Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Ele me descobriu e me comeu

Autor: Matheus
Categoria: Homossexual
Data: 10/11/2017 20:21:34
Última revisão: 10/11/2017 20:32:35
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Hoje vou contar uma história que aconteceu comigo, tenho 15 anos, e moro numa rua pacata, onde as crianças ficam brincando na rua, eu como era meio sozinho ficava em casa a tarde inteira, além de não gostar de futebol eu era bem feminino, o corpo lisinho, os cabelos longos, e sem nenhum vestígio de barba, então quase não saia de casa, eu ficava quase todas as tardes sozinho, e aproveitava para usar as roupas da minha irmã de 14 anos, que morava com meus avós, ela foi e deixou todas as roupas, pois meus avós compraram roupas novas, mas minha mãe não as doava pois minha irmã podia querer voltar para lá, e já ter suas roupas, e quem aproveitava tudo era eu, vestindo tudo que ela havia deixado: vestidinhos, saias, biquínis, lingeries, jardineiras, shortinhos, botas, sapatilhas, tudo que ela tinha. Uns meses antes, na frente de minha casa se mudou um menino, tinha a minha idade, e se chamava Marcos, ele estudava no mesmo colégio que eu e tinha um pouco de amizade comigo. Então, ele ficava na rua, encostado no muro vendo os meninos brincarem, as vezes jogava futebol junto, eu ficava mais dentro de casa, e eu comecei a prestar atenção nele. Ele era bem bonito, moreno, com um corpo definido, e como estávamos no verão, ele ficava a maioria das vezes sem camisa e com um short de jogar futebol, que destacava bem o volume da sua pica. Ele tinha um peitoral bem gostoso, e aquilo me deixava com tesão, eu ficava dentro de casa com a janela fechada, espiando ele, ele ficava lá sob meu olhar, secava ele todinho, ele as vezes se espreguiçava e dava um destaque enorme ao seu pau, dava para ver todos os traços daquela rola, e devia ser bem grande. Eu stalkeava ele no facebook, ele postava várias fotos sem camisa e eventualmente até de sunga na praia, eu era louco para ver aquele pauzão e cair de boca nele, tinha dias que me acabava na punheta imaginando ele me fodendo. Ele nunca tinha notado eu olhando para ele, até que um dia ele começou a olhar para minha janela, e mesmo assim continuava ali, as espreguiçadas dele se tornaram mais constantes. Certo dia ele tirou a camisa e começou a pegar a rola por cima do short, a rola estava dura dava para ver, e ele olhava para mim, acariciava o pau me olhando, mordendo os lábios, só que chegou um dos meninos e acabou com aquela visão. Eu vendo que aquilo não ia dar em nada, fui ao quarto da minha irmã, tirei do guarda roupa dela uma lingerie rosa, uma saia pregueada azul, que ia até na metade da coxa e que ela usava com o uniforme da escola, tirei uma blusa cropped branca de rendas, e também uma sapatilha preta. Tirei todas as minhas roupas, fiquei completamente nu, e vesti tudo, a lingerie a saia, a blusa cropped. Soltei meu rabo de cavalo e escovei meus cabelos, fiquei me olhando no espelho vestido daquela forma, eu tinha ficado uma putinha, meu pau tinha ficado até duro dentro da calcinha, tirei do guarda roupa um perfume da minha irmã e pus um pouco, fiquei fazendo poses na frente do espelho e decidi que ia me acabar em punheta pensando no Marcos, foi aí que eu ouvi uma voz atrás de mim:

-Que você ficava olhando para minha pica eu já sabia, agora não sabia que gostava de se vestir de mulherzinha.

Era Marcos, ele estava na janela do quarto da minha irmã, eu gelei na hora, fiz menção de tirar as roupas, mas ele disse:

-Não, fica com elas, você ficou bem gostosinha com elas, olha aqui meu pau está até duro.

-Entra aqui. –Eu disse para ele.

Abri a porta e vi o volume no short dele, realmente ele estava duro, o volume era bem grande na verdade.

-Olha como eu fiquei te vendo vestido dessa forma. –Ele disse apontando para o próprio pau.

Eu tranquei a porta e fomos até o meu quarto, mandei ele fechar a janela do quarto da minha irmã, a minha eu fechei, e então a casa estava toda fechada e só nós dois dentro. Ele voltou ao meu quarto e se sentou ao meu lado na cama.

-A quanto tempo você se veste assim? –Ele perguntou

-Minhas lembranças mais antigas foram quando eu tinha 6 ou 7 anos.

-Passa a mão aqui. –Ele me disse.

Eu então pus a mão sobre o seu short, o pau estava duro mesmo, e devia ser bem grande, estava pulsando e era bem quente, eu fui acariciando aquele volume e sentindo seu pau, com a outra mão fui passando naquele gostoso peitoral.

-Você quer ver ele? –Ele perguntou.

-Eu quero muito. –Eu falei.

Ele então tirou seu short, ele de cueca box branca, que dava um destaque enorme na rola dele, ele pôs a rola em direção ao umbigo e eu fiquei passando a mão por cima da cueca, eu via a cabecinha querendo sair para fora da cueca, então ele foi baixando a cueca devagar, centímetro por centímetro e eu vi. O pau saltou para fora, era moreno, cheio de veias, com a cabeça bem vermelha, não tinha nada de pelos em volta devia ter uns 17 cm era bem maior que o meu, eu tinha realizado um sonho, ver aquele macho nu na minha frente, eu só queria abocanhar aquela rola e chupar ele todinho. Ele se sentou de volta, baixou a cueca até os pés, jogou-a do lado junto com seu short e disse:

-Pode pegar.

Eu não perdi tempo, me ajoelhei na frente dele e pus a rola na boca e comecei a chupar. Era a primeira vez que eu chupava um pau, estava bem gostoso, eu estava salivando de tanta vontade de chupar, engolia o pau, descia por toda a sua extensão e chupava as bolas, eu olhava para cima e via o Marcos se contorcendo de tanto prazer.

-Para, para, eu quero esse meter nesse rabinho. –Ele disse gemendo.

Eu parei, ele mexeu no short dele e tirou uma camisinha.

-Eu já vim preparado. –Ele disse.

Eu pus a camisinha no pau dele, dei mais algumas chupadas nas bolas dele e me preparei para levar rola. Ele mandou eu ficar de 4, eu fiquei, ele nem tirou a saia, só tirou a calcinha e lubrificou meu reguinho, ele pincelou meu rabinho e minhas nádegas com seu pau, meu cuzinho estava piscando, eu estava louco para levar aquela rola no rabo, ainda bem que de manhã eu já tinha feito uma chuca, como se estivesse prevendo que ia levar rola. Ele ficou roçando com a rola no meu rabo, então começou a enfiar, bem devagar para não me machucar, e enquanto metia ia falando.

-Que cuzinho gostoso, que delícia, eu estava louco para sentir meu pau nele a um bom tempo.

Sentia ele entrando centímetro por centímetro no meu rabinho, estava muito gostoso, ele parecia saber foder um cuzinho sem machucar, até que senti as bolas dele na minha bunda e constatei que ele havia enfiado tudo, e eu aguentado tudo. Ele então começou um vai e vem bem gostoso, eu sentia o pau dele pulsando dentro de mim, era tanta tesão que meu pau estava muito duro na saia da minha irmã, eu olhava para o espelho e me via de quatro submissa a aquele menino que eu era louco para dar, a cada estocada eu ficava com mais tesão até que não aguentei, gozei tudo na saia, sem me tocar nem nada, eu gemia que nem uma putinha e rebolava na rola dele.

-Ain, ain, que gostoso, fode mais vai, ain ain ain.

-Aí que cuzinho gostoso, que putinha gostosa. –Ele dizia me dando tapas. –Eu quero foder ele mais vezes.

Ele passava a mão pelas minhas costas e me segurava pela cintura, naquele momento eu já estava todo suado, a blusa da minha irmã toda molhada de suor, a saia suja do meu gozo e na metade da barriga, e ele não parava, enfiava cada vez mais fundo, o que mais me surpreendia era ele aguentar tanto o gozo, ele já estava me comendo a quase 10 minutos, e não dava sinais de exaustão. Até que depois de 15 minutos me fazendo de putinha ele disse:

-Vou gozar, quero gozar no seu cuzinho.

Ele tirou a camisinha e ficou pincelando as minhas nádegas com seu pauzão, ele então pôs a cabecinha bem na entrada e gozou, mais gozou muito no meu rabinho, senti a porra quentinha, entrando e escorrendo para fora, foram 7 jatos de porra no meu rabinho. Ele caiu sobre mim exausto, eu me deitei de bruços e ele ficou sobre mim, veio até mim e me deu um longo beijo de língua, nós demos uns amassos, ele me beijava loucamente me deixando com mais tesão. Ele acabou se declarando para mim, me pedindo em namoro, disse que já era apaixonado por mim desde a época que ele se mudara para o lado da minha casa. Eu aceitei seu pedido de namoro, nos beijamos mais um pouco, e fomos tomar um banho, pois estávamos suados e cansados, a saia da minha irmã estava cheia de gozo, eu limpei ela, tirei minhas roupas e fomos para o chuveiro juntos, dentro do boxe ele ficava pincelando meu rabinho com seu pau mole, que mesmo estando mole ainda era bem grande. Saímos do banho e nos secamos, com a mesma toalha para não levantarmos suspeitas, eu fui para meu quarto e deixei ele se secando no banheiro, no meu quarto vesti a mesma lingerie rosa que eu estava, na mesma hora ele aparece nu na minha frente segurando a rola.

-Sabe, daqui a pouco eu tenho que ir para casa, então porque não dá uma última mamada? –Ele me perguntou.

Ele nem precisou falar muito, eu já fui empurrando ele para a cama, me ajoelhando e abocanhando aquela rola, que ficou dura na hora. Eu estava amando, o pau dele era muito gostoso e bonito, eu lambia como se fosse um sorvete, ia até embaixo e chupava as bolas, eu estava louco de tesão por aquele menino, queria chupar ele para sempre. Ele me agarrava pelo cabelo e fodia minha boca, eu fiquei chupando por uns 10 minutos, até que eu senti o pau dele pulsando ainda mais na minha boca, e por fim ele gozou, escorreu um pouquinho, mas eu consegui manter tudo na minha boca, e engoli olhando para ele. Tinha adorado ser a putinha dele, tinha realizado o meu sonho: Ser a menina dele na cama. Ele vestiu suas roupas e foi embora naquele dia, mas no dia seguinte ele apareceu na minha casa de novo, e eu estava de saia de novo, nem preciso falar o que aconteceu né?

Comentários

12/11/2017 03:01:43
Tesão puro!
11/11/2017 06:53:23
Amei o conto e quero ver todos outros com fotos. Amo fotografar, filmar e fazer book, caso interessar é só retornar: [email protected]
11/11/2017 04:55:56
Delicia

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


dei minha buceta no reformatório ai como doi pucona pornocontos o negão bem dotado de todas as pragas da minha sograporno meu marido adora me ver chupando porra de mendingispornô doido chupando os mamilos da Dalvinhamundobicha.com brasil academicosfui enrabada/contosconto mamae dormia de calcinha atolada no cucontos eróticos fui da o cu e cagueiconto erotico de irmao do meu colegar saradao mim comeu brutalmente gaycontos eróticos eu vi minha tia amamentandoxvedeo as 20 mehores gozadatira ochorte pica nela pornovideo porno amigo do meu marido me comeu e fingi que n percebicriola da buceta inchado lwva gozada dentro que eacorrefestas na casa de amigos e depois de tanta bebidas um porno com muita violênciaso mininhas top bem novas com vibrado bucetas fotoscontos eróticos garotinhoWww. faveladas fazendo sexo na promiscuidadecasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetaContos animados papai tio e padrinho me foderam muito quando novinhamulhes fudedo deto do karo o cucasadoscontos eroticos meu professor me comeu.a videos de pornodoido levou anovinha pr fode demadrugadacasal praticante de zoofiliaSexoanalsemdorxvideos Botando rola Pra Fora E sarrando bem gtzdeu remeduo p/ mae dormi efode com elamamaezinha como vc é taradaaa cabasso fodedoraGta brut mulher nuanao aguento essa pica grande e grossa no meu cu sexo gayvidioporno casa sensacaosexo anal hAaaaavideo curtinhonovinha gozando pelo cuzinhocontos casada seduzida pelo caseiro picudoAE cristal de futibol Amador de Cristalinatransei com minha irmalactofilia porno em sao carlos spmaei depilando pau do filho e nao aguenta baicha aboca chupando e setando abuseta ensimaestranho dotado enche coroa loira casada de porra corno asistegarota muinto novinha com cona muinto apertadinhacontos eroticos gay enrustidoa gordinha morena kuduro dando para o negãodeitei de conchinha com minha mae peitudaMinha comadre disse para minha afilhada minha filha voce que mesmo dar sua buceta virgem pro seu padrinho minha afilhada disse eu quero mae minha comadre disse filha chupa o pau do seu padrinho conto eroticoelacareca contos eroticos de mullheres carecascriola bumbum gg virgem primeiro anal com dotado gritacontos eroticos campingmulheres bostas scatporno gay de irmaos e primos quadruplobobeou o comedor meteu na negrasexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentrosogra porno Eça a dormirnegão barbarizou a novinha de bruçosve.avaca da minhas vizinhas tarada lindo bucetaoprimeira. vez dei meu cuzinho pro vigia. xa. obra. guey contos. eroticosmeu filho me sondava deu cu do eu comtos eroticoscontos eroticos peguei meu marido dando pro caseiro. negao adotei elehomens jovens enfuando penis shortinho curto adidas anos 80zdorovsreda.rusó os conjuntos regassado metendo gozando na bunda mais bonitaxvideos. com as gostsona no rnzoofilia homem fode potra recém nascidacontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramxxvideo porno brasileiro novinha chora ao ter q fd cm varios depois q perd apostagey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geyvideos arrancando a virgindade da novinha sem piedade que deu por dinheiroincesto tirando virgindade de garota de oito anos no semáforocontos vi minha mae caga no pauzao do negaodeu pro time todofode em terreiro de umbanda xvideo fodendo com maxima velocidade e sem piedade pornomoça bonita lisinha dando em São Paulo sozinha correndo numadrasta de camisola foi tomar agua de noite