Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Putinha do papai - pra você!

Autor: sexlife
Categoria: Heterossexual
Data: 15/12/2017 00:37:23
Última revisão: 15/12/2017 00:38:02
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Novo site galera! Visitem! contos e muita putaria http://kxcontos.blogspot.com.br/

PRIMEIRA NOITE - GEADA DE OUTONO

Era um domingo de chuva exatamente como hoje. Eu estava no meu quarto escrevendo deitado na cama. Você estava no quarto ao lado, provavelmente dormindo. Você é minha prima distante e esta passando uns dias la em casa.

No meio da madrugada eu ainda estava escrevendo quando meu celular vibrou. Voce tinha mandado uma mensagem “Estou morrendo de medo da chuva. Vem pra cá.” Eu vi e respondi dizendo pra você vir pro meu porque eu ainda estava escrevendo. Uns minutos depois a porta do meu quarto abriu rangendo, voce entrou fazendo na ponta dos pés. O quarto estava todo escuro exceto pela luz no notebook. A casa silencioa, todo mundo dormia na casa. Só nós dois estavamos acordados as 3 da manhã.

Voce estava usando uma camiseta minha que tinha pego emprestado. Ela era grande e cobria o início da sua coxa, deixando todo o resto nu. Nao dava pra saber se vc estava usando alguma calcinha por baixo da blusa ou nao. Você entrou, deitou na cama e puxou um edredon para dormir. Meia hora depois você me chamou novamente.

- Não to conseguindo dormir. Os trovoes tao muito perto.

- Entra embaixo do cobertor.

- O que você ta fazendo?

- Escrevendo uma coisa.

- Posso ler?

- Melhor não.

- Ah, por que? Por favor.

- Nao, Leticia.

- Por favorzinho!!

- Você não tem idade…

- Você ta escrevendo um livro de safadeza? - Voce perguntou tapando a boca, os olhos brilhando no escuro.

- Mais ou menos. E se chama Conto Erótico.

- Deixa eu ler, Dih. Juro que não conto pra ninguém.

- Hmmm. Não sei. Você tem 15 anos só.

- Ah para de bobeira. Eu não sou tão santa asim quando você pensa.

- Não?

- Não.

- Ta, chega pra lá.

- Eeeeee.

Eu sentei na cama e pus o notebook no colo. Voce sentou ao meu lado, tão pertinho que eu conseguia sentir o cheiro do shampoo que você tinha acabado de usar no banho. Eu abri o capítulo um e você começou a ler silenciosamente ao meu lado. Olhava pro notebook com atenção, quase nao piscava. Quando você acabou o capitulo ficou sem falar uns instantes.

- Nossa, é bem intenso, né? - Você disse mexendo na gola da camisa com o dedo, afastando para entrar um pouco de ar. Eu podia ver uma gota de suor descendo pelo seu pescoço e sumindo clavícula abaixo.

- Eu sabia que não devia mostrar pra você. - Eu tentei fechar o notebook, mas voce me impediu a tempo.

- Não, eu gostei. Voce descreve com bastante detalhes. Deixa eu ler mais um.

- Outro?

- Sim.

Eu relutantemente coloquei mais um capitulo para você ler. Dessa vez escolhi um mais picante, com mais cenas de sexo selvagem só pra ver como você reagiria.

Você se colocou ao meu lado novamente pra ler, mas dessa vez eu notei que a distancia diminuiu, eu podia sentir seus peitos tocando meu ombro de leve, e conforme voce lia, sua respiração ficava ofegante. Seu peito subia e descia discretamente fazendo seu seio roçar no meu braço. Você estava com a metade do corpo coberto eu sentia sua respiração cada vez mais acelerada, ate que ouvi um gemido baixo escapar… Você deixou o corpo cair um pouco e deitou a cabeça no meu ombro. A movimentação debaixo do cobertor fazia parecer que você estava se masturbando.

- Ain…

- Que foi, Lê?

- É tão bom…

- Mas esse capítulo tem cena de sexo forçado.

- Eu sei… Isso me excita. - Você soltou outro gemido e eu tirei o cobertor de cima do seu corpo. Voce estava sem calcinha, só com a minha camiseta levantada se masturbando e completamente molhada.

- Lê, você não pode fazer isso aqui.

- Por que não? Nao consegui aguentar. - Você esticou uma mão e apertou minha coxa….

- Não sei se vou conseguir respeitar você se ficar assim na minha frente.

- Então, não respeita.

- Você não devia ter falado isso.

- É, papai? - Você perguntou, a cara de safada e chupando o dedo melado com seu gostinho.

Eu coloquei o notebok de lado, peguei sua mão e coloquei em cima do meu pau. Você apertou forte e viu o quanto estava rígido. Acariciou e apertou forte, mordendo os labios e me olhando com cara de assustada.

- É muito grande, Dih.

- É duro também, você quer sentir?

- Uhum… Quero papai.

Eu te guiei e tirei o meu pau pra fora da cueca. Ele pulou e ficou duro apontando pra cima. Voce segurou ele forte pela base e se aproximou pra olhar mais de perto. Fazia cara de assustada, mas estava cheia de agua na boca.

- Da um beijinho nele, dá?

- Posso, papai?

- Pode.

Você atendeu na mesma hora. Colocou a lingua pra fora e deu uma lambida longa da base até a cabecinha.

- Ele tem um gosto tão bom.

- Então dá uma chupadinha nele.

Você beijou e deu chupadinhas no meu pau de lado, como quem chupa um picolé. Sua lingua tão grande e molhadinha fazia ele pulsar na sua boquinha. Quando você chegou na cabeça, engoliu e começou a chupar. Dava sugadas, babava, lambia a saliva que escorria e voltava a chupar a cabecinha.

- Sua porra tem um gostinho tão gostoso.

- Você gosta, putinha?

- Gosto papai.

- Então engole ele até o fundo.

- É muito grande, papai. Vai me engasgar.

- Eu mandei você engolir!

- Mas eu não consigo.

Eu peguei no seu cabelo de repente bem forte, deixando sua cabeça um pouco inclinada pra tras. Coloquei o meu pau na sua boca e fui empurrando sua cabeça. Você engoliu ate a metade e tentou sair. Eu continuei forçando sua cabeça pra baixo, e você aos poucos fois engolindo até sua boca tocar minha virilha. Eu soltei seu cabelo e você tirou a boca e começou a retomar o folego. Estava toda descabelada e ofegante. Eu levantei na cama te pegando pelo cabelo e te coloquei de joelho na minha frente.

- Vem ca pra eu foder essa boquinha.

- Você vai gozar na minha boca?

- Vou, mas você tem que pedir.

- Me da leitinho, papai.

Você começou a chupar, lambendo ele todo. Sugando desde a base ate a cabeça. Lambeu as bolas, engolindo e chupando. Depois enfiou ele na boca e começou um vai e vem bem rápido. Eu segurei no seu cabelo e comandei o ritmo. Estava me controlando pra nao gemer muito alto.

- Goza na boca da sua putinha vai papai?

Voce pediu enquanto tocava uma punheta com meu pau no seu rosto. Voce coloca a lingua pra fora. Lambia de cima a baixo e voltava a enfiar ele na boca pra chupar. Eu senti que estava quase gozando. Te segurei pelo cabelo e dei um tapa no seu rosto pra voce parar de mover. Entao prendi seu cabelo entre os dedos e comecei a foder sua boquinha colocando só a metade do meu pau. Conforme sentia que o gozo estava chegando eu comecei a socar mais rápido e mais fundo. Meu pau ja estava batendo na sua garganta, voce engasgando e babando ele todinho. A baba caindo na cama e no seu corpo. Você acariciava a bucetinha bem rapido com movimentos curculares enquanto eu fodia sua boquinha e gemia bem baixo.

- Ah, eu vou gozar, sua puta!

- Goza papai. Enche sua puta de leitinho.

- Abre bem a boquinha, vagabunda vou te encher de porra.

- Ain, dá papai. Dá leitinho pra sua puta.

Eu aumentei o ritmo da punheta, vc abriu a boca e pos a lingua pra fora enquanto se masturbava ajoelhada na minha frente. Meu gozo veio saindo forte e eu nao consegui segurar o gemido. O leitinho saiu e encheu sua boquinha e seu rosto. Voce engiu ele todinho e sentiu minha porra descendo pela garganta. Você esperou eu gozar ate o final, depois começou a chupar e lamber meu pau. Deixou ele todo limpinho, depois deu um beijinho na cabecinha. Você abriu a boca e me mostrou o leitinho la dentro, fez uma cara de puta e engoliu tudinho me mostrando depois a boca vazia e a lingua de fora. Lambeu os labios sem deixar nenhuma gotinha.

- Voce gostou do leitinho?

- Sim, eu quero mais papai.

- Ainda tem bastante aqui pra você.

- Vai gozar na minha cara de novo, papai?

- Não, dessa vez eu quero ver a porra escorrendo da sua bucetinha depois que eu foder ela todinha.

- Mas eu sou virgem papai.

- Eu sei, mas a partir de agora você é minha putinha. E eu vou fazer o que quiser com você. Todo dia você vai esperar nossos pais dormirem e vai vir pro meu quarto pra me servir, entendeu?

- Sim. Eu sou a putinha do papai.

- Ótimo. Você nem imagina o que te espera.

Novo site galera! Visitem! contos e muita putaria http://kxcontos.blogspot.com.br/

Comentários

02/01/2018 11:14:20
ótimo conto.. fico puto de tesão ao ler.. e com vontade de conhecer esse tipo de mulher safada as vezes sendo uma evangelica, crente..comprometida ou mulher que gosta de ser bem fodida, mesmo que as vezes não tenha coragem pra falar mais morre de desejo,depois de algumas exp. passei a gostar demais de ficar cobiçando uma mulher safada, ou vela se exibindo, até mesmo ajuda-la a perder a timidez e mostrar todo desejo e vontade reprimida. quem sabe ajudando a conhecer esses desejos..e vontade.. whats (dezenove) nove, dois, três, Três, vinte e sete, nove oito!!!
15/12/2017 15:44:36
Uaaaaaaau! Nossa! Quente
15/12/2017 13:52:48
Delicia de conto, parabéns !! Minha esposa tb é bem putinha safada, confira nossas aventuras... Temos um blog para maridos liberais: http://clubedosmaridoscornos.blogspot.com.br/

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Virgindade anal incesto Desde pequena Contopau mostro q gata nao aguenta e pede pra da um tempo pq sua buceta ta doendogay bebezão putãocontos eroticos corno deixa o proprio filho foder a mulherpornô irado mulher no supermercado se masturbando enquanto os outros passamesposa de fio dental enterrado no eo amante arebenta.o cu dela.e corno olhandocontos eroticos com nerd tristonhosexo com homens islan aforçando mulher gostosavídeo pornô homem c****** no pau do outro homem saindo bosta do c* do Cupim na pica no c******** e grossaxvidioporno.com qrcontos eroticos minha esposa fodendo com meu sobrinho menor de idadese masturbando com sexechop ate gosarprocurando várias fotos de menina da China de menor menina rasgando a vagina dela que sair sangue ela chora na Estrada da força e g****** uma mulherporno conhada nao aquenta atentacao e trai o marido contos eroticos sou safada mostrei meu cu para amiga como estava largozdorovsreda.rucontos mulher de amigo short coladoasistir videos porno brasileirocontos eróticos com tia e sobrinhogta v a minha secretaria ta dando mole fizemos sexo no escritorioconto comi uma eguamasturbando na cama serrando com travesseiro pornodoidovideo porno homem velho mamando e puxando e mordendo o peito paguei pra esposa do caseiro pra eu deflorar a filha do caseiro conto eroticomeu sogro isasiavel comtoa vida de um mauricinho apaixonadocasada qui aforao pauzudodebbrasil pornovir minha sogra toda sex e acabei pequerando e fiz sexo com sogradoce nanda contos eroticoscontos eroticos gays bombeiro sarado hetero me fudeu sem dosó na brotheragem conto erotico com meu melhor amigocontos eróticos incestos fudendo a meia irmã filha do meu paihotwife e marido contosvideos porno varias duas amigas cagando juntas fala meu fioporno loira olhos azuis coxa grossa rabo grande peituda cabelos longos metendo como uma cadela no ciohomenzão da porra xvideo gaymeu filho mais velho fica excitado ao me ver dando de mamar o bebe.empurrando opau bem devagar na bucetinha virgencasada se mostrano em casa pra corno e amigos juntos desfilando de fiocontos defloraçao analirmalouca pra perdero cabaco pro irmarvideos provocado meu cunhado do pau grande setei em cimaminha mãe me surpreendeu contos de incestovirgem mulher (casas dos contos de transformaçãoquero ver o vídeo da mulher da enxadinha perdendo a virgindade dela mulher beijandoincesto com meu vô contoscontos pornôs mulheres lindas e muito gostosas que seus maridos liberaram para seus amigos que tem um pau bem grandebaixar pornô sogro ditas com novinhas greludasporno coroa sendo desrespeita por novinho e leva ferro na buceta e porrabucetaazedinhaconto eu so tinha dez aninhos e meu tio ja chupava minha xoxota que era carnudinha eu ia a loucurafotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadaContos padrasto fode filha novinha enchentee já te mandei tu também vai vídeo pornô adoro sexo de lavadoramulheres na cama peladas uma ensima da outra peladas apertando a bumda da outracontos evangelica quarentona goza gostosovídeos de sexo de contos na sacristiavideos mais ecitantes de todos os tempos homens peludos de sunga comen e tiram a virgindade de menina e gozam dentro de sua vagina video brasileiroconto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuprouXvideos batendo punhenta vendo gostosa de bucos na picinaporno pai brincando de fazer cocegas na filhaas navia perdebi cabacoliberalina puta vídeo proibidominha colega foi estuprada por tres piçudos e gozaram dentro delaxvidios mulheres fundeno na ginástica contos eroticos me entreguei p meu genro k me fez d putax pono de bundas arotando galabelo sexo sobrinho dormiu na casa da tia de conchinha com ela na mesma camaContos erótico brinquei de esconde esconde e arrombarao meu cu@nubianinfa.comdoce nanda parte IV contos eroticoslevantando a saia daquipornoConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putaevolução anal negao e vadiacontos eroticos gay x negao 40cmpaguei mas gozei gostoso na filha evangelica da empregada minha contosempregadinha contoacompanhando que Rominho ligou