Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Colega de trabalho Casada e Safada (Meu primeiro cuzinho)

Autor: BetoProf
Categoria: Heterossexual
Data: 26/06/2017 16:46:50
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Pessoal, mais uma história real do que ocorreu nas minhas aventuras desta vez meu primeiro cuzinho, o conto ficou grandinho novamente por causa dos detalhes mas acho que vale a pena e vai ser gostoso se vocês irem até o final.

Depois dos fatos que ocorrem no meu último conto quando contei os acontecimentos de quando trabalhei com uma antiga professora e acabamos transando, após trocar de empresa e ir trabalhar em uma indústria também na mesma função cuidando do setor de tecnologias da empresa, essa história martelava na minha cabeça, claro que isso me fazia a cada funcionaria que eu conhecia ou que posteriormente viesse a ser apresentada a mim, eu acabava pensando: Será que com essa rolaria? Mas como sempre para mim trabalho foi uma coisa séria e sempre escutei que “Aonde se ganha o pão, não se come a carne”, e já me acostumando que o fato ocorrido na minha antiga empresa seria um fato isolado que acabou ocorrendo por já conhecer previamente a Rose que tinha ido trabalhar lá, continuei com meu trabalho no dia a dia, e como ocorria na antiga empresa tinha contato com todos os setores pois meu trabalho ela mais interno cuidando para que os computadores e sistemas sempre estivessem funcionado.

Para quem não leu as minhas outras histórias, continuo com um corpo normal ao longo dos meus 1,71 e 76kg, na época estava com 25 anos, e já usava o que hoje é moda o estilo lenhador samurai, rsrs.

Como sempre ocorre com as pessoas até pela minha formação na área de Informática, é que sempre por onde passo, desde um simples encontro de família, quando aquela teu parente chato que não se dá bem com tecnologia vem te pedir pra dar uma ajudinha no celular pois o mesmo não funciona direito, até nas empresas por onde trabalho por sem empresas que não são da área sempre se recorre ao cara da TI para arrumar seus equipamentos de informática, então pra mim é natural ser convidado pelos colegas de trabalho para ir até suas casas para verificar algum erro ou mal funcionamento destes equipamentos, no começo me incomodava muito isso, pois perdia tempo, e muitas vezes as pessoas achavam que eram favores que eu fazia e acabavam não pagando nada. Hoje em dia eu já deixo bem claro que vou com toda a boa vontade, mas que cobraria como uma hora técnica (A final que nunca precisa ganhar uma graninha extra, certo?), com isso algumas pessoas pararam de me pedir “Favores”, geralmente as que mais enchiam, mas ainda algumas pessoas, mais corretas me pediam de vez enquanto para arrumar alguma coisa, e até me indicavam.

Bom voltando ao ambiente da empresa onde eu atuava já 2 anos, Camila também já estava a mais ou menos este mesmo tempo, lembro que ela entrou um pouco depois de mim para trabalhar como assistente de RH, ela que fazia as apresentações de todos os novos funcionários, e também que me passava quem entraria e quem era desligado para que eu pudesse criar os acessos e usuários de cada pessoa, e no desligamento retirar os mesmos, então isso me fazia ter bastante contato com Camila, o tempo suficiente para saber que Camila era casada a 5 anos e tinha um filho de 3 anos, morava com o marido e o filho em um apartamento em um Bairro próximo a empresa onde trabalhávamos. Nossas conversas sempre eram basicamente de cunho profissional, somente em momentos de descontração que conversamos sobre nossas vidas particulares, em um desses momentos fiquei sabendo essas informações de Camila.

Camila era um pouco mais velha que eu tinha seus 27 anos, era baixinha cerca de 1.60m, e (segundo ela) devido a sua gravidez nunca recuperou a sua forma física, então Camila tinha uma barriguinha nada exagerado de mais, eu a Classificaria com uma Gordelicia, pois tinha um peito bastante avantajado e também uma bunda bem bonito, o que pra mim visualmente supria a forma física não tão definida assim, confesso que no verão com decotes e sainha social já dei umas olhadinhas nela, e depois do que ocorreu com a minha Ex professora, minha mente sempre me levava a pensar se existiria mais loucuras como aquela.

Camila sempre foi uma pessoa que falou muito da sua família, do seu marido e do seu filho em rodas de conversas com outras mulheres presentes, e eu sempre pensei que ela era extremamente feliz no seu casamento, pela forma com que ela falava da família linda que tinha, então nunca me engracei para Camila, até porque imaginaria nunca em pegar uma mulher casada porque considerava isso algo terrível, e me colocava no lugar da pessoa traída.

Certo dia quando estava em minha sala, Camila adentrou porta a dentro porta a dentro para que pudesse me entrar a folha salaria do mês, como já tínhamos um certo tempo de convivência e sempre que via ela a primeira vez no dia cumprimentava ela com um abraço e um beijo no rosto, coisa de amigos quando se veem, é uma formalidade bastante utilizada na região aonde eu moro, e neste dia não foi diferente, levantei recebi ela com um sorriso perguntando como estava seu dia, e lhe dei um abraço e um beijo, ela retribuiu e disse que o dia estava tudo bem, mas que estava se estressando com o computador dela, logo eu já entendi o recado, e curioso perguntei o que havia acontecido para que ela ficasse assim. Ela contou-me uma história referente a internet que não estava funcionando, e que o marido dela tentaria arrumar mas acabou danificando o fio da rede e agora o Computador dela estaria lá sem internet. Então eu disse:

- Mas se for só arrumar o cabo da internet eu posso passar lá depois do trabalho rapidinho, e arrumaria para ela, pois tenho sempre no carro as ferramentas e cabos para adaptações e instalações.

- Ela agradeceu muito e disse que passaria o endereço para mim por e-mail, questionou se teria problema se eu fosse lá pelas 19 horas, visto que o expediente acabava as 18 pensei que poderia passar então em casa para tomar um banho depois de um dia cansativo e aceitei a sugestão do horário.

Naquele dia, uma segunda-feira pra ser mais exato, sai do trabalho como moro perto da empresa afim na cidade onde eu moro quase tudo fica perto de tudo, fui ao meu apartamento para tomar uma banho e em seguida ir à casa da Camila, quando entrei no banho um pensamento me percorreu a mete, tentei montar a imagem da Camila nua em minha mete e querendo transar comigo, pensei em me masturbar para dar uma relaxada e ir mais calminho para casa dela, afinal como ela era casada, obviamente o marido estaria lá e a minha imagem do corpo dela não se concretizaria, lembro que a imagem que fiz era um peitão como aparentemente ela tem, e adicionei dois bicos bem grandes o que me dava muito tesão esse tipo de mamilo.. Fiquei imaginando eu depositando meu pau que nessa hora já estava querendo endurecer dentro dos peitos da Camila, e ela começando um vai e vem com os peitos ao mesmo momento que eu começava o movimento de punheta embaixo do chuveiro, em um vai e vem sentindo meu próprio PAU endurecer na minha mão, quando os meus pensamentos foram interrompidos pelo telefone tocando, olhei para cima da pia e não consegui notar que era pois não tinha o número salvo no celular, sequei a minha mão com a toalha e meio relutante atendi, era ela. Camila me ligava para pedir se não teria como ser as 19:30, que ela estava enrolada no mercado e que chegaria perto deste horário. Meio irritado, mas jamais deixando isso transparecer disse que não teria problema, que por ser segunda feira eu não faria nada de qualquer forma, mas minha punheta já era. Pensei que até voltar o clima que eu tinha preparada nos meus pensamentos demoraria, então terminei de tomar meu banho fui me arrumando bem vagarosamente, terminando perto das 19:00, eu confesso que não sou o maior fã de esperar, então peguei a chave e fui em direção a casa da Camila, pensei na hora que sai, lá chegando dou uma ligada para ela agora que tivera o número dela, e caso ela não tivesse começaria mesmo assim já que o marido dela estaria em casa.

Fui indo devagar com o carro, cheguei lá o relógio do carro estava marcando 19:20 pensei comigo, vou interfonar se o marido dela atender falo que vim ver o computador porque ele deve está sabendo do que tem que fazer, e assim fiz, tocou umas 4 vezes até que Camila atendeu.

- Oi, falou ela.

- Oi Camila é o Beto.

- Sobe Beto, eu acabei de chegar em casa sai do elevador o interfone estava tocando, sobe.

Enquanto o elevador ia subindo, ela morava no 7 andar então deu um tempinho para que o pensamento de que ela estava sozinha viesse, se não? Então porque ficaria tocando até ela entrar na porta. Bom pense que talvez o marido estivesse junto com ela e com isso cheguei ao 7 Andar no apartamento 703, a porta estava entre aberta, bati duas vezes e ela gritou lá de dentro: - Entra Beto, pode entrar. E eu fui entrando, quando ela apareceu pela portinha que levava ao corredor me pedindo desculpa e dizendo que teve que ir levar o filho dela na casa da mãe dela e que o marido dela passaria para buscar ele lá.

Camila então me levou para um escritório que ficava no corredor, para mostrar onde o computador estava e disse: ~

- Bom aí está, o cabo está rompido acho que de tanto o meu marido mexer.

- Se for só isso resolvo em 20 minutos, como o modem fica no mesmo lugar eu já tenho um cabo no tamanho certo, só preciso ir lá no carro pegar.

Então Camila disse me entregando uma TAG, podes ir lá buscar vou deixar a porta aberta e vou tomar um banho porque hoje o dia foi muito cansativo, concordei e fui buscar o cabo no carro, retornei e comecei a fazer a instalação, do cabo no modem, liguei o computador e fui configurando, já tinha terminado estava somente testando a internet quando Camila apareceu, vestindo um roupão rosa que ia até o seu joelho, dei aquela olhada de cima até embaixo acredito que ela tenha notado, fiquei um pouco sem graça mais foi totalmente impulsivo, e disse:

- Bom seu problema está resolvido.

- Já?

Fiz um movimento afirmativo, então ela me perguntou se eu queria beber alguma coisa. Respondi para ela que um copo de agua estava de bom tamanho, eu não ia falar que queria uma cerveja embora a vontade era grande, então Camila foi até a cozinha que era de estilo Americana e colocou em cima da bacana duas taças falando em seguida: - Tenho uma ideia melhor, vamos tomar um vinho nossa hoje estou precisando tanto de uma bebida, na hora a primeira coisa que veio na minha cabeça foi, se o marido dela chegar em casa como ele reagiria vendo a esposa tomando vinho com outro cara, mesmo que não tivesse rolando nada seria estranho. Então mais do que de pressa eu questionei:

- Se o seu marido chegar, será que não vai ser ruim?

- Ele está viajando, teve que ir pra São Paulo e volto somente na quarta feira, deixei meu filho com a minha mãe, porque preciso dar um jeito aqui em casa você reparou a bagunça né.

Respondi que não tinha reparado, e que sendo assim poderia tomar uma tacinha, como Camila tinha dito que precisava de uma taça de vinho e como tinha ficado um silencio enquanto ela servia eu perguntei para ela se o dia foi ruim no trabalho, Camila deu uma pausa meio que pensando o que responder pegou os copos e a garrafa e veio se sentar na mesa onde eu já estava sentado, e disse que ultimamente as coisas não estavam bem em todas as vertentes. Que na empresa estava sobrecarregada, e que em casa as brigas estavam frequentes, na hora eu fiquei um pouco sem reação pois nunca alguém tinha desabafado sobre seu relacionamento assim comigo não sabia muito o que fazer, enquanto conversávamos ela ia tomando vinho e eu acompanhando, vinho é traiçoeiro rsrs.

Camila ficou falando sobre a relação dela explicando que depois que teve o filho o marido dela já não procurava ela com frequência, e que em determinados momentos de briga o marido chegava a falar que ela mudou muito depois que o filho deles nasceu, e ela sabia que ele estava falando do corpo, foi quando ela se levantou da mesa e veio sentar do meu lado com o pretexto de me mostrar uma foto de como ela era antes do filho, olhando a foto vi que realmente ela era Muito bonita antes do filho nascer parecia com uma menina de 16 anos, mas falei pra ela que não via uma mudança tão grande assim, e que filhos mudam as pessoas mas que ela estava super bem, foi quando ela abriu o roupão e perguntou você acha que eu estou igual Beto? Claro que não por isso que ele não me procura mais. Mas eu já nem estava mais prestando atenção no assunto, quando Camila abriu a parte de cima do roupão eu vi que ela estava usando uma camiseta destes finas de dormir coladas no corpo meio transparente, marcando de forma monumental os mamilos dela, que não eram grande quanto eu havia imaginado mas eram lidos, fale pra Camila não fazer isso comigo, pra fechar o roupão e que ela tinha um corpo bonito, Camila então perguntou se eu acreditava que o marido dela não gostava de comer o cu dela, mas que antes sempre pedia provavelmente porque ele achava que ela estava mais gordinha agora, ouvindo ela falar desta forma meu pau se remexeu na cueca, instintivamente eu coloquei a mão sobre ele apalpando, Camila acompanhou o meu movimento e se sentou novamente no meu lado, questionando se eu comia o cu das gurias que eu saia, eu fui tentar me levantar mas como a mesa de apartamento a saída era somente por um lado pois Camila não deixou, pegando com a sua mão no meu ombro e me segundo na cadeira, me perguntando novamente se eu comia cu das meninas, eu não conseguia mais tirar os olhos dos Peitos da Camila, o tesão já estava me fazendo perder a cabeça, e Camila sabia disso, Ela estava do meu lado com o roupão aberto com aquela camisa apertadinha sem sutiã, e der repente ela fala: - Beto você nunca comeu um cu? Sem graça porque não é o tipo de conversa que se tem com uma mulher, menos ainda com uma amiga de trabalho, confesso que indo a casa delas o pensamento e ver ela nua passava pela minha cabeça, mas agora ela ali do meu lado fazendo essas perguntas, me assustava e me deixava louco de tesão ainda mais o fato dela ser casada, será que eu ia fazer duas coisas que eu não tinha feito ainda? Transar com uma mulher casada e comer um cu eu ficava me perguntando em silencia.

Camila vendo meu silencio entendeu que eu não tinha ainda comido um cuzinho, e parece que isso deixou ela maluca, pois ela levantou foi até a janela que dava para a sacada e fechou a persiana, voltando para a mesa foi dizendo, aqui os vizinhos são muito observadores e apagou a luz da sala, deixando apenas as luzes que ficavam acima do gesso acessa causando um clima gostoso de escurinho, mas que ainda dava para ver a oura pessoa.

Neste momento eu me levantei rápido da mesa, enquanto Camila caminhava em minha direção falando que eu precisava ir, que isso poderia dar problema. Mas Camila foi se aproximando puxando meu corpo contra o corpo dela, dando uma lambidinha na minha orelha disse, Calma Beto, Não vamos fazer nada que você não queira. Nesse momento meu pau já estava uma tora apontado pra cima me fazendo esquecer de qualquer moralidade que eu teria em relação a mulher casada, aumentava ainda mais o meu tesão o perigo do momento, quando eu em um movimento puxei ela e coloquei ela sentada em cima da mesa, falando: - Eu avisei. E comecei a beijar a boca dela, babando todo o lábio da Camila, retirando o roupão dela, beijando o pescoço de forma voraz subindo para as orelhas com a mão atrás da nunca da Camila, o tesão tinha me consumido por completo, Puxando a camisa que ela vestia para cima deixando amostra o peitão que ela tinha puxando ela pra fora da mesa em pé, deixando o roupão cair, revelando a calcinha de algodão que ela usava toda pretinha a cor que me deixa louco quando alguma mulher usa.

O cheiro que corpo dela exalava parecia de alguém realmente que estava esperando por uma noite assim, passando a mão pelo seu corpo eu sentia seus pelinhos arrepiados em quase toda a sua extensão, ela parecia estar em transe até que a sua mão percorreu minhas costas no estante em que eu me curvava para chupar os peitos delas, lambia o seu mamilo circularmente e mordiscava assoprando em seguida para dar uma frescor, o movimento dela veio das minhas costas passando pela minha cintura, encontrando a minha bunda e percorrendo a coxa até chegar na parte da frente do meu corpo, com uma das mão segurou a calça e com a outra foi descendo zíper para ter acesso ao meu PAU que não via a hora de ser tocado pela dona daqueles peitos sensacionais, quando sua mão encontrou o meu pau ele já deixava correr uma bainha de tesão exalando aquele cheiro de sexo que sai quando a rola está melada .

Camila ao notar que meu PAU soltava este liquido de Tesão ao passar o dedo pela cabeça dela, fez uma expressão como quem viu algo que adorava, se ajoelhou e só com a pontinha dos labos chupou e lambeu todo o liquidozinho que ele tinha na sua cabeça. Camila foi baixando minha calça junto coma cueca enquanto sua boca não deixava de tocar a cabeça do meu pau nem por um minuto, levantei meus pés para que ela tirasse minha calça, fazendo com que sua boca saísse da cabeça, se abaixando. Tirado a calça Camila veio em um movimento de baixo pra cima como quem chupa um sorvete, lambendo todo o meu saca desde a sua base, molhando babando subindo, até chegar novamente na ponta dele, abocanhando e começando um movimento de vai e vem pausado onde ela ia com ele até o fundinho e voltava devagarzinho até a cabeça, e tirava da boca e começava o movimento com a língua que descia da cabeça a ia até a base do saco voltando novamente a lamber até na cabeça, tem como não ficar maluco com uma chupada dessas? Foi a melhor chupada da minha vida a forma com que ela fazia... meu pau estava pulsando já de tesão com as velhas dilatadas revelando todo o mapa de veias que existiam naquela região do pênis.

Não conseguindo mais aguento o boquete que Camila, fazia e louco pra provar do melzinho da buceta dela, falei baixinho: - Vem, Aonde fica o quarto!, Quando Ela disse : - No Quarto não, la eu durmo com meu marido.

Então puxei Camila pra cima, me lembrei que no escritório tinha um sofá de couro sintético, daqueles pequenos de dois lugares puxei Camila até o sofá, sentei ela no sofá ficando com meu Pau bem da frente do rosto dela, fiz o movimento pra bater com ela na cara dela, ela já foi colocando a mão nele para punhetar, quando eu tirei ela e disse: - Minha Vez agora!.

Coloquei as pernas da Camila abertas em cima do sofá apoiadas pelo calcanhar, me ajoelhei na frente dela, a calcinha dela já estava com uma marquinha molhadinha, cheguei bem perto sentindo aquele cheirinho de buceta e passei a minha língua por cima da calcinha sentindo que estava bem molhadinha e já dava para sentir o gostinho por cima mesmo, beijei a parte da virilha da Camila, primeiro de um lado depois do outro lado, sempre em movimentos bem demorados, dando uma beijinho passando a língua, depois a parte interna da coxa de um lado, depois do outro.. E novamente a língua por cima da calcinha, Camila se contorcia de tesão, já estava falando: - Me chupa Beto! Me Chupa! Eu respondia: - Pixxxxx, já vou chegar lá.

Fui tirando a Calcinha dela de forma que ela teve que desfazer a formação inicial com as pernas abertas em cima do sofá, mas logo voltei ela para a mesma posição sentadinha com as costas no encosto e as pernas dobradas abertas deixando a sua bucetinha bem aberta, o sofá por ser de couro já apresentava pedaços babados com a buceta dela, comecei com movimentos de cima pra baixo, bem devagar até chegar na entradinha na buceta dela, onde eu colocava somente a pontinha da minha língua, depois subia novamente até no chamado monte de vênus, sempre passando pelos lados babando bastante os lábios da bucetinha da Camila.

Camila puxava tão forte meu cabelo, e arranhava parte das minhas costas que aquilo me deixou com muito tesão, me fazendo pressionar mais minha língua contra a buceta da Camila, enfiei um dedinho dentro da Vagina dela, depois mais um fazendo movimentos encostando no céu da buceta da Camila e com a língua lambendo a parte externo do clitóris dela, em um movimento rápido Camila pressionou meu rosto contra a buceta dela e soltou:

- Beto, não para, fica assim...

- TO GOZANDO.... TO GOZANDOOO!

Quanto eu senti um liquido mais denso e quente no meu dado, e aos poucos o braço dela ia perdendo a força soltando minha cabeça retirando a pressão da minha boca na sua buceta, retirando o meu dedo vi que ele estava coberto de um liquido denso e com um cheiro muito gostoso que me deixava mais excitado ainda, talvez por não ter gozado ainda, não pensei duas vezes olhando para Camila coloquei os dedos na boca e limpei eles, o gosto era de mais... fazendo meu pau quase gozar ali com aquele gosto na boca.

Camila após gozar deu uma tranquilizada, fiquei com medo de que batesse o arrependimento nela, e que eu acabasse não continuando... Eu levantei ela da posição que ela estava. virei a bunda dela pra mim, colocando os joelhos dela no sofá e as mãos segurando a parede. E disse: - Fiquei sem graça antes porque nunca tinha comido um cuzinho, agora vou comer o seu... ela olhando para traz ainda em estado pós gozo, disse olhando para mim: Come Beto, come meu cuzinho...

Eu não podia acredita que eu ia comer um cuzinho, a minha experiência era o que eu tinha visto em filmes, tentei colocar a cabecinha na entrada do cuzinho dela, e fui tentando empurrar, estava um pouco difícil então ela disse pra mim : - Cospe nele!, e foi o que eu fiz, Camila aproveitou para se posicionar melhor no sofá jogando a sua cabeça e peitos para o encosto do sofá deixando as suas mão livres, colocando elas pra traz e abrindo a sua bundinha, uma de cada lado... olhando aquele cuzinho todo lizinho, com meu cuspe escorrendo entre ele e a bucetinha da Camila, coloquei a cabecinha nele, e fui empurrando bem devagarzinho, a sensação no começo era de que ia machucar inclusive a mim, então tirei ele novamente agora que ela estava com a entradinha levemente aberta, e com a bundinha bem empinada pra cima dando mais uma cuspida nele desta vez ficou mais preso no cuzinho da Camila, colocando loco em seguida o meu pênis em cima, deixou a entradinha dela bem molhadinha, facilitando na segunda tentativa de empurrar, com isso fui me empolgado, e acabei enterrando o meu pau no cu da Camila, que soltou um gemino de dor e prazer, agora que meu pau estava dentro do cu da Camila ela voltou a colocar as mão na parede deixando aquele peitão palancando enquanto eu emburrava e tirava meu pau do cu dela, eu estava adorando aquela sensação de comer o cuzinho da dela estava muito bom, no momento que coloquei dentro dela, Camila pareceu receber uma overdose de vontade novamente, me fazendo pensar que realmente ela gostava de dar o cuzinho, fazendo força pra traz quando eu ia pra frente, me pedindo pra ficar parado enquanto ela rebolava, e esse movimento foi o que me deixou mais louco, vendo meu pau parado e Camila se movimento como se rebolasse nele. Então Camila tirou o meu pau do seu cuzinho, me pediu para sentar, e veio por cima de mim, achei que ela queria que eu comesse a bucetinha dela, mas não, colocou a cabecinha novamente na sua bundinha e sentou lentamente sem cima dele, me fazendo ver que ia mais fundo ainda, pois senti com meu pau cu se afunilar, ele começou um movimento de vai e vem muito gosto e me disse: - Assim eu sinto mais. Camila começou um movimento gostoso de vai e vem bem compassado, estava muito gostoso ela gemendo de mais, puxando novamente meu cabelo, pressionando os peitos dela em direção a minha cara, neste momento parecia estar ali sozinha... e de repente Camila disse: - Beto, você vai me fazer gozar de novo. Goza comigo! pra mim ainda estava bem gostoso não queria terminar logo, Mas Camila ao mesmo tempo que falou isso Aumentou a velocidade do vai e vem, de uma forma frenética.. eu que já tenho facilidade de gozar quando a mulher está em cima de mim, Comecei a sentir um calafrio, ao corpo tremer Camila gemia demais no meu ouvido, falando que ia gozar, e quando falei que eu iria gozar, parecia que Camila estava somente esperando ouvir isso, soltando novamente aquele gemido gostoso informando que estava gozando ao mesmo tempo em que eu gozava, foi maravilho, ficamos um tempo anestesiados com meu pau dentro do cuzinho de Camila, abraçados, Camila levantou, vestiu sua calcinha eu também levantei me vestindo, ambos ainda em estado pós coito, dormentes.. Mas Camila me disse que achava melhor eu ir... que adorou o que aconteceu, me pediu por favor para não contar para ninguém da empresa, que aquilo não voltaria mais a acontecer, eu concordei e realmente não voltou mais a acontecer. No começo depois disso teve o início de um clima ruim, mas depois tudo voltou ao normal e até nos damos melhor do que antes agora, mas sexo com a Camila nunca mais rolou... Porém Camila foi o primeiro cuzinho que comi. E vale a pena falar como foi para vocês.

Comentários

04/07/2017 10:06:09
Muito bom o conto, com bastante detalhes excitantes. Especialmente na narrativa do anal, coisa que também experimentei há pouco. Só fiquei curiosa em saber como é esse estilo de ¨samurai lenhador¨. Rsrsss. Te convido a ler os meus. Desde já agradeço. Bezitos.
28/06/2017 09:30:32
Senhor Nunca : Eu gostaria mesmo, mas faz jogo duro devido ao relacionamento dela, to achando que eu contribui pra relação dela melhorar... e claro me deliciei
28/06/2017 09:27:33
oois bem, eu acho que um cusinho deve ser sempre bem comido! Tu teve a sorte de perder o cabaço com essa putinha do rala, devia comer ela de novo, pow

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno incesto filha perguntapai o que e sexo e ele mostraxv novinha querendfo centin um piru na bucetab de cachrroe possível ter.orgasmo quando estiver engatado com cachorrobrincando escanchada contos pornovidio mulher casada com roupa fodendo enfrente o marido ate escorrer porrsmeu marido me chupava enquanto outro me gosava vidioO verdadeiro marido Corno . . . Simplemente adora lamber o clitoris da esposa . . . Enquanto o amante dela enche sua buceta de Porracache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho bumda grande fodendo caindo com perdas bambamaldiçao da clareira da cadelagordas lpucas de tesaojhuly dormindo de calcinha xvideosvelho rasgador de bucetaporno namorada nao gue da cu mai eu votetacasado tem tesão em mamar cine porno sphomens balancando as bolas pornoxvideo negao esfregando uma pica ezajeradafihota coxuda mete 4 tiposafado dando pirocudo vídeo xxvbQuadrinhos eróticos meu padrinho pauzudo me comeucontos eroticos meu empregado de piça ggconto gay tiozao deu cucomedor de mulher alheia nu apanhafudida por um tio pirocudo contosou mulher vou confesa que que dormia com meu primo e dei pra ele quando senti que ele tava de pau duro e eu logo mi exciteicontos eroticos de caminhoneiros fudendo homens em posto de combustiveisbrincando escanchada contos pornomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticoscontos.eroticos avo.peludo idoso bigodeencoxei lidar evangélicaconto erotico meu/marido transou comigo e meu sobrinhorickcafajeste30.blogporno com novinha de saia curta limpando a casa e o irmao dela pousado na bunda delafilme de zoofilia sofia nozo eterradogordas lpucas de tesaoxvideos incesto tia provoca garoto de. roupa transparente simplesmente nua por baixocontos gay babydool maexxvideo convite discreto amadorXsvideos bem dotado masturbando no carrocontos heroticos cao doidao para chupar a donabiba boqueteras pornocontos eroticos papai me comeu e eu gosteiapaixonado pelo meu primo brutamontes 2temporadabuçetacasadapornodoidocalçinhascontos de filha crentevidio de mae fagando filha novinha chupano rola do paicasa do contos eróticos casada gostosa magrinha com o vizinho coroaSogra Contos Eroticosescritor lipe casadoscontosPorno contos incesto familia prazer total qualquer idadecumadre magra de bermudinha sexoGTA da mulher de calcinha o ventilador homem pelado homem pelado homem pelado homem pelado homem peladocorno e engulidor de rola contocontos crossdressMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOconto sou crente casada carente provocando os pedreiroconto zoofilia novinha e os cachorros Minas Geraissó mulher pelada a chegada com a b******* bem grandona daquelas BH b******* grande pinguelo grande cheio de galacontos eróticos fiz sexo por acaso com minha tiaminha esposa lavano abucetinhacontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi eláerotico filha da um beijinho nelevideo porno de menina que viu o caralho muito grande e nao quiz foder mas foi agarrada e enrrabada á forçaContos.fonados porno de cornolesbica estuprada pelos cachorros do vizinho conto eroticoconto incesto sempre que vejp minha irmã fico de pau duro e ela cheia de tezaonovinhas.abrir.buzentavideo porno padastro tomando cafe e entiada estidando pra prova de sainha mostrando a calcinha brancasexo anal sem compaixãocontos saunas velhos chubbys gayscasada se mostrano em casa pra corno e amigos juntos desfilando de fiocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho psicologia enfrento hiv minha filha e guei ajudaFoto picudo estotando a bucetinha da casadapatricia vizinha casada safada gemendoFoda agressiva ponodoidoreymer ,eroticoneta sentindo opau du avo durofoda incesta mae dormindo bem profundo tipo estupro putaria brasileira cenas fortes de estrupo mae sexoSocorro me apaixonei pelo meu filho sexo incesto videosa gordinha morena kuduro dando para o negãochegando da balada bêbada e fazemos insetocasetudo comendo cadela no ciocontos sexo minha esposa nossa vizinhabuceta de pombagiraquero ver zoofilia cachorro comendo a coroa cabeluda bem gostoso organiza que tesãoconto eroticos variss garotinhas muito novinhaContos vendo os cavalos treparem sexo minha colega foi estuprada por tres piçudos e gozaram dentro delaContos eróticos tarados na madrugadavideos dedadas de negao troncudo ativo em cu de ninfeto gostosomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosezibir vidios o cacorro e criado desde pequeno com a menina derrepente ele resoçve comer a buceta delacarolzinha santos trepano no churrascomeu tio me  contos eróticos chantagiei o papai pra ele mim enrraba todinhachupei lambi os pés da minha prima mais nova dormindovelhocasadacornopicudod/contos