Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Paguei caro,mas,comi o novinho

Autor: Ruivo
Categoria: Homossexual
Data: 20/11/2015 00:35:29
Nota 9.82
Ler comentários (15) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Agradeço de inicio,pelos comentários,criticas e elogios,como sempre é um conto longo,tem erros devido a rapidez que escrevi,peço desculpas,boa leitura.

Me chamo Mario,tenho 28 anos,sou negro,1,97cm, peso134kl, tenho cabelos castanhos e lisos,chamo a atencao por onde passo,não por ser bonito,pois não me acho,mas pelo tamanho,todos ficam olhando e comentando e eu odeio isso. Mas vamos ao que interessa.

Há alguns meses chegou um novo funcionário na firma onde trabalho,um cara novinho,tinha seus 16 pra 17anos,entrou como aprendiz oque era normal no meu setor,no começo ele deu muito trabalho por que alem de não saber nada,era uma anta desastrada em tudo que ia fazer,todos perderam a paciência com ele,só eu que me dei ao trabalho de instruir ele em tudo,logo pegamos uma amizade legal,seu nome é jhonatan eu logo passei a chama-lo de jhon. e com minha orientação logo ele se tornou um ótimo funcionário,claro que com a grande amizade veio as brincadeiras,e logo um já passava a mão na bunda um do outro,pegava no pau,dava encoxadas,mas tudo na brincadeira. Porem comecei a sentir atração pela bunda dele,apesar de ser ainda um menino,e de ser homem,me peguei diversas vezes admirando a bunda dele, ele era moreninho,com 1,70,cabelos lisos e pretos,tinha o rosto com traços indegenas,tinha peito largo e coxas grossas,a bunda,meu deus,era linda demais,era grande e dura,até balançava quando ele andava em meio ao deposito.ele usa somente cuecas boxer oque deixa a bunda bem definida,quando ele vai com umas escrito, “ostentação” eu piro. Ele era goleiro de um time de futsal,e por varias vezes tive o prazer de ver ele jogar, ele adorava quando eu ia,deixei de ir quando ele no fim de uma partida me apresentou a namorada dele,que me cumprimentou dizendo que não tinha um dia que ele não contava alguma presepada minha,e que o nome Mario já fazia parte da vida deles,fiquei muito sem graça. Pô o cara me admirava,e elogiava pra família e eu ali só desfrutando da imagem da bunda dele,pra me masturbar quando chegasse em casa, era falta de consideração,senti vergonha de mim e parei de seguir ele. No serviço ficamos na mesma,sempre com as palhaçadas e brincadeiras de sempre,só que eu parei de pegar na bunda dele toda hora,eu evitava mesmo quando ele dava chance,eu me fazia de idiota e saia de perto dele. Decidiram pro bem dos funcionários instalar um banheirao com armários pra que todos se trocasse lá e não andarem pelas ruas com o uniforme,como sempre o fdp já sempre junto comigo e logo no primeiro dia tomamos banho juntos,é claro que tinha mais gente,mas ele fazia questão de ficar perto de mim conversando e no momento que ele tirou a cueca na minha frente eu tive que olhar o corpo dele inteiro,ele quase não tinha pelos e tudo nele era perfeito,o saco e as axilas eram depilados,e assim que virou de costas quase tive um troço,a bunda dele era linda,linda,linda,bem lisinha e com marca da cueca que deixava a bunda mais branca que o resto do corpo,foi impossível não ficar excitado,foi uma ereção instantânea eu fiquei sentado e ele falando comigo de costas,nem tava ouvindo ele até que ele se aproximou

Jhon—ou,to falando com vc sobre a marta,ela quer que vc vá ao meu jogo na sexta e depois a gente sai pra tomar uma breja. O que acha.

Eu—ihhh véi,sei não,na sexta eu já tinha planos pra sair com a Karina e acho que não vai dar.

Marta era a namoradinha dele e Karina era uma vizinha que eu traçava direto mas,eu não tinha planos com ela,só não queria ir com eles e ficar de vela. Durante a conversa meu pau amoleceu e resolvi entrar logo na água fria antes que endurecesse dinovo,quando passei por ele,levei um tapa na bunda junto com as palavras, “tarado da porra”. Me virei rápido ele fazia de conta que eu nem tava ali então enchi a mão e peguei na bunda dele,não dei um tapa como ele fez em mim,eu segurei a bunda dele,apertei e disse “isso sim que é ostentação”, e sai rindo,meu já ia endurecer mas entrei rápido embaixo da água gelada,ele ficou o tempo todo insistindo pra eu ir no jogo de sexta-feira,até que eu concordei.

Na sexta saí do trabalho direto pro carro,não queria tomar banho com ele,me deixava desconfortável,já que eu não queria sentir aquele desjos loucos por ele,antes de sair do pátio ele me ligou e perguntou onde eu tava,eu disse que estava saindo do pátio,ele ficou bravo e disse pra eu esperar ele pois ele tinha deixado a moto com a namorada e que estava contando com minha carona,merda,pensei. Estacionei perto do portão e logo vi ele vindo correndo e já entrando no carro

Jhon—pq não tomou banho hj?

Eu—tava com pressa,tenho chegar em casa,falar com a Karina e ainda tenho que passar no banco pra sacar uma grana pra gente gastar hj.

Jhon—ata,mas deveria ao menos ter me avisado.

Eu—puts eaqueci,agora tenho uma esposinha que tem que saber de tudo sobre minha vida, desculpa amor.kkkk.

Jhon—ah vai se ferrar,é que se eu soubesse já teria arrumado outra carona,e não iria te atrapalhar,mas para aqui q já vou descer.

Eu—larga de ser besta,eu to brincando com vc. Sabes muito bem que não me atrapalha levar vc,sua casa fica no caminho.

Ele riu e já começo a zoar dentro do carro,falava asneira o tempo todo,podia estar morrendo de ódio mas era ele começar a falar que me tirava altas gargalhadas,e assim fomos,antes de chegar na casa dele resolvi sacar logo o dinheiro pra não ter que voltar depois,descemos e ele me acompanhou,tenho uma conta bem gordinha pois vivo sozinho e a maioria das minhas despesas,a empresa banca,meu dinheiro é só pra manter meu carro e meus vícios,moro em casa própria e saio pouco. Por fim o deixei em casa e fui pra minha tomei um banho bati uma bela punheta,tentei pensar o mínimo possível na bunda dele. Fomos pro jogo levei ele e a namorada dele,já que queríamos beber depois e ela dirige bem,assim nos íamos beber e ela voltava na boleia. Eles ganharam o jogo e o time inteiro saiu pra comemorar,eu fui junto e parecia um guri enorme no meio daquela molecada,já que todos tinha entre 16 e 18 anos,ficamos até a meia noite em uma lanchonete e a maioria já estavam bem soltos então tiveram a ideia de ir pra minha casa e continuar a muagem La,e fomo todos,alguns desviaram a rota e foram pra boates mas um bocado colou na minha casa,eu passei a beber menos por estar em casa e ele passou a beber mais por estar na casa de um amigo,logo ele estava trêbado,e a marta não quis cuidar dele e foi embora junto com o resto da galera,então fiz ele tomar banho pra que ele pudesse dormir,no banho eu fiquei na porta olhando ele de costas com as mãos na parede deixando a água cair pelas costas e passando pelo reguinho lindo dele,fiquei muito excitado e bati uma punheta vendo a bunda molhada dele,ele estava só as tiras e nem notou eu na porta,depois que gosei fiquei olhando ele,que ficou ainda uns dez minutos sem se mexer,entrei no banheiro e o chamei,disse que já estava bom e que era pra ele se vestir e ir pra cama,coloquei um shorts em cima da pia e disse pra ele andar logo e fui pro quarto,logo ele chegou falando mole e ainda trombando em tudo,eu ria dele e ele ficava bravo,ele se sentou na beirada de uma das camas que tem no quarto e eu fiquei na minha que era de casal,eu já estava quase dormindo

Jhon—mario?

Eu—fala jhon.

Jhon—cara tu é tarado por bundas né?.

Eu—kkkkkkk, e quem não é.

Jhon—mas vc olha pra tudo que é bunda,seja de homem ou de mulher.

Eu—ah cara bunda é bunda,independente do sexo,tem bundas de homens mais bonitas que de mulheres. ( eu me referia a dele)

Jhon—vc é um tarado da porra,kkkkkk.

Eu—mas eu nunca tracei homens,só mulheres,olhar não mata ninguém.

Jhon—mas vc teria coragem de ficar com um cara?

Não respondi,fiquei quieto por que sabia que era a cachaça que tava fazendo aquilo com ele,eu jamais me perdoaria se fizesse algo com ele naquele estado,resolvi fingir que dormia,pra ver se ele dormia tbm,mas ele queria uma resposta e perguntou novamente.

Jhon—teria ou não teria coragem de ficar com um cara?

Eu—ah véi esses viadinhos não fazem meu tipo e esses gogoboys são muito caros kkkk

Dei uma gargalhada e ele me acompanhou,riu bastante e disse que eu era um tarado pervertido,disse já se deitando e dormindo. Eu no entando não conseguia pregar os olhos,me levantei e nem olhei pra cama ao lado,fui ate a cozinha peguei uma cerveja e bebi rapidinho,depois outra e mais outra,fiz isso até ficar chapado e dormi sentado no sofá da sala,não quis ir pro quarto,pela manha acordei todo dolorido,de ressaca e num torcicolo desgraçado,fiz café e fui no quarto pra chamar ele,nossa, ele tava de bruços e o shorts tava enfiado na bunda dele,era linda demais,por que tinha que ser num garoto e tão novinho,se fosse uma menina eu já teria metido vara,mas um cara e tão novinho não da,tenho medo do que ele pensaria de mim se eu tentasse algo,antes de acorda-lo coloquei o celular no silencioso e tirei varias fotos da bundinha dele,cheguei perto e puxei um pouquinho o shorts e deu pra tirar varias fotos do cusinho dele,tinha uns pelinhos ao redor,mas era lindo. Comecei a ficar excitado e com as latejadas que o pau dava parecia que minha cabeça ia explodir então voltei pra porta e fiquei de costas respirando fundo ate meu pau amolecer.e o chamei sem entrar novamente,chamei varias vezes até ele responder,disse a ele pra levantar e vir tomar café pra eu poder leva-lo em casa. Ele veio com uma cara sonolenta e perguntou aonde eu dormi eu disse que não conseguia dormir e tomei mais umas e dormi no sofá e tava morrendo de dor com um torcicolo,ele me agradeceu por cuidar dele,tomou café comigo e logo depois se levantou e ficou atrás de mim e me fez uma massagem incrível no meu pescoço,a dor passou quase por completa e ele disse que aprendera com o massagista do time pois as vezes era tarefa do goleiro ajudar os companheiros machucados,ele me chamou pra ir mas eu tive que comer mais um pão pra esperar o pau amolecer.por fim o levei em casa,e passei o dia por com a família dele. Tudo voltou ao normal e durante a semana trabalhamos muito,e a noite quando eu chegava em casa ia direto pro computador ver as fotos dele pelado e me masturbar feito um louco. Na quarta-feira ele me procurou logo cedo e disse que precisava falar comigo,mas disse que eu teria que esperar até o fim do expediente,por que não era assunto pra ser discutido dentro da empresa,ele tava com uma cara preocupada,mas não deu detalhes do assunto,eu fiquei curioso é claro,mas logo me entreti com os afazeres. Final de expediente ele me manda uma mensagem estava me esperando no carro,me lembrei da conversa e fui,cheguei,entramos no carro e ele estava inquieto,perguntei oque ele tinha pra falar

Jhon—cara não sei por onde começar.

Eu—que tal do inicio kkkk

Jhon—é que....cara...to precisando de uma grana aí,eu não tenho a quem recorrer.

Eu—de boa,se eu puder te ajudo sim,depois tu me paga. Quanto é?

Jhon—é aí que esta o problema,eu to afundado em contas,e peguei uma grana com uns agiotas,e os cara tão querendo me esfolar já,se tu me emprestar não sei se posso te pagar.

Eu—ih cara tu é foda hein,se envolver com essa gente,por que não me procurou logo no inicio?

Jhon—fiquei com vergonha,mas agora to desesperado.

Eu—mas quanto é?

Jhon—mil e quinhentos reais.

Eu—porra,tu se sujou por tão pouco?

Ele não falou nado só abaixou a cabeça,peguei na perna dele e disse que tudo bem,que iria arrumar o dinheiro pra ele e que depois a gente via como ele iria me pagar. Juro pra vcs que nada passou por minha cabeça,eu saquei o dinheiro e ainda o levei até o tal agiota,ele pagou o cara e saiu sem nem olhar pra trás,como tínhamos andado pra burro até a casa do maluco,o caminho de volta iria ser longo e ele estava quieto demais pra quem tinha acabado de se livrar de um peso enorme

Eu—hey,por que ta tão calado? Devia estar feliz por ter se livrado de uma conta dessas.

Jhon—bem,eu me livrei dele mas agora devo pra vc.

Eu—preocupa não vc me paga aos poucos e quando der.

Jhon—isso se eu der conta né.

Eu—que nada véi,há muitas maneiras de vc me pagar.

Quando terminei a frase,percebi q tinha falado demais,porem a merda tava feita,deixei aquilo no ar sem falar mais nada,e ele não tentou mudar o assunto,ficou quieto por alguns minutos e parece que ele entendeu,dei uma olhada rápida nele e ele me olhava com cara de assustado

Jhon—tomara que não seja oq to pensando.

Eu—não sei oq vc ta pensando,mas divida é divida. Kkkk(dei uma risadinha sínica)

Jhon—caralho.....tudo bem que vc tem uma tara maluca,mas pagar mil e quinhentos? Fico até lisonjeado. Kkkkk (falou e riu,acho q levou na brincadeira)

Eu—e quem disse que vai ser só uma vez?

Falei já parando o carro,pois chegamos a casa dele,me despedi e deixei a duvida na cabeça dele. Eu sinceramente não havia pensado nas consequências que aquilo faria em nossa amizade,quando pensei,me arrependi,e decidi que desmentiria e arrumaria um jeito mais fácil dele me pagar. Passei na casa dele pela manha,mas a mãe dele disse que ele foi com o pai,pois estava com pressa,imaginei que ele não quisesse me encontrar e já fui pro serviço me martirizando pela besteira que havia falado,quando entrei no estacionamento,ele estava andando perto da minha vaga,meu coração gelou fiquei com medo do q ele fosse me dizer,quando desci do carro ele me cumprimentou e eu já me adiantei

Eu—oh jhon,sobre ontem...

Jhon—tudo bem,passei a noite pensando....eu topo,mas vc não pode falar pra ninguém.

Fiquei mudo. Eu estava preste a dizer pra ele esquecer aquilo,e ele me diz que topa? Não sabia oq dizer,e ele agiu normalmente falando pra gente entrar logo senão íamos nos atrasar,e ainda completou dizendo,que depois a gente via como ficava. Diante disso fiquei até excitado,mas me troquei rápido pra ele não ver e nem olhei ele se trocando,o dia foi estranho pra mim,não conseguia parar de pensar na hipotese de comer a bunda que tirava meu sono,mas me preocupava com minha amizade com ele,ou seja,eu que fiz a proposta,mas agora era eu que tava com medo. No fim do expediente,me troquei rápido e fui direto pro carro,ele chegou correndo pedindo uma carona,eu disse que sim e ele entrou no carro,andamos algumas quadras e ele chamou minha atenção

Jhon—cara,que foi contigo? Olha eu topei essa loucura contigo,mas é por que é vc,se fosse outro eu preferia morrer,mas se for pra acabar com nossa amizade,eu to fora,vamos agir normalmente,fazer e depois esquecer,se não vou pegar uma grana com outro amigo e te pago logo.

Puxa vida,ele estava disposto mesmo a fazer comigo e ainda manter a amizade. Esperei um pouco,respirei,organizei minha cabeça. Eu tava pronto pra fazer aquilo,eu queria,podia,e claro que ia fazer. Segurei na perna dele

Eu—jhon....eu não vou deixar isso interferir na nossa amizade,e outra não vou deixar vc pegar dinheiro de agiota,a partir de hj serei seu agiota particular,kkkkkkk.

Jhon—fídumaégua,nunca mais pego dinheiro seu,kkkkkk

Ele falou e deu risada isso me deixou feliz.

Jhon—agora é serio,preciso muito saber...quanto mede seu pau duro?

Eu—preocupa não,é médio. kkkk

Jhon—ata....quero saber em centímetro e grossura tbm.

Eu—tudo bem,tem dezessete,e de grossura eu não sei,acho que da uns quatro ou cinco.

Jhon—meu deus. To literalmente fudido,rsrsrs

Rimos um pouco mas ficou tudo entre a gente e ele disse que sábado estaria pronto,que era pra mim arrumar o lugar e que não fosse motel,por que ele não era puta. Sexta agimos como se nada fosse acontecer,brincamos do mesmo jeito,e combinamos de ir ao jogo dele a noite e tomar uma de leve depois,saímos do trabalho e eu ansioso pro sábado chegar logo,corri em casa tomei um banho e fui buscar ele,quando ele entrou no carro já entrou zuando,e falando asneiras,andamos algumas quadras e ele começou a tirar a camisa,pra colocar a do jogo,e eu já tirei uma onda

Eu—ooobaa, vamos começar hj mesmo.

Jhon—até parece né tarado,vou colocar a do time. E aí já arrumou o lugar?

Eu—sim e é ótimo.

Jhon—assim espero,viado tarado da porra.se me levar pra um motel eu te deixo sozinho.

Eu—que nada fica de boa,ce vai gostar.

Jhon—é fala isso porque que vai levar rola sou eu.

Eu—quem ta devendo pra quem?

Jhon—não precisa lembrar,e dirige direito,para de olhar eu me trocar.

Ele disse pq já estava tirando os shorts pra colocar o outro. Na boa,ele tava fazendo isso só pra provocar,ele podia se trocar na casa dele ou mesmo no vestiário do ginazio,então eu aproveitei e meti a mão na bunda dele,falando que ia ser minha,ele só pediu pra eu tirar a mãozinha pq ainda não tava na hora. Pegamos a namorada dele,ele catou muita bola rsrsrs,saímos pra um bar e ficamos até madrugada na muagem,assim que saímos pra ir embora,deixamos a namorada dele primeiro e ele se despediu dela com um beijo gostoso que eu ouvi de dentro do carro,ouvi inclusive quando ele disse a ela que sairia,no outro dia com uns amigos,não dava pra levar ela pois só iam homens,e que se desse ele ligaria pra ela pra avisar se viria no sábado mesmo,ou se ficaria domingo tbm. Ai sim fiquei animado,ele já imaginava que seriam dois dias então tava ótimo,ele entrou e viu meu sorriso enorme,riu tbm e mandou a gente ir logo pra casa dele pois ele tava com sono,antes de sair dei uma ajeitada no pau que tava duro e incomodando pq tava torto na cueca,ele deu uma olhadinha,riu e

Jhon—tira pra fora,deixa eu ver primeiro oq vem pela frente.

Eu—tira aí,não da pra tirar as mãos do volante.

Hesitou um pouco,mas colocou a mão em cima e apertou,eu dei um suspiro e ele exclamou sobre como tava duro e pulsando,ele abriu o botão e puxou o velcro,quando ele puxou a cueca,meu pau se levantou pra ele,ele ficou só pegando de leve,até que tomou coragem e passou a punhetar de leve,nossa como a mão dele era macia e quente,ele ficou assim uns dois minuto e já ia largar,mas eu pedi por favor pra ele dar pelo menos uma chupadinha,no começo ele se recusou mas de tanto eu insistir,dizendo que era pra ele ir pegando o jeito ele aceitou,mas pediu pra parar o carro se não eu ia bater.procurei um lugar escuro embaixo de uma arvore,o lugar tava deserto e afinal já eram quase duas da manha,ninguém veria através do vidro escuro. Deitei um pouco o banco levantei o corpo e baixei o shorts junto com a cueca,ele ficou punhetando e dizendo que era estranho segurar um pau que não fosse o dele,eu coloquei a mão na sua cabeça e fui guiando ela pro meu pau. Meu pau tem sim 17cm,é um pouco grosso a cabeça é quase toda expostas,não tem aquelas veias saltadas é lisinho do pé à cabeça. ele cheirou,encostou a bochecha,passou a língua,lambendo da base até a ponta,colocou a cabeça todinha na boca e ficou mamando e esfregando a língua,se ajeitou no banco e enquanto chupava passava a mão no meu saco e punhetava me pau tudo ao mesmo tempo. Me surpreendi e questionei.

Eu—jhon!!! Tem certeza que nunca fez isso?

Jhon—é que ontem vi vários vídeos de sexo gay pra ter uma ideia de como seria.

Eu—puts,tu aprende fácil,essa é a melhor chupada que levei em todo minha vida,e olha que não foram poucas.

Jhon—fica quieto e goza logo.

Eu—posso pegar na sua bunda.

Eu sabia que ele ia deixar,mas ele me surpreendeu novamente quando baixou o shorts com a cueca e se ajeitou deitando os bancos pra que ficássemos quase deitados. Gente era a primeira vez que eu pegava na bunda de um homem desse jeito,e a bunda dele era tudo de bom,com a mão direita eu alternava entre as duas nadegas,era quente e bastante dura,quando passei o dedo no reguinho dele ao invés de reclamar ele deu um gemidinho tímido,tirou a mão e engoliu quase o pau todo,deitei o resto dos bancos e o puxei pra cima de mim,ele até se assustou,pois largou meu pau por um tempo,mas quando ele percebeu oq eu queria,ficou quieto e voltou a chupar,por ele ser menor e estarmos dentro do carro não dava pra fazer um 69 perfeito,mas eu podia com certeza chupar o cusinho dele,tava escuro e só com a luz do poste não dava pra eu ver perfeitamente o cusinho dele,mas quando ele montou no meu rosto eu pude sentir o calor da bunda dele,dei umas mordidinhas e passei a lamber,primeiro a bunda depois consegui lamber o saco dele enquanto esfregava meu nariz perto do cu dele,quando por fim encostei a língua e mexi com ela foi a sensação mais gostosa até aquele momento da minha vida,saber que eu estava com a bunda que despertou todos esses desejos ali na ponta da minha língua,diferente de uma mulher,cheirava suor de homem e era gostoso sentir o gosto. Não tínhamos muita liberdade dentro do carro,mas,com muito sacrifício alcancei o pau dele,era quase do mesmo tamanho do meu se não fosse maior,só era mais fino. Tava babando e enquanto eu quase enfiava minha língua no cu dele,passei a punheta-lo,ele adorou pois começou a chupar mais forte e rebolar a bunda na minha língua,eu queria avisar ele que ia gosar mas não ia dar tempo,só abaixei uma mão e afundei meu pau no fundo da garganta dele,ele teve que engolir os primeiros jatos,mas conseguiu tirar a cabeça e alguns caíram sobre minha barriga. Eu fiquei exausto,ele saiu de cima de mim e se sentou sobre o outro banco bravo pq gosei na boca na boca dele e ainda o obriguei a engolir

Jhon—porra véi,isso tem um gosto horrível,cê é foda hein.

Eu—desculpa,não deu tempo. Vem Ca deixa eu compensar.

Ele parecia não acreditar,tive que chamar dinovo. Eu nunca tinha chupado um cacete,mas eu queria experimentar o dele,ele subiu em cima de mim do jeito que deu e colocou na minha boca,eu não sabia como fazer,mas senti o jeito que ele queria fazer,apertei a bunda dele enquanto o pau dele passou a entrar e sair da minha boca,era um gosto novo,e por sinal delicioso,cara é muito gostoso chupar um pau,dava vontade morder de tão gostoso que era,quando o pau saia da minha boca eu chupava o saco dele e era um saco bem gostoso com alguns pelos compridos,mas era uma delicia e o melhor de tudo era segurar a bunda dele e quando vi que ele ia gosar,não pensei duas vezes,meti a ponta do dedo médio no cusinho dele,ele deu uma travada mas jogou o corpo pra frente e deu umas três socadas que foram no fundo da minha garganta,quando ele fez isso eu meti a metade do dedo,ele não resistiu e gozou,dois jatos eu nem sei como engoli,mas os seguintes foram se acumulando na minha boca e eu engolia aos poucos,quando ele terminou,tirei o dedo do cu dele e ele se deitou arfando ao meu lado

Jhon—e aí...viu como é o gosto?

Eu—só se o meu for horrível, pq o seu eu achei até gostoso. Kkkkk

Jhon—kkkkk é besta mesmo. Vamos embora temos que dormir um pouco.

Ele disse já voltando o banco e a roupa no lugar,tbm arrumei meus shorts e sentei o banco. Antes de ligar o carro olhei pra ele e disse que aquele tinha sido sem duvida nenhuma a melhor gosada da minha vida até o momento.

Jhon—é até que não foi ruim.

Fiquei olhando pra ele bem de perto,ele foi chegando perto da minha boca e antes tocar meus lábios ele sussurrou, “isso não fazia parte do acordo”, terminou a frase e me engoliu com seus lábios,puts agora sei pq aquela guria adora beijar ele,os lábios dele são grandes e quando a gente chupa eles pra dentro da boca eles quase chegam na nossa língua,o beijo durou quase um minuto,sim isso é muito tempo pra um primeiro beijo com um homem gostoso daqueles. Quando o beijo acabou eu respondi a frase de antes do beijo. “eu chupar vc tbm não fazia parte do acordo,eu fiz por que quis”. Ele sorrio enquanto eu saia com o carro,o sorriso dele era como se ele me falasse que tbm queria o beijo. Chegamos na casa dele e ele saiu rápido do carro,mas antes de fechar a porta perguntou que horas eu queria sair,eu disse que queria sair as oito,pois iríamos andar um pouco,ele perguntou se tinha que levar roupas,eu disse que ele não ia ficar vestido muito tempo,mas era pra levar algumas mudas pra se prevenir,ele só riu e fechou a porta dizendo “tarado”.

Cheguei em casa,tomei um banho e apaguei. Levantei as sete coloquei umas coisas no carro e parti pra casa dele. Quando cheguei,até me assustei,ele estava no portão com uma mochila nas costas,tava de tênis,um calção folgado e com uma regata preta bem coladinha

Eu—não liguei por que queria te acordar,só pra sacanear.

Jhon—até parece...nem dormi direito.

Eu—dormi ótimo.

Jhon—cara to com medo,de fazer isso. Sei La mas eu num sou viado pra dar a bunda.

Eu—pro mim tudo bem.se vc não quiser é um direito seu,mas transar comigo não faz de mim ou vc viado,também acho estranho mas é excitante pensar na ideia.

Ele ficou em silencio. Eu disse a ele que não precisava vir comigo,eu iria só mesmo,por que a cabana já estava paga,ele perguntou onde era,e eu expliquei pra ele, ele ficou puto comigo.

Jhon—porra véi,se alugou o lugar que eu disse que sempre quis conhecer,isso é pura armação,ogora tenho que ir mesmo não querendo kkkk.

Eu—jhon,tu é meu brother,se não quiser fazer,eu vou entender.

Ele ficou me olhando por uns segundos,olhou pra frente e ficou encarando o nada. Eu estacionei,pois imaginei que ele fosse ficar.

Jhon—ah véi. Foda-se,eu não tenho nada a perder,vou pagar essa divida da maneira mais fácil,depois é só esquecer q isso um dia aconteceu.

Eu—tem certeza?

Jhon—anda logo e não toquemos mais nesse assunto até chegar a hora.

Concordei o fomos embora,antes de sair da cidade ainda compramos bastante cerveja. O puto pegou o dobro da cerveja que eu,e tive que pagar tudo. Mas pensei comigo “vou descontar tudo no seu rabo”. Assim que chegamos à cabana ele ficou encantado,ela fica no meio das montanhas rochosas aqui da região,é difícil conseguir alugar sem antecedência,mas o dono das terras é um velho amigo de infância,são cinco cabanas no total e ficam dois quilômetros de distancia uma da outra.

Pegamos as sacolas e entramos na pequena casa,é bem arrumadinha cheirosa,provavelmente há alguém pra limpar já que ela é usada frequentemente. Estava arrumando as coisas na geladeira quando ele falou que tinha piscina e que era pra andar logo pra gente cair na água,eu disse pra ele ir na frente pois ia fazer uns petiscos. Ele simplesmente baixou o calção pegou uma cerveja e tomou toda de uma vez,pegou outra e saiu pela porta,me deixando a imagem da bunda linda dele dentro de uma cueca azul,que parecia o céu de tão linda,acompanhei o trajeto dele até a borda,ele passou o pé na água,olhou pra trás e me viu fitando sua bunda,ele só balançou a cabeça e caiu na água.fiz os petiscos coloquei um pouco de cerveja em uma caixa com gelo e fui pra fora,me sentei com os pés dentro d’agua e fiquei observando ele nadar,ele veio até onde eu estava,comeu,tomou um pouco de cerveja e me puxou pra dentro,ficamos brincando e tomando cerveja,por fim a cerveja começou a fazer efeito e numa das brincadeiras ele segurou meu pau e disse que eu estava muito animado,realmente desde o momento que o vi de cueca meu pau ainda não havia baixado,já estava ate doendo,peguei no dele tbm e como eu imaginei estava duro,ele enfiou a mão e tirou pra fora e ficou punhetando,aquilo tava me matando de tesão tive que tirar o dele e punhetar tbm,estávamos na borda e ele pegou uma latinha e bebeu quase tudo,peguei da mão dele e bebi o resto,eu já estav quase gosando quando ele solta meu pau e diz que precisava ir ao banheiro,saímos da água,e ele na frente eu não pude evitar,tive que dar uma segurada firma na bunda dele quando ele subiu as escadas,ele entrou e eu me sentei numa espreguiçadeira esperando por ele com o pau latejando,tomei uma cerveja,comi e nada dele voltar,tomei outra e quando ia levantar pra ir ver oq tinha acontecido ele sai pela porta,com uma sacola na mão e com um vidro de protetor solar na outra,parou na minha frente,passando o creme nos braços,nas pernas,no peito e barriga,tomou um bom gole da cerveja e por fim se deitou de costas noutra cadeira e pediu pra eu passar nas costas dele,era uma visão perfeita pra um amante de bundas,ela fazia um contorno delicioso,olhei pra minha cueca e já tinha uma mancha da baba que não parava de sair,me ajoelhei por cima dele e derramei bastante creme nele,comecei a passar a mão firme e sempre apertando com força,fui descendo,cheguei na borda da cueca e perguntei se podia baixar ela um pouco.ele alcançou a latinha tomou o resto,fechou os olhos e disse “tira logo ela”,puts quase gosei,eu ainda não tinha visto ela assim de pertinho e durante o dia,ele levantou o corpo e eu puxei devagar,pela posição deu pra ver o cusinho dele piscando,aquilo era surreal,o cu mais lindo que vi em toda minha vida,já procurei logo tirar a cueca até o fim e continuar passando o creme,antes de deitar ele arrumou o pau pois vi que a cueca dele tambem tava babada,colei as duas mãos meladas de creme nas nadegas e apertei fazendo movimentos circulares,ele suspirou,fechou os olhos e deu uma arrebitadinha,me abaixei e passei a língua bem devagar,desde o fim do saco até chegar no cusinho,tava cheiroso,imaginei que ele tinha ido se higienizar,por isso demorou. Penetrei a língua devagar e entro até muito,fui tirando minha cueca,fiquei ao lado dele e pedi que ele desse uma chupadinha,que boca divina,ele engoliu quase tudo na primeira e ficou jogando a cabeça contra meu pau que as vzs fazia barulho de foda,molhei meu dedo com saliva e meti no rabo dele,entrou macio e fiquei socando,ele parou de chupar e me passou a sacola que ele trouxe, é um puto mesmo,pensei. Tinha varias camisinhas e um vidro lacrado de KY,passei o creme no dedo e meti nele dinovo,ele não largava meu pau,começou fazer movimentos como se fosse fuder a cadeira,forrei uma toalha no chão e chamei ele,nem foi preciso dizer oque eu queria,ele já se ajoelhou com o rabo na minha cara,agora tinha lubrificante mas o gosto ainda era delicioso e ouvir ele gemer me fazia delirar,balancei o pau e a boca dele foi de encontro,desci pelas bolas e engoli todo aquele pedaço de carne quente e pulsante,era lindo sem prepúcio,lisinho e todo pelo ao seu redor havia sido raspado. Tudo que ele foi capaz de dizer tirando meu pau da boca “aaahhh delicia”, o tesao parecia não ter fim,ele começou a meter mais fundo na minha garganta e eu passei a segurar sua cabeça com uma mão,com a outra segurei sua bunda e enfiei o dedo todinho naquele cusinho quente,na empolgação tirei o dedo e quando meti dinovo voltei com dois,ele socou bem no fundo da minha garanta e eu segurei sua cabeça e gosamos um na boca do outro,achei que fosse me afogar ou afogar ele,era muita porra do pau dele e do meu nem se fala,continuei chupando e deixei o pau dele limpinho,tirei ele de cima de mim,mas ele não parou de me chupar,fiquei passando a mão na bunda dele e pedi pra meter nele,meu pau não baixou um milímetro e isso é raro,eu tinha que aproveitar. Ele foi até a caixa pegou duas cervejas,tomou uma todinha sem tirar da boca e me deu a outra,eu tbm tava arfando de cansado e não fiz diferente,bebi tudo numa virada. Ele pagou o tubo de ky,derramou um pouco no dedo e socou no rabo,eu já estava de pé apenas fiquei olhando ele abrir a camisinha e deslizar no meu pau,passar um pouco de gel,se ajoelhar em cima da cadeira e ficar de quatro. PUTA-Q-PARIU, um mulecão de dezessete anos,com uma bunda de dar inveja a qualquer mulher siliconada,de quatro na sua frente,um cusinho lindo e virgem piscando e o guri ainda fala “vem logo”. Coloquei a cabecinha na entrada do cusinho e fiquei sentindo o buraquinho piscar,forcei um pouco e a cabeça passou,que delicia estava muito quente e apertado,tirei passei um pouquinho de gel e soquei,foi um pouco alem da cabeça. Ele só gemia baixinho e suspirava fundo e isso tava ajudando na penetração, o puto devia ter pesquisado tudo com medo do que ia passar e se preparou pra tudo mesmo. Quando meu saco encostou nele eu abracei o corpo dele,dei vários beijos no pescoço enquanto acariciava o resto do corpo dele,pensei que pela dor o pau dele estaria mole,engano meu,se brincar tava mais duro que o meu que tava sendo esmagado pelas paredes do cusinho dele,segurei na cinturinha dele e disse que ia bombar,ele só acenou positivo,tirei bem lentamente e voltei,é indescritível a sensação de comer pela primeira vez o cusinho de um homem,ainda por cima virgem,fui aumentando o ritmo e depois de algum tempo já estava no modo bate-estaca,tirava ate a cabeça e carcava até o talo. ele já estava cansado da posição e a cadeira estava andando pela calçada,tirei pra ele ficar de frango-assado,meti tudo de uma vez e ele suspirou e começou a se punhetar,o pau dele tava todo babado e fiquei olhando nos seus olhos e vi quando ele me olhou e sorriu,não era um sorriso falso,ele tinha o semblante da felicidade estampada no rosto,eu sorri de volta e da-lhe pica,eu não sentia vontade gosar,podia ficar por horas metendo naquele mulecão de rabo gostoso,eu estava com as penar doendo,tirei meu pau do cusinho dele e me deitei na cadeira apontando meu pau pra cima e balançando,ele veio de frente abriu as pernas e sentou,deixando meu pau escorregar todinho pra dentro dele,ele tinha muita disposição,se acomodou e começou subir e descer,alcancei o pau dele e fiquei segurando enquanto ele com o próprio movimento fodia minha mão,ficamos alguns minutos assim e percebi que ele queria que até as bolas entrassem nele,pois as descidas ficaram firmes e seguidas de gritos intensos dele,pedi pra ele ficar de pé,ele arqueou pra frente e arrebitou aquele rabão pra mim,eu esfreguei o pau no rego dele,quando chegava no cusinho eu parava e ele forçava o corpo pra trás,mas eu não deixava entrar,abracei o corpo dele e perguntei no ouvido dele o que ele queria,ele não dizia nada e eu continuava a perguntar e só esfregar o pau no cusinho dele,até ele não aguentar mais e dizer quase implorando

Jhon—quero pica,vai....põe logo.

Com isso fiquei satisfeito,segurei forte na cintura dele e meti todo o pau escutando um longo gemido de prazer que ele dava,comecei a socar forte e rápido até que senti meu orgasmo se aproximando eu tava no limite e dei uma ultima socada,funda e de goso abundante,levei a mão ate o pau dele e o fiz gosar com meu pau ainda dentro do cu dele. Minhas pernas assim como as dele tremiam e nossos corpos estavam suando,sentei numa cadeira e ele na outra,descansamos um pouco tomamos algumas latas,sem falar uma palavra até que Le quebrou o silencio

Jhon—até que foi bom,achei que ia doer mais.

Eu—só bom?

Jhon—ta bom,foi a melhor transa da minha vida,nunca imaginei ser capaz de sentir tanto tesão pelo cu.

Rimos um pouco e fomos tomar banho,no banho ele me confessou q pesquisou tudo sobre a primeira vez,e que, quando veio no banheiro,fez sua higiene e depois fez chuça,daí me explicou como era,achei interessante,enquanto ele explicava meu pau tomou vida e ele me olhou incrédulo dizendo que não sabia como eu podia ficar de pau duro por qualquer coisa,eu disse não ser por qualquer coisa aquilo era por ele,me aproximei e perguntei se podia dar um beijo,ele nem respondeu,me deu um beijo de língua delicioso,pegou no meu pau,desceu e deu uma bela chupada,levantou e perguntou se eu era limpo,(DSTs),eu disse ter feito exame ha um mês e que fazia periodicamente,ele só se virou e apoiou as mãos na parede,só dei uma cuspida no pau e no cusinho dele e mandei ver,socava no rabo dele enquanto ele se punhetava freneticamente,sentei ele na tampa da privada e coloquei as pernas dele nos meus ombros,e soquei durante uns dez minutos até gozar alguns jatos dentro dele,foi uma ótima sensação,o cu dele era ainda mais gostoso sem camisinha,acho que por isso gozei mais rápido,ele punhetava o pau como um louco,disse que queria gozar sentindo o calor da minha porra dentro dele, e gozou fartamente enquanto nos beijávamos. Depois dessa aí sim tomamos um banho de verdade. Fomos até a cosinha comer alguma coisa e ele foi pegar os celulares que deixamos dentro do carro,meu celular tinha trinta chamadas perdidas,e vinte cinco eram do meu amigo,dono da cabana,os outros números eu não conhecia mas devia ser ele ligando de outro numero,retornei e ele disse que eu teria que deixar a casa pela manhã bem cedinho,pois ele se esqueceu de desmarcar com uma família de turistas que já estavam na sede,só não tinham vindo ainda por que ele disse que estava ocupada. Eu disse a ele que tudo bem,que eles podiam vir que eu iria arrumar as coisas no carro e que já estava de saída,ele insistiu pra eu passar a noite mas,disse a ele que não sou de levantar cedo,ainda mais domingo,que já iria embora e que ele não se preocupasse comigo,eu já tinha me desestressado,estava de boa e feliz. Ele disse que tava me devendo uma,e que quando eu quisesse,teria dois dias de graça em qualquer uma das cabanas. Desliguei,expliquei a situação pro jhon,ele disse que queria ter ido no riacho,mas tudo bem,a gente podia voltar no próximo mês e ficar dois dias inteirinhos lá.

Eu—então vc gostou muito do lugar né. Na próxima a gente trás sua namorada o pessoal da empresa. Ele me olhou com uma cara safada e disse sem rodeios.

Jhon—claro que não. A gente vem sozinho,acho que até o mês que vem não terei pago toda essa divida.

Eu—ESSE COM CERTEZA FOI O DINHEIRO MAIS BEM INVESTIDO DA MINHA VIDA.

Isso é tudo pessoal,até a próxima.

Comentários

01/02/2017 23:31:02
Nossa perfeito parabéns
14/04/2016 19:01:08
demais. muito legal
19/02/2016 12:57:51
Nota mil
02/02/2016 11:00:10
Bom conto. Parabéns
27/01/2016 13:52:50
Nossa! Que dahora! Queria saber mais! Rolou mais alguma coisa? Fiquei excitado demais lendo! Muito legal a relação dos dois! É verídico? Ficaram juntos?
08/01/2016 10:58:35
Amo seus contos, nota 10! <3
26/12/2015 03:36:23
Maravilhoso!
25/12/2015 18:16:51
Maravilhoso!
20/11/2015 10:01:14
Cara, uma maravilha seu conto, dá para ter muitas continuações, parabéns, um tesao de conto
20/11/2015 09:22:46
Muito bom! Bem excitante e com detalhes. Gostei!
20/11/2015 08:51:07
Muio bom
20/11/2015 06:12:24
Amei o conto!!! PERFECT❤
20/11/2015 01:45:17
Caralho,que gostoso! 10
20/11/2015 01:44:16
Cara adorei... Li tudoinha vista ta ardendo... Mas fli maravilhoso... Sério melhor conto q ja li...
20/11/2015 01:11:29
Que conto massa! Muito bom! Tesão puro.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Contos Gays Sobre Valentoes : Casa Dos Contosvideo baixou a blusa e mamou nos seiosenchendo abucetinha dalinda moreninha de espermatozoides video porno gratiminhavo rebolo gistoso xvideosContos eroticos comendo cu da mamae com o papaisó branquinhas gostosas tesudas encitantes transando com seu cachorro até gozara Ponta Grossa entrou todinha na tabaquinha delaZoofilia caes encangados em mulherescasada se mostrano em casa pra corno e amigos juntos desfilando de fiocontos filha rabuda ninfomaniaca domestrica vendi meu cu virgem para meu patrao contos eroticospauzao para meu marido e eu, exibidahistoria de mulheres casadas que fazem dupla penetraçao e foram descobertascontos por causa do meu picao fude todas amigas da minha mãecontos eroticos pagando a dívida a forçaxvideos putas fazendo sexo com cavalos rasgando avagina sangrardei a xoxota para irmaoEu tava em casa com meu amigo no sofá ai minha esposa saiu do quarto peladinha ai ela deu a buceta a nois dois casa dos contosmulher chupa gostoso com o dente encavalado pornoporno vui da naxana vui cu ala ficou bravaContoerotico Professoragozadaliberalina vadia casadaCONTO EROTICO: MINHA TIA TURBINADAcontos de fio terra e straponporno provisional com casal apaixonadospornos de cornudos a serem enrrabadosgordinha bem feitinha abrindo a buceta pra o namorado chupar sadomasoquismo c arrombadas e peitos esmagadoscontos eroticos gay enrustidoconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversariomentendo o pepino na buceta e no meu rabao contosvidio de puta lavano abuceta e tirano bora pra fora Contos titio sou virgem so se for no cuzinhofilha minha femea contoarebentandocu velinhascasada traindo e falando ai era isso que eu queria outra pica fudendo minha bucetacontos eróticos fudendo Edileuza a mulher do amigocoroa q sabi dexa dozelo de pau durovideos gratisminha esposa virou putinha dos meus amigospatricia de faculdade gostosa gemendo muitocontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornoslesbicas xvideo.com brigonasXvideo.meninas.nemor.violada.dormido.figidomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosFantasia sexual: lamber um cu cacagoPorno contos pais e maes iniciando suas meninas no incesto com carinho e muito gozovideo de homemmorde vaginaquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhocontos minha esposa agazalhou um pal enorme no raboporno português putas gemendo e falando coisas escitantes.bem quietinho cornitudepapai me tirou o cabaçotomando piricada no rioxvidio mulheris gostosas trocando obiquinho de banho no banheirovídeo pornô máximo eletrizante que arrombacontos eroticos de gemeas rabudas estupradas por mecanico do pau gigantenão sei Teixeirinha gostosa arrombadacontos eroticos mulher casada bi sonia e suas amigasnovinha sendo agarrado com outra garrafa com cachorro na xícara XVídeosdei a buceta na bicicleta contos eroticosempresários do pau grande transando com homens mais lindo do mundo e musculosos e gostosos na pisina mete o pau grande que sai sangue misturado com gala gostosasver somete vidio duas pica grade na buceta virger saiu sangeContos padrasto enteAda submissameu cunhado tirou meu cabacinhoapaixonado por um hetero cap 16mulher nega corpo de violao bunda grande pingelo muito grande trazando com travetis negro pica de jumentochateou a amiga até ela dar o cu vídeo amador mobile pprno padrasto saradao escuta entiada gemendoporno doido sapatona transando♥♡♥♡♥♡♥♡pai a morosa w filha adorada porno doidocontos eroticos a bunda da minha esposafilha minha femea contocdzinha quer ser empregadinhacorno que nao da mais no couro humilhado pela esposa vadia contos eroticoso vizinho safado do 205apaxonado pelo primo brutamontes 3 contos gay