Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

MINHA MÃE É ESCANDALOSA NO SEXO

Um conto erótico de PAULO
Categoria: Heterossexual
Data: 12/01/2018 00:45:53
Última revisão: 12/01/2018 00:46:39
Nota 9.29

E ai, galera! Eu vou ter que contar uma história que está entalada na minha garganta. Para muitos é meio pertubador, para outros é uma história reprovável. O que irei contar é sobre o maior tabu da nossa sociedade: o incesto. E para piorar, incesto entre mãe e filho.

Meu nome é Paulo, tenho 18 anos, mora com minha mãe Fabiana, 36 anos, e meu pai Luiz, 52 anos. Moramos no interior de São Paulo.

Minha mãe sempre foi muito extrovertida e folgosa. Sempre flerta com todos homens (no tom de brincadeira), mesmo na frente do meu pai, que encara de boa.

Ela não tem papas na lingua, é brincalhona e sempre fala de sexo com as pessoas sobre o que lhe dá tesão. Quem não conhece fica até constrangido.

Recentemente ela colocou silicone nos seios, a deixando muito gata. Seu corpo sempre foi muito bonito. Ela é de estatura média, olhos cor de mel, cabelos castanhos e lisos até as costas,rosto bonito e tem uma bela e grande bunda natural. A única coisa que ela dizia não estar satifesta era os seus peitos, resolveu gastando uma nota colocando silicone.

Minha mãe também se preocupa muito em manter o corpo em forma, por isso se preocupa com a alimentação e frequenta academia todos os dias.

Sua barriga e sequinha e trincada e suas coxas são grossas e bem firmes.

Por ter uma mãe assim, que eu comecei a nutrir desejos pecaminosos. No começo eu me martirizava por sentir isso. Quando chamava meus amigos para fazer trabalhos de escolas, eles ficavam babando por ela. E como eu disse, por minha mãe ser brincalhona e sem papa na lingua, provocava eles. Eu ficava puto com isso.

Com o tempo comecei a aceitar esse desejo, entretanto jamais tentaria algo, era o que eu achava.

Certa noite, meus pais voltava de uma festa onde ambos beberam um pouco além da conta. Eu estava na cozinha sentado à mesa comendo algo. Meu pai foi ao banheiro tomar um banho. Minha mãe foi lavar um copo que estava na pia. Ista mencionar que ela estava muito linda, com um vestido decotado vermelho colado no corpo que ia até a metade da sua coxa, mostrando sua bela silhueta.

Eu me leventai para lavar o prato que eu tinha usado. Minha mãe, que estava alcoolizada, em tom de brincadeira, me pediu para abraça-la por trás, pois fazia tempo que eu não fazia isso. Eu a abracei, mas não sabia iria acontecer o que aconteceu. Minha mãe em tom de brincadeira começou a rebolar na minha virilha. Para mim isso foi o suficente, meu pau ficou duro na hora. Fiquei sem jeito e tentei me afastar. Mas minha mãe percebeu.

_ Nossa filho, você ficou com o pau duro pela mamãe? _disse ela com uma voz melosa.

Eu tentei disfarçar e respondi:

_ Nâo mãe, eu estou na puberdade, fico excitado por qualquer coisa! Eu já estava excitado, antes de te abraçar!

Ela me olhou com malícia e surpreendentemente levantou o seu vestido mostrando a sua calcinha de renda vermelha. Nossa, que capô de fusca maravilhoso! Meu pau ficou mais duro que nunca.

_ Isso então não de excita! _ disse ela com o mesmo tom de voz.

Eu podia ser racional virar a costas e ir embora e nunca mais conversamos sobre o que estava acontecendo, mas não.

Eu a agarrei pela cintura e comecei a beijar os seus peitos pelo decote.

Minha mãe, calmamente, desbotou minha calça, puxou o ziper para baixo, tirando o meu pau para fora. E começou a punhetá-lo.

_ Moleque safado! Não perdoa nem a propria mãe! _ disse com uma voz sorridente.

Perdemos a noção do perigo, a qualquer momento meu pai poderia sair do banho e ver essa cena pertubadora.

_ Paulinho, não podemos ficar aqui! Seu pai demora no banho, mas devemos sair daqui e ir para outro lugar! _ disse ela, dessa vez com a voz mais série.

Fomos para o meu quarto. Lá chegamos, trancamos a porta, para não ter surpresa do meu pai de chegar de repente. Se ele percebesse que a gente foi para o quarto e estranhasse o porquê da gente de trancar lá inventariamos uma desculpa qualquer.

Minha mãe se virou de costa para mim encostando na minha escrivaninha, e empinou a sua linda bunda. Eu, tarado, fui em direção a ela e levantei seu vestido e fui abaixando sua callcinha até o seu joelho.

Nunca tinha visto uma cena mais linda na minha vida: a bunda perfeita da minha mãe despida na minha frente. Comecei a segurar aquelas nádegas. Depois comecei a esfregar o meu pau entre elas. Minha mãe deu um sorrinho de sem vergonha.

Era tão mágico aquele momento que eu enfiei os meus dedos indicadores e e médio dentro da buceta dela. Ela afastou as pernas para facilitar. Aquela buceta estava molhadinha. A puta da minha mãe estava querendo mesmo.

_ Filho, eu sei que você quer brincar, mas é melhor meter logo, antes que o seu pai sinta falta nossa!

Enfiei o meu cacete latejante na vagabunda, sem camisinha mesmo.

Estava comendo a minha mãe! Não podia acreditar nisso.

O pior estava por vir. A vadia gosta muito de meter e é escandalosa.

Começou a gemer alto, botando em risco o nosso segredo.

Fiquei com medo, mas estava com muito tesão e não podia parar. Chegou a um certo momento que coloquei a mão na sua boca, para ela parar de gritar, mas ela me mordeu forte. Mas o tesão falou mais alto e eu não liguei.

Depois de várias deliciosas estocadas naquela xoxota, não aguentei e gozei muito dentro da boceta da minha mãe.

_ Nossa filho, eu gozei um pouco antes de você! _ disse ela.

Nos recompomos da transa.

Minha mãe vestiu a calcinha e destrancou a porta e saiu do quarto, como se tivesse um pouco arrependida do que fez.

Dei um tempo e saiu do meu quarto para ver se o meu pai tinha percebido algo.

Parei na porta do quarto dos meus pais, que estava aberta. Meu pai estava dormindo. Minha mãe estava trocando de roupa, estando apenas de calcinha, a mesma calcinha vermelha rendada, e sutiã também vermelho e rendado. Ela colocou o dedo indicador na boca, pedindo silência e movimentou a boca, sem emitir som, pronunciando que ele estava dormindo.

No dia seguinte, pela manhã eu vi meu pai saindo de casa indo para o trabalho. Ele me cumprimentou afavelmente. Tirando qualquer dúvida sobre ele ter percebido o que houvera na noite anterior.

Minha mãe estava na cozinha vestindo um roupão prateado e tomando café na em uma caneca branca.

_ Seu pai já se foi?_ disse ela.

_ Eu vi ele saindo nesse instante! _ respondi.

Nesse momento escutamos o arranque do motor do carro do meu pai.

_ Filho, temos que conversar o que houve ontem a noite! Você está arrependido do que aconteceu?

_ Sinceramente, um pouco, mas foi muito bom!

_Olha, ninguém pode saber, muito menos os parentes!

_ Tudo bem!

_ Filho, eu sei que não deveria ter acontecido, e nem deveria acontecer de novo, mas isso me deixou muito excitada! Eu quero que você me coma agora de novo!

Eu dei um sorriso sacana e acenei a cabeça positivamente.

A vadia tirou o roupão e estava completamente nua. Seu corpo escultural, seis enorme e sua vagina depilada.

_ Seu pai não me come mais, estou precisando trepar!

Nos agarramos e nos beijamos como adolescentes.

Minha mãe se ajoelhou e começou um boquete. Aquele puta, ora minha mãe, estava mamando deliciosamente no meu pau. Engolia aquele membro com maestria. Me segurei para não gozar naquela boca.

Depois da chupada, que deixou meu pau todo molhado, a vadia sentou em cima da mesa e abriu as pernas, deixando exposta sua bela vagina. Não aguentei, meti naquela xana de novo.

A vadia gritava mais alto do que na noite anterior, pois não tinha mais meu pai para se preocupar.

Eu metia com força. A vadia virava os olhos de prazer.

_ Ah,filho mete nesse bucetão! Me rasga, seu safado! Filho degenerado! Ah, ah, ah,ah, ahh….! Me faz o que o corno e brocha do seu pai não faz! Ah, ah, ah, ahh….!

Dizia coisa e gemia de forma muito louca. Eu ficava cada vez mais com tesão. Percebi que ela gozava com muita facilidade. Ela gozou várias vezes. Eu continuei metendo, até que gozei.

Nesse dia eu e minha mãe estávamos com um tesão incontrolável, transamos várias vezes. Descansávamos e em seguida voltávamos para o embate. Eu poderia contar todas as transas desse dia, mais ficaria o dia todo relando um por um. Mais posso dizer que eu comi a minha mãe de 4, papai e mãe, frango assado etc.

Sendo que todas vezes ela gemia muito alto.

Hoje nós transamos direto, mas esse dia, foi o dia mais insano da minha vida sexual.

Espero que o meu pai nunca descubra e eu e minha minhã mãe continuemos amantes.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
01/08/2018 00:10:06
cara eu amo incesto e conto e maravilhos, espero que você publique mais contos como esse. Eu prático incesto com minha tia, se possivel vamos conversar meu email
18/01/2018 12:51:26
Gostei
16/01/2018 22:33:23
mmm
12/01/2018 17:32:10
Maravilhoso!!!
12/01/2018 08:15:03
Cara pelo que vc falar sua mãe e de para o trânsito fico de pau duro so de imagina .




Online porn video at mobile phone


conto erotico pegador popular da escola heterobotei meu dedo na buceta da mulher do amigoRihanna novinha tentando dar o c* virgem para o padrasto mas não aguenta de dois choracontos minhas amigas fizeram uma festa e me comeram com consolo elétricoContos erotico cdzinha cinemaxvideos loira cabelereira tesuda de mini saia cortando meu cabelo pau durocontos eróticos sobre cunhadabucetudanovinha encostada ne parede rebolando cassetefilho socando a piroca na mae idosacontos eroticos A Dama e o Bruto sexo sexo de pica dura palco do batom pica dura pornôsexos de negues arregaçando xoxotasincesto encostando a rola no priquito da irmazinha de per no quardoconto erotico crente casada carente fica deslumbrada com tamanho rola de outrofui me depilar no salão e ganhei uma chupadacontos eróticos com esposa pedindo pra apanhar e mijar nelamamador de buceta contos eróticosvidio menina batendo uma siririca vendo padastro tomando baiocoletania de negao socando ate o saco nas esposas gringas com vestidos pornopica da cabesa grade colocono na buseta pornover mulher gritando de tesão saindo gosminha do grilo da sua buceta grandecontos eroticos sem querer maebucetas gosmadasmeu amigo me punehtoucontos eroticos climax daputinha dando pros amigosvídeo pornô da retina p**** da retina e mandou um vídeo pornô dela não ela nuacrossdresser saindo montadavídeo pornô de mulher arrotando dando para baixinhovidio de mae fagando filha novinha chupano rola do paimulata safada gosto da vara do roludo e traiufodida na balada/contoporno contos apalpada pelo tio do maridovideo porno de morena com blusa laranhadaEu Queria arranjar uma queria que passasse um filme para mim né e mulher pelada para mim entendeuvídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhomínha avô chupou minha xotacontos eroticos feminizaçao do garotinho maexisvidio amadores de auguen metendo a forçaXvideo porno estrupo dormino abusada boanoitesinderelaler conto erotio descabaçando irma peludaconto porno minha mulher foi ao cabeleireiro depilar a buceta e o cucrente e vizinho cassetudo conto eroticoconto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuproucontos eroticos meu cachorrinhofudendo a matasrtaxvideos comedo uma mele buchudaanythingcurrada pelos negões no carnavalvideos porno marido viciado em comer a fezes da esposaestranho dotado enche coroa loira casada de porra corno asisteas duas bundinha para o macho contoenfiou a sonda contos eróticosconto lesbico a procura do amor cap25contos feminizacao gay chantagemvídeos porno braseiro putona brasileira lavado ropa no cintal e fude com seu cunhado bem dotadocoletania de pinto torto pra baixo gozandoPorno anal queroeu vou cagaso mostrei a bunda pro meu cunhado e ele gozouimcesto com meu papai que pica enormepapaigarota misterio cdzinhaincesto com meu vô contoscontos eroticos minha namorada virgem e meu amigo pauzudomae/chupa pica do filho e engasga pelo narizporno zoo contos em quadradinhos dupla penetracao insestocontos corno manso ineditocarioca dando buceta peluda pros dois marmanjos e gemendo alto pornodoidolactofilia porno em sao carlos spContos coloquei um shortinho d menina e acabei estupradodeixou a irma com a buceta pingandoescandalosa fogosa e gulosa tomando tapa na bunda pornô doidomae com tesao se masturba aoamamentar filho contos pornocontoincestoswww.contos deixei titio chupar minha bucetinha na minha infânciacontos de sexo raspei minha bucetafiume porno.amulher chama vizinho pra conserata pia e entra n varacontos eróticos fazendo a sogra drogadaxvideos zoofilia cavalo e cachorro virado em ticoconto de sexo porno com meu cachorro pastor alrmao fui por racaoContos eroticos socaram a rola na buceta da minha esposa e a engravidaraoporno doido so chupança de buceta. com muita fomecontos gays tio e sobrinhoContos coloquei um shortinho d menina e acabei estupradopai mamou minha rola sexocontovideo belmiro o caseiro caralhudonovinha dando pauzudi com cazelinaai meu cuzinho primo eu sou virgem nunca dei poha devaga doi moitoporno. jafaleii nãoRihanna novinha tentando dar o c* virgem para o padrasto mas não aguenta de dois choraas bucetas mais esgassadas gozandopauzudo passando a vara no meninoarregasado a buceta com muita velocidadebeceta melecada fazeno barulinho fudenogta v a minha secretaria ta dando mole fizemos sexo no escritoriocontos eroticos A Dama e o Bruto