Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Olha o que entrou na minha bunda, agor

Um conto erótico de Guloso
Categoria: Homossexual
Data: 08/08/2014 03:37:55
Nota 10.00

Olá, como contei no meu primeiro relato (http://sharoland-nn.ru/texto/ me chamo Roberto, morro em Nova Iguaçu e so sinto tesão em fuder com estranhos, o que vou relatar hoje aconteceu três meses depois da minha primeira vez.

Nunca mais vi o homem do terreno baldio, passava todo dia em frente ao terreno no mesmo horário mas ele nunca estava lá, depois de uns dias comecei a procurar pelas fabricas ali perto até encontrar uma em que os homens usavam o msm uniforme que ele, mas mesmo assim não o encontrei, depois de três semanas já tinha desistido.

todo dia me masturba a pensando no pau no meu cu, no gosto da pica, na espessura da porra na minha garganta, não bastava mais so enfiar os dedos no meu cu, comecei a usar o cabo da escova de cabelo da minha irmã, escova de dente, chave de fenda, até o cabo do martelo esteve no meu cu, gozava sempre pensando naquele macho me curando sobre aquela pedra.

Um dia de madrugada não aquentando de tesão, não conseguia dormi e decidi, não sei por que diabos, sair andando na madrugada, morava próximo ao centro de Nova Iguaçu, no centro existe uma estrada chamada Via Light, que foi construída em volta das torres de alta tensão da companhia elétrica, cercado ele a muitas pracinhas com árvores, campos de futebol, pistas de skate, tendo uma ciclovia que a acompanha em toda a extensão no centro da cidade.

quando cheguei la segui sua extensão, fui na direção em que, eu sabia, fica o final da ciclovia, que acaba em frente ao mercado extra de Nova Iguaçu, não esperava encontrar nada, mas após passar pelo shopping, chegando a reta final da pista, onde a vários campos de futebol e umas praças, percebi que a escuridão nas praças era maior que nas outras partes da via, e que tinham alguns homens la, com medo de ser assaltado e não ter nada pra dar, sair de casa so com a identidade, resolvi voltar, mas quando ia fazer a volta vi algo que me surpreendeu, um homem estava sentado num banco próximo chupando outro, meu pau na hora deu sinal de vida, me aproximei da cena devagar, querendo ver melhor, quando percebi um homem negro que assistia a cena com a mão no pau por cima da calça, ele olhou para mim e sorriu, sentei em um bando próximo e ele veio ate mim, sentou ao meu lado mexendo o pau dentro da calça.

Ta afim de uma sacanagem?- perguntou sorrindo.

Sim- disse tbm sorrindo, ainda estava um pouco tímido, ele abriu o zíper colocando o pau, que era bem grandes com certeza tinha mais de 20cm, negro com a cabeça bem grande, já estava bem duro graças ao showzinho que ele estava assistindo. Fiquei doido de tesao, segurei a pica com força.

Então vc gosta?

Sim.

Então vem-falou levantando comigo segurando seu pau, andamos uns três metrôs, até um local cercado com pequenos muros de pedra, na parte de dentro dos muros há, colados a eles e feitos das mesma pedras bancos baixos, que ficam na na altura do meu joelho, ele sentou na esquina do muro, onde o banco era em L, eu ainda segurando sua rola, e punhetando de leve sentei do seu lado.

Chupa, viado- quando ouvi isso sorri, adoro ser chamado de viado. Ele passou a mão na minha nuca, segurou forte sorrindo.

Gosta de ser viadinho, né?- e puxou minha cabeça para aquela rola deliciosa que babava de tesao. Segurei passando nos lábios como um baton, lambi a boquinha da rola e cai de boca, mamei gostoso, tentava engolir tudo mais não conseguia, era uma bela rola preta, aquilo mau cabia na minha boca, chupei com vontade, enfia a tudo na boca, lambia as bolas, batia com a rola na cara, lambia o tronco da rola,chupei como uma putinha por uns cinco minutos, quando passou um carro na pista próxima e me assustou, nos nós levantamos para disfarça. Nesse momento ele safado que era, se posicionou atrás de mim, esfregando a pica na minha bunda, adorei aquilo, sem dizer nada fui abrindo minha calça e abaixando na parte de trás, ele logo encaixou a rola no meio da minha bunda, instintivamente comecei a rebolar.

Viadinho safado- disse segurando meu quadril.

Sim- olhando por cima do meu ombro sorri cara de putinho

Já tomou no cu?- Acenei que sim com a cabeça.

Então aquenta o vergalhão do negao- enfiou dois dedos na boca enchendo-os de saliva, se afastou um pouco e enfiou os dois dedos na minha bundinha, doeu um pouco mas eu já sabia que era assim, comecei a pisca meu cu pra amaciar.

Me abraçando pela cintura mordeu minha nuca.

O viadinho já ta com o cu piscando...-acelerou as estocadas

o bafo quente no cangote me fez empinar a bunda e rebolar, rebolei gostoso naqueles dedos grossos.

isso deixou ele louco, ainda me abraçando girou, me colocando de frente para o banco com ele atrás, e claro, colocou a mão no meio das minha costas e empurrou para baixo, me fazendo reclinar sobre a mureta, coloquei um joelho sobre o banco apoiando os cotovelos no muro deixando minha bunda bem empinadinha.

Viadinho quer tomar no cu?- perguntou me fudendo com os dedos, comecei a rebolar naqueles dedos grossos.

Quer tomar no cu, viadinho?

Quero.

Então pede.

Come meu vizinho, me arromba, destruí minhas pregas...disse rebolando.

ele segurou forte com as duas mãos pelo meu quadril, encostou a cabeçona da trolha no meu cu, rebolei gostoso piscando meu cu, ele foi forçando, mas não entrou, passei um pouco mais de saliva no cu e peguei a rola direcionando na portinha, piscando e rebolando, ate a cabeça entrar, doeu mas o tesao era tanto que eu nem liguei, ele começou a dar estocadas leves, me segurando corte pelo quadril, se debruçou sobre mim e com a boca encostada no meu ouvido disse baixinho.

Seu cu e uma delicia, viadinho- sorri e rebolei muito naquela rola. Ele começou a fuder mais forte e eu a gemer mais alto, ate que passou um carro na pista com o carona gritando "COMO O CU DESSE VIADO", apesar de escuro demais para ele poder nos ver, era possível, mesmo da pista ver o que estávamos fazendo, aquilo me deixou com mais tesao do que nunca, adoro dar minha bundinha em público e adoro mais ainda ser chamado de viado, afinal e o que eu sou. Abaixei a cabeça e rebolei mais forte.

Vc gosta de público gostoso?- perguntou dando um tapa forte na minha bunda.

Como resposta rebolei mais forte e ele fudeu com força.

nesse momento um homem passou na beira da pista e nos viu, quando nos viu ele deu a volta. Percebendo isso, meu fodedor riu.

Queria te ver chupar aquele cara com meu pau no cu- disse no meu ouvido, metendo rente nu meu cu.

aquela minha ideia deixou meu pau mais duro do que já estava, meu cu piscou forte, o que fez ele gemer.

Olha, acho que vc gostou da ideia- falando isso, esticou o braço chamando o cara, que era um homem alto, de óculos e magro, ele estranhou, parou em um canto e botou o pau pra fora, começou a se masturbar, mesmo a distancia pude ver o tamanho de sua geba avantajada, aquilo me deixou como muito tesao, eu queria aquela geba coçando minha garganta. Mas ele parecia com medo, meu macho me fodia forte e chamou ele mais uma vez mas nada.

Acho que vc vai ter que chamar ele- nesse momento outro carro passou me chamando de putinha.

Olhei em volta e vi que tinha a nossa volta mais uns três ou quatro caras se masturbando, todos mais distantes.

Cara que tesao, meu cu piscou, o que fez meu macho gemer no meu cu.

Chama ele vai viadinho- chamei ele com um gesto, ele olhou em volta e se aproximou, mas não veio ate mim. Eu doido de tesao falei

Vem fuder minha boca- ouvindo isso ele finalmente veio.

pulou o murinho bem na minha frente.

Oi putinha, quer mamar com o pau no cu, quer- se sentou no murinho bem na minha frente, deixando sua rola, branca, cheia de veias, com uma linda cabeça roxa brilhando de tesao, com seus vinte e poucos centímetros, bem diante de meu rosto.

Cai de boca.

Meu Deus! Que delicia e ter uma rola na boca e outra no cu.

Mamei como um louco, rebolei como um louco, ou melhor como puta. Meus machos eram uma delícia me fodiam com muita força e carinho.

Caralho! Que boquete gostoso...- disse meu branquinho roludo.

Espera ate experimentar o cu- respondeu meu negao fodedor.

A eu quero muito comer esse cu- disse batendo a pica na minha cara.

Deixa eu chupar mais um pouco- e abocanhei de novo a rola, e cara que rola gostosa, dura e macia, não conseguia enfiar tudo na boca mas tentei muito, adoro um pau grande, grosso e branquinho, uma cabeçona roxa me deixa louca.

chupei com gosto toda a extensão daquela caceta maravilhosa, bati com ela no meu rosto, lambia as bolas, brinquei com a língua naquela cabecinha roxa.

Meu negao adorou vê isso e começou a fuder mais forte e gemer mais alto.

Eu mau podia acreditar que estava na rua de madrugada dando meu cu para um negao e mamando um branquinho pirocudo.

Vem troca comigo, quero te ver fudendo a nosso putinha- disso meu negao, tirando a rola do meu cu. Mas que depressa meu branquinho desceu de onde estava e foi para trás de mim, enquanto o negao me bota a pra chupar.

Cai de boca na rola preta como já tinha feito antes e disse ao outro.

Faz o que vc quiser ai atrás- olhando por cima do ombro com o pau na boca.

Puta que pariu, vou te estourar todo- já encaixando a piroca no meu cu, rebolei enquanto ele força a, como meu cu já tava largo, entrou fácil. Rebolei muito naquela piroca, sem tirar a rola da boca.

Depois de uns minutos eu já estava louco de tesao, meu pau, no qual eu nem tinha tocado ainda, estava explodindo, foi quando vi que os outros homens que nos assistiam se aproximavam, um sentou do meu lado e começou a punhetar, tinha o pau bem pequeno, uns 14cm ou menos, mas ate que era bonito, loirinho estilo fortinho.

Saber e ver que ele estava bunhetando olhando pra mim dando meu lindo cuzinho pra dois desconhecidos, que provavelmente eu nunca mais ia ver me deu tanto tesao, que gozei na hora se ninguém sequer tocar na minha rola, o loirinho mas que depressa se abaixou e tentou beber o máximo possível da minha porra, sugou a cabeça da minha pirroca ate beber cada gota da minha porra, o tesao foi tanto, que logo senti a rola pulsar na minha bunda, duas estocadas fortes acompanhadas de muita porra no meu cu, o negao empurrou minha cabeça para baixo, segurou com força me fazendo engolir o máximo possível de sua torra deu um urro e tbm encheu minha boca de porra, engasguei com aqueles jatos na garganta mas bebei o máximo que pude...

O loirinho se levantou quadra do o pau e foi embora seguido pela maioria dos que assistiam, meu negao me deu um belo beijo de língua e foi embora se arrumando, meu branquinho pirrocudo ainda ficou grudado em mim por mais alguns segundo.

Caralho, seu cu e muito gostoso, me da seu telefone, quero te comer de novo...- tirou a rola do meu cu e sentou do meu lado com aquela rola babada do meu e da porra dele, pra fora amolecendo. Eu ainda permaneci ali com a bunda amostra e empinada por mais uns segundos, ele me deu um tapa.

Porra! Ainda que mais, viadinho...

To me recuperando- falei colocando revolta minha cueca e levantando a calça.

Vai me da seu telefone, que eu tenho que ir embora.- disse pegando o celular do bolso.

Dei meu numero para o homem que veria a ser meu primeiro e único namorado dali a uns meses, ele se levantou e foi embora.

eu fiquei sentado ali, me recuperando da foda. Meu cu ardia e escorria porra.

Quando me recuperei percebi um senhor, careca, barrigudo, veio, com um pau médio, tocando uma punheta olhando pra mim.

Vc e muito guloso em menina...-ele falou se aproximando.

Aquilo me acendeu, ser chamado de menina e uma delicia.

Foder assim no meio da rua e ainda com dois machos, isso e coisa de puta- ele sentiu punhetando aquela trolha a centímetros de mim.

Eu dou pra quem eu quiser, quando e onde eu quiser- falei rindo

Ah é? Duvido dar pra mim...senta na trilha do tio, senta putinha...-Eu não sei o que me possuiu, mas mesmo exalto não resistir a aquela pica pulsando.

Levantei do banco e sentei novamente, mas no colo do tiozinho barrigudo. Direcionei a pica no meu cu e sentei com força. Cavalguei com força por uns cinco minutos ate o velho gozar no meu cu...

sair de cima dele coloquei minha cueca minha calça, e fui embora com meu cu todo gozado

E doido pra levar no cu de novo

Adoro tomar no cu...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/08/2014 14:20:21
oi guloso sus contos me enchem de tesao, manda um email pra mim e vamos trocar fotinhos,
08/08/2014 16:40:00
Delicia hein...
08/08/2014 10:14:04
Com certeza, hahaha aqui eu dou o cu toda noite para um homem diferente...
08/08/2014 07:06:57
Haha, sou do rio e sei bem como é n.i, aqui cara é a cidade da putaria




Online porn video at mobile phone


Menina querendii dar a buceta xvideoscomocomia a minha tiasem ela saber- Casa dosContosfilha minha femea contoleitinho do titio contos inocentescontos eróticos comi o cu do filho da mendigacontos eróticos com minha mãe carente 2017 1.8ler conto erotio descabaçando irma peludacontos de surubas inesperadas com esposafudida por um tio pirocudo contomargarinas na buseta e no cuconto erotico flagrei meu irmao comendo mamaeelacareca contos eroticos de mullheres carecasprensada no colchão pornconto erótico menino bonequinhaContos eroticos dona de casa, coroa, casada evangélica pega novinho cacetudovideos gay pissing dominação humilhaçãoxv.ogenrro.cl.endo.asograContos éroticos taradão caralhudo arrombando uma prostitutacontos eroticos a bunda da minha esposafilha. acorda. sentindo apica do seu pai toda na. sua. bucetinha ..porno teste de fudeludade com enteadacontos de sexo depilada na praiamulher d fiu dentau atolado no raboCavalo pauzudo coloca tudo na jumentinhaTa tarada roludo vendo novinhas com cálcinhas melecada conto erotico meu/marido transou comigo e meu sobrinhoso mininhas top bem novas com vibrado bucetas fotoscontoprimeirafodanovinha perdendo a virgindade para soltinhocontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhacache:I20bmnqm678J:gtavicity.ru/texto/2016115 conto erotico curradarelato quenquinha velha vídeo de mulher pelada mostrando a b***** tomando banho arreganhando e ficando de quatro fazendo altas posições massaxvedeo conto erotico a forca no onibusVideos de sexo brasileiro Eloisa de osasco da o cuzinho gritandocontos gay Meupadrasto cavalo me fudeu part4contos,eroticos,de,gays novinhos sendo estuprado por jovens craquesDormindo e pai comendoxx.comcontoprimeirafodaporno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhoflagras escolas picantecontos erotico meu sogro mi arobou cm seu pau d elefantexvideos as vigindades das mendigastransas em araruamacom bumbum mais bate com bumbum mais burro tem as loira morena branquinha e a ruiva a loira morena branquinha e a ruiva bate com a bunda pula pulapanuqueti gemendo e gosar no pau porno brasilcontos eróticos chantagiei o papai pra ele mim enrraba todinhagozando.na.loirinha francywww vovo adora minha rola preta e chora guodo boto no cu dela porno .comquero ver vídeo 2017 mulher pelada transando comigo numa na cama de box altonameninos irmaos gay gostosos sarados pelados batendo punheta na cam e na escolaporno conto erótico apaixonada pelo filho da minha madrastaas navia perdebi cabacorelato erotico padrasto pauzudoeu confesso marido examina minhas calcinhassafada de saia curta e vizinho olhandoporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela querermassageando o picao gigantescommulheres contando qe 03homens comeram suabuceta em frente a seu maridoTodas fotos.de.cabacinhos.das.novinhas.gostosa .i.kuzinhos.gostosoconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretochantagiei a freira contodei minha bubuta contosconversa com coroa carente cellxxvido apontei sevagerapaz passa o dedo na bucetinha virgem da novinha e ela gritar de dor contosenteada madura mamou rola do padrasto contosminha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexogostósinhas pornopadrasto cavaloanal maduras criadas viuvaspai cheira a cueca do filho com gozoLuana da nova temporada do quadro rola ou enrola em porno pornô grátis só contos eróticos sogra cozinhaBabá velha finge dormir e e emrrabada pelo novinho contos eróticosporn caioser