Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Amigo Nerd da faculdade me ajudando a estudar

Um conto erótico de Alexx
Categoria: Homossexual
Data: 24/04/2017 11:04:32
Última revisão: 29/12/2017 20:24:02
Nota 9.14

Olá galerinha, saudades dos contos? ó queria lembrar que todos os meu contos são verídicos. Bom, eu tenho uma bunda muito grande, grande e empinada. Engole uma rola que é difícil achar depois ahahhaa. Sou magro, pele clara, 1,70, aproximadamente 78 kg, contura fina e quadril largo. Isso chama muita atenção em mim. Tenho 21 anos me chamo Alex e sou de Vitoria - ES.

Bom, umas duas semanas atrás eu estava com problemas na faculdade, eu tenho todo o tempo do mundo livre pra estudar, mas as coisas não entram na cabeça, fico horas e horas estudando a toa. Não entendo o que os professores falam, não entra mesmo nada na minha cabeça. E eu sou amigo de um menino muito nerd da sala o Bruno, expliquei a situação pra ele se dispôs a me ajudar. O Bruno é alto, não é magro nem gordo, ele tem uma barriguinha com uns pelos saindo da cueca que é mto excitante, ele tem uma namorada linda. Ele é branco, tem barba, cabelo liso e o pau mais grosso que eu já dei. Na minha sala tinha um outro menino que também estava com problemas, marcamos de estudar na biblioteca da faculdade a tarde, nós três. Quando chegou o dia só eu e o Bruno aparecemos, o outro menino não. Sentamos na mesa e começamos a estudar, e nesse dia eu tinha acordado num fogo que até de calcinha eu saí de casa. Estávamos em uma mesa longa com umas 10 cadeiras, a biblioteca estava vazia, era o segundo andar, tinham várias prateleiras com livros. Eu tentava focar na explicação dele mas a calcinha começou a incomodar. Eu não parava de me mexer na cadeira até que ele perguntou:

- Tá tudo bem?

Eu respondi:

- Sim, é só a cueca que tá incomodando.

Óbvio que eu não ia falar que tava de calcinha. Nessa hora a borracha caiu e foi parar embaixo da mesa. Eu abaixei e fui engatinhando pegar. Quando virei pra sair da mesa quis brincar com o Bruno, engatinhei na direção dele e enfiei a cara no meio das pernas dele, fiquei olhando pra ele e falei:

- Coloca a mão na minha nuca.

Ele nem perguntou o motivo, fez e eu simulei um boquete. Comecei a rir e ele também. O Bruno sabia que eu era gay, mas nunca fui de dar em cima de ninguém, se a pessoa chegar e eu tiver afim eu faço o que ela quiser. Sentei de novo na cadeira e percebi que ele não parava de ajeitar o pau na calça, parecia estar duro e era grande. Eu falei:

- Desculpa Bruno.

Ele perguntou:

- Desculpa porque?

Eu disse:

- Por ter te deixado de pau duro. Não sabia que ia ficar.

Ele riu e disse:

- Relaxa, daqui a pouco amolece.

Passou uns 30 minutos e o volume ainda estava lá. Eu estava nervoso, não sabia qual ia ser a reação dele se eu pegasse no pau dele por cima da calça, mas vi um jeito de me aproveitar da situação, falei:

- Vamos fazer um acordo? Eu te pago um boquete, deixo vc gozar na minha boca hoje e um outro dia te deixo comer meu cu. Mas vou sentar atrás de você nessa prova e vc vai fazer a sua prova e trocar comigo, depois fazer a minha. Pode ser?

Ele olhou pra mim, meio que recuou e disse:

- Boquete agora? Mas aonde?

Eu disse:

- Relaxa, isso é comigo, topa?

Ele disse:

- Topo.

Arrumamos nossas coisas, prendemos no armário da biblioteca e falei pra ele me seguir. Fomos andando até o banheiro, bem na entrada tem uma parede e atras dessa parede tem umas cabines escondidas, entrei e depois ele entrou, tinha gente no banheiro, porém era nos mictórios que eram do outro lado do banheiro, ninguém viu a gente entrar.

Pedi pra ele não fazer barulho, não gemer. Tirei o cinto, abri a calça e abaixei. Dei umas mordidas por cima da cueca e vi que tava meia bomba o pau dele. Mas estava grosso e era longo, quando abaixei a cueca dele o pau saltou na minha cara, fiquei olhando um tempo, surpreso pq ele escondia aquela rola enorme e nem parecia. Punhetei um pouco pra ela ficar mais dura e coloquei na boca. Ele respirava diferente não aguentava colocar ela na boca. Mas mamei e engoli até onde eu podia, a rola dele foi ficando cada vez mais dura, meus dentes encostavam nela, meu maxilar ardia de tanto que eu tinha que abrir a boca. Ele puxava minha cabeça pra engolir mais e eu tentava não engasgar. Ele tirou a rola da minha boca e disse:

- Vai beber o leitinho?

Eu acenei que sim com a cabeça. Ele então disse:

- Deixa eu passar ela na portinha do seu cu.

Eu não estava em condição de recusar, eu abaixei a minha calça e ele veio falar no meu ouvido:

- Agora entendi pq tava se mexendo mto na cadeira. Se eu tivesse visto que tava de calcinha tinha te jogado na mesa e sentado vara lá mesmo.

Ele abaixou e meteu a língua na minha bunda, depois levantou e ficou tentando forçar a entrada da cabeça. Eu disse:

- Não, hoje é só o boquete.

Ele violentamente me colocou sentado no vaso e empurrou pica na minha boca. Deu uns 5 minutos e ele gozou. Muito. Era grossa, ele disse pra eu não desperdiçar nenhuma gota. Engoli, ele guardou a rola e disse:

- To te esperando na biblioteca.

Eu esperei ele sair, dei uns 2 minutos e fui lavar a boca.

No outro dia foi a prova, ele fez o que combinamos, fez a prova dele, me passou e eu refiz com a minha letra. Nesse dia ele foi de carro e disse:

- Tá na hora da segunda parte. To sozinho em casa, vamos?

Eu não tinha como recusar, ainda mais que ele cumpriu a parte dele no acordo. Eu estava morrendo de medo, eu nunca ia aguentar aquela rola. Aceitei e fui. No caminho ele perguntou se eu curtia ser amarrado, tapas. Eu disse que sim, e não sei o que me deu mas eu disse a ele que ele podia me amarrar. Chegamos na casa dele, ele mandou eu tirar a roupa, pegou uma camisa velha e começou a fazer tiras de pano. Falou:

- Tira a roupa aí. De costas de preferência.

Ele tava meio grosso esse dia, meio violento. Depois ele disse:

- Fica de quatro na cama, põe os pés juntos e as mãos pra trás.

Fiz, ele amarrou minhas mãos, meus pés, tirou a cueca e enfiou na minha boca, depois amarrou minha boca também. Eu sabia o que estava por vim. Pra ele ter feito isso tudo sabia que eu ia correr assim que a vara dele entrasse. E que eu ia gritar muito. Ele disse:

- Relaxa que não quero te machucar, vou lamber muito seu cu, enfiar uns dedos e a rola vai entrar sem dor.

Ele chupava tanto meu cu que eu comecei a implorar por rola. Ficava tenta do falar com aquela cueca na minha boca. Ele pegou a camisinha e colocou, era daquelas grandes, meteu a ponta do tudo de KY no meu cu e apertou, senti geladinho lá dentro. Depois ele melou o pau, e a porta do meu cu. Quando a cabeça entrou, eu já estava lacrimejando, ele foi empurrando, e eu trancando o cu pra nada entrar. Ele me puxou pelo cabelo e disse:

- Libera porra, senão vou meter de uma vez só.

Eu balancei a cabeça que não e ele disse:

- Eu avisei.

E enterrou tudo no meu cu. Eu perdi o sentido, desmaiei. Quando acordei ele já tava mandando ver no meu cu, e ainda disse:

- Acordou bela adormecida?

Eu já nem sentia dor mais, ele metia numa violência que parecia que nunca tinha comido ninguém antes, surrava minha bunda com a mão, me chamava de puta, de tudo quanto é nome. Quando ele tirou o pau, a camisinha arrebentou, ele foi procurar e era a última. Ele perguntou se tinha problemas meter sem. Eu balancei a cabeça que não tinha problema. O pau dele deslisava pra dentro, ele desamarrou minhas pernas e mandou eu quicar, levantei ainda de mãos amarradas e tentei me equilibrar sentando na rola dele, mas parece que ele sabia que cada vez que eu desequilibrasse a rola dele entrava toda no meu cu. Ele me empurrou pra trás e veio por cima gozando nas minhas costas. Me desamarrou e deitamos. Ele abriu meu cu e disse:

- Cabe uma mão aí.

Eu respondi:

- Não é pra tanto.

Ele pegou o tubo de KY, melou a mão e forçou a entrada. Quando fui ver só tinha o pulso dele pra fora.

Tomamos um banho, tinha um pouco de sangue na minha bunda. Fiquei passando pomada por dias até parar de arder.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/01/2018 17:31:21
So excentric. Absolutely marvelous!
28/04/2017 04:42:04
Perfect❤ estou muito excitado 😈😈😈😈❤😱
25/04/2017 00:14:53
NÃO CURTO ESSE LANCE DE FISTING.
24/04/2017 20:13:08
Nossa que delicia
24/04/2017 14:45:11
Q delicia




Online porn video at mobile phone


Penis flacido castrar contoscontos roludo arregaçando recem casadinhatva bucetanovınha transando com ırmaoMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOwww.as gordinhas na zoofelia com animais ajumentadosmulher passar margarina ela pelada e no cu bem gostosoarrombando o cu da luzia contosDedando.a.casada.dormindo xvideopornocontos eroticos padrastro levantou minha saiavergonhapai comendo.as filhaschamou a enfermeira pra cuidar do marido e flagrou trepadamule butado dei dedo no cuxvidio casada chupano o amigo do filho escondidometendo na salgadeira bundudaNoca vi pau grosso filio vei mifuder na sala estorianossa to preocupado comeu a mulher do meu amigo e ela ingravidou vidio pornoguei dando cu p avestraz s zoofiliacontos de scatjumento racudo comendo xota da mulher zoofiliasafada de saia curta e vizinho olhandovideo de homens que ficaram garrados depois que homen enfiou o pinto e seu saco dentra do cu de homen porno e ficaram grudadosA garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado xvideosmostrando abuçeta pedindo para alguém comercrente e vizinho cassetudo conto eroticoirmalouca pra perdero cabaco pro irmarsou casada mais quem mim fode gostoso e patinhochicao corno submisso ao negao 4 conto cornocontos de crossdresser forçadofrutaporno adoro bater punheta na calcinha da mamaeCONTO EROTICO FILHO CARALHUDO ARROMBA MAE TODA NÕITEnada brincando com o pau do cunhado excluída do marido pornôcontos eroticos da secretaria crente e timidacasada carente muito seria mais foi ceduzida pelo cadeirante contosmegao pega mulheres casda a forsa econe abusetavídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhovi minha mãe gritar na vara do meu padrasto Eu gostei muitoexecutiva casada puta de negao contoscontos eróticos meu genro me pegou traindo meu maridonovinha com beloto do grelo grandeFotos d negao fudeno cazadacontos eróticos primeiras experiências com siririca com mulheres mais velhaContos eróticos de incesto mamae gulosa mamando no pauzaos dos seus filhos e de mais cinco negao em um gang bangnegao infiando na guela da safadaVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretoporno muito beidona no pauquadradinho erotico incesto COM HUMORvideo de mulhe rebolhadovideo porno pega secretaria bricando ca xoxota na livrariaver relatos verdadeiro cheirava as calcinhas da minha primadoce nanda contos eroticostia perucas carinha de anjo nua peladaofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideosconto puta cacete rola xota trepada chupar cachorracontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudoscontos eroticos menage biso eu minha enteada metendodoce nanda parte IV contos eroticosvideo d masoquismo sensacao gostosa fortrd caricias q causam dor e leva ao orgasmo video completocontos fudida por um caralho grande e grosso insertosmulher adora ver o marido ser fudidozoofilia baixo saiadoce nanda parte cinco contos eroticosdemorou mas minha esposa aceitou e aproveitoucontos gay baby doll rosasedou esperou dormir pra come o cu dela porno doidowwwxxvideo filhinha meche o bumbum14aninhos xotas lizinhanao resiste as investidas do meu genro contoCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.07contos gay iniciadores de boys inocentes fotos gratisnovinha de biquine fazedo sexo de ladinho colado bem devagarinho no cuzinhovįdeos porno com prętas atraves da paredecontos incestos mãe mais lidos 2017mulher adora ver o marido ser fudidozoofilia no Congo pesadavideos porno para ver agora mae de 25 anos gostosa aproitar q a filha sai e esfrega mo genroRuıva fudendoConto erotico.no cuzinho da caderanteeuconfessosograela deixando alisar o greloContos eróticos meu marido solbece quantas rola já levei no cucontos meu amigo foi em casa e minha mulher o chavecou