Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

FDS no Sítio e Um Coroa Tarado Me Comeu - I

Autor: manu-vasti
Categoria: Heterossexual
Data: 18/06/2016 23:16:14
Nota 9.83

Me chamo Manuella, mas todos me chamam de Manu, esse é meu primeiro conto. Tenho vinte e três anos, um metro e setenta, falsa magra, olhos cor de mel e cabelos castanhos claro. Sou liberal em relação ao sexo, gosto de experimentar coisas novas e apesar da pouca idade já realizei várias fantasias. Devo confessar que tenho duas taras especiais, uma por homens mais velhos, aquele cara com pegada e que sabe o que faz na cama e que seja muito safado (risos) e adoro sexo anal, acho que sempre gostei de dar a bundinha.

Esse relato que vou compartilhar é justamente sobre esses temas, dividi o conto em duas partes. Espero que gostem, boa leitura a todos.

Há uns três ou quatro anos, estava em uma semana daquelas, terminando as provas na faculdade, muito trabalho e coisas para fazer, ou seja, já estava ficando estressada. Para minha sorte uma grande amiga minha, Fernanda, no corredor da faculdade me faz um belo convite:

— Manu o que você achar de passar o fim de semana comigo em nosso sitio? Segunda é feriado mesmo, saímos daqui na sexta á tarde.

— Poxa Nanda seria maravilhoso, mas não quero incomodar...

— Deixa de bobagem, você já é de casa e além do mais, seremos apenas você, meus pais e eu.

— Se é assim, está combinado então — disse feliz da vida.

Na sexta tudo parecia conspirar a meu favor, estava muito quente, previsão de sol o fim de sema inteiro. Iria aproveitar para pegar uma cor, estava muito branquinha. Separei uns biquínis, pois sabia que existia piscina lá.

Encontrei a Nanda e sua mãe e partimos para sítio, em ritmo animado. O nome da mãe da Nanda é Ana, deve ter seus quarenta e poucos, muito bem conservada, loura, corpo malhado de academia, olhos claros e com sardinhas. Aliás a Nanda era uma cópia quase perfeita, porém mais nova claro e com cabelo escuro, herdado do pai com certeza. O pai da Nanda, seu Roberto já estava no sítio, como estava de férias tinha ido no início da semana.

Quando chegamos no sítio, já avistamos seu Roberto, que estava na garagem mexendo em um carro antigo dele. Estava sem camisa mostrando o peito bronzeado e com pelos já grisalhos, usava uma calça jeans surrada. Claro meu coração já disparou, sempre tive uma quedinha por ele, pois ele faz totalmente o meu tipo. Flertava comigo várias vezes, mas não sabia se era coisa séria ou fogo de palha mesmo. Ele tem por volta dos cinquenta anos, cabelos grisalhos, corpo de quem sempre praticou esportes e um sorriso muito charmoso.

Veio imediatamente ao nosso encontro nos receber e ajudar com as malas.

— Oi gente — disse dando um selinho na esposa. Em seguida deu um beijo na bochecha da Nanda

— Oi pai.

— Olá seu Roberto.

Quando eu disse isso, ele já estava me cumprimentado também, deu para sentir aquele cheiro de homem, nossa fiquei molinha.

— E pode me chamar de Beto, afinal você já é de casa — abriu um largo sorriso para mim, me observando discretamente.

— Pode deixar — disse tentando não dar bandeira da minha quedinha por ele, olhando direto em seus olhos.

Como a casa era muito grande fiquei com meu próprio quarto, em frente ao quarto da Nanda. Assim que desfiz as malas, Nanda apareceu com uma bolsa com muitos biquínis que havia comprado, acabamos decidindo experimentar para ver como ficavam.

Nanda tinha colocado um azul lindo, a parte de cima era um tomara-que-caia, estava perfeito. Eu já tinha experimentado dois, e tinha acabado de colocar um branco de laços na lateral e cortininha, a tanguinha deixava meu bumbum bem evidenciado e na parte de cima meus peitos quase saltavam, acho que iria deixar o coroa maluco.

Algumas batidas na porta.

— Pode entrar — Nanda disse.

— Desculpe interromper meninas, mas a Ana disse que o jantar já estará pronto daqui a pouco.

Nanda já estava concentrada novamente no espelho e seu Roberto me secou com os olhos, mordendo os lábios de excitação.

— Pode deixar pai.

Seu Roberto saiu, não sem antes me olhar nos olhos. Aff, claro que era só um jogo, ele era casado e pai de uma das minhas melhores amigas, mas não deixava de ser excitante.

O jantar transcorreu normalmente e muito animado, resolveram fazer um churrasco no outro dia, mas teriam que comprar algumas coisas na venda da cidade. Todos estavam super animados.

Diversas vezes notei seu Roberto me encarando discretamente sem ninguém perceber, já estava ficando com aquele calor e para piorar ainda tinha o calor da noite, estava muito quente.

Por volta das dez acabamos todos indo dormir. Por causa do calor coloquei apenas uma camiseta branca e uma calcinha também branca com uns detalhes em preto. Devia ser onze e pouco, acordo com sede e me levanto para ir à cozinha.

Quando passo pelo quarto dos pais da Nanda ouço uns gemidos, nossa com certeza estavam transando e muito, pena que só escutava, não podia ver nada e me bateu a vontade de ver o coroa em ação. Rapidamente me ocorreu uma ideia, como a casa era cercada por uma varanda, quem sabe eu conseguiria ver alguma coisa.

Dito e feito, dei a volta e por uma fresta na janela de madeira podia ver e ouvir tudo. Não acreditei no que via, seu Roberto em pé e sua esposa sentada na beirada da cama, abocanhava e engolia quase todo o pau dele, era um caralho de respeito.

Não parava de mamar, as vezes punhetava com as duas mãos, eu já estava ensopada de tesão e comecei a massagear o bico durinho do meu peito por cima da camisola e já levava minha outra mão para meu grelinho.

Teve um momento em que ele segurou a cabeça dela com as duas mãos e começa um vai-e-vem alucinado, fazendo ela ficar sem fôlego e deixando o cacete bem molhado ela não parava de mamar e chupar ele todo.

Ele coloca ela de quatro e cai de boca no cuzinho dela, a essa altura ela já gemia muito. Sua língua trabalhava muito bem e deixou o cuzinho dela bem lambuzado, que língua esse coroa tinha, meu Deus!

— Vem agora quero comer seu cuzinho — ele deitou na cama e ela obediente montou em cima, nem titubeou, já devia estar acostumada. O cacetão sumiu dentro do cuzinho, ficando de fora apenas as duas bolas.

— Aiii amor, mete gostoso, mete!

Eu já tinha gozado muito, estava ofegante, mais ainda continuava vidrada naquela cena, continuava me acariciando e me deleitando com a cena, sempre tive um lado voyeur em mim.

Ela rebolava numa velocidade incrível, tirando urros de prazer dele, ele também bombava forte nela, enquanto enchia a mão com os peitos, as vezes apertando apenas os mamilos.

Mudaram de posições várias vezes, de ladinho, frango assado, ela chupou novamente, tomou vara no rabinho novamente. Finalmente a pos de quatro e mandou ver, ele começou a fazer movimentos fortes e pouco depois cravou o pau no cuzinho dela e gozou forte.

Eles continuaram engatados e pude ver o cacete amolecendo no cuzinho dela e saindo aos poucos, nossa o cuzinho ficou muito aberto. Me recompus, ajeitei a calcinha e fui rapidamente para a cozinha pegar minha água e voltar para o quarto.

Fiquei com uma vontade louca de estar no lugar da Ana, agora tinha certeza também que aquele coroa era muito gostoso.

Tinha acabado de pegar um copo no armário, quando seu Roberto entrou na cozinha, estava só de calção, não usava cuecas, seu pau mesmo depois daquela metida ainda fazia um grande volume no calção.

— Que calor né — ele disse vindo em minha direção e me comendo com os olhos, vidrado em minha calcinha e camiseta praticamente mostrando meus peitos.

— É mesmo, tá muito quente — e como eu estava pegando fogo (risos), resolvi flertar um pouco e empinei o bumbum.

— Eu nem sei se vou conseguir dormir sabe — bebi um pouco da minha água.

Ele estendeu a mão para pegar um copo e acabou encostando em mim, tentando sair acabei resvalando meu bumbum pelo pau dele, que realmente já dava sinal de vida novamente.

Num rápido movimento ele me puxou novamente para junto de si, voltei a grudar minhas polpinhas novamente em seu cacete, que tinha ficado duro de vez.

— O que o senhor está fazendo — falei isso tentando sair, mas ele já tinha passado a mão pela minha barriga e me segurava. No meu íntimo sabia que não queria sair.

— Calma delicinha, sei que você está gostando do coroa safado aqui. Há tempos quero sentir essa bundinha linda passando no meu cacete.

— Nós não podemos, o senhor é casado e Nanda é minha amiga...

— Relaxa e aproveita gostosa — já tinha pegado nos meus peitos e massageava de uma forma deliciosa, enquanto esfregava seu pau em minha bunda fazendo a calcinha atochar em meu reguinho, o cacete estava como pedra e vez ou outra batia na entrada do meu buraquinho que já dava umas piscadas.

Eu não resisti e comecei a rebolar naquela pica dura, por sua vez senti sua respiração quente em meu pescoço, ele mordiscava minha orelha e falava sacanagens no meu ouvido:

— Nossa que safadinha gostosa, vou te dar um trato que você não vai esquecer cadelinha, vou comer você todinha e bem gostoso. Vai rebola no meu cacete, rebola...

Já tinha perdido o controle dos meus atos, deixei me levar pela situação, aff, queria me dar todinha para ele. Felizmente ou infelizmente a voz de dona Ana veio do quarto:

— Querido me traga água também.

— Pode deixar amor — ele se virou para mim — e você não se preocupe, vou dar mais um trato em minha esposa, mas pode ter certeza que vou cuidar de você também...

Me deu uma senhora encoxada e um tapinha no bumbum e saiu.

Nossa que coroa tarado.

Continua...

Se gostaram, cometem e votem, isso é um incentivo para continuar.

Beijinho,

Manu.

Comentários

20/06/2016 13:47:10
Boa Tarde. Podem me chamar de Aventureiro. Sou moreno, 1,75 de altura e 75kg. Sou casado e por causa disso nossos casos serão em total sigilo. Sou leitor frequente do site e depois de varias historias lidas e relidas estou afim de participar. Porem não quero apenas contar uma historia antiga minha. Quero algo novo, emocionante e acima de tudo prazeroso. Estou a procura de mulheres de de Belo horizonte e região ou que passem por aqui a passeio para uma nova aventura. tudo com responsabilidade. Estou com tesão acumulado e louco para varias horas de sexo, aquela rapidinha louca. ou apenas uma boa conversa, uma troca de ideias. Adoro mulheres de vários tipo. Não tenho preconceito nem limites quando o assunto é prazer. Adoro dar e receber prazer das mais diversas formas. Nada melhor que sair de um encontro com a parceira realizada. Adoro mulheres de mente aberta, escandalosas, ousadas e fogosas. Procuro o meu primeiro menage com duas garotas. ( sonho de qualquer homem. ) caso vc se sinta interessada ou gostaria de conversar por favor entrem em contato com a maior liberdade. Bjs a todas. Meu email é o [email protected] . BYE.
20/06/2016 13:45:11
delicia nota 10
20/06/2016 13:34:48
hum! me deixou de pau duro desejando sua buceta sua gostosa me add [email protected]
20/06/2016 07:27:09
Ótimo conto!!!
19/06/2016 11:39:19
Bom conto.
19/06/2016 02:21:03
Ola Manu, curti a primeira parte, tem aquele suspense pra ler a segunda rs

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Eu e minha prima no motel eu disse que eu nao ia meter meu pau na sua buceta virgem mais eu meti meu pau na sua buceta virgem eu disse pra ela agora sua buceta nao e mais virgem conto eroticocontos de incesto mãe ensinando filha a da bucetinha na infânciahistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherpapai e maninho me fuderao com seus pauzaos contosvovo gostosa seduzindo o neto contos eróticosporno tirei o pau veio bosta bizarrochantageou a coroa para se dar bemContos chantagiei minha irmazinhameu filho adora analcontos eroticos fingir assalto pra comer meu amigo vídeos pornô certinho não quero nenhum errando dando errado por favor obrigadaNovinha da cuzinho no enlevadorelatosacanaflagrei esposa socando vibrador no cu do vizinho novinho contosPorno contos incesto familia prazer total qualquer idadecontos eróticos publicadossou encanador sexoporno filme grande que demore😉😉taradao fode esposa na frente da amiga que quer tanbem.comapaixonado por um hetero cap 15amigos fodem o casal bi que arranham na rua pornocontos incesto mae gtsquadradinho erotico incesto COM HUMORidosa masturbano de saia escbebes crescidinhos porno gay amadorlactofilia porno em sao carlos sphistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulhercambaxirra vaca brabaxvidiopornô doido meu padastroincesto mãe devassa da xana famintacontos eróticos eu em casa a sós com tio do meu maridogossno nu cu fa mulecaxexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delaindo até ejacular até gozar gritando de tanto prazer XVídeos pornô pornô doido pornô iradoesplendida gozada dentro da buceta da esposa do cornovídeo de sexo negão lascando a b***** de magrinha Sonhada"a história de betinha"zoogay 2016conto dupla penetracaosocando na enteada gravida de jundiaicontos incestuosos papai. trepando com filha casada e genro olhandoxvidio empesameu padrasto me vigiava tomar banho um dia ele comeu meu cuhomem nu da cu seminaristagosando dentro da buceta d egua d raçacontos eróticos garotinha 7aninhos boquetera e so no cuFesta sandálias havainas xxvideo novinhas so gost de negraopornoirma ve a outra de caucinha e ker chupar elanovos relatos eróticos de corno minha esposa com o plug analexvidio comi á mińha pastora da igrejacontos roludo arregaçando recem casadinhamarido se assusta vendo a quantidade de porra que sua esposa derrama no pau do outro carabolonhesa fodendo porno doidoEnteada fica sem calcinha e vai deitar mais o padrastocontos de machos roludos dominando cornos das esposasDedando.a.casada.dormindo xvideopornocontos eróticos a irmã de minha espoza bunduda e coxudamulher centa na bengalabucetinhas e cuzinhos lisostitia sacana estourando a fimose do sobrinhobobeou o comedor meteu na negracontos de estupro sadomasoquismochupando a b***** dela e ela chupando meu pau até nós gozarmos juntosEu e minha mãe no ônibus de excursão-contos-incesto-filho e mãe-incesto no onibuscontos eróticos cantada na rua não resisti e traívideos pornos gratis mae pede pra filho traser a toalha e filho nao perdoamulheres de corno manso sem o biquininhogozou na bunda da irma lavano loucavir minha sogra toda sex e acabei pequerando e fiz sexo com sograMulher gostosa dw vestinho coladinhos fudendocontosgosandodentrocorno puxa o grelo e mamamasturbados na camso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinhawww.relato mulher cazada tramza com outro macho.com.breu qeuro vidio di sexo