Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

UM NAMORO AMERICANO GAY 29

Categoria: Homossexual
Data: 04/08/2017 13:27:03
Última revisão: 06/05/2018 02:19:57
Nota 10.00
Ler comentários (19) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá meus queridos leitores!!!!

Chegamos ao penúltimo capitulo do conto ao que venho publicando deste o ano passado, e neste meio tempo, aprendi tantas coisas através do comentários aqui deixados por vocês, o amor e carinhos que recebi de vários leitores é admirável. Confesso que fiquei surpreso pelo conto ter sido aceito não só por nós, mas por homens e mulheres heterossexuais. Então, Aqui vai o meu grande abraço a vocês... E logico a todos que vem acompanhando o conto deste o início, um abraço também a aqueles que deixaram o conto pela metade, talvez por algum acontecimento em relação ao conto aqui relatado não ter sido aprovado, mas minha vida é assim! Uma bagunça.

Espero que tenha aproveitado o conto e relembrado comigo tudo que vive neste percurso de minha vida que se deve dos 15 aos 18 anos, e claro! pretendo continuar o conto em breve, porem nesta minha fase acadêmica, que já estou prestes a me forma.

Agora vamos ao que realmente importa, o conto de UM NAMORO AMERICANO GAY “CAPITULO 29” O PENULTIMO CAPITULO.

29

Nesse meio tempo não tive notícia nenhum sequer de Austin, por algumas vezes eu encontrei com Ashley pelas ruas do bairro ou em alguns supermercados da região, mas foi numa quinta-feira do mês de novembro de 2011 no.... E na cia de Mike, Wes e uma garota chamada Live que meu amigo estava paquerando no colégio que me surpreendo ao ver Ashley que estava magnifica pela gestação, seu rosto radiante de luz e felicidade transportava aquela enorme barriga próximo a saída do supermercado... me atrevi a ir de encontro a ela, mas logo percebo que ela não estava sozinha...

Então vi ele.... Austin felkys! o garoto por qual me apaixonei assim que entrei no high School. Austin estava lindo como sempre foi, e minha vontade naquele momento era de correr para os seus braços, mas me contive e quando tentei voltar ao encontro de Mike, Wes e Live....

Continua....

- Nando!!! - Esbravejou Austin surpreso.

Continuei caminhado sem olhar para atrás, mas Austin correu até o meu encontro e parou frente a mim.

- Oi, Austin!! – Respondi friamente.

Austin: Surpreso em te ver aqui, Fernando!!

Eu: Bom, eu moro aqui! e neste bairro!!

Austin: Eu sei, só estou brincado!

Eu: vejo que está feliz com a chegada do pequeno bebê.

Austin: Estou sim!! Miles chegara em alguns dias.

Eu: Então é por isso está na cidade?

Austin: Sim, quero ver o meu garoto assim que ele nascer.

Eu: Muito bem!!

Enquanto Austin tentava render aquela conversa... Ashley e Mike demostravam total Empatia com nossa conversa e proximidade, e antes que eu pudesse encerrar aquele assunto, Mike aproximou-se de nós e disse:

- Nando, Vamos embora!!

- Ok, tchau Austin!! – Respondi Prontamente a Mike e me despedi do meu ex.

- Tchau, Fernando!! – Respondei Austin surpreso ao ver com Mike.

Deixei Austin parado feito uma estátua no hall do supermercado, e voltamos para minha casa na cia do meu namorado e de meus amigos.

Naquele mesmo dia eu percebi que o amor que eu sinto por Austin não havia acabado, e que ambos permanecíamos apaixonados um pelo outro, mas nesses meses que passaram-se minha avida estava mais tranquila, sem confusões ou sofrimento. E Por mais que o amor que sinto por Mike não chega a 90% do amor que sinto pelo Austin, ainda sim... Mike, me completava com seu jeito carinhoso e tranquilo de ser.

Chegamos em casa, e assim que entramos pela porta da cozinha....

Minha mãe estava sentada no sofá da sala de tevê, percebo que ela estava se contorcendo de dor.

- Mãe, o que você tem? – Questionei surpreso correndo até sua presença.

- Nando, pegue o meu carro e me leve ao hospital!

Mike: Fique calma Mrs. Mechyal, respire fundo e bem devagar.

Apreensivo corri até o carro, Wes e Live ajudaram Mike a carregar minha mãe até o carro, enquanto eu o retirava da garagem. EM Seguida Mike ajudou minha mãe a entrar no carro e seguimos para o fetal care center que fica no centro de Dallas.

Durante todo percurso, minha mãe parecia estar morrendo, ela estava muito pálida e suava muito, o seu rosto e corpo estavam inchado de tal forma que nunca havia visto antes. Live segurava as mãos de minha mãe enquanto ela gemia de dor. Eu dirigia de forma desesperada pelas ruas de lakewood. Mike e Wes abriam caminho a minha frente pelo trânsito que estava na saída do bairro.

- Oh meu Deus!!! Oh meu Deus!!! Esbravejou Live desesperada.

- O que aconteceu, Live?

- Eu não sei se sua mãe, desmaiou ou morreu!!

Ao ouvir o que Live me dissera...Pisei no freio do carro bruscamente, desci e abrir a porta traseira do carro onde minha mãe estava, eu sacudia ela para que ela me respondesse, mas nenhuma reação ela transmitia a mim. Desesperado Voltei para o carro e percorri todas avenidas avançado os sinais de transito até ao fetal care center, e ao entrarmos na emergência, minha mãe foi prontamente socorrida pelo paramédicos e levada para sala de parto.

Seguimos para área de espera do hospital onde um médico passaria as informações conforme o atendimento fosse realizado, Mike Live e Wes decidiram ficar comigo.

Sentado na sala de espera já fazia quase uma hora que estávamos na espera de alguma notícia, e quanto pensei em me levantar, sinto alguém segurar meu ombro, então me virou bruscamente.

- Pai!!! – Esbravejei surpreso.

- Oh! Filho, Pq não ligou para o pai avisando que sua mãe estava aqui?

- Eu não sabia se deveria e também acabei esquecendo!

- E como ela está?

- Eu não sei! Ainda não me disseram nada.

Enquanto converso com meu pai, um médico saiu pelo do corredor que dá acesso as salas de cirurgias. Me levanto apreensivo e questiono o médico:

- Como esta minha mãe, doutor?

Doutor: Infelizmente a Mrs. Mechyal encontrasse em um estado de coma grave, isso deve-se ao eclampse que surgiu no início da gravidez e foi pouco monitorado por um especialista.

Pai: O que? mas como?

Doutor: Bom, eu não tenho muitos detalhes, consegui essas informações através dos registro no sistema, mas venho até vocês informa que iniciaremos o parto cessaria, e faremos o possível pela vida de ambos, mas precisamos da autorização da família para escolha de salvamento caso o parto agrave-se ainda mais.

Pai: Não, o senhor tem que salvar os dois.

Doutor: Faremos o possível, mas precisamos de um segundo plano.

- Salve minha mãe!!! – Esbravejei firme.

Doutor: Mr.Mauricio?

- Faça o melhor pela vida da Amanda!

O doutor nos deixou na sala de espera e retornou para sala de cirurgia. Wes, Live, Mike, meu pai e eu ficamos apreensivo sentados nas poltronas daquela sala de espera durante toda cirurgia, e duas horas depois, o doutor retornou.

- Parabéns, o menino nasceu saudável e já foi encaminhado para o berçário para que vocês possam conhece-lo.

- Mas e minha mãe?

Um silencio permaneceu no ar, deixando-me ainda mais apreensivo.

Pai – Diga doutor!! Onde está a minha esposa?

- Infelizmente sua esposa entrou em um estado de coma vegetativo.

Pai surpreso: O que? não pode ser!

Doutor: A Mrs. Mechyal foi encaminhada a unidade de terapia intensiva, onde permanecera sendo monitorada para que seu estado vital continue em funcionamento, agora eu recomendo ao dois a irem ao berçário, e mais tarde poderão entrar na unidade de terapia intensiva para ver Mrs. Amanda Mechyal.

Assim que o doutor nos deixou seguimos pelo corredor, pegamos o elevador em direção ao berçário.

Ver o pequeno Jesen Gabriel dormindo como um anjo naquele pequeno berço, me encheu de amor! Tão pequeno, tão delicado, mas com uma saúde de ferro! Pelo vidro que nos separava do berçário eu, Mike, Wes e Live observamos o Meu pai que estava admirado ao ver Jesen dentro do berçário, e em lagrimas ele pegou seu filho, e ficou por tempos acariciando o seu bebê.

Dois meses depois....

Minha vida havia mudado repentinamente, meu pai estava morando em nossa casa e ajudava na criação de Jesen que já completava dois meses de vida, enquanto isso minha mãe foi transferida para o Baylor Uptown e ainda em seu estado vegetativo, todos os dias Mike me levava até o hospital e eu ficava algumas horas por lá conversando com minha mãe, que parecia intender tudo que eu falava, algumas médicos me davam esperanças, já outros me diziam que não poderiam fazer por ele.

Passamos o natal em casa, eu, pai e jesen e o ano novo da mesma forma, mas Mike veio desta vez. Eu conversava com Laura todos os dias e ele sempre me enviava fotos dos gêmeos que são lindos, muito parecidos com Miguel. Já Austin eu não o vi deste o dia em que o encontrei no supermercado, e foi em uma das consultas ao pediatra do jesen encontrei com ela.... Ashley Solevam.

- Fernando! – Esbravejou Ashley surpresa ao me ver com jesen no colo, enquanto San a baba do meu irmãozinho fechava a porta da clínica ao entrarmos.

- Oi Ashley! Como você esta?

Ashley: Estou ótima!!

Eu: Que bom!! este é seu filho?

Ashley: É sim! Miles felkys, o meu príncipe.

- Ele é lindo!! Parabéns. –Respondi ao ver aquele bebê de olhos azuis reluzentes e de cabelos tão claros que cause não se via.

Ashley: E este bebê que carrega?

Eu sorrindo: Meu irmãozinho, Jesen Gabriel!!

Ashley: Nossa, ele é lindo! Parece um pouco contigo, mas é a cópia perfeita do seu pai.

Sorri pelo comentário, já que meu pai desconfiava que Jesen não era seu filho.

- Mas Fernando, onde está sua mãe?

Cabisbaixo respondi: Minha mãe, está em coma no Baylor Uptown há quase três meses.

- Oh meu deus!! Eu não sabia, melhoras a Mrs. Mechyal. – Disse Ashley espantada.

- Obrigado!

Ashley foi chamada para a sala de consulta, e depois disso não a vi mais. Logo meu irmãozinho foi atendido e a pediatra disse que Jensen estava ótimo.

As aulas retornaram e para minha surpresa ao entrar na sala, percebo que o Wes não estava nela, e ao questionar a coordenadora Mr.Cavaneghem, ela me disse que Wes havia sido transferido, imediatamente liguei para ele, que foi logo me dizendo que seu pai havia saído da Penitenciaria e depois de conversarem por um longo tempo, Wes decidiu voltar para Nova Jersey, mas me prometeu que sempre viria a Dallas nos feriados.

Novamente perdi o meu amigo, mas desta vez não estava completamente sozinho, eu tinha o Mike e o pequeno jesen para ocupar minha mente. E assim foi meu início do ano de 2012.

Meses depois...

Minha Avó Rose, resolveu unir se novamente desde de que ficou viúva de meu avô, Ela namora com Seu Carlos há muitos anos, então decidiram realizar uma pequena recepção no Brasil no sitio da família.

Como minha mãe, não havia tido melhora alguma. Decidi ir ao casamento na cia de Mike. Meu pai ficou de cuidar de minha mãe e de Jesen que completava seis meses de vida, ele também não fez muita questão de querer ir ao casamente de sua mãe.

E no final de maio de 2012 decolamos para o Brasil, mas desta vez nosso destino foi Minas Gerais.

Seria minha primeira vez no Brasil que sairia do Rio de Janeiro, pois o sitio fica em outro estado. E assim unido a Mike que pela primeira vez ia ao Brasil, pousamos em terras Mineiras. Marquei de encontrar com Laura e Miguel no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte-Confins – Tancredo Neves e assim que sai pelo saguão de desembarque, vejo minha prima com um de seus bebês no colo.

Nos abraçamos por um bom tempo, apresentei Mike como meu namorado. Seguimos para o estacionamento onde Miguel estava com o outro gêmeo, e do aeroporto seguimos para cidade de Rio Acima que fica região metropolitana da capital de Belo Horizonte. Ao chegarmos no sitio da família, me surpreendo ao ver Hiago o irmão de Miguel organizando o casamento da Vovó, feliz ao vê-lo o abracei.

Na noite daquele sábado de maio, aconteceu o casamento da vovó Rose. E eu estava ali representado o meu pai que não pode vim, e Caramba! Minha avó estava linda.

Deste a separação e depois o falecimento do vovô que eu não cheguei a conhece-lo, minha avó não havia assumido nenhum relacionamento, até conhecer o Seu Carlos, este que assumiria o papel de avô na família.

Depois da cerimônia realizada por um pastor, deu se início a recepção com muita comida, bebida e música. Por mais que eu estivesse feliz pelo casamento da minha avó, o meu coração estava em Dallas, onde minha família permanecia. Mike sempre amorosos comigo, no Brasil, ele sentiu-se mais à vontade em demostrar seu amor por mim, então pude conhecer um lado do Mike que eu não imaginava existir.

Por volta das 3 manha eu disse ao Mike que iria para o quarto dormi, e caso ele quisesse poderia ficar com a minha família.

- Nando! Deixei a cama de casal arrumada, vou dormi na de solteiro. – Disse Hiago ao me ver saindo da mesa.

Eu: Obrigado, amigo!

Miguel: Eita, meu maninho vai vigiar os dois esta noite?

Eu: Você não presta, Miguel!!

Rimos Todos, e logo depois caminhei para o meu quarto. Resolvi tomar um banho e percebi que a porta do banheiro estava emperrada e não fechava, então tomei um banho rápido para que Mike ou Hiago não entrasse e me visse nu, e minutos depois Mike entrou no quarto. O casarão da vovó em seu estilo colonial causava a minha curiosidade e a de Mike também nos estados unidos não existe tais construções, cômodos grande e de pé direito alto e várias portas que ligam a vários ambientes da casa, enquanto conversamos sobre a construção antiga da casa deitados na cama, minutos depois eu disse que iria dormi e me virei de lado, Mike levantou-se e caminhou até sua mala e disse que tomaria um banho. (Ferrou pensei) nossa cama ficava ao lado da porta do banheiro.

Mike pegou uma tolha na mala e uma cueca e foi para o banheiro, percebi que Mike tentou fechar a porta, mas como percebeu que estava emperrada acabou desistindo. Assim que escutei o barulho do chuveiro ligado, Curioso não resistir e me virei olhando para dentro do banheiro. E caramba.... Como Mike é lindo, foi a primeira vez que vi outro homem nu que não seja Austin, e fiquei encantado pelo corpo nu que estava a minha frente, aquela bunda dura e redonda de Mike me deixava completamente extasiado, e enquanto Mike ensaboava seus cabelos e virou frente a mim, Oh...meu...Deus... seu pênis era enorme, branco com a cabeça rosada para fora e todo depilado deixando ainda mais evidente o seu membro. Logo que percebi o Mike enxaguar teu rosto me virei novamente para o outro lado da cama. E Minutos depois senti ele deitar-se ao meu lado e fingindo estar dormindo ele me deu um beijo no rosto.

Tentei resiste a aquele beijo singelo, mas não em contive.

- Eu te amo!!

Mike: Eu também te amo!!

Eu: Boa noite!!

- Nando eu posso te pedir uma coisa? - disse Mike que estava completamente vermelho e tímido, aquilo era novo, era muito difícil ver ele assim, mas eu já imaginava o que era.

- Depende... O que é? - Eu respondo sorrindo de lado, estava com muita vontade de beija-lo.

- Eu, eu queria... tipo um, um beijo!

Mike estava muito nervoso, mas para ser sincero eu também estava.

- Mike eu não quero passar do limites contigo!

O Meu coração quase saia pela boca, eu não sabia o que fazer, eu tinha medo de fazer algo que depois eu pudesse me arrepender.

- Nando!! Vamos só aproveitar essa noite aqui no Brasil e prometo não ultrapassar meus limites.

Bom, diante daquela afirmação eu não pude negar, algo em meu coração dizia que era errado, queria que fosse o Austin ali. Mas meu pênis já estava dando sinais, acho que aquelas bebidas já não me deixava pensar direito, eu sabia que não deveríamos dormir juntos, mas que se dane.

Eu sem pensar demais me joguei em cima daquele homem gostoso, logo minha boca se apossou da sua, eu estava em desejos, nós estávamos em desejos, aquela boca quente estava deliciosamente molhada, quando minha língua tocou a sua me senti no céu, seu jeito viril sempre me atraiu, ele segurava possessivamente meus cabelos enquanto eu segurava seu rosto. Minhas mãos foram descendo até seu peitoral, depois fui para seus braços fortes e por fim por baixo de sua camisa. Tocar naquele abdômen trincado me deixou extremamente louco. Beijos e gemidos foram ficando mais audíveis.

Eu já estava com meu pinto duro, então comecei a roçar em cima do seu que também estava super excitado, com isso eu não aguentei e soltei um gemido rouco, aquilo foi um gatilho para Mike enlouquecer, ele soltou dos cabelos e arrancou minha camiseta, ele beijava o meu pescoço, meu maxilar enquanto eu me livrava da sua camiseta. Era muito desejo reprimido de ambas partes nestes quase um ano de namoro. Eu não me seguro e abocanho seu mamilo direito. Ele gemia de prazer, com a minha mão direita agarro seu pau por cima da cueca, dava pra ver que ele era grosso. Minha boca salivou de vontade.

- Mike, eu Tô afim de te chupar - Eu deixei escapar entre um beijo e outro nos seus mamilos.

- Caramba Nando, aí fica difícil ficar no controle! Então Cai de boca - Ele gemia, e ofegava.

Enquanto eu me livrava da sua cueca ele começou a tocar meu pênis também. Aquilo estava saindo de controle, minha mente gritava pra parar, mas meu corpo queria e o dele também. Quando dei por mim ambos estavam de nus, nossos pênis estourando, (não querendo me gabar, mas aos 17 eu tinha um belo monumento de 18cm he! He! He!).

Mike pega no meu pau, e na hora eu revirei olhos.

- Putis! Me dá seu pau aqui que quero te chupar - O pinto dele era branquelo, era um pouco menor, mas era muito mais grosso, eu bati meu pinto no pinto dele, ele juntou os dois e começou a punheta-las. O prazer que eu estava sentindo, não senti com Austin, aquela pele macia roçando na minha estava me levando a quase gozar. Ele continuava beijando minha boca com uma vontade monstra, chupava minha língua dava mordidinhas nos meus lábios. Fui então descendo minha língua por todo seu corpo, ele estava arrepiado e isso deixava ele mais lindo.

Quando cheguei no seu pau, eu não me fiz de rogado, eu já havia passado dessa fase com Austin e cai de boca naquela rola grossa. Seu cheiro e gosto divinos.

- Caramba, Nando uhhhh Oh meu Deus! - ele urrava

Eu desci para as bolas lambia, sugava ele chegava a erguer o quadril e foi numas dessas erguidas que minha língua chupou seu cú. Ele congelou na hora

- Ei, ei garoto ai não, por favor! - ele me segurando pelos cabelos.

- Só vou chupar, prometo que não vou penetrar - Ele assentiu com a cabeça e quando eu abri mais suas pernas, quando toquei aquelas pregas ele ofegou e seu pau deu uma pulsada, chupei, lambi, mordi e por último penetrei minha língua naquele buraquinho.

Em seguida ele me virou bruscamente Pensei que ele fosse reclamar, mas não... ele estava adorando, tanto que ele foi me virando até fazermos a posição de 69, ele engoliu metade do meu pau, dava pra ver que ele não tinha muita experiência naquilo, mas eu estava em êxtase, ficamos nos chupando, estava bom demais, ele chupou meu cú também, sentia cada arrepio gostoso.

- Ah eu vou gozar! Goza comigo Nando!!! Ahhh!!!

Dito isso tirei seu pau da boca e comecei a punhetá-lo enquanto ele chupava o meu rego e ele estava me engolindo todo e a ponta de seu dedo estava perigosamente na minha porta. Não deu pra aguentar, gozamos tão gostoso que nunca vi tanta porra junta. Eu levantei totalmente cambaleante peguei uma camiseta e nos limpei, fiquei meio com medo da reação dele, e quando olho para a porta do quarto vejo Hiago parado a porta sorrindo. Surpreso coloquei a camisa na frente do meu pênis e eu não o olhava diretamente nos olhos.

- Nando o que foi? - Esbravejou Mike curioso.

- Não é nada vou me limpar!

Enquanto me limpava, Mike entrou no banheiro para se limpar também, então percebemos Hiago entrar no quarto e logo disfarçamos, deitamos e Hiago ficava olhando com uma cara de “eu sei o que aprontaram”

Logo dormimos.

O domingo passou como um piscar de olhos, e como Mike haveria uma audiência na terça feira, tivemos que voltar para o estados unidos.

Ao desembarcarmos em Dallas fomos direto para minha casa e corri para o quarto do Jesen, a saudade do meu irmãozinho era enorme, ao entrar no quarto percebo estar vazio, assustado corro até o quarto da minha mãe e ao abrir a porta vejo eles... os meus dois príncipes, meu pai dormindo ao lado de Jensen, ambos olhando uma pra o outro, e fiquei encantado com a cena que vi, meu pai parecia um novo homem deste de que Jesen nasceu, sua vida agora era dedicar a minha mãe e ao bebê.

Enfim conclui o segundo ano do ensino médio, e as férias de verão chegaram. Na mesma semana sou surpreendido pelo meu amigo Wes bater à porta da minha casa.

- Wes!! Você voltou.

- Vim passar alguns dias com você e com Live.

- Mas e o seu pai?

- Ele está viajando a negócios.

- Ótimo!! Assim não teremos problema com ele.

Rimos junto, e marcamos de sair anoite e encontrarmos no Shopping.

E foi uma Noite de compras e divertimento entre amigos, estava eu no galeria Dallas Center na cia de Mike, Wes e Live, fomos a diversas lojas, compramos roupas e acessórios, assistimos a um filme no cinema e aproveitei claro! o escurinho deste para curti Mike, e depois resolvemos ir a praça de alimentação.

Sentamos a mesa e curtíamos aquele dia, meu amigo estava em férias de verão na cidade e eu finalmente tinha amigos de verdade a minha volta, Mike demonstrava carinho na medida do possível, já que não podíamos declarar nosso amor ao mundo.

E Depois que eu de bebi muito refrigerante, me levanto e vou ao banheiro, assim que peguei na fechadura da porta sinto alguém girar a maçaneta e abrir.

- Austin!!! – Esbravejei surpreso.

- Fernando!!

- O que você faz aqui?

- Estou em férias, E vim ficar um pouco com a família.

- Que bom! e aproveitando... Parabéns, pela paternidade, o seu filho é lindo.

- Obrigado!

Encerrei aquela conversa entrando no banheiro e Austin retornou para praça de alimentação.

Minutos depois, Mike entrou no banheiro com seu semblante surpreso e um tanto enciumando, ele questionava o que Austin fazia ali. Expliquei a Mike que ele estava de férias com a família, e depois das explicações decidimos voltar para casa. Assim que saímos do banheiro vejo Austin na cia de Ashley e do seu filho o pequeno Miles, Wes e Live resolveram ficar mais um pouco no shopping, como não haveria clima ficar no mesmo lugar que Austin pedi Mike para me levar para casa que aceitou prontamente. E Mike me levou para lakewood.

Rever o Austin me balançou bastante, e Mike, logico Percebeu isso, mas manteve-se em silencio enquanto assistíamos tevê na sala. Mike ficou em minha casa até as 11pm quando ele disse que iria embora pois estava ficando tarde, eu não o questionei, afinal eu precisava de um momento sozinho e não via a hora dele ir embora, então levei Mike até a porta e ele se despediu com um caloroso beijo. Fiquei observando Mike caminhar até o seu carro e me surpreendo com Austin aproximando-se dele ainda no jardim, e Austin foi golpeando Mike com um soco, jogando ele ao chão.

Mike imediatamente levantou-se do chão e devolveu o murro em Austin e ambos saíram rolando pelo jardim. Sai correndo em direção ao dois e puxava Mike para que se soltasse de Austin, os dois chutaram-se, e tentar separar ambos estava complicado, e logo meu pai apareceu e saiu empurrando os dois para que parassem com a briga na porta de sua casa.

Ambos contaram-se na mesma hora com as brigas e discussões.

- Mike é melhor você ir embora, amanhã você retorna para conversamos.

- Me desculpe, Mr.Mauricio!! apenas me defendi das agressões que sofri.

- E você Austin!!! A muito tempo precisamos ter uma conversa.

Meu pai pegou Austin pelo braço e o levou até o outro lado da rua, que fica na orla da lagoa. Me despedi de Mike que estava com sua boca sangrado, e logo ele partiu em direção a sua casa. Enquanto isso fiquei observando o meu pai conversando com Austin do outro lado da rua. Eu não fazia ideia do que ambos conversavam e depois de um tempo... Austin entrou em seu carro e meu pai veio ao meu encontro. E quando ele iria me dizer algo...

Vejo o carro de Wes estacionando na entrada da garagem, assim que ele saiu do carro percebi que ele estava com seu olho machucado.

- Wes!!! O que aconteceu?

- Nando, posso ficar aqui?

- Mas irmão, o que aconteceu?

- Meu pai descobriu que saímos juntos essa noite, então discutimos e para não prejudica-lo peguei meu carro e vim procurar ajuda.

Meu pai surpreso, queria levar Wes a delegacia, mas ele se recusava pois não queria ver o seu pai preso novamente. Entramos com Wes para dentro da nossa casa, e fui preparar um compressa para colocar em seu rosto. Enquanto isso meu pai conversava com ele e dizia que seu pai precisava de ajuda psiquiátrica.

Entreguei a compressa para Wes que colocou em seu rosto, meu pai preparou a mamadeira de Jesen e se despediu-se de nós e foi para o seu quarto segurando a baba eletrônica que viaja o pequenino. Então Fiquei na copa conversando com Wes.

- Putis!! Como assim o Austin bateu em Mike, ele está louco?

- Pois é meu irmão, Austin está ficando fora de controle.

- E o Mike, como ele está?

- Eu não sei, ainda não tive tempo de chama-lo para conversamos, mas amanhã ele vira aqui para conversarmos pessoalmente.

- Caramba, Nando!!! Nossas vidas está a cada dia uma verdadeira merda.

- Verdade, Irmão!!

- Mas Wes me conta, o que aconteceu... Pq seu pai está agindo assim? Com certeza você aprontou algo.

- Nando, Nando, Nando!!! O Meu pai é um completo idiota, homofóbico e que prefere voltar a prisão do que me ver a ter uma amizade com um garoto gay.

- Seu pai sempre será assim Wes!! Você só tem que evitar a provoca-lo, afinal eu te conheço muito bem, e sei que você o provoca dizendo que é gay.

Wes em risos – Ele explodiu quando disse isso a ele agora a pouco, mas não ligo, ele terá que aprender a conviver comigo ou passarei a não vê-lo mais.

- Você é um garoto muito malvado!!

- Rimos juntos.

Já era madrugada quando fomos dormi, arrumei o quarto de hospedes para Wes e depois fui para o meu quarto e adormeci rapidamente.

Aquela manhã de domingo do verão de 2012 estava ensolarada, e quando desci para a cozinha, meu pai estava amamentando Jesen, como era domingo a San estava de folga. E enquanto preparava a mesa do café da manhã, escuto o soar da campainha.

Caminho rapidamente até a porta, pensando sei Mike e ao abrir me surpreendo...

- Mr.Peter!!!

- Onde está o meu filho? – Disse ele entrando em minha casa.

- Pai!!!! Esbravejei surpreso.

- Wes!!! Apareça. Esbravejou Mr.Peter caminhado pela sala de estar da casa.

- Mas o que você está fazendo dentro da minha casa? – Nervoso meu pai o questionou.

- Eu vim buscar o meu filho!

- Nando! Segure seu irmão.

Peguei Jesen no colo e apreensivo observei meu pai ir de encontro a Mr.Peter.

- Sai já da minha casa!

- Eu só vou sair daqui com meu filho.

- Eu disse para sair da minha casa!! Esbravejou meu pai empurrando Mr.Peter para fora de nossa casa, mas é claro Mr.Peter o empurrou novamente.

Meu pai iniciou uma discussão com Mr.Peter, assustado Wes desceu a escada e pediu para que seu pai fosse embora, e que ele não voltaria para casa, mas sim para casa de seus avós.

Minutos depois Mike adentrou na sala e surpreso pediu que Mr.Peter saísse da casa ou chamaria a polícia para prendê-lo por violação de sentença e assim ele voltaria para a penitenciaria de Dallas.

Depois de muita discussão Mr.Peter deixou nossa casa. Wes agradeceu o apoio que meu pai lhe deu, e feliz meu pai disse que pelos meus amigos ele faria tudo.

Eita vida complicada!!!

Bom, depois deste dia, eu não vi Mr.Peter novamente. E Wes retornou para nova Iorque. A férias de verão terminaram e eu não vi Austin novamente pela cidade. Antes da aula iniciarem Mike foi para um congresso na Califórnia e ficou por lá por cerca de dois meses e nós conversávamos todos os dias por whatsapp, eu inicie o último ano do high School e novamente estava eu sozinho no colégio. Já minha mãe continuava no mesmo estado há quase 8 meses, e minha expectativa de tê-la novamente em casa... aos poucos desaparecia. Então dediquei a minha maior parte do tempo ao meu irmãozinho que crescia rapidamente.

Meses depois....

Agosto... setembro…outubro....

O Ano passou rapidamente, e na segunda semana de novembro, o pequeno Jesen Gabriel completaria seu primeiro aninho, Eu e meu pai ficamos naquele embate se fazia ou não a festa do Jesen, e pensando no que a mamãe gostaria... juntos decidimos realizar. Então comecei a enviar os convites para a família e para alguns amigos. E no dia 10 de novembro de 2012 minha cabeça estava a mil por hora, e enquanto eu espalhava as mesas pelo jardim vejo Mike estacionando seu carro na entrada da minha casa, e logo atrás... o carro do meu pai estacionou, e assim que foquei minha visão a eles, vejo minha família do Brasil descendo do carro! Vovó Rose, Seu Carlos, Laura, Miguel, os gêmeos e claro! o meu amigo Hiago. Uma explosão de felicidade recaiu sobre mim, minha família estaria no primeiro aniversário do meu irmãozinho que já corria pelo jardim atrás de uma bola que Wes havia dado semanas atrás quando veio a Dallas.

Minha avó me abraçou fortemente e logo foi de encontro ao neto caçula para conhece-lo. Abracei Laura, Miguel e depois o meu amigo Hiago.

Mike, Live, Wes, Laura, Miguel e Hiago me ajudada a organizar a festa do primeiro ano de Jesen. Meu pai e mina avo foram até o hospital visitar minha mãe que a praticamente um ano atrás ela entrou em como e desde então não sabemos se um dia ela irá acorda. Os meus avos, pais de minha mãe, já vieram insistia vezes a nos pedir que desligasse os aparelhos que matinha minha mãe viva, mas esse não era o meu desejo e nem o de meu pai.

Hoje Jesen Gabriel completa um ano, um pequeno menino que veio a me encher de alegria, mesmo que a minha mãe não esteja aqui presente, ela desejaria esta festa.... Então parabéns meu pequeno garoto. –discursei diante de minha família e de amigos, logo abracei fortemente meu pai que estava com Jesen no colo.

No dia seguinte...

Minha avó e Laura foram até o hospital ver e despedir de minha mãe, e em seguida voltaram para o Brasil. Wes retornou para Nova Iorque sem ao menos passar na casa de seus pais para cumprimentá-los. E antes de sua partida Wes me abraçou fortemente e disse:

- Você sempre será o meu melhor amigo, independentemente de onde eu estiver... sempre será o meu amigo!

- Você sempre será o meu melhor amigo também Wes!

- Te amo, irmão! – Disse Wes quando o deixei no saguão do aeroporto.

Ouvir aquilo me fortaleceu e nossa amizade alcançou o nível supremo.

Semanas depois....

E chegou Winter break da semana de natal e ano novo.

Meu pai me surpreendeu ao decorar a casa toda, bem ao estilo natalino americano! A felicidade no olhar de Jesen ao ver tantas luzes coloridas era emocionante. O natal de 2012 foi diferente, passamos nos três.... Os três homens da casa, sem a presença da mamãe. Mike passou com sua família e o ano nova tínhamos planos de passar em Nova Iorque, assim eu poderia encontrar com Wes, Wrem e Nicole que estudavam no mesmo estado.

Aquela madrugada de terça feira do feriado de natal com todo o seu espírito natalino, foi completamente destruído quando atendi o meu celular......

Wrem ligando!!!! – pensei ao ver seu nome na tela do celular.

- Alo, Wrem?

Continua......

Comentários sobre o capitulo 28

• Aprendiz : Quem sabe essa história vire um livro rsrs.

• donzelo apaixonado : Obrigado, hoje posso dizer que somos completamente felizes, e leia o final dos comentários tenho uma surpresa ❤

• Lucas23 : Fico feliz por gostar do conto!!! Um grande abraço.

• Jhoy224 : Mike foi um homem muito especial em minha vida, mas ainda hoje somos ligados por algo rsrs.

• JpAlmeida : Deixa de ser puxa saco do Austin rsrs

• Luiza-bi : Em breve retorno com uma segunda temporada! Sem muitas reviravoltas, mas muito amor entre nos rsrs.

• Diogo_diddu : Nossa!! Como fico feliz com seus comentários, obrigado.

• Geomateus : Americanos amam novelas mexicanas, estas os tornam mais emotivos rsrs

• Ding : Já está conhecendo muito bem nos dois rsrsrs

• garafão: Não fique sem unha, o conto está no fim! rsrs

Comentários

09/08/2017 22:44:26
O mike e td d bomEle e soltero aindaPassa o whats dele aiKkkkk to sonhandp alto d maisMais ele e um sonho
09/08/2017 19:09:20
Eu achei o Austin bonito. Mas na minha opinião Achei o Fernando mais bonito. Antes no meu pensamento, pensava que o Fernando era fraco hshshs. ... Mas pela foto me enganei; tem toda a razão do Austin ter morrido de ciúmes .
08/08/2017 23:27:49
Caralho!!! muito bom este conto, li tudo em um só dia, e Brother não acredito que ele já esta acabando. Visitei seu perfil no tumbler e posso dizer sem medo algum que ambos são bonitos, não sou gay, mas se calhar de aparecer um Austin em minha vida kkkk brincadeiras a parte, adorei o conto e ansioso pelo ultimo capitulo.
07/08/2017 19:45:50
❤️
07/08/2017 19:45:38
Amo continua continua continua ❤️❤️❤️❤️👌🏻
07/08/2017 19:45:07
Amo continua continua continua...❤️❤️❤️👌🏻
07/08/2017 19:43:37
Confesso que viciei neste conto!!! E na boa? entrei no site só para ler este conto ao qual escutei um colega de trabalho comentar com outra colega de trabalho. EU fiquei muito curioso para saber sobre o restante do capitulo que ele leu diante de uma galera do escritorio kkk Cara, Nota 10!
06/08/2017 02:18:06
Cara seu conto é ótimo! Digno de um best seler Sou hétero e nunca fui de ler contos homossexuais e tal Mas encontrei alguns q gostei muito e posso dizer q dos q li o seu sem sombra de dúvidas é o melhor! Visitei seu tumblr e tenho q admitir q até pra os héteros vcs são muito bonitos kkk Enfim estou perto de me formar e queria morar nos Estados Unidos com minha namorada/noiva rsrs Gostaria de saber se tem alguma forma de entrar em contato com vc fora da CDC E desde já agradeço por compartilhar sua história conosco
05/08/2017 13:11:29
Muito bom!!! eu quero a segunda temporada kkkkkkk tenho que sair neste conto. sobre as fotos, elas mente! vcs dois não são esses colirios das fotos kkkkk brinks são lindos mesmo:)
05/08/2017 10:34:33
wow o Austin com ciúmes foi ótimo, vcs são lindos e Fernando o Austin é a descrição fiél do Liam Hemsworth como vc disse antes;....nossa mais que vida mais atribulada para um adolescente, simplesmente adorei essa linda história de vcs, vou sentir saudades T_T Felicidaes Eternas pra vcs meus queridos.... S2
05/08/2017 10:33:39
T_T
05/08/2017 03:00:23
S
04/08/2017 22:01:16
Nosssa!! morri com este capitulo, quanta informção pra processar kkkk Adorei saber como vcs dois são. a proposito são lindos demais :D fiquei curiosa em conhecer o Mike, ele deve ser um Deus tbm kkkk
04/08/2017 20:15:21
Muito bom, fiquei super triste pela sua mãe ! Vcs são super lindos ! Que suas União seja infinitas 👏👏👏
04/08/2017 18:27:53
Como tem gente do mal no mundo.
04/08/2017 18:06:30
mds!! n posso deixar de elogiar vcs sao muito lindos❤ xonei❤
04/08/2017 17:50:22
meu deus ADOREIN❤ esperando pelo cap 30
04/08/2017 15:32:25
PUTAAAAA QUE PARIUUUUUUUUUU!!! Que conto é este? o que tenho a dizer é que apaixonei por Mike, meu coração já doi pelo Wes, sua Mãe é tenso, amando o Jesen, Cadê o Austin??? e finalmente VOCES SÃO LINDOS!!!! do mesmo jeito que imaginei em minha cabeça, e Nando, vc tem alguns traços Brasileiros. amei e vou amar este conto. abraços
04/08/2017 13:47:40
Desculpe-me as passagens de tempo, mas Fernando me enviou o texto desta forma! eu me senti em um foguete kkkkk

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


ponodoido meu pai e minha babacontos eroticos gay me apaxonei pelo traficante 7pornô doido comadre entre pica grande negãobuctao tod c gazandmae obriha filha virje perde o cabasdo com o padrastofui abusado quando era adolecente, nao saou gay, mas me ecxito com porno gaycontos eroticos de trepadas com tias sacanasfui encoxada neste carnaval 2017 contoeu. quero. ve. video. porno. com. menina. de. quize. ano. pegarno. carona. de. caminhaocontos eroticos menage binegao metendo em colatinaxvideos/estavamos asistindo tv e minha sogra me chupouContos tetas bicudas e sem sutiãpsicologia enfrento hiv minha filha e guei ajudamorena com os pentelhos enroladinhos trepando gostosoloira gostosa gordinha batendo p****** no pau do seu esposo no pé da pia seu esposo tacando dentro do seu corpo shortinho dentro do rabolevei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenodei meu cu e tava bom pornoMenina pedendo cabaçoxxvideomulher de corno trepando com peaozada no alojamentoconto erótico se masturbando com calca legeconto erotico boa noite cinderelaComo devo uza vazelina navagina para lubrifica?vídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500esposinha depravada seduz velhocontos eróticos gays,uma amizada aguenta tudo,Marcosassistir vídeo pornô anal de sogra com genro gravado em Ribeirão preto d*********conto erotico bacanal bucetaensinei meu filho de dez anos a bater punhetacontos incesto mae gts vídeos vídeos pornográfico pai mostrando a filha para chupar até o talo se engasgando filha virando os olhosmeninas tirando a Virgindade aeh doicoroas peladas com o corpo melado de margarinacuiadia de xortiu d dormi d regatacontos eróticos cuzinho da mendigauma diziam que iriam cavalgar pra dar pro seu namorado nomeio do mato sua bucetonacontos de putaria sou puta do negao meu vizinho fez um buraco na paredevirando a buceta do averso com pauzao monstroporno com mãe e filha bucetudas de guaianazesvidio porno das dimenores fasendo sexo da buceta apertadinhabucetinha ns os primero pelinho nvpornofamilha sacana . filha querendo mamamulher passar margarina ela pelada e no cu bem gostosotrai o meu maridocontos de surubas inesperadas com esposacoletanias maior pau do mundo pornovideos de com mulheres muito gostosa muito esitada dizendo qui ta muito gosto que è pra comer o cuzao delasnegao pausudo enfoorca a novinha enquanto fode elacontos trai com o inquilinocontos eroticos injeçaonovinhas ninfetas tao novas que nem peito tem aindacunhada e cunhado beberan e acabaran fasexo sexo*pode estora bolinhas que parecem espinhas na bunda?*motoqueiro gay passivo contoqual a melhor posição peão fazer sexo anual sem dor"felipe e guilherme - amor em londres"ofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideosSexo animal cachorro emrola pito na bucetinha da puda taradonacontos eroticos gays macho dotado femea viadinhoconto erotico mulherzinhasobrinho e tio pentelhudos sozinhis na fazenda contosconto comi minha eguavelinhos tentando meter com netinhas novinhas e n aguenta xvidioscontos erotico coroa comeu ru e minha mulhercasa dos contos eroticos Alê12mentendo o pepino na buceta e no meu rabao contosjantar em familia mulher senta no colo do marido e começa a transar sem a familia desconfiar pornobuceta da linguonaConto porno velho comendo meninaporno sem casaminhasflagante de sexo com patricinha de carangolacontos eroticos menininha malcriada levando pica como castigoporno de joelvemXXVIDIO.COMEU.ASUACUNHADApornô mãe usina puheta mãocriola bumbum gg virgem primeiro anal com dotado gritahotmail muletodaeu tava tomando banho e meu pinto tava duro minha mae rabuda chegou e eu fudi elasexo mulheres 80klsela so goza cagando e gritandofilme porno home reprodutover video porno mae gts malhando em casa sem calcinha seu pai vercontos eroticos bucetinha apertadana hora da tranza sinto um liquido querendo sair da minha vagina,entao gozeiXVídeos n****** com dente black power cabelo black power metendoguei dando cu p avestraz s zoofiliafilme de sexo com a minha sogra de remédio por meu sogro dormircontos eroticos filha e pai caminhoneiroconto erotico com crentevideos porno velhor comedor da cabeça do pau rombudaloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualadestrador de escravascontos de incesto maê pega filho roçar o pênis no grelo da maetia pasa de camisola perto do sobrinho e ele fica com tesaoContos eroticos : transei com a cavalona loura da xotona peludaContos eroticos seios machucados tio sobrinhanovinhas so gost de negraopornonovinha desmaia de tanto gosa conto eroticogranny de 69 chuoando cokc grandeconto casada novinha e comida pelo traficante pausudo a forca