Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O valentão do colégio - 20

Autor: Dani
Categoria: Homossexual
Data: 13/07/2014 11:29:00
Nota 10.00
Ler comentários (44) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Antes de vocês começarem a ler, eu sugiro que leiam o anterior novamente, quem já leu. Eu escrevi um pouco mais depois de "... (ATUALIZAÇÃO 11/07)", porque aquela parte não ia ficar muito bem no começo desseQue bosta é essa aqui? - Ele me perguntou, sentado em cima do meu peito, na cama. - Uma aliança, que coisa fofa!

Ele tirou a aliança do meu dedo à força, e jogou longe. Ele voltou pra mim e segurou meu rosto, enquanto tirava a calça, ficando só de cueca. Se o Chico ainda estivesse vivo, ele poderia ter atacado o Rafael (Chico era lindo). Por sorte, eu escutei alguma coisa dentro de casa. Pensei em qualquer pessoa, e me veio à cabeça Gabriel.

Felizmente, a calça dele agarrou, e ele teve que usar as duas mãos. Nesse momento, eu agarrei na cama, levantei de uma vez, fazendo ele cair e bater a cabeça na madeira da outra cama. Eu corri pra porta do meu quarto e esmurrei e gritei, até ele me agarrar com força e me jogar no chão, me arranhando com a unha dele. Eu comecei a chorar.

- Filho da puta! - Ele gritou, sério. - EU VOU METER EM TI, NÃO ADIANTA FUGIR!

Era tarde demais pra chamar a polícia, quando o pau dele já estava roçando no meu rosto. De repente, ele começou a flutuar. Uma luz vinha da porta, e eu tive que esperar pra conseguir ver o que estava acontecendo.

- SEU FILHO DA PUTA, DESGRAÇADO, EU VOU TE MATAR!! - Meu pai gritava, rearranjando o rosto dele com o punho. O braço peludo do meu pai tinha tanta veia saltada, que parecia explodir. Ele chegou a ficar vermelho de raiva. Eu fiquei horrorizado com o sangue que saia na mão do meu pai.

Ele segurava o Rafael pela boca e pelo nariz, como se fosse buraco de bola de boliche pra colocar o dedo, e socava o Rafael com força, contra a parede. O Rafael chorava de dor, e começou a ficar tonto, de tanto ter a cabeça socada e socada contra a parede.

- Pai! Pára com isso! - Chamava, mas meu pai não me ouvia.

- Vai estuprar meu filho, vai? MINHA MÃO VAI TE ESTUPRAR, RAPAZ!

Segurei meu pai pela cintura e o puxei. Ele derrubou Rafael no chão, e eu abracei meu pai, e comecei a chorar.

- Pai, pára, por favor... Pára...

Foi como se eu tivesse tirado ele de um transe. Ele parou de se debater pra me abracar, e tomou cuidado com o sangue na mão.

- Daniel, chama a polícia pra mim, que eu vou terminar de tratar um assunto com o Rafael.

- Por favor, não faz mais nada com ele.

Eu desci as escadas e peguei o telefone, disquei"Delegacia Sei-lá-do-quê. Algum problema?" - Disse uma mulher.

- É... Um homem invadiu minha casa e tentou me estuprar.

- "Senhor, isso se trata de algum trote?"

- Não.

- "Ok, e onde está o estuprador?"

- Meu pai acabou de chegar em casa e dominou ele.

- "Qual o endereço?"

Falei meu endereço, e uns 15 minutos depois, uma viatura chegou. Meu pai saiu do meu quarto empurrando o Rafael escada abaixo, me jogou a chave do meu quarto, e foi correndo lavar a mão. Meu medo era que Rafael prestasse queixa contra meu pai, mas meu pai me contou sobre o negócio de defesa pessoal.

- Você é a vítima da tentativa de estupro? - Um policial me perguntou.

- A-aham.

- Pode me contar o que aconteceu?

- Posso... Eu abri a porta, porque ele chegou aqui chorando, e...

- Ele é conhecido?

- É irmão de uma colega de turma. Ele me carregou até o quarto, me deu uns tapas. Eu gritei, mas ele me bateu mais, e jogou minha aliança... Minha aliança!

- Calma, rapaz. Depois você pega ela. E aí?

- Ele trancou a porta do meu quarto e passou o pênis em mim.

- Ele te agrediu, fora os tapas?

- Ele me atirou no chão e me arranhou nas costas.

Eu vi pela cara do policial que o estrago estava feio. E pior que estava. Minha camisa tava toda rasgada, eu tava ficando roxo (gente que tem cor de leite azedo fica roxo antes de você tocar nela, não se preocupem).

- Se importa se eu tirar algumas fotos suas? Você é maior?

- Não, e não.

- Vou ter que pedir seu pai. Onde ele está?

- Estou aqui. Tirar fotos pra prestar queixas? Claro.

O policial tirou o celular do bolso e tirou fotos minhas de frente, de lado e de costas. Meu pai resolveu algumas coisas com o policial, enquanto eu vi alguém entrar pela porta.

- É... Estou interrompendo alguma coisa?

- Amor...

- O que aconteceu aqui? Bebê! O que... Quem? Por que você tá assim?!

- Eu te conto mais tarde.

- Você é o namorado dele? - Perguntou o policial.

- Sim...?

- Fica de olho nesse outro aí, subtenente. - Ele falou com meu pai.

- Ah, esse aí nem vai pensar em encostar no meu filho. - Na hora que meu pai falou isso, o Gabriel parou de me abraçar e se afastou de mim e levantou as mão como se dissesse: "Não fui eu!".

O policial foi embora, e meu pai fechou a porta.

- Vocês dois, vão tomar banho, e eu vou limpar o chão do seu quarto. E ai de vocês, se fizerem alguma gracinha lá dentro.

- Sim, senhor! - Disse Gabriel, fazendo a posição de ordem do exército, de colocar a mão reta sobre a testa.

- Menino, isso só existe em filme.

Meu pai foi pra cozinha, e eu e o Gabriel fomos tomar banho. Já sofri choques bem piores, por isso não fiquei tão assustado assim. Claro que, se meu pai não tivesse chegado a tempo, eu estaria quase morrendo, mas meu pai me trás uma imagem de segurança...

Tiramos nossas roupas, e o Gabriel verificou a temperatura do banheiro. Ele tava assustado, preocupado e curioso com as gotas de sangue no chão do meu quarto, e com meus lençóis bagunçados. Quando estávamos embaixo do chuveiro, nos abraçando, eu comecei a falar.

- O Rafael veio aqui em casa e tentou me estuprar.

- Só isso? - Perguntou o Gabriel, brincando.

- Cala a boca... Aiai... Eu não sei o que eu faço.

- Relaxa. Pelo que eu conheço do seu pai, ele vai ficar na sua cola 24 horas por dia.

- E vou mesmo. - Ele falou, do outro lado da porta.

- Viu? Agora, DEIXE EU ME ENSABOAR LONGE DE VOCÊ, DANIEL, PARA NÃO ACONTECER NADA AQUI.

- Por que você tá aumentando a voz? - Sussurrei.

- Bom mesmo! - Disse meu pai do outro lado da porta.

Nós rimos com a situação. Gabriel me lavou com cuidado, porque aquele arranhão tava mais profundo do que eu tinha sentido. Saímos do banheiro, e o chão do meu quarto tava limpo. É difícil pra caramba tirar sangue de chão de madeira, mas meu pai ainda consegue. Gabriel me entregou o pijama usual, e vestiu uma camiseta e uma bermuda da mochila dele. Peguei a aliança do chão, que caiu atrás do computador, e coloquei ela num paninho.

Meu pai me chamou pra ir na sala, pra ele desinfeccionar o arranhão e fazer um curativo. Foi muito grave mesmo. O.o

A campainha tocou.

- Quem será dessa vez? - Reclamou meu pai.

- Eu pedi pizza!

Meu pai pegou, pagou o cara e colocou a pizza e o refrigerante na cozinha. Eu coloquei a TV na cômoda na frente da cama e Gabriel colocou um filme pra gente assistir. Eu desci pra pegar a pizza, e meu pai me deu boa noite. Ele roubou quase metade da pizza. Justo. Ele que pagou, oras.

A noite foi perfeita. Não faltou nada, e eu adorei, mesmo com a tentativa de estupro que acabou de acontecer. Quando o filme acabou, jogamos a embalagem da pizza fora, e escovamos os dentes. Eu juntei as duas camas.

Ele se deitou só de bermuda, e eu me deitei também.

- Bebê?

- Oi?

- Você quer fazer alguma coisa?

- ... Só se for com você, e ninguém mais.

- Tira a roupa pra mim, então.

Pensei em fazer um striptease pra ele, então puxei a coberta, e ele colocou as mãos atrás da cabeça, esperando eu fazer alguma coisa. Eu me ajoelhei com o corpo dele entre minhas pernas, e o pau dele embaixo da minha bunda. Eu comecei tirando minha camisa, e depois fui massageando o peito dele. Tirei a bermuda dele, e agora estávamos nós dois de cueca, mas o pau dele estava latejando pra caralho.

Comecei a esfregar a entrada da minha bundinha em cima do pau dele, e ele fazia umas caras tão gostosas, que davam tesão só de olhar. Quando eu comecei a morder o peito dele, depois fui pra barriga, ele gemeu, e suspirou de prazer. Comecei tirando a cueca dele com os dentes, e depois tirei com a mão. Comecei a lamber o pau dele, como um picolé, e depois eu comecei a chupar e a morder de leve. Tava pulsando, assim como estava na segunda. Eu olhei pra ele com cara de safado, e quis que ele gozasse daquele jeito, só que no meu cuzinho.

Eu subi, e beijei ele, enquanto eu tirava a cueca, e passava a mão no pau dele. Ele ficou apertando minha bunda, de vez em quando, passando o dedo no meu buraquinho. Eu tava com muito tesão, então peguei o pau dele, passei um pouco de creme que já ficava do lado da minha cama, e untei meu cu. O pau dele entrou de uma vez, e ele se contorceu de prazer.

Comecei a gemer, porque tava com saudade daquele pau me invadindo e me satisfazendo, e ele começou a me beijar, e me bombava. Ficamos assim por um tempo, e ele tirou o pau do meu cu.

- Deita na cama! - Ele me mandou.

Deitei de barriga pra baixo, empinei a bundinha, e ele entrou com força, de uma vez. Deu uma dorzinha, mas foi tão gostoso, que eu comecei a gemer, e isso excitou ele. Ele bombava com força, e como eu já tinha desacostumado com o pau dele, comecei a morder meu travesseiro de dor. O modo como ele metia, fazia meu pau esfregar na cama, me masturbando também.

Gabriel tirou o pau do meu cu, me virou de barriga pra cima, e voltou a meter. Ele parecia um animal selvagem me comendo. Dava muito tesão. Ele anunciou que ia gozar e começou a me masturbar também. Por algum motivo, só a punheta do Gabriel me fazia gozar na mesma hora. Eu gozei, e senti o jato de porra dele no fundo do meu cu. Foi um jato forte, e quase desmaiei de tesão. Ele caiu em cima de mim e começou a me beijar, enquanto terminava de gozar na minha barriga e misturando com o meu gozo.

- Gostoso, delícia... - Ele sussurrava, com voz de safado. - Tava com saudade de te maltratar desse jeito.

- Promete que vai ser meu macho pra sempre?

- Prometo.

Ele me carregou até o chuveiro, depois que a respiração voltou ao normal, porque eu não tava dando conta de andar. Nós começamos a tomar banho, pra tirar todo aquele suor e o gozo. Não entendo... Por que na hora é tão gostoso, mas depois toda aquela sujeira fica nojenta?

Nos limpamos, e ele abriu meu cuzinho (não foi difícil) pra jogar água com aquela duchinha pra tirar a porra dele. Depois, ele trocou os lençóis, meu curativo, e fomos dormir. Tava frio, então dormimos agarradinhos. *--*

No dia seguinte, meu celular recebeu uma mensagem. Eu tinha pedido um pacote de notícias por SMS há um tempo já. A primeira notícia: Faculdades estaduais entrarão de greve na próxima semana.

Coloquei o celular do lado do travesseiro e fiquei olhando pra cara do Gabriel dormindo. (Gente, ele é muito fofo! Vocês não têm ideia. E também não têm ideia de quanta menina fica dando em cima dele. Muahahahaha, ELE É MEU).

Deitei a cabeça no braço dele, e enfiei o nariz no peito dele.

Eu comecei a chorar, e quando eu funguei, ele assustou e acordou.

- Bebê?! O que aconteceu?! Tá doendo o machucado?!

Balancei a cabeça que não.

- Então o que foi?!

- Por que eu não posso ter UM fim de semana com você aqui...?

- Como assim?

Mostrei o celular pra ele, e o sangue dele gelou. E essa notícia era de sexta.

- Isso mesmo que você está pensando. Victor.

E quando eu termino de falar isso, quem me abre a porta e olha pra mim e pro Gabriel deitados e abraçados na cama?!

...

Comentários

13/02/2018 19:20:37
Volta!!!!!
23/05/2017 07:09:26
??????????????????????????????????????????
16/05/2017 14:58:02
kd o resto ?? Dinoboy
16/05/2017 12:50:14
Obrigado por compartilha sua história aqui... gostei muito de ler... achei incrível.... nao vou esquecer nunca desse conto... vou guarda nos favoritos do celular....
25/04/2017 14:30:01
Passei no meu to começando meu primeiro conto e preciso da opinião de vocês
25/04/2017 14:28:33
Adorei muito bom esperando continuação
24/04/2017 15:09:48
kd o final.. continua por favor!!!!
01/10/2016 18:57:32
Pelo visto o irmao dele o matou antes de postar o resto dos contos kkkkkk RIP, zoeiras a parte seria maneirao se por algum motivo sei la, vc continuasse ne? >.< do contrario esse vai ser um comentario em vao :v *Ctrl + C, Ctrl + V do meu outro comentario kkk
23/05/2016 03:45:20
Oi tudo bem? Mamei seu cinto queria muito saber o fim da história vc quiser me responder este é meu email [email protected]
06/05/2016 06:33:57
Muito bom.Merece 10 em todos.
26/04/2015 13:31:58
Esperando a continuação...
18/01/2015 20:14:55
não entendo o porque nos abandonou.
05/01/2015 13:31:07
Saudades volta logo !!!
07/12/2014 21:13:18
Mermão, li tudo hoje, cadê o resto? Não noss abandone! Não pare que está muito bom...!!!!
09/11/2014 17:48:23
Já comentei aki antes no capitulo 8(acho) u.u esse conto é pft demais e.e mas vc demora mt meninoooo u.u posta logo q eu to com o cu na mão homii u.u
25/10/2014 09:35:01
Dani!!! Cadê você?? Vai me deixar na curiosidade até quando ??
20/09/2014 01:42:58
Minino vc morreu cade você que nao postou mais ://
02/09/2014 11:31:45
dani do céu escreve logo que eu to doido. kiss
18/08/2014 23:05:47
Faço a mesma pergunta do Bruno G, cadê você Dani? Saudades do teu conto!
17/08/2014 22:19:03
Cadê você Dani???
03/08/2014 00:37:05
Ainw To ansioso pra q continue logo : )
31/07/2014 17:39:03
Rapaaaaaaaaaaaaz .... Continua o conto mais divo <3 sumiu garoto u.u e Biel ( pq sou intimo -q ) ENCHE O RAFAEL DE PORRADA \O/ quero ver a treta dos dois :v e Daniseu pervertido u.u
26/07/2014 20:34:55
Cara to acompanhando desdo começo seu conto e ta muito massa, agora a porrada vai comer, o victor chegou!!:) nao demora pra postar nao, vcs dois sao uns fofos *--*
23/07/2014 23:00:22
Afff que demora do caralho :/
23/07/2014 22:59:47
Afff que demora do caralho :/
22/07/2014 02:00:33
bom to amando! !!! bjos♥
20/07/2014 21:44:24
Amei espero continuaçao!!!!
20/07/2014 01:53:13
Conto maravilhoso, estou adorando. Me add no face, adoro conversa. Face: http://facebook.com/uzumaki.kadu
19/07/2014 03:50:51
PERFECT ** Aliás qual o seu email? Tenho uma proposta ~não é relação à três ainda ._. kkk~ mas dps q vc passar eu digo, pfv não me deixa no vácuo!! Acho q vc vai gostar da ideia e tals mas eu preciso da sua permissão ^^ então se poder...
17/07/2014 11:46:22
Owt Muito Bom !!!
16/07/2014 13:54:26
Pelo blood of Cristo, nao some dinovo, e continua por favor se nao eu tenho um ataque do miocardio catastrofico, bjao
15/07/2014 18:31:52
Aiiiii meu deus, viciado no conto a cada segundo..PARABÉNS ao dani pela escrita perfeita e história linda..amei..espero que continue logo :D
14/07/2014 14:07:23
To mais que viciado ...continua logo
14/07/2014 07:04:48
Muito bom.O Vitor chegou pra estragar tudo.Bem feito pro Rafaek, onde já de viu obrigar o cara a fazer sexo a força, tinha e que ter apanhado mais.
14/07/2014 03:11:23
Fudeo tudo agora! ! Será que o pai vai salvar ele??
13/07/2014 23:07:21
Nossa
13/07/2014 15:14:17
Ótima história
13/07/2014 14:37:26
Nossa que Rafalixo
13/07/2014 14:36:44
Em alguns relatos aqui já aconteceu isso, do cara que outro, mas já é comprometido e o cara querer transar a força com outro. É tão bizarra do ser humano de chegar a esse ponto de obsessão. Se acontecer comigo, arranco pedaço do pau do cara com uma mordida. Carai, nem pra você tirar foto do Rafael apanhando MUUHAHA. Ainda bem que você controlou seu pai, senão o menino estaria do outro lado da vida. Queria que o Gabriel desses umas neles, mas sei pai já bateu nele demais. Pelo visto o Victor é hard contra gays e agora ele deve atacar o Gabriel e seu vai dar uma surra nele... depois o Victor faz parceiria com o Rafael e torna a vida de vocês um caos MUUHAHA. Se possível conta o que aconteceu com o Rafael e se ele te procurou.
13/07/2014 14:09:04
Muito bom, continua logo.
13/07/2014 13:07:45
Como o Rafael teve coragem de fazer isso o.O
13/07/2014 12:37:17
Muito bom! Amando! Continua logo! Bjs
13/07/2014 11:44:55
Continueee.. DEMAIS!! <3
13/07/2014 11:38:02
continua logo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


quero ver vídeo de novinha mostrando a b***** patinho que rola patinho de rola b*****advogada abrindo sua buceta no motelmeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machoconto lesbico com luanachupando buseta labefo pasda mso bocsvi meu genro transando contocomi meu melhor amigoContos incesto dei pro meu pai eu era novinha convenciporno de ananotaconto erotico entiada se pasando por dificil mas pegando fogotia de leg balacado as pernas abertas xv.xvideo comendo a escrava fujona no troncocontoserot/mamae pegou eu e meu irmao brincando de medicovídeo caseiro pornô mulher no macacão com passando a mão na buceta dela gordagarota ciclista bermufa socada na xanavideos de coroas homens procurando coroas de zendo taduedomulher cor de jambo anal classicocontos pornos comadres morenaConto erotico arrombei minhA tia 25cm grosso no acampamentoencanador conto gayVIDIOPOMO PETECAtransando cm amigo do namorado sem na morado peeceber sexo pornoarromba meu c* que é para quando o c**** chegar em casa meu c* tá toda arrumadinha XVídeospai t***** atola a rola no c* da colegial r*****dei a buceta na bicicleta contos eroticosvideo porno mamãe viuva saiu pra dar uma metidinhavi minha mãe gritar na vara do meu padrasto Eu gostei muitoContos eroticos incestos a forca netinhasstitia safada gozando esquirt contoscontos erotico vovô taradocontos eróticos meu cunhado pausudo mi arronbou todos os buracos quero baixa contor d bixinha azulincesto com meu vô contoscornos de belem porno contos 2017talam e pene trAsando100 foto chupando seiodoce nanda contos eroticosconto gemo muito ai ai dando cu para outro na frente do meu corno ele fica com tesaõcontos a.freira viu meu paualuno fodendo professor de educacao fisica gay animadoconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretocamadre simone que fuder caseironovinha du grelao bitelocontos porque virei crossdressingzelador comeu minha mulher nA minha frenteconversa com coroa carente cellvideos de sexo pratoa pegado a enpegada batedo uma xiriricamulher caga incontrolavelmente no sexomenino de treze anos gostoso bundinha e cuzinho jeitoso contos eroticosesposa fica brava amate gosa dentro xvidioe já te mandei tu também vai vídeo pornô adoro sexo de lavadorasexocunetecontos eroticos depois da balada em osasco 11/2016imagens de bucetas de riasas sexoadorocuzinho cabacomeninos irmaos gay gostosos sarados pelados batendo punheta na cam e na escolapalavroespornobrasileirascontos de lesbianismo entre sinhazinha e sua escravaincesto servindo cafe da manha com camisolinha transparentemadrasta traza com estrando até de se casaquero ver um filme pornô a mãe transando com filho e a mãe forçando para transar com ele pedindo para o fiscal na b***** dela que ela tá lindameche gostozo estou gozado dentroDhcs xvideosChupadoras mãe e filhinho contoseroticosapaixonado pelo hetero cap 4novinhas das bundás gandê xvdeosconto com onze anos eu trepei com meu tio foi muito gostoso mais doeuencoxando sem querer na minha enteada nas ferias vídeos pornô flagraVirei travestver video de porno na facudade gosando fortecontos eróticos de um****** velho metendo a rola na menina nova com padrinho pai e filhoTopes fotos de menianas dormindo de shortinho atololado e com um penis fincado no meiocontos eroticos tive q mostrar meu rabao p bandidosincesto com meu vô contosnovinha de biquine fazedo sexo de ladinho colado bem devagarinho no cuzinhocoroas grisalhos que come a bunda de homens em campos dos goitacazestirei a virgindade da minha empregadabucetuda xoxota acucarada    sexo entre.lutadores perdeu auta da ocuzinho pro vencedor ver pornolésbica com p********* chuchada na garotinha gostosasexp.conto.mae.filho.comcontos filha rabuda ninfomaniaca velhopintudocontosporno com egua pordrinhaviagei a trabalho e meu noivo virou corno o homem me dominou