Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Milico Rabão Outras historia safadas

Categoria: Homossexual
Data: 15/08/2014 23:33:30
Nota 10.00
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Galera!

Carai galera, fiquei tocado com os sentimentos de vc e boas vibrações desejadas a meu pai, as mensagens tiveram muito valor para mim. O Figa dia desses me disse.

-Vamos rezar Brodão.

-Figa meu Brô vou te dizer uma coisa muito doida. Tenho vergonha de rezar pra pedir algo pro Generalzão.

-Conversa é essa?

-Meu irmão? Veja minha vida e a sua. Agora pensa na vida da maioria no mundo. Brozão fomos superhipermegas privilegiados. Figão nunca passamos fome, nunca perdemos, nunca tivemos uma única necessidade de verdade. Ouço as vidas do povo lá do Centro e me dá até vergonha de parecer que na minha fui carregado no colo.É um milagre que sejamos íntegros como somos. Parece que o Generalzão nos deu tratamento Vip. Como vou me dá ao direito de no primeiro fardo mais pesado eu incomodar o cara? Figão! Só faço chamada pra ele, para agradecerDepois de quinze minutos de voo, o Capitão avisa que atingíramos altura de salto. Já havíamos revisado varias vezes os os equipamentos. Engatamos o gancho guia, entramos em fila para saltarmos. Figa me diz.

-Brodão. Tô me cagando de medo véi!

-Relaxa Figão, do chão a gente não passa. Vamos saltar junto Brozâo. Repete comigo. Adoro o cheiro de napalm pela mänh㨠(frase do Filme Apocalipse Now, sobre a guerra do Vietnam)

-Esse negocio de passar do chão vc já provou que é possível. Esqueceu do Chile? Sabe o que não sai das minha cabeça Brodão?

-Fala Figão.

-Eu tive vários daqueles soldadinhos que usavam paraquedas. Nunca nenhum filho-da-puta deles, sobreviveu. Eu jagava da varanda, o porra caia que nem pedra.

-IHHH Rapaz, os meus também nunca se deram bem nos saltos. Mas relaxa Figão, eram aqueles paraquedas meia boca que fudiam os carinhas. Vc não vai dá esse vexame do caralho de não saltar não é?

-Ta doido?! Com todo mundo olhando? Rapaz eu pulo até sem os paraquedas!

O Chamado.

-Tenente Velásquez e Tenente Figueira. Salto!

Galera tem gente que se queixa de Deus. Puta que pariu! O cara inventa o orgasmo, a punheta, aquele outro orgasmo que é o que sentimos dando aquela mijada forte, longa sem fim, depois de umas horas que vc segurou o mijo. E nos fez loucos o bastante para se jogar em uma queda livre de 2 mil metros de altura. A maior e melhor sensação que alguém pode experimentar, não têm palavras para definir o que é um salto de paraquedas.

No chão enquanto seu coração tenta voltar ao normal, seu cérebro tenta se situar no tempo e espaço, seu corpo já sente saudade da incrível emoção que acabara de viver. Eu e o Figa ficamos uns dois minutos revivendo sozinho cada milissegundo do salto. Ele abre o maior de todos os sorrisos, eu faço o mesmo.

Figa

-Quero de novo véi!

-Sentiu o que Figão?

-Senti tudo. Medo, vontade de gritar, de chorar de sorrir, de que nunca mais parasse de voar. Velão, foi assim que o Superman traçou a Louis Lane. Aquela dança que o putão de Kripton dançou no ar com ela, descabeçou a moça. Agora sei o que ela sentiuDia desses o Marcão me enviou um link de um vídeos pornô. Um vídeo amador de dois irmão que fodem adoidado. O mais velho é ativão gostosão, e o mais novo, ainda com físico de menino está sempre disponível aos desejos do irmão mais velho, chupa sua pica com devoção e obedece a ele em todas posições. Marcão diz.

-Porra maninho me lembrou muito nós dois mulekes. O Ativo é meio egocêntrico, fala pouco, mas vê-se que ama seu poder sobre seu irmão mais que lhe serve passivamente.

Assisti e realmente também a mim, fez lembrar do passado.Recordei uma vez que numa férias da Academia, nós três a sós em casa. Papai saíra com uns amigos, empregados de folga.

Fui a copa e encontro o Marcão e o Jorjão conversando. Marcão jogara o quimono no chão acabara de voltar do treino de Judô. Jorjão só com os shorts da roupa de tênis.

Só entrar na copa e sinto o cheiro de macho suado. Marcão tinha a pele ainda brilhando de suor. Belo como sempre com seu sorriso safado na cara, sentava no balcão, coxas musculosas abertas e no meio aquele pacotão. Os cumprimentei e fiquei por ali arrodeando o papo deles, sem conseguir parar de assistir a exibição de masculinidade do Marcão. Jorjão me pergunta.

-Que é que foi Luzinho? Tai de cerca Lourenço.

Marcão.

-Queria saber Jorjão até quando vc vai acreditar que esse pestinha é o Inocente do filme. Sabe o que ele tá querendo? Muleke quer pica. Não é maninho?

Respondo

-Vc que tá dizendo.

-Tô dizendo por que conheço meu gado. Vem aqui meu caçulinha.

Basta o jeito de macho dono somado ao sorriso cafajeste que avisa que vai te traçar, que o Putão me faz obedecer como se ele possuísse o controle remoto que me comanda.

Vou até ele. E sorrindo ele comenta, depois de me abraçar pelas costas me encaixando entre suas pernas, passando as mãos em todo meu tórax.

-Jorjão olha como nosso maninho caçulinha virou um gigante. Um gigante gostosão. Olha que coisinha tesuda essa bunda nessa cuequinha slip. E os peitões todo machão?Jorjão

-è verdade Luzinho, tá bonitão pra caralho. Vc sempre o lindão da família. Não é atoa que dava dez a zero na gente como comedor de buceta.

Marcão

-Jorjão mano véi eu sei que admiração, respeito o maninho tem é por vc. A mim ele pela pica, ama o jeito que ponho sua marrentice no controle, ama ser puta minha, ama que lhe faça me obedecer direitinho e sem reclamar. V amos ver se faço sua ficha cair te mostrando como esse putinho gosta que eu lhe trate.

Me pega pelo pescoço e cola sua boca na minha orelha.

-Ouviu não foi meu machinho viadinho? Vamos mostrar a vadia safada em que te transformo. Não faz cena por causa do Jorjão, ele vai ficar ai e assistir como te fodo onde, como e quando quero. Se eu vir que está maneirando juro que vc volto roxo de porrada para Academia, e vou adorar dizer a todos que quem te deu a sova fui eu.

Me dá uma mordida no pescoço e aperta um mamilo com força.

-Entendeu direitinho o que seu picão disse?

-Sim mano.

-Ótimo, agora tira essa cuequinha.

Tirei e ele me fazendo permanecer colado a seu peito.

-Olha o picão do bicho Jorjão. Muleke tá comendo muito cu na Academia, até putinho meu o sacana já traçou. Sem contar as picas de uns brô meu, pra quem ofereci o bocão de meu putinho.

Enquanto falava ele socou um dedo no meu cu. Sussurrando baixinho.

-Caladinho, sem chiadeira.

Jorjão todo sério. Não curtia que o Marcão me tratasse feito a pior das putas. Não admitia que mesmo eu confirmasse que gostava desse jeito com o Marcão. Estava de pau duro visível no shorts.

-Tira o short mano véi, mostra rola pra ele. Vc vai assistir de camarote como deixo o marrentinha na linha.

Mesmo não sendo passivo, a safadeza do Marcão também era atendida pelo Jorjão facilmente. Ele levantou e quando ia tirar o shorts Marcão o faz parar.

-Espero mano, deixa o putinho baixar seu short e cumprimentar a pica que lhe deu caminho. –Vai lá putinho de irmão, faz o que mandei.

Solto de suas amarras, alcancei o Jorjão e me ajoelhei lhe tirando os shorts, depois a cueca.

Marcão manda.

-Mama seu descabaçador, chupa essa pica como faz na minha, bem putinha.

Olhei para cima direto nos olhos do Jorjão tentando esconder o tesão que sentia em algo que ele achava errado. Ele também me tratava como meu Macho mandão, mas recheava nossa foda de carinho intenso. O Marcão me agradava quando se sentia satisfeito com minha performance, sem nunca esquecer de deixar claro quem era o Macho e que servia a Macho.

De cara meti a pica do Jorjão na boca sem parar de o encarar.

Marcão

-Bota o puto pra engolir essa pica Jorge. Quem deve ser satisfeito é vc macho. Relaxa que nosso passivinho gosta de fazer seus manos felizes. O prazer dele é esse.

Jorjão obedece em me faz engasgar na sua rola. Fode minha boca um tempo. Marcão muda o jogo.

-Tá bom Jorjão, quando eu acabar vc dá o leite dele. Vem aqui meu machinho. Não vem assim de joelhos mesmo e mete a cara aqui no meio de minhas pernas, sei muito bom que veio pelo cheiro de macho que sentiu vindo daqui.

Na hora cai de cara na sua virilha suado impregnado do cheiro de pica e macho mais gostoso que já provei até esses dias. Ele me puxa pelo cabelo.

-Diz ai pro mano véio se não foi atrás dessa pica que vc veio.

Demorei a responder e ele me dá um surdão no pé de orelha.

Jorjão

-Qual é Marcão?

-kkkkkkkkkk, é besta mesmo, ele gosta vindo de mim. Olha a rola dura do sacana! Fala o que mandei viadinho.

-Gosto Jorjão, e gosto mesmo da foda desse sacana gostoso da porra.

-Beleza maninho, agora começa a curtir rola, mostra como esta bem treinadinho por seu mano.

Para o Jorjão ele fala.

-Tá vendo mano como otimizei os serviços que o maninho nos faz? Olha que profissional em mamar pica. – Engole bonito Luizinho, me manda sa nuvens babando meu cacete todinho.

Depois da primeira ele tomou posse de minha cabeça e chamou o Jorjão para perto e ver em detalhes sua vara sumir na minha boca.

-Que coisa linda né Jó? Olha esse machão todo carinha de modelo, tratando minha pica com tanto entusiasmo. Maninho é taradão nessa caceta. Deita na mesa maninho, vamos mostrar logo que vc já tá em nível Master no trato de pica.

Ele me deitou de cara pra cima na mesa, com a cabeça pendente. Tirou fora a cueca. Se ajeitou a medir se altura estava certa, minha boca na mira de sua rola.

-Fica do outro lado Jorge, meto forte, capaz dele cair. Aproveita e anima o safado metendo uns dedos no cu dele. Vai ver como putinho alucina com macho põe ele no lugar.

Me firmou a cara entre suas mãos encaixou a rola nos meus lábios.

-Abre a boca tesudinho. Mostra o que é comer pica.

Jorge hipnotizado vendo a pica do Marcão invadir lentamente centímetro por centímetro a jeba do Marco. Ele de olhos fixos no ato, sorria satisfeito com a proeza em que me adestrara. Jorge exclamou excitado pôs outro dedo no meu toba. Eu os apertava na boca do cu, deliciado com seu brincar no meu rabo, curtindo muito mais que jamais sonhara, em ser fudido pelo Marcão no modo bagaceira que fazíamos entre nós, pois com o Jorge no meio Marcão sempre moderava evitando as chamadas do Jorjão se achava que estava me maltratando.

Não demorou muito assim. Marcão sempre prefere meter no cu de primeira depois ser mamado até meter de novo. Bichão goza três na tranquilidade. Foda é aguentar pau no cu, quando pica já gozou duas vezes. Haja cu. Ainda lekinho, metade do corpo deles aprendi que se reclamasse do Marcão, era porrada certa ou no mínimo negação de pica por três dias.

Trocou de posição com o Jorge, pediu que assistisse bem perto cu tomando taca.

-Olha como o olhinho do cu do maninho vai abocanhando pau duro todo carinhoso. Curto meter logo pra depois demorar mais. Deixar maninho mole de tanto tomar pica de todo jeito.

Jorjão

-Vc é safado mesmo né Luzinho? Muleke gosta de ser viadinho do Marcão.

Marcão

-Dá uma mamadeira pra ele. Eu vou encher cu de porra e depois vc entra deslizando.

-Lu? Vai aguentar outra depois?

-Vou. Pô Jorjão façam o que quiserem, morria de saudade de ser bem comido por vcs.

-Foi todo. Agora assiste o show do enrabador e do come vara.

Show variado e demorado. Nem demorado quanto o Marcão gosta, pois o Jorge anunciara que sem demora gozaria.

-Guenta ai mano véi, vou carregar o cu de porra e vc vem gozar nele.

A mesa fazia um barulho infernal com as cravadas do Marcão. Jorjão entrava e saia mais lento para atrasar seu gozo. Não entendo a razão de até hoje, mesmo depois de receber picas até maiores, como a do Berga, a do Marcão parece ser o preenchimento exato, sinto cada veia do mapa que faz mais tesudo o corpo do cacete potente do mano domador de Macho.

Com o rosto em chamas e olhos injetados o Marcão gozou violento. Tão senhor de seu corpo, adivinhou o fim da remessa de porra e gozou os últimos na minha cara. Empurrou Jorge pra frente de meu rabo enquanto metia o pau lambuzado de esperma na minha boca.

-Mete de vez mano, já arregacei. –Quer pica inteira numa tacada só né meu putinho? Fala pro Jorjão como meu viadinho gosta de ser arrombado.

-Mete forte e numa só Jorjão, tem pena não.

Obedeceu ao pé da letra. Cu mesmo arrombado reclamou. De minha boca só saia incentivo a que castigasse meu cu. Acho que o ciúme em ver minha entrega ao Marcão o tornou um bárbaro nas enterradas, mais fortes ainda que o Marcão. Ciúmes desnecessários, já que adoro fuder com ele. Apenas é diferente a onda com o Marcão.

Sem muita demora o Jorjão gozou. Marcão me fez limpa-lo. Ele depois de faxinado, diz que vai dar uma geral na casa antes que nossos pais voltem.

Marcão

-Vem pro nosso quarto quero gozar de novo e te fazer gozar. Putinho tá merecendo.

Chegando no quarto ele me pôe sentado na poltrona que ele chamava de Troninho de mamador. Ali me botava pra mamar ou me fazia sentar no colo dele.

Antes da ação ele me beija a boca demoradamente empurrando fundo sua língua. Terminado beijo ele pergunta.

-Ficou zangado comigo por mostrar ao Jorjão como fudemos na relentagem?

-Não, mas acho que ele ficou enciumado. Depois vou lá e dou carinho pra mano, ele fica de boa.

-Luizinho. Falei o que acredito. Sei que se fosse pra casar vc ficaria com o Jorjão. Eu pra vc sou seu putão Ativão. Não to reclamando. Eu gosto assim. Lu! Já te falei e falo de novo. Como outros caras sim, mas curtir como curto com vc, nenhum, nunca. Verdade verdadeira é que a foda que mais me dá tesão é entre nós. Fico doido vendo o prazer que vc tem em me mamar e dar o cu pra mim. Vc nem percebe mais já vi vc fodendo num surubão, ou mesmo vc e Figa, tenho certeza que vc não faz com ninguém do jeito que faz comigo. Sou brutão eu sei, mas maninho eu amo vc como irmão e como foda. Ver vc todo machão devorar com gosto minha pica me deixa tarado. Sem contar quando de repente te mando virar o rabo pra mim e prontamente vc baixa as calças e obedece, esperando minha pica ansioso.

- Vai seu taradinho to vendo que não tira os olhos da pica. Quer mamar ou tomar no rabo.

-Vc manda.

-kkkkkkkkkkk Delicia. Fica de quatro no chão, vou te por no espeto meu franguinho.

-Já cai no chão pronto!

-AAAAAAiii maninho, cuzinho tá todo vermelhinho, vou fazer um carinho primeiro.

Põe parte do corpo debaixo de mim, mete boca no meu cu.

-Tá esperando convite formal pra mamar meu viadinho macho?

Não aguentei nem dois minutos de chupa cu.

-Porra Marcão enfia logo essa pica cara!

Meu cu parecia ferver depois de dez minutos com o cacete do Marcão atochado no meu rabo. Aguentei a dor que alcançara o nível do prazer de igual prá igual. Nada no mundo me faria pedir tempo a dor que sentia pra satisfazer o mano também era prazer.

Resolveu por na boca fazendo um 69 e ele mesmo mandando ver me mamando.

Avisei do gozo.

-Goza maninho, goza na cara de seu macho e bebe minha sopa de rola.

Aproveitei estar por cima e não sai de sua boca até terminar minha esporrada. Fundei a dele goela abaixo sentindo sua porra lavar meu esôfago.

Marcão.

-Safado, só vc pra me fazer beber macho. Mas vc pode. Kkkkkk

-----

Sempre falo do jeitão do Marcão. Para que entendam o magnetismo sexual do Marcão, conto algumas dele.

Uma vez saímos eu e a gata que namorava, ele e a gata dele mais uma irmã que chegara do sul.

Essa cunhada dele era piriguete daquelas que identificamos a milhas de distancia. Daquelas poucas mulheres que gostam e curtem mesmo uma pica. Eu acho que metade das mulheres não curtem pica ou não sabem curtir. Figa uma vez me disse uma verdade.

-Vela, quem sabe como tratar pica é outro macho. Nós sim damos valor a rola, tanto a nossa quanto a alheia. Poucas vezes vi numa mulher a entrega por uma pica como a que faz um passivo sacerdote de cacete.

Pois a tal da piriguete assim que baixou os olhos sobre o Marcão ficou alucinada. Provocava esbarrões, na fila do cinema encostou a mão na mala do Marcão como se fosse um acidente. Marcão não moveu uma palha, apenas dava uma olhada de matar passarinho toda vez que encarava ela.

Quando fomos deixar as meninas em casa, sozinhos no carro esperando que elas abrissem a porta de casa, manda que eu ponha o fone de ouvido do MP3. Chama a piriguete como se ela houvesse esquecido algo no carro. Ela na janela ele diz.

-Deixa eu aproveitar que o mano está surdo e te dar um recado, ou melhor deixar uma ordem.

-kkk, Ordem? Me conheceu hoje e já manda em mim seu safado?

Ele Poe a mão em cima do volume com a pica dura.

-Safada é vc querendo rola do namorado da irmã. Assim que te vi, soube o que gosta de verdade. Gosta de macho de verdade. Em uma hora volto e te pego na esquina, depila a buceta que hoje vc vai se fartar.

-Vc se acha né?

-Quem acha é vc. Para de manha e vai raspar essa buceta que daqui pouco te pego e te levo no self service de rola.

Rastou oi carro. Eu com o fone sem som, ouvira tudo e me esforçava para não rir.

-Viu maninho como se faz com piriguete? Ai menos essa ai com certeza abre legal as pernas pra acolher uma vara dura. Vou fazer essa puta beber tanta porra que volta gorda pra casa, sem falar no cu dentro daquele rabão de Egua.

-Caralho Marcão, to de pau duro.

-KKKKKKKKKK, Está bem maninho, já vi que quer um pedaço não é?

-Pra caralho.

-Então pode se adiantando maninho, deixa babadinha que vou te fuder na garagem de casa, tomando no cu, caladinho pra ninguém ver a puta que vc é.

Em casa foi só fechar o portão e o sacana me arriar no capô e meter só com a minha saliva lubrificando.

-Precisa gozar não Marcão. Tem a puta lá pra tu comer.

-Nada disso, vou deixar seu rabinho guardando minha porra pra tomar de novo quando eu voltar.

-Prefiro na volta. Mamar sua pica cheirando a buceta de puta.

-Arrebita esse cu porra! Tô dizendo que vou leitar esse rabo e vou mesmo. Quero guardadinho pra na minha volta ganhar mais.

Dez minutos no capô quente. Goza, não deixa que limpe.

-Deixa esporrado, para a puta chegar já fazendo a faxina.

Manda que eu guarde a pica na sua cueca e continua a falar.

- Poe só a cueca e vem.

Nossos quartos desde os 15 anos do Marcão era um anexo da casa que a maman transformara num mini loft. Nós três mesmos fizemos painéis que como paredes moveis separavam os ambiente quando algum de nós trazia alguém pra comer. Os três juntos e afastados de centro da casa, imaginem o puteiro.

Entramos e ele afasta o painel do Jorjão. Este estudava no computador.

-Ai mano véi, vou faturar a cunhadinha, putinha delicia. Só a xaninha que numa hora que abaixei na mesa e a puta abriu as pernas pra mostrar a calçola e vi que era peludinha, mas já mandei a vadia raspas. Vc sabe que sou taradinho em buceta caqrequinha. Kkkkkkkkk Que vim também meter na vagaba?

-Se tivesse aqui ate comeria,to até precisando de um trato mesmo, mas vou estudar mano. Vai nessa, conta prá gente como foi a empreitada quando voltar.

-Fica na carência por que quer, maninho afinzão de ordenhar e vai ser vc. Na volta abaixo o fogo dele.

Marcão simplesmente deu o beijo de comprimento no rosto do Jorge, meteu a mão na perna do pijama pôs a pica do Jorjão pra fora, me chama e manda.

-Dá uns carinhos no mano, e me espera nu. Vou trazer sua encomenda. Dá tchau pra ela.

Quando soltou minha cara em que ele esfregava a pica, dei um beijo uma sugada na cabeça e a guardei em sua cueca. Fui cuidar da outra.

Marcão saiu e me deixou entre as pernas do Jorge.

-Lu! Lu! Está animadão hein? Mamadão VIP.

-Jorjão, me come mano.

-Marcão não te comeu não?

-Meteu um pouco, mas quero a sua. (Bichinho fica no céu quando me ouve dizer que prefiro ele ao Marcão, pira querendo me agradar)

-Quer como meu lindinho?

-Do jeito que vc quiser.

-Então senta.

Precisa pedir de novo? Nunca. Rapidão rebolava nos pentelhos dele.

-Sacana tá com o cu cheio de porra. Cara do Marcão mandar guardar porra no rabo, foi isso?

-Foi.

-Arruma espaço pra mais, lá vai porraQuando o Jorjão foi pra ESPECEX o Marcão se toca que o próximo seria ele.

-Pô Lu! Ano que vem vc vai ficar sozinho. Já pensou nisso?

-Nem fala, por isso que te falei que vou pedir ao Papai e a Mamam que eu me mude para uma republica. Mamam deu força, diz que vai convencer o Papai.

-Já tá nesse nível essa treta sua?

-Te falei, acreditou não?

-Bem, talvez seja bom mesmo pra vc maninho, começar a se acostumar que não passaremos vivendo juntos a vida toda. Eu sei que só em pensar ficar longe de vc, me dá tristeza. Promete nos visitar ao menos duas vezes por mês?

-Claro, como acha que ficaria sem vcs? E vcs também podem me visitar.

-Imagino o tanto que vc vai aprontar solto no mundo.

-kkkkkkk, nem tanto.

-Sei......

Marcão tinha sido o principal motivo da Mamam nos “presentear” nos pondo a morar fora da casa. O sacana comeu algumas filhas de amigas dela. Sem contar as próprias amigas, as mais safadinhas cansadas da mesma rola por muitos anos, caiam na safadeza do filho tarado da amiga. Uma vez num chá entre amigas. Flagrei o Marcão comendo o cu de uma sobrinha de amiga da mamam., Ela fez a loucura de esquecer quem era o Marcão e pediu a ele que distraísse a menina deslocada entre mulheres mais velhas. Foi fechar a porta e o Marcão dar um beijo desentupidor de pia de fazer o cabaçinho se sentir numa novela. Seguidamente aproveita da menina em transe por ter o garanhão do bairro dizendo-lhe no ouvido que ela era a garota mais fantástica que ele vira. O elogio deu passagem ao dedo que entrava pela beirada da calcinha. O garotão popular entre a mulherada mostra a pica e diz que ela faça carinho como ele faz na sua pererequinha. Apesar da hipnose garota se negava a deixar aquela rolona entrar na buceta cabaço.

-Tem problema não minha Deusinha, vou por na bundinha, seu cabaçinho sai do jeito que entrou aqui. Deixa seu escravinho que está louco pra te fazer feliz dar um beijinho na sua bundinha?

-Sei não Marco, será que não dói muito.

-Nadinha, é como se fosse um beliscão e passa logo. Nunca machucaria a gata que há tanto tempo sou fissurado pra ter pra mim.

Mentira braba, acabara de ver as fuças dela naquela hora, crime fez a mãe que brincando comentou que ela achava Marcão um herói de romance. Na hora o Marcão pensou.

‘Essa vai ser fácil né minha pica? “Daqui a pouco danadinha vai estar feliz como nunca, comigo montadão nela”

----

Uma vez. Jorjão ainda não chegara do Inglês. Eu e o Marcão brincando do joguinho de bater punheta sem tocar no outro, só contando as fantasias que passa na cabeça da gente. A campanhia toca. Deve ter chamado muito, pois nosso mundinho no fundo do terreno era distante do som da campainha.

Marcão põe apenas uma cueca, ainda de pau duro e melecado de gel e das linguadas que eu dava quando precisava lubrificação e ele fazendo o mesmo comigo. Achou que seria um recruta para algum serviço em casa. Se tem uma coisa que Marcão nunca nem pensou em esconder é sua ereção se está entre homens. Se olham ele pergunta se quer ver. Entre mulheres, só quem ele desejava ele deixava-se flagrar ou se exibir. Já vi muita mulher endoidar com o exibicionismo do Marcão.

Não era um recruta, eram dois viadinhos irmãos que a mulher do comandante da base criava. Os dois magrinhos moreninhos e bonitinhos, jeitinho viado.

Os caras perderam a fala ao ver o Macho de cueca com a barraca armada, sem intenção nenhuma de esconder seu estado. Vendo esse efeito nos viadinhos e o Jorjão fechando o portão atrás dele. Diz ao Jorge na passagem da porta. Arruma lá o cafofo que vou levar um lanchinho.

Marcos o chama atrás da porta.

-Vai comer os viadinhos mirins?

-Tem alguma reunião marcada que o impeça de ganhar boca e fuder cu? Vou comer sim e de tudo que é jeito. Lava a pica que todos nós teremos duas bocas no Spa de viado.

O Jorge diz. Ok mas sei não se como cu. Será que aguentam picão, tão frageizinhos? Se bem que são duas menininhas bonitinhas nè?

-Vc e suas viagens mano. Em que planeta vc viu viado correr de picão? Vai lá que vou aprumar as bixas. Fiquem logo vc e o Luzinho nus. È chegar e usar as bichinhas. Vai ver como vão até perturbar de querer mais.

Voltou pra porta.

-Entrem um pouco. Vou pegar um papel para anotar o recado que a tia mandou.

-Precisa não.

-Entrem.

Sentou ambos no sofá e andava pela sala com aquele barracão armado que mais parecia um circo de tão volumoso. Parou a frente deles. Viadinhos sem experiência até gaguejavam pra responder perdidos sonhando com o que ele escondia na cueca.

-Pô não achei papel.

-Depois passamos então.

-Mas vão sair sem curtir o que tanto deixou vcs nervosos.

-Como assim.

Ele abaixa um pouco a cueca e a cabeça sai fora.

-Não era isso que não conseguiram parar de olhar.

-Que é isso Marcão?

-Larga de bobagem viados. Tá escrito na testa de vcs a vontade de pegar e se acabar nessa pica. Vem. Pode pegar.

Eles ficaram sem voz, com medo do grandão com fama de Dono da rua, e pela duvida misturada a imensa vontade em obedecer o macho que lhes mostrava a rola duríssima.

-Olha aqui seus viadinhos, pega agora ou nem em sonho vai ter essa oportunidade.

Um deles se adiantou e o Marcão pegou a mão dele e pôs a abraçar rola. Chamou o outro.

-Vc também, venha.

Antes de ir ele titubeou. Marcão deixou que pegasse e depois botou a mão do menino-menina, pôs a mãozinha delicada dentro da mão raquete dele e apertou firme, o viadinho gritou um ai de dor.

-Olha aqui Marcinho, quando eu mandar, não demora a fazer o digo. Para poder dá um tratinho nessa rola, obedece o dono dela. Os dois entenderam?

-ta bem Marcão, só não bate na gente, por favor.

Ele passa a mão na cabeça dos dois que seus braços já os puseram de joelhos.

-Que bater coisa nenhuma! Marcinho e Flavinho, vou apenas dar o que vcs querem. Aproveito e vejo se valem pra uma desafogada de vez em quando. Agora cada um dá uma lambidinha e me diz se gostou do sabor.

-Gostaram.

-è salgadinho mas o gosto é bom.

-já deram o cu ou mamaram macho?

-Não, temos medo dos meninos nos baterem.

-kkkkk Vou fazer um trato com vcs. Faço de vcs meus viadinhos, vcs obedecem tudo que eu mandar e dou aviso geral que não perturbem vcs e se verão comigo. OK?

-Siiiiimmmmm

-Então venham aqui no quarto. Vão tomar leite e perder esse cabaço no rabinho.

-è muito grande Marcão.

Tapa na cara.

-Deixa de ser frouxo viado. Não inventa problema se eu quero alguma coisa, faz e pronto. Onde já se viu viadinho dar sugesta a Macho?

Entra em nosso quarto. Os novinhos ficam sem graça, não achava que estaríamos ali.

-Ai Manos! Duas vira-latas pra dar um treino. Tirem as roupas viados.

-Vai ser os três.

-Por enquanto. Quero vcs nus pra gente resolver se merecem nossas rolas.

Saiu enquanto eles se despiam fugindo os olhos dos nossos. Eles nus, eu e Jorge chamamos.

-Chega aqui Marcinho, Favinho vai no Jorge, tirem nossas cuecas pra ver se gostam.

Os dois já chupando cabeça de rola e entra o Marcão com duas tanguinhas na mão.

Pergunto

-Onde achou isso.

-è da faxineira, aquela que flagrei me vendo na bronha pela fechadura. Lógico que foi agraciada antes de voltar pra casa.

-Mamam se souber te capa. Disse rindo o Jorjão.

-capa nada, ele sabe o valor do filho.kkkkk nem sei quantas bronhas minhas a Mamam já flagrou. Ela se envergonha, não me conta e eu finjo que nunca aconteceu. Kkkk

Para os viadinhos ele fala.

-Vem aqui minhas cadelinhas. Gostei dos rabinhos,só falta uma raspadinha na gilete, resolvo agora. Marcinho, vai ao banheiro e pega espuma e o barbeador na pia. Veste isso aqui, vc também Flavinho.

Com a ameaça que ouviram na sala sobre a consequência de uma rebeldia, vestiram rapidinhas as tanguinhas fio dental. Marcão mandou que pusesse os paus para trás, para que não fossem vistos na frente da tanga.

-OOO Marcinho, aliás, os dois, esses pauzinhos pequenininhos gozam?

-Sim.

-KKKKKKKK Que piquinha pequena da porra, parece um dedo midinho. Se bem que só usam pra mijar né? A natureza é perfeita as vezes, pra que dar rolão se o cara nem vai usar?

Eles riram. Macho já era dono de verdade.

-Desde sempre sabem que gostam de pica?

-Sim, eu e o Flavinho sempre gostamos, mesmo assim somos virgens.

-Aposto que já meteram uma cenoura no cu.

-kkkkkkkkk já.

-Vai um de vcs na geladeira e trás duas das grandes. Corre viado, não viu que tem serviço demais pra vcs hoje?

Acabaram indo os dois, tão rápido que levantava tufos de grama. Marcão se acabava de rir. Nunca vi alguém tão feliz exercendo poder sobre outro.

-Manos, melhor para tia Zélia e falar que eles estão nos ajudando a arrumar o quarto. As bichinhas só saem daqui depois da gente brincar muito nas boquinhas e nos cus futuros ex-cabaços

Trouxeram as cenouras, Devia ser o auge da estação de cenouras pareciam mais salames grandões.

-Manos sentem perto para um deles mamar os dois, o outro vai raspar o cu do mamador. Detesto viadinho de cu peludo. Isso é coisa de macho. Viadinha mulherzinha tem que andar com o cu lisinho e bem lavado. Se cagar no meu pau vai limpar com a língua.

E para os novinhos manda essa.

-Tão prestando atenção viadinhos? Se aparecer aqui depois, e sei que vão, de cu peludo ou cagado a coisa fica feia pro lado de vcs.

Eu e Jorge sentamos na minha cama encostados a cabeceira.

-Vai Marcinho agora sobe na cama e cuida das picas na sua frente. Vc Flavinho abre o cu do seu irmão pra vistoria.

-Hummmm, é cabaço mesmo! Marcinho mostra o seu pros manos. Viram? Parece um olhinho né? Kkkkkkkk Vamos fazer uma plástica neles, deixar na forma de pica.

Um depilou o outro que mamava as vezes os três.

-Agora os dois numa pica só. Vira oi cu pros manos. Está bem lavado mesmo esse toba? Meteram a duchinha como falei?

-Sim.

-Deixa ver.

Com os dois obedecendo a arreganhar sempre mais. O Marcão cospe no dedo maior de cada mão e os mete um em cada cu. Dá uma giradinha no dedo. Ri para mim e o Jorjão quando ele cheira pra certificar se está cheiroso. Nos diz.

-Mas viado tem uma mania da porra de miar feito gato. Olha como miam só com um dedo!

Eu

-Experimenta as cenouras

-É mesmo Lu, tinha esquecido.

Pega as duas cenouras dizendo que não queria nada maior que nossas picas. A dorzinha da enrabada tinha que vir por causa de pica.

-C hega aqui os dois. Fiquem de costas e tenta tocar os dedos do pé. Isso! Agora sim cuzinho tá mais bonitinho. Cada com uma pica na boca pra gente ver até onde entram as cenouras.

Depois que entraram alguns centímetros a miação foi ficando muito alta., Ele manda parar e só é obedecido depois de deixar as digitais marcadas nas bundas miadeiras. Deixou que acostumassem, fez que eles andassem engatinhando dando voltas no quarto, rebolando o rabo. Chamou-os Nos três brincamos muito em seus cus, metendo as cenouras e dedos juntos.

Marcão me faz sinal para estar junto dele enquanto os dois de quatro na cama de rabo empinado. Tiramos devagar as cenouras e de novo as metemos, varias vezes até que o Marcão me faz socar pica junto com ele aproveitando os viadinhos mais relaxados. Só com as cabeças os dois já choravam, de soluçar. Jorjão com dó pergunta se quer pare. Marcão balançava a cabeço puto com a folga que o Jorge deu as bichinhas. E ouvindo a resposta deles me fez meter sem pena junto com ele.

-Não Jorge, precisa tirar não, está até diminuindo a dor. A gente pode chupar seu pau para distrair da dor?

Mais tarde a sós Marcão fala para o Jorge.

-Para de ficar com peninha de cu. Vc não entendeu ainda que esse tipinho viadinho fêmea curte macho bruto. A gente ainda é legal, tenho amigos que nem olham na cara da bixa, fodem a boca e cu, limpam a pica, não dirigem palavra a eles e nem tchau dão! E já vi muito viadinho passivinho máximo ficar ainda mais feliz por causa do tratamento como inferior. Viagem de cara submissão mesmo é essa mano! Vc sabe que não sou esse Lobo Mau com todo mundo mano. Só com deixa escapar que curte, e como sou chegado em ser o Dominador bruto, faço felizão. Kkkkkk

Jorjão contagiado no clima do Marcão fudeu brabo a boca dos dois. Eu enjoado da miadeira, sai do cu. Jorjão virou o Flavinho como se fosse boneca de trapo, meteu furioso com o viado segurando a cabeça pra não perder o juízo, se é que sobrar algum desde o momento que acostumou na vara. Eu para não acabar com a viagem do Marcão curtindo os viadinhos obedientes, ofereci a pica à suas bocas enquanto eu assistia o Jorjão e Marcão se revezarem nos rabos deles. Ambos gozaram na aula de montaria de pica. Nós três gozamos com eles ajoelhados mamando tudo9 que via pela frente até ganharem banho de porra.

Acharam que acabara a farra e iam se vestindo quando o Marcão pergunta aonde vão.

-Pra casa.

-Quem liberou?

-Achamos que tinha acabado.

-Dois viadinhos lesados. Acaba quando eu disser que acabou e mandar embora. Vou meter mais, quero as duas menininhas rebolando de quatro na minha pica feito mulata sambista. Eu e os manos vamos tomar banho e vcs vão dar uma geral no quarto. Vassoura, pano de chão e produtos de limpeza estão atrás do balcão da copinha. Demorem não na faxina, quando sairmos, quero quarto nos trinks. Corram viados, acabei de dizer faxina e em 15 minutos, e muito bem feita se não quiser e com os cabos das vassouras dentro do cu até em casa. O banheiro vcs lavam quando sairmos

Comentários

22/09/2014 00:35:58
Major Vela a cada dia melhor os seus contos. faz tempo que o acompanho. mas é difícil comentar. passei hj só pra te dizer que tens me inspirado mto. sou um cara jovem e depois de ler seus relatos minha postura de vida mudou muito em relação a minha sexualidade e tbm com meus parceiros dr foda. tudo graças a vc. vejo a vida com outros olhos. sou seu fã. força pra o seu pai. confesso que ñ consegui conter as lágrimas no outro conto quando dividiu conosco a luta de vcs. creio que todos nós seus fãs estamos torcendo para que tudo corra bem. um bjão... abraço!
26/08/2014 12:19:47
Caralho......Descobri seus contos agora e já quase me gozei todo lendo essa foda maravilhosa. Com certeza irei ler todos se pular nenhum.
17/08/2014 15:16:00
Adorei essa montagem de várias fodas... Muito boas como sempre! Pensei que você ia contar mais da plantada de guasca do Marcão na piriguete. Aguardando ansiosamente mais!!! Você tem me inspirado muito!!!
17/08/2014 13:38:17
Oi Milico, quer dizer que você tem vergonha de rezar pra Deus hein. Então porque você não reza pra Ares ou Marte que são os deuses da guerra, afinal vocês são os guerreiros da Pátria (só uma sugestão). Quanto ao conto, maravilhoso e deixando todos excitados. Mas o melhor de tudo é que O JORJÃO VOLTOU!!!!! Eu AMO esse homem, com ele na roda não tem pra mais ninguém. Desculpe, eu adoro você mas além de você ser um homem sério (kkkkk), eu sou fiel ao seu Primeiro Macho rsrsrs. Beijo
17/08/2014 11:08:33
Chegay de novo! Acho que se tivesse mais um pra ler, o sangue do meu pau ia coagular. Credo, o Marcão é terror e esse lado sado é bem obscuro. Bem interessante o Jorge, apesar de todas as fodas ele se mostra mais calmo e preocupado com o passivo, mas basta uma ordem e ativa o fodedor. Bem, essa doença desgramada é terrível, isso mostra o quão nada somos, no instante que estamos bem, daqui a alguns minutos podemos estar acamados, força pra vocês e que seu pai consiga vencê-lo. Você já foi para o campo de guerra ou teve que entrar em local de outra cidade, algo do gênero? Abraços!
16/08/2014 22:10:49
Perfeito como sempre. Se puder te pedir uma coisa: no seu proximo relato se descreve fisicamente. Tenho muita curiosidade.
16/08/2014 01:59:30
Caraca! Marcão é o demonio na foda! Jorge e o senhor devem rir pra caralho com esse endiabrado perto! Seus relatos tem de tudo tambem: suspense, romance, erotismo, dominação, orgia! É por esse variedade de situacoes cotidianas, pessoas e sexuais que eu (e acho outro leitores tambem) fica viciado em acompanhar as aventuras do Major Vela e sua tropa! Boa noite e ate o proximo relato.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mulher com priquito grande fazendo sexo com Renata tudo mudassepapai penetrou a minha buçetinha virgem e sem pelinhoswattpad enteado gay chupando o pau do padrasto musculosoxvideos nao resisti ao padrasto dotado q fode sem do ela gemendo muitoxvidio mulheris gostosas trocando obiquinho de banho no banheirof***** pelos peões da obra contos eróticos gayssòmente no cuzinho da esposavídeos pornô eróticos com pau grande e grosso lindos com a pontinha bem geladinha e bem fofinhoVIDIOPOMO DI PAULISTA conto erotico molestada usando leggingcontoprimeirafodabranqinha se esbarra na pica xvcontos eróticos com foto meu bancario sarado e bem dotado mãe bem velha tropa do com filho sexo incesto contos vídeos todos novosirmão gemeos loirinhos emos gay fazendo sacanagemMinha esposa centou no colo de outro cera que eu sou corno manssoxsvideo de porno casero itiada fudeno com padrasto armadozoofilia cachorro engatado com mulher g************* de dias corridoscontos eroticos com nerd tristonhoincesto gay papai me fez de putinhacontos de incetos e orgias entre irmaos nudismo piscina em casaContos eroticos com fotos de podolatria chupando pes da prima dormindosbucetascontocalcinha atirando de lado e mostrando abucetacontos erótico transei com minha sograpornô pornô socando o pau na b***** da dona Zefa cachorro tocando pau na b***** da donacunhada safada e a mulher alisando o cunhado caralhudo ,contos e relatos eroticoscontos eroticos climax daputinha dando pros amigosmae e filho trazando ele goza detro delasmulher matematica com pau no cu e pedindo mais pornoesposa da cu sangra e estremece porno caseirocontos eróticos o tio com minha namoradafotos de irmanzinhas mais novas provocando seus irmaos e levando pica durCarnavalnazoofiliaela "abriu a porta" pelado meu pau banheiro "minha tia"xvidios outros purai favoritoscontos eroticos br. meu primo me fudemulher gosando de mas qe xega espirra lange.comsou evangelica casada mas adoro da o cu pro meu visinho que vivi me comendoanal normalistawww.as gordinhas na zoofelia com animais ajumentadosanal violentto e profundo com gozo dentvirei puta do meu irmãofull hd xxx videos of cologiraas mulheres cm a buceta grande panel de fuscaContos eróticos policial rodoviário pirocudo gayconto porno eu tava so de cueca e minha filha sento no meu colourologista conto gayContos eróticos de incesto com fotos de mulheres peluda e comadresbotou a calçinha de lado e mostrou abuçetaxx pornô quero ver minha vizinha casada bençãocontos eu e meu marido fomos no jogo de futebol no onibus dei pro negao eninguem viulevei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frentecontos meu cunhado tinha um pau gigante e eu quis experimentarconto gay virei namorado do tio viuvomorena boa tocando punheta pro cadavermeu cu é todinho teuContos eróticos de incesto mae que cuzinho guloso e o seu engoliu todo o meu cacetaocontos eróticos roçando meu cacetao por cima fa bucetinha da irmanzinhacontos eróticos mulher endividadazoofilia baixo saiadoce nanda parte IV contos eroticosxvideos so com meninas de 17aninhos de idade e com acssilas peludinhasarrombando.o cu da deisy a forçafotosde travesti peitudo ecusaoMeu voyer filhocontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idademulheres bostas scatcontos gay me apaixonei pelo meu cunhado novinho hetero que me humilhavagostoso chupar meu amigo na chuvasexo em familìa safadao ver novinha de roupas curta e fica b punheta pensando nela e ela nao gostouxvideo.ana desfarsado no quarto da novinhacontos bunduda do corno no pagode no sitioContos mesmo depois de casada meu primo me enraboucontos erotico meu marido me flagrou de baixo de outro macho