Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Igor, seu idiota. XVIII

Autor: Gabriel
Categoria: Homossexual
Data: 13/01/2018 01:24:46
Nota 10.00
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

- Opa, a ruivinha gostosinha tá aqui? - O garoto que xingou o Will falou.

Eu: Não liga para eles, vem. - Falei puxando a Marina.

Igor: Querem outra surra ?

Não é querendo gabar o Igor, mas ele falou a verdade. A cara dos garotos estava chega de hematomas roxo, tinha uns cortes, mas só estancaram o sangue, não fizeram um curativo igual o que eu fiz no meu namorado, que por sinal, ficou bem melhor. E tinha o garoto que eu agredi, ele era o menos machucado, mas ainda assim tinha uns hematomas, quando nosso olhar se cruzou, eles deviou e não me olhou mais. Ele tá com medo, gostei disso.

A menina loira e metida ficou no meio dos dois grupos, lembrei que o nome dela é Bianca.

Bianca: Pessoal, sem brigas. A gente começou mal, mas pode ser o início de uma bela amizade. - Disse simpática.

Não sabia distinguir se ela falava sério, ou estava sendo falsa. Mas achei uma ótima iniciativa, então fui até ela.

Eu: Ela tem razão, vamos esquecer. Fora que se brigarmos, os dois lados sairão perdendo.

Ela esticou a mão, e eu apertei.

O menino se aproximou de nós, o que xingou o William.

- Tudo bem então, peço desculpas por ter xingado você. É que mano, eu achei muito engraçado, e talvez exagerei em ter chamado de babaca. - Falou com a mão na nuca, visivelmente sem jeito. - Me chamo Enzo.

Will: Não tem problema, se não fosse comigo eu também iria rir, me chamo William, mas pode falar Will.

Marina: E aí, vocês vão ficar até quando aqui ?

Enzo: Oh, ruivinha já tá com medo de eu ir embora ?

Marina soltou o cabelo do coque, ficando bem sexy, eu pegaria.

Marina: Medo ? Eu diria ansiosa.

Enzo: Bem, vamos ficar até domingo.

Kiara: Mas vocês não tem escola não?

O garoto com estilo surfista se pronunciou.

- Na verdade, todos nós aqui entramos em uma escola nova, mas parece que foi invadida, aí como somos novatos, decidimos no conhecer melhor. A propósito, me chamo Guilherme, pode me chamar de Gui.

Marina: Não é possível.

Será que ele era da nossa escola ??

Enzo: O que não é possível ruivinha ?

Marina: Meu nome é Marina, e vocês vão estudar no Campestre?

Gui: Como vocês sabem?

Eu: Todos nós estudamos lá.

A situação era muito cômica, tudo foi exatamente igual. Éramos 6, estudávamos no mesmo colégio, na mesma praia, e ainda casas ao lado.

Enzo: Tá legal, isso é muita coincidência.

Marina: Bom pessoal, nós vamos entrar. Estamos com fome, e temos que nos arrumar também

Enzo: Sem problemas minha ruivinha, mas saibam que estão todos convidados para nossa festa hoje a noite, aliás como são os nomes de vocês ? Você é William, minha ruivinha é marina, vamos lá e o resto..

Eu: Me chamo Gabriel, esse é meu namorado Igor. - Puxei ele.

Comecei a perceber que o Igor não gostou deles, por isso ficou lá no fundo, e creio que a Jade também, ambos não mantiveram contato visual com eles.

Enzo: Namorados ? Vocês são gays ? - Disse surpreso.

Eu: Na verdade somos Bissexuais.

Enzo: Que maneiro, te chamei de viado e nem sabia que estava certo. De qualquer forma, eu super respeito, tá? - Ele começou a ficar sem jeito. - Chamei vocês de viados, porque para um hetero é uma ofensa, e....

Eu: Não tem problema. - Falei rindo.

Igor: Prazer. - Disse com muito desprezo. - Amor, vou entrar, vou preparar nosso almoço.

Jade: Espera, eu vou com você.

Ambos entraram.

Eu: Ela é a Jade.

Bianca: Tá legal, acho que eles não foram com nossa cara.

Eu: Que isso, acho que não. - Tentei desconversar.

Kiara: Me chamo Kiara, muito prazer.

Gui: O prazer é nosso.

Eu: E vocês?

Enzo apresentou a galera dele.

Enzo: Bom me chamo Enzo, ele é o Gui, e o menino moreno ali é o Paulo.

Ele nem nos olhou, ao ouvir o nome, simplesmente entrou, seguido da baixinha que a Kiara segurou o braço.

Bianca: Tá legal, acho que eles não foram com a cara de vocês.

Enzo: Bianca, você só fala isso ? - Disse rindo. - Bom, essa é a Bianca, a baixinha nervosa que entrou é a Gabi, e essa é Julia. - Apontou para uma menina de cabelo preto, com pele parda.

Júlia: Prazer gente. - Disse com um sorriso bem simpático.

Enzo: Bom gente, estamos indo dar um pulo no mercado. Até mais tarde, vocês vão, né?

Eu: Acho que sim.

Bianca: Então até mais.

Pegamos as malas restante, ficamos conversando tanto tempo que nem percebemos que o homem da van tinha ido embora.

Entramos na casa, o jardim era realmente lindo e bem cuidado. Passamos pela porta, e estávamos na sala de estar, e era bem aconchegante, o chão de porcenalato em madeira, as paredes brancas, um lustre no centro. Percebi o Igor sentado no sofá, junto com a Jade.

Deixei a mala, e fui sentar ao lado dele.

Eu: O que foi amor ?

Igor: Vocês realmente viraram amigos deles ? Qual é, a falsidade exalava.

Eu: Achei que eles foram bem simpáticos, qual o problema de resolver um mal entendido?

Igor: Mano, eles não gostam da gente.

Eu: Para mano, você está exagerando. - Olhei para Jade. - Amiga me ajuda.

Jade: Desculpe, mas concordo com o Igor.

Eu: Desisto, vocês podem achar o que quiserem. Eu gostei deles, todos nós gostamos.

Igor: Se vocês gostaram, porque não vão na festa deles ?

Fiquei olhando ele.

Igor: Você estava planejando ir, não é Gabriel ?

Eu: Sim, com você.

Ele se levantou bruscamente, passou por mim e saiu da sala. Fui atrás dele, subi a escada, e ele entrou em um quarto. Entrei atrás, era um quarto de casal, provavelmente dos pais dele.

Eu: Igor, fala comigo.

Igor: A gente saiu no murro, e você acha que eles gostam de nós ?

Eu: Tudo bem, eu entendo você. Mas o que adianta ficar guardando raiva ? Eles estão na casa ao lado, e estudam no nosso colégio. Ignorar não vai adiantar em nada.

Igor: Tem razão, temos que brigar mais.

Eu: Amor, olha para mim. - Disse segurando o rosto dele - Se você quiser, eu fico em casa com você. Não quero começar brigando.

Eu fui sincero, realmente queria ir na festa, mas meu namorado era prioridade, e se ele não queria ir, eu ficaria com ele, afinal esse passeio é para nós nos curtimos.

Igor: Tem razão, me desculpe.

Eu: Não tem problema, me ajude a trazer minhas malas.

Igor: Vem cá. - Me abraçou. - Eu te amo, desculpe por isso, quero aproveitar o máximo possível com você.

Eu: Também te amo. - Beijei ele.

Descemos, e encontramos todo mundo na sala.

Eu: Quem tá com fome ?

Marina: Todo mundo.

Jade: Não compramos comida ainda, ferrou.

Will: Podemos encomendar alguma coisa, depois passamos no mercado.

Kiara: Tudo bem.

Igor: E em questão de limpeza, meu pai ligou para a diarista e ela manteve tudo em ordem. Só a gente conversar até domingo, e arrumar o que estiver bagunçado até ir.

Jade: Ah, me sinto como de estivéssemos de férias.

Eu: E vamos pedir o que ?

Igor: Tem um restaurante aqui perto.

Jade: Quero sair não, não tem o número?

Igor: Acho que na cozinha, deixa eu ver.

Ele foi em direção a cozinha, e eu me joguei no sofá.

Jade: Como foi lá em cima ?

Eu: Normal, eu não vou mais na festa. Vim aqui para aproveitar com vocês.

Marina: Não creio, estava doida para ir na festa.

Will: Para que? Pegar o Enzo ?

Marina: Assuntos do meu interesse, não se mete.

Kiara: Eu também queria ir.

Will: Vamos ué, os três fica aí e nós vamos. Apesar de a Jade ficar segurando vela.

Jade: Nem ferrando que vou ficar aqui com o casal, se vocês forem, eu vou.

Igor voltou.

Igor: Aí, quem liga?

Encomendamos nosso almoço, mas ainda assim precisávamos de comida, afinal ia ficar caro ficar comprando por fora. Então Will e Igor decidiram ir ao mercado, enquanto nós esperamos a comida e íamos arrumar a mesa.

Eu: Vão comprar o quê ?

Igor: Ah, comida básica. Mas tô pensando em comprar algumas carnes para nós fazermos um churrasiquinho, que tal ? Aí a gente passa o dia na piscina.

Eu: Oba, por mim tá ótimo.

Todo mundo concordou.

Abracei ele e sussurrei no ouvido dele.

Eu: Não se mete em encrenca, tá?

Igor: Pode deixar princesa.

Ambos saíram, Kiara e Marina foram arrumar a mesa e eu e a Jade ficamos na sala.

Eu: Nossa que tédio.

Jade: Vamos ver TV?

Eu: Ah não. TV eu vejo em casa.

Jade: Então fica no tédio.

Eu: Vamos jogar ?

Jade: O que ?

Eu: O Igor trouxe o Xbox One dele, vou ver se posso pegar.

Jade: Que lindo.

Eu: Eu sei que eu sou, OBRIGADO. - Dei uma ênfase no obrigado.

Ela se levantou e sentou não chão, ao lado do sofá que eu estava.

Jade: Não, idiota ! Acho lindo que mesmo namorando vocês respeitam o espaço um do outro.

Eu: Ah, obrigado. - Olhei meu celular - Ele deixou, vamos.

Subimos para o quarto que eu e o Igor iríamos ficar.

Jade: Não creio. Olha que quarto bom, acho que era dos pais dele.

Eu: É, também acho.

Jade: Deu sorte, os outros são bem simples. Igual quartos de hóspedes, sabe?

Eu: Vocês deram azar. - dei risada.

Abri a mala grande do Igor.

Eu: Aqui. - Disse tirando da mala e colocando na cama.

Jade: O que é isso ? - Falou metendo a mão dentro da mala.

Jade tirou de lá algumas camisinhas e um tubo de lubrificante.

Fui até o corredor para ver se tinha alguém vindo, fechei a porta, e abri o jogo com ela.

Eu: Tá bom, não conta para o Igor que eu te contei isso. Enfim, ele está planejando fazer uma surpresa para mim. E bem... - Continuei falando, enquanto olhava para as camisinhas. - Deve envolver sexo.

Jade: Uuuu, e você?

Eu: O que tem eu ?

Jade: Como está o coração? Pelo que eu sei você é completamente virgem.

Eu: Ah, meio ansioso, ou melhor medroso... - Fiquei quieto, e continuei. - Como você sabe que eu sou virgem ?

Ela percebeu que tinha falado demais.

Jade: Droga Jade.

Eu: Agora pode falar.

Jade: Ah, as vezes eu e o Igor falamos de você. E ele deixou escapar, não fica bravo com ele.

Eu dei risada.

Eu: Não vejo problema, eu confio em você. E não vou ficar bravo com ele, só se você me falar uma coisa dele.

Jade: Ele é virgem.

Jade pareceu que tinha lido minha mente, com o choque até cai da cama.

Eu: Q-que ? O Igor não parece virgem.

Jade: Mas é, eu que namorei com ele sei.

Eu: Pode explicar.

Jade: Bom, da para ver que ele é bem tarado, né? Mas ele é muito cuidadoso e preocupado. Enfim, como eu já te disse nós namoramos durante 2 anos, é óbvio que a gente fez umas coisinhas, e na primeira vez que a gente tentou avançar, ele travou, eu estava com muito medo, confesso. Meu medo era de doer, porque sabemos que ele é bem "abençoado" - Disse rindo - mas o medo dele não parecia de algo relacionado a dor, então eu perguntei, e ele confessou que era virgem. Eu ri, porque eu estava tentando me fazer de experiente, achando que ele já tinha "comido" várias garotas, e no fim éramos dois virgens. Então eu olhei nos olhos dele, e percebi que ele não estava pronto, sabe ? Eu consigo entender ele sem precisarmos se falar.

Eu: E como vocês terminaram. - Disse curioso com a história deles.

Jade: Bem, depois dessa primeira vez que tentamos, houveram outras duas, uma eu travei, e a última nós dois. - Deu risada. - Aproveitamos então para conversar, sabe quando você sabe que não vai dar certo ? Então, nós dois sentíamos isso. Nosso namoro era perfeito para alguém de fora, e alguns instantes para nós também era. Mas a gente percebeu que nós estávamos forçando o nosso namoro ficar perfeito, igual nos primeiros meses, nosso namoro e estava igual a um tênis.

Eu: Que péssima analogia. - Comentei.

Jade: Não, é sério. Sabe quando você tem um tênis lindo ? Que você ama demais, principalmente nos primeiros dias que comprou, e fica perfeito no seu pé?

Eu: Sei.

Jade: Assim era nosso namoro nos primeiros meses, ou no primeiro ano. Mas infelizmente nosso namoro continuou sendo igual a um tênis. Chegou o momento em que deixou de servir, porém a gente continuou usando, achando que íamos se acostumar com ele. O que não aconteceu, só estava machucando a gente, prendendo a gente. Gabriel, a gente brigava por causa de uma colher que caiu.

Eu: Ah, agora entendi. Mas e aí?

Jade: Bom, no dia que nós dois travamos, abrimos o jogo. Eu queria terminar, e ele também. Mas nenhum de nós queria magoar o outro, e acho que foi por isso que forçamos demais. E nesse dia, a gente terminou, virando melhores amigos. - Disse se deitando na cama.

Eu: Nossa, emocionante. - ri. - Mas como sabe que ele não perdeu com outra pessoa ?

Jade: Toda mina que ele pega ele me conta, e conta tudo, tudo mesmo. Ele já chegou a fazer brincadeirinhas, mas nunca passou disso. Fora que a gente ainda se pegava quando estávamos na seca.

Eu: É bom vocês não estarem se pegando ainda.

Jade: Quem sabe ?

Eu: Você disse que ele não passou das brincadeiras com ninguém, você desconfia do motivo ?

Jade se sentou.

Jade: Não desconfio, tenho certeza.

Eu: Então... ?

Jade: Ele tem medo de se arrepender. Ele está atrás da pessoa certa, sabe ? Ele não quer a pessoa perfeita, ele quer a pessoa que ele não é arrependa. E eu acho que é você. - Disse rindo.

Eu: Me sinto lisonjeado.

Foi bom ter aquela conversa com a Jade, significa que o Igor também é virgem ? Adorei essa informação.

Guardamos as coisas na mala de novo, descemos para sala e ligamos o vídeo game na TV.

Eu: Vamos jogar o que ?

Jade: O de dança.

Ela estava falando do Just Dance.

Puxamos os sofás até a parede, tiramos a mesa de centro do meio da sala. No chão era carpete, então não iríamos nos machucar nem escorregar.

Marina e Kiara apareceram.

Marina: Adoro esse jogo, e vocês nem chamam, falsos.

Kiara: Nem fala nada Ma, falsos amigos são assim mesmo.

Terminamos de dançar, e chamamos elas. A capacidade era de 6 jogadores, então podíamos aproveitar.

Marina: Eu vou escolher a música.

Jade: Lá vai.

Ela escolheu, e deu o tempo para nós nos prepararmos.

Quando ia começar, a Luz acabou.

Jade: Por isso não te chamei, você é urucada menina.

Marina: Não acredito, também não quero mais jogar.

Jade: Até porque não dá. Veio só para desligar.

Eu e a Kiara estávamos rindo demais.

A campainha tocou.

Eu: Deve ser a comida gente, vamos lá.

Abrimos a porta, e nos deparamos com o Enzo no portão.

Ele estava sem camisa, mostrando um peitoral definido, se eu não namorasse eu pegava. - Ri para mim mesmo.

Marina: Ah, é só o Enzo.

Enzo: Para você é amor da minha vida, ruivinha.

Peguei a chave na porta, passei o jardim junto com as meninas, abri o portão para saber o que ele queria. Porém, quando eu fui sair, tropecei em uma leve protuberância no solo, e cai em cima dele, ou melhor, no peito dele. Ele para não deixar eu cair me segurou.

Enzo: Opa, a princesa escorregou do salto? - Disse rindo, que sorriso perfeito.

Eu: Aí, me...

Ia pedir desculpas enquanto saia de cima dele, mas então...

Igor: QUE PORRA É ESSA ??

Continua...

Próxima terça pessoal.

Comentários

15/01/2018 04:21:54
Quero saber mesmo o que o Igor vai fazer pra torná-lo um idiota, pq até agora ele tem sido um amorzinho, o que dá bola fora mesmo é o Gabriel.
13/01/2018 13:38:14
Ferrou
13/01/2018 08:36:14
continue,continue,continue.
13/01/2018 03:01:04
Como a campainha pode ter tocado se não tinha energia na casa? Aqui em casa quando não tem luz ela não funciona,qual é o segredo para a sua funcionar?
13/01/2018 02:56:26
Não vai ter briga de novo não! Gente faça sexo não brigar kk Ótimo!
LKS
13/01/2018 02:43:38
É Gabriel, concordo com o VALTERSÓ, o Igor, faz de tudo por vc... Carinhoso e vc da uma dessa? Não troque o que é de verdade por uma aventura. Sou fã do Igor, não o deixe triste
Lcm
13/01/2018 02:20:03
Muito bom amo seu conto
13/01/2018 02:06:19
BEM FEITO. IGOR CHEGOU NA HORA EXATA. VC NÃO TEM QUE FICAR OLHANDO PRA MERDA DE ENZO NENHUM. CERTEZA QUE SE IGOR NÃO CHEGASSE ENZO IA TENTAR ALGO E VC CAIR NA LÁBIA DELE.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


descreva como se sente ao esfregaren seu clitoresporno contos casal de inquiliocunhas de mini saia safadasXVI de os foi estuprar a coroa mas ela gostou e gososou gostosocontos eróticos chantagiei minha comadre e gozei na boca delagostosas não aguento melo pau de merdacomi minha cadeladavs contos eróticoscontos eroticos gay x negao 40cma filhada vai passar o feriado na casa de seu padrinho e tem pensamento erotico com eleolha amor que jeba gostosazofilia mulher dependurada pel cu no cãotransei com minha irmaas mulheres mais tratante do pornô de fio dentalconto de casada putacasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetamundobicha policial me revistando na estradaComo era as bucetas no tempo da minha avóconto eróticopai colocar velho pra chupá buceta da filhax video caralhomuitogrande mulher não aguentoVelho brasileiro metendo mão na buceta da neta piranhavídeos sexo gays estrupo vampiro principes dandoela me contou que tinha sentado na rola grossaviado tocando punheta para o homem fazendo fio terra e gozando tudo na mãovídeos pornô certinho não quero nenhum errando dando errado por favor obrigadacazal maduros mamado jutos uma picasadomasoquismo p*** relinchando analLolytaputynha video porno irmã bricano com seu imão e apiroca escurrega etraporno. cazano muita no vinhavideo porno irmã bricano com seu imão e apiroca escurrega etraprofessora safada falando putaria pro donzeloos melhores minetes com o caralhinho no cu pornoContos eroticos de mae da banho filho com braço e perna quebradaporno conto erótico apaixonada pelo filho da minha madrastaporno casa xeio de passarinhosvídeo dos anjos guerreiros vídeos pornô sem jeito malpadrasto sodomitacontos eróticos bem depravado de bem picantequal a função de um corno manso assumidofrecando a paciencia do brutolindas foto d moreninha gostosa nua peitinhno bucetinhagozando na entrada da bucetinha minúsculas de frango assado bem devagarcontos eroticos minha namorada medindo o pau do dotadoConto erótico bricadeiras eradas com o paiComo era as bucetas no tempo da minha avófamilia sacana xoxota zerada da filhotasou tarado rasgo cu zapConto gay com o padrasto coxudoencoxando sem querer na minha enteada nas ferias vídeos pornô flagracontos eroticos dando o cuzinhi e a boceta pro molekis da vizinhancameu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticoContos de insesto. Irma gostosa e sua melhor amiga dando a buceta pro seu irmao roludo do pau grande e grosso e cabeçudo comer com vontade.chupando a rola do primo devagarindovídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500contos gay Mandou eu esperar vestido de putinhaminhas condiçoes imposta para o corno contos eroticoNecsEexconto erotico sou travesti e vendi meu cupornô sexo garota transando com apitando o quarto deitadacontos/vendi meu cu virgemSou a cadelinha do cão labrador contosMassagem acaba em fio terra ea mulher flagaso videos de xoxotas murchasnao era pra enfiar no meu cuzinho virgemVaqueiro fazendo sexo com a plaquinhavideo pornotio acomda sobrinha co rola detro da bucetinhaincesto sendo encoxada e rebolando gostoso contos pornocontos o negão bem dotado de todas as pragas da minha sograTenho fetiche de beijar os pés da minha namorada quando ela está usando rasteirinhasanita mulher do corno do maranhaomulher esculhanbando is outros no comentario do nariz thifanycontos.eroticos avo.peludo idoso bigodesexo sentei no colo do meu pai sem calcinhaWww.vidioerotico.deminas.geraís.com.Comtos Eroticos filho de menor fodendo mae gostosonainara puta dando pro sogromoreno sarado de sunga de bombeiropassando a mao no decote e chupando os peitosVideos de sexo brasileiro Eloisa de osasco da o cuzinho gritandocontos eroticos vi meu irmão pelado pela brecha da porta e fiquei esxitada e passei a provoca elechegando calcinha dezeijos proibidopornopanteras porno estemdeu a roupa e deu o cu pro pesocontos eroticos de feminizaçao parte 2munita gozadalevando a cunhada para tomar injeção no bumbumcontos erotico dei o meu cu a forca pro pedreiro caralhudo