Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Meu marido contratou um encanador roludo e...

Categoria: Grupal
Data: 09/07/2016 17:27:35
Última revisão: 16/08/2016 08:23:36
Nota 9.80
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Renata é meu nome e vou contar pra vocês sobre minha vida sexual repleta de sacanagens deliciosas.

Desde novinha já era completamente tarada e todo esse tesão fez com meus cabacinhos desaparecessem mais rápido que imediatamente.

O primeiro foi da boca, um namoradinho mais safado me fez pegar no seu pinto e quando me pediu pra chupá-lo nem precisou pedir duas vezes e como tinha visto nos filmes pornôs que assistia na casa de amigas safadas cai de boca mamando com vontade e adorei sentir os primeiros jatos de porra quentinha no fundo da minha garganta sedenta e passei a pagar gulosas para os rapazes taradinhos que “namoravam” comigo.

Meu segundo cabacinho a ser arrombado foi do cuzinho e isso aconteceu quando fui dormir na casa de uma amiga e depois que fomos deitar seu irmão gatinho veio pra minha cama já peladão com o pintão duro e começou a me bolinar me deixando toda excitada. Quando me dei conta ele tinha abaixado minha calcinha e seu pintão quente todo babado já estava perfeitamente encaixado no meu cuzinho virgem e ele fincou de uma vez. Apesar de doer um pouco o tesão era bem maior e dei gostoso e quando senti meu cuzinho ser inundado de porra quente tive meu primeiro orgasmo anal e foi maravilhoso. Viciei em ser enrabada e logo liberei meu cuzinho tesudo pra todos meus “namoradinhos”.

Quando percebi que o cabaço da buceta não ia demorar pra ser arrombado passei a tomar anticoncepcionais pra evitar uma gravidez indesejada porque com minha vida de pobreza não tinha como deixar que isso acontecesse porque apesar de pobre não era uma “putinha” tarada burrinha.

Minha mãe me sustentava com seu serviço de vendedora de cosméticos e não tínhamos uma vida muito fácil, meu pai tinha falecido em um acidente há alguns anos e depois disso a vida ficou bem mais complicada.

Se faltava dinheiro e conforto em matéria de beleza não havia do que reclamar, loira, olhos esverdeados, seios médios com mamilos grandes, cintura fina, coxas grossas, bumbum empinadinho sempre com uma calcinha atoladinha no rego e no rosto sempre um sorriso sacana tipo me pega que sou gostosa e adoro safadeza. A cada dia que passava a fila de rapazes e homens atrás de meu corpo aumentava e eu adorava esse assedio.

Na esquina de cima do quarteirão onde morava com minha mãe em uma quitinete havia um casarão enorme com belos jardins e nela tinha um homem de 40 anos, Sr. Ricardo, cheio da grana, bonitão de cabelos grisalhos que quando eu passava pela calçada a tardezinha e ele estava molhando as plantas sempre sorria me cumprimentando dizendo que eu era a garota mais linda do bairro e se fosse uma flor com certeza adoraria me ter em seu jardim.

Lógico que o coroa safado só puxava conversa comigo quando estava sozinho porque com a esposa por perto ele fingia que nem me conhecia. RSS.

Quando a safadeza tem que acontecer a oportunidade surge do nada e foi assim que um dia em que fui visitar uma amiga de colégio que morava em um bairro distante e depois disso fui até o ponto de ônibus esperar o coletivo quando um carro parou diante de mim e ao abaixar o vidro era o Sr. Ricardo perguntando se não queria uma carona. Claro que aceitei na hora e assim que sentei naquele banco de couro preto já senti o olhar de tarado do coroa em minhas coxas bastante expostas por usar uma minissaia jeans extremamente curta como sempre usava, mas do jeito que gostava de me exibir nem me dei ao trabalho de puxar a saia pra tentar me recompor e toda safada até cruzei as pernas pra me mostrar mais ainda.

O Sr. Ricardo foi dirigindo o carro bem devagar sem um pingo de pressa e passou a me elogiar muito e botando as asinhas de fora dizendo que eu deixava os homens loucos por mim de tão gostosa que eu era. O safado não conseguia conter a empolgação em me ter ali sentada no banco do seu carro e notei que ele dava umas apertadas no pinto por cima da calça e logo tinha um volume enorme entre suas pernas. Aquela situação em vez de me intimidar me deixou mais safada e virei meu corpo pro seu lado e entreabri as pernas mostrando minha calcinha pra ele e o safado rapidinho enfiou a mão tremula entre minhas coxas tocando minha bucetinha e então sorri toda sacana dizendo:

-cuidado hein... ainda sou virgem na bucetinha... se me pegar... pode dar problemas hein!

O Sr. Ricardo era um safado experiente porque em segundos seus dedos ágeis se enfiaram pelos lados da calcinha tocando meu grelo sensível começando a me bolinar deliciosamente e não consegui conter um gemido de tesão. Ele então disse que queria me levar no motel e não me obrigaria a fazer nada que não quisesse, só queria me ver peladinha, me chupar todinha e toda safada aceitei dizendo que só iria porque confiava nele!

Quando entramos no motel o coroa taradão já foi ficando peladão e tomei um susto legal quando me deparei com o tamanho da rola dele, era bem grossa e cabeçuda. Ele me deixou peladinha rapidinho e enfiando o rosto entre minhas coxas me chupou deliciosamente. Sr. Ricardo sabia dar um trato numa bucetinha tesuda e me fez gozar um monte principalmente porque o safado enquanto me chupava enfiava dois dedos no meu cuzinho me deixando mais tarada ainda e quando me colocou de bruços com um travesseiro por baixo e pincelou a cabeçona babada do seu pintão no meu rabinho guloso percebi que dessa vez iria doer um pouco pela grossura e realmente isso aconteceu, mas a dor passou muito rápido e o safado me enrabou sem dó e gozei como uma louca sendo comida pelo coroa tarado.

O Sr. Ricardo além de ser um macho delicioso sabia como se controlar e só depois de comer meu cuzinho do jeito que quis enfiou aquele pintão na minha boca e socando fundo na minha garganta deu um urro gozando como um cavalo na minha boquinha gulosa que engoliu até a ultima gota.

Depois de um banho refrescante o Sr. Ricardo confessou que já fazia mais de ano que quando me via passando em frente a casa dele morria de tesão por mim e que estava se sentindo o mais feliz dos homens depois do que tinha feito comigo e queria repetir mais vezes e toda safada também elogiei-o dizendo que nenhum dos meus namoradinhos tinha me feito gozar tão gostoso quanto ele e quando quisesse era só me chamar de novo que eu toparia sair com ele. Logo em seguida voltamos a brincar e ele com sua língua esperta me fez gozar varias vezes e quando todo tarado perguntou se podia comer meu cuzinho de novo toda sacana disse que apesar de estar todo dolorido porque ele tinha um pintão muito grande disse que se fizesse bem devagar eu deixava me enrabar de novo e rapidinho ele estava inteirinho dentro do meu cuzinho tesudo e não demorou pra que eu pedisse pra ser comida com força e o taradão socou sem dó me fazendo gozar novamente.

Quando Sr. Ricardo me deixou perto de casa ele pegou varias notas de 100 reais e enfiando na minha bolsa disse que era pra comprar um bom presente pra mim e quando cheguei em casa e contei fiquei extremamente feliz com o valor que ele tinha ganhado e na hora já fiquei imaginando se isso tornaria a acontecer.

Não demorou mais que dois dias pra que o coroa tarado me procurasse e novamente rolou um sexo delicioso e meu cuzinho tesudo foi comido mais gostoso que da primeira vez e depois de uma tarde maravilhosa de novo fui recompensada com uma excelente quantia e foi então que decidi que iria perder o cabaço da minha bucetinha com ele, poque além de sua generosidade com certeza o Sr. Ricardo seria o macho perfeito pra tirar minha virgindade e também do jeito que eu estava me tornando uma putinha cada vez mais tarada ia acabar sendo comida por qualquer carinha tarado.

Quando na próxima vez fomos para o motel resolvi que iria fazer a coisa acontecer do jeito que imaginei e depois do Sr. Ricardo me chupar todinha me fazendo gozar que nem uma cadelinha no cio deitei-o de costas na cama e depois de mamar gostoso naquele pintão grosso me sentei sobre suas coxas e fiquei brincando com a cabeçona do seu pintão entre os lábios da minha rachinha virgem tocando meu grelo e então sem que ele esperasse minha atitude segurei seu pintão duro todo babado e encaixando-o na entradinha da minha bucetinha soltei o corpo de uma só vez e em segundos meu cabaço foi pro saco. Nem senti muita dor e o Sr. Ricardo ficou sem ação com aquela minha ação intempestiva, mas toda tesuda sussurrei:

-pronto... agora não sou mais virgem... me come inteirinha... ahhh... quero sentir esse pintão fodendo minha bucetinha igual no meu cu... me fodeeee!

O coroa tarado rapidinho percebeu que tinha uma puta de verdade espetada no seu pintão e passou a me foder com vontade.

Saiu bastante sangue do meu cabacinho, mas isso não impediu que aquela foda se tornasse quente e deliciosa e rebolei que nem uma doida naquele pintão cabeçudo que me fazia ter um gozo atrás do outro.

Após um belo banho pra tirar todo aquele sangue escorrido pelos nossos corpos o sexo ficou ainda mais gostoso e o prazer tomou conta de vez.

Realmente tinha feito a escolha certa porque o Sr. Ricardo soube me recompensar muito bem pelo meu cabaço da buceta e quando disse pra minha mãe que iria comprar moveis e eletrodomésticos novos pra nossa casa ela quis saber como eu havia conseguido dinheiro resolvi abrir o jogo e apesar de achar que não era uma coisa certa me prostituir acabou aceitando, afinal não estava fazendo nada obrigada e sim porque eu queria.

Durante alguns meses aproveitei pra guardar uma bela grana na poupança pra quando a coisa ficasse ruim e isso aconteceu quando a esposa do Sr. Ricardo descobriu que o safado estava saindo comigo e como era ela que tinha a “chave do cofre” a fonte secou tanto pra ele quanto pra mim. RSS.

Após ter conhecido o prazer de ganhar dinheiro com meu corpo deixei de ser aquela garota que dava só pelo tesão e resolvi unir as duas coisas e foi através de uma amiga que também fazia uns programas que passei a frequentar um “bar” onde se podia fazer “ponto” discretamente.

O dono do bar convidava prostitutas bonitas pra frequentar o lugar porque depois das 5.00 da tarde começava a receber os executivos e gerentes de empresas para um happy hour e as garotas se sentavam nas mesas e acabavam combinando programas que eram realizados nos motéis que existiam ali por perto. O movimento era intenso e logicamente pra sair do bar pra fazer programa com os clientes tinha que se pagar “pedágio”.

Fui pela primeira vez e como gostei do ambiente passei a frequentar quase todo noite durante a semana e passei a faturar uma bela grana.

Na véspera de completar meus 19 anos logo após chegar ao bar pra “trabalhar” estava batendo um papo com uma amiga, ainda não tinha quase ninguém no local quando entrou um loiro muito bonito ainda bem jovem que nunca tinho visto e perguntei a minha amiga quem era o “gatão” que acabara de chegar e ela então disse que não se lembrava do nome dele, mas já tinha ouvido comentários de outras meninas que tinham saído com ele que apesar de bonito, rico e muito educado tinha pinto pequeno e gozava rápido demais e outra fofoca que havia sobre ele é que gostava de levar um fio terra, mas pagava bem sem reclamar.

Pra mim não existia nada no sexo que eu não topasse fazer, alias perversões sexuais me excitavam muito e quando o bonitão loiro passou perto de mim dei um sorriso e pedi pra me pagar um drinque ele sorrindo se sentou na banqueta do lado, se apresentou como Fabio, 25 anos e depois de pedir as bebidas passamos a bater papo e ele também comentou que frequentava o bar a mais de ano, mas não havia me visto e nossa conversa continuou durante um bom tempo até resolver me convidar pra sair e quando perguntou o preço do programa toda metida disse que ele iria me pagar o tanto que achasse que eu valia depois de fazermos sexo.

Ele topou minha oferta na hora e logo estávamos no motel e fiquei nuazinha me mostrando toda gostosa e ele também tirou a roupa porem continuou com a cueca de lycra, seu corpo era muito bonito, coxas grossas, peitoral bem definido, bunda carnuda, mas o volume na frente da cueca realmente era bem minimo. Toda carinhosa beijei-o e levei-o pro chuveiro e quando tirei sua cueca seu pinto estava encolhidinho e depois de uma belo banho fomos pra cama e toda safada disse que ele podia relaxar que iria fazê-lo se sentir um macho de verdade comigo.

Cai de boca engolindo seu pintinho por inteiro que logo ele ficou durinho. O safado gemeu gostoso sentindo minha boca quente dando um trato legal no seu pinto e em seguida virei meu corpo e encaixei minha bucetinha na boca do safado que mostrou que a falta de pinto ele compensava com uma língua esperta e ágil fazendo meu grelinho saltitar entre seus lábios e toda safada me deitei de bruços e empinando o rabo sussurrei:

-vem gato... come meu cuzinho... adoro dar o rabo... quero que goze enchendo meu cuzinho de porra bem quentinha... come meu cu safadinho!

Fabio obedeceu minha ordem rapidinho encaixando a cabeça do pinto babado na portinha do meu cuzinho e socou com vontade me segurando firme pelos quadris e bastou meia dúzia de reboladas para que o safadinho gemesse alto gozando gostoso inundando meu rabinho de porra quentinha.

O loiro lindo ficou engatadinho no meu bumbum empinado todo ofegante após ter gozado bastante e em seguida fomos passar uma água no corpo e aproveitei pra valorizar o pinto pequeno do meu “cliente” dizendo carinhosamente:

-nossa Fabio... apesar do teu pinto não ser grande adorei dar o cuzinho pra você... gozei gostoso demais... vou querer repetir a brincadeirinha!

Ele deu um sorrisinho encabulado e dando uma pegadinha no pintinho encolhido disse:

-que bom... também adorei você... você é uma garota muito legal... linda e tem um corpo maravilhoso... eu não consegui segurar meu gozo!

-não se preocupe gato... pode ter certeza que eu sei como deixar teu pinto durinho de novo rapidinho!

Voltamos pra cama e fiz o loiro lindo se deitar de costas e em seguida cai de boca no seu pintinho molinho sugando bem devagar até sentir que ele começou a crescer entre meus lábios. Logo passei a punhetá-lo com uma mão e deslizando minha língua esperta entre o saquinho e o cuzinho do safadinho fiquei brincando ali naquele lugar extremamente sensível para quase todos os homens e rapidinho o pinto ficou durinho como aço.

Sentei-me sobre seu ventre engolindo com minha bucetinha aquele pinto tesudinho e passei a cavalgá-lo cheia de tesão e pra deixar a coisa mais gostosa levei uma mão pra trás e fiquei pegando no saquinho dele e quando percebei que o loiro lindo estava dominado deslizei um dedo mais pra baixo e toda safada enfiei-o no cuzinho dele e como se tivesse sido ligado numa tomada de 220 volts ele tremeu por inteiro e gemendo bem alto gozou com uma intensidade louca. Toda sacana mantive meu dedo enterrado no seu cuzinho dando pra senti-lo perfeitamente se contraindo forte mordendo meu dedo safado. Fábio realmente demonstrou que gostava muito de um fio terra e eu sabia como fazer isso bem gostoso.

Gozei deliciosamente tendo realizado aquela sacanagem diferente e depois de mais um banho voltamos pra cama e bem sacana resolvi tocar no assunto dizendo:

-seu safadinho... que tesão você tem no cuzinho hein... até parece eu... nossa... também adoro sentir prazer no meu cuzinho... tenho tesão demais!

Ele deu um sorrisinho ainda encabulado e disse:

-é... eu gosto mesmo... você é muito safada... será que alguma de suas amigas do bar te contou que eu gosto que façam fio terra em mim?

Logicamente que não ia revelar que sabia do seu segredo e abraçando-a toda carinhosa sussurrei em seus ouvidos:

-claro que ninguém me contou nada... faz pouco tempo que frequento o bar... também nunca tinha te visto... mas... quando eu tava passando a língua entre teu saco e seu cuzinho deu pra sentir que você ficou todo taradinho... então quando tive a chance soquei meu dedo no teu cuzinho... adorei sentir você gozar mordendo meu dedo... adoro essas safadezas malucas querido... se quiser repetir novamente é só pedir... sou uma garota sem um pingo de preconceito... se me der tesão topo tudo e mais um pouco!

Ele sorrindo me beijou e perguntou se queria ir embora e então falei que se ele quisesse dormir no motel comigo eu não cobraria nem um centavo a mais por isso e então ficamos trocando caricias até adormecermos tranquilos.

Despertei de manhã com uma sensação deliciosa sentindo uma boca quente me lambendo todinha desde a bucetinha até meu cuzinho e toda safada passei a rebolar gostoso na língua tesuda do loiro safadinho e não demorou mais que um minuto pra meu corpo tremer e gozar que nem uma cadelinha no cio. Acordar de manhã sendo chupada deliciosamente era tudo de bom e logo foi minha vez de retribuir o prazer e engoli o pinto do Fabio com minha boca gulosa e toda safada sabendo do que o loiro safadinho gostava meti um dedo no cuzinho dele que logo rebolava sem pudor e quando senti sua entrega total enfiei dois dedos e como tinha acontecido comigo rapidinho ele gozou enchendo minha boquinha de porra quente.

Após aquele sexo oral delicioso logo de manhã tomamos um belo banho e saímos do motel e Fabio me deixou em casa e pegando o numero do meu celular disse que tornaria a me ligar e tirando algumas notas de 100 reais da carteira me pagou pela noite e quando entrei em casa fiquei toda feliz com o que tinha recebido do gato loiro e fiquei torcendo pra que ele realmente me ligasse pra fazermos outro programa.

Dois dias após nosso primeiro encontro Fabio me ligou e fomos direto para o motel e ele comentou que não agüentava mais de saudade de mim e bem safada resolvi brincar com ele dizendo:

-será que meu gato loiro estava com saudades do meu corpo ou dos meus dedinhos mágicos... fale a verdade... pra sua putinha pervertida você pode confessar tudo! RSS.

Fabio com um sorrisinho sacana me abraçou dizendo que tinha sentido saudades de tudo que havia feito comigo e estava louco de vontade de repetir tudinho e mais que depressa atendi os desejos do safadinho e enquanto chupava o pintinho dele socava com força meus dedos no seu cuzinho fazendo-o rebolar como uma puta e o safado gozou tanto que achei que ele ia desmaiar de tanto tesão que sentia.

O safadinho viciou de vez em mim e passamos a sair quase toda noite e ele começou a me levar em restaurantes e festinhas onde era convidado e me apresentava como sua namorada e, além disso, passou a bancar todos os meus gastos sem economizar e foi então que Fabio me convidou pra morar com ele e lógico que na hora pensei em aceitar, mas antes resolvi que precisava botar os pingos nos “is” pra depois não me arrepender.

Eu sabia que Fabio estava totalmente obcecado pela minha safadeza e decidi que era a hora certa pra impor minhas condições pra evitar cobranças futuras abri o jogo dizendo que talvez fosse melhor esperar um pouco mais pra morarmos juntos porque apesar de nosso relacionamento estar sendo maravilhoso fazia apenas 6 meses que nos conhecíamos e bem sacana revelei que sempre fui uma putinha taradinha demais que gostava muito de sacanagem e comentei que apesar da gente estar saindo quase toda noite e adorar sua companhia de vez em quando eu fantasiava estar transando com outro homem e me masturbava imaginando isso gozando que nem uma louca e toda safada disse que se um dia mesmo morando juntos e sentisse tesão por outro macho com certeza eu ia acabar dando gostoso e como não gostava de mentiras achava melhor falar tudo que tinha vontade para que soubesse que estava querendo morar com uma putinha bem safada. Logicamente que não contei pro meu gatão loiro que durante nosso relacionamento já tinha saído com alguns machos pintudos pra satisfazer meu tesão sempre à flor da pele.

Depois de dizer tudo isso na lata achei que Fabio iria pular fora de querer um relacionamento mais serio comigo, porem isso não aconteceu e ele disse que me queria do jeito que eu era e que topava correr riscos desde que estivéssemos juntos e percebi que tudo ficaria bem melhor do que poderia imaginar.

No dia seguinte me mudei para o belo apartamento do meu gatão loiro e pude constatar que teria uma vida de mulher rica com bastante conforto.

Fábio era de uma família tradicional da cidade e havia recebido de herança vários imóveis que estavam quase todos alugados e lhe proporcionavam uma renda mensal bastante elevada podendo levar uma vida muito tranquila.

Nas primeiras semanas meu gatão loiro ele me levou em varias festas e nas boates e sempre que encontrava seus amigos já me apresentava como futura esposa. O mais louco é que quanto mais dinheiro Fabio me dava pra gastar com roupas mais elas diminuíam de tamanho e quando percebi que ele adorava me exibir toda gostosa pros amigos e me tornei ainda mais ousada e os vestidos que colocava pra frequentar as boates mais badaladas eram extremamente sexy cheios de fendas profundas e decotes vertiginosos sem contar que quando resolvi abolir o uso de calcinhas Fabio adorou a ideia dizendo que isso também o deixava mais excitado ainda.

Toda safada e me sentindo ainda mais gostosa com roupas que praticamente faziam com que me sentisse quase nua o tesão explodia e quando algum macho mais ousado me chamava pra dançar eu deixava que me bolinassem a vontade e quando voltava pra perto do meu gatão loiro toda safada adorava comentar que qualquer dia eu ia ser estuprada por algum taradão e ele ficava de pinto duro escutando minha conversa sacana, com certeza ele adorava saber que outros machos eram loucos pra foder sua futura esposa.

Com certeza meu futuro marido tinha vocação pra ser um corninho bem manso além de um tesão no cuzinho insaciável, quando a gente transava o safadinho sussurrava tarado dizendo:

-me come com seus dedinhos minha putinha tarada... faz eu gozar gostoso do jeito que só você sabe!

Nunca tinha depilado minha bucetinha, só aparava dos lados e em volta do meu cuzinho também tinha muitos pelinhos e quando vi em uma revista um casal todo lisinho achei muito bonito e então propus ao meu gatão loiro fazermos isso e ele topou no ato e chamamos uma depiladora em nosso AP que fez isso com perfeição e ficou muito mais gostoso transarmos além de aumentar bastante a sensibilidade e até brinquei com Fabio comentando que depois que ele tinha tirado todos seus pelos pubianos seu pinto parecia ter ficado um pouquinho maior e ele ficou todo contente.

Tudo corria maravilhosamente bem no relacionamento entre eu e meu gatão loiro, pra todos os amigos eu já era sua esposa e ele fazia questão de dizer isso a todas as pessoas e foi ai que aconteceu algo inesperado que iria fazer com que a nossa vida sexual pegasse fogo de vez.

Em um sábado de manhã fomos acordados pelo interfone da portaria do prédio dizendo que havia um homem querendo subir no nosso AP para consertar nossa banheira de hidromassagem que estava apresentando problemas de vazamentos e então meu “maridinho” ainda meio sonolento disse que havia se esquecido que tinham marcado a visita para aquele dia e então autorizou a subida da pessoa em nosso AP.

Como sempre dormíamos completamente pelados Fabio vestiu uma cueca branca de lycra que pegou na gaveta e logo em seguida a campainha tocou e ele foi atender e fiquei deitada na cama criando coragem pra sair da cama.

Depois de alguns minutos Fabio entrou no quarto e sorrindo disse que eu tinha que me levantar e colocar uma roupa para o homem entrar em nosso quarto e ver o que estava acontecendo com a banheira de hidro que ficava em nosso banheiro e toda safada brinquei dizendo:

-amor... se o encanador for um homem bonitão acho que nem vou colocar roupa... fico peladinha... quem sabe o conserto fica de graça!

Fabio também tinha um senso de humor fantástico e sorrindo sacana disse:

-bem... até que não é ma ideia... só pra olhar você assim peladinha toda gostosa com certeza vale uma bela grana... ainda mais se você ficar de bruços com esse rabo maravilhoso... só que acho que se você se mostrar antes do conserto com certeza o serviço vai demorar bastante pra terminar... mas... já que você ta querendo sobre o encanador... ele é um negão enorme e muito forte... quando abri a porta até me assustei... parece aqueles seguranças de boate... um verdadeiro guarda roupa de tão grande!

Toda safada coloquei a mão entre as coxas tampando minha bucetinha lisinha e disse:

-nossa... então acho melhor eu colocar uma roupa... vai que ele fica taradão me vendo peladinha e resolve me estuprar... ainda mais você dizendo que ele é grandão... também deve ter um pintão bem grande também! RSS.

Nem me dei ao trabalho de escolher uma roupa pra vestir e peguei uma camiseta de malha que sempre usava nos meus afazeres domésticos, claro que não coloquei calcinha e fui pra cozinha preparar o café pra gente e ao passar pela sala o encanador estava sentado conversando com o Fabio e quando ele se levantou pra me cumprimentar e pude notar que realmente ele era um belo exemplar da raça negra, corpo todo cheio de músculos, um sorriso perfeito e também um olhar bem safado que parecia que ver através do tecido da minha camiseta e na hora senti um arrepio percorrer todo meu corpo e me despedi dizendo que logo traria um café quentinho pra eles.

O negão se chamava Marcão e então Fabio levou-o ao nosso quarto pra mostrar onde estava vazando água e enquanto preparava o café toda safada fiquei imaginando aquele negro enorme completamente pelado que tamanho teria sua pica negra e me lembrei de muitos filmes que assisti com negros bem dotados e apesar de ter saído com vários tipos de homens, jovens, coroas, pinto pequeno, pauzudos eu nunca havia transado com um negão de verdade, só com um mulato e mesmo assim não era pintudo, nem tinha uma pele muito escura, só os cabelos encaracolados.

Assim que a terminei de coar o café, tomei uma xícara e levei outra para meu gatão loiro e também para o gatão negro e quando entrei no banheiro tinha uma surpresa deliciosa me esperando. Meu futuro marido estava sentado na beira da banheira de hidro com sua cueca branca e dentro da banheira mexendo nas torneiras o negão todo musculoso sem camisa e com um short de lycra vermelho bem justo e quando disse que tinha trazido café Marcão se virou de frente e em segundos notei que na frente daquele short tinha um volume tão grande que chegava a ser escandaloso, não tinha como não reparar e com certeza o negão gostava de se exibir porque ficando de pé diante de mim e meu “marido” agradeceu a gentileza e passou a dar pequenos goles no café. Entreguei uma xícara para o meu marido que também fez o mesmo, bebendo bem devagar e quando olhei na frente da cueca branca dele deu até vontade rir da diferença que existia entre eles, mas me contive e fingindo curiosidade perguntei se o defeito era grave e Marcão sorrindo disse que não era nada serio e que rapidinho deixaria tudo perfeito e que se quisesse poderia usar a hidro em seguida e toda safada brinquei dizendo que adorava ter meu corpo massageado pelos jatos fortes de água.

Lógico que meu marido já tinha notado que o encanador além de extremamente bem dotado também não tirava os olhos das minhas coxas e dos biquinhos dos seios duros que pareciam querer furar a camiseta e eu também não tirava os olhos do meio de suas coxas e quando o negão deu o ultimo gole na xícara perguntei se queria mais café ele disse que adoraria porque o café estava ótimo e então disse que ia buscar mais e quando sai do banheiro meu futuro marido veio atrás de mim dizendo que também queria mais café, mas misturado com leite e quando chegamos à cozinha nossa conversa foi sobre o negão e quem primeiro comentou foi meu futuro marido dizendo:

-Renata... fiquei de queixo caído quando o negão tirou a calça jeans pra não se molhar e ficou com aquele short justo... ele tem uma pica que parece de cavalo... deu pra ver perfeitamente o desenho da cabeçona de sua rolona e se aquilo crescer muito não entra em nenhuma buceta e muito menos em um cuzinho... é muito grande! RSS.

Toda safada abracei meu futuro marido e pegando no pintinho dele sussurrei safada:

-amor... acho que você ta correndo um serio risco de virar corninho trazendo um macho como esse em nosso AP... nossa... você acredita que fiquei toda molhadinha só de sentir o olhar de tarado do negão... pega na minha bucetinha... veja como ta... acho que vou levar mais café pra ele... só que vou sozinha... será que ele vai me agarrar quando perceber que por baixo da minha camiseta eu to peladinha?

Enquanto eu sussurrava aquela sacanagem nos ouvidos do meu futuro marido seu pintinho ficou duro em segundos e tive certeza absoluta que o safado estava louquinho de vontade de virar corninho e toda sacana continuei:

-seu safado... quer que sua futura esposa seja comida por um macho de pau bem grandão né seu tarado... acho que você o contratou pra me comer e você assistir... já que meu corninho ta querendo isso... pode deixar que farei o negão me foder todinha com aquele pauzão enorme que ele tem... ele vai arregaçar minha bucetinha... imagina que delicia depois que ele me comer... você lamber minha bucetinha toda inchada e gozada... fala pra mim... você quer isso... manda eu dar gostoso pra ele seu safado tarado... quero ouvir da sua boca... manda eu ser a putinha do negão pauzudo... manda!

Meu futuro marido nem gaguejou quando cheio de tesão disse:

-quero... quero muito... e eu sei que você também é muito puta... e meu pintinho não da conta do teu tesão... pode dar gostoso pro negão... ta liberada!

Sorrindo bem safada disse:

-hummm... acho que você vai ser o marido perfeito pra sua esposa putinha... vou te dar todos os chifres que você ta louco pra levar seu safadinho!

Peguei a xícara com mais café pra o negão pintudo e sai rebolando meu rabo deixando meu maridinho corno na cozina e assim que entrei no banheiro o negão estava terminando de apertar um cano e vendo que cheguei sozinha deu um sorriso safado, sem nenhum pudor pegou no seu pintão dando uma ajeitada no bicho e se sentando na beira da banheira disse:

-hummm... que cheiro bom tem esse café... acho que café feito por mulher bonita sempre cheira mais gostoso!

Na hora me lembrei da piadinha sobre coar café na calcinha e toda safada disse:

-vou te revelar um segredo Marcão... esse café é especial porque o coei na minha calcinha... minha mãe me ensinou a fazer isso desde quando era adolescente... ela dizia que isso deixaria os homens loucos por mim... acho que ela tinha razão... sempre tive uma fila de machos querendo me pegar!

O negão safado tornou a dar uma pegada acintosa no seu pintão que já mostrava estar crescendo assustadoramente e todo sacana disse:

-se a patroa coou o café na calcinha significa que por baixo dessa camiseta deve ta todinha nua... acho que vou querer entrar nessa fila de machos pra te pegar varias vezes!

Aquele pintão ficou completamente duro dentro daquele short estufando a frente de seu short e minha bucetinha ficou ainda mais molhadinha e toda tesuda em segundos tirei a camiseta ficando nuazinha e disse:

-então me pega de uma vez... tira esse short que to louca pra ver e pegar nesse pintão enorme que você tem... tira logo safado... que to louca pra dar!

O negão rapidinho libertou aquele monstro diante dos meus olhos e me abraçou forte sussurrando nos meus ouvidos:

-sua vagabunda safada... quando cheguei aqui no AP te reconheci de cara sua vadia... já te vi naquele barzinho de puta que você frequentava... estive la duas vezes com amigos... não conversei contigo porque você saiu rapidinho com clientes... eu sei do que a putinha ta precisando... com certeza você se casou com o loirinho por causa da grana dele né... porque pelo que reparei no que ele tem dentro da cueca não deve fazer nem cosquinha nessa buceta tesuda que você tem... e com certeza ele adora ser corno... garanto que ta esperando a gente começar a trepar pra ficar espiando outro macho comendo a esposa puta dele né sua vagabunda gostosa... ahhh... pode ter certeza que vou te arregaçar sua cadelinha tarada... vou te fazer gozar gostoso... adoro socar minha pica negra na bucetinha de putinhas loiras.

Toda tesuda sentindo que aquele macho sabia como foder uma puta tarada como eu segurei no pescoço dele dizendo:

-então me fode inteirinha seu tarado pintudo... gosto e quero ser tratada como puta... como vai ser a primeira vez que meu corninho vai assistir um macho de verdade me comendo... quero que ele saiba que tem uma esposa completamente puta... agora me come que to cheia de tesão... me fodeeee!

Ele me carregou até minha cama e se recostando na cabeceira com seu pintão enorme apontando pro teto disse todo macho:

-vem cadela de rua... quero você cavalgando na minha pica de 22cm... perfeita pra buceta de puta tarada... vem vadia... senta na minha pica safada!

Em segundos coloquei uma perna de cada lado daquele corpo perfeito e segurando aquele pintão grosso enorme na entrada da minha bucetinha fui descendo o corpo devagar e quando a cabeçona penetrou dei um gritinho safado de dor misturado com tesão e sabendo que meu maridinho corno estava na porta do quarto entreaberta espreitando sussurrei bem puta:

-ahhhh... como é grossa essa pica... nossa... vai arregaçar minha bucetinha... ahhh... que deliciaaaaaaaaaa... sentir uma pica de macho de verdade!

Marcão todo tarado me segurou firme pelos quadris e me puxou com força contra seu corpo e aquele pintão grosso duro como ferro foi alargando minha bucetinha e só parou quando estava todinho dentro de mim... senti-me preenchida totalmente... o calor daquele pintão era inebriante e comecei a cavalgar espetada naquele macho como uma louca desvairada.

Meus gozos chegaram com uma intensidade incrível e toda tarada engolia com minha buceta arrombada aquele pintão que me proporcionava orgasmos intensos e copiosos e toda tesuda virei o rosto pra e vi maridinho assistindo a tudo completamente tarado e bem safada sai de cima do negão e ficando de 4 na cama sussurrei dizendo:

-me pega de 4 negão... quero você engatado atrás de mim... adoro ser pega assim... gosto de ser dominada por macho... fode com força... quero gozar mais... mostra pro meu corninho que eu adoro pintão grande na minha buceta... fode a putinha loira bem gostoso!

Marcão era um macho que sabia dar um trato em puta tesuda e passou a me foder sem dó e aproveitou meu tesão pra dar uns tapas bem fortes no meu bumbum empinado e toda tarada disse:

-ahhh... bate seu negro safado... gosta de bater na bunda de puta branca né... bate que eu adoro levar tapas de macho de verdade... me fode... quero que meu corninho veja a puta safada que ele escolheu pra esposa... me come... ahhhh... quero gozar mais... ahhhh... que delicia de pauuuuuuuuu!

O negão todo tarado socava seu pintão até o talo me fazendo rebolar que nem uma louca e o safado todo macho dizia:

-rebola cadela de rua... vagabunda... puta vadia... vou deixar essa buceta inchada com minha pica preta grossa... adoro foder puta casada com o marido corno assistindo a esposa levando rola... o corninho vai gozar batendo punheta... goza seu corno safado.

Escutei um gemido mais forte do meu futuro maridinho que sem conseguir se controlar gozou esguichando porra no chão da porta do quarto e então ele saiu dali, com certeza pra tomar alguma coisa gelada pra dar uma acalmada e então me deitei de bruços com meu macho negro pintudo sobre minhas costas que passou a rebolar com sua pica preta fincada na minha bucetinha tesuda e então toda safada sussurrei pro negão que queria trazer o meu futuro maridinho pra cama pra ver o que ia rolar e ele sorrindo bem sacana disse que ia judiar bastante do meu corninho manso e perguntei o que ele estava pensando em fazer com ele e Marcão sorrindo todo sacana disse:

-acho que teu marido além de corninho deve ser viadinho também... quando tirei a bermuda e fiquei de short ele não tirava os olhos da minha pica estufando a frente do meu short grande... tenho quase certeza ele já foi enrabado por outro macho... ainda mais com aquele bunda empinada que ele tem... bunda grande... pinto pequeno... garanto que na adolescência ele fazia a felicidade dos amiguinhos... muitos devem ter comido o cuzinho do teu corninho... gosta de ver a esposa sendo comida por outro macho... deve ta é querendo sentir o esposa sente!

No mesmo instante me lembrei que o safadinho adorava um fio terra e toda safada disse:

-bem... meu corninho nunca comentou nada comigo... mas que o safadinho adora um fio terra... isso ele gosta... mas... acho que do jeito que você é um negão safado e tarado vai saber como fazer... por mim... pode judiar do meu corninho do jeito que quiser... igual você ta judiando de mim!

-tá bom... vamos fazer assim então... você chama o corno pra vir pra cama com a gente... depois que a brincadeira começar a esquentar você da uma desculpa de buscar algo pra bebermos... e sai do quarto me deixando sozinho com ele... e depois de algum tempinho você volta!

Assim que terminamos aquela conversa meu corninho apareceu na porta entreaberta do quarto e dava pra ver que ele tinha tirada a cueca e estava peladinho e então me deitei de costas colocando a cabeça em dois travesseiros e disse bem putinha:

-vem meu querido... pode entrar... nosso macho negro autorizou você entrar e vir pra cama com a gente... vem safadinho... vem dar carinho pra sua esposa putinha... ele judiou tanto da bucetinha da tua putinha... ta toda inchada... arregaçada... e ele nem gozou ainda... disse que vai me comer até eu não aguentar mais... vem meu gato loiro lindo... te quero juntinho de mim.

Fabio entrou no quarto meio encabulado cobrindo seu pintinho com a mão e se sentou na beira da cama e então toda safada abri as pernas dizendo:

-lembra quando te falei na cozinha que queria você me chupando todinha depois que o negão pintudo tivesse arrombado minha bucetinha... vem corninho... quero sua boca gostosa me lambendo todinha... chupa minha buceta corno safado!

Nem precisei mandar de novo e em segundos a língua quente e esperta do meu corninho mergulhou na minha bucetinha inchada e toda putinha passei a rebolar na boca do safado e em seguida o negão ficou de joelhos do meu lado e me deu seu pintão grosso babado pra ser chupado e aquela sacanagem me deixou mais tarada ainda. Meu corninho deitadinho de lado no meio das minhas coxas chupava minha bucetinha com uma volúpia incrível e todo tesudo não tirava os olhos olhando eu mamando que nem uma doida naquele pintão enorme. Marcão bem sacana dizia todo macho:

-chupa cadela... quero bem fundo na garganta... engole a pica preta do teu macho sua vagabunda de rua... puta safada... chupa minha pica vadia!

Dei um gemido mais alto e me contorcendo como uma cobra na boca tesuda do meu corninho gozei deliciosamente e então como o negão safado tinha sugerido me levantei da cama dizendo que precisa tomar um gole de água pra recuperar o fôlego e sai do quarto rapidinho deixando os dois na cama, mas nem cheguei à cozinha e voltei bem devagar parando ao lado da porta passando a escutar o que iria rolar e pra minha surpresa a coisa ficou bem quente bem rápido porque o negão se recostando na cabeceira da cama todo macho disse:

-vem corninho... continua o que sua esposa puta tava fazendo... chupa a pica preta do negão seu safado... mama gostoso igual tua esposa boqueteira!

Fabio estava deitadinho de lado na cama de costas pra porta onde eu estava e ficou totalmente sem reação com a ordem que o negão tinha dado a ele e foi então que Marcão com seu braço longo logo o pegou pelos cabelos e puxando seu rosto com firmeza bem pertinho do seu pintão duro como aço disse:

-chupa minha pica seu viadinho... se eu precisar mandar mais uma vez vou te dar uns tapas bem dados... não gosto de corno viado indeciso... chupa o pau do teu macho seu corno safado... comi a puta da tua esposa e agora é sua vez seu safado!

Depois de tomar uma dura ele entreabriu os lábios e a cabeçona negra penetrou em sua boca e passou a chupar a pica do negão que segurava a nuca dele fodendo bem fundo a sua garganta. Não demorou muito pra que eu percebesse que o meu futuro maridinho sabia como dar um trato na pica de outro macho e minha buceta ensopou novamente, eu estava adorando assistir aquilo.

Marcão todo sacana olhava pra mim na porta e logo em seguida esticou um de seus braços e começou a acariciar as costas do meu corninho e em seguida apertou levemente as nádegas empinadas branquinhas do safadinho que instintivamente chegou ainda mais perto do negão e logo tinha um dedo grosso deslizando no reguinho do seu bumbum.

Não demorou mais que alguns minutos pra que meu maridinho corno se entregasse por inteiro nas mãos daquele macho negro pintudo.

Fabio chupava e engolia fundo o pintão do negão e quando o dedo mergulhou no seu cuzinho ele não conteve um gritinho de prazer e em segundos rebolava como uma puta empinando o bumbum e logo tinha mais um dedo laceando seu cuzinho guloso.

Eu fiquei ali na porta sem interromper o que estava acontecendo e logo em seguida a sedução do meu futuro maridinho corno ia se consumar.

Marcão colocou um travesseiro por baixo do ventre do Fabio e todo tarado já foi colando seu corpo forte por trás dele e seu pintão duro se alojou no rego do bumbum do meu corninho que todo tesudo se deixava encoxar sem um pingo de pudor e então o negão todo tarado sussurrou:

-o viadinho loiro ta doido pra dar pro negão né seu safadinho... é igual a tua esposa puta... gosta de pica grossa e preta né... fala pro teu macho seu viado... pede pra mim te enrabar... se você pedir como uma puta... prometo que vou te comer bem gostoso... minha pica grossa adora cuzinho de viadinho loiro... pede que você vai virar minha putinha também... ahhhh... imagina meu pauzão todinho dentro desse rabo gostoso... pede pra mim te comer viado... vou transformar teu cuzinho em uma bucetinha seu safado!

Meu maridinho se entregava por inteiro sentindo a pegada daquele macho negro e o pintão grosso todo babado deslizando no rego de seu bum grande tesudo e ele então revelou tudo sussurrando:

-me come bem gostoso negão safado... mas me come de verdade... sempre tive vontade de dar pra um negro pauzudo desde minha adolescência... no time de futebol do colégio vários colegas me comiam... mas tinha um negro dois anos mais velho... que tinha uma pica negra linda e grossona que me deixava louco... ele abusava de mim me chamando de viadinho safado... tirava o pauzão pra fora e mandava eu chupar... batia com a pica na minha cara, mas... nunca me comeu... eu era doido pra dar pra ele... gozar gostoso naquele pintão... me come Marcão... mata meu tesão seu tarado safado!

Marcão com um sorriso safado segurou seu pintão negro grosso na portinha do cuzinho do meu maridinho loiro e cravou com firmeza... Fabio sentindo a cabeçona pulando dentro do seu rabo deu um grito lancinante e tentou escapar, mas o negão segurando-o pelos quadris disse:

-relaxa viadinho... você sabe como dar esse rabo seu safado... vou te comer do jeito que você ta precisando... quero o viadinho rebolando gostoso na minha pica... da esse cu pro teu macho seu safado... rebola essa bunda branca na pica do negão... você agora é minha fêmea também... ahhh... cuzinho gostoso e apertado tem o viadinho loira... delicia de cu... rebola putinho!

Eu entrei no quarto pra ver mais de pertinho meu maridinho corninho e viadinho sendo enrabado por aquele pintão de cavalo e ele depois de gemer um pouco de dor passou a rebolar como uma puta e todo tesudo sussurrava:

-aaaahhhh... que delicia esse pica no meu cuzinho... que saudades de dar o rabo... fode meu cu com força... me come sem dó... me enraba seu negro safado tarado... quero gozar nessa pica negra... ahhhh... que deliciaaaaaaaaaaa!

Fabio rebolava que nem um louco debaixo daquele negro pauzudo que todo safado mordiscava a nuca do meu maridinho viadinho sussurrando:

-isso... assim viadinho... dá gostoso pro teu macho... minha pica grossa adora cuzinho tesudo de viadinho loiro... rebola que teu cuzinho ta virando uma bucetinha... ahhh... dá gostoso... rebola mais... que cuzinho gostoso... ahhhh... tesão... ahhh... isso... rebola putinho que vou encher teu rabo de porra de macho!

Meu maridinho viado parecia ligado em 220 v e então deu um grito alto e se convulsionado debaixo do negão gozou no travesseiro que havia debaixo de seu ventre e Marcão todo tarado urrava de prazer fincando fundo seu pintão fazendo com que o prazer dele fosse total.

Meus dedinhos esfregavam forte meu grelo tesudo e gozei junto com o meu maridinho viadinho, era uma delicia assistir um macho enrabando outro.

Marcão ficou deitado sobre as costas do meu maridinho até ele se acalmar e então o negão todo safado se levantou e olhou pra mim sentadinha no canto da cama dizendo:

-bem... por hoje chega... vou terminar o serviço que vim fazer aqui... e da próxima vez quero comer o cuzinho do casal um do lado do outro... é só chamar que venho foder a puta e o viadinho!

Marcão rapidamente consertou o vazamento da banheira de hidromassagem, Fabio pagou muito bem por todos os serviços prestados e ele foi embora satisfeito.

Em seguida aproveitamos para testar se a banheira estava funcionando corretamente e entramos nela e começamos a conversar tranquilamente sobre o que tinha acontecido em nosso AP e toda safada fui a primeira a falar dizendo:

-Fabio querido... que loucura deliciosa que aconteceu aqui... nossa... gozei como uma louca... acho que você também conseguiu satisfazer sua tara né taradinho... eu sabia que você adorava dedo no cu... mas... o que você tava afim mesmo era uma pica bem grossa e preta né seu safadinho?

Ele deu um sorrisinho sacana e então abriu o jogo de vez dizendo:

-bem... você assistiu e ouviu tudo né sua putinha safada... então não tem nem o que falar... realmente fazia alguns anos que não tive mais relações com outros homens... realmente eu adorava dar o rabo para meus amigos... só parei porque meu pai desconfiou das minhas safadezas e ameaçou me deserdar... então tive que ficar quietinho durante todo esse tempo... a verdade é que também gosto de mulher... apesar do meu pau pequeno... depois que conheci você passei a gostar ainda mais... você é incrível e sabe como me proporcionar prazer... só que hoje não consegui resistir quando aquele negão safado com aquele pauzão negro enorme me assediando e você também ajudando... não teve como... dei e dei gostoso demais!

-eu vi o tanto que você gostou de pauzão no cu... você rebolou mais que eu seu safado... adorei ver o negão te pegando gostoso... ele é uma delicia... sabe foder gostoso... nossa... também tava precisando de uma pica grossa como aquela na minha bucetinha... realmente foi bom demais querido... acho que não vai demorar pra gente querer repetir a safadeza!

-com certeza Renata... depois que te conheci eu achava que você era a mulher perfeita pra mim e depois de hoje tenho a mais absoluta certeza... vamos poder aproveitar pra realizar todas nossas taras e gozarmos muito!

Depois de sairmos da banheira fomos pra cama e logo estávamos trocando caricias e beijos jurando safadezas eternas e não demorou muito pra rolar muitas aventuras bem quentes.

No próximo conto revelarei pra vocês o que aconteceu!

e-mail: [email protected]

Se curtiram esse conto tem mais três que me deixaram taradinha demais quando foram escritos.

acessem meu perfil: http://sharoland-nn.ru/perfil/186087 e leiam:

Meu cunhado além de me comer tirou o cabaço da minha filha e

Eu e minha filha somos putas.

Descobri que meu sogro tinha uma rola enorme... dei gostoso pra ele!

ssssssssssssss5544ds

Comentários

15/07/2016 09:23:41
Delicia gata, de onde você é? qual cidade, adoraria conhecer você! veja meus contos.... são todos reais também. Sou de Goiânia. Skype: [email protected] WhatsApp:
12/07/2016 20:03:07
Maravilhoso
10/07/2016 14:42:18
Delicia
10/07/2016 07:17:57
Adorei!!! Vc é a esposa dos sonhos!
10/07/2016 03:31:30
Adorei. Queria ser seu marido.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos erotico de zoofilia mulher estrupada por boisquero ver foto bucetao beicudas e hrandecontos eróticos meu irmão pediu pra mim conpra umas coisinhas pra elenao adianta chorar vou rasgar sua bucetinhavideo de porou dirano vigidade da namoradafe vedtidonovinha encostada ne parede rebolando cassetecontos eroticos agresivos de meninas lesbicas gostosas virgensgozou muito na buceta da irmã nascendo peitinhos a buceta nem cabelo nasceu nadadando uma Coçadinha na língua do negão safado cachorrãoconto eroticos palmada porno doido teste en cascavelporno nao no cu nao e groso e conmprido aaaiii de vagagritei quando ele botou na minha bucetavideo. caseiro. de. sexo. mulher. covida. omarido. pra ir. na. casa. duma. amiga. muito. gostosa. ela. provoca. omarido. da. amiga. e. rola. sexo. com. os tres. gratisvideo sexo mulherzinha nova traino seu marido com cunhado mulecaocontos eróticos mulher dividindo o marido com gayvelho tarsdaoxvidio casada chupano o amigo do filho escondidoTa tarada roludo vendo novinhas com cálcinhas melecada garota muinto novinha com cona muinto apertadinhameus patroas adoram chupar a minha bucetaconto de padrasto socando a punhetanegao pega moha mulher e fode ela toda sexxvideo.com esfregando o pau na buceta lizinha e com um gemidinho sexo massagem na buceta com carinhowww.porno zoofilia.com/contos dando buceta virgem dois cavalos?encoxada na reiuniao pulitica lotada xvideocontos veridico de incesto marido pego no flagra a esposa ensinando o sobrinho mega dotado a fudenovinha indecente nao aquento me ver so de cueca pornoreymer ,eroticocontos casada encoxada no ônibusvidioporno de meninas que noa guento pau no cu e nerroconto erótico não mexa nas calcinhas da mamãe part5XVídeosporno Malícia pareitirei.o.cabaco.da.minha.irma.dormindoinara puta dando pro sogroconto eroticos mulher do corno na borrachariaO vizinho safado do 205bucetas gostozas gozando gostozo na cabesona rombudacondo o marido sai potrabalho pornoMas que dor horrível conto pornoconto erótico gêmeas lésbicascontos meu amigo foi em casa e minha mulher o chavecouNovos contos de incesto gang bang forcadoaenchi for anel sexfui enrabada/contosquero ver o vídeo da mulher da enxadinha perdendo a virgindade dela mulher beijandovi minlha irma crenye no banlhero porrno safadoconto novinha vigen perdeu o cabaco da buceta e do cu no mesmo dia pro pitudoxvideos/estavamos asistindo tv e minha sogra me chupouvideos gratis porno para ver agora mulheres levando encoxada no onibus ficou louca de tesao e levou o cara pra cadaContos sou casada e chupei dois caralhos ao mesmo temponovinha de sainha sem calsinha perverssanegao pega moha mulher e fode ela toda sexpor favor senhor eu nunca fiz sexo anal pornovideo porno inedito de mulher gozando descontrolada no vibradormulher não transa com pauzãooootravestis bem dotado sendo errabados realRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamente3 julho 2015 8445 paguei para deflorar a filha do caseiro casa dos contos eroticocontos de sexo depilando a sogratabu em familia pai e filha se amando loucamente incesto panterasuma diziam que iriam cavalgar pra dar pro seu namorado nomeio do mato sua bucetonaforcada a foder com roluda pelo marido contoempresario comedor de casadas cssa dos contos eroticosporque os atores de porno ficam mais tempo enrijecidosBlog atualizado da casa dos contos eroticos paguei ´pra deflorar a filha do caseirocontos eróticos chantagiei o papai pra ele mim enrraba todinhanegao enchendo cu do velhote de porramulheres chorando muito pedindocpra parar de botar no cuandando bem devagarinho E aproveitando que minha irmã está pelad bota pau no cu dela YouTubeas mulheres mais tratante do pornô de fio dentalfilme porno gay papis negao abusa de jovem mundo bichaPorno contos maes lesbicas ensinam masturbacao as bem novinhas iniciacaocontos novinha corno gang putinha forçadaporno contos negao da mandiocacotos eróticos patrao pau de asusta berei chorei griteiver contos de tio q criou sobrinha e depois fudeu ate nu cufazendo empregada gozardebbrasil pornopai pegou eu e meu irmao gay no sexo e entrol no sexovideo de sexo ardente enxamas boa fodacontos eróticos esposa foi e*******' no comício do político e dequero assistir mulher do berço carnudo de sexo chupando rola na boca todaMassagem acaba em fio terra ea mulher flagaVIDIOPOMO PETECAver contos de tio q criou sobrinha e depois fudeu ate nu cusexo deixando mae com bunda doendo contoXxxxxxVidio porno o negrao virado em mangavídeo de sexo de Osasco heloisa dando o cu para doisvizinho safado do 205gostoso chupar meu amigo na chuvacontos meu primo gordinho foi dormir comigo e comi o cuzinho delecontos contos meu marido me arrumou um novinhoxviďeos loira safada escritorioconto eu hetero tinha 18 anos o pedreiro me comeu