Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Teach me (AU! Larry Stylinson)

Um conto erótico de Steroline
Categoria: Homossexual
Data: 17/01/2018 04:25:01
Nota 9.50

Louis nunca foi uma pessoa que passou despercebido. Talvez por sua mania incomum de usar tiaras cheias de flores ou as vezes com pequenas orelhas de gato, suas pequenas toucas coloridas e de usar suas roupas claras e as vezes um pouco fofas demais, dando um ar de infantilidade. Ou talvez por sua pele incrivelmente macia, seus olhos azuis, seus cabelos castanhos sempre caídos em uma franja lateral lisa no rosto ou até por seu corpo cheio de curvas femininas, que levava tanto homens como mulheres a imaginarem diversos tipos de coisa a fazer com o rapaz.

Não que ele fosse aquele tipo de pessoa que conversava com todo mundo da faculdade, ou que dava festas e tinha um milhão de amigos. Ele tinha seus poucos amigos na verdade, apenas dois. Mas por incrível que pareça ele era popular a sua maneira. Digamos que... todo mundo sabia quem era Louis Tomlinson, apesar de Louis Tomlinson não saber quem é todo mundo.

Hoje era o primeiro dia de aula do segundo semestre de faculdade e Louis estava tomando café em seu pequeno, mas aconchegante, apartamento. Ele esperava Liam e Niall, que passavam para buscar ele toda manhã, desde que começaram a faculdade. Os três estudavam juntos desde o primeiro ano, e se conheciam desde bebês devido a amizade entre suas mães, e esses dois eram basicamente da família de Louis.

Seu celular tocou apenas uma vez, uma coisa que ele e Liam haviam combinado e ele nem precisou aparecer na sacada do terceiro andar para ver se o carro dele estava mesmo lá, apenas abrindo a porta e descendo em direção ao pequeno Hall, não deixando de dar bom dia ao porteiro, educado como sempre.

- Bom dia. – O rapaz disse quanto entrou no carro, ajeitando sua pequena coroa de flores branca na cabeça, e se ajeitando no banco de trás.

- Oi Lou. – Niall disse e Liam acenou com a cabeça, sorrindo e dirigindo em direção a faculdade.

O caminho foi percorrido rapidamente como sempre, alguns faróis, um pouco de transito, mas nada que levasse ao atraso, até porque os rapazes sempre chegavam adiantados para que pudessem se sentar no murinho da entrada principal, conversando um pouco. Eles desceram do carro, esperando que Liam fechasse o mesmo, e saíram do estacionamento, indo para o lugar de sempre.

- Louis Tomlinson como sempre chamando atenção. – Liam brincou, baixinho e Niall riu, fazendo com que Louis corasse furtivamente.

- Não senti saudades desses olhares todos nas férias, estava até começando a me sentir melhor. – Louis disse e Liam riu dessa vez, negando com a cabeça.

- Já te disse, não liga pra isso Lou. – Ele disse e Louis assentiu. – Sua inocência que atrai eles, e você não vai perder isso tão cedo não é? – E pronto, aquele assunto sendo mencionado novamente.

Não era novidade para ninguém que Louis era extremamente inocente, afinal, ele tinha fama naquele local. O maior desejo de todos dali talvez seja corromper a onda de inocência que cercava o rapaz, mas a culpa afinal não era dele. Ele não tinha culpa nenhuma se não entendia piadas de duplo sentido, se só tinha dado um beijo na vida (e foi com uma garota da escola, o que tinha sido péssimo, afinal, Louis é totalmente gay) e se ele era... virgem e intocado ao extremo. Quer dizer, algumas pessoas haviam tentado corromper isso tudo mas o máximo que conseguiam era bochechas rubras e um Tomlinson gaguejando sem medida enquanto tentava se acalmar. Não era culpa dele, ou era?

- Chega desse assunto Liam. – O menor disse, não soando tão irritando como queria. Ele era um pouco doce de mais para dar bronca de verdade em alguém, mas Liam pareceu entender e ele e Niall começaram a conversar sobre outra coisa enquanto Louis se perdia em pensamentos.

Ele foi acordado no entanto ao se sentir incomodado com alguma coisa. Uma sensação de estar sendo observado ou algo assim o tomou e ele olhou em volta, procurando algo ou alguém. Logo seus olhos esbarraram em grandes esmeraldas verdes, o encarando tanto que o rapaz começava a corar novamente. O dono dos olhos verdes passou a língua entre os lábios, sorrindo de lado em seguida e Louis provavelmente já estava vermelho demais a essa altura, desviando os olhos. Ele nunca tinha visto esse rapaz.

Louis voltou a olhar o rapaz que agora andava em direção a um dos prédios de tijolo da instituição, ele tinha muitas tatuagens e um piercing no canto dos labos, não parecia exatamente um punk por deixar os olhos sem pintar e não usar roupas esquisitas, mas definitivamente era algo fora dos padrões de Louis, até porque, aquele rapaz não parece ter muito o estilo de moletons de lã rosa claro, calças pretas e uma coroa de flores branca na cabeça, e, bom, era o que Louis usava no momento.

O menor observou o rapaz entrando no prédio, e voltou a vida real, sendo chamado por Liam que dizia que estavam atrasados e perguntava o porquê ele encarava tão fixamente o prédio 3. Louis deu de ombros, dizendo que estava apenas perdido em pensamentos, o que não era mentira. Ele seguiu até seu prédio, número, deixando Liam e Niall seguirem, já que seus prédios não eram os mesmos.

Louis fazia faculdade de fotografia, o que é uma constante paixão do rapaz, desde que ele se conhece por gente. Ele entrou no prédio, pegando alguns materiais no armário e colocando em sua mochila branca que estava apoiada num dos ombros, seguindo em direção ao terceiro andar onde sua primeira aula iria começar.

***

O professor falava algo sobre a linguagem fotográfica enquanto Louis, como o bom aluno que era anotava os pontos principais em seu caderno, sem deixar perder nenhuma informação importante. A tão estranha sensação de ser observado o tomou novamente, e o garoto olhou em volta, vendo se algum dos colegas de sala o observava, mas todos prestavam atenção no professor, focados em seu próprio estudo.

Ele então se virou, olhando para a janela, encontrando o mesmo par de olhos verdes e dessa vez o encarando também. O rapaz, sentado em sua carteira, em outro prédio que dava de cara para a janela de Louis, sorriu, deixando à mostra suas covinhas e não parecia minimamente constrangido por ter sido novamente pego encarando a Louis. O menor mordeu os lábios, constrangido, e o sorriso do maior aumentou e Louis desviou os olhos, estremecendo assustado ao ouvir a gargalhada da classe sobre alguma piada do professor.

Ele desviou sua atenção da janela, voltando a focar na aula e deixando de lado a vontade de observar os misteriosos olhos verdes.

Mais tarde, naquele mesmo dia, Louis saiu do prédio para ir almoçar com Liam e Niall na praça de alimentação da universidade. Ele iria encontra-los lá como sempre, portanto resolveu dar uma passada no banheiro mais próximo antes que de fato chegasse ali. Ao terminar de lavar as mãos no entanto, a porta se abriu revelando suas vozes grossas e o mesmo rapaz dos olhos verdes e de diversas tatuagens espalhadas pelo corpo.

O rapaz sorriu de lado ao encontrar o, definitivamente, menor ali. Seu acompanhante, um mestiço meio moreno, também lotado de tatuagens e com uma aparência tão bonita quanto a do primeiro rapaz, revirou os olhos, soltando um riso baixo e indo fazer suas necessidades.

- Oi, eu sou o Harry. – O rapaz disse, revelando que, sim, sua voz era extremamente grossa, causando um arrepio desconhecido em Louis. E ele assentiu, corando e desviando seu olhar.

- E-Eu sou Louis. – Ele disse, mais baixo e ainda encarando suas mãos.

- É, ouvi falar. – Harry disse e Louis mordeu a parte interna de sua bochecha, respirando fundo. – Você tem uma faminha aqui, sabe, muita gente quer... – Harry foi interrompido pela porta abrindo de novo.

- Louis você está ai! – Liam disse e o rapaz não sabia se se sentia aliviado ou triste pela conversa com o rapaz de, sim, cabelos cacheados, ter terminado. O outro rapaz, acompanhante de Harry, chegou mais perto, lavando as mãos e encarando Liam que ainda estava focado em Louis. – Vamos, Niall está te procurando também. – Liam disse, não dando tempo para que Louis pensasse e o arrastando pra fora dali.

- O amigo dele é meu. – Ele ouviu o outro rapaz falando para o cacheado enquanto saia e se arrepiou com a resposta que o outro recebeu.

- Tanto faz, só quero o baixinho.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
17/01/2018 08:53:02
Muito bom.




Online porn video at mobile phone


contos erotico meu filho me bateu e botou moralpornota doendo gosa logoContos novinha perdeu cabaço do cu com roludao tremcliente dando a buceta para os manobristasxvideos caseiro emfermera mindando banho eaiemtiada.rabuda loulinha dolecente espiada pega foca sexopatrao do pao gigante fode estagiario mundobichapicudod/contosrelatos de chuva douradacontos eroticos A Dama e o Bruto contos eroticos gay dormindo com o tiocrentinha no portao querendo dareu e minha irmã dando para o meu padrasto contosnovinhas.abrir.buzentapornoantigonovinha.comcontos meu genro tesudomenininhae gueyzinho xvideotaradona nivinha loca pra dar oacuzin mas o pausudo nao esta dando conta de te comer num enta o cacetexvideo grates de mulheres largas que fas barulho na vaginaNo motel eu fudi a buceta e o cu virgem da minha sogra conto eroticocastiel de supernatural fazendo sexo porno doidochantagiei a colega de trabalho e comi ela contoscontos eróticos a mâozinha pequeninha da filhinhacomadre milhadinha dando pra ocumpadre pornoporno na fazenda porno doido homem chupanto a buceta ate gozartacontos sou um rainha do analxvideo amador teens assustada quando entro de na xoxota de bruço xoxotaxxvidio em quadrinho mulher de primo caderante muito safadajoelma da buceta enchada da o cu pro amigo do seu filho porno doidvideo porno inedito de mulher gozando descontrolada no vibradorvídeo pornô intrigada e padrastocontos de sexo depilando a sogramulher enfiando um pepino enorme na buceta fazendo barulhoaquilo foi rasgando meu cuzinho contos eroticosconto erotico com o senhor ditaovídeos caseiro noiada no anal dói não dofotos incetos do sexo com entiadas pau gigantes comendo novinhascenasexocom visinhasenas com carinho massagem beijos abraço pegadas palavras romanticas casal apaixonado e sexonao saio de casa e um plugno cuzinhocalçinha ate amarotada na bucetavideos de sexo pratoa pegado a enpegada batedo uma xiriricaconto porno me depilaram todinhaincesto mae vovozinha com filhobuseta.daclaudia.ranharFui encoxada e iniciada por um roludo casada fiel tentando não trair,mais não resistiu quando viu a pica dura enormecontos erotico eu moleque vi minha tia amamentando seu bebecontos nao resisti vi a buçeta da minha mae bebadaComi meu tio macho virgem no motel contos com fotospai fas.fihinha goza primeira ves putariabrasileirafoto porno de babalu montada no cavaloconto erótico de mendingovídeos de sexo de contos na sacristiaContos me foderam muito por perder a apostaBaix porno emprensando na paredecontos eroticos nupcias blogspotanita mulher do corno do maranhaoContoeroticonovinhosafadoconto erotico gay conto gay real romance historia -youtube -site:youtube.comTodas fotos.de.cabacinhos.das.novinhas.gostosa .i.kuzinhos.gostosoSexo on-line aclimação menagexvıdeos porno magrınhas gostozanão sei Teixeirinha gostosa arrombadacabeção cantando xeretandoconto de farra de casadafelipe e guilherme - amor em londres 4negao colocou td o pau de 45 centi na loiraconto erotico primeiro boquetecomendo a mileninha gostosinhagostosas com traseiro largo de biquinesXVídeos gay com truculência