Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

minha enteada meu amor minha amante minha tudo no momento

Olá

Quem já leu meus contos, sabe que eu vivo uma situação complicada, com minha mulher que por sinal uma excelente mulher que amo muito, uma filha própria de um relacionamento que chegou ao fim, e duas enteadas maravilhosas, que peguei novas uma com cinco anos, e a outra com 10 anos, já tenho oito anos de vivencia com elas, todas na mesma casa, porem vivo com problemas, porque já mantive relações com as duas enteadas, de um ano pra cá, a mais nova com 15 e a mais velha com 18 já completando 19, por incrível que pareça as duas são virgens, pois não tive intenção de tirar o cabacinho delas, tenho relações anais, por escolha delas mesmo, e muitos boquetes e chupadas deliciosas, e tipo, namoro sacana quando da, porque tenho uma mulher bem sacana também, faz amor na hora que da vontade, independente de onde esteja e minha filha, que desconfia, mas não tem certeza, e nunca tive nada com ela, nem tenho interesse, pelo menos penso assim, mas ela e muito linda e desejável, já tem 15 anos também, sem contar que mulher tem uma super. Imaginação, de inventar motivos para fazer amor, e desculpas para ficar só, ou se deslocar para onde quiser que aconteça, e mais ainda complicado, pois as duas enteadas, não sabem nem contam, pelo fato de ser proibido, mas elas sempre que podem, fica vendo eu com a mãe delas, fazendo amor e muito amor, então, vamos lá, vou lhes contar como foi uma armação feita por incentivo de minha enteada mais velha, que queria que eu passasse a noite com ela, e por sinal, e com ela que tenho um relacionamento como amante, digamos assim, pois tenho um sentimento muito forte, além de desejos sexuais tenho amores por ela, que não acho que seja só paternal, e ela tem um sentido parecido também, mas pode ser pela vivencia, mas ela tem um desejo grande e vontade de fazer amor sempre comigo, mas nem sempre da certo, pois minha mulher, a mãe dela marca de perto, e o fato de eu trabalhar de prontidão, e minha esposa no hospital, fica meio complicado nos encontrarmos, ate porque ela quer fazer amor, dormir juntos nada de sexo muito rápido, mas quando nos encontramos e fazemos, e magico os momentos, e normalmente quando fazemos amor e acordamos, ficamos com sentimentos confusos, mas alegres, e realizados, sem saber o que fazer de nossas vidas.

La, estávamos todos assistindo teve na sala, e como já disse em outros casos, minha sala não tem nada, além de tapetes e almofadas para nos acomodarmos com certo conforto e mobilidade, estávamos rindo do filme de comedia que estávamos assistindo, todos bem a vontades, mas os olhares de Lane, Luna e eu, eram fodas, eu olhava para elas e elas para min, eu olhava para os xortinhos delas, pra ver se via algo, pois elas ficavam sempre sem calcinhas, eu deitado no colo de minha esposa de lado, elas ficavam olhando para o meu pênis, pois não tinha com ele não esta dando pulos, quando olhava para dentro das pernas delas, ficava todo perdido nos meus olhares, mas era complicado e lindo, pois elas mesmas disfarçando, dava um jeito de fazer alguma abertura, para eu ver algo sem que comprometesse quem estava do lado, e quando alguém olhava, elas fechavam rapidinho, assim ficamos por um bom tempo, já estava meio cansado, levantei e fui à cozinha tomar um pouco de agua, assim que sai Lane veio atrás também, percebeu minha pica dura, e passou com a bundinha que por sinal linda, rocando na pica e falou desse jeito você vai acabar mainha hoje ne, e saiu meio zangada, fui à sala, dei meu beijo de boa noite, como faço normalmente, e fui para o quarto, tomei meu banho coloquei meu xortinho de dormir, e deitei, terminei cochilando, só me assustei não sei quanto tempo depois, com minha esposa, já com a pica na boca, toda lambuzada, olhei para a cara dela, um olhar safado, passava a língua na cabacinha, e me olhava enfiava a pica na boca, subia e descia, olhou para min, amor me faz gozar na sua boca, e subiu esfregou a buceta na minha cara, eu comecei a passar a língua bem gostoso, ela gemendo, mexendo, passei a mão para a bunda dela, e ao mesmo tempo em que ficava com a língua na buceta, ficava com o dedinho, fazendo um circulo no cuzinho dela, ela gemendo tremendo, eu com os dentes preso no grelinho dela, segurando e chupando, ela gemendo levantei e deixei-a deitada, e continuei., colocava um dedinho na buceta, outro na entrada do cuzinho, passando a língua, enfiava a língua dentro da buceta, ela gemendo, gemendo, ate que travou com as pernas no meu pescoço, e me prendeu, se contorcendo e gemendo, gritou estou gozaaaaaaando, ahhhhh ahhhhh, foi quando levantei, me pus de pé, e coloquei a pica na boca dela, agora minha vez, de gozar gostoso, e segurei no cabelo dela, e comecei a meter como se fosse uma buceta, ela aceitando, e chupando gostoso, pedi que ela virasse de costas, e ficasse na posição de quatro, e empurrei a pica sem pena, num vai e vem sem parar, ate dar um urro de prazer e gozar abundantemente, naquela buceta deliciosa, ficamos colados mais uns minutos, levantamos e fomos ao banho e dormimos.

Na manha seguinte, percebi que Lane estava meio emburrada, imaginei que ela estivesse visto minha noite com a mãe dela, e por isso deve ter ficado chateada, mas foi só pensamento meu, pelo menos eu achava, a mãe dela foi para o trabalho, minha enteada mais nova foi para escola, ela ficou estudando para o vestibular, eu com não tinha nada para fazer, voltei para o quarto e fiquei deitado, de repente Lane me chama, pediu que eu fosse dar uma ajuda nos estudos, pois ela estava tendo dificuldade em redação, levantei e fui, cheguei ao quarto sentei e comecei a conversar, mas acho que a intenção dela era outra, que por sinal, a minha intenção não era das melhores, porem eu queria parar, mas os nossos desejos eram maiores, fiquei olhando nos olhos dela ela me agarrou me deu um beijo doce e apertado, e foi logo tirando a blusa, colocando para fora os lindos peitinhos que ela tem, e segurei e não suportei, coloquei na boca, e comecei a chupar, morder, apertar, enquanto eu fazia isto ela foi puxando meu xortinho, e pegando a pica, que já estava dura feita pedra, ficou punhetando, eu nos seus peitinhos, passava língua, chupava, mordia, com a mão descia para a bucetinha, toda meladinha de tesa o, ela gemendo, as pernas contorcia, ela beijava, punhetava, eu chupando, os peitinhos dela, mão na bucetinha, a pica pulsando, eu com medo de gozar, deitei ela na cama, e desci a boca pela barriga, ao mesmo tempo a mão na bucetinha parou no umbigo dela e passava a língua ela gemia ate cheguei com a boca na buceta enchi a boca, passava a língua, lambia botei o grelinho dela na boca, e mordia só com lábios, ela gemia, com o dedinho na porta do cuzinho dela, fazendo uma rodinha, passava um pouco de cuspe para lubrificar, ela gemia, e com as próprias mãos, abria mais a bundinha, eu chupava, lambia, deitada mesmo, levantei as perninhas dela, e comecei a passar a cabeça da pica na entrada do cuzinho, e fui colocando bem devagar, ela gemia esta doendo, eu parava, quando doía eu tirava,. Colocava mais um pouco de cuspe na pica, e colocava na entrada, ate que entro a cabecinha, ela deu um grito, parei, ela pediu pra ficar de pé, encostei-me à parede, e de novo coloquei a cabecinha na entrada do cuzinho, ela reclamou, eu tirei, desci e comecei a passar a língua, e a mão com cuspe, coloquei a cabecinha de novo, e fui forcando bem devagar, ela com as mãos, abriu a bundinha, já tinha passado a cabecinha, eu fui empurrando devagar, ela sentindo, começou a querer subir na parede se apoiando em min, só que subia, quando estava descendo a pica estava entrando, ela continuava tentando subir, quando descia a pica entrava mais, ate que não deu mais para subir, a pica já estava toda dentro do cuzinho dela, eu fiquei parado, ate ela se acostumar, e fui mexendo aos poucos, ela foi me empurrando para trás, eu fui me afastando, ate que ela ficou de bundinha para cima, e as mãos no chão, eu comecei a empurrar num vai e vem delicioso, vendo a pica entrar, e sair daquele cuzinho lindo, daquela bunda maravilhosa, ela levantou se, deitou se, na cama e mais uma vez, fui com todo carinho colocar a pica no cuzinho dela, bem devagar coloquei, encaixei, e fiquei com os dedinhos na buceta dela, e a pica no cuzinho num vai e vem delicioso, eu vendo a pica entrar e sair do cuzinho, olhando a cara dela com a boca se mordendo, ela com as mãos segurando na cama, se contorcendo, pedindo, mete, mete, mete com forca, eu metia ela pedia, ate que ela deu um grito forte, eu aproveitei pra gozar junto com ela, não precisou fazer muito esforço, pois já estava com a pica explodindo, dei um gozo maravilhoso dentro do cuzinho lindo, e bunda maravilhosa, paramos senti minha pica relaxando, o cuzinho dela fechando, e expulsando minha pica de dentro, fomos ao banho, e ficamos deitado coladinho um no outro tipo conchinha, como se fossemos marido e mulher, como sempre, assustamos com a porta se abrindo, sai correndo para meu quarto, e me fingi dormindo, não sei o que vai acontecer com este. Relacionamento, mas esta proibido, gostoso, aventureiro, então e ver ate onde vai dar.

Comentários

22/12/2016 17:42:22
Do jeito que esse incesto corre, tenho a certeza que vc vai lhes descabaçar as bucetinhas tb inclusive os cabacinhos da sua própria filha, mas cuidado com a reação da mãe hein! Os seus contos são excitantes Nota 10
22/12/2016 11:51:42
Dizem que o perigo sempre mora perto. No teu caso, a tentação sob o mesmo teto. Sei como é isso. Já fiz amor com meu enteado e também, iniciei meu irmãozinho virgem. Tudo isso narrei aqui. Gostei deste relato, com ótimas passagens bem excitantes. Se puder, faça uma visita nos meus contos, clicando no meu nome. Bjs.
21/12/2016 19:36:55
Tomara que ocorra uma "reunião familiar"
21/12/2016 07:37:54
Belo conto, estou vendo que irá ainda comer a outra filha e a esposa todas juntas....

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


video. pono mulheres guichado porra de tezaoveterinaria zoofilia conto eroticoistorias mulheres estrupadas no cu virgem pau grande elas quase morreupopa.da.bundagozamaiza e carolzinha trepanoela cagou no meu pau conto eroticosobrinho fica triste com a tia so lembrando do namorado que morreu xvideosjapones enchendo cu da japinha dr liquido xvideopassando protetor solar na teenzinha meti no cuzinho gratiscasada loira gaucha fode c pausudo que enche ela de porra e corno olhapapai e maninho me fuderao com seus pauzaos contosXvideos pecavelconto comi a tia coroa peidorreiraarrobadapoumponeMuitasex .com gaby pornolcontos de sexo no carro com um cara aiii metiii maiscusao de crioula velhameninas tirando a Virgindade aeh doinovinhas ninfetas tao novas que nem peito tem aindacurrada pelos negões no carnavalvideos de mulheres ficando toda impinadinha ao perceber a encoxadacasa dos contos eroticos/julianaxvideo garoto trazado com agpcontos eeroticos gay meu amigo se declarou pra minpiranhona de espartilho e cintaFiz sexo com meu profeasvideos porno velhor comedor da cabeça do pau rombudavideos porno cuzao levando pauzao da cabeca enorme chapéu cogumelocomedor enrabando professora virgemzoofilia homem fode potra recém nascidameu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticospauzudo passando a vara no meninocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramsexoalvesrolas grossas e veiudas fudendo as bucetinhas e cuzinhos das mulheres da favelacontos de corno que deram o cucontos/perdi o cabaco muito tardemulher bundona camsola curtinha trepand pornodoidover vidios porno da xvidio mulher veste marido com langeri e deixa ele para o amante fuderBAIXA VIDEO PORNO APROFESSORA ELIZABETI DA ESCOLA NANDEJAcasadinha pacata contosgato sarado transa com amiga gostosa ponodoidoporque tem mulheres que sentem prazer ao ser.penetrada com o.dedo no anuscasada aquenta a pica do negao que parece um jumento e corno asistemorenas,magras,cabelos pretos,peitinhos videos sexcontos de tia que mexeu com sobrinho jovemSacaniha reboado nos pauzaodeitei de conchinha com minha mae peitudaconto alisando a sobrinha pequenaconto padrasto da pica enormeXVI de os foi estuprar a coroa mas ela gostou e gososou gostosoa filhada vai passar o feriado na casa de seu padrinho e tem pensamento erotico com eleminha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigoscoroa novinha transando da put e da das tigresa da preguiça do pornô filme do Rio São Paulovelho rasgador de bucetavai novinhas so grelao shortinho enterrado na bucetapirocona na titiaposicao frango assado putaria brasileira pra salvar no celularcontofudi minha cunhadapornô dois negão chega na porta de uma mulher com cheque de r 1000mostrando abuçeta pedindo para alguém comercontos de incesto cumadreconto erótico eu minha esposa na cachoeiratentando meter com pinto inchadocachorro do nozão trelado no cu da gostosaestupro chupando grelo grande até ferirvideo porno chamei meu genro para mim ajudar e dei para elecontos eroticos com viuvas ricas e mulheres sedutoras ricascontos eróticos revista privatepsicologia enfrento hiv minha filha e guei ajudapirulito do titio contos inocentecolecao lambendo a cabecinha gozada na boca pornodoido