Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Meu caso com a Babá

Um conto erótico de Mauricio Nunes
Categoria: Heterossexual
Data: 10/03/2015 17:18:23
Nota 9.86

Meu nome é Maurício, esses fatos aconteceram mais ou menos em julho de 2013, minha esposa depois de 8 anos casados engravidou, um dos motivos que levaram a isso foi que eu descobrir que tinha uma filha, que acabou mais tarde virando minha mulher, já contei essa historia em outro conto o link esta aqui para entenderem melhor (http://sharoland-nn.ru/texto/, e minha esposa ainda não tinha filhos, ela insistiu muito, então decidimos ter o nosso primeiro filho(a), ela engravidou em setembro, ela ficou muito feliz, durante a gravidez dela tivemos alguns problemas, o sexo que era muito bom, ficou de lado e eu que sempre tive meus casos extraconjugais, deixei tudo de lado para ficar mais ao lado da minha esposa, minha filhinha nasceu em junho de 2013, tudo era só alegria, mas minha esposa e eu estávamos meio distante, principalmente no que dizia a respeito de sexo e quando minha esposa voltou ao trabalho, contratamos uma babá para ficar com nossa filha, seu nome era Mariana, estatura mediana, ela é magrinha, cabelos longos, seios pequenos e pontiagudos, bunda pequena e o que destacava era sua boca carnuda, um bocão, estilo Angelina Julie, era uma moça de 36 anos, casada, olhos castanhos claras. Eu tentei não olhar com malicia por se tratar da babá da minha filha e me esforcei para isso.

Nas primeiras semanas fiquei bastante tempo em casa com minha filhinha e a babá, conversamos bastante, surgiu uma boa amizade ali, conversamos quase sobre tudo, desabafei com ela sobre a falta de sexo entre minha esposa e eu, ela também contou sobre seus problemas, sobre seu casamento e com a passar das semanas nosso contato foi ficando mais intimo, as conversas mais quentes, depois de dois meses minha esposa teve que fazer uma viagem de uns 10 dias para resolver algumas coisas em outro filial da empresa onde trabalhava como ela não poderia levar nossa filha junto, organizei as coisas na empresa e tirei alguns dias de folga, trabalhando apenas no escritório que tinha em casa, não me preocupei muito com as roupas que usava sempre uma bermuda larga, sem cueca e sem camisa, senti que Mariana se sentiu um pouco tímida com aquela situação, perguntei se teria algum problema, ela disse que não nesse dia comecei a prestar mais atenção no corpo de Mariana e comecei a ficar excitado com a situação, sempre que minha filha dormia ela aproveitava para ler um livro e a noite ela parecia mais relaxada e continuava a ler seu livro sentava na cozinha, nesse horário ela já usava roupas como vestidos e alguns shorts, mas nada chamativo, no terceiro dia em casa, acordei e fui direto para o banho ao sair nu do banheiro cruzei com a babá no corredor, só naquele momento me dei conta que ela estava em casa, pois era sábado e como minha esposa estava viajando ela iria ficar duas semanas seguidas em nossa casa, fui para o quarto e vesti uma bermuda e depois fui ate o quarto da minha filha conversar com a babá e pedir desculpas, ficou tudo numa boa e acabamos rindo da situação.

De noite naquele dia, pedimos um lanche e conversando sobre varias coisas disse para ela que percebi que ela gostava muito de ler e ofereci um livro para ela, era um livro de poesias eróticas e outras pornôs, ela ficou meio sem jeito no inicio mais disse que iria ler com prazer, naquele momento senti um tesão louco por ela, um pouco mais tarde ela pediu licença e disse que iria dormi, acabei indo fazer o mesmo, no dia seguinte acordei e fui ate a cozinha, fiz meu café depois fui ate o quarto da minha filha e lá estava Mariana ainda dormindo com aquela bundinha pequena pra cima, fui ate o berço da minha filha, mas não tirava os olhos da babá, ela acordou me deu um bom dia e levantou dizendo que iria trocar de roupa, sem pensar acabei dizendo que se ela quisesse não precisaria, era domingo só nos dois em casa não teríamos problemas, ela sorriu e disse que iria aproveitar então, acabei ajudando ela a dar banho na minha filha e a dar a mamadeira e sempre conversando, já na parte da tarde depois do almoço ela disse que tinha lido um pouco do livro que eu tinha emprestado e que estava gostando muito, eram historias muitos excitantes e cheias de detalhes, nisso eu perguntei:

- Você ficou excitada com alguma historia?

Ela sorriu meio sem jeito e respondeu:

- Sim, são ótimas poesias, algumas são mais pornôs, com palavrões e tudo mais e outras mais românticas.

- Qual foi sua preferida?

- Ainda vou terminar de ler, ai eu te falo, mas como você já leu ele todo qual foi a sua preferida?

Enquanto eu descrevia a minha poesia pornô preferida, percebi os bicos dos seios de Mariana endureceram por baixo da camisa de pano fino que vestia, ela estava sem sutiã, coisa que eu nunca havia presenciado, estávamos sentados, cada um em uma cadeira, um de frente para o outro e enquanto eu falava a comia com os olhos, foi quando ela se levantou e foi ate a geladeira pegar um copo de agua, me levantei e fui até ela, sem me conter continuei contando a história, me aproximei por trás dela e coloquei as mãos em seus ombros, ela parou, mas não se virou para mim, continuou de costas, eu continuei falando, apimentando a poesia, que se aproximava da narração de uma transa, e fui usando termos mais quentes, falei da bunda e encostei levemente meu corpo na bunda dela, falei de seios e ao mesmo tempo descia minhas mãos de seus ombros para seus seios, falei da bucetinha e bem devagar com a outra mão fui descendo até enfia a mão dentro do seu short, ela estava sem calcinha e comecei a brincar com seu clitóris, ainda a abraçado por trás dela, ao mesmo tempo fazia ela sentir meu pau, estourando de duro dentro da bermuda, no meio da sua bundinha.

Ficamos assim, colados, vestidos, meu pau enfiado na sua bunda, minha mão direita massageando seus seios e com a mão esquerda sobre os pelos de sua buceta, com os dedos procurando dar-lhe prazer, beijando sua nuca e sussurrando a historia em seu ouvido, depois de alguns minutos ela se virou de frente para mim, me olhou com o olhar mais sensual que eu me lembro de ter recebido até aquela altura da minha vida me beijou deliciosamente, um beijo cheio de tesão como a muito não sentia, ela foi me beijando da boca para o pescoço e depois para o peito e começou a alisar meu pau e eu segurando ela pela nuca beijava-a e mordiscava seus lábios, ali mesmo na cozinha ela tirou minha bermuda e começou a bater um das melhores punhetas da minha vida, enquanto beijamos eu a levei para a minha cama, lambi todo o seu corpo, da cabeça aos pés, literalmente, deitei-a de barriga para cima com as pernas pro alto, matei minha curiosidade sobre sua buceta, carnuda, lábios grandes, cheirosa, chupei fundo, lambi até seu rego, passando demoradamente pelo cuzinho, cor de rosa e voltava de novo para seu grelinho, foi quando fui enfiando dois dedos no seu cuzinho e o dedão da sua bucetinha e lambendo seu clitóris, ela gemia tão gostoso, não tinha o menor puder, gemia alto, pedia mais, segurava minha cabeça contra a sua buceta, ela gozou forte.

Ela me colocou sentado na beirada da cama e ficou de joelhos entre minhas pernas, começando um boquete lento e me olhando nos olhos, ela chupava minhas bolas, lambia meu pau da base ate a cabeça e depois chupava gostoso, ela babava muito deixava meu pau extremamente molhado, às vezes chupava as bolas e batia uma punheta gostosa, ela chupava gosto, não resistir e gozei gostoso na sua boca, era linda a cena, ela olhando para mim com o pau na boca e nos cantos dos lábios escorria porra. Mariana lambeu meu pau até deixá-lo limpinho. Deitamos na cama, trocamos vários carinhos, beijei todo o seu corpo, apertando ela, depois ela me colocou deitado e agachou sobre mim e sentando no meu pau bem devagar e eu sentia cada pedacinho daquela bucetinha, ela descia com força e subia devagar, sentava e rebolava, alterava os movimentos com maestria, eu já louco de tesão a puxava pra perto e a beijava com vontade, mordendo seus lábios, depois ela virou de costas pra mim e com os joelhos na cama e com a bunda arrebitada sentava no meu pau de novo era uma loucura aquela mulher, decidi dar um trato no cobiçado cuzinho, comecei enfiando um dedo, depois dois, ela mesmo ajeitou meu pau no cuzinho e lentamente empurrando meu pau pra dentro do seu cuzinho, ela gemia gostoso, antes do meu pau entrar todo ela subia ate quase meu pau sair todo do seu cuzinho e sentou com mais força, soltando um gemido alto de dor e prazer, a putinha gemia alto estávamos ofegantes e aquele cuzinho da putinha me fez ficar louco e enquanto isso ela estava esfregando o seu grelo e gemendo muito gostoso, foi quando gozei muito dentro do seu cuzinho ela engoliu todo o meu pau com seu cuzinho e rebolava nele, depois de poucos minutos meu pau estava duro de novo, mas agora eu pegava ela e a colocava de quatro na cama e sem dó nenhum daquele cuzinho, fodia com força, tirava tudo via o cuzinho dela arrombado e depois enfia com força e ela se masturbando com os dedos dentro da bucetinha, gozei pela segunda vez no seu cuzinho, que loucura aquela babá, estávamos exaustos, deitamos um ao lado do outro e sem falar muito, apenas trocando olhares e beijos, tomamos um banho juntos, ela me deu um beijo no rosto e saiu do quarto dizendo que iria olhar minha filha.

Passei algumas horas resolvendo alguns problemas e só depois que voltei minha atenção para minha filha, já era tarde da noite quando estava lanchando e Mariana apareceu quase sem querer trocamos beijos e carinhos, depois disso ela avisou que iria dormi, segurei ela pelo braço e disse que ela iria dormi comigo hoje, nisso ela respondeu:

- Melhor não, sua esposa pode chegar mais cedo e se pegar eu na cama dela?

- Ela não vai, ainda tem alguns dias, e eu quero você comigo, quero você a noite toda.

Nessa hora dei outro beijo nela e a levando para o meu quarto, deitamos e ficamos nesses amaços por muito tempo, ela levantou algumas vezes para ver como minha filha estava, na verdade não transamos na noite, mas curtimos muito um ao outro com vários carinhos e caricias, mas de manha acordei com uma surpresa maravilhosa, Mariana estava me dando uns beijos e mesmo ainda bobo por causa do sono, a senti descendo e começando um boquete matinal maravilhoso, o que foi mais que suficiente para me acordar de vez, procurei uma melhor posição na cama e sentei, para assistir a minha babá me chupando logo cedo, ela usava só uma calcinha que logo estava de lado e ela sentando no meu pau, foi uma trepada rápida, só para matar a vontade um do outro, mas acordar com sexo em alto nível não tem preço, tomamos outro banho juntos e quando ela vestiu um vestido, cheguei por trás dela, dei um beijo em sua nuca e levantei o vestido, aquela bundinha pequena e maravilhosa, desci ate ela e dei vários beijos e com a boca e os dentes puxei sua calcinha para baixo e depois guardei no bolso e disse:

- Nada disso, hoje você vai ficar sem calcinha.

- Mas se eu precisar sair ou outra coisa?

- não importa, quero você o dia todo de vestido e sem calcinha, vamos aproveitar cada minuto do dia hoje.

Dei outro beijo nela e já segurando sua bunda e apertando, depois disso ela foi cuidar um pouco da minha filha, durante a manha foi sempre pegando ela e dando vários beijos alisando seu clitóris, beijando seu corpo, mordi a bundinha dela, deixando marcas dos meus dentes, passamos a manha provando um ao outro, ela se exibindo pra mim, beijos e tudo mais, paramos só para almoçar, mas mesmo assim pouco depois estávamos no sofá trocando beijos, ela levantou o vestido e sentou no meu colo, rebolando, abaixei a bermuda e logo meu pau estava dentro daquela bucetinha deliciosa, ela rebolava e me segurava pela cabeça me beijando, gemendo nos meus ouvidos, segurando ela no colo levante e colocando ela de costas no sofá, fui enfiando devagar meu pau naquela bucetinha e ao mesmo tempo a beijava, nossos beijos aumentavam o nosso tesão, ela gozou forte, gemendo e cravando as unhas nas minhas costas, depois disso ela se levantou e ajoelhada começou mais um boquete e gozei no seu rosto, depois ela chupou meu pau e toda a porra que estava em seu rosto, quando se levantou me beijo com gosto e ela ainda punhetava o meu pau.

Passamos os dias em que minha esposa não estava em casa assim, ela dormindo comigo, ela cuidando da minha filha e em qualquer abertura logo já estávamos no sofá, na cama ou em qualquer lugar da casa transando, depois que minha esposa voltou de viagem, tivemos que diminuir os ânimos, mas mantivermos nosso caso por mais de um ano, aconteceram outras coisas nesse meio tempo, que irei contar em outros contos, mas aquela babá, Mariana foi uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida, éramos amigos, amantes, sem cobrança.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/03/2015 10:06:01
Nossa mto bom, amo seus contos mto excitantes
11/03/2015 08:21:44
Essa sim é sua 'babá perfeita', não é Mauricio? Nota 10!
10/03/2015 23:37:33
Delícia essa babá.
10/03/2015 22:36:34
;)
10/03/2015 20:06:59
Que excitante!!
10/03/2015 19:11:27
Conto gostoso uff




Online porn video at mobile phone


vidio de foda de cunhado dormindo na casa da cunhadadei a buceta no rio contos eroticosgarotimha aprendendo bate punheta no papaimulher passa muita margarina no proprio cucomo meu tio roludo e comedor comeu minha esposa novinha 1 contosContos na pescaria com tios e amigos me fazen d bixinha delesCacetes gossoscontos deu o cu para o cachorraTudo grandão youtubepornoconto homem levando a primeira vez a sua mulher pro protibulo pra se fodidamadrasta de camisola foi tomar agua de noitecontovporno com fotos reletos de chifresvidii lesbica cozando turmidoConto erotico arrombei minhA tia 25cm grosso no acampamentocontos eróticos paifinge dormundo fudendo filho e filha. virgemgostoso chupar meu amigo na chuvapassivo inocente e baixinho levando rola enormeelacareca contos eroticos de mullheres carecasvideos porno para ver agora mae de 25 anos gostosa aproitar q a filha sai e esfrega mo genroporno.padrasto.esculacha.panteras.xxporno gay com vendedor de pote e portaelementarians eroticoxoxotas em perigo cabaçoMas que dor horrível conto pornoensopando o cuzinho com gelNecsEexfragei milha mulhe comegaoloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualcontos porno com padre gayWww.vidioerotico.deminas.geraís.com.x vidio porno pegui a mulhe casada de saia na festa puchei a calsinha comiporno marido esguelha a garganta profunda da esposa e gosa no fundoxvedeos dejado busetao rochoinstalei grampo no celular da edposa e descobri a vadia que ela e contos eroticoscasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodechantageou a coroa para se dar bemQuero ler contos escravos roludos macho alfa familia realmulher revivesse monstro xvideovadia dando o cu fechadíssimoxvıdeos mınına querendo pıntao na bucetınhaimagens de bucetas de riasas sexoprofessora gostosa da etec contos eroticosnegoia pauzudosseduzida por um estranho contos pornomundobicha ver tres brasileiros novinhos se cumendo em casaraoo primeiro amasso a gente nunca esquecenegao infiando na guela da safadanovinha que derao boceta e firmarãoandando bem devagarinho E aproveitando que minha irmã está pelad bota pau no cu dela YouTubeevangelicas na zoofilia com cachorrobonitinha de 18anos quadril grande e largo bunda durinha comeu.xxxvidio de puta lavano abuceta e tirano bora pra fora Em Família: Parte 1 Autor Sr G casadoscontosmeu corninho, fotosevangelicas na zoofilia com cachorroContos eroticos de viados maduros que foram deflorados na marra50 tons de gizminha tia Gleice Albuquerque pornônegoia pauzudoscontos eroticos fudendo uma meninha bem novinha da bucetinha lisinhapornodoido pesso para dormir por que tenho medo de trovõesnariz de policial dando o priquito a outros policialxvidios travestis na punhetas novingascontos de incetos e orgias entre irmaos nudismo piscina em casaesculachou o cu da filha adolecente ate gosa dentromulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideoex cunhado cacetudocontos eroticos minha primeira siriricavideos dr sexo com pau de40cm analfilhadorme.e.pai.enfrega.pica.na.buceta.delacrossdress historia betinha 25vidioporno/fodanaconstrucaocontos eroticos vi meu irmão pelado pela brecha da porta e fiquei esxitada e passei a provoca elegozanu gostozo na bucita da irma dominu xvidescontos ela falo chicao nunca dei o cu pra pau grossopornô sexo garota transando com apitando o quarto deitada