Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

PAPAI FODEU MEU CUZINHO VIRGEM SEM DÓ !

Autor: Giselle
Categoria: Heterossexual
Data: 18/12/2017 07:54:48
Última revisão: 10/01/2018 12:49:51
Nota 8.00
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Só após ter começado a ler contos de sacanagem e descobrir que incestos fazem parte da vida de muitas pessoas é que criei coragem para relatar aos leitores como isso também aconteceu comigo de uma maneira muito louca.

Meu nome é Regina e quando essa loucura se tranformou em realidade faltavam apenas dois meses para que eu completasse meus 18 aninhos.

Sou loira com cabelos compridos, 1.70 de altura, seios pequenos e por esse motivo nunca usei sutiã, coxas grossas torneadas, bumbum grande bem empinado, mas o que chamava mesmo a atenção dos machos é a minha buceta super cheinha bem volumosa que ao vestir calça leg ou short de lycra super justos como gosto de usar não tem quem não repara no meu “bucetão rachado ao meio”.

Quando percebi isso na adolescência no começo fiquei um pouco constrangida de sentir todos os olhares curiosos e safados no meio das minhas pernas, mas logo acabei notando que adorava que isso acontecesse e deixava rolar solto e até fazia questão de usar um manequim menor que o meu pra ficar mais apertadinho e mostrar ainda mais.

Eu havia puxado esse detalhe avantajado da minha anatomia por parte da minha mãe que comentava que isso acontecia também com ela e brincava dizendo que se tivéssemos nascidas homem teríamos um pintão enorme e iríamos chamar a atenção das mulheres taradas por pauzão.

Minha mãe Sandra tinha 36 anos e estava divorciada de meu pai Marcelo já fazia 10 anos e após a separação ele tinha ido trabalhar na África em uma grande construtora porem apesar de distante além de pagar a pensão estipulada pelo juiz ligava todo mês pra saber de mim e sempre perguntava se necessitava de mais alguma coisa e constamente mandava mais dinheiro e presentes pra sua “filhona querida” como ele me chamava.

Mamãe nunca comentara comigo sobre a separação dela com meu pai, sempre que perguntava sobre o motivo ela me enrolava até que um dia de tanto eu “encher o saco” dela acabou revelando que isso tinha acontecido porque meu “querido paizão”, era assim que eu o chamava quando falava com ele ao telefone, tinha colocado uma bela galhada na cabeça da mamãe com a própria irmã dela.

Minha tia tinha sido o pivô da separação deles o safado do meu paizão comia minha tia na cama da mamãe quando ela saia pra trabalhar de manhã.

Alguém dedurou meu pai e minha mãe acabou dando um flagra nos dois safados.

Minha mãe fazia questão de dizer pra mim que meu querido paizão apesar de ser um bom pai não me deixando faltar nada era um tremendo de um safado, após a separação mamãe ficou sabendo que ele alem de comer minha tia possuia uma fileira de amantes e era um tremendo “comedor” no bairro onde morávamos, bastava uma puta dar bola pra ele, tanto fazia se era casada ou solteira que pregava a rola nas vagabundas.

Depois que fiquei sabendo desses detalhes sobre meu paizão tarado é que fui me atentar para meu lado exibicionista, gostava de saber que os rapazes ficavam loucos de desejo olhando meu bucetão nos meus shorts escândalos e logo que comecei a “ficar” com os rapazes percebi que não iria me contentar apenas com um rapaz, eu também dava bola para um monte deles, adorava ser assediada por vários machos.

Mamãe quando percebeu que tinha uma filha muito “putinha” me aconselhou a tomar anticoncepcionais pra não pegar “barriga” e perder toda a minha juventude tendo que cuidar de criança.

Apesar de toda safadeza eu ainda não tinha perdido o cabaço, mas para me prevenir segui o conselho da mamãe e passei a tomar pílulas e isso me fez ficar ainda mais taradinha sabendo que não tinha mais perigo de engravidar.

Minhas primeiras experiências sexuais foram com os irmãos das amigas de colégio, sempre havia os grupos de trabalho na casa de alguma delas e quando surgia uma chance era um agarra agarra danado, beijos cheios de volúpia, mãos deslizando pelo corpo, meu bucetão sendo alisado deliciosamente, minhas mãos pegando no pinto dos rapazes taradinhos, mas o que não fazia era deixarem tirar meu short e a calcinha, porque com certeza quando o tesão pegava legal sabia que iria acabar sendo desvirginada sem oferecer muita resistência e nenhum macho até aquele momento tinha me feito perder a cabeça.

Virei a “putinha” dos rapazes do colégio, eles chegavam chegando já me agarrando e enchendo de beijos e eu correspondia sem frescura batendo punheta pra quase todos eles, adorava sentir a porra quente melecando minhas mãos. Muitos tentavam comer meu cuzinho virgem, afinal minha bunda grande empinada era o sonho de consumo dos machos, mas apesar de morrer de vontade de ser enrabada de 4 como nos filmes pornos que eu assistia de vez em quando eu sempre saia fora e só ficava mesmo na punheta e no esfrega esfrega deixando que alguns gozassem no meio das minhas coxas, mas por cima do short.

Minha primeira experiência bem mais tesuda aconteceu de uma maneira completamente inesperada e foi com um coroa pai de um dos meus ficantes.

Estava saindo do shopping pra ir pra casa no começo da noite quando escutei meu nome sendo chamado por alguém dentro de um carro com insulfilme e então vi que era o Sr. Jair, esse era o nome dele, me oferecendo carona e resolvi aceitar, afinal eu morava distante e teria que pegar um ônibus que poderia demorar.

O Sr. Jair era um coroa de uns 45 anos, apesar de uma barriguinha de cerveja era bonitão e muito simpático e como todos os homens nas vezes que me via chegando na casa dele pra namorar seu filho o safado não tirava os olhos do meio das minhas pernas admirando meu bucetão e o taradão ficava dando umas apertadas acintosas no pau por cima da calça e aquilo me excitava e da ultima vez que estive em sua casa ao pegar um copo de suco na geladeira o safado passou por trás de mim me deu uma bela encoxada, e bem safada brinquei ironizando dizendo que a cozinha da casa era muito pequena e trocamos uns olhares sacanas, com certeza o coroa tarado tinha ficado de pau duro se esfregando no meu bumbum durinho.

Assim que entrei no carro ele sorrindo me elogiou dizendo que com certeza eu era a ninfeta mais bonita que tinha entrado no carro dele e todo sacana logo que engatou a marcha pra sair roçou as pontas dos dedos na minha perna desde o joelho até quase perto da minha buceta e aquele toque me fez arrepiar toda e bem safada disse:

-to vendo que o pai é bem mais safado que o filho... nem bem o carro começou a andar já ta passando a mão nas minhas coxas é? Será que o Sr. esta pensando em me raptar e me levar pra algum lugar escurinho... se fizer isso eu grito hein... apesar de namoradeira sou virgem ainda!

O Sr. Jair sem um pingo pudor deu uma apertada no pau e sorrindo sacana disse que não precisava ficar preocupada com esse tipo de coisa porque ele não iria me obrigar a fazer nada que não quisesse, mas que iria me levar pra casa pelo caminho mais longo possível porque ele não iria perder a oportunidade de ter ao seu lado a garota mais linda e mais gostosa que ele conhecera nos últimos tempos e todo safado ao trocar mais uma vez de marcha deslizou a mão quente pelas minhas coxas tocando de leve no meu bucetão me fazendo arrepiar mais forte e logo em seguida apesar da pouca luminosidade percebi que o taradão já tinha tirado o pau pra fora da calça e deu pra ver perfeitamente que era cabeçudo e com certeza maior que o pinto do filho e ele então sem me dar tempo de pensar pegou minha mão e levou-a até o meio das suas pernas e todo macho disse:

-pega na minha rola sua putinha virgem... eu já vi você e meu filho se esfregando no quarto dele e sei que você é uma putinha tarada... gosta muito de macho... minha rola cabeçuda fica tesuda demais quando está perto de você... pega sua safadinha linda... você vai gostar dela putinha!

Aquele homem experiente falando daquela forma comigo fez meu tesão explodir e sem frescura segurei naquele pauzão na mão e senti a cabeçona já toda babada e o taradão já enfiou a mão entre minhas coxas e passou a bolinar meu bucetão que ensopou em segundos.

O tesão falou mais alto e até deixei meu corpo escorregar pra frente no banco pra facilitar aquela mão enorme acariciar meu bucetão tesudo e passei a punhetar seu pauzão duro todo babado.

O carro seguia bem devagar por uma avenida sem muito movimento e quando me dei conta o Sr. Jair já estava com a mão dentro do meu short e seus dedos bolinavam forte meu grelo inchado e tesudo arrancando gemidos da minha garganta e foi então que ele todo tarado disse:

-quero sua boca no lugar da tua mão sua putinha safada... chupa minha rola sua gostosa... quero essa boca mamando gostoso... chupa putinha!

O tesão era tanto que nem me dei ao trabalho de tentar valorizar e em segundos minha cabeça estava entre as coxas dele e meus lábios abocanharam aquele cabeção babado. O cheiro de macho em minhas narinas potencializou ainda mais o desejo e percebi que o coroa taradão estacionou o carro e logo que me ajeitei no banco senti a mão do safado se enfiando por trás do meu short e rapidinho senti um dedo grosso esperto mergulhando no meu cuzinho e delirei de prazer. Passei a mamar naquele pauzão com uma volúpia incrivel e até parecia uma atriz dos filmes pornos engolindo até o fundo da garganta fazendo o Sr. Jair gemer alto e o taradão segurava minha nuca forçando até o talo me fazendo dar umas engasgadas.

O meu cuzinho era dedado com maestria me fazendo rebolar que nem uma louca no banco do carro e gozei deliciosamente pelo cu e sentindo aquele pauzão fodendo minha boca sedenta. Logo recebi a primeiro jato de porra fervente na minha garganta e nem pensei em deixar escorrer e engoli tudo sem pestanejar... o safado parecia um cavalo gozando de tanta porra que expelia e depois da ultima gotinha ele soltou minha cabeça e então com naturalidade me recompus e rapidamente o carro voltou a andar e ele me levou pra casa.

Durante o caminho o coroa taradão comentou que desde a primeira vez que me viu junto com seu filho ficou louco pelo meu corpo e pelo meu rostinho de ninfeta e já tinha se masturbado varias vezes pensando em mim e no meu bucetão e todo safado disse que quando quisesse repetir a safadeza que havíamos feito ele estava prontinho pra fazer novamente e toda putinha dei um sorriso e falei que também tinha adorado e que aceitaria uma carona dele novamente.

Quando cheguei em casa mamãe estava assistindo TV e fui direto para o banheiro tomar um banho e quando tirei o short estava tão molhado no meio das pernas que parecia que tinha feito xixi, a calcinha então tinha cheiro de gozo e meu cuzinho guloso até deu umas mordidinhas tesudas quando enfiei o dedo pra lavá-lo.

Naquela noite antes de dormir fiquei pensando no que tinha acontecido e senti que não ia demorar muito pra ser descabaçada por algum macho e com certeza teria que ser por um bem taradão e pintudo tipo o Sr. Jair.

Três dias depois na casa do Sr. Jair fazer uma visita ao filho dele, lógico que com segundas intenções e foi mais facil do que imaginei.

O Sr Jair morava no andar superior de um sobrado enorme e no terreo ele tinha uma grande loja de peças pra motos e assim que cheguei e perguntei do seu filho ele disse que podia subir que ele estava no quarto dele estudando e fui até la.

Já fazia umas duas semanas que não encontrava Heitor o filho do Sr. Jair e assim que cheguei ele já foi me agarrando cheio de amor pra dar e toda safada já tirei o pinto dele pra fora e sem que pedisse resolvi fazer uma gulosa e o taradinho não resistiu a meia dúzia de mamadas e encheu minha boquinha sedenta de porra quentinha.

Realmente o pau do pai além de ser bem mais grosso e cabeçudo ejaculava muita porra e quando estava pensando sobre isso escutei batidinhas na porta do quarto e era o Sr. Jair chamando o filho.

Assim que Heitor abriu a porta o Sr. Jair disse que precisava que o filho fosse até o banco fazer um deposito urgente.

Na hora percebi que o coroa tarado tinha armado alguma coisa pra tirar o filho de casa e escutei-o comentando que podia deixar a namoradinha ali no quarto que provavelmente não iria demorar no banco e Heitor rapidamente saiu pra fazer o que o pai havia pedido.

Nem bem o filho saiu o Sr. Jair entrou no quarto e todo tarado já me agarrou me jogando na cama de 4 e sem pedir licença abaixou meu short junto com a calcinha e cheio de tesão disse:

-hoje vou realizar meu sonho sua cadelinha safada... quero lamber esse bucetão lindo por trás como um cachorro... quero fazer voce gozar na minha língua sua putinha tarada... gostosa... vadiazinha virgem!

O Sr Jair era um macho de atitude e em segundos senti sua língua esperta e sedenta no meu bucetão lambendo meu grelinho teso e como ele havia prometido me fez gozar em poucos minutos, eu rebolava como uma louca na língua deliciosa daquele safado e o taradão até meu deu uns tapinhas no meu bumbum me fazendo gritar de tesão. Seus dedos espertos dedavam meu rabo deliciosamente. Gozei como uma cadelinha no cio e quando achei que ele iria se aproveitar de minha entrega total... toda exposta pronta pra levar rola na buceta ou no cu ele disse:

-sua vez sua cadela... quero gozar de novo nessa boquinha de putinha safada... mama do jeito que voce mamou aquele dia no carro... bem fundo... engole minha rola sua vadiazinha virgem... chupaaaaaaaa!

Nem precisou mandar duas vezes, fiz o que aquele coroa tarado pediu e rapidinho senti os jatos de porra fervente no fundo da garganta e engoli tudo sem deixar escapar nenhuma gotinha como tinha feito com o filho e logo em seguida o Sr. Jair saiu dali voltando para a sua loja.

Que loucura deliciosa tinha acontecido, chupar o pai e o filho quase ao mesmo tempo era uma safadeza muito doida e adorei ter feito.

Assim que Heitor voltou à sacanagem continuou quente e fiquei só de calcinha com ele deixando o taradinho gozar esfregando o pinto no rego do meu bumbum e se ele tivesse pelo menos a metade da atitude do pai teria dado o rabo pra ele... depois que passei a ser dedada no cuzinho percebi que desejava algo bem mais grosso que apenas um dedo enterrado dentro dele.

Depois daquela safadeza muito louca perdi a vergonha de vez, virei uma putinha boqueteira e durante os dias seguintes liberei geral e quando saia com meus ficantes substitui a punheta por gulosas caprichadas e experimentei várias porras diferentes na minha garganta sedenta.

Eu adorava ser agarrada por trás e sentir a rola dura dos rapazes esfregando no meu bumbum empinado, mas continuava cabaço atrás também.

Até mamãe percebeu que sua filha estava se tornando uma putinha total porque comentou que eu chegava da rua cheirando macho e eu toda safada brincava dizendo que estava experimentando todos os rapazes interessantes pra ver qual seria o felizardo que iria escolher pra tirar meu cabacinho.

Tudo mudou completamente faltando apenas 3 dias para meu aniversário de 18 anos quando logo de manhã bem cedo a campainha tocou, eu estava na cozinha fazendo café, mamãe no banho pra ir trabalhar e ao olhar pela janela da cozinha vi um taxi parado e na frente do portão estava um homem alto e no primeiro momento não o reconheci, mas ele ao me ver sorriu dizendo:

-ola filhona querida... sou eu... quis fazer uma surpresa... vim sem avisar... abre aqui... por favor!

Dei um grito de felicidade e ao passar pelo corredor bati na porta do banheiro pra avisar mamãe que papai estava ali e fui abrir o cadeado do portão e pulei no pescoço dele beijando seu rosto e ele fez o mesmo comigo e logo estávamos na sala de casa e logo em seguida minha mãe chegou e o cumprimentou com os tradicionais beijinhos no rosto e já dando uma bronca nele por não ter avisado que estava vindo nos visitar.

Papai sorrindo se justificou dizendo que se ligasse estragaria a surpresa, queria passar o aniversário de 18 anos com a “filhona querida” e logo abriu uma das sacolas que tinha trazido tirou uma caixa embalada pra presente e me entregou, era um celular de ultima geração que tanto desejava e então pegou outra caixa entregando pra mamãe que “fingiu” dizendo que não precisava de presente, mas quando abriu e viu que era um lindo relógio de marca famosa que custava bem caro agradeceu dizendo que realmente era muito bonito e que estava precisando mesmo de um relógio.

Tomamos café juntos e a todo o momento eu abraçava papai toda feliz e ele disse que iria bancar minha festa de aniversário e queria que tivesse do bom e do melhor e mamãe claro que teve que aceitar o que papai oferecia.

Mamãe tinha que sair para o trabalho, afinal ela era a gerente da loja, não podia dar o cano, mas antes papai comentou que ia ficar comigo durante o dia e depois iria para um hotel e foi então que sugeri que ele deveria ficar em nossa casa durante aqueles dias, afinal tinha bastante espaço e não era porque ele e mamãe estavam separados que teria que ficar em um hotel e mamãe acabou aceitando a minha idéia mesmo eu achando que ela talvez não tivesse gostado muito da idéia.

Com certeza a mágoa de mamãe com meu “querido paizão” não fora perdoada e esquecida mesmo depois de 10 anos de separação.

Assim que mamãe saiu ficamos eu e ele abraçados no sofá trocando carinhos e batendo papo e após uma longa conversa levei papai para o quarto que iria ocupar e só então é que me toquei que estava vestida apenas com uma camiseta regata curtinha que eu colocava por cima de meu corpo nu pra fazer o café para evitar que espirasse alguma coisa quente no meu corpo, já fazia algum tempo que eu sempre dormia peladinha, não gostava de nada me apertando e ao ajudar guardar as coisas que papai tirava da mala pra colocar no guarda roupa ao me inclinar acabei ficando com a bunda toda de fora e principalmente meu bucetão lisinho se mostrando e papai sorrindo sacana falou:

-opa... não tem como não comentar sobre o que estou vendo bem diante dos meus olhos... minha filhona querida realmente puxou a mãe hein... também não usava calcinha e parece que tem uma buceta tão grande ou maior que a da tua mãe... incrivel a semelhança de corpo... só os teus seios é que são pequenos comparado com os dela... mas... garanto que os rapazes devem ficar loucos quando te vêem assim nessa posição!

Cai em risos com a observação tão direta que papai havia feito e em segundos resolvi que ia levar tudo numa boa e também não iria dar uma de filha santinha que eu não era mesmo e toda sacana me virei de frente levantei a camiseta me mostrando de frente e sorri dizendo:

-é papai... realmente meu bucetão é um pouquinho maior que a dela... e você falou uma verdade... todos os homens ficam loucos quando olham pro meu bucetão rachado nos shorts apertadinhos que eu adoro usar... com a mamãe eu sei que também acontece isso... mas... apesar de um pouco safadinha e adorar ser uma exibicionista... sua filhona querida ainda é virgem... só não sei por quanto tempo ainda!

-pelo teu jeitinho e tua conversinha mole ta dando pra notar que minha filhona querida é bem safadinha né... com esse rostinho de ninfeta e com esse corpo maravilhoso garanto que deve ter um bando de machos loucos pra arrombar esse bucetão lindo! O da tua mãe eu arrombei no nosso segundo encontro... nem dei tempo dela pensar... quando ela tentou sair fora eu já tava socando a rola no bucetão gostoso da safada!

-papai... mamãe fala que você era um taradão... alias... ela me contou as tuas safadezas... você comia a tia na cama da mamãe... e também comia um monte de vadias na vizinhança onde morava... só que ela não me contou que perdeu o cabaço tão rapidinho assim com você... ela de vez em quando comenta que mulher tem que se fazer de difcil... pelo jeito o dificil dela com você foi rapidinho!

-bem... já que minha filhona querida parece ter a mente aberta em relação ao sexo... eu sou assim também... realmente sempre fui taradão mesmo... não aguento uma puta querendo rola... soco pra dentro mesmo... tua mãe só deu pra mim no seguindo encontro porque o primeiro foi muito rápido... do jeito que ela era taradinha... se tivesse dado tempo eu acho que teria comido a safada mais rápido do que foi!

-conta tudo em detalhes papai... ela nunca conversou tão abertamente comigo sobre transar... lógico que ela sabe que tem um filha bem safadinha... nunca escondi “quase” nada dela... ela até me fez tomar anticoncepcional pra não ter perigo de engravidar... mas... então a mamãe foi uma putinha fácil com você? Também quero saber como foi com a tia Sonia!

-tá bom sua safadinha curiosa... vou contar tudo em detalhes como você tá querendo saber... mas... vamos fazer uma coisa antes... quero tirar essa roupa e tomar um banho gelado bem demorado... a viagem foi longa e bem cansativa... tinha uma gorda enorme no banco do lado... quase nem dava pra se mexer... ai a gente continua nossa conversa... mas... também vou querer saber em detalhes as safadezinhas da minha filhona virgem!

-ta bom... eu também tenho que tomar meu banho! Pode deixar que conto tudo que meu paizão quiser saber... só que não pode me chamar de putinha facil depois... sou uma garota muito taradinha também... alias... como todos da nossa família né!

Fui para meu quarto e antes de ligar o chuveiro senti meu bucetão totalmente encharcado, falar tão abertamente sobre sexo e safadezas com meu próprio pai tinha me deixado muito excitada, só não me masturbei ali debaixo do chuveiro porque estava gostando demais daquele tesãozinho louco e com certeza como a nossa conversa sobre sacanagens iria continuar e ficaria ainda mais excitante.

Meu banho foi rápido e assim que peguei a toalha pra me enxugar me lembrei que não tinha colocado uma tolha no banheiro para meu paizão e sem nenhum pudor sai do meu quarto me enxugando e depois de pegar uma toalha e assim entrei no quarto dele tive uma visão incrivel, meu pai ainda estava no banho e ao me deparar com o que ele tinha entre as pernas fiquei de queixo caído.

Papai tinha uma rola de cavalo no meio das pernas, mesmo mole era enorme e grossa, com certeza era o dobro de tamanho em relação aos pintos dos meus ficantes e mesmo a rola do Sr. Jair, pai do Heitor que eu tinha achado grande era bem menor que a do papai e cheguei mais perto e quando ele me viu nem se preocupou e continuou tirando a espuma do sabonete que escorria pelo seu corpo másculo e forte e comentei sorrindo:

-papai... eu havia me esquecido de colocar toalha pra você se enxugar... mas... olhando pra você peladão tomei um susto... que pintão enorme que você tem... nossa... mesmo mole é muito grande... os pintos dos meus namoradinhos devem ser a metade do seu... só de imaginar um desse tamanho no meu bucetão virgem até me deu medo... não deve ser facil aguentar uma rolona dessas socando com força!

Papai deu um sorriso sacana e pegando seu pauzão deu umas alisadas nele descobrindo a cabeçona se mostrando em detalhes e saindo do box pegou a toalha e ficou pertinho de mim disse:

-se minha filhona querida puxou tua mãe tanto de corpo quanto de safadeza vai aguentar uma rola como a minha sem frescura e vai rebolar que nem uma doida... toda puta de verdade gosta de pauzão de macho fodendo gostoso... socando até o talo... acho que minha filhona vai gostar e muito! Mas... pelo que to vendo a minha filhinha ninfeta adora andar peladinha pela casa, se do lado tivesse uns sobrados os machos vizinhos iriam se dar bem né?

-bem... como eu já tinha comentado antes... realmente adoro ficar nua aqui em casa... só coloco algo por cima quando vou na cozinha mexer no fogão... a mamãe sai cedo para o trabalho... só coloco um short e uma blusinha quando saio de casa pra ver alguma amiga... ou algum namoradinho!

Naquele quarto tinha um espelho enorme e fiquei de frente pra ele secando meu cabelo e papai ficou atrás de mim se enxugando sem pressa e senti seu olhar de admiração no meu corpo e toda safada disse:

-papai... to louca pra saber sobre suas safadezas com mamãe e minha tia... começa a contar vai!

Papai com um sorriso sacana nos labios deu uma balançada no seu pauzão enorme dizendo:

-não sei não se não é melhor deixar essa conversa pra outra hora... primeiro porque tua mãe pode voltar pra casa e encontrar nos dois aqui no quarto completamente nus... do jeito que ela sempre fala que sou taradão e pervertido... vai imaginar que to querendo comer a propria filha... só de pensar nisso... fico preocupado... e outra coisa... você ta dizendo que ficou assustada e com medo do tamanho da minha rola mole... se eu começar a contar as safadezas que aconteceram com tua mãe e a tua tia Sonia não vou conseguir me controlar... minha rola vai ficar dura com certeza... vai que você se assustada ainda mais!

-não se preocupe com a mamãe papai... ela só volta pra casa à tardezinha... almoça perto da loja onde trabalha... e se teu pintão ficar duro acho que não vou achar ruim... na verdade to até curiosa pra ver o tamanho que ele vai ficar... realmente nunca imaginei que existia uma rola desse tamanho!

Papai deu um sorriso bem sacana e então foi pra cama e pegando dois travesseiros colocou nas costas se recostando na cabeceira e então eu me decidi deitar de bruços ao seu lado sem me encostar-se a ele, mas meu rosto ficou bem perto de sua barriga e de seu pauzão enorme e ele começou a contar o que eu queria saber:

-então filhona... conheci sua mãe em um baile que acontecia no clube da cidade... quando vi aquela loira com um vestido longo todo transparente dançando sozinha com as amigas com um copo de bebida na mão fiquei interessado no ato... ela era muito bonita e sensual... e logo percebi que estava bem alegre pelos drinques que tinha tomado... trocamos uns olhares e logo a convidei pra dançar... rapidinho estávamos dançando bem coladinhos... a safada não se importava de ser agarrada... no intervalo de uma musica todo safado virei minha rola pro lado direito... ficava perfeitamente encaixada em cima da buceta das putinhas taradas... quando voltamos a dançar minha rola ficou dura no ato e sua mãe quando sentiu não achou ruim... e até passou a requebrar ainda mais o corpo sentindo minha rola se esfregando na sua bucetona tesuda... dançamos varias musicas bem colados... a safada gostou e muito de sentir minha picona roçando no seu bucetão... depois disso a chamei pra conversarmos la fora do salão... ela topou no ato e assim que saimos todo safado a levei para um lugar mais escuro e começamos a nos beijar e trocar caricias... tua mãe estava bem taradinha e nem reclamou quando deszilei minha mão pelo seu corpão pelas fendas do vestido longo e tive a surpresa e descobrir que a safada não usava calcinha... peguei na sua bucetona peluda... ela ainda não se depilava... e ela apalpou meu pau e comentou que nunca tinha sentido um daquele tamanho em suas mãos... eu também estava taradão e todo sacana abri o ziper da minha calça e tirei o bichão pra fora e enfiei-o no meio das coxas da sua mãe que então disse pra que tomasse cuidado que ela ainda era virgem. Não acreditei muito nisso porque as mulheres mesmos sendo putas tinham a mania de dizer que eram virgens pra dar uma valorizada... ficamos naquele esfrega esfrega danado... a bucetona da tua mãe puta parecia que estava mijada de tão molhada... eu achava que ia comer a puta facinho... a cabeçona da minha rola dura como aço já deslizava pela rachinha tesuda da tua mãe que taradona gemia e rebolava gostoso. Foi então que uma amiga apareceu chamando-a pelo nome e acabou com a nossa festinha... queria matar aquela amiga FDP empata foda! Depois disso tua mãe acho que recobrou um pouco de juízo e não ficou mais sozinha comigo no baile. Mas no outro dia eu fui procurá-la pra continuarmos nossa brincadeirinha sexual deliciosa... nossa... não falei... olha como eu estou... minha rola parece que vai explodir... ainda mais que faz 3 dias que não como nenhuma puta... to num tesão danado!

Eu escutava papai contando a safadeza dele com mamãe quando eram bem jovens sem tirar os olhos do meio das pernas dele e assisti estarrecida aquele pintão começar a crescer e conforme ele ia falando sobre mamãe aquela rola magnífica ficou completamente dura e fiquei boquiaberta olhando pra aquele monumento. Minha bucetona virgem já estava totalmente melada... era muito louco estar do lado de papai numa cama... falando sobre sacanagem... completamente nus... e toda safada olhei pra ele e disse:

-papai... agora que teu pintão tá duraço... vou te falar uma coisa... dá medo sim... mas... ele é lindão... to adorando olhar pra ele... a cabeçona toda melada... nossa... eu ia pedir pra dar dar uma pegada nele... pra sentir em minha mão como é... mas... quero que voce termine de contar a historia tua e da mamãe... e depois vou querer pegar um poquinho nele... você deixa né?

Meu pai todo tarado já manipulava seu pintão bem pertinho dos meus olhos... eu já sentia o cheiro que aquela baba na cabeça exalava... e ele disse:

-você e tua mãe são parecidas até na safadeza... nem da pra acreditar que voce ainda é virgem... ta na cara que você é uma vadiazinha muito putinha... antes de continuar... quero saber... o que voce já fez com os machos... deu o cuzinho... chupou rola... vai... fala logo sua safadinha... deixa minha rola mais dura e tesuda do que já tá!

Sorrindo bem sacana me sentei na cama de frente pra ele com as pernas abertas... minha bucetona lisinha toda molhada se arreganhou e disse:

-se papai quiser pode examinar minha rachinha totalmente virgem... meu cabacinho ta inteirinho ainda... ela só sentiu pau roçando nela por cima de short... varios rapazes gozaram no meio das minhas coxas... mas nunca tirei a calcinha pra eles... mas... a minha boquinha gulosa já chupou um monte de rolas... e já engoli muita porra... adoro que gozem na minha boca... engulo tudinho... agora meu cuzinho também é totalmente virgem de pau... mas... já levei bastante dedadas... principalmente do pai tarado de um namoradinho meu... ele só não tirou meus cabaços porque acho ficou com medo de me desvirginar... o safado me colocou de 4 e lambeu meu bucetão por trás igual cachorro faz e me fez gozar gostoso na língua dele... aprendi a chupar pau com ele... deliciaaaaaa!

O pauzão do meu pai taradão parecia que ia explodir e ele não parava de punhetar aquele vara descomunal e disse:

-que putinha virgem mais safada que minha filhona é... pelo jeito vai se tornar uma vadia completíssima logo... ainda mais sendo filha de quem é!

O pouco juízo que ainda restava logo iria desaparecer... tudo se resumia a um tesão quase incontrolável... toda safada pousei minha mão na virilha de papai e fiquei brincando com seus pelos pubianos dizendo:

-pode ter certeza que vou adorar me transformar numa putinha completa... e acho que convivendo com meu paizão tarado vai ser mais rápido essa transformação... principalmente se você me ensinar como isso deve acontecer... prometo que serei uma aluna bem dedicada... vou aprender rapidinho.

Assim que terminei a frase meu celular tocou e pelo toque sabia que era mamãe e como o aparelho estava no criado mudo do lado da cama onde meu paizão estava recostado na cabeceira nem me levantei pra dar a volta e me debrucei sobre seu corpo deslizando sobre ele. Meu bucetão roçou sobre suas coxas fortes e meu bumbum empinado ficou bem pertinho de seus olhos e de suas mãos e quando atendi mamãe perguntou se estava tudo bem e o que eu estava fazendo e então resolvi ser bem sacana e colocando o celular no viva voz e disse:

-claro que esta tudo bem mamãe... to aqui na sala batendo papo com papai... já conversamos um monte... daqui a pouco vou fazer almoço bem gostoso pra nos... se quiser vir almoçar com a gente!

-você sabe que não tem como filha... o tempo do meu almoço é curto e a loja é longe... mas... sobre o que você e seu pai estão conversando?

-ahh mamãe... estamos falando sobre tudo... mas... agora a pouco perguntei pra ele como você e ele se conheceram... queria saber em detalhes sobre o namoro de vocês... papai ta me contando... to adorando saber tudo sobre a historia!

-não acredite em tudo que ele disser... teu pai é muito safado e não é muito confiável... garanto que deve tá falando mal de mim!

Papai todo safado escutava quietinho a conversa e sua mãozona pousou sobre meu bumbum acariciando-o de leve e continei dizendo:

-mamãe... papai só falou bem de você até agora... mas... to descobrindo que minha querida mamãe também era bem safadinha quando tinha a minha idade né... não usava calcinha quando ia para os bailes... papai tá me contando e to adorando saber das tuas safadezas.

-não acredito que ele ta tendo esse tipo de conversa com você... quando eu chegar em casa a tarde vou conversar serio com o safado! Vou desligar... tenho que atender um cliente... depois nos falamos!

Desliguei e cai em risos por ter feito aquela sacanagem com mamãe e então voltei a me sentar de frente para o papai, dessa vez fiquei no meio das pernas dele... aquele pintão duro cheio de veias grossas me deixava louquinha de admiração misturado com tesão e toda safada disse:

-pronto papai... pode continuar contando sobre a mamãe... como voce tirou o cabaço da tarada... to louquinha pra saber se ela gritou muito quando esse pauzão enorme entrou no bucetão virgem dela!

Meu pai parecia implorar com os olhos para que eu pegasse no seu pauzão e completamente safada eu ficava alisando suas coxas musculosas fazendo com ele sentisse ainda mais tesão e ele disse:

-você é mais maluca que eu e tua mãe juntos filhona... bem... no dia seguinte do baile eu passei na casa da tua mãe... ela morava com tua avó e a tia Sonia... e a chamei para irmos ao cinema naquela noite... ela topou... nem assistimos direito o filme... ficamos nos beijando e trocando caricias... ela foi de vestido e sem calcinha... tirei o pau pra fora e ela ficou pegando nele e eu alisando o bucetão peludo dela... tua mãe tinha tesão demais... ficava toda ensopada... todo tarado puxei a cabeça dela pro meio das minhas pernas e fiz a safada mamar na minha rola... ela nem fez cu doce... mamou como um bebe faminto... enchi a boca da putinha de porra quentinha... era muita porra e até escorreu pelos lados... ela lambeu tudo me limpando com uma puta profissional... saimos do cinema e como eu morava sozinho no alojamento da construtora que trabalhava levei ela pra la... ela até não queria ir dizendo que estava com medo de eu desvirginá-la e depois abandoná-la... realmente eu não pensava em me casar... eu tinha 23 anos... ela 17... mas acabei convencendo a putinha e assim que chegamos la rapidinho deixei-a nuazinha... cai de boca no bucetão dela... dei um cha de língua na safada... ela ficou facinha... abriu as pernas me deixando deslizar minha rola na rachinha virgem dela e quando ela se deu conta já estava metendo na putinha tarada... só deu um gritinho quando o cabaço foi pro saco e rapidinho rebolava que nem louca espetada na minha picona... eu já tinha gozado na boca dela... então demorava bastante pra gozar na segunda vez e comi o bucetão da tua mãe até deixar ela toda inchada... a puta gostava demais de uma rola grande... gozou que nem uma cadela no cio... depois disso queria meter toda noite... ai já viu... rapidinho ficou grávida de você... ai tive que me casar com a puta tarada! Foi então que depois de uns 4 meses de gravidez surgiram alguns problemas de saúde que fizeram com que sua mãe não pudesse a trepar com tanta intensidade como a gente fazia... era uma vez por semana... e então tua tia Sonia que também era uma putinha tarada... a safada ainda era virgem na buceta... mas tinha um namoradinho que comia o cuzinho dela... de vez em quando ela ia ajudar tua mãe na limpeza da nossa casa e logo percebi que a vadia gostava de mostrar o rabo... cheia de usar minissaias... ela começou a dar mole e passei a dar umas alisadas nas coxas da taradinha... ela fingia ficar brava, mas gostava muito, claro que um dia a agarrei e deixei-a nuazinha e chupei a buceta da putinha... ela também tinha bucetão... mas não tão grande como o da tua mãe e o teu... eu era louco pra comer um cuzinho... e tua mãe com os problemas que tinha não podia trepar... resumindo... botei tua tia de 4 no sofá... dei um cha de lingua na puta e quanto ela tava toda entregue encaixei a rola e soquei no cuzinho da tarada... nossa... ela gritou que nem uma louca... eu não tava nem ai... soquei até o talo e enchi a bunda dela de tapas... pra mostrar que eu é que mandava... ela chorou... esperneou... com meu pauzão atolado no cuzinho apertado da puta... mas eu não deixei a vadia escapar... quando a vagabunda viu que não adiantava fazer todo aquele escândalo... mesmo chorando de dor... logo estava rebolando e dando o cu pra mim do jeito que eu gostava... enchi o cuzinho da safada de porra. Ela ficou brava e sumiu alguns dias... mas quando voltou já chegou cheia de tesão e ai a puta deu o cu mais gostoso ainda... adorava levar uns tapas na bunda e gozava que nem uma louca pelo rabo! A vadia viciou em dar o cuzinho e queria rola a toda hora... delicia de cu tinha a tua tia Sonia... o namoradinho dela se casou com ela e virou corno de vez... a vagabunda era tão tarada que quando o maridinho sai pra trabalhar ela ligava pra mim querendo ser bem comida! Eu era louco de vontade comer ela e tua mãe juntas na mesma cama... eu sonhava com essa putaria... pena que tua mãe era muito ciumenta... tua tia era mais louca... topava tudo... arrumou uma amiga putinha que gostava de chupar buceta e fizemos sexo a três um monte de vezes... foi bom demais!

-papai... fiquei num tesão danado escutando tua historia com a mamãe e a tia... eu sabia que a tia Sonia sempre foi muito puta... ela morou aqui na nossa cidade até 3 anos atrás... ela já ta no terceiro casamento... todos os amigos sabiam que ela corneava seus maridos... apesar da magoa da mãe em relação a ela por causa do meu paizão tarado... as duas voltaram a ter amizade... e se falam sempre por telefone... ela comentou com a mãe que esse ultimo marido é bem liberal e topa todo tipo de sacanagem... então com certeza a vadia deve tá se dando bem com esse marido safado!

Papai não conseguiu mais se controlar e todo tesudo sussurrou:

-chega de conversa... acho que já ta mais que na hora da minha filhona putinha... pegar na minha rola... pega logo que to louco de vontade sentir sua mãozinha safada na minha rolona tesuda... pega putinha!

Dei um sorriso sacana e peguei com vontade dando umas punhetadas fortes naquele pauzão descomunal... papai se contorceu ao contado de minhas mãos se deliciando com aquela safadeza incestuosa... pai pervertido com uma filha putinha totalmente sem juízo e então sussurrei:

-papai... que pauzão delicioso que você tem... acho que vou fazer uma coisa que meu pai taradão vai gostar bem mais... vou mamar nesse pauzão... quero que goze na minha boquinha... da leitinho quente pra tua filha virgem putinha!

Abri a boca e agasalhei aquela cabeçona dentro dela e mamei com vontade... papai rebolava na minha boca sedenta e não demorou mais que 30 segundos pra sentir o primeiro jato de porra fervente no fundo da minha garganta... era um gozo forte e copioso... minha buceta se contraia e meu grelo pulsava sem parar e gozei junto com ele sem que ele me tocasse... só a cabeçona daquele pauzão grosso cheio de veias... ele não parava de ejacular enchendo minha boquinha gulosa... eu engolia tudo... o que escorria eu lambia e enfiava com os dedos por entre meus lábios... papai urrava de prazer gozando na boquinha sua filhona puta.

Assim que saiu a ultima gotinha de porra daquele puzão tesudo... o telefone tocou novamente... e era minha mãe de novo... com certeza a safada estava super curiosa sobre a conversa minha com papai e assim que atendi novamente coloquei no viva voz e bem sacana disse:

-oi mamãe... o que aconteceu... resolveu vir almoçar aqui em casa... já to começando a fazer o rango... papai foi tomar banho!

-claro que não... você sabe que não dá... é que a loja esta calma... liguei pra saber o que o safado do teu pai andou falando sobre mim... me conta vai!

Papai continuou deitado na cama bem quietinho sem fazer nenhum barulho e toda sacana com mamãe disse:

-que mãe curiosa que eu tenho hein... louquinha pra saber o que ele falou né... bem... acho que ele não falou nenhuma mentira... mas me contou tudo em detalhes como tirou teu cabaço... adorei saber da historia... mamãe... você é uma tarada hein... e ele também me contou tudinho sobre a tia Sonia... ela é muito puta né... alias... papai também realmente não vale nada... um safado de mão cheia... por isso que eu também sou safadinha... na nossa família não tem ninguém santo... todos muito safados... ahhh... ele pediu pra eu não falar nada pra você... mas... como eu sou linguaruda vou contar... ele disse que ta doidinho de vontade de fazer um vale a pena trepar de novo contigo... ta louco de saudades de sentir seu bucetão de novo rebolando na rola dele... falou pra mim que quando tiver chance vai te agarrar e te comer inteirinha... fazer você gozar gostoso... se prepare mamãe... que voce vai levar rola!

Papai também era um pervertido completamente maluco porque puxou meu corpo me fazendo deitar na cama com as pernas arreganhadas enfiou seu rosto entre elas e sua boca quente colou no meu bucetão virgem e sua língua passou a chicotear deliciosamente meu grelo e mamãe depois de ouvir o que eu havia dito, ficou alguns segundos quieta e então respondeu:

-ele tá louco achando que vou dar pra esse infiel tarado de novo... vai ficar na vontade... ele que va atrás da minha irmã puta... ela se casou com um marido que adora ser corno... quem sabe rola um ménage entre os safados!

Papai sabia como chupar uma buceta tesuda... eu mordia os lábios pra não gemer no telefone falando com mamãe... e o taradão safado além de me lamber deliciosamente já enfiava um dedo no meu cuzinho e aquela loucura iria continuar porque eu estava adorando toda aquela putaria muito louca e toda sacana continuei a conversa:

-mamãe... acho que papai iria preferir fazer um ménage com voce e a tia Sonia... ele me contou que era doido pra comer voce e ela juntas na cama... e fiquei sabendo que a tia Sonia realizou esse desejo dele... arrumava umas amigas taradas pra transar a três... nem sei por que você não topou! Mamãe vou ter que desligar... senão vai queimar o tempero do arroz... a tarde a gente se fala!

Mamãe estava bufando no telefone com minha conversa e assim que desliguei sussurrei toda putinha:

-aiii... que boca gostosa papai... ahhh... desliguei porque eu adoro gemer alto quando to gozando... chupa sua filha putinha... ahhhh... delicia... ahhhhh!

Papai me dava um chá de língua e o safado já tinha dois dedos grossos atolados e rodando dentro do meu cuzinho virgem e explodi num gozo frenético e copioso... meu bucetão estava totalmente ensopado... e papai sugava meu néctar e eu rebolava como uma puta profissional... o taradão não me deu folga... e em segundos me virou de bruços colocando um travesseiro por baixo do meu ventre e logo sua língua ágil linguava meu cuzinho... o tesão era tanto que achava que ia ter um treco... mas por um breve instante fiquei preocupada com o que imaginei que ia acontecer... papai estava me preparando pra ser enrabada... e aquele pintão descomunal iria arrombar meu cuzinho virgem... só que essa preocupação durou poucos segundos... papai já estava colado em minhas costas e seu pauzão cabeçudo deslizava pelo meu reguinho e todo tesudo ele sussurrou nos meus ouvidos:

-põe as mãos pra trás e abre bem esse bundão sua putinha safada... que papai vai te comer gostoso... vai aprender a dar o cu antes de perder o cabaço da buceta sua cadelinha safada... ta mais que na hora de levar rola nesse rabão... sua putinha vadia... rebola na minha rola sua vagabundinha tarada... não vai adiantar gritar que ta doendo... que vai ser pior... vou te comer como fiz com sua tia e outras putas... e se ficar com frescura vai apanhar também... dá gostoso pro papai que voce vai adorar ser enrabada por mim sua cadelinha tesuda... ahhhhhh!

-ahhh papai... que delicia sentir esse pintão deslizando no meu reguinho e na minha rachinha virgem... ahhh... eu to louquinha de vontade sentir esse pauzão delicioso em todos meus buraquinhos... mas... faça com carinho... eu quero ser tua putinha completinha... fode meu cuzinho bem gostoso!

Quando senti a cabeçona pular pra dentro do meu cuzinho virgem não consegui segurar um grito alto de dor... o cabaço do cuzinho já tinha ido pro saco... papai taradão me segurando com firmeza foi penetrando tudinho até o talo... senti até falta de ar... era muito grosso... as paredes do meu cuzinho virgem foram arrombadas sem dó... e papai todo tesudo sussurrou:

-ahhhh... que cuzinho apertado a minha filhona puta tem... vou deixá-lo do tamanho da minha rola... pronto... já to inteirinho dentro desse rabo gostoso... vou te foder sua cadelinha safada... vai virar minha putinha... rebola sua vadiazinha deliciosa... da pro papai bem gostoso... deliciaaaaaa!

A dor era intensa me fazendo gemer de dor, mas... o tesão mostrou ser bem mais forte e bem devagarzinho passei a rebolar na rolona grossa do papai que não demorou a me comer com força do jeito que ele gostava... ele já tinha me colocado de 4 e a penetração era total e levei vários tapas na bunda... o safado gostava de dominar suas putas... o tesão aumentou ainda mais e dei um grito bem alto de prazer e me convulsionando por inteira... meu gozo pelo cu foi incrivelmente tesudo... e eu rebolava que nem louca espetada no pauzão descomunal do meu pai taradão!

Devagar fui me acalmando, papai tinha gozado com seu pauzão atolado no meu rabo me causando um frenesi muito doido e toda safada sussurrei:

-aiiii papai... que pauzão gostoso... que delicia levar pau no cu... como gozei gostoso... dar o rabo é tudo de bom... nem acredito que chequei até os 18 virgem no rabo e na buceta... vou querer dar todo dia agora... ahhh... papai... que delicia dar pra você... ainda bem que voce foi o primeiro... vou querer que voce seja o primeiro também na minha bucetona... ahhh... deliciaaaaa!

Papai tirou o pauzão do meu cu e me senti vazia... me deitei de bruços na cama e ele todo macho me deu um tapão na bunda e disse:

-pode ter certeza que isso vai acontecer sua cadelinha... agora voce tem um macho de verdade... se der esse rabo e essa buceta pra outro macho sem pedir autorização pra mim vai apanhar de cinta com o lado da fivela... sua vadiazinha safada... ahhh... agora... chega... e vai tomar um banho... deixe a água bem gelada escorrer no seu cuzinho pra dar uma desinchada... ta bem arrombado... mas... depois de ter te enrabado você mostrou que é uma puta mais corajosa que a tua mãe e a tua tia... elas gritaram bem mais quando levaram pauzão no cu... fazia tempo que eu não pegava uma puta tão tesuda igual minha filhona querida!

Acessem meu perfil e leiam outros relatos:

http://sharoland-nn.ru/perfil/182301

conto recomendado:

MEU PADRASTO TARADÃO E PAUZUDO ME TRANSFORMOU EM PUTA

e-mail: [email protected]

@@@@@@@@@@9

Comentários

08/01/2018 16:51:30
Esse pai é phoda com ¨ph¨. Além de faturar a cunhada, estreou ainda o cuzinho guloso da filha. Relato pra lá de excitante, com detalhes perfeitos e diálogos bem estruturados. A nota só pode ser a máxima, com louvor. Beijão!
30/12/2017 11:26:16
Isto é que é um conto! o resto é bobagem. Nota 10
27/12/2017 11:11:12
Como sempre ótima história, impossível ler e não ficar com meu pauzao trincando de tesao loco p fude o dia todo. Saudades dos contos da: Vanessinha-pst, G7P, TETE
26/12/2017 11:01:30
Parabéns nota 10 muito bom mesmo.
18/12/2017 17:10:32
Delicia de conto, parabéns !! Minha esposa tb é bem putinha safada, confira nossas aventuras... Temos um blog para maridos liberais, esposas putinhas e comedores de casadas : http://clubedosmaridoscornos.blogspot.com.br/
18/12/2017 11:19:29
Adoraria te enrabar tambem. Deliciaaaaa. [email protected]
18/12/2017 10:36:16
Ótimo como sempre !!!!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Contos eronticos de tias papa anjoscontos,eroticos,de,gays novinhos sendo estuprado por jovens craquesmacubeiro comendo a foça novinhacontos eróticos gosei no pal do sogro taradoevangélica Sáfadinha mostrando a bucetaContos eroticos seduzi a mae do meu amigo uma coroa bem recatada e dona de casacontos-esfregando na bundinha da netinhavideo dondoca e maridi bisexualnovınha transando com ırmaocontos eroticos brutais, estiquei o clitoris ate sangrarduas lebiaca se beijando devangarcontos de mulheres que virao cenas de casais transando e se masturbarao fazendeira metendo com piao pretogostosas com traseiro largo de biquinescontos corno grupalsafado dando pirocudo vídeo xxvbcoroas grisalhos que come a bunda de homens em campos dos goitacazesesposa prostituta bunda flaçida e mole cuzao contoscontos tia dando o cu pro sobrinhobaiano chupando clitori e falando besteirasconto minha hisoria dupla penetacao com janete e betoBUCETINHA QUENTINHA, protegendo com sua BUNDA MARAVILHOSAContos Eróticos De. Comi Minha Vizinha Do Ladoposo enchuga o meu priquitojorjao roludo porno video sobrinha pega o tio com.papagaio na mão porno doidoclitoris vantajososRihanna novinha tentando dar o c* virgem para o padrasto mas não aguenta de dois choraputaria brasileira posicao frango assado pra salvar no celularxvideo comendo a escrava fujona no troncoconto de novinha tomando nas coxasjapurunga peladavideos mais ecitantes de todos os tempos homens peludos de sunga comen e tiram a virgindade de menina e gozam dentro de sua vagina video brasileiroPorno contos incesto mamaes iniciam chupando as bucetinhas de suas filhinhas muito carinhoxvidio decotes da braquinhamelhore estrupa amiga chupandoa a forsa porno fasil asesocontos eróticos de loirinha dp interracialbelo sexo dormindo de conchinha com a titiamullheres fodem tarado apulso como vingancamasturbando na cama serrando com travesseiro pornodoidoconto erotico estuprei minha esposa obriga nossa empregada a fazer sexo comigoa Ponta Grossa entrou todinha na tabaquinha delaquero bate papo com casada fogozabucetao na boca contobranquinho super big dotado enfiando o seu pinto até o talões no cuzao da novinha arrombadaesposa rabuda na dp com amigos contosliberalina puta vídeo proibidocontos gay Meupadrasto cavalo me fudeu part4adoro ser enrabada conto eroticoVendedora gostosa do shoppingcontos eróticos eu e meu sobrinhoSou tarado por beijar pezinhos com rasteirinhasfilha minha femea contomulher cagando enquanto dava a bucetaprofessora gostosa da etec contos eroticosconto erotico pedreiro maurocasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodeComi a garota tolinhacontos erotico curvada frente namoradocoroa peituda de buceta peluda fidendo depois da festaquero assistir vídeo pornô estupro anal com vibradores e zoofilia misturadoContos swing minha comadre e eu desfilando de calcinha para nossos maridospauzao para meu marido e eu, exibidaminhavo rebolo gistoso xvideosyoutube tarado comeu novinhas mobilizado sexaul tirado a roupa nuasabusada no cinemacontos eróticos gay o tratador de cavalovídeo de sexo amador brasileiro de Osasco Eloisa oliveira dando o cu para doispadrasto sodomitaConto minha vizinha me falou que o marido não endurece maiscontos eroticos arrombaram minhaWww.vedio.porno.casais revisão de Santa CatarinamIvídeo de homem se masturbando e g****** no copo e mulher bebendo no café da manhãporno pradrastro bebo fosando a em teada fode a fosaloiras gostosas com abuçeta bigodinho