Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

BEM MAIS QUE BRINCADEIRA - DE VOLTA AO INÍCIO

Autor: Sayang Kanak
Categoria: Heterossexual
Data: 07/12/2015 22:10:07
Última revisão: 08/12/2015 12:58:13
Nota 9.50
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

A campainha sempre toca na hora mais errada. Vesti a bermuda, deixei o Merinho no quarto e corri atender a porta. O Leandro entrou antes que eu pudesse fazer qualquer coisa:

- Preciso falar com você...

- Mas assim... agora?

- Tem que ser. Amanhã eu tô voltando pra Itália.

Meu coração gelou.

- Senta, Leandro... vou vestir uma roupa, você espera?... –

.

.

- É o Leandro...

- O que é que ele quer com você agora? – era só ouvir falar do Leandro que ele logo fechava a cara.

- O que você acha, Merinho?...

- Eu não vou aceitar isso não, Betinho! Depois de tudo que ele te fez, é só ele chegar e estalar o dedo, que você sai correndo atrás dele, com o rabinho abanando, é? Não! Eu vou lá falar com ele!...

Ah, não Merinho! Não vai começar agora, né? Hoje não!

- Como assim, Merinho?... O que é que VOCÊ ACHA que pode falar com o Leandro?... Por quê?... Vai falar O QUÊ?... E quem disse QUE É VOCÊ que tem que aceitar ou não aceitar alguma coisa aqui dentro?... Só porque eu te dei o cu HOJE, você já acha que já é meu dono, é? Eu não tenho dono não, seu Merinho! NÃO TENHO NÃO!... Nem VOCÊ e nem ninguém, viu?

O Merinho pulou da minha cama e me agarrou pelos braços.

- Você tá comigo, Betinho! Você tá comigo agora, não tá? VOCÊ TÁ COMIGO OU SÓ TÁ ME USANDO PRA FAZER CIÚME NAQUELE MERDINHA LÁ EMBAIXO?

- Me solta, Merinho! Não tô gostando nada disso!...

- NÃO SOLTO PORRA NENHUMA! E agora eu vou lá embaixo ACABAR com aquele filho da puta de uma vez, duvida?... DUVIDA?...

- Para, Merinho! Deixa de ser BESTA!

O tapa virou a minha cabeça pra trás, igual a menina do filme “O Exorcista”. Girei sobre mim mesmo e fui me estatelar quase debaixo da cama. Ao mesmo tempo a porta se abriu e o Leandro entrou feito um furacão. Aí deu merda!

.

.

O Leandro entrou metendo porrada no Merinho e eu fiquei desesperado. Entrei no meio dos dois, tentando separar, gritando e chorando e só conseguindo tumultuar mais a coisa.

O Merinho não era fraco, mas o Leandro era um atleta, né? Quem é que ia mesmo levar a pior? Então aconteceu. O Leandro acertou uma bem acertada, bem em cheio no olho do Merinho, e o Merinho despencou. Minha reação foi pular no Leandro gritando: “Sai daqui!” e correr pra socorrer o Merinho...

Nem sei como o Leandro saiu. E talvez nunca vá saber o que ele queria me dizerFoi difícil colocar o Merinho de novo na cama, mas eu ainda consegui dar conta. Pra nossa sorte, o maior prejuízo dele foi só um olho roxo mesmo. Enquanto eu cuidava do olho, o idiota ficou de cara fechada e em silêncio o tempo todo. Será que essa bronca era comigo?

- Vai ficar assim, com essa cara agora?

- Não. Eu vou embora pra minha casa!...

- De jeito nenhum, Merinho! Espera a minha mãe olhar você primeiro. Cê sabe que ela é enfermeira, né? Você tomou uma surra!...

- Não precisa me lembrar... – ele tentou sorrir, mas só conseguiu gemer – Cadê minha roupa? Me ajuda a por minha roupa... Sua mãe eu não sei, mas eu acho que o seu pai não vai gostar nem um pouquinho de me ver aqui no seu quarto desse jeito... todo pelado... todo quebrado...

- Deixa de fazer drama, Merinho... Você até que mereceu! Lembra que você me bateu, seu bosta? Eu devia ter acabado de te matar e não ter te feito curativo!... – e olhei pra ele com minha cara mais brava.

- Ah!... Me perdoa... é que você me chamou de besta, né?... e também ficou na minha frente. Eu ia descer lá embaixo e quebrar aquele veado todinho!... esse boiola ia se foder na minha mão!

-Tá. Tô vendo...

- Tá legal, então, Betinho... chega de discussão, vai!... Pega a minha roupa, aí, que é melhor eu ir embora logo, antes que o teu pai chegue... e aí já viu, né?...

- Tá bom, eu deixo você ir, então... Mas ainda não... espera só mais um pouquinho... – e enfiei a cabeça por baixo da coberta, procurando aquele espetáculo de pinto pra preencher a minha boca. De repente me deu uma sede de porra!

.

.

O Merinho ia ficar de molho uns dias. Por isso não tinha nenhum motoqueiro me esperando na saída da escola, pra me encher o saco. Acredita que eu até senti falta? Lembrei do dia anterior, do passeio, do cinema, daquela rola enorme arrombando o buraquinho da minha bunda sem dó... Nossa! Que rola esse Merinho tem!...

Também me lembrei do Leandro na minha casa, da briga com o Merinho... e me senti culpado. Não tinha como negar nem pra mim mesmo, que tudo o que estava acontecendo era culpa minha.

Subi para o ônibus pensando: se eu ficasse só na minha, comendo o meu Túlio lindo e fofo, nada disso estaria acontecendo... Mas eu tive que dar mole pro Merinho, né? Mas gente: vocês não tem noção! Vocês NÃO VIRAM aquela pica!... Também tem o Leandro que...

AH, DROGA! Tá bom, eu admito! Eu sou muito galinha, mesmo! Não posso ver um pintão pela frente! Pronto! Eu sou assim mesmo... O que é que eu vou fazer?... A culpa é toda da minha bunda, tá?...

Com toda essa minha briga íntima, acabei passando do ponto. Ai, meu Deus! Avenida dos Eucaliptos! Longe pra cacete! Desci correndo e atravessei a rua, em direção ao ponto do ônibus que voltava. Olhei rua acima. Era bem ali que a gente descia pra Biquinha...

Não sei o que me levou pra lá, mas de repente eu me vi no mesmo caminho que havia tanto tempo eu não passava, sentindo as mesmas emoções antigas, voltando pra um tempo em que a minha vida estava bem menos complicada, e dar o meu cuzinho ainda não me trazia nenhuma espécie de culpa.

A Biquinha já não existia mais. Já estava tudo aterrado. Só tinha sobrado a pedra onde a gente subia pra pular na água. Nessa pedra tinha um garoto sentado. Eu já ia virar as costas pra ir embora quando ele me viu. E sorriu.

Mas que merda! Por que até hoje eu não consigo resistir ao sorriso do Leandro?

.

.

- Você tá tão lindo!...

Ele me abraçou do mesmo jeito que sempre fazia, trazendo o meu traseirinho bem pra junto dele e encaixando o pinto duro bem no vãozinho do meu reguinho. Então eu ficava doido pra sentir aquela coisa quente direto na minha pele.

Depois foi abaixando a minha roupa bem devagarinho...

Por que até hoje eu não consigo resistir ao caralho do Leandro?

CONTINUA...

Comentários

12/12/2015 18:47:07
Continua logo, você é um ótimo escritor e os enredos, surpresas também. E adorei o Betinho putinho, podia rolar uma suruba rs
12/12/2015 13:39:58
Legal... Caaara... Eu amo seus contos...
09/12/2015 02:03:22
Continua
08/12/2015 09:34:44
Legal

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


morena com os pentelhos enroladinhos trepando gostosomulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideocontos eroticos gay virei chupeteiro dos senhoreo vídeo de um homem e uma mulher dançando pelada com botãozinho para minha boca sem travar para não escolher se eu quero ou não aquele é minha nota porfavor aquele pretomostrando buceta po amigo pater uma xvidiowwwxxvideo filhinha meche o bumbumsou encanador sexoxvideos cazero.chuponas. coroa. sebosacasa dos contos zoofilia com viralatasContos de marido revoltado mas ecitado quando pegou esposa chupando outrozoofilias pai estuprando filha enquanto ela dorme profundamentemeu neto de 16 virgem contos eroticoxxvideos parada gay 2017 sao pauloporno casada adorando ao senti um estranho te alizando e esfre o pau nela no onibos na frente de seu maridommulheres contando qe 03homens comeram suabuceta em frente a seu maridomulher bebada foi tamar banho e acordou ebgatada pelo cuvidio de mulheres mostran do a buceta eh conto faz xixiTranzando com as velilhas tetudas debicos grandeelicarlos2010contos eroticoscuzinho sem pregasmeu padrasto me arretava gostosoConto flagrei com bananacontos lactofiliacontos defloraçao analminha irma vive mim provonca encostano seu cuzinho no meu pau. acabei comendominha mãe irmã vovó conto eróticopersonal treiner encinando mulher fazer abdominal chupando pornosadomasoquismo c arrombadas e peitos esmagadostomou comprimidos de tesao e ele tesou forte mulher pornorelatos eroticos dei minha bundinha e contei tudo a meu maridocarne conto heteroenteada dorme bêbada chapada e padrasto quando a solidão na marraxevideo mulher dormido e rola entrandoquero ver gatinhas novinhas na academia só mostrando e transando bichão p*********irmalouca pra perdero cabaco pro irmarcontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramvideos de sexo louco e com pegada chupão, arranhãoņovinhas metendo com play boyhobby tocar punheta saradocontos eróticos surpenatural incestomae com tesao se masturba aoamamentar filho contos contos eroticos caguei no paunegao me enrabandosinhazinha estrupada por escravos pornoquero ler histórias e conto de homem casado que deu o c* pela primeira vez o c****** vídeo para travesti do pau gigante chorou rebentou em conta se dói ou nãovou contar como viciei minha cadelinha video comi sua buceta e seu cu acachorra avisiocontos buc branca cacete 40cm foto corno corno manso otario contosContos eroticosPerdendo as pregas bem novinhagarota nao guenta da r u cu i chora pornoUm Anjo Em Minha Vida 25.2(Final)- Casa Dos Contoso play boy e o plebeu 04 casa dos contoscontos eróticos novinho punheteros Parabéns felicidadesxvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elavídeo pornô a novinha tomando banho com gosma e sangueduas lebiaca se beijando devangarcomendo o cuzinho dela ela chorando ele filmando escondido ela ferver na firma esconde dele comendo o cuzinho a bucetinha dela ela chorandoporno de joelvemRelato erótico feijoada da titia raimundapornô grátis cu de viado dando falta de pão de mel recheado no potepaola olivera de xote curto pornoPorno contos incesto mamaes iniciam chupando as bucetinhas de suas filhinhas muito carinhocontos eroticos nupcias blogspotpono gay ply boi adolenti dando cu ategosazdorovsreda.ruvideocurto brasileiro de corno humilhadoconto de insetos de rasgando o cu apertadoo vizinho safado do 205 conto gaysexo com mae vadia potuguesa fuder com filhover mulhe chutando bocetareginagatinha. trepanfo. pau. 50. citimetrucontos eroticos gays o principe roludocontos eroticos de meninos gay perdi a aposta no video game e o cabaco tambemcomi minha cadelaxvideo sexo na praia de nudismo abricoamulheres santinhas safadasacompanhando que Rominho ligouvídeo de homem sendo estuprado no quartel brechando a b*****a minha mae obrigou meu padrasto tira a minha virgindademorena linda tampa a boca do irmao e senta em sua rola enlouquecidacontos eróticos de loirinha dp interracialcontos eróticos pular pulacontos incesto mae gtsvídeo pornô ginecologista idoso não resiste a bucetinha apertadinha da paciente e a estrupa forçax ezibisao de conas frescasrickcafajeste30.assistir vídeo pornô anal de sogra com genro gravado em Ribeirão preto d*********