Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Conhecendo a verdadeira cunhada.

Autor: Lipe
Categoria: Heterossexual
Data: 24/07/2017 11:43:32
Nota 9.80
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bom dia amigos, sem tempo para postar outras coisas que aconteceu comigo em momento da minha vida. Hoje consegui um tempinho para contar uma passagem que aconteceu quando tinha 22 anos, hoje estou com 27, um fato que quando me vem na memoria me enche de tesão, um caso que acabou acontecendo com minha cunhada ( hoje ex cunhada), naquela época.

Quando estava para fazer 21 anos, namorava ha 1 ano e pouco com Natalia, uma morena clara que na época estava com 19 anos, 1,68 de altura, olhos castanhos cabelos pretos longos. Muito linda simpática e nos dávamos bem na cama, era uma delícia, mas não curtia anal. Resolvemos morar junto naquele ano e com os já víamos pensando nisso guardamos dinheiro para ter nossa casa, nossas coisas. Naty tinha 2 irmãs mais velha que ela, Rose era a mais velha das 3, já estava com seus 35 anos na época, casada mãe de 3 filhas lindas, (onde acabou acontecendo coisas com a mais velha), Rose era tipo mulherão, pernas grossas peitos grandes estilo cavala mesmo, quando íamos a praia gostava de observar bem aquele monumento só de fio se bronzeando. Rose tinha um apartamento em um bairro tranquilo e calmo no centro e na época tinha vários apê vazios e resolvemos alugar um no mesmo prédio, familia sempre unida sempre rolava alguma festinha ou reunião de familia e sempre estávamos juntos, eu era bem chegado da familia.

Como já relatei minha esposa nunca foi chegada no anal, já tínhamos tentado mas ela não gostava mesmo, devido ha isso as vezes em algumas viagens minha a trabalho tirava meu atraso em alguma garota de programa, apenas para relaxar e matar a vontade de comer um cu. Passados um tempo que estávamos morando já na nossa casa Naty teve que ir para outro estado fazer uma prova do curso que ela já estava para terminar, e teria que ficar lá nas próximas 3 semanas.

Acabei por ficar em casa sozinho já que não tinha nenhuma viagem de trabalho para mim, na primeira semana tudo ocorreu bem, descia no apê deles as vezes para tomar alguma coisa outras vezes eles subiam para o meu apê, sempre minha cunhada e o marido, em um dia da semana quando ela chegou do trabalho me ligou:

- Oi cunhado, você esta em casa?

- Oi, to sim, porque?

- Me empresta a batedeira para mim fazer uma sobremesa aqui?

- Ta aqui, pode pegar.

- OK to subindo ai.

Como marido dela chega apenas depois das 19 hrs ela veio sozinha, isso é normal porque as vezes quando precisava de algo ela sempre vinha sozinha pegava e ia embora. Alguns minutos depois ela bate na porta.

- E ae. Resolvi fazer uns doce pra depois da janta.

- Com tanto que sobre pra mim pode pegar o que precisa.

- Claro, alias quando acabar lá você desce pra comer também. E ae notícias da Naty?

- Me ligou agora a tarde ta tudo bem por lá.

- Huum. Deve estar já a ponto de trazer alguma piriguete pra cá ne hahaha.

- Nem tanto né, foi só uma semana ainda.

- Mas pelo que ela já me confidenciou um dia já seria muito.

Aquela frase dela me deixou sem jeito, então quer dizer que as duas conversava sobre nossa vida intima? Hum acabei ficando ma duvida. Ela pegou o que queria e desceu, a partir daquele dia passamos a falar mais pelo whatsapp, sempre falando coisas do dia a dia ate entrarmos no assunto da minha "seca" momentânea, ela me falou que devia estar sendo difícil ne ficar sem ter alguém pra dar uma, e perguntou como estava me virando, respondi que estava na minha sem fazer nada, e ela respondeu que tinha certeza que eu as vezes procurava alguma na rua para satisfazer a vontade de comer um cu já que a minha esposa, irmã dela, não curtia isso, achei muito estranho isso porque mesmo tendo a intimidade que tínhamos nunca falamos assim dessa forma, e acabei perguntando a ela como ela sabia e me respondeu bem clara que a Naty por ser a mais nova entre elas, confidenciava tudo à ela sendo a mais velha, e ela disse a Naty que não sabia o que estava perdendo em não gostar de fazer anal. Acabamos conversando bem do assunto ate ela me falar que adorava sentir uma rola no cu, que amava rebola sentada numa vara, aquilo já me deixando com vontade falei pra ela parar porque já não sabia o que fazer com tesão que tava, então o que menos esperava acabei lendo quando ela respondeu que se eu precisar de ajuda ela estaria na casa dela. Perguntei sobre o marido, e ela falou que como todo semana ele tinha uma viagem lá pela quarta feira, ela estaria sozinha ate na sexta, então pedi para que se ela quisesse subir aqui para conversamos quando ela estiver só eu estaria esperando, dito e feito na quarta por volta das 20 hrs ela chegou em meu apê, com uma leg bem marcada, toda arrumada, uma blusa bem decorada e uma cara de safada.

- Vim aceitar o convite, melhor subir aqui porque as meninas saíram eu Fechei a porta do quarto então quando elas chegarem vão achar que estou dormindo.

- Hum, muito esperta. Entra to tomando uma caipirinha, aceita?

- Claro.

Começamos a tomar juntos, e a conversar.

- Jamais imaginei que chegaríamos ha aquela conversa.

- Ha para, quer dar um de santo logo comigo? Rsrs quantas vezes flagrei você olhando para minha bunda e ate da Joice, (filha mais velha dela).

- Natural ne, afinal sabemos que vocês são umas delicia. Hahaha

Ela em meio de risadas falou:

- Mas que marido mais safado minha irmã arrumou hein, desde quando te conheci já vi que não prestava né.

- Olha que injustiça, a ocasião faz o ladrão. Quem manda vocês gostarem de se mostrar com essas roupas coladas, decotadas que deixam vocês mais gostosas.

E já meio alto pela bebida, conversava com ela passando a mão nas coxas dela, e ela já falando meio alegre disse:

- Minha irmã sempre falou bem das aventuras de vocês, e acabei ficando curiosa para saber o que tem ai dentro.

E já foi apertando meu pau, que já estava duro.

- Cuidado, sabe bem os dias já que estou sem nem bater uma punheta, então se for começar é bom estar disposta a terminar.

- Uuuii, sei bem como esta, e tenho certeza que o final será bem melhor do que imagina..

E ali mesmo mo sofá, ela já ajoelhou em minha frente e foi tirando meu short me deixando só de cueca, já em seguida tirou meu pau duro pra fora.

- Hum delicia, já ta babando pela cunhadinha ne safado, bem maior do que imaginei, quero sentir ele na minha boca agora.

- Delicia minha cunhadinha gostosa, sempre sonhei em ver essa boquinha mamando gostoso, aproveita e mama igual uma safada delicia.

E começou a chupar feito louca, já tirei aqueles peitão pra fora, e fiquei apertando eles bem forte enquanto ela chupava e gemia parecendo uma puta. Depois pedi que se levantasse...

- Tira a roupa cunhadinha, me mostra esse corpão que adorava fica olhando lá na praia, me mostra você delicia.

Ela foi tirando peca por peca das roupas sempre me olhando com aquela cara de puta, estava com uma calcinha vermelha minuscula que tampava só a brexa daquele bucetao, quando tirou vi aquela delicia lisinha já bem molhadinha, deitei ela ali no sofá e me abaixei entre suas pernas e cai de boca naquela buceta.

- Isso, cunhadinho, me chupa gostoso, chupa essa buceta que ta ensopada por você, chupa tesudo.

Enfiava lingua lá dentro, lambia, chupava e dava umas mordidinhas sentindo ela rebolar na minha língua, chupei com gosto aquela buceta ate que senti ela dar umas tremidas de leve e forçando as pernas senti ela gozando na minha lingua, aquele liquido gostoso escorrendo daquela buceta deliciosa e eu lambendo tudo. Ela muito ofegante não parava de gemer baixinho, com ela nessa posição mesmo não aguentei coloquei meu pau na porta daquela buceta e em uma estocada só soquei lá no fundo arrancando um gemido dela pedindo:

- Isso seu safado, mete esse pau gostoso nela, mete cretino, soca forte, adoro, não queria comer a cunhada agora come safado, aqui na sala da sua casa gostoso.

- Isso vadia, vou comer essa buceta ensopada, gozou na minha boca ne putinha, agora ela vai receber vara safada. Não gostava de se mostrar com aquele biquíni minúsculo agora aguenta vadia.

E socava sem dó naquela safada, ouvir ela gemendo gostoso me dava mais tesão ainda, rebolava feito uma puta enquanto eu socava naquele bucetão gostoso, ela começou apertar os peitos e gemia muito. Já estava com joelho doendo, me levantei coloquei ela de quatro escorada com o rosto no encosto do sofá, abri aquele bundão que estava virado pra mim, deu uma chupada naquela buceta e encaixei meu pau nela, coloquei uma perna em cima do sofá no lado dela e segurando pela cintura dela comecei a estocar bem forte naquela vadia, comia sem dó minha cunhadinha safada, ela gemia cada vez mais gostoso e já estava ficando alto o gemido daquela puta, afinal tinha apê com pessoas ali do lado, com uma mão tampei a boca dela e com a outra segurei ela pelo cabelo e continuei socando naquela safada, e isso fazia ela gemer mais ainda, entre gemidos ela sussurrava que tava quase gozando de novo e pedia pra não parar, aumentei a força das estocadas naquela buceta senti ela tremendo de novo dando sinal que estava gozando, me segurei para não gozar junto e dentro dela afinal estávamos sem camisinha, e quando vi que não aguentava mais tirei daquela buceta empurrei ela pro lado e levei meu pau latejando quase gozando ate na cara dela e saiu o primeiro jato de porra pegou bem na boca dela que abriu com gosto abocanhando meu pau e deixando ele terminar de gozar lá dentro da boca, engolindo tudo, e limpo meu pau deixando ele sem nada de porra.

- Isso vadia, deixa ele limpinho, que agora vou comer seu cu safada.

- Você quer ne safado, ta com vontade de comer um cu ne, então vou deixar ele duro agora pra você comer meu rabinho.

- Vamos lá pro quarto safada, aqui você vai gemer muito alto perigoso alguém ouvir minha putinha gemendo e perceber que a cunhadinha subia aqui pra cuidar do cunhado dela.

Fomos para meu quarto, ela sentou na cama e já começou a punhetar e chupar, meu pau nem amoleceu e já estava duro de novo, só virei ela na cama deixando ela de quatro de novo, abri bem a bunda vendo aquele cuzinho apertado, dei uma línguada nele e senti ela arrepiar, coloquei um dedo e mesmo sendo bem apertado entrou gostoso com ela rebolando, a vadia sabia bem da o cu, coloquei a perna em cima da cama pra me dar mais apoio e encaixei a cabeca do meu pau bem na entrada daquele cuzinho bem lubrificado e fui forçando se leve e ela rebolando e aos poucos aquele Buraquinho ia se abrindo dando espaço pro meu pau, eu já força um pouco mais volta e ia e a vadia já começava a gemer e rebolava mais ainda.. Quando entrou tudo deixei alguns segundos ele lá no fundo e em seguida iniciei o vai e vem aumentando aos poucos, segurando ela pela cintura força já bastante e ela gemendo de prazer pedia:

- Isso safado, não queria comer um cu safado, come o meu come.. Adoro dar o rabo gostoso soca com força safado, mata sua vontade.

- Vadia, que cuzinho apertado e gostoso, que sentir dor safada, vou meter com força sua puta.

- Isso cunhadinha, a frouxa da minha irmã não gosta de dar o cu pra você, a cunhada da, come seu safado, arromba meu cu cretino.

Socava com força, sem dó naquele rabo, adorei saber que a cunhada amava anal, e já estávamos sendo amantes nisso, comia sem dó aquela puta, deitei ela na cama e virei ela de lado, Ergui uma perna dela e voltei a socar no cuzinho dela ainda mais forte. Já tinha gozado uma vez e a segunda estava um pouco longe, aproveitei todo tempo pra comer gostoso aquele cuzinho, e ela sabia bem como fazer, gozou duas vezes enquanto metia no rabo dela e após a segunda gozada dela e já termos feito em várias posições, anuciei que iria encher aquele cu de porra.

- Isso cunhado, dentro dele goza safado, me enche de porra seu puto.

Aumentei a força da estocada e gozei lá mo fundo do rabo dela, cai de lado dela com meu pau lá dentro e foi amolecendo ate que saiu, me levantei abri a bunda dela e aquele cuzinho todo vermelho saindo minha porra de dentro. Levantamos e fomos tomar um banho, mais algumas safadezas ali no banheiro, saímos do banho fomos pra sala onde estava nossa roupa, ela apenas vestiu a calcinha e eu a cueca, fiz mais uma caipirinha e ficamos ali conversando.

- Nossa bem que a Naty falou que você satisfazia ela bem, que você era uma delicia, enfim matei minha curiosidade.

- Nem tanto assim, você que é gostosa e adorei saber que é uma safada também, adorei comer essa rabo que sempre me deixou com tesão.

- Bom que agora tenho alguem pra matar meu tesão de dar o cu.

- Mas como assim? E seu marido?

- Ha, ele não gosta muito não, faz as vezes quando peço a ele, mas a iniciativa é minha, bom que agora um ajuda o outro.

Fiquei besta de saber isso e feliz por ter uma cunhadinha assim, bebemos mais um pouco e voltamos a transar mais ainda, ela dormiu aqui e desceu poucos antes dela ir para serviço, já que as filhas dela dormia ate tarde ninguém iria perceber mesmo, e depois desse episódio passamos a ser amantes um do outro sempre bem discretos e reservados, durante as semanas q estive só as noites que o marido viajava ela vinha aqui para cima, e depois que a minha esposa voltou tivemos que dar um jeito de nos encontramos na rua e ir para algum motel. E foi assim que acabei tendo um caso com minha cunhada que durou muito tempo, e tivemos vários momentos super deliciosos. Obrigado leitores, é sempre um prazer passar para vocês momentos quentes que tive na vida ate agora.. Abraços e ate mais

Comentários

20/08/2017 02:13:04
Otimo!
12/08/2017 10:04:02
Seus contos são muito bons,parabéns mano.
27/07/2017 16:50:54
sou doido por comer um cu, mas minha esposa regula e nao me dá
24/07/2017 17:52:56
Hmmmm, que delicia, Lino! Ainda não fiz anal e lendo este, me deu vontade de experimentar. Meu marido nunca pediu e assim, tudo virgem lá atrás. Rs. Venha me conhecer lendo o meu. Um beijo!
24/07/2017 13:15:48
Muito bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Wxvidio comedo di ciucontoswww.eroticos na festavidios de cachorro pauzudo emgatado nas novinhas ate o talogozando dentro da buceta das lindonas nas baladassó mulher pelada a chegada com a b******* bem grandona daquelas BH b******* grande pinguelo grande cheio de galajaponesinha novinha colegial não resiste as investidas do irmão e transa com elecontos de sexo depilando a sogracontos eróticos papai.mimha bucetinha ta dodoipornor doido homem batendo poleta na varandacontos dei p meu chefevendo minha esposa se esfregar noutro macho no forro contos pornoMiller tair marido com ladrão em casa phornoFotos d negao fudeno cazadamulheres gostosas fazendo garganta profunda com penis muito grandes e enfindo todo na sua guela e ele vai e gozameu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia contovidio porno bate popa vol casadaMe chamo Carlos e sou casado com Márcia uma loirinha linda pequenina apenas 1,52m magrinha apenas 49kg contos eroticosmulheres de 28 anos com muito tesão só puxa calcinha de lado pró kidbengala metemulher com rabão maior filme pesavam gostosopornô mãe dando o cuzão dando para o filho de regaço combinação pelo cão carinhocomedo novınha a forcamenina novinha dormindo sem calcinha toda arreganhada com seu pinguelo lá de forachicao corno submisso ao negao 4 conto cornoquero ver as mulher tarada caseira com muco cervicalmelhore estrupa amiga chupandoa a forsa porno fasil asesocasada foi pra oficina dar pros mecanicospedreiro fode menina em cima do andaime pornôFoto picudo estotando a bucetinha da casadasogra faminta por sexovi minlha irma crenye no banlhero porrno safadotitia nice mamando rola pretaLolytaputynha ler conto erotico de deficientesexoalvesasxxxxxcommuito beijo na boca pegada forte caricias e tapas em video porno com muita tara exitantecorto eroticosminha esposa gosta de trasa com vaqueronovınha transando com ırmaocontos de podolatria com sandalia de salto finotortura porno linguada no clitorisconto erotico meu/marido transou comigo e meu sobrinho[email protected]contos gays pique esconde no orfanatocontos eroticos me entreguei p meu genro k me fez d putaCavalo pauzudo coloca tudo na jumentinhabuceta babando liquido transparenteiniciando um viadinho contocorno manso otario contosConto erotico de pai cheirando as calcinhas sujas da filha bucetudaestava batendo punheta e os dois viu passei a rola neles porno gayfizemos sexo bi com um estranho contofotos de vestidos colados que acentue a bundavideos de zoofilia mulher tarada por um jumento desmarcadoalargada e assada e arrombada contoconto erotico meu/marido transou comigo e meu sobrinhogozando.na.loirinha francymotoqueiro gay passivo contocontos sexo anal concunhado concunhadagostoso chupar meu amigo na chuvaContos erticos irmas gulosas mamando na pirocona dos seus irmaos em uma orgia na piscina de casacache:FXezWFwrF6IJ:zdorovsreda.ru/texto/2014021511 relatos eroticos Elen Reginahomem tem namorada ela ta dormindo. e a cama da irma é do lado irmao ataca a irma porno evito. melhor saiteestrupicio .pornovidios d senhora com corpo gostoso e seios parados e arebitadosvideos porno de casadas que escreve na bunda corno felis e fodi muntocontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornoscomo fazer alguem te pedir dxclpa a distanciaforcada a foder com roluda pelo marido contoMeu padrasto bella&alexbrincando escanchada contos pornocontos eroticos namorada vendada pica irmãoContoPorno dotado estourando as prega do viadinho novinhoenfiou o nariz no cu da pưta com a buceta gozadacontos eroticos nunca pencei disperta tesao en outro homem com minha bunda