Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O destino capítulo 5

Autor: Gaby :3
Categoria: Homossexual
Data: 17/08/2017 14:24:03
Nota 10.00
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá gente. Boa tarde, Desculpem por não postar mais cedo. Eu espero que vocês gostem do cap. de hoje.

thatha21 muito obrigada, posto todas as quintas, sem falta. :D

lariflor chegou rapidinho... e nem fui muito má no final rsrs

Cap. 5

Enquanto estava ali tentando acalmar a Mila e tentando se acalmar Mari escuta uma voz muito conhecida, pois jamais se esqueceria da voz de Erica, sua ex.

E – Nossa! Como você está bonita. Até faz eu me arrepender de ter te deixado.

Ao reconhecer aquela voz, e lembrar de tudo que havia passado com ela, Mari estremeceu, pois desde aquele dia no motel não tinha mais visto a Erica, e não havia sentido sua falta, aprendeu a viver sem ela, a viver com sua família apenas. Inconscientemente começou a apertar a mão da Milla com um pouco mais de força, até aquele momento Milla nem mesmo havia percebido que estavam de mãos dadas, quando olhou para Mari, percebeu que ela estava com um semblante triste, e antes que pudesse falar qualquer coisa, ouviu uma voz de longe.

E – Já está se aproveitando de outra pessoa é? Aposto que deve ser uma garota inocente assim como eu era!

Nesse momento Mari apertou a mão de Mila ainda mais forte. Ao sentir aquilo Mila não conseguiu mais ficar calada, e decidiu proteger a pessoa que tinha acabado de proteger ela.

C – Quem você pensa que é pra falar assim com ela?

E – Eu? Eu sou a pessoa que ela mais vai amar na vida dela. Ela sempre me amou e vai me amar para sempre.

C – Você está se achando muito não está não?! Afinal é comigo que ela esta e não com você!

Naquele momento Mila já estava com raiva, e nem mesmo sabia por que, não conseguia entender se era pela prepotência da Erica, ou se era por estar com ciúmes. Mas por que ela estaria com ciúmes de uma pessoa que havia acabado de conhecer, e pra piorar uma mulher. Antes que se perdesse nos seus pensamentos sentiu mais uma vez o aperto em sua mão se tornando ainda mais forte e precisava resolver aquilo, que era muito mais urgente do que entender o que estaria sentindo.

E – Vem gatinha, vamos sair daqui, vamos conversar e principalmente, vamos recuperar o tempo que perdemos, que deixamos de ficar juntas.

C – Quem você pensa que é? Eu estou com ela, ela saiu comigo, e você não vai levar ela para lugar nenhum.

Naquele momento tudo que Mila queria era que Mari reagisse e confirmasse que queria ficar com ela, mas mais do que isso ela queria mesmo qe aquela menina saísse dali, pois toda a alegria que existia na Mari havia sumido desde o primeiro momento em que Erica havia direcionado a palavra pra Mari, que estava ali, pálida, imóvel, sem vida, sem alegria.

E – Eu já te disse garota, eu sou a única mulher que ela vai amar por toda a vida dela, eu quem estive com ela quando ela mais precisou e vou estar sempre aqui basta ela me dizer que quer voltar.

C – Se ela te quisesse de volta ela estaria com você e não comigo! Se toca garota, vai embora. Ela está comigo agora e não com você.

Ao ouvir aquelas palavras foi como se aquilo despertasse a Mari de seu transe, ela finalmente sentiu a mão quente da Mila segurando sua mão por fora do caro. Mas em que momento ela havia saído do carro? Mari nem tinha percebido a movimentação, e naquele momento que tornou a recobrar a consciência começou a se questionar por que das palavras da Milla fizeram ela sair do transe que a Erica havia colocado? Erica! Ela tinha que acabar com aquilo de uma vez por todas.

M – Erica! Quem você pensa que é para ainda dirigir a palavra pra mim? Eu não sou nada sua, assim como você não é nada minha...

Antes que pudesse continuar a falar, Erica começou a se aproximar dela e da Mila. E instintivamente Mila se jogou na frente da Mari, não entendia o por que, mas já havia percebido que Erica fazia muito mal para a Mari e apenas queria ela longe dali. Longe da Mari e que parasse de fazer mal pra ela.

- PLAFT!

Mila começa a sentir seu rosto ardendo, e quando olhou pra frente viu Erica com a mão levantada e ai entendeu que havia acabado de levar um tapa no rosto. Antes que pudesse ter alguma reação viu um vulto passando por ela e indo em direção a Erica.

- SOC!

Mari acabara de dar um soco em Erica que caiu sentada no chão e ficou olhando para ela com cara de espanto. Mesmo depois de tudo que havia passado com ela nunca havia recebido um soco da Mari, ela não sabia o que doía mais se era seu rosto ou seu orgulho, que estava destruído, Mari havia batido nela, e agora havia batido por conta de uma outra mulher, mulher essa que ela nem sabia quem era.

M – NUNCA MAIS CHEGUE PERTO DE MIM! NUNCA MAIS! E SE EU SONHAR QUE VOCÊ CHEGOU PERTO DE ALGUEM DA MINHA FAMILIA OU DA CAMILA! VOCÊ SE PREPARE PARA CONHECER UM LADO MEU QUE NINGUEM CONHECE!

E – Calma gatinha, tenta se acalmar. Essa mulherzinha ai é tão importante assim pra você?

M – SAIA DAQUI AGORA! JÁ TE DISSE! NÃO ME FAÇA REPETIR!

C – Calma Mari, não foi nada. Vamos embora. – Disse Mila, ainda surpresa com a reação da Mari, mas feliz por ela ter ido defender-la. – Ainda nem jantamos, vamos embora por favor.

M – Desculpa, não queria te fazer passar por isso. Como você está? Esta doendo muito? – Disse Mari se aproximando de Mila, e passando a mão em seu rosto.

C – Esta tudo bem, só quero sair daqui. – Sentiu seu corpo arrepiar com o toque de Mari, mas não foi ruim, foi algo que nunca sentiu antes.

M – Vamos embora. – Disse Mari abrindo a porta para Mila entrar no carro. – Quero me divertir e rir um pouco com você.

Mari abriu um sorriso que fez Mila abrir outro em resposta instantaneamente. Como era bom ver aquele sorriso de novo, e não aquela Mari triste. Parecia que naquele sorriso todas as coisas ruins tinham deixado de existir, nem mesmo a briga mais cedo no restaurante, nem mesmo a briga no estacionamento, nada ruim, só um sorriso que ela queria continuar vendo e sorrindo de volta.

Após Mila entrar no carro, Mari deu a volta e entrou então saiu do estacionamento, sem nem olhar para Erica, que continuava ali no chão, incrédula do que estava acontecendo, do que tinha acabado de acontecer, nunca tinha visto a Mari tão seria, nem mesmo no dia que ela foi pega no motel com Vanessa. E ao pensar nisso se lembrou que havia deixado Vanessa no restaurante enquanto tinha inventado desculpa de voltar no carro só para encontrar com a Mari. Tratou logo de levantar e voltar pro restaurante, e ainda teria que inventar uma desculpa para seu olho roxo. Enquanto Erica pensava no que dizer, Mila dizia a Mari o caminho que deveria seguir, até chegarem na frente de uma barraca de cachorro quente.

Z – Boa noite menina Camila, que bom ver você aqui novamente.

C – Boa noite seu Zé, o prazer é meu comer esse cachorro quente. Rsrs

Mari e Mila desceram do carro, pediram seus cachorros quentes e conversaram de futilidades, até o momento que Mila olhou a hora, já passavam da meia noite, ela tinha que ir pra casa, no dia seguinte tinha que acordar cedo, pois tinha coisas para arrumar em casa.

C – Mari, tenho que ir pra casa. Amanhã tenho que acordar cedo.

M – Poxa, mas ainda é cedo.

C – Como cedo? Já passa da meia noite. Rsrs

M – Nossa! Serio? Como passou rápido. Então ta certo, vou pagar a conta e te deixo em casa.

C – Nada disso, eu pago.

M – Não mesmo, eu que te convidei e ainda disse que seria como pagamento pela ajuda no escritório.

C – Ta certo. Mas da próxima vez quem paga sou eu.

Ouvir a Mila dizer que queria sair com ela novamente a fez sorrir. Mari pagou a conta, deixou Mila em sua casa e foi em direção a sua casa. Quando parou na porta do seu prédio.

Mari foi surpreendida por...

Espero que vocês tenham gostado do cap. não esqueçam de comentar. Até quinta. <3

Comentários

07/09/2017 02:07:35
Gostei desse lado agressivo, boazinha demais não presta não! Deve ter aprendido com a Mari esse final malvado aí né? Muito bom! 😘
24/08/2017 15:12:52
Hoje é quintaaaa....EbaaaaSó acho que ja ta na hora do sexto né..rsrsrsAmando como sempre!
24/08/2017 14:42:34
Continua seu conto é muito bom
19/08/2017 10:29:15
O conto é excelente, pois contém uma história consistente, não parte para um sexo logo de cara como se os personagens fossem apenas máquinas de trepar ou um boçal que come quem ele quiser. Só achei melodramático demais o capítulo anterior. Mas continue com seu enredo. Contos são muito mais do que uma putaria desenfreada e muitas vezes inverossímil
18/08/2017 07:08:27
Quer me matar é rsrsrs cont*.*
17/08/2017 16:30:31
kkkkkkkkk.... Muito obrigada. O próximo vou tentar não ser tão má.
17/08/2017 16:17:12
Isso e maldade tava tão bom rs agora e só esperar ansiosa pela continuação parabéns tá muito bom.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mulata safada gosto da vara do roludo e traiuvideos porno eu estava dormindo e ele chupou a minha bucetinha e eu noa acordeicontus estupro de novinhasgozando na entrada da bucetinha minúsculas de frango assado bem devagarx vidio comtos eroticos flaguei mamãe eespiando sebastiana tomar banho contos eróticostufos videoSexo animal cachorro emrola pito na bucetinha da puda taradonaxxx vídeos novinhas aproveitando que a sua mãe saiu no pornô iradoxvideos minotauro tarado chupando tetascontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombarampapai adora chupar a minha buceta enquanto fode a nossa enpregadaconto erotico descobri que o marido de minha irma e honosexual acabei comendo ele e minha gostosa irmalinda loirinha chorando no pau do cara e gemendo muito querendo mudar fundo maluquinhaconto erótico não mexa nas calcinhas da mamãe part5Comtos namoradas fodidas por velhosvideo de sexo narido xifrado com a comlhadavideos novinhas fazendo sequioso e gozandovideos de sexo Dono de imóvel comendo o cu da inquilinaxx videos menina pedro agilidade notado abertaabaixar vídeos de sexo na noite de núpciascontos eroticos agresivos de meninas lesbicas gostosas virgensporno muito beidona no paufilha centa no colo do propio pai no sofa e mete com ele perto da propia familia video pornocontos de sexo depilando a sograquero ver travestis sexo travesti comendo mulher da rola bem grande e grossa norm e homem comendo mulher também pode ser ou não tá difícilcasa dos contos eroticos o padrasto so quis as pregasnegro favelado em zda japonesinha que não aguenta e se mijachantagiei a freira contovídeo pornô caseiro mulher voltado foi traído e dá o troco e ele transa camisinha se faz para colocar no coloca em quando vê tudo e ela deixa como comer essa p*** para o c**** vem sem camisinha"cheiro de cu de macho"foda insana com cunhadaporno sobrinho vai dormi mais tia e fica de pau duro embaixo do lencoucachorro estorou a bundinha da gostosa de minisaiaconto gay perdi a aposta fui descabacadomunhe engulido a gala sem tira u pau da pocaminha mulher fodemdo com e olhando para mim com cara de safada gemendo gritando e chamando dizendo ta bom corno corninho ta vendo tua mulher semdo comida fudidafui encoxada pelo meu genro e n resisti meu marido liberakomendo kuvirgensamassos eroticos na aguahttp://esposas perdendo a virgindade com seus maridos: contos eróticoscontos eroticos casadas arrombadas por pauzudos super grossos e 25 cmcontos eroticos tomei tudinho a porra do meu cunhadocontos eróticos sinhozinho comendo negrascomi a xana zeradacache:v4Hbz9COzM8J:zdorovsreda.ru/texto/2016021014 wilma dos flintstones trepandofelipe e guilherme - amor em londres 4flagras escolas picantecontos meu patrao invocou com minha mulher contos eroticosestupro chupando grelo grande até ferirmeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticodeseeo amanentando o filho contos sexconto pornpai comendo filha e a sobrinhafudeu a buceta lozinha da mamaeincesto servindo cafe da manha com camisolinha transparentecontos eroticos gay dei a bunda dentro do cemitériohttp://www.homoprazer.blogspot.com.br/tia perucas carinha de anjo nua peladaCasa dos contos eróticos perfil pluto69contos eróticos fui da o cu e cagueiContos eroticos incestos bato todos dias punhetas para minha filha paulatem muito casal que que quer gozados obedeçam e depois eles acabam se entendendocache:v4Hbz9COzM8J:zdorovsreda.ru/texto/2016021014 mulhe.michando.eigual.homem.que.tem.um.grelao.que.prece.uma.rola.que.ela.bati.punheta.igual.homem.e.goza.espurrando.porra.fota.gostaria que você mandasse primeira foto do Biel batendo punheta peladomulher centa na bengalaxvide coroa gritando emportugues quando toma rola grossa e cabecuda na xanacontos eróticos família roludocontos erotico curvada frente namoradopeões de obras para Dudu f****** v******* contos eróticos gaysum homem totlmente nuporno fodie minha entiada no cusaovidio disexe porno yotubeporrno ate nijar de tanto emtesão