Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Persuasão S02 - Parte V1 - As Escamas da Sereia

Categoria: Heterossexual
Data: 17/02/2017 21:35:32
Nota 9.83

Enquanto Jack e o Lenhador conversavam Vanessa foi até o banheiro se refazer, Renan foi atrás para ajudá-la.

Após uma reunião de uns cinco minutos Jack voltou e disse para Priscila.

- Nós topamos, mas você vai dar conta dos quatro ao mesmo tempo?

Priscila engoliu seco e ficou meio que sem resposta.

- Nossa gente, todos vocês ao mesmo tempo?

- Isso e só vamos parar quando estivermos satisfeitos, você vai ficar com a bucetinha assada de tanto levar vara.

- Mas e se vocês não derem conta?

- Todos caímos na gargalhada.

- O meu amigo aqui está doido para rachar essa sua saia no meio, ele vai fazer picadinho dessa sua roupinha.

- Só por que ele fez uma ninfetinha virgem gozar em dois minutos, acha que comigo vai ser a mesma coisa? Podem vir, estão esperando o que?

- Você fica provocando, amanhã você nem vai conseguir fazer xixi, de tão inchada que iremos deixar a sua bucetinha.

- Você fala demais Jack.

- Acho teremos uma hora. Disse o Lenhador em português.

- Então você fala português e não nos disse nada. Disse Priscila.

- Falo algumas palavras, minha faca está louca para arrancar as escamas dessa sereia. Disse o Lenhador passando a faca sobre os seios de Priscila, pressionando e desfiando sua blusa. Seus mamilos ficaram salientes com aquele ato.

- Uii. Você quer passar a faca desse jeito na minha pele?

- Exatamente, querer arrancar suas escamas.

- Mas você não vai me cortar?

- Não, pode tranquila ficar, só vai arder um pouco.

- Se você promete que não vai me cortar tudo bem, podemos tentar.

- Vamos parar com o papo. Disse Jack puxando Priscila contra o seu corpo e começaram a se beijar, ele segurava com as duas mãos em sua saia, fazendo seu bumbum ficar marcado, ele puxava uma parte do tecido para cada lago tentando fazê-la partir ao meio, mas como o tecido era muito resistente ela estava esticada ao máximo. O Lenhador pegou sua peixeira e passou na barra da saia, fazendo um pequeno corte, como Jack estava puxando com bastante força a saia foi partindo até chegar ao cós, exibindo assim o bumbum de Priscila, como eu estava do lado oposto não dava para ver com qual lingerie ela estava.

Jack segurou em seu cabelo, continuou beijando-a enquanto o Lenhador fazia seu corpo girar, desde modo Priscila ficou de frente para ele e com o pescoço virado para trás beijando o Jack.

Eu saí de onde estava sentado para poder ver o que ele iria fazer com a Priscila. Ele com a ponta da faca deslizou a alça da sua blusa até seus ombros, em seguida enfiou a faca por baixo da alça do seu sutiã e puxou para cima cortando-a, fez a mesma coisa do outro lado. Agora a alça da sua blusa estava na metade de seu ombro e as duas alças do sutiã cortadas. Ele pegou as minhas mãos e colocou sobre os pulsos da Priscila e pediu para eu segurar firme. Senti que Jack também segurou firme a cintura dela e os cabelos e a beijou com uma maior intensidade, não sei o que eles estavam programando.

Ele colocou a ponta da faca sobre o seio direito da Priscila e foi descendo, fazendo a blusa descer e mostrar metade de seus seios, como ele estava passando a ponta da faca com uma certa força, por onde ela passava ficava um vergão vermelho, da ponta da faca raspando a sua pele. Priscila gemeu abafada pelo beijo de Jack, suas mãos instintivamente tentavam subir, podia ver seu coração acelerado, sua respiração ofegante, o que ele estava fazendo não estava doendo tanto, acredito que aquela sensação de medo e impotência, a estava deixando muito assustada.

Ao chegar perto dos mamilos ele deixou de usar a ponta da faca para usar o dorso, pressionava com força a faca contra o seio direito, fazendo a faca raspar sobre sua auréola, deixando-a bastante vermelha, em seguida o dorso chegou até o mamilo que estava rijo e pontudo, aquela lâmina gelada em um contato forte contra seu mamilo a fez se arrepiar toda, não havia uma parte que não estava arrepiada, seu corpo estava tenso. Eu achei que ele iria fazer o mamilo passar por de baixo da lamina, mas não, ele ficou passando a faca sobre ele, como se estivesse usando-o para afiar a faca, Priscila continuava tensa e arrepiada, agora ela não estava mais beijando o Jack, mas mesmo assim ele a segurava pelos cabelos fazendo seu rosto ficar virado para trás, para que ela não visse o que estava sendo feito.

Priscila estava com um tesão incontrolável, tenho que reconhecer que aquele cara sabia mexer com o psicológico das pessoas, mesmo sem ter nenhum contato com o corpo dela, ela estava prestes a gozar. Seu poder de causar medo e tesão era inquestionável, ainda mais quando num dado momento ele começou a apertar a ponta da faca na ponta de seu mamilo, levando Priscila a loucura, dava algumas espetadas de baixo para cima, fazendo-a pular com o susto.

- Ahhh você está me levando à loucura com isso, não aguento mais de vontade de gozar.

Ele começou a brincar mais rápido com o mamilo. Priscila cruzou as pernas sovando uma contra a outra, suas mãos forçavam para poder se tocar, mas eu a segurava, até que ela soltou um gemido alto e forte.

- Hummmm, hummmm, ahhhhhhh, ahhhhhhhhhhhhhhhhhh, que delicia.

Enquanto ela gozava o Lenhador pressionava a ponta da faca contra o seu mamilo, fazendo-o sumir dentro do seu seio, sua maestria era tanto que Priscila acabou gozando somente por suas habilidades com a faca, não consigo entender como ele conseguia fazer as mulheres gozarem com aquela facilidade, parece que com ele qualquer mulher poderia gozar nos primeiros momentos, sua pressão da faca parecia ficar no limite, um pouco mais forte acabaria furando-a e a fazendo sangrar, um pouco mais fraco não daria o prazer que ela estava sentindo. Esse cara era bom, poderia aprender muita coisa com ele.

Após o gozo Priscila ficou ofegando e com poucas forças.

- A garota gozou, imagina a hora que eu chegar na bucetinha dela.

Priscila somente sorriu, mas em instantes o sorriso deu lugar ao uma pequena careta, isso porque ele voltou a passar o dorso da faca com força na parte de baixo da sua aureola. Após passar pela aureola, ele foi descendo a roupa raspando a ponta da faca sobre a pele sensível dos seus seios, até que ele finalmente saltou para fora. O vergão na vertical contrastava com sua pele clara.

Assim que tirou o seio direito para fora foi a vez do esquerdo, dessa vez ele pediu para que o Jack a soltasse para que ela visse o que ele estava fazendo. Seguindo o mesmo processo, raspando a ponta da faca até a auréola, podia-se ver no rosto dela que aquilo era um pouco doloroso, mas o tesão que estava tomando conta de seu corpo era imenso e ela aguentava firme e forte.

- No outro eu fiz com o dorso da faca, mas para retirar as escamas da sereia, o ideal é com o lado cortante da faca, posso?

- Não vai me cortar?

- Não, só vou arrancar as escamas, vai arder bastante...

Ela virou o rosto de lado, rangeu os dentes, ele segurou em seu mamilo, puxando-o para frente e começou a raspar a faca sobre a sua auréola tanto do lado de cima quanto do lado de baixo, tal qual quando estamos tirando as escamas de um peixe.

- Ai está ardendo muito...

- Calma já estou quase terminando...

Mais alguns instantes ele fez em todo o contorno da auréola, quando ele soltou seu mamilo, a auréola estava bastante vermelha, muito mais do que a do outro seio que ele havia feito com o dorso da faca. Em seguida voltou a raspar a ponta da faca fazendo a blusa e o sutiã descerem e seu seio sair par fora da roupa.

O Lenhador continuou a destruir a roupa de Priscila, agora as mangas que estavam acima do cotovelo, cortou uma e depois a outra, transformando a blusa numa tomara que caia, em seguida ele a virou de costas, para ele, fazendo-a ficar de frente para o Jack, ele fez com a blusa o que havia feito anteriormente com a saia, puxou com força deixando a blusa bem esticada enquanto o Lenhador cortava-a de baixo em cima, agora a parte de cima da Priscila estava somente de sutiã.

Ele virou-a de frente para ele, recolocou o sutiã sobre os seios dela novamente, ele era preto com rendas em cima, e liso no restante, Jack puxou o sutiã contra o corpo dela, fazendo seus seios ficarem exprimidos pelo sutiã, ele fazia bastante força o que fez os mamilos ficarem salientes e bem visíveis. Agora ele passava a faca em cima dos mamilos sobre o tecido, fazendo-os ficarem mais salientes ainda, como ele estava passando a frente da faca o tecido, estava começando a se desgastar. Priscila estava tensa com medo da faca romper o tecido e raspar no seu corpo, quando viu que o tecido estava quase rasgando ele cortou o engate fazendo o Jack quase cair de costas, o sutiã saiu do seu corpo com tanta rapidez que seus seios ficaram balançando.

- Lindos e firmes.

O Lenhador começou a chupa-los esfregando a barba em seus seios, Jack puxou-a fazendo-a virar o pescoço e começaram a se beijar. Eu fiquei parado olhando a cena enquanto isso voltavam Vanessa e Renan, ela havia trocado de roupa, estava usando o uniforme da escola que era uma camiseta e calça jeans e sapato, e ele de camiseta e bermuda.

- Então vocês resolveram fazer a festa! Disse Vanessa.

- Onde você pensa que vai com essa roupinha? Perguntou Priscila.

- Vou embora, já fiz a minha parte, você provocou eles, agora dá conta baby.

- Eu adoraria gozar nas suas tetas, o que você acha? Perguntou o Lenhador a Vanessa.

- Por mim tudo bem, posso ajudar na festinha.

Jack deitou Priscila no chão, que estava com a parte de cima nua e com a saia partida na parte de trás, não deu para ver qual o tipo de calcinha ela estava usando, pois eu fiquei de costas para ela segurando a sua mão direita e o Jack sua mão esquerda.

Ele pediu para que o Renan ajoelhasse fazendo-a ficar entre suas pernas, o moleque arrancou a roupa rapidinho e ajoelhou sobre Priscila que começou a passar a língua no seu pau, enquanto eu estava olhando para trás Vanessa ajoelha-se em nossa frente.

- Acho que está na hora de agradecer tudo o que vocês fizeram por mim.

- Isso é ótimo, disse Jack.

Renan já havia se ajeitado e conseguido colocar o pau na boca de Priscila, ela estava totalmente indefesa as investidas do Lenhador, já que nós estávamos segurando suas mãos e Renan ajoelhado sobre ela, além de indefesa ela não conseguia ver absolutamente nada o que estava por vir, para piorar Renan segurou sua perna esquerda, prendendo-a entre seus braços, a outra perna o Lenhador prendeu entre as suas pernas, fazendo uma perna ficar esticada e outra totalmente encolhida, fazendo-a ficar totalmente imóvel. Sua mão estava suando, um misto de tesão e medo.

O Lenhador, sem Priscila esperar, passou a faca gelada na sua costela, ela deu um puxão em minha mão querendo se soltar, mas a segurei firme. Com o susto ela parou de chupar o pau do Renan.

- ahhhhhhhh, isso faz cócegas.

Ele continuava seu ritual sem se importar com Priscila que se arrepiava toda, passava a ponta da faca agora em sua barriga e chegava perto da sua saia.

Ele cortou o cós da saia e a arrancou do corpo dela. Agora pude ver sua calcinha, que era preta do tipo shortinho, modelo que ela sempre gostava de usar.

- Essa calcinha está toda melada, vamos removê-la.

Ele pegou a faca e enfiou ao lado da sua perna de cima para baixo e cortou a maior parte da sua calcinha deixando apenas um pedacinho em baixo, fez a mesma coisa do outro lado. A parte de cima ficou totalmente frouxa, sendo segura somente por uma tirinha de cada lado em baixo. Em seguida ele começou a raspar a lâmina em sua pele fazendo a calcinha descer.

- Ai, o que você está fazendo? Está ardendo...

Ele continuou descendo cada vez mais até que encontrou alguns pelinhos começando a crescer, a faca começou a descer com mais dificuldade, após passar por alguns pelinhos que percebi que ele estava passando o lado cortante da faca, raspando sua pele e seus pelinhos juntos.

- Caralho está ardendo...

- Tudo que arde cura...

Priscila segurava minha mão com força e gemia, nisso Vanessa começou a chupar meu pau. Seu boquete era uma delícia. Ela gostava do que fazia.

Finalmente o Lenhador terminou de passar a faca pelos pelinhos da Priscila, a maioria se foram na passada da faca, alguns “guerreiros” ainda ficaram em pé. Ele deu um puxão e terminou de arrancar a calcinha rasgando o resto de tecido que tinha ficado sem ser cortado.

- Uau, como está melada, vamos ver se está gostosa.

Ele passou o dorso da faca entre os lábios de Priscila, aquela faca gelada entre os seus lábios a fez arrepiar toda novamente e a ficar tensa, ela tentava se soltar sem sucesso.

- Fique quieta senão vou acabar te machucando. Disse o Lenhador.

Priscila tentou se conter ao máximo, ele retirou a faca toda melada e em seguida passou a língua lambendo o seu prazer...

- Maravilhoso, perfeito, agora vamos começar a brincadeira.

Nisso ele tirou a camisa e a calça, seu corpo era muito malhado, mas também nada fora do normal, com o peito cabeludo, ficando apenas de cueca.

- Você poder dar uma licença menino. Disse o Lenhador para o Renan.

Renan saiu de cima da Priscila, ela estava deitada no tapete com as pernas esticadas. Ele tirou a cueca e ficou balançando o pau com a mão, seu pau era um pouco maior que o meu, acredito que deveria ter uns 17 cm no máximo, seus pelos eram aparados, mas bastante densos.

Ele ajoelhou em frente a Priscila, segurou suas pernas e as dobrou sobre o corpo dela, passou o pau na entradinha e sem cerimônia deu uma socada.

- Ai devagar...

Nem deu tempo de Priscila reclamar e o Lenhador continuou a entrar e a sair de dentro dela com uma vontade imensa, fazendo seu corpo vibrar e seus seios pularem para todos os lados. Seu corpo estalava ao encontro do corpo de Priscila.

Ele segurava com tanta força as coxas de Priscila que as veias em seus braços ficaram todas saltadas.

- Nossa que homem selvagem...

- Isso é só o começo..., agora fica de quatro...

Soltamos as mãos de Priscila e ela ficou de quatro para ele. Ela mal se ajeitou e ele já encaixou nela novamente, ele segurava em sua anca e puxa até o talo, levava-a até a frente e puxava novamente tudo isso em alta velocidade, Priscila só gemia enquanto seu corpo vibrava.

Após uns 5 minutos achei que ele iria começar a diminuir o ritmo e ficar cansado, mas me enganei ele tinha um preparo físico incrível.

Ele continuava aquela foda frenética com Priscila, quando ela estava prestes a gozar ele parou e saiu de dentro dela.

- Ei Jack, agora é a sua vez, se eu ficar fodendo ela desse jeito daqui a pouco ela não vai aguentar mais e vocês não vão poder brincar...

- Você acha isso, é? Perguntou Priscila.

- Ótimo que você aguenta bastante, depois deles a gente encerra.

Jack deitou no chão e Priscila sentou em cima dele, doida como sempre, Renan estava sentado no sofá vendo aquela cena e Vanessa passando a língua no meu pau, quando de repente o Lenhador a puxa pelo cabelo e aponta seu pau em frente ao rosto de Vanessa.

Ela fez uma carinha de nojo e hesitou em colocar o pau dele na boca, já que estava todo melado pela buceta da Priscila.

- Abre a boca e chupa. Ele disse isso tão sério que Vanessa fez o que ele ordenou imediatamente.

Enquanto ela chupava podia ver que ela não estava gostando nem um pouco de estar com aquele pau que havia acabado de sair da buceta de Priscila em sua boca.

- Engole o prazer da sua amiga, senão eu vou esfregar a sua boca na buceta dela.

Vanessa fez o que ele ordenara, também do jeito que ele falava era difícil alguém recusar uma ordem sua.

Após engolir ela começou a chupar com vontade, fazendo pressão com sua boca, em seguida ela chupou uma das bolas e foi puxando, puxando, até que ela escapou da sua boca fazendo um poc.

Ela olhava em seus olhos e chupa com um sorriso de safada no rosto. Ela quase conseguia engolir seu pau inteiro, faltando apenas uma pequena parte para fora, ele gemia e cada vez mais ela se entusiasmava no boquete e ele estava se segurando para não gozar.

De repente ele a puxou pelos braços deixando-a em pé e começou a chupar seus seios.

- Ahhhhh, seu safado, não aguentou né, por isso me puxou, mais um pouquinho você iria gozar na minha boc... aaaaaauuuuuu meu bico...

- Você puxou meu saco e eu não disse nada.....

Enquanto ela passava a mão no seio, ele com um puxão desceu sua calça até os pés e caiu de boca em sua bucetinha novamente.

Ela em poucos segundos começou a ficar com as pernas bambas e sentou no chão, seu corpo todo reagia a chupada, sua respiração começou a ficar mais ofegante.

- Ahhhhhhh não sei o que você faz, mas não consigo segurar. Ahhhhhh, ahhhhhhhhh, ahhhhh.

Vanessa estava gozando novamente, melando toda a boca do Lenhador, ele sugou seu mel, se levantou e foi em direção a Priscila que estava cavalgando sobre o Jack, ele a puxou e a beijou, fazendo-a provar o gosto da jovem. Após o beijo...

- Nossa que gosto de buceta...

- Nada mais justo, ela experimentou o seu gosto.

Eu particularmente não estava gostando do ritmo que aquilo estava tomando, Priscila cavalgando sobre o Jack e beijando o Lenhador, Vanessa deitada num canto, Renan mexendo no celular e eu parado olhando aquilo tudo que estava acontecendo, tudo estava muito desanimado, bem, vamos dar uma animada nisso aqui.

Peguei e puxei Priscila pela mão, fazendo-a sair de cima do Jack. Com Priscila em pé ao meu lado e a Vanessa terminando de se recompor.

- Olha Priscila, hoje de zero a dez, você está merecendoPor quê?

- Uai, a Vanessa está fazendo muito mais do que você, parece que você está com medo de ficar sozinha com os quatro aqui, até a Cristina se estivesse aqui estaria mais empenhada do que você.

Vi em seu rosto que ela não gostou nada do que eu disse. Mas ela precisava de um incentivo.

- Oooohhh menininha, já que você não vai dar, casca, quero a atenção deles só para mim. Priscila disse isso para Vanessa e foi pegando em seu braço e a levou até a porta.

- Calma, preciso pegar as minhas coisas.

- Espera aí do lado de fora, depois que terminar você entra.

Ela colocou Vanessa para fora e trancou a porta com chaves.

- E aí seus brochas, agora é com vocês!

Eu fui até o seu encontro e disse em seu ouvido.

- Assim que eu gosto, mostra pra gente do que você é capaz!

- Claro que não, vocês que tem que mostrar para mim do que vocês são capazes, afinal é quatro contra uma... Quero ver se vocês são tudo isso mesmo...

Eu peguei-a pelo braço e levei-a te volta até o centro da sala.

- Ajoelha...

Ela ficou de joelhos e ficou olhando para mim com carinha de safada. Segurei em seu cabelo e coloquei meu pau em sua boca. Jack ficou do meu lado direito e o Lenhador do lado esquerdo.

- Ei Jack, já que nós resolvemos ficar vamos dar um coro nela, e depois vamos atrás do chefe.

- Acabou a brincadeira... Disse Jack segurando uma mecha de cabelos ruivos da Priscila e puxando-a para o seu lado.

Priscila colocou o pau do Jack na boca e começou a sugar.

- Vamos Priscila, com vontade, até aquela virgenzinha chupa com mais vontade do que você...

- O André sozinho mete muito mais do que você e o seu amigo junto...

Priscila disse isso e começou a chupar o pau do Lenhador, agora com muita vontade, essas provocações estava aumentando ainda mais o seu desejo.

Nisso Renan que até então estava mexendo no celular resolve participar da festa.

- Agora é a minha vez. Disse Renan nos empurrando.

Ele segurou Priscila pela cabeça e a puxou, enfiando o pau quase inteiro na sua boca. Ela ficou vermelha e teve que o empurrar para tomar um pouco de ar.

Agora o clima estava esquentando e ela cada vez mais tendo dificuldade em dar conta daqueles 4 paus que estava em sua frente, mal tirava um da boca e o outro já a puxava.

- Calma meniCalma nada, cala a boca e mama.... Disse Renan, cada vez mais louco com aquilo.

Enquanto eles disputavam a boca da Priscila eu peguei um gelzinho e comecei a lambuzar no seu cuzinho. Fiquei atrás dela e pincelei meu pau na entrada do seu cuzinho, ela tentou olhar para trás, mas os 3 queriam a atenção dela somente para eles.

Fui enfiando até que entrou tudo e ela gemeu abafada. Segurei firme em suas tetas e a puxei para trás, fazendo-a cair sobre mim.

- Nossa que vilênci... auuuuuuuu.

Ela mal terminou de falar e o Jack já preencheu a sua buceta com sua vara. Colocou as pernas dela em seu pescoço e socou com força.

Quando olhei Renan já havia socado o pau dentro da boca dela novamente. Esse moleque estava mandando muito bem.

- Vai lá barbudo chupa as tetas dela. Disse Renan, tentando organizar as coisas.

Ele ajoelhou ao seu lado e começou a mamar com bastante vontade.

- Você Jack, soca com força, quero ver o outro peito dela pular.

- Você André, segura as mãos dessa putinha, para ela ficar bem indefesa... Isso perfeito. Agora vadia trata de rebolar o rabo na vara do André. Isso com mais vontade. Perfeito, agora vou te mostrar...

Renan começou o socar o pau na boca da Priscila, batendo até lá no fundo da sua garganta, fazendo até engasgar, suas mãos tentava segurá-lo, mas como eu estava segurando seus pulsos ela não podia evitar as suas investidas. Enquanto isso Jack socava com força que até eu sentia o impacto do seu corpo batendo no da Priscila. Ela estava tão melada que estava até escorrendo em mim que estava por baixo.

Jack já estava pingando de suor, vendo isso Renan, que estava orquestrando tudo pediu para inverter, agora Jack deitou no chão e a Priscila deitou sobre ele.

Eu a empurrei sobre ele, fazendo ela ficar com o rabo empinado para mim, aproveitei e montei em cima dela. Atolando o pau até o talo. Renan deitou ao lado dela e colocou o seio direito na boca enquanto Jack ficou com o esquerdo, o “barbudo” como dizia o Renan ficou de lado e a puxou para o boquete. Na posição que ele a fez ficar ela tinha como me ver.

- Aí André, vamos ver se você é bom como essa putinha disse que você é. Quero ver se você vai fazê-la vibrar...

- Priscila estava passando a linguinha no pau do “barbudo” e me disse.

- Vai André, mostra para eles como que faz...

Já que ela estava pedindo eu não poderia fazer feio. Segurei firme em sua anca e fui tirando e colocando bem devagar para ela se acostumar.

- Isso vai me dar sono André, disse a safada.

Quando ela terminou de falar meu pau estava quase todo fora dela. Então dei uma socada forte que ela foi até para frente, fazendo o pau do Jack escapar da sua buceta.

- Hummmmm.... esse é o meu André...

Puxei-a de volta para mim enfiando tudo novamente e comecei o vai e vem, fazendo todo seu corpo vibrar. Ela mal conseguia ficar com o pau na boca de tanto que seu corpo ia para frente e para trás.

- E aí pessoal estou gostando, é assim que se faz...

Depois de uns 5 minutos Priscila estava alucinada, seu corpo estava todo em transe, todo seu corpo estava sendo estimulado. Enquanto eu comia seu cuzinho, Jack chupava seu seio e comia sua buceta, Renan sugava o outro seio enquanto ela chupava o pau do lenhador.

Eu fiquei uns 10 minutos no vai e vem com ela, o suor do meu rosto pingava em sua bunda. Até que ela saiu da posição, ficou em pé e puxou o Lenhador pelo cabelo, fazendo-o ficar em pé, de repente ela pulou em cima dele, trançando as pernas em sua cintura. Ele a segurou e encaixou o pau na sua buceta, puxou uma de sua perna e colocou em seu pescoço. Cheguei por trás dela e encaixei novamente meu pau no seu cuzinho fazendo um sanduiche com ela.

- Hummm que delícia, que homens fortes....

- Você é muito safada. Disse o Lenhador.

- Está gostando é...

- Muito.

Continuamos por algum tempo daquele jeito até que a soltamos.

Ela desceu e foi até o Renan.

- E aí, você não vai me comer?

- Hoje não, quero um dia só com você...

- Então tá bom, é que parece que os caras já estão cansados...

Ela empurrou Renan até o sofá e começou a chupa-lo, ficando com a bunda empinada para o nosso lado.

Jack foi em direção a ela, passou a mão da bucetinha dela, deu um tapinha e começou a fudê-la. Ele a pegou de jeito, foi puxando-a até que ela se soltou do Renan e ficou deitada no chão, ela empinou a bunda para ele, ficando com o rosto colocado no chão. Após alguns minutos assim, Priscila urrou....

- Auuuuuuuuuu, auuuuuuuuuuuuuu, que delícia que delícia, isso fode gostoso.....

Priscila gozou abundantemente, ele a colocou de joelhos e começou a punhetar em frente ao seu rosto.

- Hei galera, vamos lambuzar a cara dela de porra. Disse o Jack.

Enquanto ele punhetava em frente ao seu rosto, eu mandei ela ficar de quatro e voltei a comer o cuzinho dela.

Estava dando tudo o que eu tinha quando Jack esporrou a cara dela, voou porra para tudo quanto é lado, em seguida foi a vez de Renan se aproximar dela dizendo:

- Sabe, eu já pintei aqueles cabelos negros da minha prima de branco por inúmeras vezes, mas é a primeira vez que um cabelinho ruivo vai ter a honra que ganhar um condicionador a base de leite de pica.

- Ai no cabelo? Dá o que fazer para sair depois... Mas se você quer tudo bem...

Ele colocou o saco na boca dela, e ficou punhetando o pau para cima.

- Isso, sente o leite fervilhando dentro do meu saco, isso chupa gostoso.

- Que cabelo lindo que você tem, sedoso, está na hora de deixa-lo todo lambuzado.

- Ahhhhhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhhh

Renan punhetava e a porra voava para cima e caia sobre a cabeça da Priscila, deixando um rastro branco em seu cabelo ruivo.

Também resolvi fazer o mesmo, assim que o Renan terminou eu tirei o meu pau do seu cuzinho, sentei sobre as suas costas, segurei o seu cabelo com uma mão, puxando-a para trás, fazendo-a olhar para o teto, posicionei meu pau sobre o seu cabelo e gozei fartamente, fazendo a porra chegar até o alto da sua cabeça. Um pouco escorreu pelas suas costas e pescoço, peguei uma parte do seu cabelo que estava seco e limpei suas costas com ele, agora ele estava todo grudado da minha porra e do Renan, só faltava o Lenhador para finalizar.

Ele chegou perto dela e pediu para ela por o linguão para fora, e para tomar cuidado para não se engasgar, pois ele gozava forte.

Priscila ficou de joelhos com a língua para fora esperando o primeiro jato, que após um urro forte do lenhador acertou em cheio na sua língua entrando dentro de sua boca, deixando sua língua toda branca com uma grossa camada de porra, o segundo jato acertou em cheio a sua testa, um outro ele apontou para os seus seios e mais uns dois ele apontou para cima caindo sobre o seu cabelo, e escorrendo pelas costas, parecia que ele não gozava há tempos, tanto pela quantidade e pela grossura do seu esperma, que mais parecia um mingau de maisena.

- Puta que pariu, que gosto horrível, que negócio mais margoso, nunca experimentei algo tão ruim assim. Disse Priscila tentando cuspir, sem sucesso, a porra que tinha entrado em sua boca, aquilo estava mais parecendo uma cola.

Priscila levantou e o Lenhador começou a espalhar a porra que estava em seus seios, por todo seu corpo, fazendo-a ficar toda melada, ela não conseguia abrir os olhos pois a que ele acertou na sua testa havia escorrido para os olhos, com cuidado ela começou a remover o que estava sobre os seus olhos.

Ela tirou o excesso e a sua mão ficou toda melada, em seguida ela limpou a mão em seu cabelo.

- Nossa, vou gastar horas para remover isso do meu cabelo...

A sala exalava um cheiro forte de sexo no ar, Priscila estava toda melada e nós exaustos.

- Bem, a festa foi maravilhosa, mas eu meu amigo Lenhador precisamos ir.

Renan também se despediu e ficou somente Priscila e eu.

- E aí Priscila, o que você achou?

- Ahhhh, sei lá, não gostei muito não, esperava um pouco mais...

- Como assim?

- Acho que faltou entrosamento, imagina se fosse se fosse 4 iguais a você, aí seria perfeito.

- Como assim?

- Que tem pegada, que sabe satisfazer uma mulher.

- Então você queria algo mais selvagem?

- É, tipo queria terminar totalmente cansada, exausta...

- Na próxima vou arrumar uma turma boa para dar um coro em você.

Continua.

Boa noite Caros leitores, me desculpem pela demora, cada vez o dia parece ter menos horas, mas sempre que sobra um tempinho tiro para escrever.

Grande abraço.

Forrest Mineiro

[email protected]

Comentários

26/02/2017 17:50:11
Hoje dia, já consegui dar uma boa adiantada na parte 27 do Conto, o Rikardito, que é fã da Priscila, acho que vai ficar louco com essa parte agora, sempre mando uma prévia para os contatos de emails que tenho, caso você queira receber uma prévia antes do conto sair aqui, é só me enviar um email. [email protected] abraços a todos e bom carnaval.
25/02/2017 20:25:10
21/02/2017 20:53:02
Não conheço, tem como você postar o link para o conto?
21/02/2017 19:44:40
Professora Kelly tesudinha
21/02/2017 13:50:53
Qual tesudinha vocês estão falando?
20/02/2017 23:14:08
safadinhomv eu colocaria a Tesudinha tambem apesar dela sumir muito.. adoro os contos dela
20/02/2017 21:59:59
Tipo o André marca de sair com a Priscila pq a Cristina deu piti, ai ela muda de ideia vai pro ap do André e encontra os dois la... ai as duas resolvem disputar quem é a mais puta e quem o andré prefere
20/02/2017 12:33:24
Concordo com RIKARDITO acrescentaria ai ALEX BAHIA
18/02/2017 10:29:31
Muito obrigado Rikardito, acredito que no desenrolar da história isso vai acabar acontecendo, como você imaginaria essa disputa? Abraços
18/02/2017 10:23:22
Cara adoro seus contos, junto com Biel Negro e Jornalista77 meus preferidos... sua historia é demais... vc sabe que adoro a Priscila e quero ver uma disputa dela com a Cristina... Demais

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno provisional com casal apaixonadoscambaxirra vaca brabachupando a bucets dela depois metendo a casdeta con muito tesaovidio de foda de cunhado dormindo na casa da cunhadavideo porno a navinha criando corage a enfiar o pau do cavalo em sua bucetasexo gay preparar novinhos a perder o cabacocontos recentes de mulheres que descobriram que o marido queria ser corno e ainda gosta de um fio terraCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro travestis bem dotado sendo errabados realvideo de sexo narido xifrado com a comlhadavidioporno ae menias que xoro no pouanda vamos comer a tua mae paneleiro contos pornopornodoido tecnico esfola novinhaCONTOS SOU RABUDA SO USO SHORTINH PROVOQUEI MEU SOBRINHO ATOLADO NA BUCETAgarota q foi fudida no fundo d casa por um cachorro pastor alemaovideo porno com muito beijo na boca de tirar o folego muita chupada na buceta fazendo gozar na lingua de tanto prazer puchao de cabelo sexo com pegada forte e brutagay cunete otima visao pornoasxxxxxcomContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velholeitinho do papai contos gayxvidio atolo a sobrinhavidio porno de mulhe de 70a75 quiloconto gay virei namorado do tio viuvovidio di hme k toroco disexoconto erotico gay colega de quartonovinha dormindo de Baby Doll padrasto canacontos eroticos filho adotivo pe de mesaela e nossapara foder contosnovinha dando pra velho rabuchentoNovinha excitidaContos erroticos de empragada chinezaconto erotico fodi minh sobrinh novinh 11nodoce nanda parte IV contos eroticospadrasto enteada falei de sexo brasileirocarente abraçadinha no sexo pornoensopando o cuzinho com gelxvidio nocinhas geme gostozo dando o cuporno teste de fudeludade com enteadaContos estrupada no ginasio da escolaContos erotico arombei minha prima gordinhAvideo porno amigo do meu marido me comeu e fingi que n percebinora flaga sogro espiando ela no banho batendo punhetasexo conto meninas novas com cunhado safado me comendo brutamente.minha irma chorou quando tirei seu cabacinhocomendo traveco na casa abandonadahomenzão da porra xvideo gayela cagou no meu pau conto eroticobelo sexo sobrinho dormiu na casa da tia de conchinha com ela na mesma camaPapai e titio comeram minha bundinha contos eróticosadoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contofui pedir carona em uma kombi e fui estrupada e casada contos eroticoporno com egua pordrinhaVaqueiro fazendo sexo com a plaquinhaconto erotico dos mauricinho ricos com gayTia de calça leg conto eroticover videos d incestos baianinha gozano dentro da bucetacontos eróticos sobre cunhadabucetudacontos eroticos campingcontos corno manso ineditoenfianp atr o talo no cumeu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguesconto erotico gay o policial e o garoto marrento #14sexo tio seu pau e muito grande nao vai caber na minha bucetinha naogarotas gozando e sursurrandoassistir assistir vídeo pornô da Lucineide a gordinha gostosa de shortinho curtinhoHomempauzao analcontos de incestos e surubas esposa com minha cunhada e minha irma nudistascontos tia dando o cu pro sobrinhoFelipe e Guilherme- Amor em londrestarado alisando e pasando a mao e metendo o dedo na xoxota da filhota novinha timida depois empurra o pau devagar ate gozar dentroporno.com corninho faz surpresa pra sua gostosa deixando um jumento encher sua buceta de porraentregei uma pizza e mepagou com boquetecontos eróticos de larimendesdogs adestrado para zoofiliavidios pornnou que mae e filha tranza com o meismdei a buceta na bicicleta contos eroticospés chulé contoxivideo homem cumendo veacomedor enrabando professora virgem