Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

MEU MARIDO TROUXE UM AMIGO PRA ME FODER!

Autor: Nuber
Categoria: Grupal
Data: 10/06/2014 10:24:17
Última revisão: 12/07/2014 10:39:25
Nota 9.77
Ler comentários (11) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou Rose e acabei de fazer 25 anos.

Resolvi abrir o jogo e contar pra todos a minha vida repleta de loucuras sexuais deliciosas que me fazem ter orgasmos maravilhosos.

Loira, 1.70, 56 kg, seios grandes, rabuda e coxuda.

Quando passo os homens não conseguem ficar sem virar o pescoço.

Sou gostosa mesmo e adoro provocar os machos com vestidos curtos grudados no corpo e sempre de salto alto.

Dificilmente uso calcinha quando estou de vestido ou saia porque quando cruzo as pernas e sinto o olhar tarado de um macho em 100% das vezes fico completamente ensopada. Nasci pra levar cacete na xoxota, não consigo ficar mais que 2 dias sem trepar.

Na verdade quando minha xoxota fica assim fico louca pra sentir um cacete bem grosso dentro dela e basta o macho ter atitude que abro as pernas rapidinho e dou gostoso. Adoro ser subjugada de 4 e ter os cabelos puxados com o macho engatado no meu rabão.

Se os homens me olham com tesão querendo foder meu corpo sexy, as mulheres também me medem de cima em baixo, a grande maioria por inveja, mas isso me faz ainda ser mais ousada e safada.

Até meus 19 anos morava em uma cidade pequena do interior e por incrível que possa parecer além de virgem também era totalmente ignorante em matéria de sexo. O tesão ainda não havia despertado em meu corpo talvez por levar uma vida sofrida e sem diversão sendo obrigada a trabalhar o dia inteiro debaixo do sol escaldante em um pequeno sitio dos meus pais de onde saia o sustento da nossa família.

Apesar da vida dura era uma garota bonita. O que não ajudava eram as roupas sem graça de gente pobre que vestiam meu corpo.

Tudo mudou quando na festa junina daquele ano da cidade acabei conhecendo Renato um belo rapaz que ficou todo encantado comigo e me pediu em namoro. Também encantada com ele e decidi aceitar aquela proposta completamente inesperada.

Renato tinha 20 anos, também loiro, mesma altura minha e um corpo muito bonito por estar sempre nadando e jogando futebol.

Ele trabalhava no supermercado da cidade, era chefe de secção e tinha um salário razoável.

Minha família não se opôs ao namoro e ele passou a frequentar o nosso sitio quase todo dia após o trabalho.

Quando fui beijada na boca pela primeira vez senti que meu corpo recebeu uma descarga de energia elétrica que provocou uma reação em cadeia e pela primeira vez senti minha xoxotinha virgem melecar todinha. Mas o que fez meu tesão explodir de vez foi quando meu namorado tirou o pinto pra fora e me fez pegar nele. O calor e o cheiro de um pinto me deixaram tão excitada que quando meu namorado todo safado insinuou que desejava uma “gulosa” ajoelhei e mamei como uma bezerra esfomeada. Levei esguichadas de porra fervente na garganta e gozei so sentindo pela primeira vez um macho gozando na minha boca sedenta.

Renato também era muito inexperiente porque acabou confessando que até me conhecer tinha tido apenas duas experiências sexuais. Uma garota tinha feito uma “gulosa” nele e só havia transado uma única vez com uma prostituta. Meu namorado apesar de bonito e bem falante era muito tímido com mulheres e logo que passei a ficar mais esperta sexualmente descobri que o motivo dessa timidez era o tamanho do seu pinto. Era pequeno e fino e pelos comentários de outras mulheres e de revistas pornôs logo fiquei sabendo que a maioria deles era bem maior que o dele.

Mas pra mim esse “pequeno detalhe” não importava, eu ficava louca pra pegar e mamar no pintinho dele que se acabava enchendo minha boca de porra quentinha. Logo perdi o cabacinho do cuzinho e viciei em dar o rabo. Quando meu namorado disse que queria casar logo pra tirar o “selinho” da minha xoxotinha virgem nem esperei o dia do casamento. Nem senti dor quando meu cabacinho foi rompido, só saiu mesmo um pouco de sangue e ao sentir um pinto pela primeira vez na minha xoxotinha gozei deliciosamente.

Minha xoxota explodiu de prazer quando sentiu a porra do meu futuro marido dentro dela.

Renato preocupado com uma gravidez sem ter ainda uma vida financeira bem estabilizada me levou ao ginecologista e comecei a tomar anticoncepcionais. Ainda bem que fez isso porque do jeito que eu era completamente tarada querendo meter toda hora certamente teria ficado grávida rapidinho.

Após nosso casamento Renato conseguiu um cargo melhor no supermercado que trabalhava e seu salário também aumentou e com isso as coisas ficaram ainda melhores.

Meu lindo marido era uma pessoa que sabia cativar as pessoas e também era muito competente em seu trabalho e quando depois de 2 anos uma grande rede adquiriu aquele mercado de nossa pequena cidade logo em seguida ele se tornou gerente dali.

Depois de algum tempo meu marido foi convidado a ser supervisor da empresa e tivemos que nos mudar para a cidade da matriz da rede.

Aquela mudança também provocou bastante agito em nossa vidinha super pacata e tranqüila.

Se antes eu já era uma esposa que tinha um fogo intenso na xoxota tudo ficou ainda mais quente com muitas festas, churrascos, baladas com muita gente bonita. Sempre tinha convites para nos divertirmos e Renato fazia questão de marcarmos presença.

Também percebi que se meu lindo marido não era um homem ciumento quando morávamos naquela cidadezinha quando passamos a morar em uma cidade grande demonstrou ser totalmente liberal e até me incentivava a usar roupa bem sexy.

Quando ia nas lojas comprar roupas Renato fazia questão de me acompanhar e ao provar vestidos, shorts, mini-saias ele fazia questão de escolher os os mais curtos e sensuais que deixavam meu corpo quase todo à mostra.

Se ele não ligava que sua querida esposa se vestisse como uma “garota de programa” logicamente que nem pensava em contrariá-lo.

Aos 23 anos toda gostosa, com um corpão com tudo em cima e com a total aprovação do meu lindo marido virei uma periguete bem ousada. Pra não marcar nos vestidinhos colados ao corpo deixei de usar calcinhas e minha xoxotinha totalmente depilada sempre dava o ar da graça quando me sentava. As mini-saias e vestidinhos eram tão curtos que não tinha como não mostrar e outra coisa que deixava os homens loucos era que quando me inclinava meu rabo grande e empinado sempre deixava um pouquinho das popinhas de fora.

Na academia que frequentava 3 vezes por semana meus shorts de lycra faziam parecer que meu corpo tinha sido embalado a vácuo e de tão colados que ficavam revelavam o volume enorme da minha xoxota tesuda. A garota que trabalhava na academia brincava comigo dizendo que se eu fosse homem pelo tamanho da minha xoxota teria um cacete enorme.

Eu vivia recebendo cantadas de todos os tipos e apesar de gostar de ser assediada por um monte de machos me mantinha fiel ao meu lindo marido que me tratava como uma rainha. Só que já percebia que minha fidelidade estava quase chegando ao fim. Minha xoxota, meu cuzinho e principalmente minha boca gulosa imaginavam outro pinto bem maior e mais grosso do que aquele do meu marido.

Quando assistia algum filme pornô ou lia algum conto erótico me acabava em siriricas deliciosas fantasiando loucas aventuras.

Nem dava pra acreditar que com o fogo que tinha na minha xoxota depilada e tesuda só havia experimentado o pintinho do meu marido.

Meu marido então comentou que naquele fim de semana iríamos a uma festa com churrasco em uma chácara de amigos.

Renato nunca recusava um convite pra festa. Ele adorava me levar a esses lugares cheios de gente e mostrar a todos que tinha uma esposa linda e gostosa. Eu sabia desse seu fetiche e caprichava nas roupas tipo quando mais sexy melhor. Já havia percebido que se um dia fossemos convidados a uma festa à fantasia e eu inventasse de ir como EVA, totalmente nua, meu lindo maridinho com certeza não iria achar ruim e talvez até me incentivasse. Depois de 4 anos de casada convivendo com meu lindo marido dava pra notar que o safadinho curtia muito saber que outros homens ficavam excitados com minhas roupas ousadas e totalmente reveladoras. Depois dessas festas ele ficava todo tarado e queria foder todos meus buraquinhos principalmente meu cuzinho apertadinho. Se havia uma coisa que nunca fazia e que notava em outras mulheres que usavam roupas curtas faziam era ficar preocupada em ficar aparecendo à calcinha que aliás eu dificilmente usava. Quando cruzava as pernas o que aparecia mesmo era minha xoxota branquinha totalmente depilada.

Essas brincadeirinhas de mostrar/esconder minha xoxota me deixavam totalmente molhadinha.

A festa estava marcada pras 15.00 horas e quando chegamos vi que o lugar era lindo com uma piscina maravilhosa e uma casa enorme com varandas dos lados e bosques bem cuidados.

O calor de verão era intenso e já tinha bastante pessoas na piscina. O som de musica dançante estava ótimo e o cheiro da carne também.

Meu marido ja pegou umas latinhas de cerveja, tirei meu vestidinho e como estava com o biquíni por baixo pulei na piscina pra dar uma refrescada e mostrar meu corpo perfeito todo malhado na academia. Eu mantinha meu bronzeado e minhas marquinhas perfeitamente delineadas em uma pequena piscina de fibra nos fundos da minha casa.

Meu biquíni era escandalosamente pequeno e o que mais chamava a atenção era sua cor. Loira bronzeada de biquíni branco não tinha como não chamar a atenção todo enfiado no meio do rabo enorme. A parte de cima que mal tampava os mamilos dos seios.

Acompanhada do meu marido eu não estava nem ai e andava em todos os lugares rebolando como uma putinha de rua. As mulheres certamente nem olhavam muito pra minha cara com certeza de chamando de vadia e vagabunda.

Era incrível como esse tipo de comportamento me deixava extremamente excitada.

Quando fomos dar uma volta pela chácara para conhecê-la meu marido todo taradinho começou a me beijar e acariciar e logo me colocou de 4 encostada em uma arvore puxou meu biquíni de lado e socou no meu cuzinho. Quando estava embalando o safado gozou rapidinho me deixando na saudade. Quando olhei pros lados tinha duas mulheres passando e apesar do som da musica deu pra escutar bem o que elas falaram quando me viram transando com meu marido:

-nossa...esse churrasco ta cheio de vagabunda né...essa loira ai é aquela que de biquíni branco que tava se mostrando pros machos na piscina! Agora a vagabunda ta ai dando o rabo no meio do mato!

Quando elas olharam pra trás dei um sorrisso de deboche, mostrei o dedo médio pra elas e só de sacanagem virei a bunda e rebolei.

O resto do dia passou rápido e logo anoiteceu e varias pessoas foram embora, mas também chegaram mais algumas e na varanda da frente ao som de pagode muita gente dançava e por causa da bebida já rolava umas esfregadas mais sensuais entre alguns casais.

A escuridão ao redor da casa era bastante propicia as safadezas e dava pra ver casais se afastando do local pra se pegarem.

Assim que escureceu tirei meu buquine, coloquei meu micro vestido de malha, sem calcinha, com um tamanquinho de salto e fiquei junto com meu marido assistindo ele jogando baralho com amigos.

Como eles estavam jogando era perto da janela fiquei reparando nos casais dançando e notei um mulato forte que dançava com a esposa de nosso amigo que estava na mesa de jogo com meu marido. O mulato estava com um short justo e uma camiseta e mostrava que sabia dançar muito bem rebolando gostoso ao som do pagode. Márcia, a esposa do nosso amigo acompanhava o sujeito com desenvoltura e dava pra perceber que a safada com um shortinho de malha justo e blusinha se esfregava com vontade no ventre do mulato. Ela jogava o corpo de encontro ao dele sem conseguir disfarçar o tesão que sentia naquela dança toda sensual.

A musica parou e ela voltou pra junto da mesa e ficou ao meu lado e então brinquei com ela dizendo:

-Marcia...o cara que tava dançando contigo rebola que nem louco hein...gostei de ver! Esse sabe como conduzir uma mulher né?

Ela deu um sorrisinho safado e cochichou pertinho do meu ouvido dizendo:

-é verdade amiga...queria continuar dançando com ele...nossa...tava uma delicia...mas meu marido é muito ciumento...melhor evitar...apesar de que não adianta muito né!

Márcia já tinha tomado umas cervejas a mais e estava com o tesão a flor da pele e então continuei dizendo:

-é amiga...você já tava dando muita bandeira...achei que o mulato ia te comer ali mesmo dançando! Delicia de ver vc e ele rebolando!

Ela então deu um sorriso de cumplicidade e disse:

-amiga...vou te confessar uma coisa...aquele safado me deixou tarada...to todinha molhada...ele tem uma rola enorme...aquilo roçando na minha buceta tava me deixando louca de tesão...ele é um tarado muito safado!

Márcia saiu dizendo que ia até o banheiro e pegar mais cerveja e logo em seguida o mulato dançarino chegou do meu lado me convidando pra dançar. Sorrindo pedi pra esperar um pouquinho e fui até a mesa de jogo perguntar pro meu lindo marido se podia dançar com outro homem. Meu marido sorrindo acenou para o mulato e disse que podia dançar com quem eu quisesse.

Jonas era o nome do mulato e conhecia meu marido porque trabalhava como vendedor e já tinha conversado algumas vezes com ele.

Quando começou a musica o mulato já me puxou de encontro ao seu corpo forte e logo senti que a dança ia ficar bem quente.

Aquele mulato além de taradão tinha atitude porque já senti sua rola enorme virada pro lado direito se encaixando em cima da minha xoxota depilada e separada apenas pelo tecido de malha do meu micro vestido.

Ele rebolava rebolando e esfregando forte sua rola enorme completamente dura. Dava pra sentir o calor daquele volume imenso no meio das minhas coxas. Jonas já foi me elogiando dizendo que tinha me visto de biquíni e que com certeza eu era uma das mais lindas daquele churrasco e que Renato meu marido era um homem de sorte. Conversa de macho safado que puta safada gosta de ouvir.

Minha xoxotinha estava completamente melecada sentindo aquele macho pauzudo me arretando daquele jeito. Como tinha muitos casais dançando e Jonas percebendo que eu estava gostando muito deslizava suas mãos pelas minhas costas e puxava meu corpo com força de encontro ao seu e todo tarado disse nos meus ouvidos:

-isso...assim...rebola putinha...minha pica ta doida pra entrar na tua buceta gostosa...me deixa com mais tesão...to louco pra te foder...puta safada...quando te pegar vou arregaçar sua buceta!

Meu corpo pegava fogo ouvindo aquelas sacanagens, o safado me tratava como uma puta e quando imaginei que aquele mulato pauzudo ia me arrastar para o meio do mato e arrombar minha xoxotinha a esposa do nosso amigo que tinha dançado com o mulato antes de mim chegou do meu lado dizendo:

-teu marido perguntou de você amiga...acho melhor ir ver o que ele ta querendo.

Fiquei morrendo de raiva de ter que interromper aquela sacanagem deliciosa. Minha xoxota estava pingando de tanto tesão e quando cheguei na mesa de jogo meu marido sorrindo disse:

-ué...desistiu de dançar querida? Você adora dançar...vai me dizer que o Jonas pisou no teu pé? RSS.

-a Márcia disse que você tinha perguntado por mim...vim ver o que meu lindo marido estava querendo!

-acho que a Márcia bebeu demais querida...ela tava aqui do lado assistindo nosso jogo..mas nem conversei com ela!

Na hora percebi que a safada da Márcia tinha me passado à perna. Ela queria dançar e se esfregar no mulato pauzudo e tinha inventado que meu marido queria falar comigo. O marido da Márcia já completamente “mamado” já estava quase cochilando em uma cadeira.

Meu marido deu a vez a outro jogador e ao olhar para os casais dançando percebi que Márcia e o mulato estavam saindo sorrateiramente do lugar e instintivamente puxei Renato pelo braço dizendo:

-vem comigo querido...acho que descobri por que a Marcia mentiu pra mim.

Meu marido me acompanhou sem entender nada e descemos as escadas da parte traseira da casa e então Márcia e Jonas entraram um quartinho de madeira que servia como despensa. A safada ia trepar com o mulato pauzudo e bem devagar fomos chegando até la e como tinha uma pequena janela entreaberta dava pra ver que a safadeza já tinha começado bem quente.

Márcia ajoelhada já mamava como uma louca na rola enorme e cabeçuda do mulato que fodia a boca da safada dizendo:

-engole sua cadela...gosta de pau grande né vadia...puta casada gosta de botar chifre em marido com pica bem grande...chupa...lambe sua vagabunda...ahhh...isso assim...mama na minha rola...ahhh!

Meu lindo marido sussurrou baixinho no meu ouvido que estava adorando assistir aquilo e o safado já estava perfeitamente encaixado no meu bumbum empinado e como eu também estava taradíssima já levantei a parte de trás do vestido e em segundos o pintinho duro do meu marido já deslizava no rego da minha bunda.

Nossa amiga casada era fodida na boca sem dó. O mulato tarado a fazia engasgar segurando sua nuca e forçando aquela rola enorme no fundo da garganta da safada.

Toda tesuda eu já peguei a mão do meu maridinho levei-a até minha xoxotinha melecada e sussurrei baixinho:

-bate uma siririca pra mim querido...que delicia assistir safadeza dos outros...nossa...to tarada hoje...quero gozar também!

Meu marido também estava gostando e muito porque seu pintinho em instantes estava atoladinho no meu cuzinho e o safado esfregava meu grelo com força me arretando gostoso. Já era a segunda vez que transávamos naquela chacara...taradinho ele também!

Dentro da despensa Jonas colocou Márcia de 4 em cima de uma mesa velha e todo tarado encaixou aquela rola grossa e cabeçuda e socou tudo de uma vez e ele toda cheia de frescura sussurrou:

-aiii...seu tarado...sua rola é muito grande...devagar...seu safado...vai me arregaçar...seu cavalo!

Jonas era um macho dominador porque ela nem acabou de falar e levou dois tapas fortes na bunda e ele disse:

-cala a boca vagabunda e rebola esse rabo...deixa de frescura...puta casada quando ta dando pra outro macho precisa apanhar pra dar mais gostoso...rebola sua cadela...vou deixar essa bunda marcada...ahhh...bucetão gostoso...dá gostoso pro teu macho vagabunda!

Márcia era uma puta bem mandada porque obedecia direitinho e o taradão enchia sua bunda de tapas.

Minha buceta escorria de tanto que gozava assistindo aquela foda maravilhosa e claro me imaginando no lugar daquela puta safada e meu maridinho gozou muito rápido também enchendo meu cuzinho de porra quente e então sussurrei toda safada:

-nossa querido...como a esposa do nosso amigo é puta hein...e a safada aguenta aquele cacetão enorme tudinho...se fosse eu no lugar dela ia ficar arrombada...que pintão enorme e grosso teu amigo tem hein...ele mete sem dó hein!

O pintinho do meu marido amoleceu escapando do meu cuzinho, mas ele continuava a brincar com meu grelo duro e inchado e sussurrou:

-Rose...ja tinha ouvido conversas de mulheres na empresa que transaram com o Jonas e comentavam que ele tinha um pinto de cavalo... agora vi que é verdade...nossa...a Márcia ta adorando...ta gozando que nem louca...ele sabe foder gostoso mesmo...ela ta adorando!

Márcia gemia alto naquele quartinho dizendo:

-me fode seu cachorro tarado...fode minha buceta...me arregaça...que pauzão gostoso...que macho...to adorando ser sua puta... ahhh!

O mulato pauzudo estava dando uma surra de pica na esposa de nosso amigo e a vadia rebolava como uma louca e continuamos assistindo e meu maridinho continuava a siriricar meu grelo inchado. Já tinha perdido as contas de quantas vezes tinha gozado e toda safada sussurrei:

-nossa querido...que pauzão do teu amigo hein...quando dancei com ele senti uma coisa dura e grande roçando na minha xoxota...mas não imaginei que fosse enorme desse jeito...olha como a Márcia geme gostoso...aquilo deve entrar rasgando gostoso...nossaaaa!

Certamente meu marido também estava gostando muito do que estava rolando ali bem diante de nossos olhos ávidos porque todo safado voltou a se esfregar em minha bunda e percebi que seu pintinho voltava a ficar duro e seria a terceira vez no dia e o que ele sussurrou no meus ouvido me fez ficar ainda mais tesuda:

-então você deixou o Jonas esfregar o cacetão enorme dele na tua bucetinha é sua tarada...e como vc não ta usando calcinha...deu pra sentir tudo né? To achando que vc gostaria de estar no lugar da Márcia né sua safadinha tarada! Pode confessar minha putinha!

O pintinho do meu marido estava novamente duro como pedra e pelo rumo que aquela conversa tomava tive a certeza que ia ficar ainda mais picante e toda tarada empinei o rabo e sussurrei:

-se vc foder minha xoxotinha tesuda...eu falo tudo que você quer ouvir...me fode...ahhh...que tesão que ta me dando assistir essa puta dar pro teu amigo pauzudo...com certeza eu queria estar no lugar dela...sendo arrombada por esse cacetão quase negro...ahhh...será que meu marido vai ficar bravo...descobrindo que sua esposa morre de vontade de dar pra outro macho pauzudo...ahhh...delicia...me come...ahhh!

Eu rebolava bem devagar espetada no pintinho do meu marido que todo tesudo gemia baixinho no meu ouvido sem tirarmos os olhos do casal que metia com vontade. O mulato pauzudo segurava a Márcia pelos cabelos e todo tarado dizia:

-isso...assim sua cadela...goza na minha rola...adoro foder puta casada...goza sua vadia...goza que vou encher essa buceta de porra...ahhh bucetão gostoso...cadela de rua...rebola...ahhh!

Virei o rosto pra trás e completamente tomada pelo tesão sussurrei:

-goza comigo de novo...seu safado...imagine que no lugar da Márcia é sua esposa linda e gostosa sendo arrombada por aquele pauzão grosso delicioso...ahhh...eu ia adorar...vou gozar imaginando aquele pauzão fodendo minha xoxotinha tesuda! Ahhhh!

Quase nem acreditei quando meu maridinho gemendo baixinho engatado atrás de mim gozou pela terceira vez no dia.

Gozei como uma cadelinha mesmo com o pintinho pequeno do meu lindo maridinho.

O que aconteceu ali naquele lugar foi uma loucura incrível que iria modificar nossas vidas dali pra frente.

Em casa depois daquela festa quando fomos deitar em nossa cama toquei no assunto sobre o que havia acontecido e meu lindo marido ficou meio sem graça dizendo que conversaríamos com calma outro dia. Dei um beijo na sua boca daqueles de tirar o fôlego e toda safada peguei no seu pintinho que repousava molinho depois de todo o agito do dia, sorri e toda safada sussurrei em seus ouvidos:

-nem adianta querer pular fora querido...vc sabe o que eu quero...e eu sei que você também quer...acho que nosso casamento vai ficar mais gostoso ainda...deixa eu dar pra outro macho bem pauzudo...você vai gozar mais gostoso do que gozou hoje...eu prometo!

Foi incrível sentir que o pintinho todo encolhido depois de 3 gozadas naquela chácara voltou a dar sinais de vida e toda safada já fui beijando seu corpo e em segundos engoli seu pau inteirinho com minha boca sedenta.

Mamei bem gostoso me sentindo toda poderosa.

Quando percebi que ele ia gozar pela quarta vez parei de chupar e toda safada beijei sua boca e disse:

-chega por hoje meu marido lindo e gostoso...boa noite safadinho...sonha com sua putinha fodendo com outro macho pauzudo!

Meu maridinho logo adormeceu, mas minha mente ainda fervilhava depois de todos aqueles acontecimentos e como não conseguia dormir fui pra sala liguei a TV e fiquei pensando na vida e rapidamente cheguei à conclusão que demorei muito tempo pra perceber o óbvio.

Meu lindo marido sempre quis ver a esposa sendo comida por outro macho pauzudo. Ele sempre pedia pra me vestir como uma puta pra deixar os machos com tesão por mim. Minha ficha demorou demais pra cair, com certeza já poderia ter dado pra um monte de machos durante meus 4 anos de casada. O tempo perdido e as gozadas que ficaram pra trás certamente iriam ser totalmente recuperadas.

No outro dia de manhã acordei com meu marido de conchinha cutucando meu rabo com seu pintinho durinho cheio de tesão.

Nem me surpreendi quando ele beijando minha nuca e o pescoço sussurrou:

-bom dia minha esposa linda e safada...faz teu maridinho gozar bem gostoso...acordei com um tesão danado!

Toda putinha comecei a rebolar bem devagar dizendo:

-eu sei por que vc ta todo taradinho...seu safado...agora que descobriu que sua esposa ta louquinha de vontade pra dar pra outro macho bem pauzudo...isso te deixa com mais tesão ainda né? Tenho certeza que vc vai ajudar a realizar esse meu desejo bem rapidinho né?

Meu lindo marido estava com o pau durinho como pedra e em segundos comia meu rabinho apertadinho que ele adorava.

Rebolei com uma louca sussurrando bem putinha:

-isso...come o cuzinho da sua esposa putinha...to louca pra ser a puta do Jonas...imagina aquele cacetão fodendo sua esposa loirinha...eu ia gozar muitooooo...goza no meu cu...seu safadinho tarado...enche o cu da sua putinha de porra...ahh...delicia!

Renato gozou gemendo alto engatado no meu rabo e assim que ele se acalmou beijei-o cheio de tesão e sussurrei toda safada:

-amor...da um jeito de fazer teu amigo Jonas me comer...eu quero ele...quero ser a puta dele...igual a Marcia foi...faz isso...vc vai adorar ver sua esposinha virar uma putinha do jeito que vc sempre quis seu safado! Quero aquele cacetão arrombando minha xoxota! Promete que vai fazer isso pra sua esposinha...promete!

Meu lindo marido sorriu e me beijou com uma volúpia incrível e tive a certeza absoluta que ele ia realizar meu desejo e o dele também.

Durante 3 dias toda noite antes de dormir o assunto “pauzão quase negro do Jonas” vinha à tona e o tesão tomava conta da nossa transa. Meu maridinho comentou que estava querendo convidar o amigo Jonas pra assistir o jogo de futebol em nossa casa no outro dia a noite só que não sabia como fazer a coisa acontecer de um jeito legal e então eu sorri e toda safada disse:

-Renato meu querido...não se preocupe com nada disso...traga aquele pauzudo tarado aqui em casa e deixe que sua esposa putinha sabe o que fazer...pode ter certeza que rapidinho faço ele me comer todinha...e do jeito que ele é taradão e safado vai me comer gostoso e vc vai assistir tudinho...vc vai ser meu maridinho corno e vai gozar junto comigo!

-ta bom sua safada tarada...vou fazer isso então...na verdade...também to querendo muito...que isso aconteça!

Completamente tarada só de pensar que ia poder dar a xoxota pra aquele macho pauzudo meu sono foi agitado a noite inteira e quando de manhã acordei senti que estava toda molhadíssima, até parecia que meu maridinho tinha gozado dentro de mim.

Meu marido me ligou a tarde dizendo que já tinha convidado Jonas pra assistir o jogo na TV ele topou na hora e quando perguntei se havia comentado “algo” a respeito sobre sua esposa putinha ele disse que não teve coragem e então toda safada disse:

-Não se preocupe querido...deixa isso comigo...pode deixar que tudo vai dar certinho!

Combinei com meu marido que quando o Jonas chegasse era pra servir cerveja pra ele e falar que eu estava no banho. Logo em seguida eu sairia enrolada em uma toalha e assim que entrasse na sala meu maridinho iria dizer que iria tomar banho antes do jogo. Após isso era só deixar comigo que a coisa ia pegar fogo rapidinho.

Renato deu um sorrisinho safado e disse:

-amor...o Jonas vai pensar que somos um casal de safados...vc uma puta vadia e eu um corno manso!

Abracei-o e beijei-o cheia de tesão e sussurrei:

-larga de ser bobo...somos um casal de tarados que queremos explorar nosso tesão! Eu e vc juntos podemos tudo querido...não se preocupe com o que os outros possam pensar...só importa o que a gente pensa...somos um casal jovem cheios de fantasias...vamos aproveitar tudo...sem preconceitos!

E tudo aconteceu exatamente como imaginei.

Assim que a campainha do portão tocou entrei no banheiro e deixei a água gelada escorrer pelo meu corpo quente e depois de alguns minutos me enrolei em uma toalha de banho, coloquei o inseparável tamanquinho que deixava meu rabo ainda mais empinado, entrei na sala com naturalidade e sorrindo fui cumprimentar Jonas com beijinhos no rosto.

Meu marido estava com uma lata de cerveja na mão e Jonas com outra e ele todo sorridente disse:

-Ser recebido assim com cerveja bem gelada e por uma mulher linda saindo do banho enrolada numa toalha com certeza vou querer vir aqui assistir jogo toda semana! RSS.

Sorri bem safada dizendo:

-Renato...teu amigo Jonas realmente deve ser um ótimo vendedor...sabe como agradar as pessoas né? Meu maridinho podia ser bonzinho e buscar uma cerveja pra sua esposinha que também ta com muita sede!

Meu marido todo safadinho disse:

-pode deixar amor...vou buscar e enquanto vc conversa com o Jonas vou passar uma água no corpo também...ou vc prefere que eu espere vc colocar roupa?

-não querido...ta tão calor que ta uma delicia a toalha úmida no meu corpo...depois que vc trazer minha latinha pode tomar seu banho tranqüilo...eu e o seu amigo Jonas vamos ficar batendo um papo...o jogo ainda vai demorar mais de meia hora pra começar.

Jonas estava com um bermuda branca e uma camiseta regata mostrando seu corpão perfeito cheio de músculos e toda safada me sentei na poltrona bem em frente dele. Sem nenhum pudor abri as pernas mostrando minha xoxotinha toda depilada. Meu marido chegou com a latinha de cerveja, deu meia volta e foi “tomar banho”.

Peguei a latinha coloquei na boca e deixei a cerveja descer pela minha garganta sem parar e então Jonas sorriu dizendo:

-to vendo que a esposa do meu amigo realmente esta com muita sede...olhando vc engolir quase toda a latinha...da pra imaginar quando vc sente sede de outras coisas...sem ser a cerveja!

Toda safada me levantei da poltrona fui até o sofá onde ele estava sentado e totalmente sem pudor tirei a toalha jogando-a do lado e disse:

-a sede de verdade que to sentindo é do que vc tem ai no meio das pernas...seu tarado safado...aquele dia dançando comigo...vc me deixou louca de tesão...fiquei doida pra dar pra vc...só que a puta minha amiga Márcia chegou primeiro e só pude assistir vc naquela quartinho fodendo ela todinha...tira essa roupa seu cachorro tarado...e me pega igual vc pegou ela...me come...quero vc como meu macho!

Jonas era um cara de atitude e em segundos estava nu diante de mim e me pegando pelos cabelos me lascou um beijo de tirar o fôlego. Seu pau já estava completamente duro e cutucava minha barriga e então ele alisou meu corpo por inteiro dizendo:

-pelo jeito teu marido gosta de ser corno né sua puta...eu percebi por um espelho quebrado no canto do quartinho que tinha gente me espiando e até escutei os gemidos de vcs...quando teu marido me convidou pra assistir o jogo aqui na sua casa...achei um pouco estranho mas quando vc chegou de toalha na sala eu sabia que vc tava pronta pra dar a buceta...conheço puta de longe...só pra vc saber...não pense que só porque o maridinho ta junto...eu vou ter dó de vc...eu trato puta do jeito que elas gostam de ser tratadas...se reclamar pode ter certeza que vou te machucar de verdade...e o teu maridinho corno não vai poder te socorrer...se bobear dou uns tapas nele também!

Toda safada fui pegando naquele pauzão enorme e grossão que com certeza era quase o dobro do pintinho do meu maridinho e sussurrei:

-cala a boca e me fode de uma vez seu cachorro...quero ser tua puta...me pega pegando de verdade...me fode todinha...quero gozar nessa pauzão gostoso...me fode de verdade!

-vem cadela de rua...ajoelha que vou foder sua boquinha tesuda...chupa a pica do teu macho...vagabunda safada!

Jonas segurava minha nuca e metia aquele cacetão bem fundo na minha garganta.

Ele fodia minha boca como se fosse uma xoxota e tive meu primeiro orgasmo com aquele macho dominante.

Logo ele me colocou de 4 no sofá e de pois de me dar um banho de língua delicioso ficou de pé atrás de mim encaixou o cacetão enorme na minha xoxotinha apertada e cravou tudo de uma vez. Gritei como se tivesse sendo descabaçada. Que pica enorme era aquela arrombando minha buceta. Eu tinha uma picona de verdade dentro da minha xoxota e toda safada gemendo sussurrei:

-aiiiii...seu tarado...minha buceta é muito apertadadinha...só dei pro meu maridinho...e ele tem pintinho...aiiii...vc ta me arrombando!

Jonas nem se importou e começou a enfiar e tirar aquele cacetão grosso de dentro de mim e todo macho me deu uns tapas bem fortes na minha bunda grande dizendo:

-rebola cadela de rua...quer seu puta tem que ser puta de verdade...aguenta o tranco vadia...vou arregaçar essa buceta...adoro foder puta casada...ahhh...que bucetinha apertada tem a cadela...da gostoso pro teu macho sua vagabunda...toma...vou deixar esse rabo todo vermelho...vai apanhar...até se mijar...vagabunda...rebola...vadia safada!

O tesão me fez entrar em transe e me entreguei às vontades daquele macho dominante e quando olhei pro meu maridinho corno sentado batendo punheta em uma poltrona assistindo sua esposa sendo fodida de verdade me deu muito mais tesão e sussurrei:

-me fode com força...tarado gostoso...ahhh...bate...na bunda da tua puta seu cachorro...me fode...me faz gozar...com esse cacetão...ahhh!

Meu macho pauzudo me dava uma surra de pica como sempre imaginei e meus orgasmos se sucediam.

Depois de me foder de 4 Jonas sentou no sofá e me fez sentar no seu colo de frente pra ele dizendo todo macho:

-vem cadela...senta na minha pica...vem cavalgar no teu macho...quero arrombar essa buceta de puta safada...adoro foder puta casada na frente do marido corno...mostra pra ele...como vc goza gostoso espetada em pica bem grande e grossa...mostra cadela...puta de verdade precisa de pau de macho...teu marido com aquele pintinho não faz vc gozar do jeito que vc precisa...fala vagabunda...quero ouvir...senão falar vou parar de te foder...sua vadia safada!

Ser tratada como uma puta era tudo que sempre desejei e quando desci meu corpo naquele mastro preenchendo minha xoxota como eu queria, tomada pelo tesão comecei cavalgar roçando minha xoxota no púbis daquele macho e gemendo de prazer sussurei:

-ahhh...que pau gostoso...nossa...minha xoxota so vai gozar com esse cacetão...ahhh...meu maridinho sabe que sua esposa vai ser uma puta que só vai dar pra pauzão...ahhh...me fode...seu safado...come minha xoxota...me arregaça...seu cachorro...ahhh...que deliciaaaa!

Quando comecei a gozar copiosamente Jonas aproveitou minha entrega total e me deu uns tapas no rosto que ardeu na hora...e quando tentei reclamar...apanhei de novo e mais forte e ele todo tarado sussurrou:

-goza cadela...goza apanhando na cara...adoro bater em puta casada...vadia que gosta de dar pra outro macho tem que apanhar...goza sua puta de rua...goza...na minha vara...ahhhh...vadiaaaaaa!

Os tapas no meu rosto acenderam a chama do prazer com dor e gozei me mijando toda...escorrendo pelo sofá. Gritei como uma louca espetada naquele cacetão que me deixava louca de tesão e então Jonas deu um urro e gozou dentro de mim. Sua porra fervente produzia um calor intenso que me fez ter um orgasmo mais intenso e completamente diferente. A porra de outro macho dentro de mim era uma delicia. Jonas me segurava firme totalmente atolado dentro de mim e então todo tesudo sussurrou baixinho no meu ouvido:

-vc é uma cadela que merece ser comida mais vezes...gosto de puta de verdade...e vc é uma...agora mostra que vc é uma puta poderosa e faz seu marido corno lamber sua buceta gozada...iria adorar ver isso acontecer!

Jonas se levantou dizendo que ia passar uma água no corpo e rolei pelo tapete cheio de almofadas e então olhei pro meu maridinho sentado na poltrona do outro lado e toda safada disse:

-vem...me maridinho lindo...vem fazer carinhos na sua esposa putinha que acabou de ser arrombada por um pauzão enorme...vemmm!

Meu maridinho em segundos se deitou em cima do meu corpo e passou a me beijar de um jeito como nunca tinha feito e quando seu pintinho durinho deslizou entre os lábios da minha xoxota completamente melecada de porra de outro macho ele deu um gemido incontido e gozou se contorcendo todo. O tesão de assistir sua esposa sendo puta de outro macho pauzudo bem diante de seus olhos o deixou totalmente excitado e não conseguiu se controlar. Saber que meu maridinho adorava ser um corninho totalmente submisso fazia com que meu tesão explodisse e toda putinha sussurrei:

-ahhh...meu maridinho lindo e safado gozou gostoso né? Faz uma coisa pra provar que vc me ama e que adora ter uma esposa bem puta e vadia...me lambe todinha...quero sua boquinha tesuda na minha xoxota...me chupa bem gostoso...faz sua putinha gozar com sua boca...faz!

Foi incrível descobrir que meu maridinho era um corninho muito mais submisso que imaginei porque em segundos sua boca estava colada na minha xoxota me lambendo com uma volúpia incrível. Ele não se importava de lamber a xoxota inundada da porra de outro macho com sua língua deslizando deliciosamente entre os lábios inchados. Eu gemia loucamente vivendo aquela loucura incrível dizendo:

-isso...chupa meu corninho safado...lambe a bucetinha da sua esposa puta toda gozada...lambe tudinho a porra do macho que me fez gozar como uma louca...ahhh...lambe tudoooooo seu corninho safado...quero gozar na sua boquinha! Lambe meu cachorrinho!

Gozei intensamente com meu maridinho chupando meu grelinho teso e a puta que existia dentro de mim explodiu de vez sussurrando:

-chupa meu corninho...lambe a porra de outro macho...ahhh...isso meu cachorrinho...sua esposa é uma puta muito vadiaaaaaa...ahhh!

Jonas voltou e se sentara no sofá bem pertinho de onde meu maridinho corno me dava um banho de língua e logo falou todo macho:

-vem cadela...teu macho voltou e quero te foder de novo...vou comer esse rabão delicioso que vc tem...fica de 4 no sofá...gosto de comer cu de puta assim...todo arreganhado!

Meu maridinho saiu do meio das minhas pernas e se sentou no tapete e toda safada resolvi fazer “cu doce” e em segundos Jonas fez o que eu esperava dele e me puxando pelos cabelos me deu 2 tapas na cara e disse:

-quando eu mando uma puta fazer uma coisa tem que fazer na hora...sua cadela loira...fica de 4 logo senão vai apanhar de verdade, alias acho que a cadela pelo jeito ta querendo isso...se provocar mais uma vez vou adorar te deixar marcada sua vadia...fica de 4 logo puta!

Aqueles tapas no meu rosto fizeram minha bucetinha pulsar mais forte e senti que estava adorando ser sodomizada por aquele macho pauzudo então fiquei de 4 no sofá e toda safada abri minhas nadegas com minhas mãos me expondo todinha e toda safada virei o rosto pra trás olhando pro mulato pauzudo e pro meu maridinho sentado no tapete e sussurrei:

-nossa que macho bravo que vc trouxe pra comer sua esposinha puta Renato...ele vai comer meu cuzinho apertadinho com esse pauzão enorme...vai me arrombar toda...ahhh....meu maridinho não vai socorrer sua esposinha puta? Vai deixar esse taradão me arrombar?

Meu maridinho nem se mexeu e Jonas todo tarado e sabendo como tratar uma puta como eu tinha se mostrado me deu dois tapas bem fortes na bunda e encaixando a cabeçona daquele pauzão duro como aço no meu cuzinho apertado fincou de uma vez dizendo:

-ahhh...vou comer esse cu até virar uma flor sua cadela...quero vc rebolando na rola do teu macho...vc gosta de pau grande sua cadela...vai levar ele todinho...e teu marido corninho vai assistir bem quietinho...se ele reclamar de alguma coisa...eu faço ele trocar de lugar com vc e como o cu dele também...agora rebola na minha pica sua puta de rua!

Gritei quando aquele cacetão abriu caminho arrombando as minhas preguinhas, e Jonas só parou quando colou seu púbis na minha bunda grande e começou a meter no meu rabão. Me senti rasgada ao meio...mas o calor daquele pauzão entrando e saindo com força do meu cuzinho logo me proporcionou um prazer incrível e tomada pelo tesão me entreguei sussurrando:

-aaahhhh que pauzão delicioso no cu....ahhh....soca tudo seu FDP tarado...come meu cu...com força...ahhh...deliciaaaaaa...me fode...quero gozar pelo cu...ahhh...isso...bate na minha bunda seu cachorro tarado...eu sei que vc gosta de bater em puta...enche minha bunda de tapas...quero gozar apanhando...eu to adorandooooo...ahhh...meu maridinho...teu amigo ta arrombando meu cu...olha como um macho de verdade fode a sua esposinha puta...ahhh...me fodeeeee...soca tudooooooo!

A mão de Jonas espancava minha bunda e os gozos incontidos se multiplicavam. Gozei gritando com uma louca com aquele pau enorme no cu. Meu macho pauzudo depois de me foder durante alguns minutos me puxou pelos cabelos e sussurrou baixinho no meu ouvido:

-quero vc chupando meu pau junto com teu corninho...quero gozar na boca do casal safado...adoro issoooooo!

Jonas se sentou no sofá e eu me ajoelhei entre suas coxas grossas e musculosas...o pauzão do tarado batia no umbigo e toda tarada comecei a lamber a cabeçona daquela pica majestosa. Meu marido continuava sentado perto de nos olhando fixamente no que estava se passando diante de seus olhos e então resolvi fazer o que meu macho pauzudo queria e então estendi minha mão e peguei na mão do meu maridinho corno e sussurrei bem safada:

-vem...meu maridinho corno...vem dividir comigo o pauzão que fez sua esposinha puta gozar como sempre sonhei...vem chupar o pau que deu prazer pra sua putinha...vem...vai ser uma delicia...vem...eu quero que vc faça isso...junto comigo...vem safadinho...eu sei que vc quer!

Foi bem mais fácil do que imaginei e em instantes nossas bocas uma de cada lado lambia e sugava aquele pauzão enorme. Jonas de vez em quando segurava minha nuca e ia fundo na minha garganta e logo fez isso com meu maridinho corno que apesar de engasgar nas primeiras fincadas logo engolia deliciosamente. Meu maridinho com certeza já tinha tido alguma experiência na adolescência com outro macho porque demostrava estar gostando e muito. Seu pintinho estava durinho novamente chupando o pau de outro macho. O tesão de assistir e participar daquela loucura incrível fazia com que minha buceta não parasse de se contrair e sentir prazer.

Jonas todo tarado sussurrava:

-ahhh...que delicia de bocas...isso...não parem...que puta casada gostosa...que viadinho casado safado...sabem como mamar na pica de um macho...ahh...vou gozar...engulam minha porra seus safados...ahhh...que delicia...ahhhhh!

O mulato pauzudo urrou de prazer e começou a jorrar porra fervente em nossos lábios...toda tarada levei uma esguichada forte na boca e em seguida empurrei pra boquinha tesuda do meu maridinho que tomou todo aquele leite como um bebê com muita fome.

Nosso macho gemia alto e sussurrava dizendo:

-ahhh...que delicia...uma puta e um corno viadinho engolindo minha porra...ahhh...engulam tudo seus safados...ahhhh...delicia!!!

Aquela experiência sexual era muito louca e completamente reveladora e logo depois que tudo se acalmou meu maridinho todo constrangido se levantou do tapete e foi para o nosso quarto e eu toda safada fui com meu macho pauzudo tomar um belo e relaxante banho. Jonas todo safado me beijava e me dava uns tapinhas na bunda dizendo que agora eu tinha dono e que fui a melhor puta que ele tinha comido nos últimos tempos e que ia querer repetir outras vezes. Toda safada e fresca disse que ia demorar pra mim chamá-lo pra me foder de novo, ele tinha me deixado arrombada e toda marcada dos tapas fortes que o taradão me aplicou e ele então sorriu e disse que tinha certeza que não ia demorar pra implorar ser fodida por ele. O safado sabia como dominar uma putinha safada como eu e antes de ir embora disse que da próxima vez ia comer a bundinha do meu maridinho, se ele adorou mamar e engolir a porra de um macho com certeza ia dar e rebolar como uma puta no pauzão grosso dele. Jonas era um tarado muito safado totalmente sem preconceitos.

Jonas nem tocou no assunto jogo de futebol, o safado tinha vindo mesmo era pra foder minha buceta tesuda e quando entrei no quarto meu maridinho estava deitado de ladinho na nossa cama totalmente nu e certamente me esperando sabendo que eu ia tocar no assunto “chupar o pau de outro macho” e toda safada me deitei de conchinha com ele e sussurrei toda carinhosa:

-meu maridinho lindo foi maravilhoso hj...me proporcionou a melhor noite da minha vida...gozei com uma louca...vc foi perfeito querido! Fez tudo que sua esposinha puta pediu sem um pingo de preconceito...por isso que te adoro...vou querer repetir muitas vezes...e se meu maridinho quiser fazer alguma coisa diferente...é só pedir que sua esposinha taradinha faz pra vc...se quiser até trago umas putinhas pra brincar com meu maridinho...tudo que vc quiser a gente faz juntinhos...igual fizemos hj...adoreiiiiiiii querido!

Renato deu um sorrisinho contido e em seguida disse:

-Rose...vc é uma tarada muito louca...até fiquei assustado com suas atitudes...o Jonas é um tarado FDP...não teve dó um pingo de dó da minha esposinha linda...te tratou como uma puta de rua mesmo...nossa...o pior é que não tinha nem como eu reclamar...olha o tamanho do safado...forte daquele jeito...um soco dele e eu apagava na hora...eu fiz tudo que vc pediu pra não contraria-lo e ele resolver ser ainda mais sádico do que foi!

-Deixa de bobagem meu querido...adorei levar uns tapas do Jonas...alias...vc tinha que ter aprendido a bater na sua esposinha desde quando casamos...eu adoreiiii apanhar de macho...gozei mais gostoso assim...e eu sei que vc também adorou seu safadinho...gozou muito gostoso...mas o que mais me deu tesão demais foi vc ter chupado o pauzão do Jonas junto comigo...adorei ver vc mamar daquele jeito no cacetão que fez sua esposa taradinha gozar que nem louca...eu não imaginava que meu maridinho era tão guloso...que sabia chupar pau de outro macho...conta pra sua putinha...com quem vc aprendeu?

Toda safada esfreguei minha bucetinha na bunda dele e peguei no seu pintinho que já estava ficando durinho novamente e ele então depois de alguns segundos de silencio abriu o jogo e revelou que quando era adolescente sempre ia brincar na casa de um coleguinha e ele tinha um irmão já adulto muito tarado e quando estavam sozinhos sempre dava um jeito de passar a mão na bunda dele e dava umas encoxadas. Um belo dia aconteceu de eles ficarem sozinhos e o irmão do coleguinha o agarrou a força e tirou o pau pra fora e mandou-o chupar. Ele disse que falou que não ia fazer isso e então levou uns tapas e com medo de apanhar de verdade chupou rapaz. Depois dessa primeira vez toda vez meu maridinho era “obrigado” a mamar no pau dele isso até que um dia acabou sendo colocado de 4 e também levou pau no cu. Na primeira vez doeu demais e foi embora chorando com o cuzinho arrombado. Só que depois de alguns dias quando voltou na casa do colega o irmão do rapaz levou-o pro quarto e o comeu novamente. Apesar de doer bastante ele gozou dando o cu pela primeira vez e toda semana voltava pra ser enrabado. Durante quase um ano isso se repetiu uma ou duas vezes por semana e só parou quando eles se mudaram.

Renato então disse que depois disso procurou levar uma vida hétero e que realmente se apaixonou por mim só que quando ele chupou minha buceta inundada de porra do Jonas suas lembranças voltaram e também a vontade de sentir um pau de macho na boca. Quando eu o chamei pra dividir o pauzão de Jonas ele não conseguiu se controlar e mamou deliciosamente.

Meu maridinho estava quase gozando contando seus segredinhos de adolescente e toda safada sussurrei no seu ouvido:

-na próxima vez...vou adorar ver meu maridinho corno ser arrombando pelo pauzão quase negro do Jonas...ele já disse que vai te comer bem gostoso...e vc vai dar né seu safadinho...vai rebolar na pica do nosso macho né...e vai gozar pelo cu...igual eu gozei...ahhh! Quando vc quiser...vamos chamar nosso macho de novo...e vamos gozar muitooooooo!

Que delicia tinha sido aquela noite de prazer e de revelações incríveis.

Lógico que as aventuras tinham apenas começado e logo voltarei pra contar mais pra vcs!

http://sharoland-nn.ru/texto/Meu tio comeu minha mãe e tirou meu cabacinho!

http://sharoland-nn.ru/texto/O motorista tirou meu cabacinho.

http://sharoland-nn.ru/texto/ A primeira vez de Fabinho

http://sharoland-nn.ru/texto/ Coloquei a calcinha vermelha da mamãe e me arrombaram

http://sharoland-nn.ru/texto/O padrinho tirou meu cabaço no carnaval

http://sharoland-nn.ru/texto/O namorado da minha mãe me deu um banho de espuma e

http://sharoland-nn.ru/texto/ Meu cunhado pauzudo me fodeu gostoso

http://sharoland-nn.ru/texto/macho negro pra um casal safado

http://sharoland-nn.ru/texto/ eu e minha irmã gêmea entramos na rola do meu tio tarado

http://sharoland-nn.ru/texto/comi o patrão e a patroa

http://sharoland-nn.ru/texto/ o macho da minha mãe me comeu

http://sharoland-nn.ru/texto/edu...um anjo sádico e tarado

e-mail: [email protected]

Comentários

13/07/2015 15:38:58
Só tesao de putinha casada..adoro..muito gostoso seu conto.
02/09/2014 11:25:19
muito bom adorei.. nota 10
13/07/2014 08:07:44
caralho que delicis de conto,gozei 2vezes lendo,odeio contod muitos longos,mais o seu mim deixou louco e mto tarado,nota 10 sem duvidas
10/07/2014 14:24:39
Maravilha de conto . . .TEZÃO
10/07/2014 10:08:24
Que reviravolta. Senti que a história ia mudar de rumo bem antes dele chupar tua buceta gozada...meu corpo treme só de pensar quando teu maridinho gemer e suar embaixo do pau do Jonas. Aff.Você vai assistir ? Ai que loucura. Estou louca para ler.
05/07/2014 17:29:14
Muito bom seu conto...adoreiiiii
03/07/2014 14:49:15
Estou pronto!
27/06/2014 19:54:47
Reli o conto. Achei melhor ainda.
11/06/2014 23:24:10
muito bom
10/06/2014 20:52:22
TESÃO EM ESTADO PURO, BASTANTE EXCITANTE.
10/06/2014 11:57:24
Maravilha, puro tesão. Nota dez.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos minha mae gravida do pedreirovideos porno brasileiro família sacana meu cunhado além de me comer tira o caba co da minha filhacontos corno manso ineditoso contoseroticos completos no sofa do padrinho maria alice deu ate o cuzinhoassistir vídeo pornô anal de sogra com genro gravado em Ribeirão preto d*********buctao tod c gazandconto no cinepornovideos porno gay de jander pauzaoconto zoofilia novinha e os cachorros Minas Geraisgosto de tomar leite de homemcomendo minha cunhada que veio morar com agente aspanterasmulher matematica com pau no cu e pedindo mais pornolambendo dedo com coco scatpeguei na cinturinha e soquei tudo sem ela perceber no cuzinho ai amor nao quero mais vc me maxhucou xvideosconto erotico fodi minh sobrinh novinh 11nodei o cu video para o time inteiro de futeboller conto erotico de deficientexvide garoto cebra a fimose comeno buseta porno na fazenda porno doido homem chupanto a buceta ate gozartaporno conto erótico apaixonada pelo filho da minha madrastabaixar pornô sogro ditas com novinhas greludasReta do Pedreiro Hétero Peladovanessinha dias/casadoscontosnovinho.geminho..de.pau.duromeninas bem novas sendo fudidas pelo o padrastonovinha: dei pro meu irmao roludo depois que flagrei minha mae fando pro meu pai na sala contossexo.dormiu.ma.casa.do.aimgo.e.acordo.com.o.braruho.do.amigo.fudemo.com.a.irmaconto de farra de casadaporno doido ze buscape transaeu e minha filha fomos encochada adoramosrelato erotico evangelica casada carente da buceta peluda greludaContos50 cm minha picavideo porno papai italiano comendo a filhinha italianinhavampiro cumedor de bucetacomocomia a minha tiasem ela saber- Casa dosContosVaqueiro fazendo sexo com a plaquinhacuzao da tia vim nao aquentei mobile pornesfregando no busao quando ela descuidou entrou na xanafotos padrasto come cu da emteada pau gigantedei o meu curzinho com lubrificantes ao meu cunhado contos gayEdufera cintossikis iremmeporno incesto pai finge de bebe para comer a filhaadoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contocontos eróticos amiga novinhacasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de buceta[email protected]cache:ldh9BdSAKNMJ:gtavicity.ru/texto/201703301 Mulheres espetaculares de pernas abertas lindas atrizes pornos gostosas nao acredito que estou pesquisando issoporno safada batendo punheta pro ricardão na cama com o corno dormindo pornoconto zoofilia novinha e os cachorros Minas GeraisContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhoarregasado a buceta com muita velocidadexvidios outros puraicorno veno esposa dano cu e falano que nao guenta pornodoidocontos de incesto cumadreMeu primo caralhudo fodeu os meus cabacinhoscontos eroticos comeu a testemunha de jeovacontos gay baby doll rosafazendeira metendo com piao pretovídeo pornô feito no lixinho para Guarulhosminha mulher fodemdo com e olhando para mim com cara de safada gemendo gritando e chamando dizendo ta bom corno corninho ta vendo tua mulher semdo comida fudidaRelatos Zoofilia qual melos cadela para sexoporno gay de irmaos e primos quadruploele a enrabala e ela a cagar.se pornoirmão fode irmã e estoca mt na sua buceta q estava molhadinhacasada qui aforao pauzudogozando dentro elas brigamvideos de velhos picudo fudendo bonzinho gays amadorespornocontoincestocolecao lambendo a cabecinha gozada na boca pornodoido