Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Fui obrigada a fazer filme porno

Autor: Tudo
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 13/06/2016 01:19:40
Nota 9.75
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Minha vida mudou depois deste fato, mudei de cidade, de emprego de tudo. Trabalhava numa ag de banco em São paulo, um banco bem conhecido, chamado vulgarmente de banco do povão, atendia o balcão, então toda hora desfilava dentro da ag, com docts, cheques etc, sempre levei muitas cantadas, na época tinha 22 anos meu nome não quero divulgar, sou morena péle clara,1:67 de altura, tenho uma beleza até comum, mas com salto fico um mulherão, meu manequim é 38, magra, mas tenho 92cm de quadril e 65cm de cintura e isso chama muito a atenção, procuro evitar usar calça pois destaca muito meu bumbum e colegas já me falaram que tenho uma racha de dar inveja, devido ao quadril ser largo e minha cintura fina, meu corpo forma uma silhueta perfeita, então procuro disfarçar usando saias bem tradicionais e comportadas, mesmo assim é difícil um homem não olhar para mim. Bom por trabalhar no banco do povão, tenho contato com todo tipo de gente, falo com mais de 100 pessoas por dia e algumas eu até lembro, mas é impossível lembrar de todas, meu noivo vem me buscar todos os dias as 16:40 ou 17:00, sempre dentro deste horário. Vou me casar em 3 meses, estamos ocupados com muitas coisas, sexo tentamos uma vez no mês passado, por eu ser virgem e meu noivo não ter muita experiencia, resolvemos esperar o casamento ficando só naquelas brincadeiras, mas sempre que conseguimos ficar sozinhos meu noivo pede para eu baixar a saia ou a calça, segundo ele tenho uma cintura linda e de calcinha ele diz que fico uma gostosura, que só de olhar da prazer, mas ele sempre da umas apalpadas e isso me deixa em brasas, mas decidimos esperar o casamento. Tudo aconteceu em fevereiro de 2003, o banco esteve lotado o dia todo,no fim do dia estava muito cansada, ainda bem que era sexta feira, despedi-me de todos e logo vi o carro do meu noivo no estacionamento e fui tranquila até ele, por estar de costa para mim nem olhei para ver se era ele e abri a porta, quando fui dar um beijo assustei com uma arma na minha cara, o cara me mandou ficar calada e logo outro homem fez eu sentar no banco da frente e mandou eu colocar as mãos para traz, havia duas algemas uma em cada lado presa no banco, prenderam minhas mãos e me mostraram no outro carro ao lado meu noivo com mais dois caras, colocaram um óculos escuro no meu noivo e logo depois colocaram outro em mim. Estes óculos eram pintados por dentro e por fora parecia normal, mas eu não enxergava nada com eles pois eram colados no rosto, então mandaram eu ficar quietinha para nada acontecer com meu noivo e assim obedeci, os carros partiram. Pegamos muito transito,eu algemada com as mãos para baixo com o cinto nem podia me mexer, andamos por um bom tempo,mas não tinha ideia de onde estávamos, paramos, ouvi barulho de porta de garagem se abrindo, entramos então tiraram meu óculos e mandaram eu ficar quietinha, vi meu noivo saindo do carro algemado ele me olhou e disse para que ficasse tranquila, entrou num corredor, ouvi mais pessoas lá dentro, mas continuei em silêncio, passados 5 minutos apareceu dois homens mascarados com aquelas mascaras de motoqueiros e soltaram minhas algemas e fui com eles no corredor até a próxima sala, não vi meu noivo por la, mandaram eu entrar em outra sala e aguardar sentada, fiquei reparando a casa parecia ser grande, as janelas estavam todas fechadas, não entendia aquilo, não éramos ricos, não era um sequestro relâmpago, meus pensamentos foram interrompidos pela entrada de 3 homens, todos de mascaras e começaram a falar. _Você esta sendo observada a 2 meses, sabemos tudo, sua rotina de trabalho, sua casa, a do seu noivo, reparamos você na ag do banco, seu corpo corresponde perfeitamente ao nosso trabalho e se a senhorita nos obedecer nada acontecerá com seu noivo, que esta em um quarto algemado,vamos trato-lo de acordo com sua obediência. Perguntei o que eles queriam e para meu desespero ele me deu um contrato para assinar em que eu seria uma atriz porno por 3 dias de filmagem, me mostrou na internet para quem ele vendia o material, páginas europeias, americanas, ele tinha uma encomenda para fazer 3 filmes o contrato isentaria eles caso a policia os encontra-se pois provaria que trabalhei de livre e espontânea vontade e se não assinasse cortariam o pênis do meu noivo e nos soltaria numa favela na madrugada, jamais a policia poderia fazer nada com eles pois não teríamos prova nenhuma, fora isso eles conheciam meu trabalho, minha casa, comecei a chorar, saíram da sala e disseram que voltariam em 5 minutos para saber minha decisão. Sem escolha, quando eles retornaram disse que iria colaborar, mas queria meu noivo a salvo. Eles concordaram e eu assinei o contrato, na sala um deles colocou na mesa várias sacolinhas, pacotes e mandaram eu abri-los, eram tanguinhas minusculas uma de couro, um uniforme de escola, uma roupa de enfermeira completamente vulgar, peguei todas as coisas e fui dirigida para outra sala e lá havia uma mulher bem alta e velha, saíram e fiquei sozinha, a velha mandou eu tirar toda a roupa e deitar na mesa, com muita vergonha tirei ficando só de calcinha, mas ela mandou eu tirar também me olhou de cima a baixo, primeiro mandou eu deitar de bruços,colocava algo adesivo em mim e puxava, ela estava me depilando toda, mandou me virar, lembro dela dizendo. _ Seus quadris são grandes e bonitos quando acabar de te depilar você vai ficar um tesão com essas tanguinhas, pensei que só depilaria as virilhas, mas para meu engano depois de tudo depilado ela pegou uma lamina de barbear mandou eu abrir bem as pernas e raspou toda minha buceta e todos os outros pelos do bumbum, fiquei totalmente depilada, logo depois ela me passou um creme por todo o corpo que me deixou com uma cor acenourado quase bronzeada e disse: _Já esta quase pronta, pensei em me vestir, mas ela guardou toda minha roupa, mandou eu vestir o uniforme de escola, que só receberia minha roupa no dia de ir embora, não conseguia colocar a saia da escola não passava pelos quadris, mas ela cortou a saia num pedacinho e falou que iriam rasgar mesmo, mandou eu pegar toda roupa que me deram e sair. Ao sair da sala, dois homens mascarados me levaram a outro local, parecia um estúdio de filmagem, tudo estava preparado, aquele mesmo homem que havia feito eu assinar o contrato começou a me apalpar e disse. _Olha como ela ficou lisinha, ta uma delicia, lembre-se de seu noivo este filme é de uma menina virgem sendo estrupada por dois negão, faça tudo direitinho. Comecei a chorar, eles até acharam bom, eu tinha que estar chorando mesmo, mandaram eu fingir que estava chegando em casa, eu ia fazendo tudo que eles falavam, quando coloquei uns cadernos no sofá fui agarrada por trás, ninguém me avisou, então ouvi ele falar vai filmando é só deixar a coisa rolar que vai ficar bem real, senti dois homens me segurando, foram tirando minha roupa até esqueci que estavam filmando e tentava escapar, logo tiraram minha roupa e com uma faca na mão um dos negão mandou eu chupar ele, não sabia nem chupar, mas o homem gritou la do fundo para eu me lembrar de meu noivo e obedecer, abri a boca o máximo que pude, recebi uma tremenda rola na boca, parecia ter o dobro da do meu noivo, senti minhas pernas sendo abertas o outro ia me possuir, não teve como, pararam toda filmagem, o pau do negão não entrava de jeito nenhum eu gritava,então veio a velha passou uma pomada em toda minha fenda, buceta, anus, o ruim é que estavam meio irritados por causa da depilação, o negão passou no pau vi que estava de camisinha, ainda bem, e ação! Tudo de novo, em 20 minutos fui arregaçada por aquele negão, eu que tinha me guardado para meu noivo,fui rasgada dolorosamente, sangrou muito, mas eles continuavam filmando até esqueci que a qualquer momento aquela rola poderia explodir em porra na minha boca, mas na hora que fui tirar o outro negão gozou, engasguei, vomitei e eles filmando tudo, os dois me largaram e foram saindo, filmavam eu deitada no chão sangrando ai ouvi corta! Ficou excelente! Durou só 30 minutos, sobrevivi, a velha limpou meu sangue, mandou eu tomar banho, mas logo depois fiquei sabendo sobre o outro filme, mandaram eu vestir a tanguinha de couro, ficou muito apertada, talvez por causa dos meus quadris estava me machucando, mas a velha mandou eu voltar para as filmagens, todos admiraram eu com aquela tanguinha, comecei a chorar de vergonha, levei passadas de mão de todos eles, fiquei 5 minutos sendo explorada, mas pensava em meu noivo e passivamente aceitava até mordidinhas no seio levei, os comentários eram: _ Que buceta tesuda, que bunda larga e gostosa, que pele lisinha, essa tanguinha ficou ótima. O filme era terrível, nem conhecia a palavra bondage, fui amarrada em um cavalete com os pés no chão por correntes, pernas abertas, bem abertas e as mãos esticadas por cordas que um homem mascarado puxava até eu não aguentar mais, fiquei toda esticada, como estava apoiado no cavalete meu quadril ficou maior ainda, começou a tortura eles filmavam o homem batendo com as mãos no meu bumbum, por mais de 10 minutos, ficou tudo dolorido e vermelho pois de vez em quando eles paravam o filme para o homem respirar tamanha a violência das palmadas e mostravam para mim no monitor o estado da minha bunda,depois disso colocaram uma maquina atras de mim com dois consolos,um maior para buceta e um menor para o anus, quando ia falar alguma coisa colocaram uma bola com uma fivela amarrada na minha boca, passaram bastante lubrificante em mim e na maquina, a velha começou a colocar os dois consolos sem tirar a tanguinha, que era de zíper, doeu muito pois minha bucetinha estava esfolada, meu anus era virgem, na hora que ligaram a maquina pensei em morrer ali mesmo tamanha a dor e o ritmo dela, fazia até barulho dos consolos entrando e saindo. ploff, chuuu, ploff, chuuu, ploff, chuuu. Não aguentei comecei a tentar soltar minhas mãos impossível, eles filmavam de vários ângulos, gravaram o barulho, faziam closes, comentários, fiquei naquela situação, quando para minha surpresa o homem começou a me chicotear nas costas, nas pernas, não sentia nada, estava adormecida, já estava ali há 15 minutos, parecia horas, o barulho dos consolos aumentou, a dor era terrível, a velha percebeu desligou um pouco a maquina e colocou mais lubrificante em mim e nos consolos e ligou novamente, confesso que aquilo aliviou um pouco, sentia meu anus, minha buceta mais largos, estava ficando gostoso apesar de doer um pouco, pararam a filmagem para um lanche, mais me deixaram ali com aquela maquina ligada, diziam que era para me amaciar para o próximo filme, fiquei mais 40 minutos, a velha chegou perto e enquanto os consolos entravam e saiam ela ficou jogando mais lubrificante, agora entrava e saia fácil, tentei me controlar mas não resisti, gozei, gozei muito, a velha estava com a mão sobre minha bunda falou: _ Ninguém resiste a isso menina, você até que foi longe. A velha me desamarrou e mandou eu descansar um pouco que teria a seção de fotos, pois minha bundinha já não estava tão vermelha, seção de fotos? pensei comigo a coisa que mais queria fazer era ir no banheiro defecar, parecia que estava meio solta sem pregas, 2 horas depois tomei outro banho, estava eu com uma minuscula tanguinha branca pronta para as fotos, a velha me passou uma espécie de óleo no corpo, minha pele brilhava, meus seios não são grandes então me colocaram um soutien meia taça em que os bicos ficavam de fora e realçavam mais os seios, todos elogiavam meu corpo dizendo que eu tinha sido a escolha certa, olhei-me no espelho que estava na sala realmente aquelas lingeries eram minusculas meu quadril estava enorme e com aquela minha cinturinha os homens estavam todos tarados ali, mais uma seção de passa passa, alisavam minha bunda, minha buceta, cada passada de mão na buceta tirava a tanguinha do lugar, eu tentava arrumar mas não dava tempo eram 10 mãos ao mesmo tempo me deitaram no sofá, fiquei ali a disposição de todos aqueles homens uns 10 minutos, recebia beijos de língua, chupões no pescoço, nas pernas, palmadas na bunda, dedos explorando por dentro da tanguinha, não conseguia nem respirar de tantos beijos de lingua até que o chefão deu um basta, a velha me vestiu novamente e comecei a tirar as fotos de frente, de costas, empinando o bumbum, de quatro, sem o soutien e depois para o meu desespero varias fotos sem a tanguinha, de tudo que é posição que se pode imaginar, pensei ter chegado no fundo do poço,quando entra dois homens sarados e começam a participar das fotos, eu no colo deles, eles me encochando, mandaram eu colocar o pau de um na boca, sentei sobre um deles e ele abriu bem minha bunda e assim por diante coisas que nunca imaginei fazer nem com meu noivo, por 2 horas fiquei sendo fotografada com outras lingerie, com outros caras, uma nojeira para mim, mas pensava nas ameaças no meu noivo então continuava obedecia tudo. Quando pararam pude ver no relógio de um dos homens que já eram 1:00 da manhã, eles estavam guardando tudo, fios, maquinas etc. Pensei comigo terminou, passei, estou viva, quando descansava nos meus pensamentos, duas mãos segurou minha cintura e disse: _Desde quando te vi no banco fiquei louco por este corpinho agora ele vai ser meu. Não acreditei quando virei para falar que não dormiria com ninguém, ele me lembrou do meu noivo, fiquei com uma cara, mas ele segurou no meu queixo me deu um beijo de mais de um minuto e falou. _Vou gozar nessa boquinha linda que falava comigo no banco, paguei caro por esse corpinho gostoso vou fazer de tudo. Não conseguia lembrar de quem poderia ser ele estava com mascará eram tantas pessoas naquele banco, a velha me disse que tinham leiloado uma noite de sexo comigo entre bandidos, traficantes que frequentavam o banco, ele me abraçou e fomos para o suite da casa, eu estava só com uma tanguinha preta, era das fotos, ele mandou eu ficar de pé na sua frente, passava as mãos na minha cintura descendo até os pés e voltava, falou que sempre ia no banco para ficar olhando eu andar de um lado para o outro admirando aquele bundão rebolando para lá e para cá, me fez virar de costas, mordeu meu bumbum, enfiou a mão por baixo alisando também a buceta, mandou eu ir para cama e ficar de quatro, mais uma vez me alisou todinha, deitou na cama e mandou eu fazer uma chupeta bem molhadinha, chupar o saco, lamber o pau, tudo o que ele tinha direito senão. Com nojo abocanhei aquela rola e procurei fazer da melhor forma possível, passaram-se 15 minutos minha boca estava adormecendo, já estava tudo lambuzado de cuspe, o saco, as pernas, minha cara, então ele gozou, já ia tirando a boca mas sua mão segurou minha cabeça continuei chupando, sentia minha boca grudenta, acho que por causa da porra mas ele mandou eu continuar até o pau endurecer novamente não acreditei, fiquei ali mais 15 minutos até o pau endurecer novamente, ele me virou de bruços, falou que iria realizar seu sonho, senti seu dedo passando lubrificante em meu anus, enfiava tudo e depois tirava, colocava mais lubrificante e começava novamente, fiquei imóvel e submissa, pensei no meu noivo, na situação, teria que resistir para sairmos vivos dali, ele mandou eu empinar o bumbum obedeci, colocou a camisinha e começou a penetrar sem nenhum carinho, senti meu anus abrindo,uma enorme sensação de dor, mas resisti em silencio, ele me dava fortes palmadas falando que sempre sonhou em gozar na minha boca e comer meu bundão gostoso, me beliscava, segurava na minha cintura e puxava, me provocando fortes dores mas resisti a tudo isso mordendo o travesseiro e pensando em meu noivo, logo ele gozou e deitou do lado, mandou eu tomar um banho pois teria que atender outros homens que frequentava o banco, fiquei sem saber o que falar, não aguentava mais aquilo, no banho lavei meu bumbum com cuidado, estava super dolorido, para minha surpresa quando sai do banheiro 2 homens mascarados me esperavam,um era velho, falei que não iria fazer mais nada, um deles chamou o chefão da quadrilha que me lembrou de meu noivo e que eu não tinha muita escolha, pensei bem, soltei a toalha e já fui agarrada, jogada na cama, fiquei de quatro chupando o velho, sendo penetrada novamente no anus, todo dolorido, eles também falavam que me achavam o tesão do banco e que pagaram bem para me comer e foi assim até as 7:00 da manhã dei para 11 homens, fiz de tudo até dupla penetração por sorte todos usavam camisinhas, era ordem do chefe só sexo oral era liberado, justo o que mais me dava nojo, alguns falaram que ligariam para o banco na próxima semana para ouvir eu falar com aquela boquinha que eles gozaram a vontade, quase morri. Pela manhã estava fraca, cheia de chupões e dores, meu anus sangrava um pouco, minha boca estava toda grudenta por causa dos espermas que recebi, a velha entrou e me levou para outro lugar, um belo banheiro com hidromassagem e me deu remédios para dor, encheu a hidro e disse para descansar pois também tinha colocado remédios na água da hidro, não sei quanto tempo fiquei naquela hidro, mas foi um tremendo alivio. Fui acordada pela velha que disse que teria que depilar minha bucetinha novamente, pois iria tirar mais fotos, já estava tão fraca que nem reclamei, deitei no tapete e abri as pernas, depois virei de bruços, pronto estava totalmente depilada de novo, ela saiu e voltou cheia de sacolinhas, eram varias calcinhas, disse que meu belo quadril seria modelo para uma coleção de calcinhas eróticas para ir rápido, lá estava eu outra seção de fotos, a velha arrumava na ordem que eles queriam, as calcinhas ficavam muito apertadas, quase todas marcavam minha racha mas era deste jeito mesmo que eles queriam, por causa do meu quadril as alças das calcinhas ficavam bem no alto enfiando a calcinha na racha e no bumbum, tirei umas 50 fotos, calcinhas de lycra, de couro, transparentes, de borracha fio dental, comestíveis, algumas que jamais imaginei, cada série de fotos ouvia o comentário, essa ficou bem enfiada no rego, ficou ótima, que baita buceta, que racha, que rabo etc. Meu corpo realmente era bonito, mas eu sonhava em dá-lo apenas para meu noivo, agora estava ali trabalhando para aqueles tarados. Fui novamente levada para o estúdio, reclamei que não comia nada a quase 24 horas, me deram um suco e falaram que não comeria nada mesmo pois onde eu estava eu era a comida, todos deram risadas, mas depois num canto a velha me disse que não me alimentavam, primeiro para ficar com aquela barriguinha sexy e pequena e também porque fariam uma seção de dupla penetração neste filme com dotados, isso para não haver o perigo de eu defecar durante o filme, fiquei pálida de medo, logo eles me chamam e já vão logo dizendo para mim colaborar que este seria o ultimo filme, era sexo total com 5 de uma vez, falei que mesmo eu colaborando não aguentaria, mas de uma só vez 3 homens me agarraram, chegou a velha com uma seringa, tentei lutar, mas ela me aplicou um liquido, logo depois me entregou um espartilho preto de couro, me obrigando a vesti-lo,quase não servia de tão apertado, a velha teve que pedir ajuda para amarra-lo, deu a impressão que minha cintura ficou menor ainda, meu bumbum ficou enorme aquilo estava me machucando, mas eu já sentia uma tontura, não estava pensando coisa com coisa, me lembro que um deles falou: _Já está fazendo efeito, ela vai fazer tudo, chame os artistas, só sei que vi entrar 5 homens enormes, me levaram para cama no meio do estúdio e começaram a fazer coisas que não me lembro bem, só lembro de uma hora estar sentada em um pinto enorme, pois minhas pernas permaneciam abertas não pela minha força mas por não poder fecha-las mesmo, senti uma rola abrindo todo meu anus, segurava uma em cada mão com uma quinta rola na boca, não me recordo de mais nada. Acordei num quarto simples estava algemada na cama e com minhas roupas, cansada, com sede, com muita fome. Tentei soltar a algema da mão mas o pequeno movimento que fiz senti uma dor enorme no anus, na buceta e comecei a lembrar de algumas coisas, chorei, fiquei revoltada, estava arrasada, 3 horas depois abrem a porta, é a velha dizendo que estava liberada e que iria embora, ela me soltou mas eu andava com muita dificuldade, estava toda estourada, me levaram até a garagem e lá pude ver meu noivo no nosso carro, pensei pelo menos estamos vivos, fui algemada novamente no carro, colocaram aquele óculos que não via nada e partiram, andaram 1 hora mais ou menos, param o carro, tiraram meu óculos, quatro homens mascarados me falaram: _ Seu noivo está ali no carro, estas são as chaves das algemas, mas você vai conosco por 3km e volta a pé para dar tempo de irmos embora. Foi feito desta forma, demorei muito para voltar, não conseguia andar rápido, me sentia toda arregaçada, chegando vi a cara de alivio de meu noivo, soltei as algemas e fomos embora chorando, fui obrigada a ir num hospital, três dias depois passei por uma cirurgia no anus e levei 3 pontos no rego pois tinha rasgado junto com o anus, contei tudo que haviam feito comigo para meu noivo e que se não fizesse eles cortariam seu pênis, meu noivo começou a chorar sem parar, depois se controlando me contou que ele foi obrigado a fazer 2 filmes gay e ainda foi estuprado por vários homens, bichas, bissexual, fez chupetas, transou com 3 homens ao mesmo tempo caso não fizesse eles cortariam o meu seio e levariam para ele, pois prometeram não encostar as mãos em mim pois não gostavam de mulheres e eu acreditei, depois concordamos em não contar nada para polícia, uma por causa dos documentos que assinamos e também da vergonha que passaríamos. Hoje 2005 estou casada, moro em outra cidade, meu noivo agora marido se recuperou, minha grande tristeza é um amigo de meu marido ter encontrado uma mulher muito parecida comigo em paginas de sacanagens, mas lógico que ele achou que não era pois a pagina era holandesa, começamos a pesquisar, achamos tudo, minhas fotos, os filmes que fiz e os dele, uma foto frontal minha e a página inicial de um site de sacanagem, aquela que estou de tanguinha branca marcando a racha, fiquei arrasada mais de um mês, estou tentando esquecer, mas é difícil.

Comentários

12/10/2017 10:44:18
Sinto muito pelo oque te aconteceu, eu tenho uma certa tara por estupros mas se pra vc foi dificil cabe a nós respeitarmos... Tomara que se recupere
10/01/2017 21:27:11
Nota 10
10/01/2017 21:25:30
08/12/2016 23:55:25
Enorme o conto, mas excelente...gozei diversas vezes... queria ver a versão do seu noivo...
14/06/2016 14:34:18
---
13/06/2016 19:15:23
Quem admira conto de estupro não sabe o que esta falando.
13/06/2016 14:29:56
nossa! vc me deixou louco de tesao querondo chupar sua buceta e meter gostoso nela me add [email protected]
13/06/2016 12:30:59
Nossa em? Se for real, xocante,se preservou tanto pra nada,tanto lelele e no final arrombada de cabo a rabo.
13/06/2016 10:12:17
Nota 10!
13/06/2016 09:04:59
Excelente conto. Se é real, acho que vc gostou do que aconteceu. Deve ter ficado bem molhadinha relatando o acontecido. Acho que vc deve tentar fazer isso novamente em outra cidade. Quemsabe aqui em Porto Seguro-BA? Me deu muito tesão ler o seu conto.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


perdeno as prega saino bosta caseiroirmalouca pra perdero cabaco pro irmarxvidioxx fudeu a mae sex. video amarcaiaXVídeo mulher desagrada para gozar e g****** toda horaporno doido chochotinaszofilia mulher dependurada pel cu no cãocontos eroticos estuprada pelo meu cunhadoporno A garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado kkkkkmarisa chupando meu pauporno doido ze buscape transaofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideoscontos corno beija pés humilhadoeu e meu marido adoramos fazer sexo grupal contosContos reais de sodomiasarra novinha da b***** bem bonitinha pornôeu quero ver o sexo entre lésbicas sadomasoquismo com lactofilia ela outras mulheres mamando nela e amamentando três mulheres chupando peitoas bucetas mais esgassadas gozandoconto alisando a sobrinha pequenacontos erotico abusando da irma pequenabuceta de carla visgando xvideosXxvideosVizinha gostosa de shortinhomeninas que amolece as pernas quando o pau entra na bucetinha delastarados fazendo gang gang coletivo com esposa puta italiana do cornoQuero assistir filme pornô mulher sendo arrombada pela uma muda de limãoUma coroa evagelica fudedo de saia cupridavidio porno bate popa vol casadacd_patryziacontos gays de meninos passivinhos com machos maduros/dando meu cuzinho aos homens desde meninohttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branqueloseduzida por um estranho contos pornoincesto mãe devassa da xana famintavidio de novinha bricano de saia curta com a molecadapegou fogo no travesseiro da atrisContos eroticos de mulheres de manausvidiopono mulher bica teela gozou mas eu nao parei de chupar a buceta delacontos eroticos strip poker com minha namorada e cunhadameu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia contoela cagou no meu pau conto eroticopraticante de zoofiliacoroa chora pos uma foda cm garotao xxvideos menorcontos eroticos minha namorada medindo o pau do dotadoEdgar um velho casado com uma gordinha de 24 anos metendo gostosoporno doido sapatona transando♥♡♥♡♥♡♥♡Tudo grandão youtubepornomeu tio me  porno vidios mulher vestida de mamae noeu engatada com cachorroxxx acordou com o irmao botando o pau na sua bucetafotos de bufetas pibgando de tewaoanal maduras criadas viuvascontos eroticos uma doce de cunhadagay raptou o vizinho para lhe chupar o paucontos eroticos casada aguenta 27cm do cacete do vizinho novinhonovinhas delicia purasexocontos eroticos negao pegando japonesacontos incesto mae gtsConto incesto garota de 09 aninhos popozudacache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133 sexo com minha esposa e mais outro homem quais as dicas para convencê-la?na cama o lençol manchado revela o fato consumado fizemos um amor gostoso transando sexo faladocontos primeiro menage rolou ate dploira e judiada levando com forca na boca e na bussetacontos de namorada no churrascohistoria de genro homem hetero transando com sogro homem heteroflagrei mamae com irmaoasxxxxxcomSaia Desse Barney comendo Vilma na camavizinha do intestino curto fodendonovinha magrinha mija na pica grandecdzinhas contos reaisvideos de com mulheres muito gostosa muito esitada dizendo qui ta muito gosto que è pra comer o cuzao delasvizinha casada e safada espera marido ir trabalhar e chama seu vizinho beto q goza na boca da safadanovilhas darno o cu sexocasa dos contos eróticos patrão e empregadovideo porno casada nao estava mas sim.segurado pra chupa o mau do amigowww.contos deixei titio chupar minha bucetinha na minha infânciameninas que amolece as pernas quando o pau entra na bucetinha delasgozei na bucetinha da minha cunhadinha que ficou muito brabaContos eróticos entre marido e mulher que se reconciliaramnovinha alemã da xana lisina abrindo a porta.dei o cu pro cachorro e acabei engatadozoofilia homem fode potra recém nascida