Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Minha ex era uma puta e não sabia - continuação

Autor: Edufera
Categoria: Heterossexual
Data: 30/05/2017 18:23:46
Nota 10.00
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Continuando a história da minha ex-mulher, vou contar como me masturbei e gozei gostoso vendo ela ser fodida na garagem de casa.

Bom, eu provoquei a sua sensualidade e sexualidade até o ponto dela começar a se soltar de tal maneira que na cama queria ser uma puta submissa, fazendo tudo o que seus machos mandavam.

Morava em um sobrado em que o meu quarto dava de frente para a rua, então qualquer movimento de fora era possível escutar nitidamente e era madrugada de sábado, por volta de 4h - 4h30 da manhã quando um carro preto encostou na frente do portão de casa. Minha mulher saiu do carro vestindo uma blusinha branca, calça jeans e tênis. Percebi que tinha bebido bastante, pois mal conseguia andar. Do outro lado desceu um negro alto e forte, o tipo de homem que ela gosta.

Eles se beijaram em pé na frente da casa e o cara passava as mãos pelo corpo de Tati. Eu sentia um pouco de ciúmes, mas ao mesmo tesão em saber que outro macho fodia minha pequena. Tati tinha 1,60 m mais ou menos, mas só curtia macho alto e grande. Ela pegou o negrão pelas mãos e trouxe para dentro da garagem e eu desci para ver o que rolava. Nem acendi a luz da sala e encontrei uma posição por entre as cortinas para ver a garagem que tinha pouquíssima luz.

Consegui ver a Tati encostada no nosso carro com as calças e a calcinha arriadas até os joelhos, de frente para o negrão, beijando o cara enquanto ele metia a mão na boceta da minha mulher. Ela gemia ofegante e após um tempo começou a falar com seu macho: "Me fode... fode minha boceta..." e dizia outras palavras safadas. Tati se virou de costas para o negrão e arrebitou sua bunda gostosa, implorando rola. Levou um tapa forte na bunda e gemia pedindo: "Isso tarado... me bate... bate na sua puta... quero apanhar..."

Não deu para ver direito, mas o cara tinha uma rola enorme e grossa eu enfiou de uma vez dentro da boceta da Tati. Ela gemeu: "Ai caralho... isso... que pau enorme... me arregaça caralho..." Eu comecei a me masturbar com as estocadas fortes que o negrão dava na boceta de Tati. Ela apanhava forte na bunda e dava dó das palmadas. A bundinha branca da minha mulher ficou roxa de tanto apanhar.

A essa altura, as calças de Tati estavam nos calcanhares. O negrão se aproximou de Tati e disse algo em seu ouvido. Tirou o pau de sua boceta. Percebi que ela protestou e se virou de frente para ele. "Não! Você é louco... olha o tamanho dessa rola... Não vai enfiar na minha bunda..." Mas, acabou levando um tapa na cara e mesmo protestando, mais fraquinha que o negrão, acabou sendo empurrada novamente sob o capô do carro com a bunda empinada. "Isso... empina a bunda sua puta... vou foder teu cu... vou te arrombar vadia... você vai tomar no cu puta safada..." dizia o negrão dando tapas na bunda e na cara da minha mulher, que para minha surpresa pedia mais. "Isso me bate... bate na sua puta... mostra que você é macho... me bate." Eu me excitei ao ver que minha mulher fazia mesmo o papel de uma vadia safada e eu me masturbava muito excitado.

Ele cuspiu no cu da minha mulher, melou o pau em sua boceta e forçou o pauzão no cu de Tati que reclamava bastante: "Ai... Ai... tá doendo... tira... tira essa porra de mim... tá doendo caralho... tira seu fdp..." Mas o negrão não estava nem aí para suas reclamações e continuava forçando o pau dentro do cu da Tati. Mais forte e maior, ele a segurava pelo quadril e acabou a puxando pra trás com força jogando seu corpo contra o de Tati. "Aiiiiiiiii... dói caralho... seu fdp... tá me arrombando... que dor..." urrou Tati xingando seu macho que deixou o pau dentro daquele cu apertado por um tempo. "Cala a boca vadia... é pra foder mesmo... chora mesmo sua vagabunda... vou acabar com teu cu... hoje você não caga sua vadia... cala a boca e rebola..."

Aos poucos Tati se acostumou com aquela aberração de pau no seu cu e rebolava gemendo. O negrão a puxava pelos cabelos e metia mais forte. Eu me segurava para não gozar. Queria curtir aquela putaria. "Isso... vem... entra em mim... me fode... fode meu cu meu negão..." Minha mulher gemia na rola do negrão e conseguiu engolir cada centímetro do seu pau. Ele metia com força segurando pela quadril e às vezes puxava pelos cabelos, batia na bunda. Finalmente ele gozou. Encheu o cu da Tati de porra e ficou dentro dela até sentir o pau amolecer. Tirou do cu e colocou na boca de Tati. Fez ela lamber e batia no rosto dela com o pau chamando minha mulher de puta. Eles se beijaram e o negrão foi embora.

Quando Tati entrou em casa cambaleante, as calças abertas e mal vestidas, tomou um susto ao me ver e perguntou seu tinha visto. Ela me pediu desculpas e eu a beijei, Mandei se calar e se acalmar. Estava toda marcada de tanto apanhar, bêbada, fodida e feliz. Fiz ela abaixar as calças e calcinha para me mostrar o cu arrombado. E estava mesmo arrombado, cheio de porra que ainda escorria de dentro dela. "Ai amor, não mexe... tá doendo pra caralho..."

Joguei ela no sofá: "Cala a boca sua puta... você n]ao presta... tá reclamando mas gostou da rola do negão... vagabunda..." eu dizia. "Que foi amor... para... que você vai fazer..."

Abri as pernas de Tati, bêbada cedeu fácil. Meti de uma vez em uma só estocada. "Ai amor... para... para..." Não dei atenção e continuei metendo forte: "Toma vadia... vagabunda... você gosta de rola... toma sua puta... piranha..."

Gozei na boceta da minha mulher e a beijei. Naquele dia gozei até rápido, mas acho que tanto segurar, gozei muito, encharquei aquela boceta arrombada. Delícia de puta era Tati. Ajudei ela vestir a calcinha e tirei suas calças e o resto das roupas. Peguei ela no colo e a levei para o quarto. Pediu para eu dormir de conchinha com ela. E assim ela adormeceu comigo, a calcinha, o cu e a boceta cheia de porra. Falei no seu ouvido: "Você é uma vagabunda." no que ela respondei: "bem que você não larga essa vagabunda." Rimos e dormimos. Dia seguinte, apesar de toda esfolada Tati ainda conseguiu me dar gostoso.

Comentários

13/06/2017 09:12:16
Delicia de contos!!! Sem palavras pra descrever o tesão que estou sentido! Essa tua ex deve ser muito gostosa. Que vontade de dar uma com ela... Se puder, Edu, leia o meu tb. Abs.
31/05/2017 17:41:31
Quero uma esposa vagabunda assim pra mim!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Conto erotico filha apanha pq estourou o cartãocontos eroticos fui seduzido pela vizinhaincesto tia e sobrinho ela tenta resisti mad acaba sedendo a buxetinha porno videoscomendo cu da sogra da minha sobrinha contosvídeo de sexo cazeiro com novinha tranzando co padrasto. e ele fala pra rla fica quieta para mae não ouvirmae gozou loucamente no pau de 25cm dp filho dotadpvideos pono muha vumitano no paurairodigoSo putinha chupando rolas de 16centimetroxvideos loira cabelereira tesuda de mini saia cortando meu cabelo pau duroContos erotico pastora ungindo cuContos de insesto. Irma gostosa e sua melhor amiga dando a buceta pro seu irmao roludo do pau grande e grosso e cabeçudo comer com vontade.o vizinho safado do 205Como devo uza vazelina navagina para lubrifica?relato d novinha perdendo o cabacinho com padrasto e mae juntodescobrindo o amor 74 dr romântico porn caiosercasa do conto meu filho me encoxou de baby dollensinei meu filho de dez anos a bater punhetafugio da aula para da buceda e leva gozada tendroSobrinho pauzudo,tia feliz. Com foto.wattpad enteado gay chupando o pau do padrasto musculosogarotinho loirinho de treze anos se descobrindo que e gay e tranza com seu irmãozinhopprno padrasto saradao escuta entiada gemendoxvideos vermebrancocontos Fudidos De machucamento vaginal meu sobrinhoboafodasangueCleide a recatada contos eroticoscontos erodicos de primos sendo extrupado pelo leknaugr sexo69 no sofávideocurto brasileiro de corno humilhadoleitinho do papai contos gaypassando oleo sabor morango e fazendo boqueticonhado se aproveitando da conhada porreCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.9x vidio comtos eroticos flaguei minha irmã avóFutibol dos Heteros ? OU Nao ? cap 28xvidios outros puraicontos eroticos filho adotivo pe de mesaconto erotico sou travesti e vendi meu cuCasada enegao anal marra contoenfiando o dedo na cabacinha delacasa dos contos de nick malconConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putaCrossdress de vestidinho tubinhorairodigocontos eroticos papai me comeu e eu gosteitravestis peitudas e dotadas rasga cu da mulheres dos peitos gigantesemtiada.rabuda loulinha dolecente espiada pega foca sexoFotos de mocinha empinando o cu para o negao de pau mandigoenrabada pelo negao contosquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhoconto erótico Dulce safadacasadindo novo dando o cu e esposa vendo xvideoVer contos de ciume do diario de um guei (sobre alam e biel).Família Sacana Tufos -comendo as irmãs safadinhaspastora bucetuda de fil dentalContos eróticos a gordinha e personal trainerporno ele para pra descansar da caminhada e pega morena agua e fode com eleLiliane trepando com seu cunhadovidios travetis nao aguetaocontos gay afeminadosgozada acidental buceta assustada bravacontos eroticos depois da balada em osasco 11/2016contos eroticos de meninos gay perdi a aposta no video game e o cabaco tambemconto erotico de corno paraenseconto relatando como nao resisti ao pausud e fez sexotira A roupa vou te estrupar no pornovideo porno casada nao estava mas sim.segurado pra chupa o mau do amigonora safadas descobri que sogro tem a pica enormevideo estrupo brasileiro caseiro fala palavrao gorda peitao patroavideo de padrasto tentando resistir a enteada sentando no colo delepubis depilado contosfui comer e fui comido