Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Adolescentes e seus desejos

Autor: Hímeros
Categoria: Heterossexual
Data: 27/09/2016 10:01:57
Última revisão: 27/09/2016 10:27:05
Nota 8.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meninos são interessantes, quando são crianças gostam de loirinhas de olhos azuis, muitos nutrem amores platônicos já nos seus 5 ou 6 anos. Aos 7 seu corpo começa a sentir uma “coceirinha” e o cheiro de várias mulheres passa a ser interessante, ocasionando um fenômeno interessante que faz o pipi ficar duro. Na puberdade, vários ainda nutrem amores, mas agora surge em cena um ente que não os deixará mais: o tesão. Dele ficam escravos e basta a menor evidência de interesse feminino para aguçar suas respostas e fazer um volume aparecer em suas calças, muitas vezes, em momentos constrangedores.

Bem, se não foi esse o desenvolvimento dos demais, ao menos foi o meu. Lembro de diversos detalhes da minha adolescência, em especial de Mariana, a esposa do meu pai. Ela não era uma mulher deslumbrante, mas também estava muito longe de ser feia, contava naquela época com seus trinta e tantos anos, tinha uma estatura normal para mulher, por volta de um metro e sessenta e tantos, não tinha peso sobrando, mas também não tinha barriga chapada, tinha pernas grossas, bunda média, peitos grandes e suculentos. Contudo, descrevendo seu corpo sinto como se estivesse vendendo ao leitor um animal para abate, então permita-me dizer que Mariana era dotada de uma personalidade ativa e decidida. Ficava evidente que meu pai não era homem suficiente para aquela mulher, pois ela exigia postura, firmeza e decisão, tudo o que ele não tinha. Por tempos ela arcou com as despesas da casa, o que a sobrecarregava muito.

Porém, nas minhas memórias opto por carregar a Mariana dos dias quentes, dos dias de faxina da casa, quando nos imbuía de alguma tarefa e ia fazer outras. Nesses dias ela tornava-se uma deliciosa tentação com seus shorts pequenos, que muitas vezes deixavam a polpa da bunda aparecendo e marcando o delicioso pedaço de carne que ainda não havia visto ao vivo nem provado ao paladar que ela carregava entre as pernas. Suas blusinhas em dias de faxina eram pequenas, muitas vezes de alcinha e sem sutien, o que permitia ver as deliciosas mamas grandes, mas consistentes. Por certo que eu adorava vê-la, mas relutava em me permitir olhar por se tratar da esposa do meu pai.

A descoberta da sexualidade não foi uma tarefa fácil para mim, pois no meio da minha adolescência tornei-me evangélico e decidi que casaria casto. James Bond que me perdoe, mas isso sim é missão impossível, especialmente com Mariana convivendo comigo.

Pra dificultar tudo, não bastavam suas roupas minúsculas, ela ainda precisava abusar quando se abaixava. Se eu estava por perto ela não se abaixava dobrando as pernas, simplesmente dobrava seu tronco para a frente empinando aquela bunda deliciosa, sendo impossível não atrair o olhar de qualquer adolescente punheteiro. Se estava de frente fazia o mesmo, me permitindo uma deliciosa visão de seus peitos.

Mulheres experientes são muito fodas! Provocam os meninos de modo quase cruel. Por vezes ela vinha e se sentava em meu colo, o que me gerava muito constrangimento e excitação. Sim, na mente de meninos ainda não há a liberação da moralidade vazia e infecunda, e me fazia perguntar o que meu pai iria pensar. Mal sabia eu que meu pai iria desejar a minha primeira namorada e que tentaria algo com ela, enfim, inocência infantil.

Recordo do sorriso malicioso que brotava nos lábios de Mariana. Ela com uma boca de contorno pouco demarcado gostava de me deixar encabulado perguntando sobre “as namoradas”. Eu sempre respondia que não tinha namorada e ela sempre retrucava algo desacreditando da minha resposta. Adorava seu sorriso, adorava sua boca, desejava beija-la, suga-la, fartar-me no seu corpo, mas nada disso era possível, quem a fodia era meu pai, ao menos era em que eu acreditava.

Eu, aos 15 anos, parecia um menino de 12 ou menos, tanto fisicamente quanto em relação à maturidade para o sexo. Repudiava meus instintos, evitava as situações ao máximo, mas era simplesmente impossível não notar a calcinha de Mariana jogada no canto do banheiro quando eu entrava para tomar banho. O instinto me jogava para pega-la e cheirar, o mais profundo e intenso que conseguisse, mas minha moral dizia “ela é a mulher do teu pai” e por vezes resisti, até que, um dia, peguei a pequena peça de algodão em minhas mãos, cheirei o cheiro de boceta que a peça emanava e tentei imaginar como seria penetra-la. Incrível como surge automaticamente o desejo de tocar o pau com a calcinha, mesmo sendo clichê na escrita, meu corpo assim o desejava. Toquei meu membro duro com a calcinha dela, mas gozei no vaso, sem deixar vestígios do meu ato libidinoso. E se ela tivesse um jeito de saber que eu mexi em sua calcinha? Fiquei preocupado.

Calcinhas... pequenos objetos em tecido que fazem a imaginação masculina fervilhar e os paus subirem ao céu. Se nos fascinam no banheiro são ainda melhores no corpo! Não imagino um homem que, ao notar a evidência de uma calcinha, fique inalterado. Desde cedo meninas de saia têm sua calcinha sondada pelos meninos. Os homens torcem por um vento que bata de baixo para cima quando percebem uma mulher de saia rodada ou de vestido solto, para poderem ver a calcinha que vestem e os contornos escondidos sob a roupa. Quando a saia é jeans ficamos olhando para as pernas da mulher, aguardando ver, entre os cruzares e descruzares delas, a cor do fundo da calcinha. Foi esse o privilégio que tive um dia. Mariana dormia no sofá, na sala da casa da praia. Todos estavam fora pois fazia muito calor. Meu pai devia estar caçando alguma outra mulher, ou algumas, na praia, enquanto eu desejava a dele. Ela estava deitada de bruços vestindo uma saia jeans, com as pernas levemente abertas, permitindo-me a visão do paraíso: sua calcinha branca. Que delícia foi ver aquela calcinha branca. Queria tirar-lhe a calcinha e chupar a boceta demoradamente, saboreando seus sucos. Se pudesse ao menos tirar para o lado a fim de ver os lábios de sua gruta já me daria por satisfeito, mas infelizmente isso não me era dado.

Hoje vejo que seus atos provavelmente não eram inocentes, nem o modo como se abaixava, nem o descuido de deixar a calcinha no banheiro, na verdade eram iscas lançadas para que o pequeno peixe mordesse. E mordeu.

(Continua)

[email protected]

Comentários

28/10/2016 10:12:26
Gostaria de estar em seu lugar com certeza teria comido ela a muito tempo adoro mulheres experientes hoje tenho 52 anos mas ainda sou tarado por mulheres mas felhas e casadas se tiver alguma interessada em alguma aventura estou a disposição só peço sigilo e dou o mesmo [email protected]
28/09/2016 12:06:17
Bom conto
27/09/2016 12:08:45
Realista e muito gostoso de ler. Parabéns

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos de sexo depilando a sograporn bumbum peito enpinadinhos de mae filhanovińhas xvideo gozando sem fazer parulhovideos de com mulheres muito gostosa muito esitada dizendo qui ta muito gosto que è pra comer o cuzao delasvidios d senhora com corpo gostoso e seios parados e arebitadospadrasto e intendenda gostosoXVídeos pornô brasileiro sogra ameaçando genro para transar com ele filha escuta todos os diasbuceta gozano nepicatefone fixo de coroa rica tarada pra transa 40norinha ve o pau do sogro duro e faz sexo com eleNo motel eu fudi a buceta e o cu virgem da minha sogra conto eroticoTaradinha louca pra pega no pau do tiu contoscontos erotico meu filho me bateu e botou moralputona sendo rasgado no cu pica gggcontos romatincos gay pit boyesse cachorro foi preparado para fuder buceta de mulherfuderporcompletomulher esculhanbando is outros no comentario do nariz thifanyshot apertado rola grossa se destacagostaria que você mandasse primeira foto do Biel batendo punheta peladocontos eroticos entre jovens irmaos gemeos*pode estora bolinhas que parecem espinhas na bunda?*encubado flagrado dando o cuespozinha fica bricando com amigo do marido e leva no buceta pica peta gigante e gene de dorrevesando no cu da gravida pornoponodoido meu pai e minha babairma durmindo e irmao enfia pinto na boca delazoofilando puta gostosa fudendo com cavalo ater sair sangue com porra da bucetagravidas com picudos/contos atuaispica da cabesa grade colocono na buseta pornocontos pequenina e punheteiramassage ando a cunhada contoconto gay minha tia me transformou em sua empregadinhasexo com coroa ruiva baixinha gostosa peituda de buceta bem peluda fidendo xom bem dotadoentrei no quarto errado e me fudi contos de incestoconto bundonaxvedeos dejado busetao rochocontos e videos casada cavala fudendo com dois negaopornos filmes dos xpartacusloira linda com mastro monstruosoconfesso chantagiei minha irmãzinha pra ela me masturbavideo porno rapidinha com amigo do namorado enquanto ele banhacontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi eláSexo com fucionaria buceta apertadinha relatosconto erotico vendo.a.minha filha gemendo toquei siriricaofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideoscontos eroticos peguei uma garotinha do interior pra criar e ensinei tudo sobre sexo pra elasenhora de idade pratica zoofiliacontos eroticos a crentinhavidio di hme k toroco disexogemendo que vai cagar enquanto toma pica no cuprofessora para niguei botar defeito tao gostoza pelada linda buceta greludao negrodotado contos bialuno fodendo professor de educacao fisica gay animadocontos eróticos gays cracudoCasa dos contos minha mulher falou que todos a comeram que eu sou cornoninfomaníaca viciada em zoofiliacontos eroticos patricinha é humilhada e estuprada por grupo de amigoscontos eróticos de meninos novinhos sendo dopados e estrupadosConto erotico gay mão bobaporno ele para pra descansar da caminhada e pega morena agua e fode com eleneta safada faz boquete embaixo da mesa de jantar"padre não é homem"video belmiro o caseiro caralhudocontos de sexo depilada na praiaMenina pedendo cabaçoxxvideomenina fudedo com xortiu de dormimelhores vídeos de GTA da pegando padrasto pelado debaixo do chuveirotarada xividiosajudinha da fucionaria do mercado xvideoshttp://gtavicity.ru/texto/2016101161fotos de bucetas lusinhas brancas rosadasver homem chamadobucetaamor sexo sem penetrarmeu filho pintudo conto