Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Colega de trabalho virou minha putinha

Autor: Holmes
Categoria: Heterossexual
Data: 03/04/2016 11:14:34
Nota 10.00
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi galera, esse é meu primeiro conto aqui e espero que gostem dos relatos que narrarei nesse e nos próximos contos. Meu nome é Pedro, tenho 28 anos, sou baixinho 1,65m, moreno claro, não sou lá essa coisa atraente, mas compenso com uma boa lábia. Haha.

Bom, o que venho relatar aconteceu há uns 3 anos. Ela era a nova secretária do meu gerente. Eu já havia ficado com as outras secretárias que ocuparam a mesma cadeira que ela. Mas quando a vi foi bem diferente, um tesão louco tomou minha cabeça, ela com uma carinha de menina levada me fez, de cara, pensar muita safadeza.

Ela é uma mulher normal, nada de beleza chamativa demais, era bonita, com um corpo lindo, tipo falsa magra, pernas lindas e uma bunda muito bem desenhada. Eu não gosto de mulheres com aqueles corpões tipo panicat. E ela é do jeito que eu gosto.

Ela passou a ser um objeto de desejo para mim, todo dia era um tesão encontrar com ela. E eu botei em prática a ação, utilizando um chat interno comecei a puxar assunto como quem não quer nada (mas queria, e muito, rs).

Algumas semanas de conversa e descobri que ela tinha um relacionamento, vivia com um cara, mas como ela deu corda nas minhas conversas continuei, mas já demonstrando meu interesse nela.

Depois que ela viu meu interesse e meus olhares safados para cima dela, começou a ir trabalhar com vestidos bem gostosos, mostrando metade das coxas e um belo salto alto. Foi aí que fiquei louco nas pernas dela, lindas. Sempre que ia de vestido dava um sorriso safado quando me encontrava. As conversas foram esquentando, e os assuntos sempre eram safados. Começamos a falar sobre fantasias sexuais, posições, etc.

Comecei a oferecer carona para ela depois do trabalho e foi aí que tudo começou. A primeira vez foi uma sensação gostosa demais...um beijo gostoso e quente, parecia que não era beijada há muito tempo. Passava minha língua na boca dela bem devagar, ela gemia só me beijando. As minhas mãos bobas começaram e tentava acariciar o corpo dela por baixo da blusa, tentei desabotoar a blusa, mas ela não deixava, dizia que não estava preparada para isso e eu aceitei, apesar que eu já estava com o tesão a flor da pele. Deixei-a na aula e fui embora. Mas nesse dia continuamos nosso papo pelo whats, e nesse dia o papo foi muito quente. Ela me falava de como tinha ficado quando nos beijamos no carro, bucetinha molhada e com um tesão louco de ter dado para mim ali mesmo, no carro. Eu falava que já estava louco com o pau duro e já não aguentava mais, queria fuder gostoso com ela.

No outro dia, um sábado, ela me manda uma mensagem de bom dia (e que bom dia, rs), dizendo que estava louca para dar a buceta para mim. Que já não suportava mais ter que gozar toda noite pensando no meu pau duro na buceta dela. Ler aquilo foi quase um viagra, meu pau ganhou volume instantaneamente. Falei que se aprontasse que estava indo pegá-la agora. Ela se aprontou e me aguardou um quarteirão depois do condomínio dela. Levei-a para o motel no outro quarteirão, a sensação de estar perto da casa dela me deixava mais louco ainda.

Já na garagem do motel, o quarto estava em arrumação, ela veio meteu a por cima da minha bermuda sentindo e apertando meu pau. Gemia do mesmo jeito que quando nos beijamos. Não aguentou ficar só passando a mão, botou meu para fora da bermuda e caiu de boca. Ela estava louca, muito mais louca do que eu estava. Ela abocanhava com muita sede, lambia e sugava meu pau por inteiro até a base. Passava a língua ao do meu pau que já pulsava. Me deu um beijo gostoso com o gosto do meu pau na boca e falou no meu ouvido que estava louca para ser fudida, queria aquele pau na buceta molhada dela. Nessa hora pegou minha mão e botou dentro do short, nossa que delicia, a buceta estava ensopada, eu nem enfiei o dedo e minha mão toda melada com aquele meu delicioso. Tirei e passei na minha boca e na dela, nos beijamos com o gosto da buceta dela. Ela veio e me chupou mais, me chupou e pedia para gozar na boca dela, o que não demorou muito. Gozei muito na boca dela, ela tomou cuidado para que nada escorresse da boca dela, bebeu tudo. Estava com sede mesmo, lambeu meu pau e deixou limpinho.

O quarto foi liberado e quando entramos era minha hora de retribuir a chupada gostosa que ela me deu, e eu já estava louco para sentir aquela buceta super molhada. Entremos nos beijando, joguei ela na cama, arranquei seu short, deixei apenas de calcinha. Chupava por cima da calcinha de renda, o mel já ultrapassava a calcinha e eu lambia tudo, estava uma delícia. Fastei a calcinha para o lado e cai de boca naquela buceta gostosa e molhada, ela gritava de tesão, gemia alto, pedia mais, pedia mais língua na buceta. Eu chupava toda, passava a língua do cuzinho (que delícia de cuzinho) até em cima. O mel escorria e eu ficava passando a língua pra não perder nada daquele mel gostoso, até que ele se tremia toda e gritava que ia gozar. Que gozo gostoso, metia a língua fundo pra lamber tudo e não perder nada. Fui até a boca dela e dei um beijo muito gostoso com o gosto da buceta gozada.

Ela me pediu ainda gemendo “mete na minha buceta, mete vai”, “me fode”.

Botei a camisinha no pau, e fui pra cima dela. A primeira metida ela gemeu muito gostoso no meu ouvido. “Ai que gostoso, mete vai, mete nessa sua safada”. Não pensei duas vezes, metia muito, sem parar, metia forte e ela gemia muito sempre pedindo pau. Aquilo me deixava louco, adoro mulher que pede mais, que pede pra ser fudida.

Coloquei ela de 4, lambi novamente sua buceta e cuzinho (adoro chupar a buceta de 4). Meti gostoso na buceta, socando forte, pegando forte pela cintura, tinha virado minha putinha. Puxei ela para o chão, deitei e ela veio por cima sentando gostoso, botou os pés no chão, pegou pelas minhas mãos e foi sentando, ora sentava com força, ora bem devagar, eu olhava pra ela e dizia “vc agora é minha putinha, vai me dar essa buceta sempre que eu pedir”. Ela com o tesão louco só concordava e dizia que já era minha putinha.

Tirei meu pau e fui chupar novamente, mas com uma atenção exclusiva no cuzinho. Ela só sorriu e disse “bota devagar, faz muito tempo que não dou”. Então coloquei ela de ladinho, coloquei meu pau pra ela chupar enquanto pegava o gelzinho, ela deixou ele ponto de bala pra levar no cuzinho. Passei o gel e me posicionei atrás dela, fui tentando meter mas não conseguia, ela então pegou meu pau e foi metendo devagar. Quando senti a cabeça penetrar, fui socando devagar ouvindo ela gemer bem baixinho pedindo pra ir com carinho “mete devagar meu safado”. Fui socando até meu pau todo entrar no cuzinho quando foi se acostumando com a presença do meu pau no cuzinho, ficamos numa meteção gostosa fui socando cada vez mais forte e eu dizia “putinha tem que dar o rabinho, uma delícia o cuzinho da minha puta, apertado”. Ela só pedia mais, queria mais pau no cuzinho.

Mas pra comer um cuzinho de verdade tem q ser de 4 né, tem que montar. E eu queria muito meter nela assim, com o rabinho aberto pra mim. Coloquei-a de 4 e fui metendo gostoso, já estava facinho pra entrar, fui metendo gostoso. Ela pedia pra meter sem parar, com força. Enquanto isso massageava a bucetinha. Queria ser uma putinha mesmo. Um pedido desse é uma ordem. Fui sem pena do cuzinho, metia forte, puxava ela pelos cabelos, batia no rosto e chamava de putinha, entre uma estocada e outra ela gritou que ia gozar, se contraiu toda e enquanto gozada pedia “soca vai, soca nessa puta, me dar gala dentro do meu cuzinho”. Nossa aquilo pirava meu juízo, fui metendo forte até jorrar gala dentro daquele cuzinho, até a última gota. Eu tremia de tesão. Fiquei com o pau dentro do cuzinho até amolecer. Tirei, deitei ao lado dela e ficamos ali ofegantes um ao lado do outro, dei-lhe uma beijo gostoso e disse que queria minha putinha assim, safada sempre. Ela me olhou e disse “vc não perde por esperar” com um sorriso safado. Me levantou e tomamos um banho gostoso. Aquele dia foi muito gostoso, passamos a manhã no motel, gozamos mais algumas vezes. Foi apenas o começo de muitas histórias safadas nossas. Contarei todas aqui.

Bem galera...é isso, primeiro conto, espero que tenham gostado.

Quiserem falar comigo meu e-mail é [email protected]

Comentários

05/04/2016 13:02:00
Com certeza Guara, comer um cuzinho sem ser de quatro não dá. Me escreve para trocarmos uma ideia.
05/04/2016 03:06:46
Concordo com você Pedro. Anal sem ficar de quatro não é anal. Delícia de conto!
04/04/2016 02:47:49
Sensacional
03/04/2016 13:41:41
bom conto. Parabéns
03/04/2016 12:11:21
Muito bom conto, parabéns

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto erotico curradacache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133se masturbando enguando o marido dormexvidiodona cely eo caseiro tom contos eróticosarmei muito bem armado e conseguir comer minha esposa junto com outro macho pauzudocontoeroticos de novinhas falado o quanto doi dar o cuzinhos .com/caseirosmulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideo20contos eroticos transei com meu filho gostosoabriu bunda cu buceta dançarinas distraidasPorno contos incesto familia prazer total qualquer idadeporno - socando uma pro amigo do marido no ofurocomadre milhadinha dando pra ocumpadre pornover contos eroticos lesbicas de a ginecologista sexo relatosnegao pega moha mulher e fode ela toda sexcafajeste chupando grelo grande avantajadocontos emprestei minha irma por cem reais pra um taradocontos porno de incesto, interior da bahia com o irmao acidentado de moto, contos pornoporno conto erótico apaixonada pelo filho da minha madrastavideos longo/penis monstro negros gosando dentro do cu do viadinho branquinhoo gay mundo bichabolonhesa fodendo porno doidocontos eróticos chorei gritei esperneei mas aguentei tudo no c*Brotheragem - Segunda Temporada - 8travesri pau 40centrimo fode amigomulheres mortas com a bucta scheia de porramulher levanta profunda fazendo corda no pirocaovi minlha irma crenye no banlhero porrno safadoconto homem levando a primeira vez a sua mulher pro protibulo pra se fodidacontos eróticos putas da ruademorou mas minha esposa aceitou e aproveitoubaixar v caseiro so de morenas da b grandes queimadinhas com marca de biquines de quatro gozando e escorendo p bt com pica toda no curapazinho mimado dando o rabomorena fofinhado rabao fudendo com dotadopornô doido chupando os mamilos da Dalvinhacontos eroticos primeira vez inesquecivelcunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaocomo você gosta de dar o cú ao trasex devagazinho bem gostoso ou no arranca tudo vidiocontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi eláO dia q virei cdzinhaquero v vidios d megao d pau grand gosano dentro da buceta d menina novingaela gozou mas eu nao parei de chupar a buceta delanovinhas.abrir.buzentazoofilia cachorro engatado com mulher g************* de dias corridosX porno ceducindo vidraseirocontos pornos estrupada pelo pai epela madrasta juntostira A roupa vou te estrupar no pornopornou homem nao aguenta e goza na burcerta da putaContos eróticos d homem com éguavidiopono mulher bica tePenis flacido castrar contossexobrasileirocavalomeu aluno cacetudo contosquero ver o ganhador do homem chupando a b***** peladocontos eroticos os pezinhos da sograxvidios vidios homem goza no cu da puta e ela comtinua chupando ate ele goza dinobovideo de sexo narido xifrado com a comlhada escolavadia casada dano d quatro q bagunca todo cabelo safada xvideosporno com mãe e filha bucetudas de guaianazescontos incestos mãe mais lidos 2017minha tia lig pra minha e pede pra mim dormi na sua casa eu comi sua bocetahistoria-erotica de entiado bem dotado fudendo a entiadaela me contou que tinha sentado na rola grossalindo homemcoxa grossa dando pornoconto erotico tirei o cabaco da patricinha na marraxvideo professora lecionando de shortinho atolado no cunovinha virgem tora a roupasmostrando s calcinhaContos encontrei minha filha no puteiroContos eroticos de casada puta dos vizinho roludo corno duplaDormindo e pai comendoxx.commassageando o picao gigantescoincesto com meu vô contosseio exitadomarido se assusta vendo a quantidade de porra que sua esposa derrama no pau do outro carasexo com mulheres q penden para de da o cu pois ta doendodormi de calcinha com meu filho e dei pra elecontos eróticos de entregador de agua como dona de casacontos eróticos dei uma lambida na xota da minha irmãliberalina puta vídeo proibidoOk pornô gay d********* escondido pornô gay com alguém daqui a pouco pensativo alguém sexo pornô gay sexo transando mulheres transando com a cunhadafilha minha femea contosou evangelica casada mas adoro da o cu pro meu visinho que vivi me comendomamador de buceta contos eróticosvizinho safado do 205xvideo comendo a escrava fujona no troncogostosa novinha virgem orgasminhogrelinho branquinho dessa buceta virgem deliciafiquei sozinha em casa com meu padrasto não resiste aquele pauzão enorme xvideos.com mobilebaixar pornô sogro ditas com novinhas greludasvídeos de biscatinha novinha brasileira gostosa safada entiada metendo c padrasto sem ninguém perceberContos eroticos sou uma puta enguloGozada na buceta contoxexoc calcinhas brancas mulheres bucetudascontos eroticos os pezinhos da sograarrombando o cu da luzia contospsicologia enfrento hiv minha filha e guei ajuda