Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

MEU CUNHADO TARADO E SAFADO!

Autor: Giselle
Categoria: Grupal
Data: 20/11/2014 00:49:13
Última revisão: 20/12/2014 23:25:57
Nota 9.67
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Tudo aconteceu de uma maneira quase inacreditável.

Meu nome é Guilherme, com 25 anos casado com Sofia que tinha a mesma idade minha.

Conhecemos-nos em um grande magazine onde trabalhávamos como vendedores. Ela começou a trabalhar na loja 2 meses depois de mim e logo que fizemos amizade nos apaixonamos, namoramos e logo nos casamos. Fomos morar em um pequeno apartamento perto da loja e economizávamos até no transporte. Planejamos só ter filhos depois que conseguíssemos estabilizar nossas vidas.

Nossa vida sexual era bem ativa e quase toda noite transávamos muito.

Sofia era branca de cabelos negros tinha um corpo muito bonito, seios grandes e uma bunda bem arrebitada e na cama era bem liberal, fazia de tudo com muita vontade, sem nenhum preconceito, alias era bem mais safada que eu, praticamente aprendi mais com ela de que ela comigo.

Quando a conheci ela foi muito sincera me dizendo que já tinha tido 4 namorados e manteve relações sexuais com todos eles. Também não tive muitas namoradas, só consegui me soltar e me sentir mais homem foi com Sofia. Quando a gente ia a alguma festinha ou churrasco com os amigos e Sofia tomava uns goles a mais ficava bem muito mais assanhada, completamente desinibida e aquilo também me deixava bem mais tarado.

Sou branco de cabelos meio loiros tinha 1.70 m, corpo legal por jogar bola todo fim de semana minhas coxas eram grossas e tinha uma bunda bem avantajada que os colegas viviam me atazanando. Até minha esposa de vez em quando dizia que tinha inveja da minha bunda porque a dela tinha que cuidar pra não ter celulite e a minha não sofria este tipo de problema.

Meu pênis era motivo de um pouco de frustração por ter apenas 13 cm, mas minha esposa nunca havia demonstrado nenhuma insatisfação a respeito.

Ela falava que meu pau era do tamanho ideal, porque gostava de sexo anal e nunca a machucava, alem de gostar de enfiar o pau inteirinho na boca, e lamber minhas bolas enquanto fazia isso.

Por vivermos em uma cidade grande e quase não termos parentes vivendo perto, éramos muito unidos e bem cúmplices. Meu pai e minha mãe moravam em uma cidade pequena bem distante. Os pais de Sofia morreram quando ela era ainda criança e tinha sido criada por uma tia distante. Ela tinha um irmão 4 anos mais velho que tinha ido trabalhar na Inglaterra desde os 19 anos porem quase não tinha noticias dele.

Teve um dia que fomos a uma festa em uma chácara e tanto eu quanto Sofia bebemos bastante e ficamos bem altos e quando chegamos em casa minha esposa colocou um filme pornô pra assistirmos enquanto transávamos, isso nos excitava e metíamos com mais vontade escutando os gemidos dos filmes. Depois de gozarmos continuamos a assistir e quando apareceu um ator negro com um pau enorme metendo com força em uma loirinha baixinha e disse:

-Sofia...deixa eu te perguntar uma coisa... sinceramente... você não tem vontade mesmo... de sentir uma pica igual esta do filme... grande e grossa na tua bucetinha gostosa? Você comentou que teus ex-namorados tinham paus normais...queria saber... fala... você sabe que eu te amo... tenho curiosidade!

-Meu maridinho bobo... eu também te amo... por enquanto não... quem sabe um dia eu resolvo experimentar... te aviso... pode deixar.... rss... a não ser que você queira que eu experimente um... ai eu posso pensar a respeito.

-Eu confio em vc meu amor...é que gostaria de saber...se vc tem vontade...de verdade...curiosidade...é que as mulheres vivem falando no tamanho dos paus dos caras...eu queria saber se vc não fica com tesão?

-amor...curiosidade até tenho...mas ainda não pintou um desejo incontrolável...teve uma festa que fomos...há uns 3 meses atrás...vc não quis dançar e acabei indo dançar com um cara...o cara ficou com o pau duro...era enorme...ele esfregou na minha bucetinha um monte...fiquei muito molhada...até fiquei com tesão...mas depois dei gostoso para meu maridinho delicioso...e gozei muito...Rss.

-sua safadinha...eu sabia...acabou confessando é...Rss...fica se esfregando nos outros machos...sua vadiazinha safada!

-que nada amor...sou uma esposa fiel...vc ainda é um animal indefeso...sem chifres...por enquanto...mas...vou te falar uma coisa que nunca contei...pra ninguém. Lembra do meu irmão Edson que mora na Inglaterra? Acho que por causa dele é que tenho um pouco de medo de pau grande. Quando era adolescente...meu irmão já era mais velho...morávamos com minha tia...teve uma noite que acordei e senti um negocio quente entre minhas coxas. Era o safado do meu irmão, o pau dele era muito grosso e enorme. Ele tentou me comer varias vezes...se eu tivesse bobeado o safado tinha metido o pauzão na minha bucetinha...era muito tarado...diversas vezes acordei toda molhada de porra...minha tia era doente...eu não iria reclamar pra ela...mas o ameaçava dizendo que ia contar pra ela! Durante um bom tempo ele sempre tentava...o taradão...mas conseguia controlá-lo...mas de vez em quando eu acordava toda melada de porra do safado...ele batia punheta e gozava em meu corpo...principalmente na minha bunda. Ainda bem que logo ele foi trabalhar na Inglaterra e me deu sossego...acho que se não tivesse ido embora...iria acabar tirando meu cabaço.

-Sofia...meu amor...que loucura...teu próprio irmão...que safado hein...vc ainda era adolescente!

-pra vc ver...tanta mulher que existe...mas ele vivia dizendo que eu era muito gostosa...e tinha muito tesão na minha bunda...era louco pra comer a irmãzinha dele...queria tirar meu cabacinho...algumas vezes tentava lamber minha bucetinha...ele era muito pilantra e gostosão...ele metia em duas mulheres que moravam na mesma rua que a nossa...elas viviam atrás dele...pareciam cadelas no cio!

-é...pelo que vc tá dizendo...quase que ele tirou teu cabacinho mesmo...mas...do jeito que vc tá falando acho que vc até gostava...sua safada...se vc quisesse poderia ter tomado uma atitude mais drástica...confessa...sua vadia.

-aiii...meu amor...não acredito que vc pensa isso de sua esposinha tão fiel...mas vou te confessar sim...teve algumas vezes que fiquei tão tarada com aquelas sacanagens...que se ele não tivesse um pau tão grande...talvez tivesse deixado ele me comer...também tinha muito tesão...vivia me masturbando constantemente.

-que esposa safadinha eu tenho hein....queria dar pro irmão pauzudo...quase não dá pra acreditar. Rss...Mas a verdade é uma só...vc devia ser uma ninfetinha deliciosa...qualquer um teria vontade de te comer.

-verdade...eu era muito pilantra mesmo...depois de um tempo perdi o cabacinho da bundinha...com um namoradinho que tinha um pinto quase igual ao teu...ai viciei...dava quase todo dia. Rss. Mas...chega de confessar minhas safadezas...só eu? E vc não tem nada pra me contar...da tua adolescência...me fala...vc...comeu algum viadinho...deu a bundinha...todo homem tem vergonha de confessar que fez troca-troca quando criança...ja que confessei meu segredo mais intimo...me conta os seus...conta Gui!

-Tá...pode parecer engraçado Sofia...mas comigo aconteceu uma coisa bem parecido com o teu caso...tinha meu primo Everton, 3 anos mais velho...ele morava em um sitio distante da cidade...e teve uma vez que durante as férias...fui passar uns dias lá...ele era mais alto e bem mais forte que eu...no quarto onde dormi tinha 3 camas de solteiro...teve uma noite que acordei...com o pilantra pelado...me encoxando...tentando abaixar meu short...ele tinha um pau grosso...e grande....tentei me soltar dele...mas ele me segurava com força...quando levei minha mão pra trás...acabei segurando no pauzão dele...acho que de tão tarado...ele gozou um monte...molhando tudo...só que acabou me soltando...passei um sufoco danado...quase perdi minhas preguinhas.

-só uma vez...Gui...ele não tentou de novo...? Conta tudo...não fica me enrolando não...tenho certeza que sim.

-sim...eu vou contar...calma...curiosa hein...safada....no outro dia...ele veio com uma historia de pedir desculpas...dizendo que minha bunda era muito bonita...que parecia de mulher...e não ia acontecer novamente...que era pra ficar quieto....não contar pra ninguém...naquela noite não aconteceu nada...mas na outra noite...quando percebi ele já estava atrás de mim de novo...só que desta vez tinha conseguido abaixar o meu short quase por completo...quando acordei aquele pauzão duro estava no rego da minha bunda...quase encaixado no meu cuzinho virgem...tentei fugir mas me segurou com força tentando enfiar em mim...só que com muito medo...me debatia muito...ele não conseguiu...me virar de barriga pra baixo...senão com certeza ia me estuprar sem dó...mas o que me salvou foi que por estar com muito tesão...se esfregando em minha bundinha ...eu tentando escapar acabei rebolando no pauzão dele...e ele gozou novamente. Fiquei cheio de porra...ele gozava como um cavalo...foi por pouco...no outro dia...com muito medo...pedi pra ir embora...dizendo que tava sentindo tonturas...inventei um monte de coisas...ainda bem...com certeza ia acabar me estuprando o tarado.

-Gui...meu maridinho...realmente tua bunda é linda...mas me fala uma coisa...só um tentou te comer...se eu fosse homem com certeza eu iria querer fazer ela...bem gostoso...Rss...não teve mais nenhum que quis te enrabar?

-sua safada...passei um sufoco danado...o pau do meu primo parecia um salame...vc tá doida...ia ficar sem sentar durante muito tempo....Rss. Teve alguns que ficavam passando a mão...tirando casquinha...mas só isso...Rss.

-hummm...mas me conta...se fosse pequeno...vc dava...confessa...vai...vc sentiu o calor da porra do teu primo no teu cuzinho...vc ficou de pau duro...fala pra mim...acho que se fosse menor vc tinha dado...vai confessa. Rss.

-Larga de ser boba...claro que não...larga de ser tonta...chega...vem aqui que de tanto falar em cuzinho agora vou querer comer tua bundinha gostosa...sua vadia...que fica se esfregando em pau grande por ai...safadinha!

-Eu dou...meu maridinho safado...vou dar gostoso pra vc...mas vc não me convenceu não...tenho certeza que se o pau do teu primo...não fosse tão grande....vc tinha dado gostoso...igual eu...teria dado gostoso pro meu irmão...eu sei...agora vem me comer...meu maridinho safado!

Depois destas confidencias tão intimas...transamos como loucos...foi uma das melhores transas que tivemos nos últimos tempos.

Foi então que tudo deu uma guinada de 360 graus após Sofia receber um telefonema do irmão dizendo que estava vindo de volta para o Brasil e trazia muitas surpresas. Eu não o conhecia ainda, mas Sofia ficou extremamente contente com a novidade, afinal além de ser seu único irmão ela também tinha muito poucos parentes. Durante aquela semana que antecedeu a chegada diversas vezes ficamos especulando a respeito qual seria a surpresa que ele estava trazendo. Brinquei com Sofia dizendo que como na Inglaterra tinha muito gays, o irmão tinha vindo trazer o marido pra apresentar a ela. Ela riu muito...mas discordou dizendo que apesar de saber que ele era bem maluco por sexo, devia com certeza ser alguma coisa boa mesmo...e ai ela resolveu me zoar dizendo que era mais fácil ele querer meter nela...pra terminar o que ele tinha começado antes de ir embora há praticamente 10 anos atrás! RSS.

A conversa continuou cheia de sacanagens:

-To vendo que mesmo depois de tanto tempo....vc ainda lembra bem das safadezas do teu irmãozinho pauzudo né sua safadinha...to percebendo que o tesão por ele...tá voltando...confessa...sua vadiazinha...vc tá toda assanhadinha...vc marcou sessão completa no cabeleireiro...pensa que não to percebendo...tá querendo ficar mais linda do que já é...to de olho em vc...sua safadinha!

-Tá com ciúmes é...meu maridinho gostoso...não se preocupe não...vc vai ser sempre o meu amor...mas realmente quero ficar bem bonita...afinal faz tanto tempo que não o vejo...a curiosidade tá me matando. Rss. Mas não estou pensando em safadezas não meu maridinho...alias vc é que vive tocando nestes assuntos...acho que é vc que tá querendo que aconteça alguma coisa diferente...não fica dando idéias...que posso me entusiasmar...vc sabe que depois que eu bebo umas a mais...fico um pouco mais tarada...qualquer dia posso te surpreender!

-é...vc é um perigo...com umas a mais...então...mas eu te amo e confio em vc sua safadinha...só to brincando! Mas de vez em quando me pego pensando nas safadezas que seu irmão fez com vc...nem sei por quê!

Sofia caiu na gargalhada e após alguns instantes continuou:

-Meu maridinho tá preocupado...é?...tá com medinho que a esposinha queira dar a bucetinha pra aquele pintão enorme é?...não se preocupe...se for acontecer te aviso...Rss. Mas...uma coisa eu posso te afirmar com certeza...do jeito que meu irmãzinho era safado...deve ter piorado um pouco...alguma das vezes que falei com ele no telefone ele sempre pergunta se estou mais gostosa do que era...principalmente se depois de casada fiquei mais safadinha...me perturba um monte...Rss...mas quando estiver aqui...a gente vai saber...a se vai!

-é...não...to preocupado não...também to muito curioso...mas ja já ele chega...e ai acaba...isso. Rss.

E naquele sábado fomos ao aeroporto aguardá-lo e quando ele chegou foi uma festa só pra Sofia que gritava de felicidade...derramou um monte de lagrimas...e em seguida fomos pro nosso AP.

Percebi que Edson o irmão de Sofia era realmente um homem bonitão e forte, além de muito simpático, em pouco tempo já parecíamos que nos conhecíamos a longo tempo...Ed, era assim que gostava de ser chamado...era muito cativante e brincalhão. Seu corpo musculoso era fruto de lutar jiu-jítsu.

Foi então que ficamos sabendo qual era a surpresa que ele tinha reservado pra contar para a irmã.

Ed tinha uma empresa de software junto com outros 2 sócios ingleses e haviam desenvolvido vários programas que acabaram sendo aceitos pelo mercado...e uma grande empresa resolveu oferecer uma grande soma de dinheiro pela empresa deles e resolveram aceitar.

Resumindo meu cunhado tinha ficado muito bem de vida.

Ele então resolvera vir embora...queria viver aqui perto da única irmã, e logo vi que tudo iria mudar muito. Ele já tinha tudo planejado. Ele iria comprar dois apartamentos muito bons...um pra ele e um pra irmã. E logo no começo da semana teve mais novidades...ele comprou um carro de luxo pra irmã...e como minha esposinha havia comentado que eu gostava de motos, também comprou uma moto pra mim.Tudo mudara para melhor, só iríamos continuar por um tempinho no nosso pequeno AP até a reforma dos apartamentos novos que iriam demorar mais ou menos uns dois meses. Ed também dizia que queria que trabalhássemos juntos e que logo iria montar um negocio pra nós. Por enquanto ele só queria tirar umas férias pra se divertir muito.

Sofia então não cabia de felicidade...carro novo...apartamento novo...dinheiro...roupas boas...estava toda feliz...e como estava no verão, Ed sugeriu que fossemos passar um fim de semana na praia, pra pegarmos uma cor.

E foi o que fizemos. Pegamos um hotel maravilhoso com vista pro mar.

Sofia logo cedo foi pra praia se queimar...eu e Ed fomos dar uma volta na cidade...pra conhecer...e saber das baladas...Quando Sofia voltou da praia já tava bem bronzeada...e brinquei com ela dizendo:

-Nossa...crua já era gostosa...tostadinha então...muito mais...dá pra comer como aperitivo!

Ed, ao ver a irmã somente com um fio dental bem pequeno também elogiou:

-Verdade maninha....vc tá um perigo....vamos ter que cuidar...senão algum macho é perigoso querer te sequestrar...vc tá muito linda...muito gostosa... realmente...Gui...vc teve sorte de pegar minha irmãzinha gostosa pra vc!

Foi então que Sofia lembrou da brincadeira que eu tinha feito com ela dizendo que o irmão tava vindo pro Brasil de volta pra apresentar o “marido gay” e então Ed...se levantou e me agarrando me deu uma chave de braço me imobilizando e brincando como se estivesse bravo disse:

-é né...que cunhadinho mal agradecido...eu tenho...dizendo que eu sou gay é...e agora...o que vai fazer...posso te cobrir de porrada...vai ter que pedir perdão...senão...Rss.

Rapidamente brinquei dizendo que se quisesse eu me ajoelhava aos seus pés e implorava o seu perdão...ele riu e me soltou dizendo:

-não pense que vai ficar por isso mesmo...vai ter troco...qualquer dia eu desconto esta afronta...só porque é meu cunhado não vai ter moleza não...seu bundão...Rss...Cuidado...hein...eu adoro uma bunda grande e este bundão teu é apetitoso...hein...não inventa de ficar bêbado hein...bundinha de bêbado não tem dono...vou te mostrar quem é gay...seu safado. Rss.

Logo depois disso fomos almoçar...e dar um passeio...Sofia...colocou um vestidinho bem curtinho todo agarrado ao corpo,sem soutien, deixando-a mais deliciosa ainda, por baixo apenas uma calcinha bem pequenina que mal cobria sua bucetinha toda depilada. Ela tanto me abraçava quanto o irmão forte dela...ao passarmos em frente a uma butique ela viu uns vestidinhos de malha coloridos bem curtinhos e quis comprar algumas...e fez com que entrássemos na loja pra que a ajudássemos a escolher. Eu e o Ed ficamos sentados em dois pequenos banquinhos ao lado do provador...e como a loja tinha algumas pessoas Sofia pegou 3 vestidos e entrou no ultimo provador bem ao nosso lado...ela não se preocupou em fechar a cortina do provador por completo...mas não deu pra ver nada...ela colocou um vestido e abriu a cortina pra mostrar pra nós...tinha ficado lindo e tanto eu quanto o irmão dela elogiamos dizendo que tinha ficado maravilhoso nela...ela sorriu e disse que ia colocar o outro pra vermos...mas então ela fechou a cortina só pela metade e ao tirar o vestido pra colocar o outro, como ela não estava usando soutien ficou com só com a calcinha fio dental branca enfiada em um dos lados da bucetinha lisinha...ela fez aquilo de safadeza...ela deu um sorriso matreiro...super sexy...e colocou o outro vestido e perguntou:

-E ai...meninos...que acharam deste...gostaram também?

-Sim...ficou lindo também...cuidado com o cortinha sua maluca...alguém pode ver...Rss.

-Larga de ser bobo não esquenta não...e ai maninho...vc não disse se gostou desse?

-Claro maninha...do jeito que vc é linda...tudo fica bem em vc...alias...gostei mais antes de vc colocar a vestidinho...eu gosto de calcinha branca... enfiadinha...como a tua...linda...Rss.

Ela sorriu e sem se preocupar com a cortina, tirou o vestido e se mostrou por inteira...até dando uma voltinha no provador...sempre com um sorriso safado no rosto, e colocou o outro vestido e continuou com a safadeza:

-e ai...gostaram deste...meninos lindos?

-Sua doida...manera com estas safadezas...vai que alguém vê...sua louquinha!

-Maninha...ja te disse...tudo fica lindo em vc...mas só de calcinha vc é muito mais gostosa...com esta xoxotinha depilada...então...qualquer um fica louco...Rss.

Ela riu e logo saímos dali com os vestidos que tinha experimentado.

Quando chegamos de volta ao apartamento Sofia e eu fomos tomar banho juntos e transamos super gostoso...aquela safadeza na loja apesar de me preocupar também me deixou completamente tarado por aquela maluca.

Naquela noite fomos pra balada em uma boate super badalada e como era época de temporada tinha gente que não acabava mais. Sofia já saiu com más intenções pois colocara um vestidinho preto hiper curto com uma sandália de salto alto...por baixo apenas uma ínfima tanguinha. Quando tentei argumentar dizendo que estava praticamente nua...e poderia levar muitas passadas de mão ela disse toda safada:

-O objetivo é este meu maridinho...não fique com ciúmes...hj to quente...eu não me preocupo com nada...afinal...tenho dois machos pra me proteger dentro da boate...quero arrasar...Rss...ja tomei duas doses de tequila.

Dentro da boate a safadeza corria solta...mulheres lindas...com muito pouca roupa...muita bebida...som alto...o calor ajudava a todos se liberarem...beijos e alisadas nos corpos a todo instante acontecia...Minha esposa logo já estava toda alegre e mais safada...a bebida a deixava mais doidinha. Quando tocava uma musica que ela gostava a safada rebolava como uma puta...As gatinhas rodeavam meu cunhado...em menos de meia hr lá dentro ele já tinha beijado e apalpado umas 3 vadias...o safado além de bonitão tinha outros predicados, era bom de conversa e conforme a irmã tinha me falado tinha uma “arma poderosa” entre as pernas. Ele vestia uma bermuda bem folgada e percebi que depois de umas alisadas de umas gatas tinha um volume enorme ali na frente...as vadias percebiam isso e logo vinham conferir se era de verdade. Rss. Depois de algum tempo e de mais bebidas, até eu estava um pouco alto...Sofia então já era puro tesão...a todo o momento vinha se esfregar em mim...e apertava meu pau com força...disfarçadamente também se esfregava no irmão pauzudo...Ed estava adorando aquele assedio...

Quando fui ao banheiro ao voltar percebi que tinha uma garota se esfregando com o Ed...foi então que vi minha esposa chegando ao lado...e percebi que ela deu uma dura na garota de mandou-a embora...com certeza estava com ciúmes do querido irmão pauzudo...e então fiquei ali vendo o que começava a rolar...Ed estava encostado em um recuo perto da parede...e Sofia então, ao som da musica...encostou aquela bunda gostosa no ventre dele e se esfregava como uma vadia no pauzão dele...ele a segurava pelos quadris fazendo-a rebolar deliciosamente, deu pra notar que ele enfiou a mão entre as coxas dela e bolinou a bucetinha dela...percebi que ela mordeu os lábios de tesão...meu pau parecia que ia explodir....vendo aquela cena...em vez de ficar com raiva...eu estava era com tesão...e devagarzinho fui chegando ao lado deles...quando ela notou que eu estava ali ela me deu um sorriso todo safado...e continuou do mesmo jeito...esfregando a bunda no pauzão do irmão...Ed também não pareceu ficar preocupado com minha presença ali ao lado e disse em meu ouvido:

-to cuidando da nossa maluquinha aqui Gui...acho que já bebeu um pouquinho a mais...tinha dois caras passando a mão nela...Rss...e a maluca...ja tava sem calcinha...não sei se tiraram...ou se ela tirou...ja chamei pra ir embora! Mas ela disse que quer ficar mais um pouco...quer curtir mais...Rss...mas prometeu que não vai beber mais...fica com ela agora...Gui....vou no banheiro...fazer um xixi...ja volto...

Quando ele saiu tentei conversar com Sofia dizendo todo carinhoso:

-Sofia...meu amor...hj vc tá louquinha hein...vc tirou a calcinha...sua tarada...o que vc tá querendo...alguém pode fazer alguma coisa com vc...meu amor...vai que te machucam...sua louca...

-Eu tirei porque tava me apertando...do lado...mas...Rss...ficou mais gostoso...to toda molhadinha...to com muito tesão hj...nem sei por quê...ja transamos hj...e parece que meu tesão aumentou ainda mais!

-eu sei o porquê sua safada...vc tá se esfregando que nem louca no pauzão do teu irmão...vc tá doida pra dar pra ele...se ele tirar aquele pauzão pra fora...vc cai de boca...tenho certeza...pode dizer...eu já sei...sua vadia...

Ela então me abraçou bem forte e se encostando em mim disse bem safada:

-Gui...meu maridinho delicioso...vc sabe que te adoro...eu nunca menti pra vc...eu to louca pra sentir o pauzão dele na minha xoxotinha...ele também quer me comer...mas ele disse que só vai fazer isso...se vc deixar...ele disse que não quer falsidades entre nós...eu to te pedindo...deixa eu dar pra ele...por favor...meu amor...deixa!

Apesar de já ter certeza que este era o desejo incontido de minha esposinha tarada, fiquei um tempinho sem reação, principalmente pela atitude de meu cunhado dizendo que só transaria com ela se eu autorizasse, ele demonstrava que além de ser um sujeito muito bom por nos ajudar melhorar nossa vida, também era um cara de caráter, porque do jeito que Sofia estava a fim de dar pra ele...bastava que ele mandasse para ela fazer qualquer coisa para satisfazê-lo. Depois disso qualquer resistência que poderia haver em minha mente desapareceu e então eu disse todo carinhoso pra minha esposa taradinha:

-tudo bem meu amor...eu te amo muito...vc sabe disso...pode dar para seu irmão pauzudo...mas...depois não vai reclamar...eu tava reparando na bermuda dele...é muito grande...pode machucar tua bucetinha...que é muito apertadinha...mas...acho que nem adianta falar...o tesão que vc tá...vai dar de qualquer jeito...sua safadinha.

Ela continuou abraçada e disfarçadamente apertava meu pinto que também continuava duro como aço, e disse:

-Eu sabia...que vc ia deixar...meu amor...vc é um marido maravilhoso...prometo que vc não vai se arrepender...não se preocupe...se doer muito...eu peço socorro pra vc...meu marido safadinho...faz muito tempo que eu queria sentir isso...e agora vou realizar minha fantasia...querido!

Quando meu cunhado voltou do banheiro a safadinha como estava abraçada comigo de frente já deu um jeito de encaixar aquela bunda no ventre dele...e ao som da musica rebolava toda safada entre eu e o irmão...ela era o recheio do sanduíche. Rss...Logo a escutei dizendo toda putinha ao irmão que eu a tinha liberado para dar pra ele. Ele então sorriu e também a encoxava com força dizendo bem safado:

-que irmãzinha mais putinha que eu tenho hein Gui...não é fácil ter uma mulher tarada igual esta...eu sempre desconfiei que ela fosse se tornar uma tremenda de uma vadia...mas não tem problema não...a gente mata este tesão...mas...é bom saber que não tem brincadeira não...quando vc tirar tua roupa...eu vou esquecer que vc é minha irmãzinha querida...eu trato mulher na cama como puta...não tenho dó não hein...pensa bem antes...puta metida à fresca...apanha na cara...e na bunda...tem que fazer tudo que o macho mandar...sua vadiazinha!

Ela tomada de tesão nem se preocupou em responder nada...só rebolava entre nós...sorrindo...e disse baixinho em meu ouvido super safada:

-Gui...que delicia...se eu pudesse dava aqui mesmo no meio de todo mundo...que pintão gostoso este filho da puta do meu irmão tem..como é grande... dá pra sentir ele inteirinho na minha bunda...to toda molhada...tá muito gostoso...daqui a pouco vamos embora...ja não to agüentando mais...e vc seu safadinho...tá gostando também né...teu pintinho tá super duro...tá gostando de saber que sua esposinha vai sentir outro pau...né...pode dizer...tenho certeza que vc vai adorar...ver eu meter com outro macho...e ainda mais...com um pau bem grande...e sabendo que eu to doida de vontade de dar bem gostoso pra ele...como é grandão...vc não imagina...como é gostoso. Ahh...que delicia!

Eu só concordava balançando a cabeça...e alisava o corpo dela meio timidamente...ao contrario do Ed...que logo enfiara a mão entre meu corpo de o dela e aproveitando a escuridão do lugar onde estávamos...bolinava a bucetinha dela fazendo-a gemer. Eu segurava as nádegas dela...trazendo-a de encontro ao meu corpo, Ed ao se esfregar no bundão dela de vez em quando dava pra sentir o pauzão nas costas de minhas mãos...e foi então que Ed todo safado disse pra Sofia:

-minha irmãzinha putinha...vamos fazer uma coisa bem gostosa...diferente...vamos colocar o Gui de recheio do nosso sanduíche...vira ele...maninha...vai...bem devagarzinho...pra ninguém perceber...

Quando me dei conta a safada já tinha me virado e senti o ventre do meu cunhado colado em minha bunda...a bermuda que eu vestia era bem fina tanto quanto minha cueca de lycra e em segundos senti o pau enorme do safado do meu cunhado na minha bunda arrebitada...ele me sarrava sem pudor...minha esposa putinha pegava no meu pau duro e beijava meu pescoço...logo senti o hálito quente do meu cunhado na minha nuca e então ele disse bem sensual me segurando forte pelo quadril...mesmo que eu quisesse senti que não conseguiria sair dali.

-que bundinha gostosa...tem meu cunhadinho...eu não falei que ia ter troco...por me chamar de gay...tá sentindo minha pica...na tua bundinha gostosa...rebola um pouquinho que deixo vc sair...Gui...vai rebola na minha pica...rebola...não precisa ficar com vergonha...rebola...safado...

Eu quase sem perceber mexi os quadris e senti aquela pica enorme em toda extensão...um calor incontrolável descia de minha nuca até o comecinho das minhas nádegas...eu estava quase gozando com aquelas loucas sensações, isso só não aconteceu por segundos porque ele me soltou e disse todo safado sorrindo:

-chega...meu cunhadinho safado...isso é pra aprender a não me chamar de gay...mas da próxima vez que eu me lembrar do que vc disse posso resolver fazer ainda pior...mas não sei não Sofia...to achando teu maridinho estava até tava gostando...de rebolar na minha vara...o safado...mas...chega de safadeza aqui...vamos embora.

Minha esposinha entrou na brincadeira dizendo toda putinha:

-maninho seu safado...fica deixando meu maridinho com tesão na bundinha...deixou o pintinho dele todo babado...não sei se foi por minha causa ou por vc...depois já viu...ja pensou vc ter que comer tanto eu quanto ele...hein...

Caímos em risos e fomos embora...eu ainda meio encabulado...apesar de que parecia não ter motivo, pois parecia não haver nenhum constrangimento tanto da parte de minha esposa quanto do irmão dela...o que havia era o tesão a flor da pele em todos.

Quando chegamos ao hotel nosso quarto era no quinto andar e quando subimos no elevador...Sofia começou a mostrar seu lado bem putinha....tirou o vestido e como estava sem calcinha ficou completamente nua...quando chegamos a nosso andar ela saiu andando de salto pelo corredor rebolando como uma vadia...entramos no quarto e então eu disse tentando parecer tranqüilo:

-vou passar uma água no corpo...to muito suado...vou deixar vcs a vontade...não quero atrapalhar...a safadeza da minha esposa putinha.

Sofia já se sentara nua no colo do irmão e Ed então sorriu dizendo:

-Vai...mas volta logo meu cunhadinho...quero vc aqui junto com a gente...vou te mostrar como se deve tratar uma vadia...como minha irmã...alias...Sofia...ainda ta em tempo de desistir...sua putinha safada...quer mesmo dar pra mim? Depois que começar...não vai adiantar reclamar!

Sofia totalmente sem pudor por causa das bebidas e tomada de tesão disse que já tava demorando...que ela não via a hr de começar...e saiu indo pro outro banheiro...dizendo que ia fazer xixi e tomar um banho...Ed foi atrás dela e eu fui pro outro banheiro...liguei o chuveiro e esfreguei lentamente o sabonete em meu corpo...a água morna do chuveiro me fez ficar pensando no que tinha acontecido dentro daquela boate...minha mão começou a alisar meu pau que continuava completamente duro...e quando lembrei do pau enorme do meu cunhado se esfregando na minha bunda...o gozo chegou em segundos...esguichei porra pra todo lado...aquele safado com aquelas brincadeiras cheias de sacanagens me deixara completamente tesudo, com um desejo de sentir aquelas sensações novamente.

Demorei um pouco mais no banheiro, esperando que quando saísse dali...minha esposa e o irmão já estivessem numa boa, transando, ainda não sabia como proceder naquela situação...quando abri a porta do banheiro comecei a ouvir os gemidos que vinham da sala...enrolei uma toalha no corpo e quando cheguei lá...vi que realmente minha querida esposinha tinha arrumado um grande problema...Ed se sentara em uma poltrona e ajoelhada entre as coxas dele...minha esposinha chupava aquele mastro enorme...ele a pegava pelos cabelos e enfiava o máximo que podia daquela pica enorme na garganta dela...fazendo-a engasgar...logo depois ele puxou-a pelos cabelos e colocando-a de quatro no sofá, lambia sua bucetinha por trás e de vez em quando dava um tapas fortes na bunda branca dela que dava gritinhos de dor e tesão...foi então que ele colocou aquela vara grossa na entradinha da bucetinha apertadinha dela e foi enfiando sem parar...eu já estava pertinho admirando aquela pica dilatando aquela xaninha que só tinha sentido até aquela data o meu pintinho de 13 centímetros...o do meu cunhado devia ter uns 22 centímetros e bem grosso....foi então que Sofia deu um gritinho e disse dengosa:

-ai...maninho...devagar seu pintudo...é muito grosso...tá me machucando...devagar...seu tarado...

Foi ai que Sofia viu que não existia mais irmãozinho ali atrás dela...e sim um macho dominador e como tinha avisado iria tratá-la como uma puta devia ser tratada...e em segundos ela percebeu isso...levou um tapa na bunda que ficou vermelho na hr...e Ed puxou-a pelos cabelos e disse todo macho:

-cala a boca sua puta...vagabunda....toma....queria pica....agora vai ter...vou arregaçar esta bucetinha...vou deixar ela toda larga...rebola sua puta...rebola senão vai apanhar muito...rebola esta buceta....sua vadia...chega de frescura...dá gostoso pro teu macho...toma...sua vadia...rebola...na minha vara...sua vagabunda....

Os tapas explodiam em sua bunda com força...ele puxava os cabelos dela...e metia com força aquela pica super grossa na bucetinha dela...o barulho daquela pica socando por inteiro na buceta da minha esposinha putinha era inebriante e quando pensei que talvez ela estivesse sentindo dor por causa daquele sexo selvagem a safada começou a gemer e dizer toda vadia:

-aiiii...que delicia...mete meu macho...era isso que queria...um pau bem grosso na minha xana....faz sua irmãzinha putinha gozar gostoso...mete seu filho da puta safado...demorou muito tempo pra me comer...mete...me come...arregaça minha bucetinha...mete...este pauzão na minha bucetinha...que pica gostosa...vou...vou...gozar...aiii...que delicia...to gozando...meu irmãozinho...to gozando na tua pica grossa...ahhhh...

Eu ali do lado já tinha tirado minha toalha e estava nu ao lado deles assistindo aquela metida selvagem e deliciosa...meu pau nem parecia que tinha gozado há poucos minutos...estava completamente duro novamente. Minha esposa desabou no sofá...meu cunhado ao meu lado ainda não tinha gozado...e quando olhei bem de perto aquela pica majestosa, com um saco grande dependurado entre as pernas vi que ali tinha um macho de verdade...senti-me constrangido com meu pintinho que mesmo duro parecia tinha ficado até menor por estar ao lado dele...

Foi então que a coisa ia continuar mais excitante ainda e meu cunhado disse todo mandão:

-Levanta daí...sua vagabunda...não estamos nem na metade...da nossa transa...eu te disse...que ia ter que fazer tudo que teu macho mandasse...vem aqui sua vadia...quero vc sentada na minha pica...vem cavalgar no teu cavalo...sua vadia...vem satisfazer teu macho.

Ele a puxou pelos braços...se sentou e levantou-a como uma pena, espetou-a na pica grossa que apontava ameaçadora para o teto...e fez com que sua pica enorme desaparece dentro daquela bucetinha já toda inchada. Ela deu uma gemida e talvez esquecendo do que tinha acontecido tentou fazer dengo dizendo:

-aiii...seu tarado...vai devagar...seu pauzudo...minha bucetinha não tá acostumada com este pauzão...

Ela então percebeu definitivamente que ela não estava sentada na vara de nenhum homem bonzinho e sentiu isso em segundos...Ed deu um tapa forte de cada lado do rosto dela dizendo firme:

-Já disse que puta...tem que fazer que macho manda...cala a boca vagabunda...rebola esta buceta na minha pica sua vadia...cavalga gostoso...sinta minha pica toda enterrada nesta bucetinha apertada gostosa...assim...putinha...rebola!

Tudo que eu tinha aprendido sobre sexo percebi que existia de maneiras bem diferentes...e Sofia estava também aprendendo de um jeito bem dolorido...só que tanto eu quanto a safada da minha esposinha estávamos gostando muito. Logo Sofia começou a gemer bem alto...se empolgando com aquela pica grossa e com os tapas bem dados pelo irmãozinho bem sádico...e então ele puxou-a de encontro ao peito dele...e por sinais me fez entender que era pra eu meter no cuzinho de minha esposa tarada...ela ia sofrer uma dupla penetração...mais que depressa...encaixei-me no cuzinho da safada...e meti com força...ela então quase gritava de prazer e novamente gozou como uma louca...eu enchi o cuzinho dela de porra...e me sentei ao lado deles, pra descansar. O mais incrível é que o tarado do meu cunhado não tinha gozado ainda...mas isso iria acontecer bem ali diante dos meus olhos...ele fez com que Sofia sentasse ao meu lado...e então disse a ela todo safado:

-Chupa o pau do teu macho...até eu gozar...sua puta vadia...chupa bem gostoso...e é pra tomar toda minha porra ...cada gotinha que escapar vai levar um tapa na cara...chupa vagabunda!

Desta vez ela fez direitinho...ja tinha aprendido a obedecer aquele macho sem pestanejar...ele enfiava até o talo na garganta dela...e dizia todo sensual olhando pra mim e pra ela.

- Gui...que boquinha gostosa...tem sua esposa putinha...assim...sabe chupar a pica de um macho...chupa tudo sua puta...mama na minha pica...vou encher a boquinha da tua esposa vadia de porra bem quentinha...ahhh....

Eu estava com meu pau completamente duro novamente...e quando ele deu um urro forte e soltou o primeiro esguicho de porra dentro da boca de Sofia, quase gozei de novo...ele gozava como um cavalo...minha esposinha acabou engasgando de tanta porra...e um dos esguichos acabou indo no meu peito, aquela porra quente escorreu lentamente, até que depois de levar um tapa na cara por ter deixado escapar um pouco de liquido Sofia limpou com a língua meu peito...e então Ed fez com que ela se abaixasse e chupasse meu pintinho também...eu não quis gozar novamente...queria que meu pau continuasse duro...sem saber bem o porquê...Rss.

Sofia toda vermelha de tantos tapas que havia levado por toda parte do corpo...se levantou dizendo que ia tomar um banho e dormir...estava toda dolorida e cansada...realmente tinha levado uma surra de todo jeito.

Eu então disse que também ia passar uma água no corpo pra refrescar...e meu cunhado então disse:

-é uma boa idéia...vou com vc no outro banheiro...a Sofia deve demorar...mulher sempre demora mais.

Eu fui na frente e ele atrás e ele então brincou todo safado após dar um tapinha de leve na minha bunda:

-realmente Gui...tua bunda é muito bonita...além de gostosa de dar umas encoxadas...senti isso hj...e gostei...e vc também gostou...não adianta negar...alias nem sei como vc ficou virgem até hj...com este rabo empinado...só pra vc saber...minha irmã contou tuas peripécias na adolescência com o seu primo...aquilo deve ter ficado na tua cabeça...vc nunca quis repetir...pode dizer pra mim...eu já tive algumas experiências...logo que cheguei na Inglaterra...sem nenhuma grana...transei com alguns garotos...que acabaram me ajudando...adoravam dar suas bundinhas pra mim...meu pau grosso me ajudou muito a sobreviver...Rss.

Meu cunhado foi tão direto que me desarmou mas tentei desconversar enquanto entrava no chuveiro...ele ficou na porta do Box...olhando-me enquanto conversávamos...sem saber por que eu preferia ficar de costas pra ele...talvez com receio de olhar em seus olhos...e eu continuei a conversa:

-não...Ed...depois do que aconteceu...nunca mais tive vontade...e nem oportunidade de fazer nada...com outro garoto...eu sempre fui um pouco tímido...tive poucas namoradas...e aí conheci tua irmã...o resto vc sabe...não aconteceu nada de diferente...só agora...por causa da maluca da tua irmã...eu topei tudo porque eu adoro a Sofia ...e tudo que está acontecendo...é de uma maneira muito natural...nada forçado...foi legal!

Sai do chuveiro e ele entrou...fiquei me enxugando lentamente...só trocamos de lugar...e ele pegou o sabonete e começou a se ensaboar de frente pra mim...rapidamente o pau dele começou a crescer entre as coxas dele...eu tinha certeza que ele fazia aquilo só de safadeza comigo...e então sorriu e disse:

-Gui...para de me enrolar...vc não me respondeu ainda...gostou de ser encoxado por mim...dentro da boate...até a putinha da minha irmã comentou que vc ficou com tesão...gostou de sentir meu pau nessa tua bunda gostosa?

-Eu...eu...não...acho que não...eu fiquei com tesão por causa das safadezas de sua irmã...eu...vc é muito safado...tá me deixando encabulado...seu maluco.

-Deixa de ser tonto...Gui...vou fingir que acredito....mas eu sei que vc gostou e muito...eu tenho um teste infalível pra saber isso...qualquer dia a gente faz de novo...mas acho que vc não passa no teste...não quero te deixar encabulado...mas agora mesmo...vc não para de olhar pra meu pau...tá até de boca aberta.

Eu estava me perdendo naquelas conversas com o safado pauzudo do meu cunhado mas continuei a conversa tentando não me entregar:

-Eu to olhando pro teu pau...porque acho ele muito grande...só isso...seu tonto...mas...mas...que teste é esse que vc tá dizendo...que safadeza é essa?

Ele estava me instigando me levando a me perder...ele saiu do banheiro e também lentamente se enxugou...o pau do safado esta completamente duro de novo...era magnífico...uma cabeça rosada e brilhante...aquele saco enorme davam um ar de macho dominante que realmente era...saímos do banheiro nus...eu na frente e ele me seguindo...senti que já estava até rebolando e então me sentei na cama pra disfarçar...ele então parou de pé na minha frente com aquele pau enorme e então depois de ter ficado mudo durantes alguns instantes disse:

-Gui...meu cunhadinho...to percebendo que vc tá querendo saber se passa no meu teste...tenho quase absoluta certeza que não...se vc tiver coragem...estamos nus...diz...vai...quer o teste vai até o final...quer mesmo?

-eu...o que...o que...vc vai fazer...comigo...eu...eu...não....sei...eu tenho medo...o que vc vai fazer...seu louco?

Foi então que após apagar a luz do quarto deixando só a luz do abajur acesa ele então chegou com aquele pau enorme bem pertinho do meu rosto...eu continuava estático sentado na beira da cama...todo safado e bem sensual disse:

-Gui...deixa o tesão falar por vc...faz o que vc tem vontade...deixa de lutar contra o seu desejo...abre tua boca...chupa meu pau...experimenta...põe na boca...vou ser bem carinhoso com vc...enfia na tua boca...deixa eu ser o teu primeiro macho...deixa...meu cunhadinho...eu sei que vc tá louco de vontade de fazer isso...chupa...

Quando ele encostou aquela pica enorme em meus lábios, abri a boca e engoli o máximo que pude...passei a língua em toda extensão daquele mastro muito quente...mamei com vontade...ele segurava minha nuca e rebolava entre meus lábios dizendo:

-isso...meu cunhadinho...que boquinha gostosa...mais gostosa que da minha irmã...tá vendo não foi tão difícil...vc sabe chupar direitinho o pau do teu macho...chupa tudo...chupa meu saco...assim...passa a língua...que delicia...

Meu pintinho estava completamente duro...sentindo o pau daquele macho dentro da minha boca...eu fazia tudo que ele pedia...ele também me dominava igual tinha feito com a irmã, minha esposa...e quando menos percebi me deitou na cama de bruços...colocou o travesseiro debaixo do meu ventre...meu pintinho duro afundou no travesseiro...logo senti o hálito quente dele em minhas nádegas...em seguida senti a língua deslizar no meu rego...e quanto tocou meu cuzinho...gemi como uma putinha...e rebolei naquela língua célere que se enfiava entre minhas preguinhas...molhando-me completamente...eu estava entregue...e quando senti aquele corpo se deitar por cima de mim...aquela pica enorme deslizou no meu rego cheio de saliva...a pica estava toda babada...ele sabia o que fazia...logo a cabeça se encaixou no meu anelzinho...e ele disse todo sensual:

-pronto...meu cunhadinho...vc tá quase passando no teste...vc vai ser meu viadinho hj...vc vai sentir um macho dentro de vc...relaxa...vc vai sentir minha pica inteirinha dentro do teu cuzinho....vai gozar gostoso...como vc sempre desejou...vou realizar teu sonho...rebola bem devagarzinho na pica do teu macho...rebola que vou enfiar ...tudo dentro de vc...seja meu viadinho...assume...dá gostoso pra mim...vc vai gozar na pica do teu macho...assim...bem devagar...seja minha fêmea...rebola na cabeça da minha pica...bem gostoso.

Ele mordia minha nuca de leve...eu me arrepiava por inteiro...o hálito quente...a voz sensual me comandando fazia com que me entregasse por inteiro aos desejos daquele safado...a cabeça quente daquele pau enorme encaixado no meu anelzinho...de vez em quando ele dava uma pressão...só pra me fazer sentir mais tesão...eu não sentia mais nenhum medo...só desejo...percebi ao mesmo tempo em que rebolava na cabeça daquela pica majestosa...empinava minha bundinha tentando sentir um pouco mais daquela vara dentro de mim...todo meu corpo parecia que era comandado pelo calor intenso que emanava daquele pau na porta do meu cuzinho...mas ele não tinha pressa... queria me deixar completamente sem juízo e continuou dizendo em meu ouvido:

-ahh...que cuzinho mais delicioso tem meu cunhadinho...eu sinto que ele tá mordendo a pontinha da cabeça da minha pica...que tesão vc louco vc tá sentindo...assim...rebola meu viadinho...tá jogando a bundinha pra cima...tá doido pra sentir...minha pica inteirinha dentro de vc...quer teu macho...dentro de vc...geme...meu viadinho...pode até gritar...libera esta putinha que tá dentro de vc...mostra o teu tesão pro teu macho!

-ahhh...seu safado...me come...enfia...esta pica...no meu cuzinho...me come...meu macho...para de me torturar...

-assim...meu viadinho gostoso...assim que eu gosto...gosto de meter na bundinha de viadinho que geme que putinha...assim...agora vc sentir minha pica...vou enfiar bem devagar...pode gozar...goza bem gostoso...quero sentir teu cuzinho morder minha pica...vc vai perder teu cabacinho...bem gostoso...vou enfiar....assim...rebola viadinho ...rebola...não para...assim...goza...goza...na pica....do teu macho...quero ouvir vc gritar...goza...viado!

Dei um urro de prazer...meu corpo tremia todo...eu gozava que nem louco no travesseiro...a sensação daquela pica grossa dentro do um cuzinho que deixava de ser virgem era inacreditável...eu gemia como minha esposa tinha gemido no pau daquele safado...rebolando convulsivamente debaixo daquele macho dominante...e ainda tinha mais...porque senti que ele não tinha enfiado toda aquela vara majestosa dentro de mim...ele mordia minha nuca e continuava com a sua sedução louca...com o corpo e com palavra...eu não sentia nenhuma dor...só um prazer sem fim...meu cuzinho piscava que nem louco...e ele continuou:

-Gui...que cuzinho delicioso...vc tem...que viadinho gostoso...é meu cunhadinho...que tesão...que vontade que vc tinha de gozar com uma pica na bundinha...adorei ser o primeiro macho a te enrabar...é o melhor cuzinho que já comi na minha vida...que bundinha gostosa...continua viadinho...continua...rebola mais...agora teu cuzinho já tá pronto pra sentir mais prazer...vou te comer...bem mais gostoso...vc agora vai sentir teu macho inteirinho dentro de vc...vc vai se sentir uma fêmea completa...é o que vc tá querendo sentir...rebola minha putinha...vc vai gozar de novo...rebola viadinho...

Eu fiz o que o meu macho estava pedindo...e ele começou a meter aquela vara grossa até o fim...me senti completamente desvirginado...me senti todo preenchido...doeu um pouquinho no começo mas logo o prazer completo tomou conta de mim...quando senti os cabelos do púbis esfregando na minha bunda...senti uma sensação doida...aquele macho fantástico estava todinho em mim...ele enterrava aquela vara até o fim dizendo:

-Assim...que delicia...rebola viadinho gostoso...vou gozar dentro de vc...vc vai sentir o sêmen do teu macho...e ai vc vai passar a ser a fêmea do teu macho...vc vai gozar de novo...com teu macho...goza minha putinha....goza viadinho...vou encher teu cuzinho de porra...goza...comigo...

Ele deu um berro e gozou como um cavalo...quando senti o calor da porra fervente no fundo do meu cuzinho dei um grito bem alto...gozei me convulsionando por inteiro...meu corpo parecia ter levado um choque...durante alguns minutos senti que quase desfaleci de tanto prazer...ele mordeu minha nuca que quase saiu sangue...

Depois de algum tempo...Ed deslizou de cima de mim...e quando fiz um gesto pra me levantar...ele me segurou e tirando o travesseiro todo melado da porra das duas vezes que gozei, disse todo carinhoso e safado:

-Gui...fica assim...meu viadinho...deitado de bundinha pra cima...dorme assim...deixa a porra do teu macho...ser absorvida pelo seu corpo...prometo que vc vai gozar mais gostoso da próxima vez...dorme meu viadinho...com a marca do teu dono...porque daqui pra frente eu sou do dono do teu corpo...dorme...bem gostoso...

Em instantes apaguei...nunca imaginei que ter um macho enterrado dentro da bundinha pudesse proporcionar tanto prazer...

No outro dia acordei praticamente do mesmo jeito que havia ficado deitado, e então comecei a pensar nas conseqüências de tudo que tinha acontecido, mas, sem entender bem o porquê senti uma tranqüilidade bem serena...afinal tudo tinha sido muito bom e extremamente prazeroso.

Depois de tudo que aconteceu...meu cunhado passou a ser o macho dominante da família...comia eu e a irmã sempre...que tinha vontade...viciei naquela pica enorme...apesar de gostar de transar com minha esposa o prazer de ser penetrado por aquele macho pauzudo era inigualável...Sofia tinha se revelado uma masoquista de primeira ela fazia de tudo pra apanhar do irmão na cama...e o safado adorava judiar dela...deixá-la toda marcada...de vez em quando a gente ia pras baladas...e ela ficava se esfregando nos homens só pra deixar meu cunhado mais irritado...e bater nela mais ainda. Ela me confessou que cada tapa que ela levava provocava um choque delicioso na bucetinha dela...fazendo-a se molhar mais ainda. Eu adorava assistir tudo...mas o engraçado é que sempre eu era bem tratado pelo meu cunhado...sem violência...até que um dia eu fui pegar uma calcinha de minha esposa que estava jogada ao lado da cama e disse todo safado para meu cunhado:

-esta calcinha da Sofia é linda...outro dia quase que coloquei ela pra vc ver como ficaria em mim...Ed...vc sempre diz que minha bunda é mais bonita que da tua irmã...queria que vc visse...para comparar...

Então ele disse todo machão:

-só pra vc saber seu viadinho...se colocar uma calcinha...vai apanhar igual ela...vc sabe como eu trato vadias...vc que sabe...se quiser experimentar...vai apanhar...muito...seu viadinho...safado...experimenta pra ver...

Eu sorri timidamente...e com medo...ele batia com força...sem dó...eu tinha certeza que doía muito...no outro dia Sofia...reclamava de dores por todo corpo...Rss...Mas...quem sabe um dia eu poderia surpreender o meu macho...quem sabe eu gostaria de viver novas experiências...dolorosas...Rss.

Se os leitores quiserem ler mais contos meus cliquem em cima do no nome da autora GISELLE que aparecem todos que escrevi!

Tem dois contos que foram campeões de leitores que gosto muito:

Meus tios fodiam minha mãe e também entrei na vara!

Gozei como uma louca na pica grossa do meu filho!

Divirtam-se e muitos beijos!

Skype: giselle_gts MCP1 %%%%%%%%%%%%%%%%MNM

Comentários

16/12/2014 11:04:31
Muito bom conto. Não deixe de postar. Leia o meu, você vai gostar.
09/12/2014 16:24:58
Essa Sofia é bem putinha hein?
29/11/2014 20:34:33
muito bom o conto adoro contos longos, exitantes e bem narrados.
22/11/2014 17:48:14
Puro tesão. Uma delícia.
22/11/2014 17:34:46
tesao espero que continue contando as historias sua de sua esposa e seu cunhado taradao
22/11/2014 14:43:46
Delícia de conto!
uem
20/11/2014 22:34:43
vc e um viadinho safado e tem uma putinha muito gostosa
20/11/2014 18:19:06
Maravilha esse conto.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


moreno sarado de sunga de bombeiroincesto com meu vô contosContosveridicos contados por novinhasporno doido reais emviado por amadores com novinhas descuidadascorno sendo humilhado lambendo direitinho buceta cheia de gozocontos eróticos incestos fudendo a meia irmã filha do meu paimundobicha.com hetero brasileiro toma banho com amigo heterocontos eroticos de evangelicas metendocontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosContos erótico brinquei de esconde esconde e arrombarao meu cuContos eroticos gay funk traficantecomendo a coroa gostosa loira e barriguda e ela xingando palavrãocoroas brasileiras gritando cm o puu na xana e pedindo mais xvidioconto erotico novinho safado 05,03,2017porno clAsSico primeira vez de um molequeCona gulosa relatoscache:wNACedYikXQJ:gtavicity.ru/texto/20170544 contos eróticos mulher endividadavídeo pornô com mulher trepando bem muito toda suada suor pingandoeu fui encoxada pelo meu sobrinho tarqdomalandro gay passivo dando o cu contocasada fiel tentando não trair,mais não resistiu quando viu a pica dura enormeConto gay viagem Onibus leitoirmão pauzudo fudendo a irmazinha mignon minha esposa queria rola grande eu arumei ela quiz fugi eu segurei e mandei soca todosua puta ou seu viado o celular e meu e se quero asisti video porno tenho que asiste por que.paguei pra ter minha escolha desgraçaXVídeos caseiro eu te empurro com fosse eu não aguenteix** nnn japonesa gostosa traindo seu marido com seu próprio filho vídeos grátisporno muler de roupa transparente mostando a calcinhaxvSo fotos de picas de 20 centímetros enfiado na bucetameu padrasto me arretava gostosocontos eroticos de negra crente do piraía egua me excitou e eu esporrei nela/contomanmando no glelinho sem pararcontos eroticos menino esfolo minha esposatarados fazendo gang gang coletivo com esposa puta italiana do cornoxvidio louco desejo vestidinhoensinei meu filho de dez anos a bater punhetaMeu Padrasto parte-01 Autor Alex - Casa Dos Contosmae obriha filha virje perde o cabasdo com o padrastomule butado dei dedo no cuas gordinha r***** dando o vaqueiro na Fazendacontos gay babydool maevovo gostosa seduzindo o neto contos eróticosfavelenta xvideocontos eróticos de mulheres que foram f***** por bem dotados na grossura de caramba sua b***** arrombadaCasada enegao anal marra contovedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novossou casada mais quem mim fode gostoso e patinhomamãe+mamãe.papai++nuacontos eróticos com minha irmanzinhaver video de porno na facudade gosando forteconto erotico dos mauricinho ricos com gaycontorcionista dilataçao anal pornobaixar vídeo pornô mulher fazendo sinal com a mão presa na pia para o homem comer elapornô grátis só contos eróticos sogra cozinhamulheres de corno manso sem o biquininhocornolandia barbara costa bucetaporno dento da pestinha Eu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãomulheres de perna nua com a buceta esgassadacontos eróticos cuzinho da mendigairma com tesão no quarto do irmão1minuto xvideosHomem com pau grosso descabaça a filha dormindo contos eróticosconto dupla penetracaopatrao do pao gigante fode estagiario mundobicharelatosacanaMinha esposa disse pra minha sogra mae agora fica de quatro pro meu marido fuder seu cu virgem voce vai adorar conto eroticofernanda puro desejo gamg bang contosporne com malheixvideo sexo na praia de nudismo abricoaponto não. quebrau. cabaso da vigesou evagelica e nao tive em casa e procurei fora contos eroticover instoria de susane .. casadas dando a buceta pra outros homensnariz de policial dando o priquito a outros policialContos gays /fui estrupado por2 na escola e a diretora flagouginecologista gemendo baixinho pra ninguém escutar porno doidobocete nu travetiacontos eroticos meu pai fez eu dar pro meu tioxvideos sentando no pau gostasenteWww. faveladas fazendo sexo na promiscuidadecasadas sirrricascomendo a mileninha gostosinhasogra fazendo sexo selvagem com o gel da pica cabeçuda