Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Meu cunhado ou amor? - 12

Autor: Vitinho
Categoria: Homossexual
Data: 14/05/2015 22:02:26
Nota 10.00
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

As pessoas que estavam ao lado se assustaram com o meu grito, o juliano só fazia rir já que eu me encolhi na cadeira, vey eu fiquei branco na hora geral me olhando, o juliano chegou perto de mim e se agachou.

Juliano: tem certeza que ama?

Eu: e eu lá ia pagar um mico desse a toa caralho.

Juliano: tu é muito boco mesmo né.

Eu: cara eu abri meu coração pra ti e tu vem me chamar de boco.

Juliano: ohhh meu lindo, eu sabia que tu me amava, ELE ME AMA GENTE, O KAUAN ME AMA.

Algumas pessoas começaram a dar risadas daquele crianção e aplaudiram já outras olharam torto mais nada falaram eu puxei aquele cabeção e o sentei na cadeira.

Eu: dá pra parar de ceninha aqui em publico ou idiota.

Juliano: eu tô feliz de mais meu amor, olha aqui, “ Ele pegou minha mão e colou no seu peito”, tá vendo? Tá vendo esses compassos acelerados? Pois é meu coração explode de alegria ao teu lado ouviu seu idiota mais lindo do mundo.

Eu: nossa senhora da bicicletinha torta eu tô criando um monstro só pode.

Juliano: um monstrinho lindo que te ama e tá louco pra te pegar de jeito moleque.

Eu: vai vendo, pelo que eu saiba a gente não tem nada ok senhor simpatia.

Juliano: é vero, não se preocupe você verás, xau tenho que passar em um lugar. Bjo meu amor.

Ele me deu um selinho, e saiu correndo pela beira mar, mais que garoto mais louco meu, era incrível e perceptível a sua mudança do dia pra noite e eu estava amando esse juliano, carinhoso, carismático e super palhaço, sai daquele recinto e segui rumo a um ponto de taxi estava na hora de encarar o que tinha pra na faculdade seja lá o que deus quiser.

Demorou algum tempo pra mim chegar já que a aguanambi estava um caos por causa de um acidente, assim que parei o taxi na entrada da facul já pude ver o grande movimento de vai e vem, paguei a corrida e estava na hora de botar a cara no sol, sai do taxi e já senti alguns olhares em cima de mim, nem liguei coloquei no rosto o meu melhor sorriso e fui campus a dentro, passei pelo CA alguns conhecidos me cumprimentaram normalmente, aqui ou ali passavam alguns idiotas e começavam a rir pelas minha costas, cheguei no refeitório e avistei de longe minha trupe, o Vinícius foi o primeiro a me ver e veio em minha direção, ele chegou e já me deu aquele abração de urso.

Eu: calma ai moço tem pra todo mundo uai.

Vini: valha não posso mais abraçar meu gay preferido não?

Eu: pra um hétero convicto você está muito gay hoje sabia lady.

Vini: Lady é o minha pica enfiado até o talo no teu cu seu peste me respeita.

Eu: quero não amor, já tenho uma pica que me satisfaça.

Vini: e como né, tanto que até o papa já deve te visto.

Eu: nem me fale isso vini eu ainda não tô nada bem com relação a isso, sabe saber que sua intimidade estar rolando por ai e as pessoas te julgando de qualquer jeito me deixa desarmado.

Vini: eu sei como tu se sente meu amigo, mais não liga pra isso não nós estamos do teu lado pro que der e vier viu, te adoro.

Eu: tem como não amar vocês.

Vini: eu sei que sou irresistível.

Eu: e babaca também.

De repente a louca da Vanessa chega dando mais daqueles gritos acorda vizinhança dela.

Van: o putaiada o que é que vocês conversam tanto ai ein bora pra mesa a galera que tew abraçar kaka.

Assim fomos para a mesa e lá abraçei as meninas o Thiago e roberto e outras pessoas, passamos um bom tempo conversando trivialidades, de repente começou uma movimentação entranha na entrada do refeitório aos poucos a multidão ia abrindo espaço e de lá vinha aquele que eu tanto amava, mais que porra ele estava fazendo, ele estava todo de terno branco com laços e sapatos vermelho um verdadeiro galã, em sua mão direita tinha uma caixa em forma de coração ele vinha todo, todo em minha direção, meu coração pulava mais do que escola de samba. Ele parou na minha frente e todo mundo se calou.

Juliano: boa noite a todos, “geral respondeu o boa noite”, vocês devem estar se perguntando o que um retardado como eu estou fazendo dessa forma aqui né. É meus caros pra vocês verem o que o amor nos faz passar, não tô dizendo isso de forma negativa não muito pelo contrario se você ama viva intensamente essa paixão pois nós nunca sabemos o dia de amanhã e é isso que eu vim fazer aqui, Kauan você mais do que ninguém sabe do que eu estou falando todas as nossas conversas e todas minhas declarações não vou me aprofundar muito pois tudo o que eu tinha pra dizer já te disse e demonstrei, você pode até me achar precipitado mais não logo pois já perdi muito tempo te renegando então kauan eu queria fazer um pedido na frente de todas essas pessoas como testemunhas, “ ele me entregou a caixa e tirou do seu bolço uma caixinha azul de veludo, ele se ajoelhou e abriu a caixinha lá tinha duas alianças lindas de ouro com dois fios de prata”. Tendo todos aqui como testemunhas do meu amor por você eu Juliano Carvalho te peço Kauan Fernandes em namoro.

Eu estava paralisado com tudo aquilo só podia ser um sonho, como ele era fofo meu, meu príncipe só meu, me passou um fleche pela minha cabeça de tosas as nossas brigas e discussões dos nossos insultos, em que momento eu poderia que eu teria o amor daquele ogro correspondido, tudo o que ele me mostrou só me fez o amar mais e o querer pra mim.

Eu: é claro que eu aceito juliano Carvalho.

A galera foi a loucura quando eu disse aceito, meus amigos puxaram um coro de “beija, beija, beija”.

Ele se levantou, seus olhos estavam marejados eu me aproximei e limpei suas lagrimas e falei em som inaudível que o amava, ele tirou uma aliança e colocou no meu dedo, “aceite isso como prova do meu amor”, não me aguentei e chorei junto com ele, fiz o mesmo ritual e no fim dei um beijo em sua aliança.

Ele me mostrou um sorriso lindo e colou o meu corpo no dele, a galera foi a loucura com aquilo, ele beijou minha testa, depois meu rosto e por fim nossos lábios se uniram completando assim aquele momento magico.

Depois daquilo muita gente veio nos cumprimentar, a van pulou feito uma pipoca, todos os meus amigos me desejaram muitas felicidades.

Juliano insistiu tanto que não assistimos aula fomos diretos pro seu apartamento, parece que os pais deles não voltariam hoje.

Juliano: enfim a sós meu príncipe.

Eu: pois é.

Juliano: o que foi, você parece triste, não vai me dizer que se arrependeu do meu pedido.

Eu: claro que não seu bobo, só não caiu a ficha ainda sabe, poucos dias atrás você era meu cunhado, nós nos “odiávamos” e agora estamos nós aqui.

Juliano: eu sei que isso tá confuso pra você ainda mais depois de tudo que passou mais é verdade sim meu amor.

Ele sentou no meu colo e começamos ali um beijo calmo e prazeroso, ele passou a mão pelo meu pescoço e eu segurei na sua cintura, o beijo foi ficando quente o meu pau já estava estourando dentro da calça assim como o dele encostando em minha barriga.

Juliano: tô vendo que o rapazinho acordou ai em baixo.

Eu: você queria o que? Um cara delicia do caralho sentado no meu colo, sou de ferro não.

Juliano: amor.

Eu: oi.

Ele escondeu o seu rosto no meu pescoço e perguntou. Juliano: posso te fazer um pedido?

Eu: é claro menino.

Juliano: eu tô com vergonha, mais lá vai, eu queria que você fosse o meu primeiro.

Eu: primeiro.

Juliano: sim primeiro, eu quero que você me penetre kauan.

Eu: rsrsrs, entendi meu amor, mais é isso mesmo que você quer?

Juliano: quero muito.

Eu peguei ele no colo e ele entrelaçou suas pernas na minha cintura o carreguei até o quarto, e o coloquei com cuidado na cama, subi em cima dele e nos beijamos loucamente, eu estava sarrando meu corpo no dele o que estava lhe causando espasmos, eu tirei minha roupa ficando apenas de cueca, fiz o mesmo com ele e voltei a lhe beijar, beijei cada canto do seu corpo até chegar na sua cueca, seu pau estava petrificado, dei uma cheirada por cima da cueca que me fez delirar e ele soltou um gemido abafado, não perdi tempo abaixei a cueca e comecei a mamar aquele cacete delicioso, lambia da base até sua glande, seus gemidos me enlouqueciam, voltei pra cima e o beijei novamente.

Juliano: agora é minha vez.

Ele ficou em cima de mim e puxou minha cueca, ficou admirando meu pau, começou a me masturbar, tremi na base quando senti sua boca macia tocar no meu pau, ele chupava com uma certa voracidade e isso me deixava com mais tesão ainda, depois de algum tempo retardando o gozo não aguentei e gozei sem avisar na sua boca, pensei que ele ia ficar puto mais pelo contrario ele soltou um riso lindo e me beijou um beijo com o gosto da minha porra.

Meu pau estava duro feito pedra, pedi pra ele ficar de quatro e arrebitar a bunda pra mim, era uma visão linda aquele rabão exposto seu anelzinho piscando, cai de boca no seu cu ele soltou um gemido alto.

Juliano: ahhhhh caralho que língua gostosa, vai chupa meu cuzinho vai.

Depois de brincar muito com o seu cu resolvi, deixar o seu aniel mais aliviado, enfiei devagar o dedo e fiquei fazendo círculos, o juliano só rebolava no meu dedo, ele estava me enlouquecendo com os seus gemidos.

Juliano: não me tortura mais amor me fode, me come vai.

Atendi seu pedido, ele tirou um vidro de lubrificante e camisinha da gaveta e me entregou.

Juliano: me satisfaça.

Eu: ok, se tiver doendo me avisa ok, que eu paro.

Ele colocou sal cara no travesseiro e eu encapei o meu pau, passei lubrificante no seu cu, comecei a forçar minha cabecinha pra dentro mais estava difícil, peguei o seu pau e o masturbei foi ai que ele foi relaxando, tentei novamente e a cabecinha foi entrando, ele tinha o cuzinho bem apertadinho, aos poucos meu pau foi deslizando pra dentro, era lindo ver o seu cu engolindo meu pau, entrou todo esperei um pouco até começar a bombar devagar.

Eu: ahhhh que delicia, que cuzinho apertado.

Juliano: me fode com gosto porra, vai me arregaça.

Eu: você quem pediu amor.

Comecei a bombar forte, tirava e enfiava o meu pau no seu cu, depois de um tempo não aguentava mais retardar meu gozo.

Eu: vou gozar amor.

Juliano: goza na minha cara vai gostoso.

Atendi seu pedido, tirei a camisinha e comecei a me masturbar logo logo saiu três jatos forte na direção do seu rosto seguido por outros mais fracos, sua cara ficou toda melada, minha respiração estava pesada mais ele ainda não tinha gozado.

Comecei a sugar o seu pau com gosto, ele também não demorou muito a gozar.

Juliamo: ahhhh, ahhh, bebe vai bebe o leite do teu macho.

Minha boca foi inundada pelo seu gozo, engoli todo não deixei escapar nada, olhei nos seus olhos e vi a alegria que ele estava. Nós nos deitamos um do lado do outro.

Juliano: obrigado por existir, não quero nunca mais me separar de ti.

Foi ai que minha decisão veio em minha cabeça, eu o puxei e ele deitou o sua cabeça no meu peito, fiz carinho na sua cabeça até ele pegar no sono, dai fiquei martelando, amanhã seria o grande dia, se juliano me amasse de verdade ele iria entender assim espero.

Nossa manhã foi perfeita, ele preparou café pra nós e passamos o dia assistindo filme, lá pelas quatro da tarde eu me despedi dele e fui pra casa da van, pedi pra ele ir a noite lá que eu iria fazer uma reunião, no caminho liguei pra todos que faziam parte do meu convívio social, menos juliana é claro.

Lá pelas sete da noite todos já estavam lá na maior algazarra só faltava o juliano chegar, assim que ele chegou veio em minha direção e me deu um beijo, era chegada a hora, não sabia se era o certo a fazer mais eu necessitava fazer isso.

Eu: bom galera já que todos estão aqui, eu queria lhes deixar a pá de uma coisa.

Thiago: não vai me dizer que já vai se casar?

Eu: não bobo, é algo mais sério.... Bom eu não sei como vai ser a reação de vocês mais espero que me entendam.... Alguns dias atrás eu tomei uma decisão, e pedi a opinião dos meus pais e eles super que me apoiaram.

Van: Lá vem bomba.

Eu: Bom pessoal é o seguinte... eu estou de partida pra Argentina.

__________________________________________

Martines: obrigado viu, me desculpa mais foi necessário separar os dois, logo saberá o motivo, bjo.

BDSP: cê sabe que irmão briga mais logo, logo esquece né rsrsrs, que tudo “peste do meu ódio”, pois é eu senti a falta do seu comentário no capitulo do juliano pensei que não tinha gostado, de todas as perguntas as repostas só no próximo capitulo, sobre eu já ter algo novo não, esse é o meu ultimo conto, não tenho projeto pra mais nada lindo, bjão te adoro ;)

menino solitário: Rum, sei não viu, monstrinho lindo, você andas sumido né, apareça, um bjo meu anjo.

PraQueNome: ai vlw pelos elogios obrigado por acompanhar espero que tenha gostado desse capitulo.

Cintiacenteno, isabela^^, Geomateus: bjo seus lindos, vlw por acompanhar.

Comentários

10/06/2015 04:26:26
Amei. :)
17/05/2015 17:02:08
Ta cada vez melhor a historia!! Como assim ir embora?? Na hora que ta dando tudo certo entre os dois?? Espero q eles ainda fiquem juntos!! Bjus ^^
15/05/2015 21:56:36
Espero que os dois continuem juntos! Abraços!
15/05/2015 14:36:07
OH se sei, ja dei cada porrada no meu irmão que tadinho dele, ele só ficou puto comigo um dia no dia seguinte já estávamos bem de novo. O capitulo do juliano, eu gostei sim, muito, só achei ele um tremendo idiota pelo o que ele fez. Agora vamos ver pq ele vai viajar pra argentina. Mas uma vez me desculpa por não ter lido o cap do juliano, mas agora ja li, bjss fofo!
15/05/2015 00:02:58
O que? vai me matar mesmo bicha?
15/05/2015 00:01:43
Bem... Seu conto, de fato, continua bom, essa bomba... Foi interessante... MAIS PORQUEE?, continua.
14/05/2015 23:58:26
AdoreiOCapitulo!ÉUmPrazerSempreAcompanharTãoBelaEscrita.
14/05/2015 23:28:46
Tudo bem kkk nao sei se perguntaram, mas esse conto é real? Ta perfeito o conto, e sua narrativa é otima, parabéns e abraços
14/05/2015 23:09:41
Por que que ele vai viajar ? :/
14/05/2015 22:30:08
Que idiota 😒 Quando tudo se ajeita ele quer ir embora. Paciência viu... Bom que o Juliano não queira mais...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


entregei uma pizza e mepagou com boquetevideo macjo goza na teta da mulher e corno lambecontos eróticos fui da o cu e cagueicontos de sexo depilando a sogragosada dentro da buceta de surpresa.sexo em famíliaMinha esposa centou no colo de outro cera que eu sou corno manssopadrasto ver a novinha nua e ficabatendo punhetaporno. cazano muita no vinhaestrupei minha irma na cama do nossos paismãe tentando resistir as artimanhas do filho pornodei meu leite materno para ele contos eroticos.contos de sexo depilada na praiaapalpando o roludo no rodeio sexovideos de sexo gay imperador sendo puta dos guardas do palacioporno tirei o pau veio bosta bizarromulher transando com picasdeborrachaXVídeo pornô a mulher se masturbando na rua andando no meio da rua Rosada molhadinha nenhuma Bruno metrô de todo canto g***** molhadinhapiriquita britadeira evangelicacontos porque virei crossdressingContos de loiras taradas por mendigos negrosCasadoscontos ganhei uma chupeta na minha big rola da minha irma casadaestufando o cu da madrasta e da filhaEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãoconto erotico dei para um estranho na casa de swingsexo conto erotico semem embuchadaporno moçambicano putas gemendo e falando coisas escitantes.conto homem levando a primeira vez a sua mulher pro protibulo pra se fodidapau alejado fodeno estourado abuseta judiciaria tatuada pornogato sarado transa com amiga gostosa ponodoidotitia safada gozando esquirt contosComtos eroticos de mulheres q bateram punheta pra cachorroxvideos rolas chapuletadashospedagem anonima site:.rucontos eroticos adoro quando minha esposa si ezibi pra outro quase peladacontos eróticos gay da cidade de tupã ?cdzinha virei empregadinha de um senhorcontos eróticos paifinge dormundo fudendo filho e filha. virgemvideos gratis porno para ver agora mulheres levando encoxada no onibus ficou louca de tesao e levou o cara pra cadavídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãode Emoções d********* pornô gay pelado com o c* arreganhadocontos de incesto mãe pede a filho que depois a Cona e o greloouvi um barulho estranho de noite fui olhar era meus pais trasando video pornovídeo pornô uma atividade Bonde da três sobrinhos até f****conto de farra de casadawww.xvedeo so gozadaia mais gotosaComtoseroticos cegredosete formas de medogarotinha na siririca no bicamrelatos sexo chupando irmazinha 8 aninhos ate gozarContos eróticos confissôes de umà crente safadaxxvideo mae fazendo gimatica e filho comi elacontos eroticos depois da balada em osasco 11/2016xvıdeo anal com novınhasvarias imagens de bucetas e cu aregaadoscontos eroticos fudendo uma meninha bem novinha da bucetinha lisinhawilma dos flintstones trepandovídeo pornô máximo eletrizante que arrombaconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorconto no cinepornogarotinha na siririca no bicamconto eróticopai colocar velho pra chupá buceta da filhawilma dos flintstones trepandogozando dentro da buceta das lindonas nas baladasVirgem chora na cama com velho taradoporn bumbum peito enpinadinhos de mae filhavelhopintudocontoscontos sou um rainha do analconcha do gozando na boca do cunhado gayContos de comedores de Mendiga novinhas de 10 a 12 aninhosporno contos alberto comeu minha mulhermaetrepando com a sua filha e ela goza a jatoporno zoo contos em quadradinhos dupla penetracao insestoxvideos putas fazendo sexo com cavalos rasgando avagina sangrarmarido goza batendo uma vendo mulher agarrada por outro machosou sexo com travesti 2 metrosporno brasilero ela queria fujir de tanta fodanao cnseguiopica dura do peão de rodeiogemendo e gozando gostosas espirrar esperma longe. porno atitudienteada dorme bêbada chapada e padrasto quando a solidão na marrasobrinho e tio pentelhudos sozinhis na fazenda contosnora flaga sogro espiando ela no banho batendo punhetaO Certinho e o Desleixado (Capítulo 3) casa dos contoscontos eróticos com foto meu bancario sarado e bem dotado conto erótico flagrei minha mãe chifrando meu pai e ela me humilhou muitoconto erotico mae no cioconto erotico mae no ciopaguei para tranzar com a noivinha evangelica contosdesejo o pai sair e comeu a madrasta