Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

VIREI LANCHE DOS AMIGOS DO MEU PAI - FINAL

TERCEIRA E ULTIMA PARTE DO CONTO: VIREI LANCHE DOS AMIGOS DO MEU PAI.

PARA ENTENDER MELHOR A HISTORIA, RECOMENDO QUE LEIA AS DUAS PARTES ANTERIORES. SEM MAIS DELONGAS, VAMOS LÁ.

INSTA: @RUBIABSM

Estavamos todos estaticos, eu com as pernas abertas jogada no sofá, com o Bruno dentro da minha bucetinha e os outros dois amigos apoiados no sofá com suas rolas pendendo sobre meu rosto.

- Mano, o velho acordou, fudeu demais!! - disse Jonathan, se levantando e pronto para se vestir.

- Culpa dessa piranha que ficou provocando a gente, veste a roupa ai rapido e vamo dar um jeito nisso.

Os tres se levantaram e começaram a se vestir, peguei minhas roupas que estavam jogadas em um canto qualquer e corri para o meu quarto.

- ALGUÉM DESTRANCA ESSA PORRA AQUI. - Gritava meu pai de dentro do quarto dele.

Entrei no meu quarto, fechei a porta e fiquei enconstada tentando ouvir o que aconteceria. Os meninos estavam cochichando alguma coisa, como se decidindo quem iria abrir a porta.

- Colé Serjao, já acordou?? Gritou Paulo da sala, enquanto os outros dois correram para a varanda. - vou te tirar dai meu parça, os caras te fecharam de sacanagem, crianções!

- Porra, tomar no cu deles hein, tem carne la ainda? - perguntou meu pai, mais calmo e aparentemente já fora do quarto.

- Tem sim, a gente tava justamente te esperando acordar pra ver se queria assar mais.

- E cade minha filha?

- Acho que ela foi dormir, não vimos ela desde o inicio da festa.

Os dois foram andando em direçao a varanda e eu respirei aliviada. Entrei no chuverio para tomar um banho e prentendia ficar no meu quarto até eles irem embora.

Toc toc toc

- Filha, você ta ai?

Caralho fudeu, pensei. Ja tinha saido do banho e estava me secando.

- to sim pai, ta precisando de alguma coisa? Já vou sair, estou me vestindo.

- quando terminar vem aqui fora.

A voz dele ainda denotava embriaguês. Assenti e continuei a me vestir.

Quando cheguei na varanda estavam os 4 rindo, mas logo ficaram serios e olhavam pra mim. Eu estava ventindo um shortinho de pijama e uma camiseta, ja tinha escurecido e eu só queria deitar na minha cama e dormir.

- Oi pai, pra que você me chamou?

Ele veio até mim cambaleando, nítidamente bebado. Se é que tinha apenas bebido.

- filhinha, esses aqui sao os meus melhores amigos!! Semana passada nos fomos no noivado do Paulo, ele me chamou pra ser padrinho de casamento dele, tava chorando igual um bezerro.

Os três tinham sorrisos sarcasticos no rosto enquanto meu pai continuava com aquele papinho de bebado, e me exibia aos amigos falando o quanto eu era parecida com a minha mãe, e boa garota, e como eu so tirava notas boas no colegio.

- Serjão, onde fica o banheiro? - perguntou Paulo

- Vou te levar lá, Paulo, vem comigo - disse meu pai mas tropeçou e caiu no chao logo em seguida.

- você não ta conseguindo nem andar, senta ai, você pode me levar lá Rubia? -Perguntou ele olhando para mim. Senti o Bruno e o Jonathan fuzilando o Paulo com o olhar.

- Levo sim, Paulo. - eu disse, me dirigindo ao interior da casa, sendo seguida por ele.

Enquanto ouvi os meninos falando em voz baixa - filho da putaaa.

Mal entramos na casa e Paulo ja me pegou pela cintura e me deu uma encoxada.

- Teu pai acordou mas de mim você não vai fugir não, cadelinha.

- Para, Paulo, ele pode ver.

- vamos pro banheiro então. - ele me puxou para dentro do banheiro e me virou de costas, fazendo eu ne enclinar sobre a pia. - Tu vai levar uma enrabada violenta agora.

Ele pegou um pote de creme que estava sobre o armario do banheiro, puxou meu short junto com a calcinha para baixo, lambusou bastante e começou a enfiar no meu bumbum.

Como eu havia dito a vocês, a piroca do Paulo era a mais grossa dos três, eu me segurava para não fazer barulho, mas aquela rola entrava me abrindo toda.

-Vai putinha, relaxa esse cu- dizia ele enquanto me dava um tapa na bunda. Ele puxava minha cingura para trás ao mesmo tempo em que forçava o pinto em mim. - Mulher eu como devargarzinho, mas putinha eu não tenho dó não. Curte uma rola então aguenta.

Ele começou a bombar no meu cuzinho, me puxava pelos cabelos, apertava minha cara contra a parede, batia no meu bumbum.

- Porra, que cuzinho apertadinho delicia. Os caras vão ficar bolados se eu estourar ele sozinho. - disse ele enquanto me comia - Já seeeeeei!!

Ele saiu de dentro de mim, subiu a calça e saiu do banheiro.

Não entendi nada que tinha acontecido, subi meu shorts e cheguei até perto da sala tentando ver o que ele foi fazer.

Ele chegou na varanda e meu pai já disse.

- Porra cara que demora, tava cagando??

- Pior que tava viu, entupi seu vaso- disse Paulo pro meu pai.

- Porra Paulo!!!!

- relaxa ai velho, vou dar um jeito! Chega ai Bruno, me da uma mão aqui!

Bruno levantou rapidamente da cadeira, e Jonathan protestou.

- Euu vou!!!

Meu pai logo estranhou.

- Que vontade é essa de desentupir vaso, Jonathan. Abre outra breja ai.

Bruno e Paulo vieram para dentro de casa gargalhando, enquanto Jonathan ficou fazendo companhia ao meu pai.

- Carai, putinha, mandei você sair do banheiro? Passa la pra dentro de novo e ja tira esse short. - disse Paulo me puxando pelo braço. Seguido pro Bruno que ja balançava a piroca na minha direçao.

Mal entramos no banheiro, e eu ja estava com o Paulo novamente posicionado atrás de mim enquanto tentava enfiar no meu cuzinho. Bruno me puxou pela nuca me fazendo engolir sua piroca.

- Ta vendo como somos parças, podia ter comido essa bundinha aqui sozinho. - disse Paulo me dando alguns tapas.

- Pois é mano, mas vamo logo senão o pai dela vai desconfiar.

Eles começaram a enfiar em mim com mais brutalidade, tanto na boca quanto no cuzinho.

Minhas pernas estavam bambas e eu perdi as contas de quantas vezes gozei com os dois ali.

- Porra vou gozar, Cadela.- disse Paulo me puxando pelo cabelo, me pondo de joelhos na sua frente. - Abre a boca!!!

Ele me deu um tapa na cara, mais forte do que o normal, devido o tesão do momento. Eu abri a boca e ja senti seus jatos no fundo da minha garganta.

- PUTAAA DO CARALHO!! Engole meus filhos ai, putinha, vou te engravidar pelo estomago.

Os dois riram e eu engoli sua porra.

- Agora levanta aqui que é minha vez. - disse Bruno me posicionando novamente na posiçao inicial, enclinada sobre a pia.

- Joga um papo no pai dela lá e manda o Jonathan vir, Parceiro. - disse Bruno que ja estava bombando com toda força na minha bunda.

Paulo se vestiu e fez um carinho na minha cabeça, como quem premia um cachorro por bom comportamento e saiu do banheiro.

- Paulo não mentiu não, que cuzinho que você teeeem. Rosinha, gostosinho e quentinho. - ele tirava o pau e enfiava novamente com toda força, me fazendo sair do lugar que estava.

A porta do banheiro abriu, era o Jonathan entrando.

- ahhhh putinha, bora esfola esse cuzinho seu. - disse Jonathan ja se despindo dentro do banheiro. - Vem, me mama aqui.

Peguei o pinto do Jonathan e enfiei na minha boca enquanto Bruno me comia.

- Paulo gozou na boca pra engravidar ela pela barriga. Eu quero engravidar pelo cu!!! - Disse Bruno me apertando e forçando mais minha cabeça na rola do amigo.

- NAAAO MANO, então sai daí, deixa eu comer o cu dela e depois você come pra gozar.

Eles trocaram de lugar, Jonathan enfiou no meu cu tão forte que eu dei um gritinho o que arrancou risada dos dois.

- Foi mal cadela, deu pra dois já, achei que já tava largo.

- Fode ai mano, puta com um rabo desse nasceu pra dar. So pra isso que ela serve mesmo.

Bruno enfiava na minha boca, tirava, batia com a piroca na minha cara, me lambuzando toda.

- ahh vou gozar puta, vira o rosto pra cá. - disse Jonathan tirando a rola da minha bunda e puxando meu rosto - vou gozar na cara mesmo porque não quero filho agora nem a pau kkkkk.

Mal virei pro lado do Jonathan e o Bruno ja engatou no meu cuzinho.

- Eu vou no cu. Aguenta a pressão ai cadela.

Bruno começou a me comer com certa violencia e Jonathan enfiava a rola na minha boca enquanto se masturbava.

Quase que juntos, senti o jato dos dois, no fundo do meu bumbum e no meu rosto.

-ahhhh putinha, cachorra, nossa que gozada.

- vei, que cadela. Novinha assim e já é puta. - disse Jonathan.

Eles se vestiram, e sairam do banheiro sem nem falar comigo.

Eu voltei peguei as minhas coisas e sai do banheiro. Mas enquanto ia pro meu quarto ouvi meu pai falando.

- Nossa, que demora pra desentupir um vaso.

- Tava foda la viu Serjão, mas relaxa que demos um trato no problema. - Os três gargalharam como se fosse a melhor piada do mundo.

Entrei no meu quarto e fui tomar mais um banho, estava toda lambusada.

Nao demorou muito e os meninos foram embora, nem se despediram de mim. Minha mãe chegou, perguntou como foi a festa e eu disse a verdade. - Fiquei o dia todo no quarto, foi um tédio.

Se vocês não contarem, eu também não conto. ;)

ESPERO QUE VOCÊS TENHAM GOSTADO. NÃO ESQUEÇAM DE COMENTAR E VOTAR CASO QUEIRAM MAIS HISTORIAS.

AOS QUE ESTÃO PERGUNTANDO, SIM, É VERÍDICO.

Ps: Eu leio todas as mensagens que me mandam tanto aqui quanto no insta, não consigo responder a todos, mas sempre leio. Bjinhos.

INSTA: @RUBIABSM

Comentários

07/01/2018 23:19:45
Adorei! 10
29/12/2017 21:55:47
Não consigo te achar no insta
29/12/2017 00:02:49
Que delícia vê safada, estou explodindo de tesão
28/12/2017 19:28:28
muito bom seu conto, parabéns.
27/12/2017 13:49:36
Adorei seu conto muito bom e adorei você também espero que continue escrevendo e se possível leia meus contos grande beijo. Votado
27/12/2017 04:57:07
Maravilhoso! Excitante dms!!! Bjoooos!!
26/12/2017 23:59:39
Conto delicioso. Adoraria fazer parte
26/12/2017 22:03:45
Demais!!!
26/12/2017 21:36:37
Simplesmente perfeito esse conto dessa princesa linda, parabéns. Continua tá super excitante.
26/12/2017 21:11:54
Dlç q tesão
26/12/2017 21:10:57
Dlç q tesão
26/12/2017 21:08:15
Muito bom. .. espero novas aventuras
26/12/2017 20:53:27
Que delicia! Vi suas fotos.
26/12/2017 20:51:54
O final foi maravilhoso, parabéns!!!!!
26/12/2017 20:38:49
Gostei ... me libera no insta...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novos contos eroticos de maes dandos suas calcinhas usadas como premio pros filhosvideos de sexo filhas gemiase paisou evagelica e nao tive em casa e procurei fora contos eroticomulher pelada com a b***** cheia de goza cobrindo a telacontos erótico evangélica novinhana hora do sexo o que pode ser feito com o halls pretoS-&-w- Casa Dos Contosgostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosMenina pedendo cabaçoxxvideoviu a fofinha dormindo pelada e arrombou ela pornolesbica adora colocar omega grelo de buceta com fosse piruespozinha fica bricando com amigo do marido e leva no buceta pica peta gigante e gene de dorvídeo de homem se masturbando e g****** no copo e mulher bebendo no café da manhãcomi minha cadelafrecando a paciencia do brutodepravadacaovideo pono colocono shotinho diladinhobaixar pornô sogro ditas com novinhas greludascontos eroticos campingcontos emprestei minha irma por cem reais pra um taradose masturbando com sexechop ate gosarcontos eróticos lesbicos strapon putinha vadia vagabunda fudercontos comendo minha vizinha negra bundudahttp//mulheres de camisola sem calcinha da.bucetinha peludinhavídeo porno de mulher com negrão sedo estrupadas no cu e gozando muitovídeos de pornô com homem com homem o homem chamando shampoo no pinto do outro e lambuzando de xixicontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramporno familha sacana opai bravo e afilhar virgemtia ensinando osobrinho acome bocesta seso videu reau azeirocdzinhas contos reaistirei a camisinha e enchi a buceta da mulher.do meu amigogta v a minha secretaria ta dando mole fizemos sexo no escritoriomeu patrão desejou comer a minha namorada vídeo pornô cornos Aracajua bundinha avanço preta gorda dos peitão gorda rabohttp//mulheres de camisola sem calcinha da.bucetinha peludinharelato d novinha perdendo o cabacinho com padrasto e mae juntocontoserot/mamae pegou eu e meu irmao brincando de medicobaixando GTA tomando banho no banheiro tocando siririca eu não aguentei e ajudei ela comendo elaporno engoliu a porra e catinou mamanowww sou enteada putinha e dou minha bucetinha pro meu padrasto que e tarado pelo meu corpo. comcalcinha atirando de lado e mostrando abucetacontos de tio comedor esobrinho novinho gayconto erótico se masturbando com calca legeBUCETINHA QUENTINHA, protegendo com sua BUNDA MARAVILHOSAcontos eroticos arrombaram minhaO dia em que fodi a detenta carente e tesudana hora da tranza sinto um liquido querendo sair da minha vagina,entao gozeiXvideos.comcontoscornovídeo porno mulher magra estuprada ofoca pó tarrado no sitiotitia sacana estourando a fimose do sobrinhocontos eróticos de i****** avô e avó casal junto ensinando netinha f****padrasto enganou novinha rachando no meio das pernas dele por empurrou a p***** todinha e gozou dentroContos com fotos velhos fudedores chupadoresconto eróticopai colocar velho pra chupá buceta da filhaouvir contos eroticos narrados de gueis tranzando loucoscontos eróticos peguei minha esposa com um travestimulher revivesse monstro xvideoXVídeo pornô a mulher se masturbando na rua andando no meio da rua Rosada molhadinha nenhuma Bruno metrô de todo canto g***** molhadinhaconto lesbico com luanacontos eroticos de uma sirica bem batida aos gritosfotos voyeur mulheres de bruços de calcinha boxerconto gay o nerd e o bad boy 7contos eroticos de mullheres que aman barbeariatalam e pene trAsandowattpad enteado gay chupando o pau do padrasto musculosocontos eroticos filha e pai caminhoneiroquem quebrou meu cabaço foi meu paiXVídeos mulheres das colchão na toda gostosa charmosa mas funcionaFiz sexo com meu profeaspunheteiras vadias sujas socandoPorhb vovo porfavor nao fasa iso eu ainda sou mocinha eu nao quero contos eroticosNovinha excitidamolequeputoxv.ogenrro.cl.endo.asogra