Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

O metal contra a nuvem

Um conto erótico de Netto
Categoria: Homossexual
Data: 04/02/2017 03:49:10
Última revisão: 05/02/2017 17:04:24
Nota 9.50
Assuntos: Casados, Gay, Homossexual

Atuando na rotina de oficina como mecânico a mais de 15 anos enviei meu currículo para uma empresa multinacional do nordeste voltada para veículos pesados, manutenção veicular linha pesada, plano de manutenção preventiva e corretiva tanto na capital como no interior. Após a seleção e os exames admissionais estava entre os dez mecânicos contratados.

Eu, Netto, 45 anos, 1,80 m de altura, 85 kg, branco, olhos castanho, cabelos ficando grisalhos, peludo, bigode sempre aparado e saindo de três casamentos, três filhos e sem paciência para muita conversa. Ele, Bezerra, 33 anos, 1,70 m de altura, 90 kg, moreno, olhos pretos, careca, também peludo, cavanhaque, casado, pai de uma filha. Totalmente comprometido com o trabalho, responsável e bastante extrovertido.

Como morávamos num bairro vizinho e fazíamos esse percurso semanalmente, começou a falar de assuntos variados: futebol, família, mulher, sexo, etc. Percebia que ele me encarava e de vez em quando fixava seu olhar no meu. Como estava quase sempre ao volante desviava para prestar atenção no trânsito, respondendo monossilabicamente suas perguntas ou sorria das suas peripécias quando começava a detalhar seu desempenho e dizia que ficava de pau duro só de falar. Notando, que não me interessava pelo assunto. Ele me pergunta: tu não sente tesão cara?

Achei estranho a pergunta. Mas, depois desse dia Bezerra quando estava sentado começava a colocar a mão na minha coxa ou no meu ombro quando explicava alguma coisa. Finalizando com um: Tu tá entendendo? E sempre respondia com um sim, um não ou talvez. Percebi que esse contato estava me incomodando. Agora, sempre que possível, o evitava. Passei a trabalhar com os outros mecânicos. Os outros começaram a perguntar se tinha acontecido algo. Eu respondia que não e na verdade nada tinha acontecido.

Os dias se passaram... semanas... meses... estávamos de plantão na oficina quando fomos escalados para realizar um trabalho juntos e seria no interior. Teríamos que dormir no município e concluir o serviço no outro dia.

Putz!!! Já fechei a cara.

No outro dia pegamos as ferramentas e seguimos viagem. Ele respeitou o meu silêncio. Mas, chegou um determinado momento disse que estava sentido a falta da minha amizade. Logo, em seguida, perguntou o que tinha feito para estar agindo assim? E sem dar tempo para que formulasse a minha resposta ele já foi respondendo: você já deve ter notado que eu não que só a sua amizade!!! Eu não paro de pensar em você cara. Nunca me imaginei nessa situação. Mas, é mais forte do que eu. Dito isto, virou de lado olhando a paisagem e algumas lágrimas molharam o seu rosto.

Agora que estava sem saber o que fazer ou falar foi eu... Assim, comecei a dizer o que vinha no pensamento... tu tá doido cara? Nós somos casados, temos família, trabalho e tem mais eu não curto homem não!!! Ele num momento de desespero e ousadia colocou a mão sobre a minha rola. Então, eu disse: faz isso não cara! Vamos passar uma borracha em cima disso e continuar sendo amigos... Bezerra em um som quase inaudível falou: mas, eu quero. Não tire a minha mão... já começando a alisar meu pau sobre a bermuda.

Porra!!! Não tenho cabeça pra isso. Fui criado num ambiente de cabaré e sexo pra mim é só meter, gozar e pronto. Tem certeza e isso que te faz feliz? Argumentei. Ele balançou a cabeça afirmando que sim... Vendo que ele não ia desistir... disse: Tá bom... deixe eu encostar o carro. Arriei um pouco a bermuda e baixei a minha cueca. No que ele falou: não estou acreditando? Posso mesmo pegar? Respondi: pode ficar... Pense, num sorriso iluminado? Aquele cara tristonho e cabisbaixo. Tinha vencido e expressava um sorriso contido. Agora a batalha seria outra? Era fazer a rola adormecida acordar como sempre imaginou e desejou.

Bezerra não teve pressa para cheirar e sorver toda a fragrância que aquele homem maduro exalava. Com extremo cuidado beijou a cabeça do pau já entumecido, percebeu que um filete viscoso escorria pela rola e passou a língua provando o sabor seminal. Com uma destreza que até aquele momento desconhecia colocou a língua na virilha e começou a chupar o saco. O pau já ganhava proporções bem maiores quando de Netto interrompeu as investidas do companheiro de trabalho, dizendo que estavam atrasados e precisariam chegar na hora cominada. Ciente do compromisso e mesmo descontente, um sorriso nos lábios de Bezerra se fizera notar. Apesar de toda a resistência do amigo... conseguiu o que parecia impossível.

Tendo a certeza que aquela história na acabaria ali Bezerra e Netto seguiram em silêncio...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/02/2017 00:40:53
INTERESSANTE. NADA QUE UMA BOA CANTADA NÃO RESOLVA. OU UMA CHANTAGEM EMOCIONAL.
04/02/2017 11:45:12
Eu gostei muito, mas acho que você fez a abordagem muito forçada. Podia ter rolado uma parada mais sutil. Porém, o autor é você e não eu. Eu só disse isso pq eu gosto de história assim. Espero que continue.




Online porn video at mobile phone


relatos de traveco que colocou silicone enorme no peito e deu pro roludo mamarcontos de sexo depilando a sograContos estrupada no ginasio da escolab****** assaltou a casa e meteu a mão na boca da Neide da novinha e fez a transar com ele a força vídeo pornôcasada foi pra oficina dar pros mecanicosminha irma me pegou batendo punheta e contou pra minha mae acabou que teve que transar comigofiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contoscao gigante fica emgatado na buceta da nefinha que gene de tesaovídeos pornô brasileiros com mais novinha proibido sussurrando no escurinho comoXxxxxxVidio porno o negrao virado em mangaporque os atores de porno ficam mais tempo enrijecidosquero abri uma janela parA o porno baiano com bucetascontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosdescobrindo o amor 74 dr romântico contos eroticos comi a bundinha da menininha do baledoce nanda parte cinco contos eroticosgemeas identicas dando a bucetinha pra um taradinhotransei com minha visinha casada no quintal delalekes cantando juntos no pornodoidoSexo on-line aclimação menagevelhocasadacornoFantasia sexual: lamber um cu cacagonegao da rola gigante com menina burguesinhaxvidio porno comendo a cunhada de fio dental rocho no banhoincesto tio tirando virgindade da sobrinha de dez anos no semáfororelatos selvagens de zoofilia com cachorroempurando o gatilho no prikito delaconto eróticos padrasto chupa a estiada de 8 anosconto erótico sequestro em carcereencanador comeu a cliente a forca e ela gostounovınha transando com ırmaohobby tocar punheta saradohistoria dos k fizeram zoofila pela primeira vezconto um mulato superdotado para minha esposinha branquinha e magrinha b*******iniciando meu marido experiência inversão videosxxxadolecens safadas trazandoo tio tarado estrupando a sobrinha clitado de dorcache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho Gol contos eróticos Prima com primo gordinha gostosamamilos da minha mae contos eroticosfihota coxuda mete 4 tipoconto erotico tirei o cabaco da pateicinha no matocontos eróticos de padastro abusivoporno antigo menina foge de casa por causa do padrasto taradoMulher gostosa dw vestinho coladinhos fudendocontos eeroticos transando com a esposa e cunhada no interior do paranaSomente contos reais de marido chorando e ecitado que chega em casa e pega esposa trepandoenfiou o nariz no cu da pưta com a buceta gozadacontos de mulheres cagando e peidando em seus parceirosrelato corno na casade swuingxvidio no binha petdeno ocabadoporno sombra brasileiro pauzudo so com vovo 60anospegando cachorro na rua pra praticar zoofiliacontos eroticos de quem perdeu a virgindade com a empregadameu aluno cacetudo contosContos eroticos de mulheres de manausporno. jafaleii nãoxvidio louco desejo vestidinhoComtoseroticos cegredohomemsexo homen em esteio rsvitinho meu sobrinho contos gaysnegoia pauzudosconto erótico Dulce safadaporno A garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado kkkkkxoxotas em perigo cabaçovideo de porno gay fui estrupado pero mel primocontos e videos de transando com as casadas com permissão do maridoTheo eTonnyacho que minha namorada gozou pq agente tava fazebdo sexo e a perna dela tava tremendobuceta gozano nepicaporno irado sexo no salã de belezacontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludohttp://migre.me/w4IgEvídeo pornô Sport segurando marido comendo o cuzinho da comadre a forçachantagiei e comi o viadinho magrinho contoshistoria dos k fizeram zoofila pela primeira vezpegou fogo no travesseiro da atriscasada foi pra oficina dar pros mecanicosgordinleitorbucetaazedinhaquero os melhores contos eróticos de enteadas brigonas com fotoscontos eroticos de 2017 dia 20 de abrilcontos eroticos comi a filha da minha inquilinaXVídeos dando em espera e gostosa queimadinha tirando a roupaXvideos batendo punhenta vendo gostosa de bucos na picinahetero passivo conto realSou tarado por beijar pezinhos com rasteirinhasfiz minha esposa chupar seu pai enquanto fodiamoscachorro mete na buceta e sai puxando a dona vídeocontos erotico chantagiei e depilei minha sograporno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhogozanu gostozo na bucita da irma dominu xvidesconto erotico de corno paraensevidio porno de mulheris piquenas de 120 sentano ni rolas de 44 centimetromulhereres evanjelicas peludas porno casei