Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Uma Patricinha, 2 Negros e Nenhuma Vergonha na Cara

Autor: Feschiavo
Categoria: Heterossexual
Data: 25/08/2014 15:21:16
Última revisão: 25/08/2014 15:22:10
Nota 9.83
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ola, Taradinhos. Sou a fernandinha, carioca sapequinha, loirinha teenzinha e doida das ideias hahaha

Sou tarada em negros e ja brinquei bastante com alguns. Vou narrar aqui uma passagem que tive com dois amiguinhos na minha casa, durante um feriadao que meus pais viajaram e fiquei com a casa vazia só pra mim.

Pra quem não conhece, deixo aqui o meu blog, pra quem quiser ler o conto com fotos

http://os50tonsdenegro.blogspot.com.br/

O conto de hoje se passou num feriadão, meus pais haviam viajado e como sou filha unica, fiquei com a casa vazia só pra mim, numa quinta, sexta, sabado e domingo... Que periiiiigo rs...

Aproveitando a casa vazia, combinei com um peguete negão, pra marcarmos uma farrinha e como ele já insistia há um tempo na ideia de chamar um amigo, eu topei, desde que esse fosse também um belo e safado negro de pau grande...

No dia combinado havia preparado a casa para receber as minhas visitas e esperando os dois de micro calcinha enfiada na bunda e blusinha de alcinha que mal tapava o meu umbiguinho... Adoro fazer o estilinho ninfetinha teen rs

A campainha toca e desse jeitinho em que estava vestida fui abrir a porta (por enquanto só a porta) para os meus convidados...

Feriado, sol, calor, dia de folga, dia de lazer e farra, e era isso que iamos aproveitar. Vestidinha de ninfeta, no meio de dois negões caralhudos e ninguem em casa pra me defender. A minha festa estava montada, só resta saber se tudo acabaria mesmo em festa, pelo menos pra mim... Porque pra eles...

Acho que era quase que a festa de peão de Barreto, de tanto que eles me olhavam com cara de quem queria montar em cima da potranca e sair cavalgando pela casa toda rs

Cervejinha na mão dos meus convidados, radio da sala tocando uma musiquinha, nos três no sofa e eu sentada no colo do meu peguete, batendo o maior papo com os 2 e dando risadinhas maliciosas, acho q não tinha coisa melhor pra se fazer num dia tão bonito.

Papo descontraido rolando, meu peguete contando pro amigo historias de como ele havia me comido, clima de sexo e descontração no ar e uns pagodes de pobre embalando o ritmo da nossa festinha. Eu particularmente não sou fã de pagode, mas se eu desejava estar com meus convidados de baixa renda em casa, essa trilha sonora seria inevitavel...

Até que começou a tocar no radio a musiquinha do sorriso maroto ( ou qualquer porcaria igual), assim você mata o papai, que não sei se pelo alcool da cerveja que eu ja tinha tomado, se pela empolgação dos apretões e bolinações nas minhas coxas que eu estava levando dos meus negões, ou se pela batida da musica, só sei que dei um pulo do colo do meu peguete e comecei a sambar, ou tentar algo assim, no meio da sala na frente dos meus dois negões tarados...

Com aquela pouca roupa que eu estava, blusinha de ninfetinha, calcinha atolada no rabo, eu dançava, rebolava e empinava a bunda na cara dos meus tarados, que com um sorriso maroto na cara, cantavam, batiam a mão marcando o ritmo da musica e davam tapas na minha bunda mandando a loirinha sambar...

PLAFT PLAFT

Isso tudo sempre cantarolando o refãozinho "ai ai ai ai ai... assim você mata o papai ai ai ai"...

Dancinhas, reboladas e palmadas na bunda não eram nada perto do que estava por vir... Já que era pra matar o papai, a coisa tinha que ser no lugar certo... E assim nesse ritmo de musiquinhas e aprtões, levei os 2 pro quarto dos meus pais. Fuder ali com dois negrões, aí sim era pra matar o papai.... de desgosto talvez rs

Dai por diante nem tenho palavras tão perfeitas para descrever, não tinha mais consciência de tudo que acontecia por ali, minha blusinha já havia sido arrancada, meus peitos chupados, nem sei por qual dos 2, ou pelos 2!!! Jogada na cama de barriga pra cima, enquanto um enfiava a cara no meio das minhas pernas, o outro me dava uma surra de pica na cara, dois negrões daquele tamanho contra ma loirinha princesinha como eu era uma verdadeira covardia, mas quem se importa? Eu nao! rs

Já de 4, entre os dois deitados na cama, alternando umas chupadas no pau de cada um, enquanto engolia gostoso o pau de um deles, escutava o meu peguete conversando com o amigo "não te falei q essa putinha gostava de chupar uma rola", palavras assim só me incentivavam mais a lamber e me babar todinha na rola daqueles tarados, olhando pra eles com a maior cara de puta possivel com um pau na boquinha! Era pra matar o papai mesmo rs

Virada de volta deitada na cama, barriguinha pra cima, pernas abertas, o primeiro negro tarado foi se encaixando na minha bucetinha cor de rosa e sem a menor cerimônia foi me fudendo todinha socando forte e me arrancando gritinhos e gemidos de menininha inocente.

- Ain ain ain me fode seu cachorro safado! Ain caralhôôôôôô

Eu gemia ofegante sem controlar mais as minhas palavras... E ele me fodia todinha... e como fodia...

Gemidos, xingamentos, mordidas no pescoço, chupadas no peito, cama sacudindo, um negro em cima de mim, uma vara na minha xota, um outro cara no quarto que eu nem sabia mais aonde estava e o que estava fazendo, era tanta coisa acontecendo de uma vez só, que nem consigo descrever aqui pra voces...

Não sei nem dizer em qual momento o primeiro saiu de cima de mim e quando comecei a sentir o peso e a pressão do segundo safado me comendo. O que posso destacar (e que não foi algo simples acontecendo) foi quando o bip do meu celular começou a apitar... Com algum sexto sentido era o meu pai me ligando...

Como era o bip do rádio do cel, meu telefone ficava apitando um pouco, sem ninguem dar bola pa ele, até que entrou em alto e bom som no viva voz os chamados do meu papai:

- Filha ta podendo atender?

Não!!! Impossivel poder atender numa hora dessas hehehehehe

Nem preciso dizer o susto que eu levei e a risada debochada dos 2 safados que estavam me fudendo

- Hahahaha vai loirinha, atende o papai...

Num tom de deboche, o tarado que não me comia no momento, pegou o meu cel e me dava na minha mão... Era tentador atender aquela porra...

O bip continuava apitando, mas larguei o meu cel ao meu lado na cama, enquanto o FDP que estava em cima de mim, nem se importava com nada e continuava socando gostoso aquele caralhão preto na minha bucetinha...

Seguimos nessa meteção, por um tempo, até os animos se abaixarem... Com todo mais calmos, da rodada incicial, pedi uma pizza pra matar a fome, ou pelo menos esse outro tipo de fome. Mas claro que nem um simples pedido de pizza podia terminar em algo normal...

Chegando a pizza, com o entregador na porta, meus 2 negôes queriam que eu atendesse peladinha, o que obvio não aceitei, mas entrei no clima da brincadeira e colocando apenas uma micro calcinha enfiada na bunda e peitinhos soltos ao vento, fui atender a porta pra receber a pizza...

Com meus dois negrões tarados ali pela sala com as rolas de fora, fazendo questão de mostrar que tavam metendo ferro na madame, assim, nesse clima, nesse estado, fui atender a porta...

A cara de espanto do entregador era gritante, mas não sei o que tirou mais o seu folego: ter a visão de uma ninfetinha semi nua na sua frente, o fato de ver uma patricinha com carinha de anjinha no meio de 2 negões ostentando suas respectivas varas enormes na mão...

Acho que no final o que matou o coitado de vez, foi a minha abaixadinha sacana que dei pra pegar o dinheiro na minha bolsa, empinando todo o rabo na frente do pobre entregador...

Tudo isso durou segundos, mas é algo que marca e que faz o tempo demorar anos pra passar no momento em que esta acontecendo... Caralho, era uma festa completa aquele feriadão! rs

O entregador foi embora, pizza na mesa, clima de farra e risadas felizes no ar, os caras não acreditavam em toda aquela piranhagem que eu estava fazendo... Parando pra pensar, nem eu sei como que fiz e faço essas coisas, só sei que na hora eu não penso, deixo o tesão tomar conta e ajo por instinto... Adoro essas putarias hehehe

Pizza devorada, era hora de comerem outra coisa! De volta a cama do papai, dessa vez de 4, era oooooutra coisa que eu tava colocando na reta para os meus convidados se servirem...

- Ain aiinnn unn aiêêê AI MEU CU FILHO DA PUTA!!!

Ok vcs já entenderam o que que tava acontecendo rs

De 4, apoiadinha nos cotovelos, mordendo o travisseiro, eu aguentava firme e forte um preto tarado montado atras de mim, metendo sem a menor peninha da patricinha, aquela piroca preta grossa na minha bundinha de princesa... Puta que pariu, aquilo tava foda, em todos os sentidos...

- Ain ain Aiêêê ainnnnnnnnnnn meu cuzinhôôôôôôôô

A essa altura, meus gemidinhos soavam num tom manhoso e choroso ao mesmo tempo, choramingando tentando aguentar aquele castigo gostoso que eu levava no rabo, daquele negro tarado que se divertia atras de mim...

Pressao no meu cu... Uma vara no meu cu... Empurrada pra frente, segurava os trancos me apoiando nos cotovelos e agarrando na cama com as maozinhas desesperadas apertando o lençol... Não sei como eu agento essas coisas, mas sei que gosto e MUITO!

Enrabada, ferrada, xingada, eu gemia, chorava, curtia, gritava, revirava os olhinhos e desbocada já não tinha controle das porras q eu falava...

- Ain caralho, ain caralhôôôô, me fode, me fóóóóde, me fóóóde SEU PRETOÔÔÔ!!!

Porra acho q nao deveria ter falado assim, tão enfusiva, tão piranha, tão provocativa... O filha da puta ao escutar aquilo me fudeu, mas me fudeu muuuuito q vcs devem imaginar o quanto!!!

Um negro... Dois negros... O primeiro negro de volta... O segundo outra vez... A noite rolava, meus joelhinhos doendo, meu cuzinho ardendo de tanta pica, devo ter passado a noite toda de 4, sendo enrabada por aqueles negros tarados, fazendo a farra na patricinha vadia que empinava o rabo pra eles, eu gemia e gritava tanto que nem me preocupava mais com os vizinhos escutarem... Já tava na hora de me preocupar com os meus pais, do outro lado do RJ, ouvindo meus gritinhos de socorro de tanta rola q eu levava na bunda!

Depois que o primeiro entrou, me ferrou e abriu caminho, o restante da noite meu cuzinho ja estava tão arregaçado que aguentava facil as varadas que eu levava sem dó dos meus negões tarados.

E assim foi madrugada a dentro, ate que exaustos caímos na cama esgotados, sem força pra mais nada e assim ficamos no sono dos anjos, na caminha do papai, dormindo arregaçada, no meio dos meus dois machos pretos que tinham acabado de me fuder todinha...

Só acordei no dia seguinte com novo bip do meu cel, já por quase meio dia, novamente o meu pai, me bipando, querendo saber se eu estava bem... E ali aninhada no meio de dois negros, peladinha, com uma pica grossa e dura cutucando a minha bunda, atendi o meu papai e com a voz mais dengosa e de menininha comporrtada, falei um "te amo papai", arrancando risadas dos tarados que se preparavam pra uma foda matinal...

Isso era apenas sexta de manha, ainda tinha muito feriado pela frente, ou no caso, por trás... rs

Mas isso é papo pra outro conto,

um beijo a todos

[email protected]

Comentários

02/05/2015 21:25:09
Patricinha, me adiciona no seu facebook Meu facebook marcelodasilvaorlando
CP1
25/08/2014 18:59:56
ola super FE, que bom te ver de volta, você é simplesmente uma putinha de negros incrível e fantástica! Bjsss teteclubedoprazer

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos erotico meu bebe com fimosepassando protetor solar na teenzinha meti no cuzinho gratiscoletanea dechupada no pau ate goza aboca cheia de porraTio Fudeu minha buceta e eu gosteicontos eróticos esposa foi e*******' no comício do político e defudendo com dorso de peniscaiu na net contos reais de genro flagra a sogra nua engravida elacombinamos chupando os peitos da mulher fazendo sexo ela gritar onlinefudendo morena fofinha na mata caseiros coletâneaporno casada adorando ao senti um estranho te alizando e esfre o pau nela no onibos na frente de seu maridocontos eroticos gays bem ocorridos em 2017evangelicas na zoofilia com cachorromamada babentacomi egua nova contostrapon sangue e bostamaoate ganaempurando o gatilho no prikito delaContos eroticos com o dono da verdureiroxvideos sogras de pernas abertas em frente dos genrosmelando buceta com salivacontos de sexo depilando a sograconcha do gozando na boca do cunhado gaycondominio traicao videos cuckolde já te mandei tu também vai vídeo pornô adoro sexo de lavadoraxviido cabelo novilnhaao entrar no quarto me deparo ela gozando muito sexo porno brasil spXvideos melequeraSo putinha chupando rolas de 16centimetromicroempresa vídeo de pornô das coroas empregadasaprendendo a ser puta no tapa/contostitio safadão mim encoxou dormindo contos gayvídeos pornô eróticos com pau grande e grosso lindos com a pontinha bem geladinha e bem fofinhovídeos pornô com novinha gostosinha Sukitameninas que gota de gozada na boca pornobucetas beiçudas de sogracontos eroticos gay me apaxonei pelo traficante 7Xvideosarretadanegal pau pulsando xvidio conto erótico gêmeas trail irmã com o namoradochantagiei minha irma casada contosvou contar como viciei minha cadelinha video comi sua buceta e seu cu acachorra avisioPorno contos mamaes iniciam suas bonequinhas no incesto todos juntinhos com papais dando leitinhos na camaconto chupei meu avô cadeiranteContos eroticos minha mulher e minha irma dividiram a piroca enormepunheta apos encoxada em onibuso play boy e o plebeu 04 casa dos contoscasada corno.dirigindo ela aprontou contosxortinhodedormirbucetagosotosaestupro chupando grelo grande até ferircontos mulheres que gostam de cu de homemvideo de sexo afrosa com netadacibele bucetonanovinfa da buceta grande carnudasdavs contos eróticos100 foto chupando seiocontos eróticos de doutor advogado e clientemulheres bostas scatbunda sendo invadida pela primeira vez gaymenino de atrasou e pediu carona pra homem sarado na moto pornocontos veridico de incesto marido pego no flagra a esposa ensinando o sobrinho mega dotado a fudeconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretoCONTOS SOU RABUDA SO USO SHORTINH PROVOQUEI MEU SOBRINHO ATOLADO NA BUCETApornodoidocoroa deitad na cama so de calcihapornô pornô socando o pau na b***** da dona Zefa cachorro tocando pau na b***** da donacontos eroticos de gemeas rabudas estupradas por mecanico do pau gigantenovinha brasileira encara pau enorme e chora ponodoidoAbrir filme de sexo caixa de molho tirando a virgindade das moças de 18 anos gostosairmalouca pra perdero cabaco pro irmarvídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhoXxvidii ela vai toma ni cufui enrabada/contosutimu vídeos d mulher famosa fudeno e gosandocontos eróticos irmao roludo arrebentou meu cabaçovídeo de sexo com mulheres acorrentada em senzalaas pornodei a buceta no rio contos eroticoscontos eroticos diaristamenininhas nem tem pentelhinho na buçetinha ja sendo penetradasxvvidio padrasto fasendo a enteada gosar d tesao.assitir vidio de porno os mecanicos me arrobaramseduzindo novinha escondidopornodoidoincestossexo com animaisO Ativão do Morro 2 - Casa dos Contosconto erotico com crentecontos veridico de incesto marido pego no flagra a esposa ensinando o sobrinho mega dotado a fudedoce nanda parte IV contos eroticosmeninas bem novas sendo fudidas pelo o padrastoporno sombra brasileiro pauzudo so com vovo 60anossanba porno que espetaculo de vizinha queredo pau vou fude mais elalargandoo cu com um pepino grosso pornodoidoporno gay com vendedor de porte e portacavalo feia mulher gritando estocada do cafetão pornô