Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Alegria No Colégio Interno I (Por Camila)

Categoria: Grupal
Data: 13/01/2017 02:48:32
Nota -
Assuntos: Lésbicas, Grupal
Ler comentários (0) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Alegria No Colégio Interno I (Por Camila)

Eu sempre fui meio avançada e curiosa com relação ao sexo. Pretendo contar a todos os queridos leitores aqui como minha vida completamente liberada se iniciou, e em um colégio interno religioso. Tenho hoje 37 anos e muita febre para dar, como sempre aliás!!! Dois filhos, uma menina e um menino, eles estão com 18 ele e 17 ela, mas eles entrarão nos contos em breve, visto que não há macho que me segure. Mas a minha primeira loucura mesmo foi com 16 para 17 anos, quando fui enviada para um colégio interno só de meninas em uma cidade longe da minha. A gota d’água para minha família foi descobrir que um vizinho meu casado e eu demos uns amassos na rua, a esposa dele fez um escândalo e as coisas ficaram péssimas. O mais incrível, eu era virgem, e em uma das raras vezes que tinha saído para ir ao mercado ele me agarrou, eu gostei e assim rolou. Minha tradicional família religiosa não deu muita bola, me enviando logo ao internato. Como foi tudo muito rápido, acabei ficando em um quarto com duas meninas mais velhas, de 18 anos, a Letícia, uma mulata com corpo escultural e que nas horas vagas praticava atletismo, e a Aline, essa ruiva de sardinhas deliciosas e muito linda, seus olhos verdes cor de mar. Fui levada ao quarto pela madre superiora que seria minha responsável, a Sonia, essa com uns 34 anos e um corpaço de meter medo em qualquer ninfeta de 20, me mostrando as três camas e o espaçoso banheiro em que ficaria instalada. Arrumei minhas coisas e fui fazendo amizade com as meninas, e se passaram dois dias, entediantes, era aula e voltar ao quarto, homens que podíamos ver eram só os seguranças do local, uns oito no total, que pelo jeito pairava a fantasia de todas as meninas ali. As duas, a Letícia e a Aline, foram muito solícitas comigo, me agarrando como uma irmã. Fumamos juntas de noite, a Letícia conseguia seus cigarros com um dos guardas, e isso durou uma semana. Lembro bem de em uma sexta-feira, entrar as 18:00 no quarto, e me deparar com a Aline mamando o grelo da Letícia, muito grande por sinal... Elas me olharam e me agarraram, eu tentei gritar, mas Aline colocou uma meia calça na minha boca, me segurando forte, enquanto a Letícia pegou o telefone e falou algo com alguém, coisa tipo:

- Ela descobriu!!! Sim!!! Prepará-la??? Ok!!!

As duas me arrastaram para o banheiro, a Aline me segurou enquanto a Letícia me amarrava com os cardaços dos tênis, e logo estava a mercê das duas, que me rasgaram as roupas, tirando depois as suas, eu as olhava indefesa, ajoelhada, tenho o mesmo corpo que sempre marcou minha vida, sou magrela e com seios grandes e saltados, a xana pequena e apertada, com meu discreto grelo entre meus delicados lábios, muito branca e com olhos azuis. A Aline tirou a meia calça e me fez engolir uma meia, e depois a Letícia disse:

- Fica calma, vamos te apresentar um novos mundo, e novas amigas, não se esqueça que somos só nós aqui, tudo bem, Camila???

Eu tentava ficar calma e balançava a cabeça lentamente, quando a Aline ligou a ducha, deixando bem quente, e as duas entraram na água, eu via dois corpos magníficos se fundindo, minha cabeça estava em transe, quando a Letícia me pegou e me conduziu para junto delas, eu dando um beijo de tirar o fôlego em cada uma, e logo elas começaram a acariciar meu corpo, a Letícia analisava minha xana, constatando seu tamanho e logo uma mamava meus seios, me prensando na parede do Box, e outra enfiava a língua dentro da minha xana, eu me desfiz compulsivamente em orgasmos e mais orgasmos, quando elas pararam e me enxugaram, me levando de volta ao quarto, quando as duas sentaram na minha cama e abriram as pernas, eu de quatro comecei pela menor, que era a buceta normal da Aline, e logo ela passava as mãos no meu cabelo, e gosava gritando, com seus seios mamados pela Letícia, e logo eu esfregava a língua na xana enorme da negra, que dessa vez era mamada gostoso pela Aline. Foi quando alguém bateu a porta e a Aline foi atender, depois de ver o delicioso goso da Letícia... E para minha surpresa, era a madre Sonia, que entrou com duas sacolas e uma bolsa, falando as meninas:

- Que absurdo. Não maltratem a novata. Venham meninas...

As duas um pouco que submissas foram tirando cada peça de roupa da Sonia, acariciando lentamente seu corpo e beijando sua boca sem pudor, com línguas se cruzando apenas pelo sabor da carne, e quando seus seios foram desnudos, confesso: Fiquei com água na boca, não vi e nunca verei uma mulher com aquele corpo. Eu não tentarei descrever, vou deixar as fotos mais parecidas com ela que já vi no conto. As duas então começaram a se deliciar, uma em cada seio farto e volumoso, da Sonia, que começa a gemer e eu vejo sair um pouco de leite dos bicos grandes, ela então falou com as duas:

- Desamarrem e tirem as meias dela, vou ensinar a ela como vivemos aqui!!!

Ela sentou ao meu lado, analisando cada milímetro do meu corpo, e disse:

- Vamos fumar um pouco??? Trouxe cervejas também...

- Claro, madre Sonia!!!

Eu falava e olhava com tesão os bicos dos seus deliciosos seios, gente, pegamos um cigarro enquanto as meninas colocavam as bebidas na pequena geladeira, ela me fala:

- Gostou dos meus seios???

- Sim, madre Sonia!!!

Ela sentou no meu colo e me deu um beijo molhado, depois guiando minha boca as suas grandes aureolas, e disse:

- Pode mamar, ajuda a titia aqui a aliviar o leite...

Eu mamava como uma bezerra, e ela gosava entre dentes, quando ouvi as cervejas sendo abertas e ela mesma me parando um pouco para colocar uma lata garganta abaixo em mim, eu sou fraca com bebidas... rs... E também jogou nos seus seios, assim eu tinha um delicioso banquete por perto... E caí de boca!!! Ela olhou as meninas se beijando e pediu:

- Comecem, putas!!!

As duas se colocaram abaixo do meu colo, lambendo minha xana e a dela, fazendo ela urrar entre dentes, e eu sugava uma boa quantidade do seu leitinho, gosando gostoso com uma língua na minha xana... Elas então me levaram para a cama, onde a Sonia se deliciou com linguadas na minha xana, enquanto eu mamava os seios e as xanas das putas, uma gemeção total, quando a madre se levanta e diz:

- Bem, meninas, é hora dela ser iniciada, vamos logo... Confia em mim???

Eu já tonta pela pouca bebida e o cigarro, disse que sim, sendo amarrada na minha cama pelas duas, de costas para cima e com dois travesseiros por baixo, empinando minha bunda, então a madre colocava uma cinta com um pinto na frente, e alisava minha xaninha olhando com tesão, quando pegou uma camisinha e deu na boca da Letícia, olhando com sarcasmo:

- Coloca a camisinha... Temos mais uma adepta do nosso clube!!!

Eu me debati e pensei se falaria de fato, mas quando vi as duas meninas pagando um boquete e ela dizendo:

- Bem molhado, meninas...

Eu berrei:

- Eu sou virgem, porra!!!

Ela ficou louca, logo terminando com as meninas, e indo para trás de mim com muito tesão, falando a Letícia:

- Enfia a língua dessa piranha na sua xana, ela precisa de algo grande...

A Letícia sentou esfregando a xana na minha cara, eu tentava berrar e me sacudia toda, quando a Aline tentava me segurar pela cintura, falando:

- Camila, quanto mais você rebolar, mais tesão vai dar nela!!!

Então a Camila por uma última vez deu uma cuspida naquele pinto, e eu mamando me preparando pelo que viria: Senti o toque na minha xaninha, e a Letícia grunhindo enquanto gosava na minha língua:

- Mama gostoso... Vai Sonia!!!

A Sonia me pegou pelas ancas e afundou o pinto dentro, em um golpe preciso, que me fez berrar, abafada pela xana da Letícia, meus pulmões vazios, a Aline veio e tomou lugar da Letícia, me dando uma cerveja e me colocando para lamber sua xana, sem forçar, a madre me fodia com vontade:

- Está gostoso, Camila??? Quer mais???

E lá se foi meu lacre, se rompendo e sangrando um pouco minha xaninha, eu berrava de dor mas pedia mais, eu gosava sendo dominada por aquelas três sádicas...

- Mete mais, Sonia!!!

E então a Sonia pediu a Letícia que ligasse, ela telefonou e falou algo, mas eu senti mais lenha no ar... Então bateram no quarto e a Aline foi atender, quase gemendo te tesão ao abrir a porta e ver dois dos seguranças, o Roger e o Pedro, os mais novos e tesudos entre eles, o Pedro um negro com cara de macho e poucos amigos, seus 20 anos e um corpo sarado, alto e forte, o Roger bem branco e bem dotado, e logo foram recepcionados pela Aline, que os trouxe até a cama, eles acabavam de ver a cena toda e a Letícia deu um beijo em cada um, logo tirando suas roupas e exibindo cacetes enormes, o Roger não entendendo, o Pedro disse:

- Relaxa, cara, sua primeira noite aqui com as meninas...

Ele não sabia!!! A Sonia gosou me comendo, deu uns tapas na minha bunda e ficou olhando as duas, depois apontando os cacetes e falando:

- Mamem, putas... Bem molhados!!!

Ela pegou um cigarro e uma cerveja, tirando a cinta e observando a tudo, falando enquanto se tocava lentamente:

- Meninos, a Camila é nova aqui e acabou de perder a virgindade... Preciso de ajuda extra para alargar sua xaninha, que é muito comportada... Vocês podem me ajudar???

Eles pegaram fogo no boquete, o Pedro já alisando minha xana com seus dedos fortes e grossos, o Roger fazendo a Letícia engolir seu pinto inteiro, quando a Sonia chamou as meninas:

- Já chega. Venham me satisfazer!!!

Assim a Sonia sentada no sofá via meu corpo em toda sua extensão, na cama, devidamente pronto para o abate... A Aline começou uma chupada daquelas nela, enquanto a Letícia sentava no seu colo e mamava com vontade seus seios, eu comecei a me debater, o Roger abria meus lábios quando o Pedro encostou seu pintão na minha boca, no que a Sonia interrompeu:

- Ainda não, Pedro, quero ouvir ela berrar...

As meninas riram e continuaram mamando, quando senti, sem camisinha mesmo, o pinto enorme sendo empurrado para dentro do meu corpo, eu me senti entalada e comecei a berrar e a me sacudir, o Roger riu e disse, ma prendendo pela cintura:

- Olha, nem preciso bombar... Essa rebola sozinha!!!

O Pedro já me apresentava o sabor de mamar uma pica, era gostoso e saia um melzinho gosmento da ponta, aquilo me dava muito tesão, era um pinto grosso feito uma mamadeira, ele urrava enquanto eu mexia minha língua com a pica dentro da boca:

- Ela chupa bem!!! Piranha boa de mamada!!!

- Que bom!!! Cada um gosa duas vezes nela, hein??? Disse a Sonia, que trocou de posição, agora mamando as xanas das meninas, sentadas na outra cama... Elas gemiam como vacas, e o Roger começou a inchar dentro de mim, sua pica estava me assando, quando eu gritei:

- Gosa logo, por favor!!! Me enche de leite!!!

Ele não se agüentou e veio de boa, soltando seu corpo sobre o meu e afundando sua pica, senti sujar tudo dentro de mim, e logo o Pedro se posicionou, sem me dar trégua, enquanto o Roger oferecia a pica e a Aline limpava, com muito tesão... O Pedro me invadia gritando:

- Muito apertada... Porra!!! Piranha deliciosa!!!

E sentia aquilo deslizando fácil dentro de mim, já arrombada de prazer e muito desejo... O Pedro terminou de me sujar por dentro e foi ser limpo pela Letícia, a madre me soltando e perguntando se estava tudo bem, quando depois ficou comigo sentada no seu colo, alisando meus seios enquanto as duas levavam de frango assado as picas dos meninos nas xanas, a Aline e o Roger e o Pedro com a Letícia, nisso eu me tocava sentindo meu grelinho mais solto e ardido, a madre colocou a mão sobre ele e começou a puxar levemente a pele por cima dele, falando:

- Precisamos soltar esse grelo... As meninas vão cuidar disso, ok???

Eu soluçava gosando nas mãos sapecas dela, sem alternativa, ela me deu um cigarro e fumamos, os casais se revezavam na cama, quando ela soltou a frase mágica:

- Vamos, quero que façam filhotes nessas cadelas!!!

O Pedro estava dentro da Aline, deu um berro e esporrou tudo, caindo por cima dela, e o Roger colocou a Aline de quatro, cavalgando ela, logo gritando:

- Leva leite, cadela!!!

As duas estavam caídas na cama, quando a madre pegou na sacola dois viagras e deu aos meninos, que bebiam cerveja em pé, enquanto eu e ela de joelhos no chão fazíamos o alvoroço das picas nas nossas línguas, até que eles estavam duros demais, então ela me afastou e pegou um tubo com óleo lubrificante e passou nas duas, ordenando que ficassem de quatro, elas pareciam mortas de tesão, então cada um encostou a pica em uma bunda, eu com a xana na língua da Letícia, que mamava muito bem, vendo o Roger penetrá-la, e a Sonia com a xana na língua da Aline, comida pelo Pedro... As duas levaram na bunda com facilidade, nos lambendo até gosarmos horrores, e só depois de uma meia hora eles rechearam as bundas de sêmen, as meninas caíram gosadas ali ao lado, mas eles estavam muito duros pelo viagra, a Sonia limpou seus cacetes e me falou:

- Querida, não fuja das suas responsabilidades... Eu disse que eles gosariam duas vezes cada em você!!!

- Não sei se agüento, madre Sonia!!!

Ela me olhou tesuda e lambia as picas dos meninos, enquanto eu era atacada pelas já ferozes Aline e Letícia, que me colocaram de costas na cama, enquanto a Sonia posicionava o Pedro na minha xana e eu levava mais ferro, o viagra deixa o pinto muito duro, e gente, eu era mamada porá cada uma das fêmeas em meus seios, era impossível não ficar molhadíssima e ainda reclamar... A Sonia mamava o Roger, logo dividindo uma boa esporrada nos meus seios com as meninas, e ele ainda duro, quando o Pedro detonou minha xana, dando espaço para o outro entrar, enquanto as meninas limpavam alucinadas o pinto negro do Pedro, junto comigo, elas tinham fome de esperma... A madre Sonia continuava se divertindo com a xana na altura da minha boca, gosando e me fazendo limpá-la toda.... Eu já gosava sem ser tocada, e então o Roger urrou e tirou o pinto, melando minha barriga e chegando a pegar na minha língua, as meninas vorazes com a língua em mim, me limpando gostoso enquanto eu via a Sonia, perguntando:

- A senhora não vai dar não???

Ela levantou e segurou um em cada mão, olhando para as meninas e dizendo:

- Domingo teremos uma festa melhor, talvez eu traga três machos... Mas a bunda dela tem que estar aberta e o grelo mais solto, senão só nós duas fademos e vocês assistem...

Olhou-me e disse:

- Eu sou comida sim, mas dentro do meu quarto!!! Eu e meus machos!!!

E saiu com os dois, batendo a porta... Eu, a Letícia e a Aline fomos tomar uma ducha bem quente, minha xana só ficou boa no dia seguinte, mas no domingo... Meu grelo estava soltinho e minha bunda foi devorada... Dormimos as três exaustas e agarradas, acordei com um delicioso beijo da Letícia!!! Espero que gostem, conto mais da próxima vez... Mas chego até meus filhos, nos dias de hoje!!! Beijos nas xanas, Camila!!!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


ver vidio padrasto da pica muito loga comendo a itiada virger o pau entrou de veis ela desmaioucontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docesContoeroticonovinhosafadofui iniciada como cadela e gosteisarra novinha da b***** bem bonitinha pornôcontos erotico chantagem e submissão de casal novinhoconto erotico casada crente no trema gordinha morena kuduro dando para o negãocontos eroticas provoquei meu cunhadojoponezinha dormindo e entra um cara e comi elaquero ver novınha que sao empregada fudendoabusada no cinemaaninha e meu tio cacetudo com foto e todos os contossconto erotico sou travesti e vendi meu cuvideo de mulhe rebolhadorola gradi nocu danoviaso videos de xoxotas murchastransando com cachorro e vizinhocontoquero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidaspai fas.fihinha goza primeira ves putariabrasileiraContos porno bucetinha da bisnetinhacuzao da tia vim nao aquentei mobile pornpaola olivera de xote curto pornomulher passa margarina no cu da amigaimagens e videos de coroas tesudas metidas no sexo kente ate esporrar fora e mostrando a cona inchada com labios longosContos eroticos de travesti pauzudo estuprando meninoscontos eróticos incestos fudendo a meia irmã filha do meu pailargandoo cu com um pepino grosso pornodoidoconto mulher sede a chantagem de garoto tranzarler relatos d velhos d pau gigantes q arrombaram asmulheresvideos de cornos que aguarda ansioso sua esposa voltar pra casa escorrendo porra de outro toda melada na bucetapassando a mao na ninfetinha godtosa sem defesa pornosexo tio seu pau e muito grande nao vai caber na minha bucetinha nao conto erótico gêmeas trail irmã com o namoradofiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contoscontos meu genro tesudopaniqueti lavando gosarda pirnimeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticoxvideo amador teens assustada quando entro de na xoxota de bruço xoxotapredador de viado contos eroticosmenina 18 cabasom. padato tula dela camaabaixar porno gratis amor no cu nao amor vai doer eu vou botar so a metaderelatos eroticos Elen Reginavídeo pornô de novinha do grelo apertadinho obrigada a chupar a rola do Vandohistorias eroticas heretossexuaisemcoxando a novinha de sches e saiapica dura do peão de rodeioevangélica Sáfadinha mostrando a bucetaestórias eróticas de sequestroo bucetaoda minha noraprima separada com tesaoteens paus cabeçudos grandes gozando fortes jatos porraminha esposa dis q ta gosano filme pornoencoxada casa dos contosconto eu so tinha dez aninhos e meu tio ja chupava minha xoxota que era carnudinha eu ia a loucuraanais bruto elas tenta corre io pau entra masvídeos porno caseros esposinha fazendo suruba com 3homVirgindade anal incesto Desde pequena Contodou o cuzinho mas sofro muito ele tem um pauzaonada brincando com o pau do cunhado excluída do marido pornôhomen ve a visinha no banheiro fica louco porno doidocontos de casadas pedindo ao marido pra realizar suas fantasiasvídeo pornô meu marido chegou em casa ficou surpreso porque eu estava limpa cheirosacomo descabaça minha sobrinhaconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretosubrinha olhando seu tiu nuvideos de coroas loiras da bunda grande vendo genro de pau duromeu padrasto me pegou no colo contos eroticoscontos incesto xota enrabadabucetaô. jgmum uisque depois de um cigarro pornovídeos pornô certinho não quero nenhum errando dando errado por favor obrigadapaicomeu eu minha irmaxvideos o chifre mais bem tomadocacetudomonstro