadacontoeroticovou te arregaçar vagabunda, grita vadia, tô te arrombando cadelaconto porno minha mulher e sua amiga enfio o dedo no meu cuo caralho era tao grande e grosso que quase desmaiei com ele dentro do cuamoxoxota gtadotado enfia baita pirocona inteirinha dentro, magrinha gemendo sem parar com o pauzão lhe rasgando todastrapon sangue e bostashot apertado rola grossa se destacanegao enchendo cu do velhote de porrairmão com insônia come irma pornofotos de irmanzinhas mais novas provocando seus irmaos e levando pica durContos eroticos flaguei minha mae dando pro caseiro e tambem quizXvideos.comcontoscornovídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetaVirei travestcontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadoeu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucaHomem com pau grosso descabaça a filha dormindo contos eróticoshomem fodenfo uma bezeraPadrasto dorado fodi enteadaescravo da esposa scatmundobicha ver dois garotos transando em galpao abandonadocontos eriticos minha sogra levo ninha rola granderapaz passa o dedo na bucetinha virgem da novinha e ela gritar de dor contoscanil de cadela zoofilia pornoler conto erotico de deficientecontos de sexo depilada na praiacoroas brasileiras gritando cm o puu na xana e pedindo mais xvidiohttp://gtavicity.ru/texto/2016101161porque tem mulheres que sentem prazer ao ser.penetrada com o.dedo no anuscontos pornôs mulheres lindas super gostosas que seus maridos liberaram para dar para seus amigos que tem paus bem grandes maior do que os deles elas adoramsubornei meu primo gay pra comer ele