Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Meu marido os contratou, mas fomos nós quem os pagamos

Autor: Milla
Categoria: Grupal
Data: 04/10/2014 19:39:04
Nota 10.00
Assuntos: Grupal
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, pessoal, meu nome é Milla e acho que vocês já devem me conhecer de outros contos e estou aqui para contar mais uma história da nossa vida sexual. Nesse capítulo eu vou contar algo que acontecera com minha adorável sobrinha, a Duda, espero que gostem. Duda é filha da minha irmã mais velha e há dois meses veio morar conosco para ficar mais próxima do cursinho pré-vestibular que ela está fazendo e ela também curte a idéia, pois interage mais com o pessoal do nosso condomínio do que com os vizinhos do prédio da minha irmã. Nos damos super bem também, aliás nossa diferença de idade é de apenas 4 anos o que ajuda a sermos super amigas. Mas vamos ao que interessa. Estávamos com sérios problemas de infiltração no nosso apartamento e Ivan chamou um rapaz para consertar o vazamento. Ele foi indicado por um vizinho e amigo nosso do apartamento ao lado, o qual dissera que ele era muito bom em qualquer desses serviços de pedreiro, hidráulica, elétrica, enfim e que também não cobrava caro pelos serviços. O nome dele era Paulo, mas só o chamavam de Paulão e confesso que fiquei impressionadíssima com aquele homem no dia em que chegou lá para começar o serviço. Era um negro alto, careca, malhado, lindo e estava muito bem vestido. Com todo respeito a classe, ao ver um homem como aquele na rua eu jamais poderia imaginar que ele fosse pedreiro. Ele ainda trazia o sobrinho com ele, dizia que era ajudante dele e o garoto até se parecia um pouco com ele, embora bem mais franzino. Paulo parecia próximo dos seu 30 anos e seu sobrinho próximo aos 20 anos. Eu entraria de férias dois dias depois e eles teriam que ficar sozinhos com minha sobrinha o que me deixou super preocupada, cheguei a falar com Ivan para remarcar e esperar eu entrar de férias, mas ele disse que Jonas garantiu que ele era de confiança e que fazia serviços para vários vizinhos no condomínio há anos e eu acabei cedendo, até porque aquele vazamento estava insustentável já, causando transtornos ao nosso vizinho de baixo e o quanto antes solucionássemos aquele problema melhor. E assim fomos para o trabalho naquele dia e deixamos eles com Duda. O cursinho dela era à noite e daria tempo dela ficar com eles enquanto isso. Lembro-me que no segundo dia quando cheguei em casa a Duda estava com um shortinho desses de lycra bem provocantes e eles de saída... Ela estava com um sorriso no rosto que estava me encucando. Eu sabia que tinha acontecido alguma coisa. Me fiz de boba e comentei com ela:

_ E aí? Gostosinho esse sobrinho dele, não?

_ Hãn? O que disse?

_ O sobrinho do pedreiro! Gatinho ele, não achou?

_ Ah, sim! É! Bonitinho sim! (risos)

_ Você pensa que me engana, né? Me conte, vai!

_ Pode me contando tudinho o que aconteceu! (risos)

_ O quê? Como assim, tia? Não aconteceu nada!

_ Duda! Não minta para mim! Eu não sou idiota, tá! Você transou com eles, não foi?

_ O quêêêê? Que isso, tia! Tá louca?

_ Não! Não estou não e não vou sair daqui enquanto você não me contar tudo e quero todos os detalhes!

_ E não fica com essa cara de assustada não, pois não vou brigar com você não, já tive a sua idade também. Vai, conta! (risos)

_ Ela mal sabia que eu estava testando ela, mas acho que ela acreditou que eu tava mesmo curiosa e que não brigaria com ela e começou a balbuciar alguma coisa.

_ Tudo bem! Mas, como você pode saber? Você nem estava aqui!

_ Eu sinto as coisas, minha linda! Mas vai, me conte!

_ rsrs... Bem, depois que você e o Ivan saíram eu disse a eles que tomaria um banho e que eles poderiam ficar à vontade e propositalmente eu coloquei esse shortinho para tentar provocá-los! Pausa...

_ Sim, e?

_ Bem, eu toda hora passava para lá e para cá oferecendo alguma coisa a eles e pude notar que eles, especialmente o sobrinho dele não tirava os olhos da minha bunda quando dava as costas. Eles também cochichavam às vezes.

_ Teve uma hora que eles pararam para beber um pouco de água e me acompanharam até a cozinha. Nesse momento o Paulo começou a conversar comigo, me fez algumas perguntas, o que eu fazia, o que gostava de fazer nas horas vagas e tal e ficamos conversando por uns minutos. Aí eu perguntei:

_ Vocês vão terminar tudo hoje?

_ Eles riram e o Paulo, disse: o quê? Nem começamos e você já quer que a gente vá embora? Poxa! Valeu!

_ Não, claro que não! Que isso! Muito pelo contrário, quer dizer... Nessa hora eu me enrolei toda, gaguejei e acho que o Paulo percebeu que estava gostando da idéia deles aqui. Ele então se aproximou e disse:

_ Calma, linda! Você tá nervosa?

_ Eu? Claro que não! Por quê?

_ É que você me pareceu tensa! Quer dizer então que é justamente o contrário? Que quer que fiquemos mais tempo, é? Gostei de saber! Mas ficamos super curiosos agora e queremos saber o porquê?

_ Conta para a gente, vai!

_ Hãn? Não sabia o que dizer! Antes mesmo que pudesse pensar no que responder, Paulo se aproximou e disse:

_ Nossa! Como você está vermelha! Você é linda demais, sabia menina? E o que é ainda melhor, você sabe provocar! Eu estou louco de vontade de te dar um beijo, posso?

_ Nisso, ele já estava com a mão na minha nuca levando minha cabeça de encontro a dele e apenas deixei que ele me beijasse.

_ Ele me deu o melhor beijo da minha vida e começou a passar a outra mão na minha bunda enquanto segurava a minha nuca com a outra e me beijava. Pude sentir o volume do PAU dele na minha barriga, quase nos meus seio, pois ele é bem alto.

_ E o sobrinho dele? (Eu perguntei)

_ O sobrinho dele assistia a tudo sem ação, até que Paulo sugeriu que fôssemos para o quarto e eu aceitei e me entreguei de vez.

_ Ele então cochichou no meu ouvido perguntando se eu topava brincar com o sobrinho dele também e eu disse que sim. Não sei o que deu em mim.

_ Fomos os 3 para o meu quarto e...

_ Para o seu ou para o meu??? Fale a verdade!

_ Desculpe, tia! Fomos para o seu por causa da cama de casal! Até porque, além de tudo é uma King, né?

_ Eles fizeram um sanduíche em mim antes de me jogarem na cama e ficaram me beijando o pescoço, as costas, passando as mãos na minha bunda e na minha boceta e chupando meus seios. Depois o Paulão me jogou na cama, arrancou com violência o meu short e minha calcinha, abriu bem as minhas pernas e começou a me chupar. Ele ainda virou para o sobrinho e disse:

_ Vai, Jorge! Dá a piroca para essa putinha chupar! Essa ninfetinha tesuda e gostosa! Agora você é todinha nossa, sua safada!

_ Você tem cara de que adora dar uma mamada! Aproveita enquanto eu me delicio bastante aqui nessa sua bocetinha saborosa e chupa bastante o meu sobrinho, pois já já será a minha vez de sentir essa boquinha de veludo na minha ROLA.

_ Isso! Chupa! Chupa sua cadelinha!

_ Ele me chupava gostoso! Estava gostando tanto daquela sensação que no início eu mal conseguia me concentrar em chupar o sobrinho dele. Ele ficou um bom tempo me chupando assim, sei lá, uns 10 minutos talvez e só depois que mandou eu me virar e ficar de 4 é que eu comecei a chupar com mais vontade o sobrinho dele.

_ Hum. Mas e aí? Gostosa a piroca do sobrinho dele? O que mais? Conte, menina!

_ Sim! Deliciosa! E é enorme também, tanto que mal consegui enfiar a metade na boca.

_ Nessa hora eu fiquei super curiosa e doida para conferir aquilo tudo de pertinho.

_ O Paulo começou a passar a língua no meu cuzinho enquanto eu chupava o sobrinho dele e eu comecei a ficar com um tesão danado.

_ O Jorge começou a bater com o pau na minha cara e me xingar de vagabunda e de piranha tesuda, gostosa, vadia, puta, enfim.... De tudo que vinha a mente deles... Quanto mais eles me xingavam, mais eu ficava excitada... O Paulão percebendo o quanto eu estava molhada, disse:

_ Não agüento mais, tenho que te comer já, sua vadia, pois já estou quase gozando só de tesão!

_ Vem cá, vem! Deixa eu te arreganhar todinha e cravar meu PAU nessa xerequinha apetitosa! Vou te arregaçar todinha, sua PUTA!

_ Ele se ajoelhou na cama atrás de mim, encaixou a cabeça do PAU dele na portinha da minha boceta e com bastante dificuldade começou a me penetrar aos pouquinhos. Levou bastante tempo até que entrasse mais da metade do PAU dele nela.

_ Sério? Mas por quê? Era muito grande? Você disse que a do sobrinho era enorme, a dele era do mesmo tamanho?

_ Não! Era ainda maior, tia! E bem mais grossa também!

_ Nesse momento eu cheguei a ficar molhada e já cheia de más intenções!

_ Ele continuou me bombando por sei lá, uns 15 minutos e comecei a sentir entrar bem mais, mas não tudo. Depois eles trocaram de posição e eu comecei a chupar o Paulo enquanto o Jorge comia a minha boceta! Eu também não senti o PAU do Jorge inteiro na minha boceta, mas tive muito mais prazer com ele.

_ Depois o Paulo disse que queria me comer de novo, me colocou de franga, arreganhou minhas pernas e começou a botar com mais vontade na minha boceta deixando todo o peso do seu corpo cair sobre o meu. Nessa hora eu já sentia o PAU dele quase todo dentro de mim e uma sensação de prazer e ao mesmo tempo de estar sendo rasgada por aquele PAU monstruoso dele. Mais uma vez eles trocaram de posição e voltei a sentir mais prazer com o Jorge me comendo de franga! Entrou tudo e após uns 5 minutos de uma metida bem gostosa eu gozei no PAU dele.

_ Já me encontrava exausta, mas após uns 15 minutos de descanso o Paulo novamente me pegou e me fez sentar no PAU dele. Ele estava deitado na cama e me fez cavalgar naquele PAU descomunal que eu mais uma vez não conseguira sentir totalmente dentro de mim! Adoro homens PAUZUDOS, mas acho que definitivamente ainda não estou preparada para encarar um desse tamanho! Ficamos uns 10 minutos assim até que ele gozou e eu não. Depois foi a vez do Jorge querer o mesmo e assim como nas duas primeiras, foi maravilhoso e gozei pela segunda vez no PAU dele! Ele percebeu que eu tava sentindo bem mais prazer com ele e tava louco comigo! Podia ver o brilho nos olhos dele.

_ Eu já cansada e o Paulo vendo que não adiantaria tentar muito mais que eu não iria gozar com ele, disse que queria gozar na minha carinha de VAGABUNDA e pediu para que eu ajoelhasse a abrisse a boca e eu obedeci. Bastou ele tocar por pouco mais de 1 minuto para jorrar a porra dele na minha boca e na minha cara todinha. Ele gozou muito e eu engoli parte dela. A porra dele era grossa e deliciosa. Ele disse para eu me preparar porque amanhã teria mais e que iriam comer o meu RABO da próxima vez e que a partir daquele momento eu seria a putinha obediente deles.

_ Ele me fez implorar para eles me comerem de novo.

_ E você? Implorou?

_ Claro! (risos)

_ Você não tem juízo! Vou mandar você de volta para casa da sua mãe!

_ O quê??? Como assim, tia? Por quê?

_ Por quê? Depois disso tudo você pergunta, por quê?

_ Mas, mas você disse que eu poderia te contar sem problemas e que tinha tido a minha idade e parecia estar até gostando da história!

_ Você acreditou? Eu tava te testando, menina! Você não tem nenhuma responsabilidade! Onde já se viu abrira a perna para dois estranhos e que você conhecera a um dia atrás? Sem contar que você é tão pervertida que deu para dois ao mesmo tempo! Já tão nova é uma tremenda VAGABUNDA!

_ Pode arrumar as suas coisas e vazar para a casa da sua mãe! Vou pensar melhor nisso tudo e depois converso com a sua mãe sobre o seu futuro ou não aqui em casa!

_ Tia! Por favor! Não faz isso comigo, tia! Me desculpe! Isso não vai se repetir, eu prometo! Eu não quero ir!

_ Duda, vá embora! Some daqui o quanto antes!

_ Qualquer dia desses eu chego em casa e pego você dando para o Ivan!

_ Ela começou a chorar e correu para o quarto soluçando e uma meia hora depois saiu com a mala já pronta!

_ To indo! O que eu digo para a minha mãe? Você irá contar a ela?

_ Ainda não! Inventa qualquer coisa! Você é inteligente, com certeza irá se sair bem!

_ Cheguei a ficar com pena da minha sobrinha, mas se ela continuasse por ali estragaria completamente os meus planos.

No próximo conto eu contarei como foi o terceiro dia deles lá em casa. Até mais, queridos.

Beijos da Milla.

Comentários

uem
07/10/2014 20:34:56
muito bom queria fazer um serviso eletrico ai em sua casa para fuder tia e sobrinha safada
06/10/2014 17:57:06
me dar a buceta tambem [email protected]
05/10/2014 21:31:14
LINDO CONTO!!
05/10/2014 04:02:03
Não seja má, deixa ela ficar e façam uma suruba a quatro.
04/10/2014 23:27:18
vc que deu no lugar dela né? podemos nos conhecer melhor? [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eróticos uma vida incestuosa como tudo começou pt 3contos incestuosos papai. trepando com filha casada e genro olhandoConto flagrei com bananaconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorchupando buseta labefo pasda mso bocsmulheres bostas scatcontos eróticos meu cunhado pausudo mi arronbou todos os buracos blogs velho seboso pauzudoxxvideo n paguei tive dar cu eterogaysou virgem porque meu tio so chupava minha bucetinhamulhre pelada rezei ponofotos de mulher lefa e que aquenta fuder com pic grande da cabeca grossa e a mulher peituda e deramando leitecontos de sexo depilada na praiafilha minha femea contomeu padrasto me vigiava tomar banho um dia ele comeu meu cuvideos de homems heteros pausudos se masturbando em vetiario videos para baixaConto porno velho comendo meninapau grosso devasando bucetaconto erotico flagrei meu irmao comendo mamaeporno com baby boneca ecesto pai velho tarado e pausudobranquinho super big dotado enfiando o seu pinto até o talões no cuzao da novinha arrombadapono gay ply boi adolenti dando cu ategosacontos novinha corno gang putinha forçadafilho pego a mae a pucho videus porno.comcorno ve a mulher metendo comtrinta machopai pausudo fudeno o cusinho da filhaContos erotico pastora ungindo cuvisitando sogro doente sexo quentehomens metalirgico cacetudpsnovinha aser estuprada com padrasto aser desvirginada enquanto dormeenteada flagra transa de adoria participarcaseiro homem sai e o jardineiro come cu da mulher    novınha transando com ırmaomae punhetando filho quietinho no sofagritei quando ele botou na minha buceta"cheiro de cu de macho"contos de sexo depilando a sograConto erotico gay mão bobaesposas q 25cm de picaladrão comendo o delegado pornô se for do Adélia busca pornôcontos eroticos sou safada mostrei meu cu para amiga como estava largovídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhomullheres fodem tarado apulso como vingancadepilando a minha tia gravida contos eroticoscontos eroticos feminino ajudei o porteiro negro a fuder eu e minha irma juntovideos pornos de genros depilando sogra e n resiste fode elatitias abusada de vestido e calcinha fio dentalvideo pprno gta ida sr mastutbando com pepinovideos porno mulher tentando escapa. do pau do outro na frente do marido mas nao comsegue e corno dechaair tira o pau do cu dela , ela vai caga pornobicho preguiça fudendo zoofiliamagrinha chego trme na picaggbaixar vídeo pornô coroas esfregando na caixamorri de pornô com a Gretchen chupando uma pista de um homem no vídeo pornôcontos boquete pagamentoGTA comendo na rua mostrando a bundinha calcinha vestidos aindave porno co ome cumeno amante e a filha da amanteconto erótico filha da madame sentou no meu colo e sentiu meu pau duroconto erótico sequestro em carcerecasa dos contos zoofilia com viralatasmeu cu é todinho teucafajeste chupando grelo grande avantajadocontos esfolei o anus da mamae bebadatabu em familia pai e filha se amando loucamente incesto panterasConto porno ui ui ui metexvideo damçano de saimha sem calsinhaconto eroticos palmada PUNHETEIROS NOIVINHOS AMADORES FAVORITOSfilme porno home nergro sorca vara na imtiadaPapai rasgou minha bucetinha ainda menina contos de incestoXsvideos bem dotado masturbando no carroainnn amor sexotem lebica olaine 2017 pra comigo outra mulher por celularamigos d filho fpde mcu da minha.maeEroticoscontos.com /casadas 25cm duplporno meti na minha irma com forca e fiz ela pular e gemercontos eroticoscu virgemtufos videonovinhas delicia purasexo