Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Um Travesti Dotado Pegou Minha Esposa e...

Autor: Nuber
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 29/07/2014 11:25:31
Última revisão: 20/08/2014 19:00:29
Nota 10.00
Ler comentários (11) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome é Lucio, tenho 26 anos e sou cabeleireiro de profissão. Sou quase loiro, olhos azuis e tenho um corpo bem definido, pois mantenho em minha casa uma modesta academia onde posso malhar nas horas vagas junto com minha querida esposa Mara. Ela é depiladora e têm 25 anos, loira, seios grandes, coxas grossas com uma bunda fantástica.

Eu e minha esposa trabalhávamos em salões de beleza e estética diferentes na cidade e acabamos nos conhecendo e nos apaixonamos e depois de seis meses de namoro nos casamos. Somos casados há três anos e temos um relacionamento tranquilo e sem mentiras.

Foi então que aconteceu uma coisa que fez com que a nossa vida desse uma guinada incrível.

Mara tinha um tio solteirão que vivia dizendo que quando morresse ela seria sua herdeira e isso aconteceu após um acidente de carro que o vitimou.

O advogado que cuidava dos negócios do tio procurou minha esposa dizendo que ele havia deixado todos seus bens pra ela.

Não era nenhum premio acumulado da mega sena, mas ele deixara duas casas, um terreno, uma poupança razoável, um carro e uma camionete.

E depois de Mara tomar posse de tudo foi que tivemos a idéia de abrir um salão de beleza em uma das casas que havia herdado, pois além de ser bastante ampla era localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade. Com certeza com o conhecimento que já tínhamos e com o conceito de ótimos profissionais logo vimos que seria um excelente negócio pra nós. Não precisaríamos mais trabalhar como comissionados.

Com o dinheiro que o tio generoso deixara pra Mara conseguimos montar um excelente salão.

Também fiquei sabendo qual foi o motivo do tio Gustavo ter feito minha querida esposa ser sua única herdeira.

Quando comentei com Mara que achava muito estranho ele ter deixado tudo pra ela sendo que tinha mais sobrinhos na família foi então que ela me confidenciou um segredo que nunca havia contado a ninguém.

Com 17 anos Mara sempre ia visitar o tio na casa dele vestida com minissaias curtinhas, principalmente quando queria pedir algum dinheiro pra comprar alguma roupa ou outras coisinhas e toda safada se sentava no colo dele na poltrona do escritório.

E foi em uma dessas vezes que encontrou o tio um pouco alterado com umas bebidas a mais e todo tarado acabou socando a vara nela sem dó. Apesar de Mara não ser cabaço, já transava com o namoradinho, ele tinha um pau bem grande e grossão e deixou-a toda machucada cheia de marcas.

Depois disso todo preocupado e com medo que ela contasse pra alguém prometeu que nunca mais iria tentar fazer isso de novo e prometeu ser “bonzinho”. Mara disse que ele até chorou de arrependimento.

Mas Mara me confidenciou que além de gostar muito dele, nunca a tinha maltratado antes e decidiu ficar bem quietinha e logo percebeu que titio aumentou os “agradinhos”, principalmente os monetários.

Mas a revelação mais incrível da minha esposa safada foi quando disse que realmente tio Gustavo nunca mais tentou abusar dela novamente, mas “confidenciou” que gostaria que isso tivesse acontecido, com força e na marra. Ela só não pediu pra ele fazer isso de novo pra não parecer que era muito “putinha”, mas muitas vezes se masturbou lembrando-se do pau grossão do tio Gustavo socando forte na sua bucetinha apertada.

Foi então que depois dessa revelação que ao passar em um sexshop resolvi comprar uns brinquedinhos eróticos pra apimentar nossa relação. E naquele dia mesmo depois do banho quando estávamos na cama, fiz com que minha esposa virasse de bruços e quando ela colocou as mãos para trás a prendi com um par de algemas que havia comprado. Ela ficou toda surpresa e logo ficou mais excitada ainda quando viu um chicotinho de couro em minhas mãos e percebeu que aquela transa ia ser bem diferente.

Deixei a safada cheia de marcas pelo chicotinho e também pelos tapas que apliquei na minha esposa putinha e transamos que nem loucos naquela noite.

Logo iríamos arrumar novas “brincadeiras” bem safadas.

A verdade é que depois que inauguramos no nosso salão tudo ficou ainda melhor. Foi um sucesso absoluto. Logo tínhamos muitos clientes que precisamos contratar profissionais para atender a demanda cada vez mais frequente. Principalmente por parte de minha esposa, pois no salão onde ela trabalhara tinha um público muito grande GLS e como minha esposa era uma excelente depiladora os clientes logo foram atrás dela no nosso salão. Havia muitos travestis e também garotas de uma boate famosa da cidade que gostavam de ser depiladas pela minha esposa, pela confiança em seu trabalho, sem contar que Mara era uma pessoa muito alegre e espirituosa.

Eu até brincava que dizendo que minha esposa colocava chifres em mim durante a semana inteira pegando nos paus dos travestis que iam se depilar.

Mara era muito espirituosa e bem safada e comentava que seria mais fácil rolar um “velcro” com alguma das garotas que depilava. Ela comentava que na faculdade tinha rolado várias pegações com algumas amigas. Minha querida esposa gostava de brincar com garotas e disse que os travestis não davam nenhum sinal que ficavam com tesão de serem manipuladas durante a sessão de depilação.

Por causa da grande quantidade de clientes travestis fomos obrigados a criar no salão uma sala especial de depilação só pra eles. Isso fez com que mantivéssemos uma total discrição evitando constrangimento tanto pra eles quanto para as clientes mais conservadoras.

Tanto eu quanto minha esposa tínhamos um relacionamento de muita confiança e sem ciúmes de ambas as partes, tanto que ela de vez em quando até me chamava na sala de depilação pra “ajudá-la” com alguma das garotas da boate. Eu brincava dizendo que as bucetinhas das clientes não eram tão lindas quanto à dela, além de certamente serem bem mais “largas” que a dela, pois viviam fazendo programas toda noite. RSS. Também acompanhei a depilação de alguns travestis que eram clientes antigos e não se importavam com minha presença na sala. Eu achava incrível ver aqueles corpos masculinos, mas bem femininos com seios, cabelos compridos e entre suas coxas, um pênis. Normalmente os que eu tinha visto tinham um pinto de tamanho normal bem parecido com o meu. Porem minha esposa sempre comentava que onde ela havia trabalhado já tinha depilado alguns travestis com paus bem grandes, que até tinha ficado toda curiosa em vê-los ficar duros, mas isso nunca havia acontecido.

Tudo corria maravilhosamente em nossas vidas e então fomos convidados pra inauguração de uma nova boate na cidade. Durante aquela noite bebemos um pouco mais que o costume e acabamos fazendo amizade com o casal Lucas e Marisa que eram bem alegres e bem “soltinhos” e quando fomos embora os convidamos pra ir até nossa casa.

Foi incrível perceber que estávamos prontos pra vôos mais altos em matéria de sacanagem. Logo depois de chegarmos em casa sem nenhum tipo de constrangimento fizemos um swing com aquele lindo casal. E deu pra perceber que minha querida esposa quando bebia um pouco a mais se tornava bem “putinha” alem de notar que se tornava completamente liberal, pois quando se atracou com a esposa do casal vi que sabia como satisfazer outra fêmea. E mais ainda foi ver que ela estava louca de vontade de sofrer uma dupla penetração, pois rapidamente pediu toda tarada que eu e Lucas fizéssemos isso.

Tanto eu quanto Lucas tínhamos paus praticamente do mesmo tamanho e então nos revezamos na dupla penetração da minha esposa putinha e logo depois também na esposa dele. As duas eram muito taradas e queriam pica sem parar. Durante o resto da noite foi uma orgia intensa.

Minha esposa até sugeriu que eu comesse o Lucas, pois sua esposa havia comentado que ela praticava “strap-on” com ele e desejava ver o marido ser enrabado por outro homem. Quase entrei no embalo principalmente pelo tesão que minha esposa demonstrava com toda aquela safadeza que estava acontecendo, mas achei melhor deixar que isso acontecesse outro dia.

Apesar de não ter nenhum preconceito quanto a sexo, só tive algumas experiências com garotos quando tinha uns 14/15 anos e depois disso nunca mais. A única coisa que rolava de vez em quando com minha esposa era um fio-terra, principalmente quando enfiava meu pau inteirinho na boca e ao sentir que eu ia gozar ela aproveitava e me dedava com vontade. Ela dizia que gostava de ouvir meus gritos de tesão além de dizer que saia o dobro de porra do meu pau.

Mara também insinuava que se encontrasse um travesti que gostasse de transar com mulher até toparia fazer um ménage conosco. Eu dizia que ela era louquinha e depois que tinha ficado “riquinha” a safadeza dela tinha aumentado ainda mais. Dava pra perceber que cada dia mais se tornava mais “putinha”!

E foi então que depois de uns dias quando estava cortando o cabelo de uma madame, Mara veio até mim e disse que tinha um “babado” pra me contar depois que eu terminasse o corte.

Logo depois fui até a sala dela saber o que tinha acontecido de interessante e ela então disse:

-Lucio meu querido... hoje vi um pau que só tinha visto em filme... tem uma travesti que estava trabalhando na Itália que veio junto com uma amiga pra conhecer o salão e marcar depilação comigo e quando mostrou... levei um susto... uma pica grande e grossa bem cabeçuda... queria que você tivesse visto... nossa... era enorme!

-mas... não entendi... porque te mostrou o pau... você disse que ele veio só marcar hora pra depilar!

-sim... mas... é que a amiga dela brincou dizendo que se eu cobrasse depilação por metro ia ficar caro... e quando demonstrei curiosidade... Bruna... esse é o nome da travesti... tirou aquele pauzão pra fora e me mostrou na cara dura... a safada até perguntou se queria pegar pra sentir o peso do “nenezinho”.

-é... esses travestis são cheios de safadezas... mas... e ai o que você fez?

-levei na brincadeira e disse que amanhã... quando ela viesse se depilar... eu ia ter que pegar bastante! Mas que eu gostaria de ver aquilo duro...gostaria...deve ficar enorme... amanhã quando eu for depilar a safada... vou poder “abusar” bastante dela.

-vc é muito louca Mara! Cuidado heim! Quem brinca com fogo pode acabar torradinha! RSS. Mas vc só falou sobre o tamanho do pau da travesti... como ela é... bonita... parece mulher mesmo? Por que voltou da Itália...lá elas ganham muita grana!

-Ela é linda... bem feminina... bem cuidada... da pra ver que tem grana... e nela é tudo grande... tem mais de 1.80, pernas longas, seios enormes, uma bunda incrível! Ela teve que voltar para o Brasil por causa da mãe que vai ser operada, vai ficar uns três meses por aqui.

-bem... amanhã então vou conhecer esse travesti que deixou minha querida esposa toda assanhadinha! RSS.

No outro dia na hora marcada Bruna entrou com seu carro no estacionamento do salão e logo que entrou vi que minha esposa tinha razão de ter ficado impressionada com aquele travesti.

Bruna era muito bonita e seu andar era imponente e todo sensual. Ela rebolava deliciosamente dentro de um vestido branco levemente transparente que realçava sua pele morena com seus cabelos negros.

Minha esposa toda sorridente levou Bruna pra sala de depilação e como eu estava ao telefone com uma cliente me deu um toque pra ir até lá em seguida.

Quando entrei na sala Mara já foi me apresentando a Bruna dizendo que eu era melhor marido do mundo e a conversa já seguiu toda animada como se nos conhecêssemos a bastante tempo.

-então Mara... realmente você teve sorte... além de ótimo marido... também é um homem muito bonito... gatão! Mas... não pode fazer muita propaganda... as mulheres são muito safadas... são louquinhas pra querer roubar os maridos das outras.

-que nada Bruna... de mulher não tenho medo não... a gente tem um relacionamento aberto e de muita sinceridade... a gente “brinca” juntos... e cada vez mais estamos mais cúmplices!

-que bom... é muito bom ser assim... o casal tem que curtir tudo junto... tanto às coisas ruins quanto às boas... mas vejo que parecem ser bem felizes... alem de ser um casal bonito... são “deliciosos” demais!

Durante alguns minutos enquanto Mara preparava a cera ficamos conversando e nos conhecendo.

Quando vi que ia começar a depilação disse:

-Bem... deixa-me sair... pra não atrapalhar... vou deixar vocês à vontade!

Foi então que Bruna bem tranqüila sorriu dizendo:

-Lucio... por mim você pode ficar... a não ser que sua esposa não queira!

Mara bem pilantra disse:

-Fica ai meu maridinho... aproveita e me ajuda na depilação... se precisarem de você...vas funcionárias te chamam pelo interfone!

Foi então que minha esposa disse pra Bruna ficar nua e se sentar na cadeira de depilação.

Quando ela tirou o vestido e ficou só com um biquíni bem apertado vi que realmente estava diante de um travesti bem diferente dos que já tinha visto. Seu corpo era muito sensual e muito sexy. Quando Bruna com um sorriso safado começou a tirar a calcinha vi saltar diante de meus olhos um pau que mesmo mole era fantástico. Minha esposa tinha razão quando o descrevera no dia anterior... grande e grosso com uma cabeção que parecia um cogumelo. Quase fiquei sem fala mas minha esposa então disse:

-tá vendo... meu maridinho... a Bruna tem a maior pica que já vi... dá até medo... você já tinha visto um desse tamanho?

-bem... claro que não... só em filmes... fiquei até com vergonha do tamanho do meu.

Bruna toda safada deu uma alisada no pau e disse:

-não se preocupem... ele é grande no tamanho... mas também no prazer... todos reclamam no inicio mas depois não querem que parem de jeito nenhum... mesmo quando são “maltratados”.

Mara minha esposa toda excitada com o papo cheio de safadeza perguntou:

-conta pra mim Bruna... fiquei curiosa... alias... sou curiosa demais. RSS. Como maltratados? Como é isso?

-bem... Mara... .já que quer saber... vou falar... mas... fica sabendo que já faz uma semana que cheguei e não transei com ninguém ainda... se eu começar a falar de safadezas... meu “nenezinho” vai ficar duro... depois não vão dizer que sou tarada... não pode reclamar... hein!

-pode falar... Bruna... fica tranquila... já te falei que sou curiosa! Com certeza que meu maridinho também quer saber dessas historinhas safadas.

Sentei-me em um banquinho ao lado de Bruna e quase de frente pra minha esposa que ao mesmo tempo em que conversava fazia sua depilação com rapidez e então ela continuou:

-Que casal safadinho hein... apesar de que estou acostumado com isso... na Itália o que eu mais gostava e o mais dava grana era transar com casais... além de ser mais seguro... o marido sempre queria chamar um travesti pra transar a três com a desculpa de querer ver a mulher sendo comida por outro pau... mas no fundo mesmo o que ele queria era ser enrabado... vocês acreditam que quase 90 % dos meus clientes eram casais!

Minha esposa rapidamente terminou de depilar o travesti e começou a limpar o resto de cera... Bruna quis que deixasse um triangulo de pelos no púbis e toda safada explicou o porquê:

-Mara...isso é um segredo que me ensinaram e que vi que era muito legal. Quando eu pego o cara de quatro e soco minha pica no cuzinho dele...ou da esposa... quando sentem os pelos esfregando na bunda sabem que entrou tudo... e rebolam mais gostoso ainda.

Apesar de a depilação ter acabado Bruna nem se preocupava em ficar nua ali na nossa frente principalmente porque dava pra perceber que minha esposa toda safada continuava pegando naquela pica enorme já meio dura passando um creme hidratante.

E foi então que minha esposa me olhando toda safada disse:

-meu maridinho quer ver... se a depilação ficou boa... fazer o controle de qualidade?

Todo excitado com aquela safadeza que rolava ali naquela sala eu estava quase pegando no pau do travesti quando o interfone tocou e uma funcionária me chamou pra atender uma cliente.

Infelizmente tive que sair dali mas sorrindo disse todo safado:

-Hoje... não vai ter jeito de fazer o controle de qualidade. RSS. O dever me chama... mas se comportem... hein!

Toda safada minha esposa manipulava aquela pica enorme cheia de creme e sem pudor disse:

-pode deixar... meu maridinho... quero tratar a Bruna muito bem... afinal é a primeira vez que ela vem aqui e quero que volte novamente.

Sai dali muito excitado, com o pinto completamente duro, até fui ao banheiro pra passar uma água no rosto e me acalmar. Se eu não tivesse saído da sala de depilação com certeza teria pegado na pica enorme daquele travesti e nem sei o que poderia rolar... mas certamente gostaria de ter sentido aquilo em minhas mãos. O tesão era incrível, nunca tinha sentido isso antes.

Fui atender minha cliente pensando no que minha querida esposa sem juízo poderia estar fazendo dentro daquela sala. Mara era uma mulher determinada e já notara que sexualmente também estava deixando que o prazer fluísse com muito mais intensidade e safadeza.

E logo que terminei de fazer o cabelo da cliente fui procurar minha esposa e logo que entrei na sala dela foi me dizendo toda excitada:

-meu maridinho... você demorou... estava louquinha pra te contar o que aconteceu depois que você saiu!

-me conta então maluca... também fiquei curioso... Bruna é muito safada né?

-se é... ela é uma travesti super tarada... e com aquela pica enorme... nossa... até fiquei com medo!

-deixa de frescura... quando minha querida esposa tá com tesão... é uma putinha bem safada e sem juízo! Conta logo... o que vc e o travesti aprontaram?

-Não foi tanto meu maridinho... até queria que tivesse sido bem mais... mas vou te contar tudinho! Quando vc saiu toda safada ela disse que o controle de qualidade de depilação que ela gostava era que passasse a língua pra ver se não tinha ficado nenhum pelinho e então ela me puxou pelos cabelos me fez lambe-la inteirinha e então socou aquela pica grossa na minha boca enfiando sem dó na minha garganta... nossa ela fez me engasgar diversas vezes aquela tarada... e depois disso me segurando pelos cabelos bateu no meu rosto com aquela pauzão duro... olha como meu rosto ficou vermelho.

-bem feito... não falei pra vc não brincar com fogo... RSS... mas e daí... continua sua safada... o que ela fez mais... to gostando de ouvir... meu pau já tá duro.

-então... ela me chamava de puta safada... vadia... vagabunda... e o pior é que gostei. RSS. Ela me bolinava com aquelas mãos grandes... me fez chupar aquela pauzão uns 15 minutos... e foi então que ela me colocou de quatro ali na poltrona levantou minha saia... e arrancou minha calcinha rasgando... meu maridinho quando ela colocou aquela cabeçona na entrada da minha bucetinha apertadinha... fiquei toda assustada... mas então ela me deu uns tapas bem forte na bunda... e de uma só vez meteu aquela pica na minha bucetinha até o talo... pensei que tava sendo rasgada ao meio... nossa... ela deu umas metidas fortes e me encheu a bunda de tapas... quando comecei a gostar ela tirou de dentro de mim... e disse que já tava bom... por hoje... que se eu quisesse mais... tinha que chamar você... ela disse que só come putinhas junto com o marido... gosta de transar a três!

-que loucura... e ai... não rolou mais nada então? E vc o que respondeu pra ela?

-bem... eu tava tão tarada... louca pra que ela continuasse metendo aquele pauzão na minha bucetinha toda ensopada que cai na besteira de tentar segura-la... não queria deixá-la ir embora... ai a safada pauzuda resolveu “maltratar” sua esposinha safada sem dó... deu-me uns tapas no rosto e disse que se eu quisesse dar pra ela de novo... ia ter que ser uma putinha bem submissa... que mulher vadia tem que levar pica e apanhar ao mesmo tempo... e se reclamar apanha em dobro!

Reparei que o rosto de minha querida esposa estava todo vermelho dos tapas e até levantei sua saia pra ver como ficara sua bunda e notei que realmente tinha sido bem “maltratada” e todo safado brinquei com ela dizendo:

-nossa... o pior é que to com tesão de te ver toda marcadinha... ficou mais sexy... acho que da próxima vez vou emprestar aquele chicotinho que comprei no SexShop... pra Bruna... o que vc acha da idéia minha esposinha putinha?

-seu safado... ela é muito sádica... ela não tem dó não! Fiquei com um pouco de medo!

-Mara você é muito putinha... tenho certeza que se a Bruna voltasse agora aqui...você ia implorar pra ser comida... tenho certeza que sua bucetinha deve tá...completamente ensopada... sua tarada! Quero passar a mão nessa xoxotinha deliciosa... deve tá toda inchada né?

Toda sensual ela abriu as pernas se sentando na poltrona e cai de boca naquela bucetinha tesuda e toda sensual ela gemeu e sussurrou dizendo:

-aiii... chupa minha bucetinha meu maridinho safado... chupa... faz sua putinha gozar... nossa to tão tarada... ahh... que tesão... aiiiiii!

Lambi e chupei seu grelinho com força apertando os mamilos de seus seios...em instantes ela deu um gritinho e gozou copiosamente na minha boca e então enfiei meu pau naquela bucetinha toda molhada e meti com força e aproveitando que a safada já tinha apanhado dei mais uns tapas bem dados e logo em seguida gozei deliciosamente enchendo ela de porra.

Logo em seguida fomos tomar banho juntos e continuamos nossa conversa.

-que tesão minha esposinha tava hein... não demorou nem 3 minutos pra gozar na minha língua! Tarada!

-realmente a safada da Bruna me deixou louca de tesão... mas meu maridinho também ficou bem tarado...acho que se não tivesse que atender aquela cliente quando te chamaram... a safadeza teria rolado entre nos três naquela hora! Tenho certeza que você teria pegado no pauzão da Bruna!

-bem... acho que sim... fiquei curioso... é muito grande... nunca tinha visto um daquele tamanho ao vivo... só em filme... e a safada adora se mostrar... né?

-com certeza... mas também... é impossível ficar indiferente diante de uma pica tão grande! O calor daquela pica é uma delicia meu maridinho... e o gosto também... nossa... adorei! Quero sentir ela de novo... bem rapidinho!

-Tarada... mas você não tá esquecendo uma coisa não... sua putinha safada? Você vai apanhar muito... de novo... você tem duvidas que vai sofrer nas mãos da Bruna? E tem outra coisa... ela disse que gosta de transar com casal... eu só brinquei com rapazes quando era adolescente... e quando a gente brinca de fio terra... seus dedos no meu cuzinho... é bem diferente daquela pica enorme... já pensou ela querendo me comer... não vou aguentar... é muito grande... querida!

-Lucio... meu maridinho... vamos experimentar... na hora a gente vê... sei que vc tá doido pra brincar com a Bruna... ela disse que vc é um gato... tá louquinha pra te pegar... também disse que tem certeza que você vai acabar dando gostoso pra ela. RSS.

-Que maluca! Mara... será que não vamos nos arrepender? Tenho um pouco de medo! E se ela nos machucar... vc ficou toda marcada...e nem transou de verdade!

-Que nada querido... acho que vai ser muito gostoso... vou te confessar uma coisa...que estou descobrindo só agora... adoro apanhar... tapas me dão tesão... Bruna com a experiência que tem... descobriu isso rapidinho...ela disse que sentia minha buceta mordendo sua pica enorme quando batia na minha cara!

-é...to vendo que minha esposinha é uma putinha masoquista... e maluquinha... não vou conseguir fazer desistir dessa loucura... vamos ver o que vai acontecer... mas... que tenho medo daquela pica enorme na minha bunda... eu tenho! Eu adoro sentir seus dedos no meu cuzinho... mas pau... e grande daquele jeito... só de pensar... ja dói. RSS.

-meu maridinho... estamos casados há quase 4 anos... juntos estamos descobrindo novos prazeres... tenho certeza... que nos dois ainda vamos fazer muitas loucuras... eu adoro sentir prazer de todo jeito... e você precisa deixar as coisas fluírem naturalmente... eu sei... e você sabe que também vai adorar sentir a pica da Bruna... quando meus dedinhos estão enfiados no teu cuzinho... você rebola que nem louco!

Mara durante uns três dias queria transar a toda hora... parecia que seu tesão ia se acumulando... e com certeza desejava explodir com Bruna, a travesti sádica. Elas se falavam pelo telefone e dava pra sentir que Bruna sabia como provocar minha querida esposa deixando-a mais tarada ainda, com frases cheias de sacanagens. Mara toda tesuda se masturbava ao telefone ouvindo-a!

Depois de muitas sacanagens ao telefone Bruna decidiu vir em nossa casa durante aquele fim de semana. Mara toda submissa aceitou todas as condições que ela impôs. Aquele joguinho de sedução com sadomasoquismo também estava me deixando todo tarado. Dava pra perceber que aquela travesti pauzudo estava querendo nos transformar em escravos sexuais. Minha esposa putinha estava totalmente entregue as vontades daquela “rainha sádica”!

Era umas 9.00 da noite quando começamos a nos preparar pra receber a visita de Bruna e minha esposa tomava doses de whisky com energético, aquilo ia deixá-la ainda mais excitada...pois sem bebida já era bem putinha com álcool então e com todo o tesão que estava sentindo...certamente a coisa ia pegar fogo

e então brinquei com um pouco de maldade dizendo:

-to vendo que minha esposa putinha tá tomando umas doses a mais... é pra apanhar sem sentir dor é?

-claro que não... bobo... é pra ficar com mais tesão e com mais coragem... quero ultrapassar todos os limites hoje... a bebida é só uma desculpa... pra ser uma putinha mais vadia ainda.

-safada... que esposa vadia eu tenho... eu tava com um pouco de receio que Bruna te machucasse... mas acho que você tá querendo... ser bem “maltratada” né... sua vadia?

-Claro que quero... a Bruna deixou-me toda tesuda com nossas conversas no telefone... ela mandou como quer que eu faça... vou ter que pedir... implorar... como uma escrava sexual... estou toda molhada só de imaginar o que vai acontecer... passa a mão na minha bucetinha... pra vc ver... passa!

-nossa... que putinha ensopada... só aquele pauzão da Bruna mesmo... pra dar conta desse tesão... tarada!

Mara sorrindo toda safada terminou de se vestir... e fomos pra sala esperar a “rainha sádica”.

Bruna tinha ordenado que Mara vestisse apenas um baby-doll branco com uma calcinha fio-dental e sandália de salto. E eu teria que ficar só com uma cueca branca bem pequena e justinha.

Continuamos a tomar nossos drinks totalmente excitados aguardando a chegada de Bruna.

O celular tocou... era Bruna pedindo pra abrir o portão para entrar com o carro e logo ela entrou na sala.

Bruna vestia um micro-vestido preto com um cinto de couro e um par de botas de couro de salto altíssimo acima dos joelhos. Seus cabelos negros longos soltos a deixavam linda e exuberante. Ela toda vestida de negro produziu um impacto impressionante.

Bruna então colocou sua bolsa no sofá e disse toda imponente:

-to vendo que o casalzinho safado... estão do jeito que mandei... gosto assim... bem obedientes... desfilem um pouquinho... quero ver... a putinha e o marido viadinho!

Ser chamado de marido viadinho produziu um frio na minha espinha... por segundos pensei em reclamar do adjetivo... mas... percebi que não achei ruim... e logo eu e Mara desfilamos pela sala nos mostrando. E ela então enquanto tirava o vestido ficando só de botas com o cinto de couro nos quadris continuou dizendo bem sensual:

-Humm... realmente é um casal muito bonito... corpos deliciosos... acho que vou adorar comer vocês! Se souberem me agradar... vou fazer gozarem muito... agora... fique nua vadia... vem aqui... de joelhos... vem chupar o pau de sua dona... safada vadia... enquanto o maridinho... vai preparar um drink pra mim!

Mara toda submissa foi engatinhando até a poltrona onde a travesti se sentara e começou a chupar aquele pau enorme já completamente duro... enquanto eu preparava uma dose de uísque com energético.

Quando entreguei o copo na mão de Bruna ela disse:

-agora é você meu viadinho... tira a cueca... e vem me chupar... quero você peladinho... quero olhar pra essa bunda gostosa que vou comer... vem viadinho safado... vem chupar o pau quer queria ter chupado aquele dia... e não pode!

Arrepiei-me por inteiro com a voz autoritária daquele travesti dizendo o que fazer... e automaticamente percebi que também seria comandado por ela... e então minha esposa toda dengosa e tesuda disse:

-Bruna... deixa eu... chupar você junto com meu maridinho... deixa!

Foi então que percebi que a coisa ia ferver ali naquela sala.. .Bruna puxou o cabelo da minha esposa e deu um tapa forte na cara dela e disse toda autoritária:

-Fica quieta sua vagabunda... quem manda fazer as coisas aqui sou eu... você não pede nada... só obedece... cadela... da próxima vez... que me contrariar... vai apanhar de verdade... adoro bater em putas vadias... que nem você... agora... deixa teu maridinho viado... chupar minha pica... chupa gostoso... viado safado!

Quando coloquei a cabeça enorme daquele pauzão dentro da boca... Bruna pegou minha cabeça e forçou até o fundo da minha garganta me fazendo engasgar... mas ela nem se importava e dizia toda tesuda:

-chupa direito... viado... tenho certeza que vc sabe... como chupar uma pica... engole... mama gostoso... chupa esse pau... que vai te enrabar inteirinho... você vai virar menina... igual à puta da sua esposa... chupa!

Aquela voz me comandando me deixava louco de tesão e meu pinto estava duro como aço e então Bruna tirou o pau da minha boca, me colocou de quatro no sofá, em segundos lambia meu cuzinho, eu rebolava sem parar gemendo e ela dizia:

-humm... que cuzinho apertadinho... tem o viadinho... louco pra dar pra mim... fala viado... quer dar pra mim? Quer sentir minha pica grossa... no cuzinho... fala!

Eu rebolava e gemia sem responder e então Bruna mostrou que gostava de saber que estava no comando e me deu dois tapas fortes na bunda e todo safado gemi alto dizendo:

-sim... sim... quero... quero... seu pauzão... grosso no meu cuzinho... quero dar pra você... quero muito!

Foi então que Bruna parou de lamber meu cuzinho e toda safada disse:

-gosto assim... tem que assumir... que quer dar... bem gostoso... vou adorar tirar esse cabaço... vou adorar enrabar essa bunda branquinha... mas... agora... vou dar um trato na vagabunda da tua esposa... enquanto isso... pega um óleo que tem dentro da minha bolsa e deixa teu cuzinho... bem lubrificado... pra quando eu for te comer... não quero frescura... quero meter gostoso... no maridinho viado!

Minha esposa ao lado esfregava a bucetinha com os dedos e Bruna toda sádica se virou e deu um tapa na cara dela dizendo:

-vagabunda tarada... não quero que fique batendo siririca... sem eu mandar... to vendo que você ta querendo ser punida de verdade... fala pra sua rainha... fala pra sua dona... tá querendo apanhar... vadia safada?

Mara completamente tomada de tesão e querendo ser completamente sodomizada disse toda submissa:

-Bate... bate na tua putinha... pode bater... safada... sou sua escrava... inteirinha... você é minha dona... bate sem dó... na sua putinha... tarada... eu sei que você gosta... sua sádica... faça eu gostar de ser punida de verdade!

A figura de Bruna nua, de botas de cano longo com aquele cinto de couro nos quadris, com aquela pica enorme e grossa extremamente dura era muito excitante e ameaçadora e ela sabia com exercer seu poder de rainha dominadora e Mara ia sentir isso na sua plenitude. Bruna desferiu dois tapas fortes no rosto de minha esposa tarada e disse toda autoritária:

-desde que coloquei os olhos em você... vi que vc é uma puta vadia... que gosta de ser dominada... vagabunda safada... vou arregaçar essa bucetinha... e esse cuzinho...vadia...vou deixar você arrombada... só vai satisfazer seu tesão... com minha pica grossa... vai ser minha escrava sexual até o dia que eu quiser... puta vadia! Agora vem aqui... que você vai ser minha cadelinha... putinha!

Bruna então tirou o cinto de couro dos quadris e colocou-o no pescoço de minha esposa putinha e apertou... depois a puxou até o sofá como se fosse uma cadela e se sentou quase deitada no sofá e disse:

-vem... vagabunda... vem matar seu tesão... cadela vadia... senta na minha pica vagabunda... vem dá gostoso... vem... que vou arrombar essa buceta tesuda!

Ela puxava o cinto quase enforcando Mara que em segundos sentou de frente naquela pica enorme e grossa... que penetrou até o talo... fazendo-a gemer alto... de dor e prazer. Os tapas continuavam no rosto com força e o travesti continuava dizendo todo tesudo:

-isso... assim... cavalga na minha pica ....cadela viciada... rebola na minha pica... agora pode gozar... vagabunda... tarada... tua dona tá mandando você gozar... goza vadia...mexe essa corpo... mexe... tarada!

Bruna puxava o corpo de Mara de encontro ao dela fazendo uma penetração profunda... de vez em quando ela apertava o cinto ao redor do pescoço... fazendo-a ficar quase sem ar... e então disse toda sensual:

-goza...vagabunda...goza...gostoso...vou apertar o cinto no teu pescoço...até você quase desmaiar... vai sentir um gozo muito louco...mexe... cavalga... cadela!

O rosto de minha esposa putinha ficou todo vermelho eseu corpo era comandado por aquela travesti sádica e então seu corpo se convulsionou por inteiro... sem nenhum controle... e quando Bruna soltou um pouco o cinto deixando que Mara respirasse um pouco deu um urro e gozou copiosamente!

Era um prazer selvagem e muito intenso como nunca tinha visto... Bruna deu uns tapas na cara de Mara e dizendo toda tesuda:

-isso... assim... vagabunda... gozou... como nunca tinha gozado... né... vadia... você gosta assim... vadia... puta vadia masoquista!

O corpo de Mara tremia por inteiro e sussurrava toda sensual:

-ahhh... que delicia... nunca tinha sentido... um gozo assim... tão intenso... minha rainha... deliciosa! Que pau gostoso... grande... muito grosso.. minha bucetinha... tá adorando... ahhhhh!

Sentado no tapete olhava aquela trepada selvagem que rolava diante dos meus olhos extasiados... meu pinto estava completamente duro todo babado... se eu me tocasse apenas levemente... gozaria com certeza e então a travesti olhou pra mim e disse todo safado:

-Vem maridinho viado... chupar minha pica toda molhada do gozo da cadela viciada... vem mamar viado!

Bruna então tirou o cinto do pescoço de minha esposa e colocou-a de quatro no sofá e ficou atrás dela e pegando minha cabeça me fez chupar seu pau... enfiando bem no fundo da minha garganta... era impossível não ficar sem ar e se engasgar com aquela cabeça enorme na boca.

A travesti então tirou o pau da minha boca e de uma só vez enfiou na bucetinha da Mara dizendo:

-vamos... meter na vagabunda de novo... quero deixar essa buceta e esse cuzinho todo arrombado!

Mara toda cheia de frescura disse:

-aiii Bruna... come só minha bucetinha... meu cuzinho... não vai aguentar... essa picona grossa!

Nem acabou de falar e já levou uns tapas bem fortes na bunda enquanto Bruna dizia todo autoritária:

-cala a boca puta... ja falei... que aqui... só faz o que eu mando... e o que eu quero... se não for assim... pode sair daqui... e ir para teu quarto... vadia... puta tem dar do jeito que eu quiser... sai daqui... vadia!

Mara rapidamente toda tesuda e submissa disse:

-me perdoa... minha rainha... desculpa-me... eu faço tudo... que quiser... eu... eu...você manda... que eu obedeço... não para... quero sentir mais prazer... com você... sua putinha não vai mais... desobedecer a rainha... juro!

Foi então que vi que minha esposa putinha ia ser punida de um jeito bem mais dolorido... Bruna pegou novamente o cinto de couro que ficara jogado no sofá e dobrando-o ao meio disse:

-Sua cadela vadia... você vai aprender de uma vez... que não gosto que me contrariem... de jeito nenhum... vai aprender... vagabunda tarada!

Bruna deu uma cintada bem forte na bunda branca de minha esposa que deu um grito forte... em seguida levou outra cintada e depois Bruna meteu o pau na buceta dela... sem dó... dizendo:

-grita... vadia... grita... que me dá mais tesão... vai apanhar... bastante... vou deixar essa bunda cheia de marcas... cheia de vergões... toma vadia... safada!

As cintadas eram alternadas com enfiadas profundas na buceta... logo Mara inacreditavelmente passou a rebolar como uma louca naquela pica que parecia mais grossa ainda... os gritos se transformaram em urros de prazer... ela gozava sem parar... Bruna toda sádica continuava dando cintadas naquela bunda que já estava toda cheia de vergões.

Foi então que notei que Bruna encaixou a pica enorme no cuzinho da minha esposa e foi enfiado sem parar... Mara gritava e tentava escapar... mas era impossível... a travesti meteu firme e forte até o fim... segurando-a firme pelos quadris dizia:

-pronto putinha vadia... agora... arrombei teu cuzinho... rebola... vagabunda... rebola... e dá gostoso... vadia... quero que goze pelo cu...cadela safada...rebola!

As cintadas continuaram... dava pra ver que já tinha umas gotas de sangue... mas a travesti não se importava e metia com força... o barulho de seu ventre na bunda vermelha de minha esposa era inebriante. Logo percebi que o prazer voltava a tomar conta do corpo de Mara que rebolava como uma louca... seus gritos de prazer eram lancinantes... ela tinha orgasmos múltiplos com aquela pica enorme e grossa enterrada no cuzinho.

Depois de alguns instantes o silencio voltou aquela sala... minha esposa ficou jogada de bruços no sofá... algumas filetes de sangue escorriam de seus vergões... aquilo apesar de totalmente selvagem era extremamente excitante e então Bruna que continuava com aquele pauzão enorme todo duro se aproximou de mim... deslizou a mão pelas minha bunda e mergulhou dois dedos no meu cuzinho e disse sensual:

-Vou passar uma água no corpo...e já volto...to louca de tesão pra comer o maridinho viado... adoro meter no cuzinho de macho casado... é minha tara!

Ela saiu rebolando aquele corpo majestoso e então a putinha da minha esposa toda marcada levantou do sofá dizendo:

-aiii... amor... parece que fui atropelada... Bruna é muito má... não teve dó da putinha... mas gozei como nunca... nunca gozei tanto... parecia que eu mijava... era muito gozo... nossa... mas apanhei muito... ela é muito sádica... aiii... ta doendo agora!

-vai... querida... tomar um banho... frio... vai putinha... você vai ficar uns 3 dias sem poder sentar... RSS... eu avisei... agora não adianta reclamar!

Logo que ela saiu deitei de bruços no sofá... o ar frio do ar condicionado arrepiou todos os pelinhos do meu corpo... principalmente da minha bundinha... e em seguida a travesti voltou e se sentou do meu lado e já foi me dedando gostoso e dizendo bem safada:

-to vendo que o marido viado... já sabe como gosta de dar a bundinha... né... quer dar assim... de bruços né?

Bruna então puxou minha cabeça e me fez mamar na sua pica grossa e continuou enfiado os dedos no meu cuzinho e então colocou uma almofada em baixo de mim deixando minha bundinha toda exposta e disse toda sensual:

-agora... vou deitar em cima do meu viadinho... e brincar... um pouquinho... você é que vai dar gostoso... vai implorar pra eu comer esse cuzinho... vai virar menina na minha pica... ahhh!

Ele se deitou e quando senti os bicos dos seios enormes roçando em minhas costas o senti um frio na coluna e quando aquela pica grossa e cabeçuda deslizou no reguinho da minha bunda o tesão tomou conta do meu corpo e quase sem perceber gemi de prazer... Bruna beijando minha nuca dizia:

-o viadinho... não tá agüentando de vontade dar esse cuzinho... to sentindo que o viadinho vai dar bem mais gostoso do que pensei... nem dá pra acreditar que ficou tanto tempo sem levar rola nessa bunda gostosa... fala pra mim... tenho certeza que quando você brincava com os garotos... na adolescência quem sempre dava primeiro era você não é?

Eu sentia aquele pauzão deslizar no meu rego todo melado e quando tocava meu anelzinho todo tarado empinava a bunda querendo mais e então eu sussurrei todo entregue:

-sim... eu... eu... confesso... quando me chamavam pra fazer troca-troca sempre gostava de dar primeiro!

-então... hoje você vai poder assumir... que gosta de pau... viadinho... vai dá gostoso pra mim... põe a mão pra trás... pega na minha pica.. .põe na portinha... pede pra eu meter... bem gostoso... pede viado!

Em segundos eu segurava aquela pica grossa e cabeçuda no meu anelzinho virgem e todo tesudo disse:

-me come... Bruna... eu... quero... dar pra você... mete... esse pauzão... quero ser enrabado inteirinho!

Quando aquela cabeça enorme deslizou pra dentro de mim... a dor foi lancinante e gritei... mais que minha esposa putinha... mas a travesti me segurando firme... foi enfiando tudo dentro de mim... só parou quando senti seu saco batendo nas minhas coxas... eu gritava e tentava fugir dali... mas quanto mais eu me mexia a penetração se tornava mais profunda... sentia-me rasgado ao meio... mas aquele pauzão enorme e cabeçudo estava totalmente dentro de mim!

Bruna beijava meu pescoço e as orelhas sussurrando todo tesuda:

-grita... meu viadinho... agora... você é meu... que cuzinho apertado... pode gritar... eu adoro fazer meus escravos sentirem dor... calma... que você agora... já é uma putinha... tem uma pica bem grossa dentro de vc! Já vai passar a dor... e você vai dar gostoso pra mim... relaxa... você vai gozar como nunca gozou... com uma pica grossa enterrada na bundinha... rebola... no meu pau... rebola viado... dá pra mim... dá gostoso... goza... pra mim... viadinho gostoso!

Sem perceber minha bundinha começou timidamente a rebolar naquela pica grossa e Bruna então começou a me comer de verdade... metia com força e logo eu rebolava como a putinha de minha esposa!

Bruna mordia minha nuca e toda tesuda dizia:

-assim... viado... rebola... sua puta... dá gostoso... goza na minha pica... goza... quero sentir esse cuzinho morder minha pica...goza viado!

Dei um grito e parecia que tinha levado um choque de 220 volts... meu corpo tremia convulsivamente e comecei a gozar intensamente... com o pintinho totalmente mole... foi um prazer incrivel de uma forma que nunca pensei que pudesse existir... nunca tinha saído tanto sêmen de mim.

Quando Bruna saiu de dentro de mim... senti-me vazio... aquele travesti sádico continuava com o pauzão enorme e duro como aço... não gozara ainda e então vi minha esposa sentada na poltrona assistindo eu sendo enrabado sem dó.

Bruna então se sentou e disse toda sensual:

-quero os dois ajoelhados entre minha coxas... façam sua rainha gozar... bem gostoso... venham meus escravos... agora!

Mara e eu lambíamos e chupávamos aquela pica maravilhosa e quando saiu o primeiro jato de porra fervente daquele monumento disputamos pra ver quem conseguia beber mais daquele liquido. Bruna parecia que mijava de tanta porra que saia de dentro daquela pica. Minha esposa e eu engolimos tudo sem frescura...deixamos o pauzão da nossa travesti completamente limpo. RSS.

Depois de gozar Bruna tomou um banho rápido e foi embora dizendo que quando quiséssemos novamente era só ligar que ela estaria pronta pra satisfazer os desejos dos escravos.

Despedimos-nos de nossa rainha sádica e então que comentei que ainda bem no outro dia seria domingo, pois do jeito que tínhamos ficado não conseguiríamos trabalhar.

Mara estava toda marcada, parecia àquelas escravas da idade média que eram punidas com chibatadas, seu rosto esta bem inchado de tanto tapas e no pescoço ficou a marca do cinto apertado. Meu cuzinho então estava todo inchado e dolorido demais... só conseguia me sentar de lado.

Mas isso não impediu que durante o nosso banho eu e minha esposa nos divertimos lembrando todas as putarias que fizemos com a nossa travesti pauzuda e sádica naquela noite de prazer “bem dolorida”.

Dormimos nus com o ar condicionado bem gelado pra amenizar o calor de nossos corpos sodomizados.

Mas o mais incrível foi acordar no outro dia com minha esposa putinha de conchinha no meu pinto duro bem encaixado entre suas coxas e logo a safada começou a rebolar e em instantes meti meu pau no cuzinho da safada. Só de olhar aquela bunda toda cheia de vergões me deixava com mais tesão ainda.

Meti com força... seu cuzinho ainda bem inchado estava mais gostoso e logo o enchi de porra. Mara gozou junto e toda sensual e vadia sussurrava dizendo:

-aiii... que delicia acordar sendo comida... pelo meu maridinho delicioso... mas já pensou se nossa rainha sádica tivesse aqui... seria... uma loucura... sem fim!

-você é uma putinha louca... tá parecendo uma escrava que saiu do tronco e já tá querendo a Bruna de novo... você é uma tarada masoquista... sem um pingo de juízo... você é muito mais puta do que imaginei!

-RSS... hoje não quero... mas... acho que não vou demorar a querer de novo... meu maridinho... e tenho certeza que você também... seu safadinho... eu vi o tanto que você rebolou naquele pauzão... deu gostoso... sem reclamar do tamanho... ele te comeu... sem dó... e você gostou muito... também seu tarado!

-sim... é verdade... nossa... quando entrou no meu cuzinho na primeira vez... pensei que tava sendo rasgado ao meio... é muito grosso aquele pau... mas depois... foi uma delicia... foi demais.

Abraçamos-nos e rimos das nossas loucas safadezas.

Não demorou quase nada pra Mara convidar novamente nosso travesti pra nos visitar em casa e as loucuras foram ainda mais excitantes.

Durante 3 meses que Bruna ficou na nossa cidade antes voltar pra Itália foram recheadas de dores e prazeres intensos. Quando comentei que iríamos ficar sem nosso travesti sádico minha esposa disse que Bruna iria nos apresentar outra travesti conhecida dela que estava chegando à cidade.

E foi então que Andressa entrou em nossas vidas. Ela era uma travesti mulata quase negra, tinha um corpo espetacular e uma pica tão grande e grossa quanto de Bruna. Certamente nossa travesti sádica tinha deixado sua substituta bem informada sobre nossas preferências masoquistas e logo no primeiro encontro ela já mostrou que sabia satisfazer nossas safadezas. RSS.

Mas isso só vou contar...depois...RSS.

[email protected]

Comentários

26/09/2017 01:20:41
Puta conto!
08/01/2017 13:31:00
Excitante!!adoraria uma historia assim.
13/08/2015 03:48:23
Gozando mais uma vez com esse conto, meu sonho é ver uma putaria dessas, acho que morreria de tanto tesão rsrsrs, vcs tem email ? ou skype ? Ainda entram nesse site ?
10/06/2015 14:22:58
Nossa, mto bom, nota 10
10/06/2015 14:22:44
Nossa, que delicia de conto, sensacional.
02/09/2014 10:12:11
muito bom o conto de vc,s parabens....
09/08/2014 01:40:27
Pois é,essas belas moça de pinto,sabe fazer a coisa acontecer,e deixar todos satisfeitos :)
01/08/2014 07:20:46
QUEM NOS PROPORCIONARIA ESSA LOUCURA GOSTOSA AQUI EM NATAL? É MEU MAIOR SONHO DE CONSUMO UMA TRAVESTIR SER NOSSA CHEFE E NOS FAZER DE ESCRAVO DELA POREM QUE TENHA UM PAU DESCOMUNAL PRA NOS FODER ENTÃO SE VC TE,M UMA TRAVESTIR AMIGA QUEM SABE VC ELA E NÓS?
30/07/2014 21:51:07
Adoramos o conto (nota 10) LEIAM OS NOSSOS Mandem o skype
30/07/2014 18:43:47
Parabéns, belo conto! Sua esposa é fantástica, a única coisa que eu teria feito de diferente seria dominar essa travesti gostosa e fazer ela de escravinha. Foi demais!
29/07/2014 14:11:53
Nossa, maravilhoso. Fiquei de pau duro do início ao fim.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


adoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contosubrinha olhando seu tiu nucusao de crioula velhaamarados com cordas e mulheres tatendo punheta ate eles gozar xvideosutimu vídeos d mulher famosa fudeno e gosandojorjao roludo porno video eu emcaixando o pinto do amante na minha irma gostozaquero ver novınha que sao empregada fudendoconto erotico mulherzinhaPUNHETEIROS NOIVINHOS AMADORES FAVORITOSpono gay ply boi adolenti dando cu ategosaporno.doido so.mulhers ricas gostozonas dando na.borracharia"meio abertinho" gay contoas novas novia cenus estrupada pediu virgindadeContos eróticos de brasília comendo o cu da minha tiacontos eroticos fudendo uma meninha bem novinha da bucetinha lisinhaabrir vídeo de pornô de negão mongolóide metendoVer garotos com 16 cm de picamae obriha filha virje perde o cabasdo com o padrastoconto casada novinha e comida pelo traficante pausudo a forcacontos contos meu marido me arrumou um novinhomarido fazendo covardia com a buceta da esposavideo dondoca e maridi bisexualfilme porno minha sogra me enxeu o saco ate eu come elaloira com a b***** desenhada na calça jeans e o negão ponhando pau no meioabusada no cinemaporno com vizinha que chega de.mudança coroaContos de comedores de Mendiga novinhas de 10 a 12 aninhosmassage ando a cunhada contoxvideo porno gay guarda chama prisoneiro pra tocar punheta até gozdeu o cuzinho pela primeira vez e pede poe devagar porque ta doendocontos eroticos vesti uma mini saia para meu sogronegona dizendo no cu naovídeos porno braseiro putona brasileira lavado ropa no cintal e fude com seu cunhado bem dotadoao entrar no quarto me deparo ela gozando muito sexo porno brasil sppenis grosso e 30 ctm fazendo a menina novinha chora e caga.sangue apois colocar em seu anuaCONTOS GAYS ACABEI DANDO O CU PRO MEU INIMIGOcomendo amiguinha da entiada de 15anosnegao da rola gigante com menina burguesinhaCoroa pelada trazia com marido estupra ela não reclama de nada ela ficaconto erotico macho dominador convida amigos pra foder viadinho submissomulheres nojona de tanto tesaoempregadas dona de casa de calcinha cuidando de tudo mas provocando o patrao com o seu rabu gigante xnxvidiopatrao do pao gigante fode estagiario mundobichafoi ajudar a irma estudar e pediu o cu como pagamentosexo suor e gemidoscontos eroticos gay dormindo com o tioPorno anal queroeu vou cagavídeo pornô caseiro sabor chupança buchocarolzinha santos com muito putaria trepanocontos aiiiii hum aiaiaconto erotico decasais chupando pau maior 30cmVirei travestpegou fogo no travesseiro da atrisconto erotico minha filha se acidendo eu tive da banha nelacontos eroticos de incesto seduzir meu pai sentando so de calcinha no colocontos Fudidos De machucamento vaginal meu sobrinhoa gordinha morena kuduro dando para o negãoolha amor que jeba gostosaa egua me excitou e eu esporrei nela/contocontos eroticos picantes camioneiros estuprando putas na estradaContos eroticos irmas gulosas mamando no pauzao grosso do irmao e de mais cinco amigos pauzudos dele na piscina de casacontos eróticos amiga novinhacontos casada da o cu pro cão e o marido participa comendo tambembucetao entupido de cebolacontos de sexo depilando a sogracontos eróticos bem depravado de bem picantecontos eroticos minha esposa fodendo com meu sobrinho menor de idade dabuceta das gostosa da novela das 9:00cristina loirinha sem juizochupar buceta com estalos esposinha evangelicaabaixar a musica so vei comigo vc n vai si arrebederquero ver as evangelicas toda nua e peladinha vigen pernas a bertas peito de fora durinhobucetinha ns os primero pelinho nvquero assistir mulher do berço carnudo de sexo chupando rola na boca todaflagrei meu irmao comendo nossa mãemulheres mortas com a bucta scheia de porra