Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Comi a cadela e o dono dela!

Autor: Rogério
Categoria: Zoofilia
Data: 22/11/2015 18:26:38
Nota 9.86

Tudo bem colegas? Espero que sim. Estive andando meio sumido porque estava em época de mudança de cidade devido a algumas adaptações no meu trabalho e tive que dar uma pausa nos contos. Enfim, isso não quer dizer que eu não tenha tido novas aventuras.

Sempre gostei de publicar estórias e experiências que eu passei, ou gostaria de ter passado. Gosto de deixar contato para que eu possa conhecer pessoas com experiências diferentes, curiosidades ou que tenham alguma boa história/fetiche. Sexo, independente de como seja, sempre foi um assunto que me chamou atenção.

Recebi um e-mail de um cara que chamarei aqui de Márcio, ele escreveu que gostou de um conto que publiquei, na qual eu contava de uma experiência de transar com cadelas. Trocamos algumas mensagens e ele acabou me confessando que sempre teve vontade de transar com cadelas e com cachorros, porém, era casado, tinha alguns cachorros (ele tem uma fazenda) e que tinha medo de realizar as fantasias. Pegamos formas de contatos mais íntimos e fomos conversando, acabei percebendo que Márcio era um cara gente boa, bem aparentado e bem de vida. Quem tem esses gostos "diferenciados" sabe a quantidade de gente anormal que conhecemos. (risos)

Conversamos por 3 semanas, descobri que ele morava em uma cidade há 200 kilometros da minha e que a fazenda dele dava 15 minutos de sua casa até o local. Ele me chamou para ir lá, que a esposa e a filha dele (novinha) iam viajar para a capital e ficar 2 dias por conta da sogra dele, que por sinal estava péssima e internada. Confesso que não tenho mais tanto receio igual antigamente, nunca estive com uma vida sexual tão ativa e satisfatória. Entrei num período em que estou sempre aberto a novas experiências.

A gente combinou de se encontrar em um pub, combinamos no meio da tarde e eu estava morrendo de fome. O cara era realmente interessante, me contou algumas experiências que ele tava tendo (o malandro tava comendo a cunhada dele, me mostrou até algumas fotos dos encontros que tiveram) e foi indo. Acabei de comer e decidimos ir para o lugar, ele estava de carro também, ele foi na frente conduzindo e eu fui seguindo ele.

No lugar ele me mostrou a casa, era grande, aconchegante e bem familiar. Tinha piscina, banheira de hidromassagem e mais alguns luxos que a gente não vê em todos os lugares e todos os dias. Me conduziu até uma área externa e organizada e me mostrou os cachorros que ele tinha, na verdade, ele tinha 3.

Duas fêmeas e um macho. Uma fêmea chamada Lassie de raça beagle, a outra chamava Kira e o outro de Neguinho, ambos eram da raça Boxer e bem grandes. Ele falou que as vezes, se deixasse, rolava uma putaria danada entre os três e ele sempre ficava assistindo pra ver como era.

O local era fechado, ele soltou a Lassie primeiro, era super mansa e brincalhona. Depois soltou a Kira e o Neguinho, me estranharam no começo, mas depois vi que eram super tranquilos também. Perguntei o que ele queria fazer, diz ele que queria tentar de tudo ali e que queria ver eu fazendo para ver se aprendia. Ele conduziu eles até a sala da casa dele e sentou no sofá.

Eu, malandro que sou, já coloquei a Lassie em cima do sofá e comecei a passar a mão nela. Na cabeça dela, descendo até a barriga, ela começou a balançar o rabo e estava gostando bastante. Fui descendo, deslizando e passei a mão por fora na boceta dela. Ela não era tão grande como os dois outros boxers, mas era relativamente grande e já aguentava tranquilamente. Fui passando o dedinho na entradinha da sua boceta, ela olhava curiosa e depois voltava a olhar pra frente. Passei o dedo no cuzinho dela, por fora também, e ela levantou o rabo. Pensei: essa tá no ponto. Botei o indicador na entradinha da boceta dela e penetrei ele devagar, até o fundo. Ela deu um grunhido baixinho e tirei o dedo, ele estava um pouco lambuzado, então fiquei brincando com a entradinha da boceta dela enquanto via o rabinho dela balançar e a vagina dela começando a piscar e a ficar inchada. Voltei a penetrar um dedo, dessa vez estava um pouco mais molhado e quente, então comecei a fazer um vai e vem bem devagar para ela ir se abrindo.

Ela foi relaxando e cedendo mais para mim, se abriu mais, porém a vagina dela ainda era deliciosamente apertada. Olhei para o sofá do lado e vi os olhos do Márcio brilhando enquanto assistia. Decidi fazer o teste. Botei dois dedinhos, penetrava forte e rápido, ela não reclamou. Botei três dedinhos, comecei a penetrar forte e rápido e ela ficou um pouco desconfortável, então continuei penetrando devagar, ela foi relaxando de novo. Pronto, ela aguentava. Tirei o meu pau pra fora (que estava duro como uma pedra de tanto tesão), ele estava melado, e comecei a passar ele na entradinha da boceta dela. Ela olhou pra trás, curiosa, se virou e veio cheirar meu pau. Cheiro, parece que gostou, deu umas lambidas e parou. Já virei ela de novo, botando aquela boceta pro meu lado e comecei a passar ele de novo, sentia a vagina dela piscando e ficando toda inchada de tesão. Encaixei a cabeça, comecei a empurrar levemente meu pau na boceta dela, era bem apertado e molhado, ela fazia umas contrações muito gostosas.

Fui penetrando, devagar e até o fundo, confesso que não tenho um pau muito grande, nem muito grosso, mas o bom de ter um pau assim é que você pode foder sem receio de machucar os outros. Fui aumentando o ritmo, enquanto segurava ela e a puxava pro meu lado. A boceta dela molhou muito quando aumentei o ritmo, ela botou a língua pra fora (adoro quando fazem isso, é sinal que tô fazendo bem feito) e comecei a penetrar mais forte, mais forte e mais forte. Quando puxava ela pra trás e empurrava meu pau pra frente, fazia aquele barulho do pau entrando numa boceta molhada, que só quem já pegou uma sabe. Dependendo, quando você tira o pau faz até aquele barulhinho de quando você tira a tampa da garrafa de champanhe. Enfim, comecei a penetrar ela bem forte enquanto a minha plateia assistia. Márcio tirou a roupa e estava batendo uma, a Kira tava deitada e o Neguinho olhando também. Em certo momento, o Neguinho veio e começou a lamber o meu pau enquanto eu tava penetrando ela, ora ele chupava o meu pau (enquanto eu tava tirando pra colocar ele de novo), ora ele chupava a entradinha da boceta dela. Vendo aquilo me deu mais tesão ainda, tirei meu pau e dei pra ele chupar, ele limpou ele todinho (parece ter adorado o gosto da vagina dela no meu pau) e depois o safado começou a lamber a boceta dela.

Perguntei se o Márcio tava gostando, diz ele que tava adorando. Decidi botar ela de ladinho, me deitei por trás dela, encaixei de novo e comecei a bombar bem forte nela. Ela ficou mais relaxada deitada, ficou olhando pro nada, enquanto em metia forte nela e fazia carinho na barriga dela. As vezes, tirava meu pau, botava uns dedinhos na buceta dela, lambuzava todos os meus dedos e colocava a disposição dela, ela lambia tudo rapidamente. A boceta dela estava tão deliciosa e apertada, que o gozo veio que nem um jato, acabei deixando meu pau lá dentro e gozando por lá mesmo. Depositei tudo nela, saiu muito esperma, ficamos assim por uns 5 segundos, Márcio se levantou e veio mais pra perto pra ver a porra saindo da boceta dela. Tirei e derramou tudo no sofá dele. A cachorra que estava deitada e assistindo tudo, veio para lamber o que saiu de dentro.

Márcio estava de pau duro e olhando como uma criança que fica paralisada vendo um brinquedo na vitrine. Aquilo era totalmente novo pra ele, parece que eu tinha realizado um sonho. Perguntei se ele tinha gostado, ele falou que tinha. Então eu falei com ele: agora é a sua chance, quero ver o que você consegue fazer. Ele pegou a Kira e botou no sofá, já começou logo chupando a vagina dela (confesso que era enorme, esses cachorros de grande porte aguentam mais rola que muita mulher que a gente conhece), masturbou ela, fez toda uma preliminar, introduziu nela e começou a penetrar. Ele começou meio rápido, mas mesmo a cadela sendo grande, orientei ele a começar devagar para ela ir acostumando com o pau dele. Trocaram de posição por algumas vezes, quando estava para gozar, ele rapidamente foi em direção a boca dela, abriu ela, botou o pau lá dentro e gozou. Ela ficou meio que se lambendo pra dentro, pra puxar a porra que tinha ficado "presa na língua dela".

Eu fiquei sentado num sofá, e ele ficou no outro deitado de bunda pra cima e virado em minha direção. Ele era todo depilado, só deixava pelo naquela região da virilha e íntima dele. Alias, esqueci de detalhar como Márcio era fisicamente: tinha uns 30 anos, casado há pouco tempo (pouco mais de 3 anos), branco, altura normal (deveria ter aproximadamente 1,70), cabelo preto e razoavelmente curto (ele gostava de deixar o cabelo espetado), olhos castanhos, corpo bem distribuído e tinha uma bundinha empinada (confesso que nem tinha reparado nele direito até esse momento) não sei onde trabalhava, só sei que ele tinha dinheiro.

Sei que em algum momento o cachorro dele subiu no sofá e começou a lamber a bunda dele, eu dei umas risadas e ele tentou tirar ele lá de cima. O cachorro, insistentemente, continuou a lamber ele. Ele parou, começou a fazer uma cara de que tava gostando e deixou ele continuar. Mas ele logo parou.

Enfim, perguntei se ele tinha vontade de transar com cachorros machos também, ele falou que nunca tinha pensado sobre isso, mas que talvez não dispensaria. Contei algumas experiências que eu tive, que eu já tinha comido o cu de cachorros machos e alguns vizinhos afeminados quando eu tive oportunidade (deixei bem claro que não curto dar pra ninguém, mas se for pra comer eu sou disposição), e de alguns conhecidos meus que gostavam de dar o cu para cachorros também. Ele acabou ficando bastante curioso e interessado, falou que ainda não teria coragem para dar para um cachorro macho porque eles acabam ficando preso quando cruzam.

Eu elogiei a bunda dele, falei que era empinadinha e que bunda assim é boa pra comer. Que tinha muito tempo que eu não comia um cara e que até batia uma vontade, perguntei se ele já tinha transado com homens, ele disse que só naquelas experiências da adolescência. Nessa hora ele começou a olhar pro meu pau fixadamente e a morder os lábios inferiores (quem é experiente sabe que isso é vontade), meu pau estava meia bomba, nem mole, nem duro. Comecei a bater uma e ele começou a assistir, se levantou, ficou sentado, se inclinou para o meu lado e ficou olhando impressionado.

Falei com ele pra sentar do meu lado, ficou meio receoso, mas acabou vindo. Ficou olhando pro meu pau, peguei a mão dele e coloquei no meu pau, o safado começou a me masturbar. Ficou olhando e batendo uma, puxei sua cabeça em direção pro meu pau e ele botou na boca. Começou um boquete meio sem vida, mas falei pra ele: pode chupar, eu sei que você quer, isso vai ficar só entre a gente. Ele parou, olhou pra mim e falou: é pra ficar aqui mesmo ein, o que aconteceu aqui hoje fica só entre nós. Eu confirmei e ele voltou a chupar, o cara chupava que nem uma menininha, com uma delicadeza e uma maldade ao mesmo tempo impressionante.

Meu pau tava duro como nunca, confesso que tive que me controlar bastante para não gozar na boca dele. Ele sugava o meu caralho como se fosse a última chupada que ele daria, bem molhada, tirava a boca, colocava a língua nas minhas bolas e ia subindo até a cabeça do meu pau. Ele mamava muito bem. Puxei a cabeça dele e falei: fica de 4. Como estávamos no sofá, ele ficou virou a bunda pra mim e deu a altura certa. Ô lugar bom pra transar é em sofá... Enfim, dei uma cuspida no cuzinho dele, levei o meu pau até o cuspe, passei ele na entradinha do cu dele, puxei a bunda dele pro lado e comecei a passar a cabeça no rego da bunda dele. Ele gemia, dava pra sentir a respiração dele ficando ofegante e o pau dele piscando de tesão. Quando ele menos esperava, botei a cabeça dentro do cu dele. O safado começou a gemer, falou que tava doendo um pouco e que era pra eu ir devagar. Parece que eu tava comendo cu virgem, pelo que ele falou tinha mais de 15 anos que ele não fazia dava o cu pra ninguém (ele trocava com uns amigos de vez em quando).

Tirei o meu pau pra fora, tava limpinho, é muito bom você comer um carinha que não te suja. O cuzinho dele era branco também, quando eu botava o meu pau lá no cu dele até fazia um contraste legal. Logo fui aumentando o ritmo e aquele cu foi começando a engolir meu pau, metia forte e profundo, o safado começou a gemer que nem uma puta. Gemia alto, pedia pra meter mais forte ainda. Atendi ao pedido dele e comecei a meter mais, mais, e mais forte. O cu dele ficou até meio inchadinho, já que não tava dando para ninguém e começou a fazer esse sexo mais selvagem. Não importei, ele não reclamou, continuei bombando nele. Tirava o meu pau, pedia pra ele empinar aquele rabo pra mim, ele atendia e eu dava uns tapas na bunda dele. Como ele era bem branco, ficava certinho as marcas dos meus dedos na bunda dele.

Sentei no sofá e pedi pra ele sentar no meu pau, fiz ele ficar meio que inclinado pra eu poder ver o meu pau entrando e saindo do cu dele. Puxava ele pra baixo pra aumentar o ritmo e o safado sentava gostoso. O cu dele apertado sem incomodar, era aquele cu perfeito pra comer: é apertado o suficiente pra te dar aquele prazer enorme, e pra poder dar sem ter que ficar tomando cuidado pra não machucar. Márcio anunciou que ia gozar e gozou mesmo, mas eu ainda tinha um pouco de energia.

Levantei e botei ele de joelhos, botei ele pra chupar meu pau e sentir o gosto daquele cuzinho delicioso dele na boca. Adoro bater o meu pau na cara dos outros, e ele pareceu gostar bastante. Dava uns tapas na cara dele, que tava toda melada por eu ter passado o meu pau na cara dele. Como eu já não ia durar muito, botei ele na minha posição favorita. Coloquei ele de bunda pra cima e pedi ele pra abrir a bunda pra mim. Pra mim essa é a melhor posição, não sei se é porque eu tenho tendencia a dominar os outros, ou se é porque dá pra ver o pau entrando e você sentir a reação do cara. Ele abriu, dei uma cuspiada no cu dele e entrou tudo. O cu dele no começo estava fechadinho e branco, agora ele estava um pouco aberto e inchado, só sei agora era pra finalizar e que eu ia meter forte. Encaixei na entrada do cu dele, botei bem fundo e devagar, pronto, agora eu sei a direção certa, já comecei a bombar forte e rápido, enrabando completamente o cu dele. Ele gemia alto, gritava e berrava: Ai meu cu, você vai arrebentar meu cu. Mas logo depois ele falava: Isso, me come gostoso, me faz de puta. Pra falar a verdade, eu pouco importava, só queria gozar. Deitei em cima dele, meio que abracei ele e meti, meti e meti. Anunciei o gozo e senti ele vindo: abracei ele de uma forma até violenta (meio que imobilizando ele), fiquei paralizado e a única coisa que se mexia era minhas bolas e meu pau, enquanto eu depositava toda a minha porra quentinha no cu dele. Ficamos nessa posição por uns 10 minutos, ele falou que nunca tinham gozado tanta porra no cu dele.

Tirei o meu pau do cu dele e fiquei ali admirando aquele cuzinho todo arrombado, ele estava bem molhado e tinha um pouco de porra na entrada dele. Peguei meu celular que estava na bancada do lado do sofá em que eu comi ele, botei o meu pau quase na entrada do cu dele e tirei uma foto. Sinceramente? Era um cu lindo, um dos mais gostosos que eu tinha comido e quis registrar ele, pra poder recordar esse momento. Lassie e Neguinho estavam lá sentados, com a linguinha pra fora observando tudo. Kira foi até o seu dono e lambeu o cu dele, afinal minha porra estava toda lá dentro.

Levantei, com as pernas tremendo e comigo meio que cambaleando e fui deitar no outro sofá. Ele ficou imóvel lá, parecendo que estava morto, cansado e com uma voz baixinha, quase dormindo. Fui no banheiro pegar um papel higiênico para limpar o meu pau e minha barriga, voltei à sala e me vesti. Estava um pouco cansado também, acabei cochilando lá. Quando acordei, ele estava fazendo janta, nos servimos e conversamos sobre as experiências que acabamos de ter, ele me falou mais da família dele, da mulher e algumas outras coisas. Ele quis marcar algo para a semana que vem, mas preferi confirmar depois. O safado queria me dar o cu de novo e me ver fodendo a cadela dele.

Tivemos outras experiências, inclusive envolvendo o Neguinho, talvez eu relate aqui em algum momento futuro. Ele me contou que na hora nem sentiu, mas que teve dificuldade para andar por uns 2 dias, disse pra esposa que se tinha se machucado no trabalho (risos). O relato ficou extenso, pensei em dividi-lo em duas partes, mas preferi não. Espero que gostem.

Caso alguém tenha interesse em trocar relatos, experiências, desejos, fetiches ou qualquer outra história, me adicione no skype (ou simplesmente mande um email) e bateremos um bom papo: rdoscontos ([email protected])

Comentários

13/01/2016 10:22:11
Adorei mas nunca consegui comer tenha cadela meu pau e grande e até grosso não entra tem 19 cm só se eu arrumar uma cachorra bem grande ou um cozinho corajoso [email protected]
25/12/2015 21:24:09
MUITO BOM. TB GOSTO DE ZOOFILIA. NÃO PRECISA DIVIDIR NÃO. FICOU PERFEITO. SE TIVER OUTROS DO TIPO PUBLIQUE.
23/11/2015 05:59:02
Amo zoofilia
23/11/2015 01:57:44
Gostei
22/11/2015 21:28:50
Muito bom
22/11/2015 20:42:40
Muito bom.
22/11/2015 19:42:56
Super 10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novinha fazendo exame toxicológico xvideos.comContos Eróticos De Minha Vizinha Veraincesto lendo no colo do papaiincesto tio tirando virgindade da sobrinha de dez anos no semáforoContos erotico incesto video gratis de sec tio tira cacinho da sobrinha novinhacontos comi a cunhadinha parte 2 bunduda virgem novinhaNovos contos de incesto gang bang forcadoacarisiei a boceta da minha filhaeu sempre brincava com as coleguinhas de mimha irmã, e prdia para eles baterem punheta para mimeu perdi a minha virgindade com cara da pica de 40cmfilme pornô rasgando a vacina novinhamagrinha chego trme na picaggContos Eróticos. Dona VeraConto flagrei com bananacontos.eroticos avo.peludo idoso bigodechupando o cassetao do viado gay dos peitaocontos sou lesbica e gosto de scatvilmer pornona hora do sexo o que pode ser feito com o halls pretoconto erotico viado afeminado chora na piroca do negao dominadorponodoido pasado um tempo com minha primasDhcs xvideosanais bruto elas tenta corre io pau entra mastomou comprimidos de tesao e ele tesou forte mulher pornoouvir contos eroticos narrados de gueis tranzando loucosContos eroticos de mulheres de manauscontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi eláfilha a reda causilha e pai empura rolasexo ela nao quis da so acariciarcontos eroticos. bi femininocontos eróticos mamãe deixa novinha com padrastocontos eroticos sexo oralcontos anal c cavalos e tourosVideos de sexo brasileiro nem naceu cabelo na bucetinha virgem e ja ta metendo com pauzaomassageando o picao gigantescoto cagando nessa pica gozandoxv novinha brinca com cachorro e fica agarrda na picacontos eroticos minha esposa no forroconto gay machoo negrodotado contos bicontos eróticos escritos de lactofiliagay raptou o vizinho para lhe chupar o pausexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaosexo explicito sogro de olho nanora de fio dentalcasadinha se esfregando nos homens no elevadorporno nao no cu nao e groso e conmprido aaaiii de vagabicho preguiça fudendo zoofiliafizemos sexo bi com um estranho contoporn bumbum peito enpinadinhos de mae filhacontos de putaria sou puta meu irmao um jumento fudeu o cu da minha amiga e eu ajudeivideos porno mulher tentando escapa. do pau do outro na frente do marido mas nao comsegue e corno dechasexo bengostoso uma lambida no grelo bem gostosoconto erótico gaay sonbra de gaelsexo homens gozando e.falandopalavroescontos inocentes tapas no orfanatocontos de putaria sou puta de dois primo negrovídeo de morcinha fudemoComo se escreve “ manda video porno ” em inglescontos eu e meu marido fomos no jogo de futebol no onibus dei pro negao eninguem viuxvidios mulheres fundeno na ginástica Meu amigo viado bundudo liso vestido de mulher conto gayFeitichi d evangelica c homemvideos de porno doido com coisas indessemtemulher fazendo vídeo pornô na gritalhadadoce nanda contos eroticosvideo de homemmorde vaginatva bucetano swing marido nao permite que metam na esposavídeo de mulher pelada nua vídeo mulher pelada mostrando o pinto também amor quer vir aqui também é muito periquita Minha louca vida de mulher pelada nuazoofilias pai estuprando filha enquanto ela dorme profundamenteprima gosta da minha pica ele pega e burta na bucerta dela porno gay caralhos enterrados na bouca mundobichaesposa fica brava amate gosa dentro xvidiovideos arrancando a virgindade da novinha sem piedade que deu por dinheirocontos eroticos praia nudismo irma maeXxvideosVizinha gostosa de shortinhocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramvídeos pornô de loirinha bem gostosinho socando o dedo no c****** cabeludomulequinhos olhando a surubaxxx vídeos novinhas aproveitando que a sua mãe saiu no pornô iradocontos de sexo depilando a sogracontos eroticos sou mulher e transei com minha sogracafajeste chupando grelo grande avantajadonovinha de sainha sem calsinha perverssabuceta depilada na cera floripabdsm humilhaçao extrema contocontos de desmaiei na pica grande de meu irmão no meu cu