Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Agora meu marido e corninho de verdade

Autor: Neinha
Categoria: Heterossexual
Data: 10/11/2016 12:27:42
Nota 10.00
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá pessoal, sou a Neia novamente. como contei antes, depois de 18 meses tive coragem de punhetar e chupar outro homem, e como disse o próximo passo era ficar com um estranho, o que ocorreu duas semanas depois daquele dia.

Meu marido começou a procurar um homem nos sites de relacionamento, que morasse perto de nossa cidade aqui no Paraná, mas de preferência de outra cidade, ele só não me falava quais as características que ele estava procurando, mas disse que com certeza eu ia adorar. Confiei nele e deixei rolar.

Duas semanas depois me disse que tinha encontrado o que ele queria e que o rapaz tinha topado nos encontrar. As únicas coisas que ele me disse que o rapaz era jovem e moreno.

Marcamos de nos encontrar em uma boate na cidade dele, Maringá. Meu corninho escolheu minha roupa e deixou os acessórios por minha conta. Vesti um vestido verde escuro brilhante super curto, mas curto ainda do que o da primeira noite, um conjunto de lingerie minúscula que deixava os grandes lábios de minha buceta de fora, um sapato preto salto 13 e uma maquiagem forte, mas não muito carregada, estava uma verdadeira puta.

Saímos de casa depois das dez da noite e levamos meia hora pra chegar, nesse trajeto minha buceta estava derramando, molhadinha. Meu corninho queria parar pra me comer, mas disse que não, seria toda de um estranho hoje. Nessa hora ele disse que o rapaz de chamava Carlos.

Entramos na boate, já estava cheia, e sem dificuldade meu corninho achou o Carlos pois já tinham combinado tudo. Quando o vi, quase tive um troço, ele era lindo, moreno claro, com barba, mas bem feita, cabelo bem cortado, da altura de meu marido, mais ou menos 1.90 de altura e bem forte, musculoso, mas não tanto como meu corninho, que não os descrevi, mas ele também é lindo, moreno, usa barba, 1.88 de altura e 93 quilos de puro músculo.

Fomos apresentados e tive a primeira surpresa que meu corninho preparou, no lugar de tres beijinhos, Carlos segurou forte meu pescoço e deu um beijo forte e demorado que claro retribui depois de passado o susto inicial. Quando ele me soltou meu corninho estava alisando minha cintura e beijando meu pescoço. Ficamos até quase três da manhã, bebendo e com dois machos bulinando minha xaninha e meu cuzinho, além de beijos deliciosos com os dois. Dançava e esfregava a bunda nos dois. Já estava louca de tesão e cuzinho frouxo de tanta dedada.

Três e pouquinho da manhã meu corninho nos chomou para irmos embora. Fomos ao melhor motel da cidade, mas pra minha surpresa o Carlos foi sozinho no carro dele e não pude matar a curiosidade de ver o pau dele, porque já estava ansiosa, por cima da causa parecia ser muito grande e gostoso. Chegamos no motel e nos encontramos no quarto, meu corninho pediu pra que eu fizesse um poli dance, o que fiz com todo o tesão, e quando vi que o Carlos já não estava mais aguentando, fui andando de quatro na direção dele, já sem o vestido, apenas com a minúscula calcinha, fui direto no zíper pra libertar aquele pau e tive a segunda grande supresa do dia. O pau dele era enorme, muito maior do que todos que eu já vi ou experimentei, até maior que os consolos que já enfiei na buceta. Devia ter uns 25 cm de comprimento ou até mais, e da grossura de um punho mais ou menos.

olhei com cara de assustada para meu corninho e ele disse, foi o maior que consegui. Sem pensar respondi, NEM UMA ÉGUA AGUENTA ISSO. Carlos me olhou com um olhar estranho mas não falou nada, meu corninho disse, sabia que o cara com o maior Pinto do Brasil mora em Maringá? fiquei com um misto de medo e tesão. Carlos segurou minha cabeça e tentou colocar aquele monstro na minha boca. Abri a boca o máximo que pude mas só cabia a ponta da cabeçona na boca, então comecei a lamber e passear com a língua pelo pintao, quando chupei a cabeçona de novo Carlos segurou minha cabeça e forçou o pau, fazendo minha boca escancarar e doer um pouco, mas forçou mais um pouco ainda até eu ficar sem ar e querer vomitar. ele fez isso algumas outras vezes me deixando louca de tesão com vontade de sentir aquelé pintao rasgar minha xana e confesso que com um pouco de medo também.

Depois de muito chupar com meu corninho assistindo, Carlos queria comer minha buceta, mas eu pedi na posição de frango assado, pois queria ver aquilo tudo entrando em mim. Carlos colocou uns três travesseiros na minha costa, me abriu toda e colocou minhas pernas por trás de meus braços, me deixando totalmente reganhada para ele e também totalmente a mercê daquele pausao.

Antes, porém ele deu uma chupada gostosa na minha xana raspadinha e no meu cuzinho, e depois veio por cima. Eu já comecei a pedir calma antes mesmo de começar, colocou o pau encostado na buceta completamente ensopada e foi forçando a entrada, só ai eu percebi o tamanho da encrenca. Aquela cabeçona foi me abrindo, e foi me preenchendo, sentia um misto de dor e tesão pelo sensação de preenchimento total, foi enfiando bem devagar e com calma e o prazer e a dor só aumentavam, era uma delícia sentir aquela cabeçona deslizando nas minhas paredes vaginais. Quando senti o pau tocando meu útero tinha metade do pau pra fora ainda, ele deu uma forçadinha a mais e eu quase gozei, adoro sentir o pau tocando lá no fundo.

Carlos começou um vai e vem devagar, sempre tocando com carinho o fundo de minha buceta e depois foi aumentado o ritmo. Meu corninho então disse, castiga minha putinha Carlos, e antes de eu puder falar qualquer coisa senti uma estocada forte no meu útero que quase vi estrela. Ele me comia muito rápido e com muita força, era uma dor dilacerante, eu gritava feito uma louca, mas também o prazer era muito, e cada vez aumentava mais, até que eu explodi num gozo misturado de dor e prazer. Ele continuava a me comer forte, e pedi pra parar e gozar na minha boca, mas ele disse que não, tinha um cuzinho pra comer ainda. Ai o desespero bateu forte.

Tentei me desvencilhar da posição que estava, mas Carlos segurou minhas mãos, olhei para o corninho e ele veio na minha direção, achei que era pra me salvar, mas ele me deu um beijo e ajudou Carlos me segurar. Disse que não queria, mas Carlos falou que ia ser carinhoso, passou bastante gel no seu pau, lambuzou bem meu cuzinho com gel também, mas não enfiou nem um dedo sequer, disse que era pra mim ter a sensação completa.

Meu corninho me segurava e me beijava, quando senti aquela cabeçona encostar no meu cuzinho, tentei gritar mas meu corninho me beijou forte, e como não tinha como escapar tentei relaxar o máximo que pude, e meu corninho falando, que eu era acostumada a levar vara no cu, era só relaxar e curtir. E foi isso que fiz.

Carlos ia forçando e meu cu doendo, fui sentindo aquela vara entrandando e rasgando meu rabo. Uma dor indescritível me consumia. Eu queria ver o pau entrando, mas não conseguia erguer o tronco, Carlos começou um vai e vem. a dor no começo foi bem pior, mas depois de um tempo foi melhorando e dando lugar ao prazer, mas a dor contínuavá lá, e o prazer aumentando, e eu já conseguia ver o pau entrando no meu rabo. Eu gritava, gemia, chorava, uivava, tudo ao mesmo tempo, e quando percebi tinha quase trinta centímetros de pau no meu cu. Incrivelmente entrou tudo, aguentei tudo aquilo no rabo, e sinceramente se tivesse mais eu queria. Carlos comeu meu cu durante mais de meia hora. Gozei duas vezes com o pau no meu rabo e as siriricas que ele me fazia. Derrepente se aviso ele tirou o pau do meu cu, e sem pedir, do jeito que estava, meladinho mesmo forçou na minha boca, me fazendo sentir o gosto do meu cu, mas nem me importei, porque o prazer era maior. Enfiou na minha boca, deu umas três estocadas forte na minha garganta e gozou um rio de porra, me fazendo engolir tudo. Meu cu estava tão relaxado é grande que sentia aquela sensação de vazio e o ar frio dentro de mim.

Eu estava na mesma posição a mais de quarenta minutos, e só quando acabamos me dei conta que já não sentia mais as pernas, e tive que ficar um bom tempo deitada pra depois conseguir levantar e tomar um banho. No banheiro levei mais vara no rabo e chupei meu corninho, fazendo ele gozar na minha boquinha.

Nos despedimos e fomos embora, fiquei mais de uma semana com dor no cu e nas pernas, mas quase todos os dias me masturbo pensando naquele pausao.

Meu corninho disse que vamos repetir quantas vezes eu quiser, com o Carlos ou com outro, e só eu querer.

Comentários

04/12/2016 02:20:51
Muito boa a narrativa, com uma riqueza de detalhes q realmente excita e incendeia a imaginação. Sou de Londrina, tenho um ótimo nível cultural, boa aparência e gostaria de me comunicar com vcs. Fiz um cadastro aqui apenas para poder votar neste conto e comentar. [email protected] Aguardo!
04/12/2016 02:13:41
Excelente narrativa. Bem excitante. Sou de Londrina - PR e gostaria de me comunicar com vcs. [email protected]
14/11/2016 13:35:57
hum! pela sua descricao vc e uma delicia,adorei o conto e vc me deixou louco de tesao e vontade de meter gostoso na sua buceta me add [email protected]
12/11/2016 08:20:26
Putinha safada ! Se vierem para o Rj me avisa
11/11/2016 13:47:11
Putinha tem que levar vara sempre que tiver vontade.
10/11/2016 23:41:50
Ótimo!!! Quero uma esposinha assim pra mim!
10/11/2016 23:39:44
Ótimo
10/11/2016 15:10:26
Bom conto, mais uma esposa puta com seu corno companheiro e cúmplice!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


ela tamava banho quando foi surpreendia pelo roludo que tirou sua virgindadefui pedir carona em uma kombi e fui estrupada e casada contos eroticoContos de insesto. Irma gostosa e sua melhor amiga dando a buceta pro seu irmao roludo do pau grande e grosso e cabeçudo comer com vontade.conto corno diamantecarolzinha santos trepano no churrascocontos eroticos gay me apaxonei pelo traficante 7zoio filme antigo erótico animalescopornô grátis só contos eróticos sogra cozinhacasa do contos eróticos publicadosCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHASpornô doido corno Deixou o cara comer sua esposa e seu cuzinho na sequênciapais prende filha no quarto com irmão ele mete e gosa dentro da bucetadomestrica vendi meu cu virgem para meu patrao contos eroticosVideo porno safada sendo fudida homem rolaque so jegueporno provisional com casal apaixonadostitia batendo punheta sobrinho rola cabeçudaHOMENS BOMBADAO COM PENIS ACAVALADOS GOZANDO NA BOCA DE LOIRAS PORNOconto erotico tia bucetuda e sobrinho pausudo de sungaMeu primo playbou carioca conto gay cap 3alargada e assada e arrombada contoamigo gay bundudo liso vestido de mulher na festa conto gayO vizinho safado do 205negao bagaca branquinho xxvideosguei dando cu p avestraz s zoofiliacasa dos contos meu marido me fez da o cu a dois picudos chorei de dorvideo porno a navinha criando corage a enfiar o pau do cavalo em sua bucetabuceta gostosa mulhe gosano grilo grademulherer pediu mais piroca mais nao rinha mais e endiou a mao ate o corovelo pornovídeo de sexo de Osasco heloisa dando o cu para doiscontos eroticos namorado de mamãe tem piça ggvideos dedadas de negao troncudo ativo em cu de ninfeto gostosofilme de sexo grupal e anal entre maes e filhas e genros e sogroscontos gay luiz virando mulherzinha na cadeiasamara tirando a virgindade da bucetaMuitasex .com gaby pornolincesto com meu vô contoscontos erotico minha sobrinha veio em casaContos Eróticos De. Comi Minha Vizinha Do Ladomulher bundona camsola curtinha trepand pornodoidofudendo a irma no sofá depois de chantagealasó branquinhas gostosas tesudas encitantes transando com seu cachorro até gozarFotos d cazada sendo fodida p roludoConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putacontos eróticos cagando na minha bocaContos.Ingravidei.minha.irmansexo com dentista a forçacontoscumeu a buseta da novinha qe nuca tinga metidocontos eroticos de 2017 dia 20 de abrilquero ver um monte de mergulhador de 19 a 20 anos de sunga de pau bem duro peladomeu sogro isasiavel comtoenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheioMinha jovem esposa bunduda dando na marra pra outro homem contos corno umilhadopornodoidomadrasta me oçhandopriminhos na ferias do colejo fazem muita putariacontos lésbicas brigando reconciliaçãoconto erotico soquei um pau de borracha na minha esposa sem ela perceberfeminização forçada contosVIDIOPOMO DI PAULISTA dou o cuzinho mas sofro muito ele tem um pauzaofudendo uma putaconto eroticoporno casada adorando ao senti um estranho te alizando e esfre o pau nela no onibos na frente de seu maridoacarisiei a boceta da minha filhamae icestuosa desabafo de maefui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadorcontos gay ajudando meu pai fechar a venda 2Chico não posta foto dela desce em pornô com As Panteras filme pornô com As Panteras 10chicao corno submisso ao negao 4 conto cornoprensada no colchão porncontos eroticos padrastro levantou minha saiavidio de ponodoido tarado rasgando o cuzinho da maegostaria de ver vídeo de mulher dá bunda grande lavando a calçada de microshortmenina novinha dormindo sem calcinha toda arreganhada com seu pinguelo lá de foraminha esposa dis q ta gosano filme pornozoofilia os mais pegadoresexecutiva casada puta de negao contosxvidios mulheres fundeno na ginástica xvideos comedo uma mele buchudanega tarada por sexo oral e anal de b***** bem lisinha ela tem a garganta profunda engole toda a rola do bem dotado Oimulheres chupando e nholindo toda poreacontos eroticos dominada na frente do meugay cunete otima visao pornocontovporno com fotos reletos de chifresConto erotico 25cm grosso na colega de escola a forcanovinha safada humilhando o padrasto é estrupada a forca no conto eroctico do quadradinhoAguentei a rola enorme do papai contos eróticosCaíque levando rola no cúConto erótico bricadeiras eradas com o paiXVídeos gay com truculênciaporque tem mulheres que sentem prazer ao ser.penetrada com o.dedo no anusarombei minha mae contos eroticos pornovideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibanovinha sentada ensima do cassete abrindo a bucetinha com os dedosvídeo dos anjos guerreiros vídeos pornô sem jeito mal