Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Tito: o cachorrinho da vovó

Categoria: Zoofilia
Data: 10/12/2014 20:13:30
Última revisão: 10/12/2014 20:35:48
Nota 9.25

Olá a todos. Este é o meu primeiro conto. Espero que gostem.

Dos meus 12 aos 21 anos, minha avó decidiu adotar um cachorro para fazer companhia para meu vô, que tinha o costume de estar sempre em casa.

Me chamo Paulo, sou moreno, de olhos e cabelos castanhos, com bundão, coxas grossas e definididas devido a prática de esportes e ritimo de pré adolescente (naquela época ainda brincava muito na rua!), do tipo normal, sem exageros.

1,75m de altura, 78kg...

Tito era um cão de raça mista (pincher com fox paulistinha), com pêlo preto e escuro, corpo baixo e lembrava muito um bassê (salsicha).

Muito carinhoso e atencioso, sempre mimado pela minha avó.

Era bastante agressivo com outros cães e só se dava bem com o cachorro que tinha em casa, o Floco, uma mistura de poodle com vira lata.

Com toda essa mimação, a gente começou a perceber que Tito era meio "estranho", e três fatos ajudaram a gente a perceber a visível homossexualidade do pet:

1) Tito não se dava bem com cadelas. Qualquer cachorra que aparecia no quintal da vó ele botava pra correr e nem se dava ao luxo de cheirar a cachorra.

2) Tito adorava floco. Quando floco voltava da rua, fazia questão de cheirar e lamber o saco e o pinto de Floco. E nem queria cheirar o cu do meu cachorro; e

3) Tito tinha um vício de ficar cheirando o saco do meu avô enquanto recebia carinho do velho. Essa cheiração era tão constante que até incomodava quem via. Meu vô pra disfarçar enxotava o bicho. E nada me tirava da cabeça que meu avô alimentava isso quando estavam na intimidade.

Depois de tempos de tiração com o bichano, cachorro viado pra cá, cachorro gay pra lá, a gente percebeu que Tito não teve a oportunidade de transar com uma cachorra, ou seja, perder a virgindade.

Sabendo disso, no auge da adolescência, com cerca de 15 anos, comecei a provocar o cachorro. Tava sempre sondando ele durante as minhas visitas na casa da vovó. Sempre que podia passava a mão bem de leve na bola e no pinto dele. E isso deixava ele excitado muito rápido. Quando não, passava os dedos do pé pelo saco e cu dele. Ele adorava e não saia de lá, adorando o carinho.

Com a frequência do carinho, tive o desejo de dar o rabo pra aquele cachorro baixinho.

Passei a ir à casa da minha avó de noitinha, quase madrugada pra importunar o cachorro. Ele ficava apreensivo e queria escapar. Eu não deixava. Acalmava e excitava ele.

Devagarzinho conquistava a confiança e ele ia se soltando e deixando eu sarrar ele. Mexia no seu pinto comprido - que tesão - e duro como pedra. Deitava ele lambia a cabeça do pau do Tito. Ele gemia baixinho e dava a entender que gostava. Quando parava até fazia cara de quero mais.

Depois disso descobri que podia ir mais além.

Dia após dia fui tomando coragem de me masturbar com ele. Esfregava o pau na cara dele e ele se fazia de rogado. E nada dele me cheirar igual a como ele fazia com o saco do meu avô.

Tive coragem de um dia deixar ele excitado (não tinha conseguido o fazer gozar ainda, só ficava provocando) e estava com um shortinho bem folgado e estava sem cueca. Com o pau duro, fiquei pelado na frente dele. E tentei fazer ele me comer.

Ficava de quatro e colocava ele pra me comer. Ele tinha percebido e começou a meter. Só metia no ar porque a altura não dava conta pra ele.

Mesmo assim eu tava curtindo e ele esfregava a ponta do pau dele no meu cu. Isso me deixou louco e eu fui me abaixando mais ainda. Até que ele ficou mais a vontade de começou a bombar mais.

Fui cuspindo na mão e melando o meu cu e fui direcionando na porta do meu cu. Até que o safado acertou. Fui sentindo o pau dele entrar e sentir uma dor enorme. Era a parte grossa do pau dele que me penetrou. Consegui não gritar e estava satisfeito. Ele começou a bombar em mim e tava muito gostoso. O atrito da parte grossa do pau dele engatado no meu cu me deixava louco. Meu esfíncter dilatava e contraia deixando ele louco... Ele ficou cansado e ficou parado. Como estava quase gozando, decidi acelerar a gozada dele. Melei minha mão com cuspe e fui esfregando e acariciando as bolas dele bem devagarzinho... Não demorou pra eu gozar sentindo o atrito dos pêlos do pinto e do saco dele no meu saco. Que sensação gostosa! Quando meu cu começou a morder o pinto do Tito eu percebi que ele começou a gozar dentro de mim. Que gostoso sentir o leitinho quente do cachorro viado me invadindo. Ele tremia de tesão e eu estava ficando exausto.

Que tesão da porra!

Quando acabamos de gozar percebi que o pau dele tava grudado em mim. Não saía nem com a porra.

Com a dor nos joelhos e começando a sentir o desconforto do chão duro, Comecei a forçar Tito pra sair de dentro de mim.

Doeu demais arrancar ele de mim. Quando finalmente consegui arrancar o filho da puta começa a latir alto. Um latido de dor. Com medo que isso fosse chamar atenção, ralhei com o cão e enxotei-o. Meu cu ardia demais. Fui com o que sobrou de mim pra casa e corri pro banho.

Ainda deu pra bater mais punheta pensando no cachorro...

A reação dele, dai em diante mudou. Conto o que mais aconteceu no segundo e conto final.

Comentem por favor! As criticas me ajudam a melhorar a escrita! :D

Comentários

20/12/2014 18:18:09
Add meu zap delicia
12/12/2014 19:03:47
Legal
10/12/2014 21:54:06
interessante
:T
10/12/2014 20:54:54
Adorei, gostei mesmo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


primo entra no quarto da prima incente nova e tira ha calcinha dela dormindo pornomagrinhas soquem pauzao. de 30 cm fazendeira flaga o piao da fazenda cumeno sua egua e fode com elecontos de sexo com minha tia vaiiii tiaaacontos eroticos praia nudismo irma maese masturbando enguando o marido dormexvidioMeu Padrasto parte-01 Autor Alex - Casa Dos Contosduas lebiaca se beijando devangarconto estorei o cabresto na punhetatransei com minha visinha casada no quintal delaminha mae so' andava de roupao contos eroticoscasos de zoofiliacontos eroticos comeu a testemunha de jeovavídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhotadinha chorou pra na da o cu xvidiox cabacogordo tenta escapar do negão mais ele pega ela na pose frango assado faz grita XVídeosdei a buceta no rio contos eroticoscontos corno grupalpornodoido.pai.aretando.filra.darmindoqual a melhor posição peão fazer sexo anual sem dorvideo porno velho mamando e mordendo e puxando o peitomeu neto de 16 virgem contos eroticocontoseroticos mulher lactante amamentandoConto dando sonifero enteadaEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãowww.xvideos emprevisto pra foderdotado enfia baita pirocona inteirinha dentro, magrinha gemendo sem parar com o pauzão lhe rasgando todaContos Gays Sobre Valentoes : Casa Dos ContosMe manda o vídeo pornô Adão de armas sedosa só gosta de dar a homem bem dotadoempregadinha contopornodoido sogra da cugrade a genro e filha na salacontos eroticos minha esposa ficou excitada quando viu o negao pauzudoporno contos alberto comeu minha mulhermuiler da buseta ixada levamo varaeguas taradinha no cio pigandovideo belmiro o caseiro caralhudodeseeo amanentando o filho contos sexcontos eroticos de lua blanco e arthur aguiarcontos eroticos fudeno a novinha de 17aninhosmentendo o pepino na buceta e no meu rabao contoslais minha enteada da xoxota apertadinha contos14aninhos xotas lizinhaconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretoX vídeos Keane vs roludosogra porno Eça a dormirPensei em convidar para uma grande mulher transando com buceta grande mulherporno provisional com casal apaixonadosver relatos verdadeiro cheirava as calcinhas da minha primaassitir vidio de porno os mecanicos me arrobaramtarados fazendo gang gang coletivo com esposa puta italiana do cornomunhe engulido a gala sem tira u pau da pocaincesto com meu vô contosconto de sexo porno com meu cachorro pastor alrmao fui por racaocontos sexo minha esposa nossa vizinhavideo porno de homens de sunga e cueca tirando a virgindade da mulher depois gozam em sua vagina filme porno classico brasileirotavinhomg casa dos contoscontos eroticos provocando meu cunhadopornô grátis só contos eróticos sogra cozinhaxividio filho fala mae deixa eu gozar dentro de vchistória real irmão bem dotado seduza irmãzinhaxvidios estorando as prega das cuzudassiririca em horas inoportunaseu quero mais homem pelado no da cabeça da rola bem folgado lonacontos eroticos climax daputinha dando pros amigosmae vai massagea o filho fica de boca aberta con o cacete do filhodeu o cuzinho pela primeira vez e pede poe devagar porque ta doendojapurunga peladaConto erotico tirando a roupa no baralho pro tiocontos eróticos papai.mimha bucetinha ta dodoipadrasto enteada falei de sexo brasileirosexo gay chatagiando o primomeus amigos me comiamcoletanea dechupada no pau ate goza aboca cheia de porramundobicha ver tres brasileiros novinhos se cumendo em casaraogritano de dor com pau.no.cu do nego3 pernabaixar xvideo de aluna ta secando minha bucetacontos as calcinhas da minha sobrinha branquinhaContos eroticos minha mulher e minha irma dividiram a piroca enormepatricia vizinha casada safada gemendoAssuntos:lesbica contos eroticos patroa com sua cinta de consolo tirou a virgindade da buceta e do cu da sua empregadagostosas não aguento melo pau de merdaminha prima contoconto de padrasto socando a punhetaestufando o cu da madrasta e da filhaXxvideo so a cabeci.ha nela dormindoconfigurar permissões e Jadson aquele beijo que você me deucomo encostar o penis no clitorisxexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delacasada com raiva do marido so querer ir para o bar sai e da a buceta para estranho no motelContos eroticos de mamae e filhas gulosas mamando nos pauzao grandao grossao dos cinco filhos numa suruba em casanegona do zoinhao gritano na picavídeo de sexo amador caseiro você quer me comer você quer meter é devagar meu com calma é assim não aqui mede a gente ser pinto grandeflagga de mulheres deficiente fisica se mastubandocontos/perdi o cabaco muito tarde