Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O nascimento de uma vadia - garganta profunda

Autor: Ivy
Categoria: Heterossexual
Data: 06/06/2016 11:53:28
Nota 10.00
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Continuando:

http://sharoland-nn.ru/texto/ Me come, repeti já nua em pelo.

- Gata, você não quer mexer comigo. Eu gosto de coisas diferentes. Você é nova, acabou de mudar para cá. Como assim diferentes, pensei? Mesmo reticente, ele parecia estar gostando do que via.

- Diferentes, tipo, você é gay?

- Não, gata. Só diferente.

- Então me come!

Ele parou de resistir, e com uma cara de "eu avisei" sacou o pinto para fora, se livrando da bermuda. Me ajoelhei entre as suas pernas e fiquei olhando bem de perto. Estava tudo lisinho. Ele raspava tudo, o que fazia que o pinto dele que já era grande parecesse enorme. Sim, era proporcional aos seus 1,90 m. Segurei o instrumento com uma mão, e dei uma lambida desde a base até quase cabeça. Fiz isso várias vezes, subindo e descendo com a língua aquele longo trajeto. Quando o pinto já estava todo molhado, eu vim subindo com a língua desde baixo até lá em cima, mas dessa vez, ao invés de descer, e botei a cabeça toda dentro da boca, e comecei a mamar. Ele suspirou de prazer. Eu sentia minha buceta melar. De vez enquanto eu tirava da boca e lambia desde lá de baixo, recolhendo a minha saliva que escorria e voltava a mamar. No começo só tinha entrado a cabecinha, mas eu comecei a me animar, e cada vez mais o pinto dele entrava na minha boca. Comecei a quase tirar da boca e depois engolir tudo num movimento cada vez mais rápido. Uma hora foi fundo demais, e eu engasguei. Tirei o pinto para fora e ri. Respirei e voltei a mamar. Até aquele momento o Luciano punha-se passivo. Mas acho que o barulho da engasgada deve ter ativado algum gene primitivo nele. Ele botou a mão na minha cabeça, e começou a forçar garganta a dentro:

- Quero ver você engolir tudo.

O pinto começou e entrar cada vez mais, e cada vez mais eu engasgava. E quanto mais eu engasgava, mas ele gostava, e mais ele forçava. Eu tentava não fugir. Se por reflexo eu me tentava me esquivar era prontamente impedida. Comecei a salivar. Primeiro aos poucos e depois aos montes. Com o tempo meu nariz começou a escorrer e meus olhos a lacrimejar. Ele ficou um bom tempo fudendo minha boca assim. Nessa hora era tanta saliva que já havia um rastro dela que saia do meu queixo e ia até minha buceta. Até hoje eu não sei se eu tava adorando ter a garganta destruída porque eu estava gostado mesmo de ter a garganta destruída ou se era porque aquilo me tornava oficialmente uma vadia.

Comecei a tocar uma siririca usando a baba que escorria para melar ainda mais minha buceta.

Como que se ele quisesse me impedir de me tocar, bem nessa hora ele me pegou pela mão e me levou até a cama, e me mandou deitar de barriga para cima. De maneira meio rude ele me puxou por debaixo dos braços, deixando meu corpo na cama mas com minha cabeça pendendo para fora. Vendo o mundo de ponta cabeça, eis que surge o pinto dele na minha boca novamente. E tome rola! A posição era extremamente propicia. Para ele. Para mim também, na realidade, parecia engasgar um pouco menos. O Luciano então me agarrou pelas tetas, deixando marcar que ficaram nelas nos próximos dias. Naquela posição minha cabeça não tinha para onde ir, e me restava tentar não gorfar. A baba que jorrava ia agora para baixo, embaçando minha vista e grudando no meu cabelo. Parou o vai e vem e começou só o vai. Ele foi enfiando cada vez mais fundo, mais fundo, mais fundo, e finalmente venceu os centímetros que faltava para o pinto dele sumir totalmente na minha garganta. Tão fundo foi que o saco dele ficou esmagado contra o meu nariz. Eu não conseguia respirar, mas ao mesmo tempo havia uma sensação estranha e prazerosa de que as coisas tinha se encaixado. Aguentei o máximo que consegui. Mas não foi muito. Tentei me desvencilhas em buscar de ar, mas fui facilmente contida. Ele me segurou um tempinho assim, e depois com o timming de quem não fazia aquilo pela primeira vez, me libertou. Finalmente recolhendo todo oxigênio do cômodo.

Ele me colocou de joelhos de novo, e tive então a real dimensão da quantidade de salivar que ele tinha ordenhado de mim. Fiquei um pouco envergonhada pela sujeira que eu tinha feito.

Uma punheta finalizou o massacre, alagando minhas já alagadas tetas de porra.

Pedi para usar o banheiro.

- Tem toalha no armário, ele disse.

Vestida, sai do banheiro. Ele ainda nú na sala exibia o pinto, que mesmo mole não era nada pequeno. Viu meu desconforto em ver aquele chão todo sujo.

- Não se preocupe com isso, ele disse, e me deu um beijo na testa. Ele parecia duas pessoas completamente diferentes: uma de pinto duro e outra de pinto mole. Nos despedimos e ele me abraçou ternamente. Eu morava meio longe, mas resolvi ir andando. Imaginei a cara do mala do meu irmão. Ri alto, sozinha na rua. Imaginava também que a garganta em carne viva e os roxos nos seios eram cicatrizes de uma batalha que eu havia vencido. Cheguei em casa já com vontade de voltar.

continua

[email protected]

Comentários

16/11/2016 20:56:34
Parabéns pelo excelente conto. Sou um apreciador incondicional do boquete. Leio com avidez todos os contos que abordam o tema.
21/06/2016 18:39:46
Li,gostei!! Mas esqueci de votar!! Maravilhoso
07/06/2016 09:16:53
Hummm... Isso é q é boquete rs... Tb amo ter minha garganta fodida assim... Parabéns pelo conto! Continua logo... Bjs
06/06/2016 13:44:23
Ivy, Ivy, leia o meu conto e veja se nossas histórias não são bem parecidas. Me deu muito tesão de ler os seus dois contos.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


ninfomaníaca viciada em zoofiliapassa manteiga no corpo e na busetarola gradi nocu danoviaporno vui da naxana vui cu ala ficou bravaa dona vai ser com seu cachorrosexwww.xvideos emprevisto pra foderrelatos eroticos Elen Reginacontos/perdi o cabaco muito tardevelho pauzudo machuca a casada a forcaContos eroticos maniaco por seiosisso papai soca fundoconto erotico aprendendo amar em parte Ix vidio comtos eroticos flaguei minha irmã avóFamosos cafuçu no braco todo nu peladomae e filha adoram q irmao gose dentro seus cuas encoxada só coroâs videosconto erotico casada crente no tremnegao arebentou as pregas do meu cu contosnovinhas de bayby doll e com a mao na bucetaporno A garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado kkkkkvelho rasgador de bucetacomo você gosta de dar o cú ao trasex devagazinho bem gostoso ou no arranca tudo vidiocontos eroticos aprendendo a dirigirincesto recente mae consentindo o pai com filha contosxvideos porno travesti batendo punheta com uma serpente enfiada no culevei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frentecontos eroticos casadas arrombadas por pauzudos super grossos e 25 cmVer foto de homem enfiando a mao dentro drento da vagina da mulherFiz sexo com meu profeaswattpad enteado gay chupando o pau do padrasto musculosocontos sadomazoquismo estuprosexo soumenti com corno chupando porra de macho na buceta da esposacontos de calcinhas da tiaContos eroticosPerdendo as pregas bem novinhaconto eróticos comendoa mulher doamigo a forçaContos eroticos chotei na puca do meu padrasto parte1doce nanda parte cinco contos eroticosconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretoMaduras chupando novinhos contoseroticosirma no cio chupa tudo sem frescuravelhopintudocontosVer contos de ciume do diario de um guei (sobre alam e biel).travestis negra brasileira dotada no motel ganha punheta tremendo muitoporno pai entrega a filhinha virgem para o agiotaso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinhacontos eroticos casada estuprada pelo empregadocontos de safadeza um andarilho fudeu minha mulherEu Queria arranjar uma queria que passasse um filme para mim né e mulher pelada para mim entendeuconto patricinha escravacontoseroticos/mulherdopastorcontos eroticos gays bombeiro sarado hetero me fudeu sem doporno ele para pra descansar da caminhada e pega morena agua e fode com elemulher não transa com pauzãooooabusada cruelmente por um negro roludo pornofilha a reda causilha e pai empura rolaSodomizando mae e filha contosConto porno ui ui ui meteConto erotico: o playboy e o malandrovir minha sogra toda sex e acabei pequerando e fiz sexo com sogralazarento do irmao fez sexo com a irma enquanto ela estava deitadaporno - socando uma pro amigo do marido no ofuroamigo gay bundudo liso vestido de mulher na festa conto gayconto erotico aprendendo amar em parte Ixvideos cazero.chuponas. coroa. sebosagaby de touros-rn transandoContos casal achou um comedor topa tudohttp://conto me punhetaram a noite todaRasguei a buceta da mendiga com a mao contoscontos eróticos o tio com minha namoradapunhetabr.vai lacontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludovideo de mae assustada com o tamanho do cassete do filhogostaria de ver vídeo de mulher dá bunda grande lavando a calçada de microshort