Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

MARIDO BROXA, VIRA CORNO 2ª parte

MARIDO BROXA, VIRA CORNO 2ª parte

Obs: passa lá pela 1ª parte e entenda como tudo começou

Terminei dizendo, que mais tarde teria novamente meu amante me usando.

Faço João separar minha roupa. Deixo-o escolher tudo, até a lingerie. O corno bota sobre a cama, um shortinho branco super curto, uma blusinha amarela bem soltinha, decotada na frente e totalmente aberta atrás, rasteirinha e uma calcinha branca minúscula, fio dental com lacinhos na lateral (amo essa calcinha). Ela é transparente na frente e só um fiozinho atrás. O corno sabe mesmo escolher. Acho que vou nomea-lo meu estilista.....rs. Observo que faltou o sutiã. Tenho alguns invisível aderente para o tipo de blusa que ele escolheu. Entendo que é pra eu não usar. Na maioria das vezes, não uso mesmo. Valorizo meus peitos redondos e durinhos, com biquinhos empinados. Eles são lindos e proporcionais ao meu corpo. Olho para João e lhe dou um sorriso malicioso. Mesmo não dizendo nada, o meu olhar transmitia palavras como:

- Essa roupa irá me deixar mais gostosa. Nando ficará louco quando me ver vestida assim.

- Você é um corno safado, meu marido.

- Sinto que você quer que o meu macho deposite muita gala, dentro de mim.

- Você não assume, mas gosta de ser chifrado.

- É uma pena que você não consiga mais me penetrar. Nem deixar seu pinto duro pra se aliviar na punheta, assim como todos os mansos fazem.

- Tenho um maridinho broxa, dedicado a mim. Continue assim, que não te deixarei jamais.

De repente, ouço a buzina do carro de Nando. Ele sempre faz questão de buzinar em frente a minha casa. Diz que macho quando chega, chama a puta assim. A intenção também, é humilhar o corno e mostrar quem manda. Sem contar que os vizinhos ficam de olho, certificando que a ali mora uma mulher casada, que possui um amante e o marido aceita. Nando é mesmo cruel....rs.

Enquanto me arrumo, peço que João vá fazer companhia para o meu namorado. Como já estou de banho tomado, somente me visto, solto meus cabelos, passo uma leve maquiagem caprichando no baton e por fim, um toque do meu Chanel número 5.

Vou até o quartinho do Jr, que já está dormindo, dou-lhe um beijo e saio. Lá fora, observo meu macho e meu corno conversando ao lado do carro. É a primeira vez que eles ficam frente a frente. Quando eu chego, sou recebida com um abraço e um delicioso beijo de língua do meu homem. Nando nem se importa com a presença do meu marido. É como se ele não estivesse ali. Me entrego ao clima de sedução, tanto que os bicos dos meus seios fiquem arrepiados, marcando toda a blusa. Nando pega na minha mão e me faz dar uma voltinha, lançando um olhar guloso. Suas palavras não poderiam ser outras, aproveitando para maltratar "de leve" meu maridinho.

- Gata, você está uma delícia. Assim eu não resisto. Vestida assim e com esse perfume, já tô de pau duro.

- Cara, que sorte a sua. Você tem uma esposa maravilhosa, linda e toda gostosa.

- Ela me disse sobre o seu problema. Aliás, toda a galera sabe. Que chato né?!

- Quero que saiba que estou cuidando muito bem dela. Fique tranquilo. Não tem faltado o que você não consegue oferecer, se é que me entende.

Neste momento, caímos na gargalhada. João ficou vermelho de vergonha e baixou a cabeça. Olhei para ele e perguntei onde estava seu senso de humor. Na hora reagiu, soltando um sorrisinho forçado. Deixou escapar seu desconforto com a situação, porém como sempre, não tomou nenhuma atitude para impedir a humilhação de ter sua esposa nos braços de outro homem. Ele sabia que não tinha este direito, pois não poderia me dar prazer nenhum com o seu pauzinho mole. Aproveitei a oportunidade para fazer um teste de submissão.

- Amor, estamos indo agora. Não pretendo demorar. É só um happy de leve.

- Hoje não estou a fim de passar a noite fora. Quero a minha cama.

João esboçou um ar de felicidade e quis dar um troco no meu amante.

- Que bom.

- Tchau Nando, te vejo qualquer dia desses.

Aí entrei com a surpresa.

- Como assim amor, não entendi. Até qualquer dia?

- Desculpe, acho que não fui clara. Nando volta comigo. Daqui a pouco você vai vê-lo de novo.

- Eu disse que hoje quero a minha cama, com o Nando. Ela é grande e confortável. Ele vai adorá-la.

- Agora que vocês se conhecem, tenho certeza que não vai se importar em usarmos nossa estrutura para receber. Além do mais, você ficará tranquilo sabendo que sua esposa está segura em casa. Não precisarei mais ficar fora a noite toda, deixando o motelzinho para de vez em quando.

- Pega aquele colchãozinho no quarto de bagunça e durma hoje com o Jr. Se por acaso nosso bebê acordar a noite, você acalma ele e o bota de novo pra dormir. É que a gente faz muito barulho quando transa.....rs. Você compreende né?

Nando aproveitou e também deixou seu recado.

- Boa gata. É bom mudar de ares. Sempre quis te pegar na sua cama. Hoje vamos aproveitar e fazer um sexo "caseiro"....kkkkkk.

- Mano, apesar do seu problema, você é legal. Obrigado viu!

- Quando chegarmos, vamos direto para a suíte. Prometo não te incomodar. A Tati disse que vocês têm uma banheira grande. Acho que vou me acostumar e acabar passando alguns dias com vocês....rs.

- Só não acorda a gente muito cedo. Estaremos bem exaustos de manhã. Apesar de você não entender esse tipo de cansaço, acredite em mim, ele é bom. O pau fica esfolado de tanto trabalhar, o saco vazio e a cabeça da pica inchada de tanto contrair e soltar leite......kkkkkk. Um dia eu te mostro.

João ficou assustado, sem reação. Baixa novamente a cabeça, se vira e entra em casa. Eu e meu macho entramos no carro e saímos, acompanhados pelo olhar de uma vizinha super fofoqueira, escondida atrás da cortina da sua sala.

Meia noite chego em casa. Reparo um silêncio total e vejo que o meu quarto está livre. João havia me obedecido e estava dormindo no quartinho do Jr. Peguei Nando pelo pau e coloquei ele para dentro da minha suíte. Tranquei a porta e nos agarramos. Ele tirou a minha roupa, enquanto eu arrancava a dele. Depois me pegou no colo, me jogou na cama como se eu fosse um brinquedo e veio pra cima de mim. O fato de estar na minha casa, meu quarto e minha cama, enquanto meu marido estava no cômodo ao lado, deixou Nando mais tarado do que já era. Ele dava tapas bem fortes na minha bunda. O barulho do contato da sua mão nas minhas nádegas e meus gritos, com certeza haviam acordado João. Fiquei toda marcada e húmida. Depois me botou de pernas abertas e caiu de boca na minha xaninha. Me deu um banho com a sua língua e me fez gozar duas vezes. Eu gemia muito alto e pronunciava muita putaria. Nando passou a noite toda me comendo. Entre uma fóda e outra, tomávamos um banho de banheira pra relaxar. Fomos dormir as 5 da manhã.

Quando acordo, as 11h, vejo que Nando não está no quarto e nem no banheiro. Ouço vozes dele e do meu marido vindo da cozinha. Coloco um baby doll preto transparente, mas me mantenho sem nada por baixo. Passo pelo quarto do Jr e não o vejo. Quando vou me aproximando à cozinha, resolvo parar e me manter escondida para ouvir o que Nando e João conversavam.

- Então mano, eu e a Tati estamos metendo já há algum tempo. Eu sempre soube que você estava a par, mas nunca imaginei que

um dia, iria comer sua esposa na sua cama. Foi muito bom. Sua banheira também é show. Me acabei nela. Acho que fizemos uma baguncinha lá.....rs. Tudo bem né? Tati me disse que você não iria se importar. Que você é de boa.

- Sem problema, depois eu dou uma organizada lá. Você e minha esposa estão se amando? Ela vai me deixar?

- Claro que não meu velho. Tati te ama! Nossa relação é somente sexo. Quando ela me disse dos seus dois problemas. Do tamanho do seu bilau, pequeno, e que você era broxa, me senti na obrigação de cuidar dela. Mostrei o meu pau e ela se apaixonou na hora. Foi amor de pica, a primeira vista....rs.

- Eu amo a minha esposa. Quero vê-la feliz. Ouvi vocês transando a noite toda. Sei que ela se divertiu bastante, principalmente pelos gemidos que ela deu. Eu senti um pouco de ciúmes. Ela nunca gemeu, quando transávamos. Ela me disse também que nunca gozou comigo. Só agora ela começou a ter orgasmos quando a chupo, depois que ela volta do encontro de vocês. A Tati me obriga a usar a língua, para limpar a sugeria que você deixa nela.

- E aí mano, mesmo assim você não se excita e senti o pinto reagir?

- Não! Até sinto algo estranho e meu pau fica molhado, mas ele não sobe.

- Cara, que tristeza. Nem me imagino na sua situação. Ter uma gostosa em casa e não conseguir comê-la. E o pior, ceder a cama para que outro faça o papel de macho. E pra piorar ainda mais, a esposa ser uma galinha e se acabar na pica do amante...rs.

- Mas pense bem, melhor ela em casa do que na rua. É preferível conhecer o cara que tá socando rola nela, do que tê-la dando para muitos, a qualquer hora e em qualquer lugar.

- Eu sei. Já pensei nisto. É por isto que quis conversar com você. Eu aceito que vocês transem aqui. Quando ela te trouxer pra cá, libero o quarto pra vocês. Só não gostaria que os vizinhos soubessem. Não quero ficar com fama de corno.

- Puxa mano, acho que agora é tarde. Ontem sua vizinha da frente nos viu sair e com certeza, entendeu tudo. Há esta hora, toda a rua já deve estar sabendo da sua cornitude, ainda mais com o meu carro na sua garagem. O lance agora é relaxar. Aproveita que tem um homem dentro da sua casa e aprende como se trata uma vagabunda. Se você se comportar, lhe deixo assistir nossas transas e quem sabe, você não encontra sua cura. Já ouvi falar de muitos maridos que se excitam, vendo suas esposas na rola dos amantes. Talvez seja o seu casoContinua.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/09/2017 10:22:57
Deve ser muito bom olhar a esposinha no pau de outro macho!!!
WA
15/09/2017 12:25:33
Alguem conhece aqui no site, outro escritor tão bom quanto esse Richard Vale? Nessa linha de dominaçao feminina
WA
15/09/2017 12:24:11
Boa, gostei!! Esperando o proximo capitulo igual novela das 8!!! logo essa menina vai estar dando pra varios na frente do corno.
15/09/2017 11:31:47
Achei interessante o enredo da série. Teve partes deliciosas que me deixou excitada. Só fiquei com pena do marido, com seu problema e o pior de tudo é com a vizinhança sabendo do amante. A qualidade do texto pede uma nota dez. Venha me conhecer lendo o meu. Um beijo!
15/09/2017 10:28:46
Lega.
15/09/2017 06:44:33
Eu achei ótimo. Não sou professor de português, nem tá tão ruim de gramatica não. Tem cada desastre aqui. Continua logo!
15/09/2017 02:39:15
Gostei!!
Ju_
15/09/2017 00:34:29
Adooooreeeeeeeeiiii Cada vez mais froxo esse corninho
14/09/2017 20:54:49
sempre top
14/09/2017 15:26:23
bom
14/09/2017 14:04:09
Gostei! Achei bom!
14/09/2017 13:36:43
Muito fraquinho o conto com uma narrativa pior.
14/09/2017 13:35:52
oito




Online porn video at mobile phone


contos eroticos feminizaçao do garotinho maeporno sem casaminhasver video de mulheres sentando e amaçando latinha x videogordinleitorsexo com as maos apoiadas no chao ela recebe uma delisiosa chapadaxvideos lavei.de porra a boca fs novinhasexo fiocado paiwwwxxvideo filhinha meche o bumbumcontos de sexo depilada na praiaporno sacana mao na bucetta no cu nojento ao vivoxvidio novinha cesú Contos de marido revoltado mas ecitado quando pegou esposa chupando outrovideo eróticospapai me ensinando tudohtts:you.comtube ponodoidoNinfeta ansiosa para exprimentar negão de pissa grande e grosso e fica toda arrombadax ezibisao de conas frescaspeguei meu amigo nu no quarto e batemos uma punhetaRelatoa erodico de geyse arruda contando como.perdeu a vingidade do.buceta e do.cuzinhohomem tem namorada ela ta dormindo. e a cama da irma é do lado irmao ataca a irma porno evito. melhor saiteraffa_ka maromba safadoporno brasileiro oilando o gay brasileiro da banda lizinha tomar banhoporno mhnha mae e irma sao putas 1 contopono coxada mulher tera cacinha dela metro so saia 2017acho que minha namorada gozou pq agente tava fazebdo sexo e a perna dela tava tremendoladrão comendo o delegado pornô se for do Adélia busca pornôsogra fazendo sexo selvagem com o gel da pica cabeçudaa mulher se arreba negao em fim todinho na buceta sua bola entra na bucetacontos eroticos de lua blanco e arthur aguiarvovo da buceta cabe prazoJairinho baiano pornô gaymulher transando com picasdeborrachaboa foda mastubando com coisasdiferentecontos eróticos brincando cometi o incestocache:ldh9BdSAKNMJ:gtavicity.ru/texto/201703301 Liliane trepando com seu cunhadoaluno fodendo professor de educacao fisica gay animadopirralho pauzudo contossogra gg chama cheiro para sexo anal pedro da filhapornô pornô socando o pau na b***** da dona Zefa cachorro tocando pau na b***** da donagta v a minha secretaria ta dando mole fizemos sexo no escritorioestrupei minha irma na cama do nossos paisv meninas 14aos 17 anus perdeno avirgindadeseduzida por um estranho contos pornomulher com mulher pode uza bolinha vaginascontoswww.eroticos na festavaga em Tambaba mulher chupando rolaCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHASContos eronticos de tias papa anjosbaixar video porno louca paixaocontos de sexo depilando a sogravideo de porou dirano vigidade da namorada vedtidocontos de seco com meu tio aiii gostoso metiiixvideos meu tio dei ou manusearConto tirei o biquine no quarto do meu paiisso viadinho filho da puta tem um cacetao bem pra vc tomar no cu gostososeduzindo novinha escondidopornodoidoponodoido meu pai e minha babadormi de calcinha com meu filho e dei pra elexvideos so com meninas de 17aninhos de idade e com acssilas peludinhasContos eróticos gay iniciação sexual na infânciamulhe pelada putona do cuzao e budona so de vistido ruivamulher amarrada e sendo torturada pica do dotadonegaocontos gozar no cu da empregada e feiobucetinha super apertada sendo destruída por negao super roludo até arregalou o olhoguris metendocontos arronbaram meu cuzinho de menininha virgemfilme porno minha sogra me enxeu o saco ate eu come elamulher fazendo vídeo pornô na gritalhadacontos eróticos família vavela minha mãe comigo no banheiroconto cracudo noiado gay contoessa coroa coloco varias calcinhas p metermeu genro me fodeu carne conto heterocontos erotico eu moleque vi minha tia amamentando seu bebevídeo de mulher com o Playboy mostrando a bunda no conto o homem sendo o piru da xana delafiadinho dano o cu gritano de dor pra um ttraveste palzudo pormo brasileiro gratescontos lukinhas22cmxvideo chapeuzinho Vermelha no bosquetirei.o.cabaco.da.minha.irma.dormindopalavroespornobrasileirascontos mulheres cinquentona nao aguenta pau com super cabeca