Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

FDS no Sítio e Um Coroa Tarado Me Comeu - I

Autor: manu-vasti
Categoria: Heterossexual
Data: 18/06/2016 23:16:14
Nota 9.83
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Me chamo Manuella, mas todos me chamam de Manu, esse é meu primeiro conto. Tenho vinte e três anos, um metro e setenta, falsa magra, olhos cor de mel e cabelos castanhos claro. Sou liberal em relação ao sexo, gosto de experimentar coisas novas e apesar da pouca idade já realizei várias fantasias. Devo confessar que tenho duas taras especiais, uma por homens mais velhos, aquele cara com pegada e que sabe o que faz na cama e que seja muito safado (risos) e adoro sexo anal, acho que sempre gostei de dar a bundinha.

Esse relato que vou compartilhar é justamente sobre esses temas, dividi o conto em duas partes. Espero que gostem, boa leitura a todos.

Há uns três ou quatro anos, estava em uma semana daquelas, terminando as provas na faculdade, muito trabalho e coisas para fazer, ou seja, já estava ficando estressada. Para minha sorte uma grande amiga minha, Fernanda, no corredor da faculdade me faz um belo convite:

— Manu o que você achar de passar o fim de semana comigo em nosso sitio? Segunda é feriado mesmo, saímos daqui na sexta á tarde.

— Poxa Nanda seria maravilhoso, mas não quero incomodar...

— Deixa de bobagem, você já é de casa e além do mais, seremos apenas você, meus pais e eu.

— Se é assim, está combinado então — disse feliz da vida.

Na sexta tudo parecia conspirar a meu favor, estava muito quente, previsão de sol o fim de sema inteiro. Iria aproveitar para pegar uma cor, estava muito branquinha. Separei uns biquínis, pois sabia que existia piscina lá.

Encontrei a Nanda e sua mãe e partimos para sítio, em ritmo animado. O nome da mãe da Nanda é Ana, deve ter seus quarenta e poucos, muito bem conservada, loura, corpo malhado de academia, olhos claros e com sardinhas. Aliás a Nanda era uma cópia quase perfeita, porém mais nova claro e com cabelo escuro, herdado do pai com certeza. O pai da Nanda, seu Roberto já estava no sítio, como estava de férias tinha ido no início da semana.

Quando chegamos no sítio, já avistamos seu Roberto, que estava na garagem mexendo em um carro antigo dele. Estava sem camisa mostrando o peito bronzeado e com pelos já grisalhos, usava uma calça jeans surrada. Claro meu coração já disparou, sempre tive uma quedinha por ele, pois ele faz totalmente o meu tipo. Flertava comigo várias vezes, mas não sabia se era coisa séria ou fogo de palha mesmo. Ele tem por volta dos cinquenta anos, cabelos grisalhos, corpo de quem sempre praticou esportes e um sorriso muito charmoso.

Veio imediatamente ao nosso encontro nos receber e ajudar com as malas.

— Oi gente — disse dando um selinho na esposa. Em seguida deu um beijo na bochecha da Nanda

— Oi pai.

— Olá seu Roberto.

Quando eu disse isso, ele já estava me cumprimentado também, deu para sentir aquele cheiro de homem, nossa fiquei molinha.

— E pode me chamar de Beto, afinal você já é de casa — abriu um largo sorriso para mim, me observando discretamente.

— Pode deixar — disse tentando não dar bandeira da minha quedinha por ele, olhando direto em seus olhos.

Como a casa era muito grande fiquei com meu próprio quarto, em frente ao quarto da Nanda. Assim que desfiz as malas, Nanda apareceu com uma bolsa com muitos biquínis que havia comprado, acabamos decidindo experimentar para ver como ficavam.

Nanda tinha colocado um azul lindo, a parte de cima era um tomara-que-caia, estava perfeito. Eu já tinha experimentado dois, e tinha acabado de colocar um branco de laços na lateral e cortininha, a tanguinha deixava meu bumbum bem evidenciado e na parte de cima meus peitos quase saltavam, acho que iria deixar o coroa maluco.

Algumas batidas na porta.

— Pode entrar — Nanda disse.

— Desculpe interromper meninas, mas a Ana disse que o jantar já estará pronto daqui a pouco.

Nanda já estava concentrada novamente no espelho e seu Roberto me secou com os olhos, mordendo os lábios de excitação.

— Pode deixar pai.

Seu Roberto saiu, não sem antes me olhar nos olhos. Aff, claro que era só um jogo, ele era casado e pai de uma das minhas melhores amigas, mas não deixava de ser excitante.

O jantar transcorreu normalmente e muito animado, resolveram fazer um churrasco no outro dia, mas teriam que comprar algumas coisas na venda da cidade. Todos estavam super animados.

Diversas vezes notei seu Roberto me encarando discretamente sem ninguém perceber, já estava ficando com aquele calor e para piorar ainda tinha o calor da noite, estava muito quente.

Por volta das dez acabamos todos indo dormir. Por causa do calor coloquei apenas uma camiseta branca e uma calcinha também branca com uns detalhes em preto. Devia ser onze e pouco, acordo com sede e me levanto para ir à cozinha.

Quando passo pelo quarto dos pais da Nanda ouço uns gemidos, nossa com certeza estavam transando e muito, pena que só escutava, não podia ver nada e me bateu a vontade de ver o coroa em ação. Rapidamente me ocorreu uma ideia, como a casa era cercada por uma varanda, quem sabe eu conseguiria ver alguma coisa.

Dito e feito, dei a volta e por uma fresta na janela de madeira podia ver e ouvir tudo. Não acreditei no que via, seu Roberto em pé e sua esposa sentada na beirada da cama, abocanhava e engolia quase todo o pau dele, era um caralho de respeito.

Não parava de mamar, as vezes punhetava com as duas mãos, eu já estava ensopada de tesão e comecei a massagear o bico durinho do meu peito por cima da camisola e já levava minha outra mão para meu grelinho.

Teve um momento em que ele segurou a cabeça dela com as duas mãos e começa um vai-e-vem alucinado, fazendo ela ficar sem fôlego e deixando o cacete bem molhado ela não parava de mamar e chupar ele todo.

Ele coloca ela de quatro e cai de boca no cuzinho dela, a essa altura ela já gemia muito. Sua língua trabalhava muito bem e deixou o cuzinho dela bem lambuzado, que língua esse coroa tinha, meu Deus!

— Vem agora quero comer seu cuzinho — ele deitou na cama e ela obediente montou em cima, nem titubeou, já devia estar acostumada. O cacetão sumiu dentro do cuzinho, ficando de fora apenas as duas bolas.

— Aiii amor, mete gostoso, mete!

Eu já tinha gozado muito, estava ofegante, mais ainda continuava vidrada naquela cena, continuava me acariciando e me deleitando com a cena, sempre tive um lado voyeur em mim.

Ela rebolava numa velocidade incrível, tirando urros de prazer dele, ele também bombava forte nela, enquanto enchia a mão com os peitos, as vezes apertando apenas os mamilos.

Mudaram de posições várias vezes, de ladinho, frango assado, ela chupou novamente, tomou vara no rabinho novamente. Finalmente a pos de quatro e mandou ver, ele começou a fazer movimentos fortes e pouco depois cravou o pau no cuzinho dela e gozou forte.

Eles continuaram engatados e pude ver o cacete amolecendo no cuzinho dela e saindo aos poucos, nossa o cuzinho ficou muito aberto. Me recompus, ajeitei a calcinha e fui rapidamente para a cozinha pegar minha água e voltar para o quarto.

Fiquei com uma vontade louca de estar no lugar da Ana, agora tinha certeza também que aquele coroa era muito gostoso.

Tinha acabado de pegar um copo no armário, quando seu Roberto entrou na cozinha, estava só de calção, não usava cuecas, seu pau mesmo depois daquela metida ainda fazia um grande volume no calção.

— Que calor né — ele disse vindo em minha direção e me comendo com os olhos, vidrado em minha calcinha e camiseta praticamente mostrando meus peitos.

— É mesmo, tá muito quente — e como eu estava pegando fogo (risos), resolvi flertar um pouco e empinei o bumbum.

— Eu nem sei se vou conseguir dormir sabe — bebi um pouco da minha água.

Ele estendeu a mão para pegar um copo e acabou encostando em mim, tentando sair acabei resvalando meu bumbum pelo pau dele, que realmente já dava sinal de vida novamente.

Num rápido movimento ele me puxou novamente para junto de si, voltei a grudar minhas polpinhas novamente em seu cacete, que tinha ficado duro de vez.

— O que o senhor está fazendo — falei isso tentando sair, mas ele já tinha passado a mão pela minha barriga e me segurava. No meu íntimo sabia que não queria sair.

— Calma delicinha, sei que você está gostando do coroa safado aqui. Há tempos quero sentir essa bundinha linda passando no meu cacete.

— Nós não podemos, o senhor é casado e Nanda é minha amiga...

— Relaxa e aproveita gostosa — já tinha pegado nos meus peitos e massageava de uma forma deliciosa, enquanto esfregava seu pau em minha bunda fazendo a calcinha atochar em meu reguinho, o cacete estava como pedra e vez ou outra batia na entrada do meu buraquinho que já dava umas piscadas.

Eu não resisti e comecei a rebolar naquela pica dura, por sua vez senti sua respiração quente em meu pescoço, ele mordiscava minha orelha e falava sacanagens no meu ouvido:

— Nossa que safadinha gostosa, vou te dar um trato que você não vai esquecer cadelinha, vou comer você todinha e bem gostoso. Vai rebola no meu cacete, rebola...

Já tinha perdido o controle dos meus atos, deixei me levar pela situação, aff, queria me dar todinha para ele. Felizmente ou infelizmente a voz de dona Ana veio do quarto:

— Querido me traga água também.

— Pode deixar amor — ele se virou para mim — e você não se preocupe, vou dar mais um trato em minha esposa, mas pode ter certeza que vou cuidar de você também...

Me deu uma senhora encoxada e um tapinha no bumbum e saiu.

Nossa que coroa tarado.

Continua...

Se gostaram, cometem e votem, isso é um incentivo para continuar.

Beijinho,

Manu.

Comentários

20/06/2016 13:47:10
Boa Tarde. Podem me chamar de Aventureiro. Sou moreno, 1,75 de altura e 75kg. Sou casado e por causa disso nossos casos serão em total sigilo. Sou leitor frequente do site e depois de varias historias lidas e relidas estou afim de participar. Porem não quero apenas contar uma historia antiga minha. Quero algo novo, emocionante e acima de tudo prazeroso. Estou a procura de mulheres de de Belo horizonte e região ou que passem por aqui a passeio para uma nova aventura. tudo com responsabilidade. Estou com tesão acumulado e louco para varias horas de sexo, aquela rapidinha louca. ou apenas uma boa conversa, uma troca de ideias. Adoro mulheres de vários tipo. Não tenho preconceito nem limites quando o assunto é prazer. Adoro dar e receber prazer das mais diversas formas. Nada melhor que sair de um encontro com a parceira realizada. Adoro mulheres de mente aberta, escandalosas, ousadas e fogosas. Procuro o meu primeiro menage com duas garotas. ( sonho de qualquer homem. ) caso vc se sinta interessada ou gostaria de conversar por favor entrem em contato com a maior liberdade. Bjs a todas. Meu email é o [email protected] . BYE.
20/06/2016 13:45:11
delicia nota 10
20/06/2016 13:34:48
hum! me deixou de pau duro desejando sua buceta sua gostosa me add [email protected]
20/06/2016 07:27:09
Ótimo conto!!!
19/06/2016 11:39:19
Bom conto.
19/06/2016 02:21:03
Ola Manu, curti a primeira parte, tem aquele suspense pra ler a segunda rs

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno.milene ceribeledei a buceta pro borracheiro contos eroticosminha esposa e seus negoes comedores contosFamiliasacana queridi.ho da mamaeSocorro me apaixonei pelo meu filho sexo incesto videosmulheres passa margarina uma na outra peladasdei para um pauzudo e quase morricontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaiporno contos cunhado novinhonovinha bududinha querendo um pintaopornomulher so de fio dental fininhavideo estrupo brasileiro caseiro fala palavrao gorda peitao patroaporno serena ali doeusexos de negues arregaçando xoxotastravestis negra brasileira dotada no motel ganha punheta tremendo muitocontos eroticos fingir assalto pra comer meu amigo video de mae assustada com o tamanho do cassete do filhocontos eroticos picantes camioneiros estuprando putas na estradafilho socando a piroca na mae idosapeguei meu sobrinho mas tenho uma chapuletada rola muito grandemínha avô chupou minha xotaCONTOS DE SEXO INCEST IRMÃO BAJULANDO IRMAZINHAsafado dando pirocudo vídeo xxvbcontos eu meti meu picao nela sem pena incestocontos erotico meu bebe com fimoseContos eroticos sou obrigada a fazer nojerasver vidio reau casada levou uma pica tao grande na buceta ela chorrouquero ver vídeo de sexo com mulher transando com outras mulheres usando aquelas picas de borracha de elástico sem garfo e comcontos eroticos. bi femininocontos defloraçao analessa coroa coloco varias calcinhas p meterporno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhoponodoido cenas muito fortecontos eroticos minha esposa fodendo com meu sobrinho menor de idadefilme de sexo com a minha sogra de remédio por meu sogro dormirmulheres brincando com penis so na portinhawww.contoseroticos fui viola por um mega caralhudoadvogada bem casada rabuda em viagem de trabalho é seduzida e fode gostosobucetuda xoxota acucaradamenina novinha nao aqenta a pica e sangra a bucetinhaas gordinha r***** dando o vaqueiro na Fazendaconto gay cacetao tiocontos eroticos vesti uma mini saia para meu sogroconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorvideo pornodoido casal transa dentro de uma poça de lamapilha de vestido deu bobera com papai e a pica gozou na pomba porno inosentexvidios novinho trasando com dornegao fodefo cu forcaXVídeos de sexo brasileiro pai vaisi cavi filhaContos eroticos anal de ipatinga mgmundobicha montado picaoneta sentindo opau du avo duronorinha ve o pau do sogro duro e faz sexo com elefelipe e guilherme - amor em londres 4ver video de porno brasileiro pedrero peludao suado comendo a patroua safadabbw q curta peidar contos reaisconto erotico peguei no flagra meu pai comendo meu maridoWxvidio comedo di ciugostsona dando o cu pro negao roludo egritandoconto erotico com sadomasoquista cinto de castidadeCovidei meu amigo pra toma uma cerveja em casa depois comemos minha esposa casa dos contosConto erotico scat adoro ver a mulher peidandohttps://www.pornodoido.com/video/esposa-traira-e-fodida/casa dos contos esposas pagando a divida dos cornos enroladosCONTOS SOU RABUDA SO USO SHORTINH PROVOQUEI MEU SOBRINHO ATOLADO NA BUCETAxvideos rolas chapuletadasxvideos incesto tia provoca garoto de. roupa transparente simplesmente nua por baixoxvideos. com as gostsona no rnconto novinha marrenta estrupada pelo irmaosfodendo com maxima velocidade e sem piedade pornoconto erotico flagrei meu irmao comendo mamaelevantou o vestido da coroa evagelica e passou a rola.comporno tratantesnó do cachorro incha zoofilia dicasconto erotico dei pro meu genromae do meu amigo gostosavidemulher cagando enquanto dava a bucetapapai da pica grossa tirou meu cabacinho e eu gozei gostosoconto erotico gay conto gay real romance historia -youtube -site:youtube.comvidio porno bate popa vol casadacomo encostar o penis no clitorisnegona dizendo no cu naoBUCETINHA QUENTINHA, protegendo com sua BUNDA MARAVILHOSAtio chupando buceta contomadrasta levanta deixa o Maria dormindo e vai entrar na roleta 20 anos novinhoporno.padrasto.esculacha.panteras.xxAssistir filme porno pelowhat saappredador de viado contos eroticosconto incesto minha irmãzinha adolecente andando encasa com essa roupinha nao da para resistiporno com novinha goszando na buceta na boca da outra